Pedagogia crítico social dos conteúdos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Pedagogia crítico social dos conteúdos

on

  • 515 views

Pedagogia critico social dos conteúdos ministrado pelas coordenadoras da EM Nazira Anache Campo Grande MS by Delziene Perdoncini 2014

Pedagogia critico social dos conteúdos ministrado pelas coordenadoras da EM Nazira Anache Campo Grande MS by Delziene Perdoncini 2014

Statistics

Views

Total Views
515
Views on SlideShare
515
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
14
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Pedagogia crítico social dos conteúdos Pedagogia crítico social dos conteúdos Presentation Transcript

  • PEDAGOGIA CRÍTICO-SOCIAL DOS CONTEÚDOS
  • Coordenadora Soraya
  • ∗ CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA ∗ A EDUCAÇÃO COMO UMA “ATIVIDADE MEDIADORA NO SEIO DA PRÁTICA SOCIAL GLOBAL” (SAVIANI, 1980) ∗ TENDÊNCIA CRÍTICO-SOCIAL DOS CONTEÚDOS O→ DESENVOLVIMENTO DO CONHECIMENTO ESTÁ LIGADO AO MÚTUO CONDICIONAMENTO PENSAMENTO E PRÁTICA; COMO PROCESSO E RESULTADO, CONSISTE NA SUPERAÇÃO DA DICOTOMIA SUJEITO-OBJETO. (MIZUKAMI, 1986). View slide
  • As propostas desta tendência foram desenvolvidas, no Brasil, por Dermeval Saviani, o qual se baseia em vários autores, como: Marx, Grasmci, Kosik, Snyders, entre outros. Junto a Saviani, temos vários outros educadores que elaboram a favor desta corrente, dos quais destacamos José C. Libâneo, Carlos R. J. Cury e Guiomar N. de Mello. View slide
  • Como as outras tendências progressistas, a Crítico-social dos conteúdos também está preocupada com a função transformadora da educação em relação à sociedade, sem, com isso, negligenciar o processo de construção do conhecimento fundamentado nos conteúdos acumulados pela humanidade.
  • Segundo Aranha (1996), a Pedagogia Crítico- social dos conteúdos, ou, como também é conhecida, a Pedagogia Histórica-crítica, busca: “Construir uma teoria pedagógica a partir da compreensão de nossa realidade histórica e social, a fim de tornar possível o papel mediador da educação no processo de transformação social.”. (ARANHA, 1996, p. 216).
  • Pode-se perceber, na fundamentação desta tendência, uma preocupação com a transformação social, contudo, para tal, parte- se da compreensão da realidade, a partir da análise do mundo do trabalho, das vivências sociais, buscando entendê-lo não como algo natural, mas sim construído culturalmente - torna-se importante no processo de transformação social a mediação cultural.
  • “A difusão de conteúdos é a tarefa primordial. Não conteúdos abstratos, mas vivos, concretos e, portanto, indissociáveis das realidades sociais. A valorização da escola como instrumento de apropriação do saber é o melhor serviço que se presta aos interesses populares, já que a própria escola pode contribuir para eliminar a seletividade social e torná-la democrática”. (LIBÂNEO, 1994, p. 69).
  • E continua afirmando: “Assim, a condição para que a escola sirva aos interesses populares é garantir a todos um bom ensino, isto é, a apropriação dos conteúdos escolares básicos, que tenham ressonância na vida dos alunos.. (LIBÂNEO, 1994, p. 69). Para Libâneo, portanto, é fundamental que se entenda que: “A atuação da escola consiste na preparação do aluno para o mundo adulto e suas contradições, fornecendo-lhe um instrumental, por meio da aquisição de conteúdos e da socialização, para uma participação organizada e ativa na democratização da sociedade”. (LIBÂNEO, 1994, p. 70).
  • Coordenadora Maria Diniz
  • ∗ METODOLOGIA ∗ PEDAGOGIA CRÍTICO-SOCIAL DOS CONTEÚDOS A→ ESCOLA PÚBLICA CUMPRE A SUA FUNÇÃO SOCIAL E POLÍTICA DIFUSÃO DOS CONHECIMENTOS→ SISTEMATIZADOS COMO CONDIÇÃO PARA A EFETIVA PARTICIPAÇÃO DO POVO NAS LUTAS SOCIAIS. ∗ DO PONTO DE VISTA DIDÁTICO O ENSINO CONSISTE→ NA MEDIAÇÃO DE OBJETIVOS-CONTEÚDOS- MÉTODOS ENCONTRO FORMATIVO ENTRE OS→ ALUNOS E AS MATÉRIAS ESCOLARES, QUE É O FATOR DECISIVO DA APRENDIZAGEM. ∗ CARACTERÍSTICA DAS ATIVIDADES ESCOLARES NIVEL ÓTIMO DE DESAFIO→ → ESTÍMULOS DE COMPLEXIDADE, NOVIDADE E IMPREVISIBILIDADE AUMENTAM A MOTIVAÇÃO.→
  • ∗ O PROFESSOR CONSCIENTE DOS DIFERENTES NÍVEIS DE APRENDIZAGEM, ESTUDA, PESQUISA E CONTEMPLA EM SEU PLANEJAMENTO: ∗ INFORMAÇÃO VERBAL ∗ HABILIDADES INTELECTUAIS ∗ ESTRATÉGIAS COGNITIVAS ∗ ATITUDES E VALORES
  • ∗ RECUPERAÇÃO DA APRENDIZAGEM RECUPERAÇÃO: PARTE INTEGRANTE DO PROCESSO EDUCATIVO ∗ TIPOS DIFERENTES DE PROBLEMAS: SOLUÇÕES DIFERENCIADAS. ∗ ESTRATÉGIA PREVENTIVA: DIARIAMENTE ∗ AVALIAÇÃO CONTÍNUA, DIAGNÓSTICA, REVISÃO DIÁRIA, EXPLICAÇÕES COMPLEMENTARES, ATIVIDADES LÚDICAS, TAREFAS CORRIGIDAS. ∗ ART 88 DO REGIMENTO ESCOLAR – RECUPERAÇÃO DA APRENDIZAGEM SERÁ REALIZADA NO DECURSO DO ANO LETIVO.
  • ∗ FALAR DE RECUPERAÇÃO É AO MESMO TEMPO FALAR DE AVALIAÇÃO, DE FORMA: ∗ DIAGNÓSTICA ∗ FORMATIVA ∗ SOMATIVA ∗ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO: COMPROMISSO COM O ENSINAR E APRENDER (CEA)
  • Coordenadora Aparecida
  • EDUCADOR 1.CONHECER OS RESULTADOS. 2.RETOMAR ASPECTOS QUE DEVEM SER REVISTOS. 3.CRIAR NOVOS INSTRUMENTOS DE TRABALHO. 4.IDENTIFICAR OS “PROBLEMAS” E “AVANÇOS” ∗E REDIMENSIONAR A AÇÃO EDUCATIVA. ∗5. ORIENTAR A INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA
  • A ESCOLA NAZIRA ANACHE ADOTA OS SEGUINTES CRITÉRIOS AVALIATIVOS:
  • 1.2– Operatória (Dissertativa- argumentativa) ∗- planejar tempo para comentários dos avanços e intervenções. ∗Periodicidade: mensalmente ∗ 1.2.a - Sugere ordenação em 3 partes: ∗ 1ª parte – tema que exige expressividade, escrita em forma de redação. ∗ 2ª parte – perguntas bem elaboradas e contextualizadas ∗ 3ª parte – Problemas (relacionar entre si conceitos de modo significativo, ortografia, coerência, estética, foco no tema, usar informações de outras disciplinas, selecionar, relacionar...)
  • 2) Trabalho em Grupo Periodicidade: bimestralmente 3) Auto-avaliação Periodicidade: mensalmente 2.a- Participação de todos, forma de apresentação: teatral, musical, textual, dinâmica de grupo, constatação de conhecimento individual 3.a- Capacidade de auto observação: onde estava, caminhos que percorreu e onde está, capacidade de imparcialidade e sinceridade.
  • 4) Relatório individual Periodicidade: bimestralmente 5) Dinâmica de grupo Periodicidade: bimestralmente 4.a- Estrutura textual: cabeçalho, objeto (exposição do problema) desenvolvimento, detalhamento, sequência dos procedimentos ou circunstâncias, dedução ou indução, conclusão... 5.a- Atenção para explicações dos procedimentos da dinâmica, participação, envolvimento na aplicação, participação na generalização...
  • 6) Debate Periodicidade: bimestralmente 6.a- Respeito aos procedimentos: afirmação, réplica, tréplica, etc. Capacidade de ouvir, pertinência das perguntas, coerência das respostas, respeito a ideias e opiniões diferentes, conhecimento de causa...
  • ∗ 7) Trabalho com projetos Periodicidade: Anual 7.a- 1ª etapa – Planejamento: participação de todos (opinião), capacidade de ouvir e de propor, interesse, preparo do cronograma, definição das respostas às perguntas chaves (o que, como, quem, onde, quando, para que, quanto), definição do destino social (o como na comunicação), esquema de pesquisa e trabalho,...
  • 2ª etapa – Execução; cumprimento do cronograma, cumprimento da parte que cabe a cada um, diversidade de fonte de pesquisa e entrevista, cumprimento do planejamento. 3ª etapa – Análise – capacidade de análise e síntese do conteúdo pesquisado, aferimento com a hipótese inicial, confirmação, reformulação ou transformação, produção textual,... 4ª etapa: Destino Social ou Culminação: teatro, música, produção de vídeo, seminário, pintura de muro ou painéis, quadro mural, produção de jornal, livro, passeata, panfletagem, artigo no jornal... 5ª etapa – Auto-avaliação – individual e do grupo.
  • Avaliar é dinamizar oportunidades de ação, reflexão. (Perspectiva crítico-social)
  • Escola Municipal Nazira Anache. Orientação nº 04 Professores! Sua tarefa não é nada fácil, pois exigem dos mesmos muita dedicação, planejamento e estudo, pois tudo aquilo que é trabalhado em sala de aula merece ser revisto e bem preparado. Na Escola Municipal Nazira Anache utilizaremos alguns critérios sobre o Planejamento, que serão cobrados pela equipe técnica da escola. Portanto, para realizar o plano de aula no caderno de planejamento, faz-se necessário seguir a seguinte ordem: ∗- objetivo ∗- conteúdo ∗- metodologia ∗- recursos didáticos ∗- avaliação ∗- replanejamento
  • Coordenador Gilson
  • ∗ Escola Municipal Nazira Anache. Orientação nº 04 ∗ Professores! ∗ Sua tarefa não é nada fácil, pois exigem dos mesmos muita dedicação, planejamento e estudo, pois tudo aquilo que é trabalhado em sala de aula merece ser revisto e bem preparado. ∗ Na Escola Municipal Nazira Anache utilizaremos alguns critérios sobre o Planejamento, que serão cobrados pela equipe técnica da escola. Portanto, para realizar o plano de aula no caderno de planejamento, faz-se necessário seguir a seguinte ordem:
  • ∗ objetivo ∗ - conteúdo ∗ - metodologia ∗ - recursos didáticos ∗ - avaliação ∗ - replanejamento
  • Objetivo é o que se espera que a turma aprenda em determinadas condições de ensino. É ele que orienta quais conteúdos devem ser trabalhados e quais encaminhamentos didáticos são necessários para que isso ocorra. Por que vai ensinar? Esses objetivos devem estar articulados com cada conteúdo.
  • Conteúdo é o conjunto de valores, conhecimentos, habilidades e atitudes que o professor deve ensinar para garantir o desenvolvimento e a socialização do estudante. É o que vai ensinar. Pode ser classificado como conceitual (que envolve a abordagem de conceitos, fatos e princípios), procedimental (saber fazer) e atitudinal (saber ser). Conceito é a definição de um determinado termo. Um exemplo: se o objetivo é o aluno identificar o que é um inseto no contexto dos demais invertebrados, o professor deve eleger como conteúdo animais invertebrados, apresentar o conceito de inseto e explicar o aspecto que o diferencia dos animais que não possuem ossos. Observe que é preciso definir primeiro os objetivos de ensino e aprendizagem para depois selecionar e organizar os conteúdos. Os conteúdos são retirados das ementas tendo como base o Referencial Curricular da Reme, que devem ser discutidos com o coordenador (a) e divididos por bimestre.
  • Metodologia é o conjunto de métodos e técnicas aplicadas para um determinado fim. É o caminho percorrido, a maneira utilizada para atingir o objetivo (já estabelecido). Como ensinar, de que maneira darei a minha aula. Num plano de aula, a metodologia deve estar embasada numa intenção ampla do professor, quanto às questões filosóficas, psicológicas e culturais e restritas - quanto à aprendizagem dos conteúdos em si. Devem descrever como será a aula, os recursos utilizados e de que forma fará a explicação do conteúdo e atividades.
  • Recursos didáticos: deverão ser descritos no Plano de aula, os materiais pedagógicos, tecnológicos e de papelaria utilizado em cada aula. As atividades xerocopiadas deverão estar coladas no caderno de planejamento, assim como também as páginas que serão trabalhadas em sala ou em casa. Se a aula for semanal, deverá descrever os recursos de cada aula, para agendamento dos mesmos.
  • ∗ Escola Municipal Nazira Anache. ∗ Campo Grande, 18 de fevereiro de 2014. ∗ SUGESTÃO ∗ ∗ Período: 19/02 e 26/02 (6º A) e 21/02 e 28/02 (6ºC) (seu planejamento poderá ser semanal ou quinzenal ) ∗ Componente curricular: Geografia ∗
  • ∗ Objetivo: ∗ Entender como os seres humanos produzem e organizam seu espaço e de que modo se apropriam dele. ∗ Relacionar algumas das diferentes paisagens que encontramos na Terra. ∗ Diferenciar o espaço natural do espaço geográfico, analisando suas características.
  • ∗ Conteúdo: ∗ _ Espaço e Paisagem ∗ _ Espaço natural e geográfico /humanizado (modificações e descobertas) ∗ _ As diferentes paisagens da Terra.
  • ∗ Metodologia ou situação didática: ( Organize o tempo e as atividades de cada aula, evitando a ociosidade dos alunos.) ∗ 19/02 e 21/02 ∗ Leitura compartilhada do livro didático da pagina 14 a 20, com explicação da professora. Após copiar os parágrafos grifados no caderno, da leitura coletiva. Com auxilio de cartazes, mostrar imagens diferentes que estão no livro para a turma visualizar e compreender melhor o conteúdo. Em grupo montar pequenos cartazes sobre espaço natural e geográfico com figuras de revistas e livros e fixá-los na sala de aula. ∗
  • ∗ 26/02 e 28/02 ∗ Nesta aula os alunos farão a leitura do texto O lugar mais frio do mundo da página 19, será utilizado o mapa para mostrar aos alunos a localização do continente Antártida e realizar no caderno os exercícios 1 e 2 da página 21 do livro.Farão também uma produção sobre o que foi aprendido neste capítulo, onde trabalhamos Espaço e Paisagem, entregarão a professora para analise e avaliação. No final da aula alguns alunos falarão sobre o conteúdo aprendido nessas aulas.
  • ∗ * Caso tenha outras atividades impressas, textos complementares, lista de exercícios para casa, precisa colar no seu caderno de plano e identificar qual dia será trabalhada essas atividades.
  • ∗ Recursos: ∗ Livro didático, mapa, cartazes, revistas cola, tesoura, cartolina ou sulfitão. ∗ ∗ Avaliação: ∗ Será observada a oralidade através da leitura compartilhada, a resolução das atividades e o trabalho em grupo/elaboração dos cartazes e produção escrita. ∗ No final de cada aula, poderão ser registrados também no seu caderno, os alunos que se destacaram na aula, que não fizeram tarefas, que se recusaram em fazer atividade, etc...
  • Replanejamento: Aqui o professor deverá escrever se faltou algo do plano que não deu tempo de executá-lo, replanejando - o para a próxima aula.