Prof Demétrio Melo - Brasil: Domínios Morfoclimáticos

15,447 views
15,842 views

Published on

Aula com as principais características dos domínios morfoclimáticos brasileiros segundo o Geógrafo Aziz Ab'Saber.

Published in: Education
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
15,447
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4,636
Actions
Shares
0
Downloads
192
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Prof Demétrio Melo - Brasil: Domínios Morfoclimáticos

  1. 1. Prof. DEMÉTRIO – www.melo-geografia.blogspot.com 2ºS ANOS BRASIL: OS GRANDES DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS O principal elemento da paisagem natural é a vegetação, e em nosso País ainda há grandes espaços ocupados por formações naturais. É um forte elemento de caracterização territorial, atrelado ao fato da ocorrência do clima equatorial e climas tropicais que mantém a maior biodiversidade do planeta. Dessa forma no cartograma a seguir podemos identificar os grandes Domínio Morfoclimáticos do Brasil proposto pelo Geógrafo Aziz Ab’Saber: Brasil: Domínios Morfoclimáticos A partir do cartograma podemos correlacionar os domínios aos respectivos tipos climáticos: - Domínio Amazônico: Clima Equatorial (Am) - Domínio do Cerrado: Clima Tropical Típico (Aw) - Domínio de Mares de Morros: Clima Tropical de Altitude (Cwa) - Domínio da Caatinga: Clima Tropical Semiárido (BSh) - Domínio de Araucária: Clima Subtropical (Cfb) - Domínio de Mata Atlântica: Clima Tropical de Altitude (As) - Domínio da Pradaria: Clima Subtropical (Cfa) O Prof. Dr. Aziz Ab’Saber propôs tal classificação na década de 1960, correlacionando os grandes ambientes naturais brasileiros com as características: do relevo, dos solos, do ambiente climático e da influência da circulação intra tropical da atmosfera. A ideia de domínio não é o mesmo que bioma, o primeiro refere-se à ideia de homogeneidade da paisagem (entretanto sabemos que no Domínio Amazônico existem estratos florestais: floresta de terra firme, floresta de várzea e floresta inundável – igarapés e igapós) enquanto que bioma é definido pelo conjunto da vegetação que possui os mesmos aspectos geoclimáticos, e um processo comum de desenvolvimento e evolução. No País a grande quantidade de vegetação é vista como resultado da qualidade dos solos, entretanto isso não é inteiramente verdadeiro. Nos solos úmidos da Amazônia e de parte da Mata Atlântica a grande quantidade de chuvas torna o solo mais ácido e arenoso (é comum a lixiviação). Já no Cerrado o clima tropical típico determinou uma vegetação adaptada a longa estiagem, possuindo solos ácidos e com a formação de lateritos. Os melhores solos estão na Zona da Mata Nordestina (massapé) e no interior de São Paulo e norte do Paraná (terra roxa). No restante do País a agricultura depende de corretivos e adubos químicos (derivados do petróleo e compostos inorgânicos industriais). DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS  Domínio Amazônico A floresta Amazônica é o grande destaque da vegetação do local, com as características: folhas grandes (latifoliada), grande variedade de espécies (heterogênea), sempre verde porque não perde as folhas no inverno (perene) e com vegetais que se adaptam ao clima úmido. Podemos identificar na Floresta Amazônica as seguintes formações: a) Mata de várzea ou igapó: está sujeita a inundações periódicas. Há uma grande variedade de espécies vegetais, pois grande é a quantidade de sementes trazidas pelas águas das cheias e depositadas na várzea. Aqui, a seringueira (Hevea brasiliensis) tem o seu reino. A mata inundada é vegetação arbórea, densa, chamada pelos índios de caa-igapó (mata inundada). b) Mata de terra firme ou caetê: aí desenvolvem-se os gigantes da floresta equatorial, como a castanheira, o cedro, o mogno, a andiroba e o caucho. Esta mata apresenta vários andares e uma grande variedade de espécies de madeiras duras, de maior valor econômico. Consequentemente, nela realiza-se a grande atividade madeireira. É mata de terra firme, alta, a salvo das enchentes; possui um número muito grande de espécies de valor econômico. 1 Gráfica GEO ALUNO: _______________________________________________________________ SÉRIE:_______________ TURNO_________
  2. 2.  Domínio Atlântico A vegetação tropical úmida tem a combinação de intensa pluviometria e elevada insolação anual. A formação principal é a Mata Pluvial Latifoliada Perenifólia (Mata Atlântica). Neste domínio a influência do Oceano Atlântico foi determinante. Desde o oriente do Rio Grande do Norte até o extremo sul do Rio Grande do Sul encontram-se formações sob a influência do clima litorâneo, com as seguintes áreas distintas: a) Mata Atlântica em tabuleiro costeiro: faixa do RN ao Norte da BA, com relevo baixo deformação sedimentar, com a presença do solo de massapê (solo aluvial rico em matéria orgânica, responsável pela ocupação econômica na época colonial com a atividade canavieira). b) Mares de Morros: área serrana do Sudeste ao Sul do Brasil, com cobertura de mata Atlântica, resultado da combinação do relevo alto e de massas úmidas, com a presença do solo de terra roxa, que fora ocupado com a cafeicultura e que posteriormente financiou a industrialização brasileira na República Velha. c) vegetação litorânea: compreende a vegetação de maré (conhecido como mangue), com áreas de restingas em faixas da Região Nordeste e Sudeste. Resultado da interação fluviomarinha, entre as cheias do oceano com a descarga de rios, cria condições de solos encharcados e altamente salinos (solos halomórficos, muito pouco desenvolvidos que praticamente não apresenta diferenciação vertical), as raízes das plantas apresentam adaptações (os pneumatóforos) para o movimento constante do solo e baixa oxigenação. A urbanização alterou drasticamente a vegetação de mangue e restinga.  Domínio do Cerrado Região do clima tropical continental com uma estação úmida entre a primavera e verão do hemisfério sul. Trata-se de vegetação predominantemente arbustiva, encontrada em quase todo Brasil Central, cobrindo particularmente o Planalto Central. Seus arbustos de galhos retorcidos podem aparecer espalhados ou em formações campestres, os solos são permeáveis, graças às rochas areníticas.  Domínio da Caatinga Região da Depressão Sertaneja com a ocorrência do clima tropical semiárido, vegetação típica do Nordeste e norte de Minas Gerais, formada por espécies xerófitas, representada pelas espécies de cactáceas e bromeliáceas (mandacaru, xique-xique, facheiro, por exemplo). Sofre a influência direta do clima, caracterizado pela escassez das precipitações e da pouca espessura do solo. Pode ser arbórea ou arbustiva, com grande número de cactáceas; desaparecem então as gramíneas, que recobrem o solo na época das chuvas. 2 Gráfica GEO Cabe lembrar que na foz do Rio Amazonas há a presença de manguezais, que protegem as margens contra a ação erosiva do encontro do rio com o oceano (periodicamente ocorre a pororoca).
  3. 3. Durante a estiagem as árvores perdem as folhas, com exceção do juazeiro, do umbuzeiro e da oiticica. Domínio dos Campos ou Pradarias Sobre a influência do clima subtropical no extremo sul do Rio Grande do Sul, Predominam espécies rasteiras do tipo gramínea, caracterizada por pequenos arbustos espalhados pelo terreno. Quando grandes áreas do terreno são cobertas pelo tipo de vegetação predominantemente de espécies gramíneas, tem-se a formação de campos limpos; quando aparecem arbustos, trata-se de campos sujos.  Domínio das Araucárias Também conhecida como Mata dos Pinhais, é mais aberta e homogênea que as demais formações naturais do país. É formada principalmente pela Araucária (Angustifolia), espécie de pinheiro, e por algumas espécies associadas, incluindo as do tipo latifoliada, como a Imbuia, Canela, Cedro. Originalmente ocupava os planaltos de clima tropical de altitude em São Paulo e Paraná, até as áreas de clima subtropical do Rio Grande do Sul. Faixas de Transição ou Formações Complexas As áreas complexas no Brasil apresentam fisionomias de mais de um domínio, pois encontram-se em limiares dos domínios naturais, dessa maneira são ocorrências muito heterogêneas. As que recebem maior destaque são:  Pantanal Extensa planície alagável na América do Sul, está na influência do clima tropical continental e da Bacia Hidrográfica Platina, existem espécies da Mata Atlântica, Amazônia Cerrado e Caatinga. Tradicionalmente ocupada com a pecuária bovina extensiva.  Mata de Cocais Porção Oeste do Maranhão, principalmente, Piauí, Ceará e Tocantins, e sobre influência da massa equatorial atlântica, conta com a presença de palmáceas, principalmente buriti, carnaúba e babaçus. Ocorre intensa utilização no extrativismo vegetal. Trata-se de uma vegetação secundária, que por estar nas proximidades da Caatinga e do Cerrado há a abundancia de palmeiras como vegetação principal. 3 Gráfica GEO 
  4. 4.  Agreste Gráfica GEO Faixa de transição entre o sertão semiárido e o litoral úmido. Tradicionalmente ocupada com a agricultura familiar e de subsistência, além do gado bovino leiteiro. Entretanto há áreas úmidas nas encostas elevadas da Borborema onde ocorrem as chuvas orográficas, e vegetação xerófila no ocidente mais seco. Exercícios de Fixação 01.(UFAL) A área de domínio da caatinga no sertão nordestino apresenta atualmente, um quadro de graves problemas ecológicos. Além dos períodos de seca prolongada (fenômeno natural), aparecem como novos problemas o desmatamento, a erosão, a salinização e a contaminação dos solos. Dentre outros fatores, esses novos problemas são decorrentes da A) formação de pastos, plantio de algodão e culturas alimentares, além da introdução da irrigação. B) recente industrialização baseada no processamento de produtos agrícolas tropicais, que produz uma ele quantidade de resíduos lançados a céu aberto. C) utilização de adubos químicos e fertilizantes pelos pequenos agricultores e a extração de madeiras nobres para a indústria de móveis. D) expansão, através da irrigação, das plantações de cana-deaçúcar e algodão para além da Zona da Mata e do Agreste. E) política de assentamentos promovida pela SUDENE na década de 60, que permitiu a ocupação do semiárido por pequenos agricultores a) O relevo relativamente plano dos Pampas propicia a criação de gado e a mecanização da agricultura, com destaque para a produção de carne e de cereais como soja, milho, arroz e trigo. b) No Brasil central, o domínio do Cerrado e as chuvas regulares ao longo do ano criaram condições ambientais impróprias para qualquer prática agrícola. c) Os principais fatores de desmatamento da Amazônia são a agricultura, a pecuária, a construção de represas para a produção de energia elétrica e a extração de madeiras nobres. d) As áreas de clima tropical localizadas próximas à faixa litorânea, onde a precipitação é significativa e as temperaturas são elevadas praticamente o ano todo, favoreceram a formação da mata Atlântica, com grande diversidade de espécies animais e vegetais. e) No planalto Meridional brasileiro dominava a mata de Araucárias, também conhecida como mata dos Pinhais, que foi quase totalmente destruída devido à intensa exploração madeireira. 02.(FUVEST) “Estou enfiado na lama / É um bairro sujo / Onde os urubus têm casas / E eu não tenho asas / Mas estou aqui em minha casa / Onde os urubus têm asas / Vou pintando, segurando as paredes do mangue do meu quintal...” (Manguetown, Chico Science). Os mangues estendem-se desde o Amapá até Santa Catarina. Esse ecossistema: I. desenvolve-se nos litorais protegidos de ondas e na desembocadura de rios. II. apresenta somente plantas adaptadas ao excesso de luminosidade. III. tem solo salino, pelo alagamento durante a maré cheia. IV. é área de procriação de varias espécies pela alta porcentagem de matéria orgânica. V. sofre degradação pela instalação de indústrias e pela urbanização. Está correto apenas o que se afirma em: a) I, II e III. b) I, III, IV e V. c) I, III e V. d) II, III, IV e V. e) III, IV e V. 04. (FAPA) Na Amazônia, região de clima quente e muito úmido, nos solos de terra firme, após a derrubada da mata, há um rápido processo de lixiviação, fazendo com que a fertilidade caia verticalmente. Assinale a alternativa que melhor exprime o conteúdo do texto. a) O problema representado pelo desmatamento desenfreado da Amazônia. b) A organização do espaço amazônico depende do processo de desmatamento em grande escala. c) Os solos arenosos e pobres da Amazônia impedem a região de desenvolver a agricultura. d) Os perigos representados pela permanência da monocultura em áreas equatoriais. e) A vocação agrícola da Amazônia é prejudicada pela pobreza dos solos. 05. (ACAFE) A vegetação é reflexo das condições naturais do solo e do clima do lugar em que ocorre. Numa formação vegetal encontrada em regiões com temperaturas médias anuais em torno de 25ºC e pluviosidade acima de 2000mm, o corte de madeira como o mogno e o cedro, dentre outras, é enorme, contribuindo para a extinção de várias de suas espécies. A formação vegetal descrita é: 03. (ACAFE) Considerando o quadro natural brasileiro, apenas uma alternativa está incorreta. Assinale-a. 4
  5. 5. a) Floresta latifoliada de clima equatorial. b) Mata de Araucária de clima subtropical. c) Floresta higrófila de clima tropical típico. d) Mata Atlântica de clima tropical semiárido. e) Vegetação de Cerrados de clima tropical litorâneo. Gráfica GEO 10. (PUC) A cobertura vegetal típica do Brasil Central é a do Cerrado. Esta vegetação está correlacionada com: a) os elevados índices de umidade. b) os solos ricos em “húmus”, porém muito permeáveis. c) o clima tropical, de estação seca bem marcada. d) o clima subtropical, de prolongada estação seca. e) os solos endurecidos por uma camada de seixos ferruginosos. 06. (UFPI-2005) Acerca do fenômeno conhecido como seca, assinale as afirmativas abaixo com V (verdadeira) ou F (falsa). (F ) É um fenômeno físico restrito à região nordeste do Brasil. ( F ) Ocorre com maior incidência na sub-região nordestina, conhecida como Zona da Mata. ( V ) No século XIX, a seca de 1877 marcou profundamente a história da região Nordeste, pela quantidade de mortes de animais e de seres humanos. ( V ) Os açudes foram defendidos, desde o século XIX, como a solução técnica para o problema hídrico das secas, nomeadamente por engenheiros de todo o Brasil. 11. Observe o climograma. A análise do climograma nos permite afirmar que os dados foram coletados em um lugar de clima: a) temperado continental, com acentuadas amplitudes térmicas anuais, no hemisfério norte. b) tropical de altitude, com invernos ameno, grande amplitude térmica, no hemisfério sul. c) mediterrâneo, com invernos suaves e chuvosos, no hemisfério norte. d) equatorial, com regularidade na distribuição anual das chuvas, pequena variação térmica e uma longa estação seca no hemisfério sul. e) monçônico, com chuvas torrenciais no verão, no hemisfério sul. 07. (UFPI-2004) O Pantanal é uma área sedimentar que banha terras brasileiras, paraguaias e bolivianas. Sobre ele marque as afirmativas com V( verdadeiras) ou (F) falsas. ( V ) A atividade econômica praticada com maior intensidade no Pantanal é a pecuária bovina. ( F ) As atividades humanas desenvolvidas nas áreas pantaneiras têm melhorado as condições ambientais. ( F ) No Pantanal mantêm-se intactas as tribos Guató, Bororo, Guaiacuru, Parecis, Guarani e outros grupos. ( F ) No Pantanal encontra-se fauna e flora bem conservadas e sem assoreamento dos rios que constituem a bacia. 12.(FURG) Em relação ao domínio morfoclimático das depressões interplanálticas semiáridas do Nordeste, podemos afirmar que caracteriza-se por a) vegetação de caatinga, afloramentos rochosos, solos rasos e pedregosos e drenagem intermitente. b) vegetação de cerrado, interflúvios tabuliformes de vertentes suaves, solos lateríticos e drenagem perene. c) vegetação de pradarias mistas, ondulações suaves, solos profundos e drenagem temporária. d) vegetação de savanas, morros baixos e convexos, solos do tipo massapê e drenagem mista. e) vegetação de cocais, alinhamentos de serras com encostas íngremes, solos podzólicos profundos e drenagem densa do tipo dendrítica. 08. Marque com X a alternativa que contem a afirmativa incorreta: a) Na Amazônia, a modernização nas técnicas de pesca, com uso até de diamante, está extinguindo certas espécies como pirarucu, o peixe-boi e outros. b) Os igarapés da Amazônia são pequenos e estreitos cursos de água. c) Afirma-se, normalmente, que na Amazônia a vegetação vive de si própria, pouco dependendo dos solos, porque ela impede a erosão pluvial além de fornecer elementos nutrientes a terra. d) Os solos da Amazônia são naturalmente férteis e uma prova disso é a exuberante vegetação que eles sustentam. e) Inúmeras tentativas de estabelecer grandes plantações monoculturas na Amazônia falharam, por não terem levado em conta as condições próprias do meio natural. 13. (UECE) Trata-se de um domínio natural com características tropicais úmidas, com processos de intemperismo químico em rochas cristalinas, com relevos fortemente dissecados em morros, colinas e cristas, e com a ocorrência de processos erosivos acelerados motivados por desmatamentos desordenados. A área com tais características corresponde ao domínio de a) terras baixas florestadas equatoriais. b) áreas mamelonares tropicais-atlânticas florestadas. c) chapadões tropicais interiores com cerrados e florestas galerias. d) planaltos subtropicais com araucárias. 09. (UFTM) Observe o mapa da Amazônia para responder à questão. Assinale a alternativa que identifica as partes hachuradas no mapa. a) Áreas de reservas extrativistas. b) Regiões de conflitos de terra. c) Áreas de projetos minerais. d) Regiões de cultivos comerciais. e) Áreas de desmatamento. 5

×