Introdução --------------------------------------------------------------------------------------------- 1                ...
Capítulo I                                         Mudança E    aí gente! Aqui é a Claire Lawrence. Deixa eu me apresentar...
- O que falta é você nascer de novo!- E o que falta em você, Mark é achar o seu cérebro que caiu quando você nasceu.- Cadê...
- Meu nome é Ryan. Ryan Spring – Nesse momento ele devia estar contando os segundos para seapresentar.- E o meu é Claire L...
- Cospe pro alto mesmo pra você ver. Uma vez eu dizia pros meus amigos que nunca ia namorar umagarota lá que eu não lembro...
- Ah que ótimo! Meu nome é Sarah.- Mãe eu vou daqui a pouco ok? – disse ele todo sem graça.- Ah sim. Claro! Podem conversa...
Chegando lá, entrei logo na sala e me deparei com a Megan Fox!! Ela estava brigando com uma                               ...
- Que nada! Tinha que ver o que eu falei pra Megan Fox rs.- Ah foi você? Eu ouvi uma voz falando umas coisas pra ela, mas ...
- Não seria pele de ovelha? - perguntou Demmy ao Mark.- Lobo? Eu não sou um lobo!- Liga não Ryan... Meu irmão é um doente ...
- Ryan, você está bem? Estou te achando meio nervoso... Está suando...- É que o verão está chegando né?- É... Mas essa des...
- Desculpa. Eu não queria...- Deixa. Vamos lá. Você vai se atrasar. Ah! Detalhe... Da lanchonete á minha casa são 15 minut...
Capítulo II                                     Freddy vai à caça A    h! Sexta-feira!! É o dia da semana mais esperado po...
Bem, no final do recreio Demmy veio em minha direção com um sorriso de orelha a orelha. Não sei seeu ficava feliz por ela ...
Demmy e Freddy- É que você ainda não deu em cima de mim. Isso é um milagre.- Ah sim. A Megan Fox também tem conteúdo?     ...
- Annie esses dias eu estava contando... Você tem um bando de sutiãs. Deve ter uns 40. Roupa que ébom nada. Está sempre co...
Quando ia chamá-lo, vi que Megan estava falando no ouvido dele. De repente ele olhou pra mim eabaixou a cabeça. Fui só eu ...
Capítulo III        Primeiro beijo a gente nunca esquece... Infelizmente! D    ia: Terça-feira. Horário: 12h30min. Ryan es...
- É que eu sou pilantra né? Todo muito acha isso de mim. Quando eu finalmente gosto de alguém deverdade... Ninguém acredit...
- Claro! Olha o que você falou...- Eu estava brincando está bem?- Eu sei rs.- Isso é porque você sabe hein... Imagine se e...
Capítulo IV                                       Férias de Verão F   inalmente!! Finalmente vou poder pegar um pouquinho ...
- Mas quando se trata de cavalo falamos 44.- Ah sim rs. Os pais de Demmy entraram e nós ficamos conversando com a Tia Mile...
- Mas ô Miley, você não doma seus cavalos só com o olhar? – perguntou Betty.- Ele não olhava pra mim...- É, eu falei vária...
- Hum... Esse toque é diferente. Por que personalizou o toque para o Ryan?- Ah Demmy! Rs. Oi Ryan!! Caiu a ligação.- É eu ...
Capítulo V                                       Férias no Brasil                 C    hegaram às férias de final de ano. ...
doida. Doida mesmo. Ela deve ter alguma doença. O nome dela é Hillary. Ela é apaixonada por Mark rs.Ela falava umas coisas...
- Só se ela pedir não é? – disse Mark entrando pelo consultório.- Mark o que você está fazendo aqui? – perguntei.- Eu marq...
- Mas então... Você veio fazer o que aqui no dentista?- Sabe aquela dentista bonita que o seu irmão se amarrou?- Sei – res...
- Conheço duas pessoas de lá. Mas você não deve conhecer.- Quem?- Alex e Richard.- Alex Logan?- Sim. Conhece?- Estudava no...
Imaginou? Pois é... Cheguei em casa tontinha.- Opa! Casa bonita. É bom que eu gravo onde você mora rs.- Rs. Ah então esse ...
- É, mas ele não estava naquela hora. Fiquei sem resposta totalmente. E se eu desse uma de lesada de novo ele ia achar que...
Capítulo VI                                De volta ao sofrimento D    epois de mais uma semana de férias, voltei ao sofri...
- Mark que horror! – respondi.- Essa é a mentira mais mal feita de todas! Se o seu pai morreu, quem é aquele homem dentro ...
Chegando à sala, vi Ryan sorrindo para mim. Ele parecia ser o amor da minha vida! Com aqueles olhosazuis... Ele até pareci...
- De quê? – perguntou Mark com uma cara de expectativa.- De que os homens não prestam!- Puxa... Eu estou incluído nisso? –...
- Tá. A gente se vê. Eu te ligo.- Ok. Boa noite.- Boa noite. Nem preciso dizer que o meu pai ainda estava acordado né? Poi...
- Pediu sabendo que ela rejeitaria né? – respondi.- Não posso nem contar como eu consegui o dinheiro.- Bem, na verdade eu ...
Capítulo VII                                     Ryan desembucha U    m ano se passou e estamos no fim do ano. Annie encon...
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Livro da delbinha  esse é o cara
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Livro da delbinha esse é o cara

2,156

Published on

Comédia Romântica

Published in: Entertainment & Humor
1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • Olá galera que está lendo o meu livro! Espero que estejam gostando... Se querem ler mais coisas românticas acessem o meu blog.
    www.livro-e-poesia.blogspot.com
    Bjs S2
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
2,156
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Livro da delbinha esse é o cara

  1. 1. Introdução --------------------------------------------------------------------------------------------- 1 Capítulo I (Mudança) ---------------------------------------------------------------------------------- 2Sumário: Capítulo II (Freddy vai à caça) ---------------------------------------------------------------------- 12 Capítulo III (Primeiro beijo a gente nunca esquece... Infelizmente) ------------------------------ 17 Capítulo IV (Férias de verão) ------------------------------------------------------------------------ 20 Capítulo V (Férias no Brasil) ------------------------------------------------------------------------- 24 Capítulo VI (De volta ao sofrimento) ---------------------------------------------------------------- 31 Capítulo VII (Ryan desembucha) -------------------------------------------------------------------- 37 Capítulo VIII (O começo de algo novo) ------------------------------------------------------------- 45 Capítulo IX (Praia em Malibu) ----------------------------------------------------------------------- 52 Capítulo X (Viagem ao Texas) ------------------------------------------------------------------------ 57 Capítulo XI (Fora de área) --------------------------------------------------------------------------- 64 Capítulo XII (Esse é o cara) ------------------------------------------------------------------------- 69 Capítulo XIII (Festa de noivado) -------------------------------------------------------------------- 75 Capítulo XIV (A proposta) ---------------------------------------------------------------------------- 81 Capítulo XV (Enquanto eu não estava...) ------------------------------------------------------------- 86 Capítulo XVI (Brasil e a volta para casa) ------------------------------------------------------------ 98 Capítulo XVII (Grande dia para mim e para a Annie) ---------------------------------------------- 106 Capítulo XVIII (Um ano depois...) ------------------------------------------------------------------ 113 Teste para as meninas ------------------------------------------------------------------------------- 114 Teste para os meninos------------------------------------------------------------------------------- 116 Glossário --------------------------------------------------------------------------------------------- 118 Tradução de música --------------------------------------------------------------------------------- 119 Introdução A maioria das comédias românticas tem uma patricinha, um cara engraçado, alguém muito chato e os moinhos. Setem isso nesse livro? É claro! Mas não pense que é igual às outras comédias. Ele não é baseado nas brigas da patricinhacom a moçinha e nem tem um final previsível. É bem jovial, porém emocionante. Com linguagens usadas na internet,participações do Brasil, testes e muita diversão! Aprenda com Claire – uma jovem que mora num dos lugares mais...Mais... Cobiçado pelas garotas do mundo todo: Beverly Hills! Não! Ela não é a patricinha, mas sim uma meninaengraçada, amiga, romântica e muito sensível. Uma eterna apaixonada que sofre como todas as adolescentes. E quandosurge um admirador secreto então... Claire precisa decidir entre seu amor incerto e alguém que se diz apaixonado hátempos por ela. O que você faria? Sua melhor amiga Demmy é vaidosa, engraçada, amiga e realista. Ela não quer saber de homens, mas um garoto queparece ser perfeito se diz apaixonado por ela. O principal é que Claire e Demmy se amam e amam os amigos; o que fazdelas pessoas amadas por todos. Quer dizer... Quase todos. “Esse é o cara” é um livro com muito romance e comédia.Quem disse que os homens não são românticos? Quando um homem ama uma mulher ele é capaz de fazer tudo para vê-la feliz. Às vezes, o amor pode estar do seu lado e você nem sabe. Quer saber mais sobre essa história? Só lendo prasaber!!! Neste livro vemos a verdadeira amizade de Claire Lawrence e Demmy Grey- Duas jovens que se dão “super”bem e que são rodeadas de amigos maravilhosos. Tenho certeza que você vai se identificar com algum deles... Leia edivirta-se com a história de Débora da Rocha Guilino. Quer dizer, com a minha história. Boa leitura! 1
  2. 2. Capítulo I Mudança E aí gente! Aqui é a Claire Lawrence. Deixa eu me apresentar... Tenho 16 anos, olhos castanhoescuro, cabelo também dessa cor, sou baixinha e tão branca como um papel ofício. Não sou magracomo as outras meninas. Meu sonho é ser escritora e receber uma serenata de amor! É, eu sei queisso é quase impossível!!! Meu pai é o Joseph, minha mãe Caterine, meu irmão é o Mark e a minhairmã é a Annie. Eu morava em Nova Jersey, mas aí o meu pai quis ir para Nova York e ficamos alipor 13 anos. As meninas de Nova York não tinham nada a ver comigo. Era eu olhar para elas pordois segundos que elas logo perguntavam se estavam de verde. Não sei como aguentei essas meninasestranhas por tanto tempo. Acho que é por que eu era “apaixonada” por um garoto lá da escola. Masera amor de criança. Eu pensava: - Ele é tão engraçado e quando venta o cabelo dele voa! É sim.Basta um vento no uniforme de um garoto para uma menina imatura “gostar” dele. O nome dele éJason. É, eu sei que esse nome te lembra terror, mas a mim só lembrava romance. Até que um dia eleapontou para mim e com uma voz igual à dublagem de filme em inglês para português ele gritou:Piolhenta!!! Ah!!! Minha vontade foi de voar no pescoço dele! E dessa vez não era para sentir seunovo perfume... Na época eu fiquei revoltada e falei para a minha mãe que eu queria sair do colégio.Simples assim né? Para adolescente tudo é resolvido drasticamente. Minha mentalidade era beminfantil. Eu acreditava que tudo o que acontecia em filme de romance poderia acontecer na realidade.Bem, hoje em dia, se um cara fizer uma serenata de amor é capaz de a própria garota vaiá-lo. É claroque eu não faria isso... Mas voltando ao assunto... Minha mãe concordou em se mudar e eu nemacreditei!- Sério? Vocês vão se mudar por mim? Que ótimo!- Não. É que o seu pai foi promovido.-Ótimo! E eu aqui achando que era por mim. Wall! Eu sempre quis conhecer Beverly Hills. Meu irmão, na época, tinha 18 anos e a Annie tinha19. Eles só reclamaram:- Mas mãe! Em Beverly Hills só tem patricinha. Você sabe que eu não quero namorar com umamenina metida. Ao menos que ela seja gatinha. Ah! Como eu queria conhecer uma brasileira quedesse mole pra mim!- Mark! Você só tem 18 anos! Ainda tem tempo – disse minha mãe.- Tá achando que eu sou como a Annie que está pra titia?- Ah valeu senhor um ano mais novo que eu que ainda está solteiro. Pra sua informação, um garoto jápediu pra namorar comigo – disse Annie.- E você aceitou?- Não! Ele usava meia de algodão com sapato social. Eca!- Se você continuar com essas exigências...- Ah é? E você Mark? Também não tem namorada. Por quê?- Porque... Porque.... Não te interessa. Falta melanina nessas meninas daqui...- Ah tá!!! É porque não tem menina maluca em Nova York.- Vou colocar vocês pra se abraçarem – gritou minha mãe.- Eca! – gritou Annie.- Se ela fosse a Angelina Jolie...- Ah então só falta uma abelha picar a minha boca! 2
  3. 3. - O que falta é você nascer de novo!- E o que falta em você, Mark é achar o seu cérebro que caiu quando você nasceu.- Cadê o abraço? – perguntou minha mãe.- Parou! – gritou Mark. Logo parou a briga... Mas depois continuou rs. Mesmo com tudo isso, fomos para Beverly Hills.Estava ansiosa pra conhecer a minha nova escola, meus novos amigos e quem seria a minha melhoramiga. E falando em amiga... A única menina no meu antigo colégio que não perguntava se estava deverde ligou para mim para dizer que o Jason estava chamando de piolhenta outra menina. Meninaesta que tinha só seis anos! Fiquei mais feliz... Chegando a Beverly Hills, fizemos a mudança e depois fomos à minha futura escola para mematricular. Eu peguei o horário da tarde. Era uma sexta-feira, ou seja, os alunos estavam á solta. Pravariar eu paguei um micasso!!! Escorreguei bem no meio do corredor da escola, bem na hora dorecreio. Foi quando eu vi uma garota magra, de cabelo liso e longo, sorriso perfeito e super estilosa.Minha admiração acabou quando ela - depois de passar por cima de mim - disse:- Não gosto de novatas.- Pensei que eu não tivesse te perguntado nada – respondi levantando do tombinho básico.- Só para registrar na sua lista negra... Meu nome é Megan Fox.- Eu te perguntei alguma coisa? – Esse é um fora típico de adolescente.- Eu sou a Rainha do colégio...- Ih viajou...- E as novatas devem ficar no seu lugar!- Olha, eu gostaria muito de ficar nesse lugar, mas eu tenho que ir agora. Nosso papo está tão bomquanto um chá à tarde com pessoas importantes da Inglaterra.- Eu nem sei quem é você e já te odeio.- Não seja por isso... Meu nome é Claire Lawrence. Se precisar de ajuda é só me chamar – respondiironicamente- Como consegue ser tão sarcástica?- Acho que é um dom.- Realmente, é um dom... Conseguiu me irritar.- Ah! É que eu sou muito eficiente. Tchau. Foi bom conversar com você.- Eu vou estar onde você menos esperar... Colocando a mão no bolso, respondi:- Opa! Aqui não está! Mal entrei no colégio e já fiz uma inimiga. Logo depois eu vacilei de novo. Esbarrei num garoto decabelos negros, olhos azuis e uma pele tão branca que chega a aparecer às veias em circulação.- Seu olho é tão...- Desculpa... Eu sou um fracassado que veio se matricular aqui no colégio. Eu só pago mico.Acredita que eu acabei de escorregar no corredor do pátio? Ah pra quê eu fui falar isso?- Calma! Eu não vi você caindo porque eu estava caída desse lado rs.- Rs. Acho que passaram muita cera nesse chão.- Rs. É... – respondi em um tom de “não sei o que falar”.- É... – disse ele em um tom de “o que eu vou falar agora”.- Então... Também me matriculei hoje nesse colégio. Vou começar segunda. 3
  4. 4. - Meu nome é Ryan. Ryan Spring – Nesse momento ele devia estar contando os segundos para seapresentar.- E o meu é Claire Lawrence.- É... Você pode me dar o seu número? É que pode não haver aula e...- Tudo bem... Eu gosto de mandar SMS rs.- Anote no meu celular. Aí eu anoto no seu o meu número pra você saber que sou eu que estouligando... Quando peguei o celular dele, percebi que o papel de parede era o link da operadora. Que tipo decara não colocaria uma foto com os amigos ou algo parecido? Achei que ele fosse um cara chato ousolitário. Estava disposta a descobrir. Depois de colocar o meu número no celular dele, ele disse:- Tira uma foto no meu celular para eu lembrar que é você – Que desculpa mal feita!- Ah sim. Claro!- Tira no meu também.- Não. Eu não sou fotogênico – Fala sério! Ele é lindo de qualquer maneira!- Tudo bem... Pegando de volta o meu celular tirei uma foto dele sem que ele percebesse. Ele quase teve um filho!Depois de me despedi dele fui para casa.- E aí maninha, conseguiu arranjar novas amigas? – disse Mark.- Consegui foi uma rival!- Eita! Mas já? Quem? Eu posso investigar...- Megan Fox!- Ui! Gostei desse nome. Ela é gatinha?- O pior é que é. Mas ela é ridícula.- Fica calma maninha. Você também é gatinha e é muito maneira.- Eu, gatinha? Fala sério! Tá falando isso porque eu sou sua irmã!- Verdade... Brincadeira, brincadeira... Não, Claire! Não joga a mesa em mim!- Palhaço! Deixa de exagero! É só uma bolinha de papel e nem pegou em você, graças a minha miraespetacular. Annie chegou na sala, jogou a bolinha de papel na cabeça do Mark e perguntou:- Me diz aí Claire... Quem é o gatinho que você estava conversando?- Annie pára de procurar garotos mais novos. Pedofilia é crime! – respondeu Mark.- Ah seu nojento!! Eu estou falando isso pra Claire. Ele deve ter a idade dela.- Ih! Não vem com essa. A Claire não vai namorar agora. Eu não vou deixar! Beijo só com 18 anos!- Calma gente! Eu não o conheço direito. Ele também é aluno novo.- Não é ele ali fora?- Onde?- Ali na casa da frente.- É ele mesmo.- Ih! Já estou vendo tudo... Ele é nosso vizinho, vocês vão se ver toda hora. Ele vai ficar esquentandosofá aqui em casa e vai querer ser mais do que um amigo – disse Mark.- Como você sabe de tudo isso?- Porque eu já fiz isso. É uma tática que sempre dá certo.- Deixa de viajem Mark! Eu não vou namorar o Ryan – respondi. 4
  5. 5. - Cospe pro alto mesmo pra você ver. Uma vez eu dizia pros meus amigos que nunca ia namorar umagarota lá que eu não lembro o nome. Ela gostava de mim, mas eu não estava nem aí pra ela. Aí uma tavavez a garota apareceu bonitona e eu gamei! Depois eu fiquei correndo atrás dela igual a um patinho. Enquanto Mark falava besteira aproveitei para falar com o Ryan. A conversa dos dois continuou...- Por que toda vez comparam um idiota com umpatinho? – disse Annie.- Ora bolas! Porque pato é idiota!- Que viajem! Cadê a Claire?- Ah sabia! Ela está do outro lado da ruaconversando com o lobo em pele de ovelha.- Não. É lobo em pele de cordeiro.- Ovelha!- Cordeiro!- Que seja! Pobre Claire...- Deixe de ser exagerado! Pela janela, avistei Ryan. Fiz alguns desenhos para representar as histórias, mas não sou m muito boa nisso, ok? Ryan estava fazendo a mudança para a nova casa, que por sinal fica em frente a minha.- Claire? O que você está fazendo aqui?- Oi Ryan. Eu estou te perseguindo não percebeu?- Rs. Sério... Não esperava você por aqui...- Está vendo aquela casa ali? É o meu lar doce lar...- Wall! Que estranho isso...- Pra mim não tem nada de estranho ter uma companhia pra ir à escola.- Rs. Aqueles na janela são seus irmãos?- Ah eu não acredito! Ah eu acredito sim. Esse é meu irmão Mark e aquela que se abaixou agora é a aquelaAnnie.- Ele deve ter muito ciúme de você.- Por quê?- Ele está me encarando agora...- Não liga não. Ele não faz nada, só ameaça.- Ameaça? Ah meu Deus!- Rs. Você vai conhecê-lo melhor nas nossas caminhadas para a escola. lo- Ah ele vai também?- Sim. Infelizmente. Ele também estuda nesse colégio. Está no último ano. Ainda bem que ano que vemele não estuda mais lá rs. E a Annie já terminou.- Será um prazer conhecer seus irmãos.- Não. Tenho certeza que você não vai achar legal. Eles são um inferno! Vivem brigando... legal.- Ryan!!! Vem me ajudar... – Ouço um grito.- Ah é a minha mãe. Acho que tenho que ir.- Ah Ryan... Encontrou uma amiguinha? – disse a mãe dele.- Mãe essa é a Claire. Claire esse é a minha mãe.- Prazer...- O prazer é meu. Que graçinha de menina... – disse ela olhando pra ele e rindo.- Eu sou sua vizinha. Moro aqui em frente. 5
  6. 6. - Ah que ótimo! Meu nome é Sarah.- Mãe eu vou daqui a pouco ok? – disse ele todo sem graça.- Ah sim. Claro! Podem conversar. Vocês vão se tornar grandes amigos... Ou até mais do que isso rs.- Mãe!! – gritou ele vermelho igual a um tomate.- Tudo bem Ryan. Tenho certeza que minha mãe falaria a mesma coisa. Isso é coisa de mãe... rs.- É... Intuito de mãe – respondeu Sarah. Ignorei o comentário maldoso dela e prossegui como se eu fosse burra o suficiente para não entenderuma coisa tão clara. Mas é claro que eu prossegui em outro assunto.- Sarah foi um prazer te conhecer. Vocês querem ajuda pra mudança?- Não que isso! – respondeu Ryan.- Não Claire. Obrigada. Não precisa.- Então tudo bem. Se precisarem é só me chamar. Valeu Ryan. Até mais!- Tchau Claire. Desculpa aí...- Não que isso! Tudo bem. Tchau Sarah.- Tchau Claire. É claro que eu falei aquilo pra não deixá-lo sem graça. Minha mãe nunca falaria uma coisa dessas.Ainda bem. Chegando em casa, começou o interrogatório da Annie e do Mark:- O que você foi fazer lá? – perguntou Annie.- Aquele safado te pediu em namoro?- Por que ele apontou pra gente?- Eu encarei o safado mesmo.- Gente, calma! Não aconteceu nada. Eu conheci o garoto hoje!- Eu espero que você não queira conhecê-lo mais profundamente.- Mark! Seja educado nas nossas caminhadas pra ir à escola.- O quê? Você convidou esse lobo em pele de ovelha ou cordeiro para te acompanhar nas ruas escurasde Beverly Hills?- Rs. Lobo em pele de ovelha ou cordeiro? Haha. Só você mesmo...- O quê? – respondeu meu pai que estava passando por ali.- Não! Não é com você não pai.- Ah tá! – disse meu pai meio desconfiado. Ele estava com uma cara de curiosidade...- E quanto ás ruas escuras de Beverly Hills? – respondeu Mark sem esperar meu pai sair de cena.- Cara aqui não é Chicago – disse Annie.- Ele pode ser um psicopata!- Mark você está vendo muito CSI.- CSI? Eu estou vendo é a realidade Claire...- Você tem muito ciúme da sua irmã né Mark? – disse minha mãe Caterine chegando na sala.- É. Tenho mesmo.- É... Mais um dia um cara vai vir aqui pedindo a Claire em namoro.- Eu mato o pilantra!- Mark, o que importa é que você vai ser sempre o meu preferido – respondi. Bem, depois de tudo isso... Fui me cuidar para segunda estar uma gata como diz meu irmão. Aindabem que nesse colégio usa-se uniforme. Menos uma coisa pra me preocupar. Passei o final de semanatodo procurando respostas pra dar para aquela tal de Megan Fox caso ela me perturbasse. Ryan me ligoudomingo de noite marcando o nosso horário de saída para ir para a escola. Já acordei animadássa! Estava doida pra arranjar novos amigos. Estávamos em Maio e logo íamosentrar nas férias de verão! Atravessando a rua me encontrei com o Ryan. Mas com o Mark atrás estragoutudo. Ele simplesmente falou a caminhada toda! 6
  7. 7. Chegando lá, entrei logo na sala e me deparei com a Megan Fox!! Ela estava brigando com uma depareimenina.Novidade! A menina saiu chorando e eu logo gritei: A bonitona aí é a Megan e esse cabelo é o da menina.- Atormentando os outros de novo?- Ah é você! – respondeu Megan Fox.- Sim, eu estudo aqui agora. Você deve ser amada por todos né? – respondi ironicamente.- Por todos não... Mas sim pelos que interessam. Os garotos me acham demais. E eu sou! Isso não éengraçado?- Você é muito esquisita...- Ah você cansa a minha beleza garota.- Acho que ela está tão cansada que resolveu ficar em casa.- Quer saber... Eu nem te devo satisfações de nada. Prefiro gastar meu precioso tempo fazendo a minhaunha magnificamente.- Ah me poupe dos detalhes sórdidos!- Não liga pra ela não... – respondeu Ryan.- Que graçinha esses dois! Os dois novatos! – disse a besta da Megan Fox.- Pelo menos eu tenho um par. E você que se diz linda, por que não tem namorado?- Quem disse que eu não tenho? Meu namorado é o mais lindo da escola. Fiquei quieta já que eu não sabia se o cara era o mais lindo da escola. Foi quando a professora chegou. quandoTodos sentaram, mas eu queria ver como a menina que a Megan humilhou estava.- Professora! Desculpe-me, mas eu vi uma aluna saindo daqui e chorando. Teve uma confusão básica me,aqui e eu queria ver como ela está. Posso?- Ela é a sua amiga?- Eu nem a conheço.- Ah sim, claro. Você quer matar aula.- Não! Prometo que serei rápida.- É pra ser! Mal a professora acabou de falar e eu já estava longe. O lugar que as mulheres mais procuram parachorar é o banheiro. Foi pra onde eu fui e não teve erro. Lá estava ela. Chorando, com a maquiagemborrada, cabelo despenteado e com todas as patricinhas no banheiro rindo dela.- Estão rindo do quê? Quem nunca chorou quando sua unha quebrou ou seu cabelo estava horrível paraum encontro com um cara incrível? É... Eu entendo a linguagem das patricinhas. Só sei que elas logo saíram com uma carinha de pena.- Obrigada! – disse a menina.
  8. 8. - Que nada! Tinha que ver o que eu falei pra Megan Fox rs.- Ah foi você? Eu ouvi uma voz falando umas coisas pra ela, mas nem me liguei nisso.- Eu sou nova no colégio.- Eu também. Por isso sentei no lugar da Megan.- Vamos pra sala. A professora já chegou.- E ver a Megan de novo?- É. Eu sei como isso é doloroso. Ver de novo todo aquele blush e gloss não é fácil rs.- Rs. Você é engraçada...- Valeu. Meu nome é Claire Lawrence.- E o meu é Demmy Grey.- Amigas?- Rs. Amigas!- Você quer lápis de olho ou um batom? Eu trouxe! – perguntei.- Eu estou horrível né?- Está assustando cegos!- Ah!!!!! Eu estou horrível mesmo!!!! – gritou Demmy olhando para sua própria imagem no espelho.- Bem...- Não precisa dizer nada! Só passa toda a maquiagem disponível no momento.- Rs. Estou vendo que isso será o início de uma grande amizade...- É o que eu espero... Depois da maquiagem, fomos para a sala e a professora não falou nada. É claro que a Megan nãogostou da Demmy. Primeiro porque a Demmy sentou no lugar dela, que deve ser apropriado para quemé desprovido da parte de trás do corpo humano. Segundo porque Demmy é uma menina com uma belezadiferente. Ela tem mais melanina que eu e Megan juntas. Eca! Eu e Megan juntas só se for ao ringue! Eo terceiro motivo era que a Demmy juntou-se a mim, e todos nós sabemos que a Megan não foi muitocom a minha cara... Na hora do recreio, Mark veio em minha direção já perguntando quem era a Demmy.- Oi. Eu sou a Demmy.- O prazer é todo meu – disse Mark.- Com certeza, Mark – respondi.- Meu nome é Mark, mas você pode me chamar do que você quiser...- Se continuar assim ela vai te chamar é de palhaço! – respondi mais uma vez. Eu sei que eu falo muito.- Eu não sou assim Demmy. É que você me deixa louco!- Rs.- Pára de rir Demmy! Ele vai pensar que você está a fim dele.- Você está dando em cima de mim Mark?- Estou! Gostou?- Não! – disse Demmy dando um tapinha nele.- Ui fiquei até arrepiado! Aí ela deu outro. Ele disse que tapa de amor não dói. Aí ela deu um mais forte e ele deu um grito efalou:- Gamei! Tô apaixonado Claire.- Ah desisto! – disse Demmy.- Desiste não! Eu gosto... – respondeu Mark.- Seu irmão é engraçado Claire.- Ele é um pilantra!- Fala isso do seu irmão não maninha... - disse Mark.- Oi Claire! – chegou Ryan para me salvar.- Ah não! Lá vem o lobo em pele de cordeiro. 8
  9. 9. - Não seria pele de ovelha? - perguntou Demmy ao Mark.- Lobo? Eu não sou um lobo!- Liga não Ryan... Meu irmão é um doente – respondi.- Vamos fazer alguma coisa depois da escola.- Claro.- Não!!! Claire precisa arrumar o meu quarto hoje.- Arrumar o seu quarto? Viajou né Mark?- Então você precisa colocar o lixo pra fora.- Eita! Se dependesse de você pra sair o lixo da nossa casa... Já fiz isso antes de vir pra escola.- Ah então... Vai lavar o banheiro! Menina teimosa!- Mark seu idiota! Além de já ter feito isso eu vou também sair com o Ryan e a Demmy depois daescola.- Eu? Eu não posso sair com vocês. Ainda estou fazendo a mudança – respondeu Demmy.- Mudança? Você veio de onde Demmy? – perguntei.- Texas!- Ih que legal. Por isso tem um sotaque lindo de Miley Cyrus – disse Mark.- Rs. Só você mesmo Mark...- Então vamos só nós dois Claire – disse Ryan.- Chegamos ao ponto em que eu esperava! De jeito nenhum! Lobinho mal! Eu vou com vocês! Um bomirmão sempre acompanha uma irmã gatinha.- Um bom irmão sempre cala a boca – respondi.- Eu vou cuidar da sua irmã Mark... – disse Ryan.- Isso é o que eu temo!- Mark precisa ir para casa para arrumar o quarto dele né? – respondi com uma cara ameaçadora.- Depois não reclama quando ele te usar e te der um pé!- Vamos sair como amigos Mark.- Ah... Vai ver minha irmã toda linda e não vai ter vontades? Eu também sou homem. Entendo você.- Mark, eu estou precisando de umas ajudas lá em casa. Você pode adiar a arrumação do seu quarto? –disse Demmy.- Claro! Ah foi o que me salvou! Claro que na casa dela tinha adultos para vigiar o Mark. Ela disse que fez issopra me recompensar pelo o que eu fiz por ela mais cedo. Coitada! Eu e Ryan fomos numa lanchonete perto da nossa casa. Ela se chama Ice Shake.- Que nome estranho! Que tipo de lanchonete tem um nome desses? Nisso, um cara passou e disse:- Ice Shake? Que nome legal!- Pra falar a verdade... Eu achei muito legal esse nome – disse Ryan.- Ah eu também. Vamos entrar? Entrando na lanchonete, vi um cara muito lindo saindo de dentro dela. A Megan estava chorando edizia pra ele:- Você vai se arrepender Freddy!- Tenho certeza que não – respondeu.- Tomou um pé Megan?- Por favor, agora não.- Vamos Claire... Vamos comer... – disse Ryan com uma carinha de dar dó. Bem, o Ryan estava certo. Não tenho que ficar toda hora falando com a Megan. 9
  10. 10. - Ryan, você está bem? Estou te achando meio nervoso... Está suando...- É que o verão está chegando né?- É... Mas essa desculpa não colou.- É que... Eu te chamei para cá com o objetivo de te conhecer.- Me conhecer? Você vai descobrir aos poucos coisas sobre mim. E eu também quero te conhecer...Afinal, você é meu vizinho então temos de saber quem mora ao nosso lado rsrs.- Ai que horror!- Brincadeira! Mas então... Fale sobre você. Aí nem preciso falar que a conversa durou horas né? Quando me dei conta estava meu pai me ligandoperguntando onde eu estava.- Pai? Oi! Tudo bem?- Sem rodeios! Onde você está?- Na nova lanchonete. Mark não te falou nada?- Ele está na casa de um amigo ajudando na mudança.- Ah sei, claro. Tinha esquecido.- Já são 22 horas!! Vai chegar no dia seguinte?- Estou saindo. Tchau. Beijo. É mas... Você sabe como é... A gente nunca sai correndo de um lugar. Após 20 minutos, liguei paraminha mãe dizendo que eu ainda ia sair de lá.- Claire vem logo!! Seu pai saiu agora para resolver uns negócios. Chega mais ou menos em 20 minutos.Se você não estiver em casa... A coisa vai ficar feia pro teu lado moçinha. O couro vai comer!- Ok! Já entendi o recado. Valeu. Assim que desliguei o telefone já fui pegando minha mochila:- Ryan preciso ir agora!!!!!- Eu te levo em casa. A minha é longe, mas tudo bem rs.- Então vamos logo! Saímos correndo quando um cara começa a correr atrás da gente.- Ryan!! Corre mais rápido!!- Calma.- Tem um ladrão atrás da gente!- Ladrão é você! – gritou o homem.- O quê? – disse Ryan.- Não pagaram a conta e saíram correndo... Bonito né? Mas vocês viram meu físico. Faço musculação.- Ah mil desculpas! Depois a gente paga tá? É que eu estou com pressa.- Não Claire. Peraí... Vou pagar aqui o cara.- É isso aí pilantrinha...- O quê? – respondi já bufando feito um touro vendo vermelho.- Opa! Paga logo a conta que a coisa vai ficar preta! Imagine como deve ser a sogra... – respondeu ocarinha da lanchonete. Dando o dinheiro pra ele, saímos correndo e eu; sem querer, dei a mão pro Ryan. Nós paramos e;contando com o tempo na saída da lanchonete, dá um total de 4 minutos, 39 segundos e 56 centésimosperdidos. Estou vendo que amanhã eu vou com a perna lanhada para o colégio. Morrendo de vergonhadele, eu disse ao Ryan: 10
  11. 11. - Desculpa. Eu não queria...- Deixa. Vamos lá. Você vai se atrasar. Ah! Detalhe... Da lanchonete á minha casa são 15 minutos andando. Sendo que nós já perdemos 4minutos, 45 segundos e 36 centésimos. Finalmente cheguei perto de casa. Meu pai estava entrando emcasa.- Ferrou!! Adeus Ryan. Foi bom te conhecer.- Que isso?- Eu vou morrer hoje. Adeus!- Mas... Nesse mas dele eu já tava nos fundos da minha casa. Tem um portão atrás e quando eu ia entrar vi umasombra. Decidi ficar por ali. A porta foi abrindo aos poucos. O suor já foi descendo pelo meu pescoço.- Claire?- Eu não fiz nada! Eu só tava lanchando!- É a Annie cabeçuda! Tava com o lobinho né? Sabia! Tanto que já está na defensiva.- Claire? Ah você tá aí... Esperteza de a sua parte ter chegado antes de mim – disse meu pai que estavapassando por ali.- Ah legal. Por quê? – perguntei com as pernas bambas.- Você sabe...- Eu acho que já sei do que você está falando... – respondi pensando eu como minha perna doeria com aspalmadas da mão pesada do meu pai. No dia seguinte, Ryan não me esperou para irmos junto para o colégio. Mark já foi logo dizendo:- Eu sabia! Ele deve estar com outra.- É... Estranho... Ontem foi tão legal até a parte dramática de sair correndo da lanchonete...- Foi bom antes que você perdesse outras coisas como a pureza da sua boca.- Pureza da minha boca?- Eu sei como são esses caras. Você é muito ingênua.- Ele é diferente...- Huuuuum... Já era!!! Você está a fim dele!!!!- Não! Quer dizer... Eu o conheço há apenas cinco dias.- Hum... Estou sentindo um cheirinho de....- Mark, chega!- Parei! Parei! Você que manda. Bem, Ryan não foi me buscar porque ele teve de fazer umas coisas antes de ir para a escola. Pelomenos foi o que ele me falou... 11
  12. 12. Capítulo II Freddy vai à caça A h! Sexta-feira!! É o dia da semana mais esperado por todos os alunos que não gostam de estudar.É um dia antes do final de semana e final de semana é igual à diversão e descanso. Demmy chegouatrasada. Na hora do recreio ela disse pra mim:- Claire! Lembra do Freddy? O ex-namorado da Megan Fox.- Sim sim. E...- Ele ficou me olhando hoje na entrada.- É porque você chegou 40 minutos atrasada e tropeçou na escada.- Não! Foi um olhar diferente.- É... Realmente. Quando você paga um mico as pessoas te olham diferente e depois dão até umarisadinha.- Isso!! A risadinha! Ele deu uma risadinha.- Ah então está explicado.- Mas depois ele piscou pra mim!- Ah foi uma piscadinha tipo “Tome cuidado da próxima vez”.- E se eu dissesse que ele está vindo pra cá? Mas não olha agora!- Ele está vindo pra cá? – respondi olhando pra trás.- Eu disse pra não olhar!- Já era! Não aguentei!- Ele vai achar que eu estava falando dele.- E estava! Mas fica tranqüila. A Megan Fox está atrás de você. Está vendo como ela está sorrindo? Elevai é falar com ela!- Oi menininha desastrada.- Ai que susto! – falei pulando e olhando pra trás.- Oi Freddy? – disse Demmy.- Como sabe meu nome?- Eu? Eu falei seu nome?- Falou sim.- Ah! Seu nome! É Freddy.- Eu sei. Mas como sabe?- É que... Está escrito na sua blusa - Ainda bem que Demmy viu o nome dele na nova blusapersonalizada.- Ah sim. Como eu sou tonto! Qual é o seu nome?- Demmy Grey. Eu não tenho blusa. Quer dizer...- Já entendi rs. Bonito nome. Bem Demmy, eu estava pensando... Você é nova no colégio e eu souveterano. Poderia te mostrar a escola e te apresentar umas pessoas legais.- Ela já tem uma amiga. O nome dela é Claire. Eu sou muito legal sabia? – respondi.- O prazer é todo meu.- Não tenha dúvida de que o prazer é todo seu.- Mas e aí Demmy? Você vem? – disse ele ignorando totalmente o meu fora.- Claro! Vai ser um prazer. Ah não! Demmy foi com aquele lobinho mal. Ih já estou pegando a mania do meu irmão! Tenhocerteza que isso não vai dar certo. Ele acabou de terminar com a Megan. Aliás, a Megan achou que eleestava vindo na direção dela e ficou morrendo de raiva quando ele falou com a Demmy. 12
  13. 13. Bem, no final do recreio Demmy veio em minha direção com um sorriso de orelha a orelha. Não sei seeu ficava feliz por ela estar feliz ou se eu ficava triste por ele ter falado alguma coisa pra ela depilantragem.- Que foi Demmy?- Menina...- Ah não! O que ele te fez?- Feliz! Ele me fez muito feliz. Foi tão perfeito! Ele tem um sorriso que daria para iluminar toda essacidade.- Ah essa frase é da Taylor Swift na música You Belong with me.- Droga! Você reparou nisso! Rs. Mas ele me apresentou aos amigos dele e... Tem que ver o cabelo delevoando! Ele é tão... Olha só como foi... Demmy dá tantos detalhes que é melhor eu contar. Freddy a levou para a parte maisalta do colégio e ali ele começou a conversinha... Aliás, levar a garota para o alto do colégio já estásuper manjado. Até o Zac Efron já fez isso com a Vanessa Hudgens em High School Musical 1.Voltando a conversa do Freddy...- Então Demmy... Sabia que eu estou te filmando a um tempão?- Desde segunda? Foi o dia que eu cheguei.- Não! Nem tanto tempo. Não exagera.- Desde terça?- Menos tempo.- Desde quando eu cheguei atrasada e tropecei?- Não... Eu falei a um tempão. Foi desde que eu te vi pela primeira vez... Ontem na hora da saída.- Ah sim. Mas eu estava toda descabelada.- Mas eu prestei atenção ao seu interior. Não ligo para a aparência.- Ah é mesmo?- Você é muito bonita sabia?- Ah obrigada. Falam isso pra mim o tempo todo. Quando ela me contou isso logo perguntei:- Peraí! De onde é que você tirou isso? Pelo que você me contou do Texas não tinha nenhum meninoque dava em cima de você. A não ser o nerd que estudou com você na segunda série. Você não estácontando com o meu irmão não né?- Claro! Ele é doidinho, mas é gente.- Não! Ele é um poodle.- Rsrs. Que horror! Mas eu tinha que falar isso pra ele achar que eu sou disputada.- Tudo bem. Prossiga. Voltando a conversa dela com o Freddy...- É eu acredito. Mas eu percebi que você é uma garota diferente.- Diferente como?- As outras meninas são superficiais e você tem conteúdo.- Me diz uma coisa Freddy. Como você sabe que eu tenho conteúdo se você me viu pela primeira vezontem? 13
  14. 14. Demmy e Freddy- É que você ainda não deu em cima de mim. Isso é um milagre.- Ah sim. A Megan Fox também tem conteúdo? .- Está com ciúme dela? – Ah que garoto idiota!!- Não estou com ciúme da Megan. Eu nem te conheço.- É verdade... E é por isso que eu te trouxe pra cá.- Como assim?- Quero te conhecer melhor.- Pra quê? – É... A Demmy é meio lenta mesmo. Ela não estava se fingindo de desentendida. ..- Pra poder fazer isso... – disse Freddy já se inclinando na direção da Demmy.- Não Freddy!- Não o que? Você não quer um beijo meu?- Não! Quer dizer... Hoje é o primeiro dia que a gente se fala. Não pense que eu sou como todas asoutras meninas.- Era um teste gata. Só queria saber se você é diferente mesmo...- Ufa! Como a Demmy é inocente! Só ela mesma para acreditar nessa desculpa ridícula! Ela não vai conseguirevitá-lo. Ele pegou o número do celular dela e agora manda SMS todo dia. e Segunda - feira de manhã da semana seguinte, Annie (pra quem não lembra é a minha irmã) entra nomeu quarto falando:- Mana conheci um cara lindo.- Wall! Aeee! E aí?- Ah foi assim. Ele estava lá todo lindo quando de repente eu olhei para a blusa branca dele. Estava vamanchada de azul. A caneta dele explodiu no bolso.- Ah coitado.- Aí eu falei com ele.- Falou o quê? Não me diga que você falou sobre a explosão silenciosa?- Não! Falei meu nome e ele disse Oi e sorriu. Foi quando eu vi o dente dele! e- Ih é amarelo?- Não é bem branco.- Tem cárie, tártaro? Estava sujo?- Não! O dente dele é perfeito! Esse é o problema. Ele não tem o charme de um dentinho ser torto.- Ah eu não acredito! Você é maluca! Você gosta de dente torto?- Não! Só um dente torto. Fica tão fofo...- Não pode usar meia de algodão com calça social, não pode ter o dente certo... Que mais? Gosta dosruivos ou prefere os mulçumanos?- Eu vou encontrar meu amor.- Espero que seja bem rápido! – disse Mark entrando no meu quarto.- Bata quando entrar! – gritou Annie.- Por quê? Pra eu não ver o seu novo sutiã? Já conheço todos os seus sutiãs.- O quê? Você está indo na área do varal proibida para homens?- Sempre fui. É lá que eu treino minhas cantadas. reino- Nojento!
  15. 15. - Annie esses dias eu estava contando... Você tem um bando de sutiãs. Deve ter uns 40. Roupa que ébom nada. Está sempre com essa meia blusa.- Eu nunca vou me livrar dela. Ela só tem um ano mais ou menos.- Mais ou menos? Não acha que está exagerando nesse MAIS não? Você já nasceu colocando essa blusa.E pode parando de comprar lingerie. Esse tipo de coleção é muito estranho. Ainda mais que você estápra titia...- Agora quer mandar nos meus sutiãs? Sutiã é um direito básico da mulher.- É Mark! Isso é coisa de menina – respondi.- Ah é mesmo? Eu pensei que eu pudesse usar também haha.- Olha o sarcasmo Mark... Olha o sarcasmo! – disse Annie num tom assustador.- E quanto a você Claire? Parece um polvo. Tem um bilhão de sapatos, sandálias e sapatilhas. Quantospés você tem?- Quantos dias têm um ano?- Pra que três chinelos?- Um pra praia, um pra dentro e um pra fora de casa.- Ah sim. Já sei qual é o da praia. É o que está com uma teia de aranha. Isso se encaixa com a sua cor.Quando você for à praia e ficar de biquíni as pessoas vão ver o seu estômago e o sol vai se esconder,pois o seu brilho será mais forte.- Mark cala essa sua boca? – disse Annie.- Tudo bem, eu sou sempre o maltratado. Sou um idiota, pilantra e vivem me mandando calar a boca jáque eu só falo besteira.- Finalmente entendeu o que queríamos dizer! – disse Annie.- Kkkk – Não aguentei com essa da Annie...- Até você Claire... Está me largando para andar com aquele tal de Ryan que é um lobo em pele de...Deixa pra lá!- Olha só... O Ryan não é nada disso.- Hum... Antes você falava que não ia namorar com ele e agora você diz que ele não é nada disso? Qualserá a próxima? Pára de falar assim do meu noivo? E a conversa foi longa... Fui pra escola e hoje o Ryan não estava lá me esperando. Na hora do recreio,fui falar com Ryan. Enquanto conversávamos, Megan Fox chegou por trás e coloca a mão nos olhosdele.- Quem é?- Oi Megan.- Ah que fofo! Você reconheceu minha voz. Oi Claire. Vocês terminaram né? Que pena.- Nós nunca estivemos juntos Megan - respondi toda sem graça.- Sabe... Já arrumei outro namorado enquanto você ainda nem teve um. E você nem desconfia de quemseja? – disse Megan colocando a mão no ombro do Ryan. Ele até veio me buscar em casa hoje.- Ah então agora é o namorado da Megan?- Não!- Eu não tenho nada a ver com a vida de vocês – respondi já dando às costas para os dois. Ryan ficou com cara de taxo, enquanto eu fui direto para a sala. Bem, eu me senti traída, mas aomesmo tempo não fiquei tão mal porque eu ainda não estava gostando dele. Ele é apenas um amigo. Nahora da saída, Annie apareceu por lá.- Annie? O que você está fazendo aqui?- Vamos à nova lanchonete?- Nova que já está ficando velha né? Rs.- Vamos logo! Chama o Ryan também, coitado. 15
  16. 16. Quando ia chamá-lo, vi que Megan estava falando no ouvido dele. De repente ele olhou pra mim eabaixou a cabeça. Fui só eu e Annie mesmo. Demmy teve de ir para casa e Mark tinha que chegar antesque meu pai para arrumar a cama dele rs. Chegando lá, Annie começou:- Esse é muito alto.- Mas ele é lindo!- Ah não! Vou ter que viver ou de salto ou em cima do meio fio. Um minuto depois...- Olha Annie, esse ali de blusa preta. Ele está te olhando.- Esse é muito baixinho. Nem vou poder usar salto.- Ah não! E aquele ali perto da garçonete bonitinha?- Qual? Aquele que acabou de beijar a garçonete bonitinha?- Esse mesmo... Ah! Tem um lindo ali fora. Ele está entrando agora.- Esse é bonito mesmo.- Está olhando pra cá. Uii!!- Ah como está meu cabelo?- Lindo!- Ah não!- Ah não o que? – perguntei revoltada.- Você ouviu o que eu ouvi? Ele tem voz de pato!- Voz de pato? Mas pato nem fala!- Parece que ele coloca a mão no nariz pra falar...- Verdade... E aquele ali de olho azul?- O de blusa branca?- Isso! Esse é lindo e a voz dele é linda também – respondi confiante de que Annie o aprovaria.- Me diz uma coisa... Como você conseguiu enxergar o olho azul? Nem sei quando o cara vai piscar pramim de tão pequeno que é o olho dele. - Ah então vamos sair daqui. Não se esqueça de pagar a conta.- Eu? Você que vai pagar.- Ih! Foi você que me convidou.- Cada uma paga a sua então.- Muquirana! 16
  17. 17. Capítulo III Primeiro beijo a gente nunca esquece... Infelizmente! D ia: Terça-feira. Horário: 12h30min. Ryan estava me esperando na porta da minha casa.- Ah! Você vai comigo hoje? Megan agora tem companhia?- Sabe que eu não tenho nada com a Megan.- Ah eu sei?- Sabe sim. Você é a minha inspiração, não a Megan.- Inspiração? E para estragar o clima chegou o chato do meu irmão.- E aí gente! Se cuida hein Claire. Cuidado com o lobinho. Hoje eu vou com a Demmy. Já estou atrasadopara buscá-la em casa. E você Mark... Se encostar na minha mana eu te quebro!- Demmy vai sozinha com você? Que que deu nela?- Eu tenho papo maninha – disse Mark correndo em direção ao poste. É! Isso aí... Poste!- Tudo bem mana. Não foi nada. Só está meio roxo com azul – disse Mark olhando para o espelho debolso dele.- Mark é uma figura – disse Ryan morrendo de rir.- Quero ver é a cara da Demmy quando ver o olho roxo com azul dele.- Ele não desiste né?- É... Vamos logo pra escola. Mas cuidado com o poste rs. No caminho para escola, conversamos muito sobre nossa vida e ele disse que nunca teve nada com aMegan. Chegando ao terror em forma de prédio (escola), encontramos Demmy com Freddy. Ryan foipara a sala de aula e eu fui falar com ela.- Você marcou com o meu irmão de ir te buscar em casa?- Não. Freddy me buscou. Mas por quê?- Coitado... Assim que eu acabei de falar, Mark chegou com o rosto mais inchado ainda e revoltado.- Você foi buscar a Demmy? Eu a vi primeiro! – disse Mark olhando para Freddy.- Fui sim cara. E daí?- Eu tenho certeza que as suas intenções com ela não são como as minhas seu lobo em pele de ovelha!- E o que você quer com ela?- Namoro! Demmy, quer namorar comigo?- O quê? Tá maluco Mark? – respondeu.- Eu estou falando sério Demmy. Só porque eu sou assim não quer dizer que eu não sou leal.- Não Mark... Sinto muito.- É cara. Eu já a pedi em namoro – disse Freddy se achando.- O quê? Você aceitou? - disse Mark olhando para Demmy quase chorando.- Preciso falar com meus pais. Gosto muito de você Mark. Mas é que... 17
  18. 18. - É que eu sou pilantra né? Todo muito acha isso de mim. Quando eu finalmente gosto de alguém deverdade... Ninguém acredita. E ainda ganhei um olho roxo porque corri meu máximo para te alcançar etinha um poste no meio do nada. Bem, só para registrar, o poste estava ali desde sempre. Mark saiu e eu fui atrás dele até ele entrar nobanheiro masculino. Aí não deu né? Voltei e fui falar com a Demmy.- Que que deu em você?- Ele é muito fofo e... Além do mais... Me deu um beijo.- O quê? Não! Você desperdiçou seu primeiro beijo com o Freddy?- Mas ele falou que me amava e que até casaria comigo.- Garotos falam muitas coisas quando querem alguma coisa. E coisa boa que não é.- Mas não fui eu que pedi. Ele que roubou de mim.- Ah não acredito!! Safado!!- Não... Não é.- É sim. Fala sério!- Ah, mas eu estou tão feliz!- Que bom amiga. Só espero que eu esteja errada.- Eu também. E o seu irmão? Fica falando que gosta de mim.- Bem, hoje ele tomou banho quente e como o espelho ficou embaçado ele escreveu: “Mark amaDemmy” e ainda colocou corações em volta. Tudo bem que os corações pareciam um losango, mas omeu irmão não é do tipo que faz isso por qualquer uma.- Poxa... Nem sabia.- É. Nem eu. E quanto ao Freddy... Não quer é ficar sozinho. Ele acabou de terminar com a Megan.Acha que ele já está apaixonado por você?- Tudo bem... Vou falar que eu quero esperar mais pouco. Vamos ver no que vai dar. Na hora do recreio Demmy foi falar com ele. Sabe o que ele falou? Que não dá! Sabia! Ele é maiorpilantra. Mark ficou aliviado de saber que Demmy se tocou, mas não gostou nada nada de saber dobeijo. Ele disse que está gostando mesmo dela, mas que agora ele teria de esquecê-la já que ela nãogosta dele. Demmy foi falar com ele na hora da saída.- Mark, desculpa. Eu não sabia que você estava gostando mesmo de mim. Só não entendi o por quê.- Confesso que de primeira eu reparei apenas que você é bonita, mas quando eu fui te ajudar na mudançame senti no paraíso. Quando eu peguei na sua mão para você descer do banco...- Se apaixonou pela minha mão?- Não! Também... Ah! Você tem um sorriso tão encantador... E o seu jeito... Nunca conheci alguémassim. Mas deixa pra lá.- Não! Não conhecia esse seu lado.- Não seja por isso... Demmy esse é o meu lado romântico. Lado romântico essa é a Demmy.- Rs. Eu preciso de um tempo. Preciso tirar o Freddy da minha cabeça.- É eu sei. Mas eu espero.- Sabe Mark, não quero te iludir, mas eu não quero me apaixonar de novo.- Tudo bem. Não quero que você namore comigo por pena.- Ah que bom que você entende. Foi quando Demmy desabou a chorar. Mark a abraçou e disse:- Mesmo que você não me queira, pode contar comigo.- Obrigada.- Aliás, se você quiser eu posso te mostrar como se dá um beijo de verdade.- Mark! – disse Demmy dando um tapa bem dado nele.- Está ficando forte hein... 18
  19. 19. - Claro! Olha o que você falou...- Eu estava brincando está bem?- Eu sei rs.- Isso é porque você sabe hein... Imagine se estivesse com raiva de mim. Daria-me um soco e me jogarianum precipício.- Rs. Muito bobo... Uma semana se passou e Freddy não apareceu mais no colégio. Eu e Ryan estamos ficando cada vezmais amigos. Quanto a Demmy, além de ter ficado revoltada com a resposta do Freddy, o sumiço desseindivíduo a deixou mais convicta de que ela não quer mais saber de homens. Quem ficou mal nessahistória foi o Mark. Coitado! Depois de ir quase todos os dias na casa da Demmy, conheci a caçula da família. Ela se chamaSunshine e ama praia. As férias de verão são as preferidas dela. Por que será? Rs. 19
  20. 20. Capítulo IV Férias de Verão F inalmente!! Finalmente vou poder pegar um pouquinho de sol! Passei as duas primeiras semanasaqui mesmo. Fui muito a praia. Principalmente em Malibu na praia Surfrider. Demmy não gosta muitode praia, mas sua irmã Sunshine... Ama!! O apelido dela é Sun. Após duas semanas de praia por aqui,recebi o convite da família da Demmy de ir para o Texas. Muuuuuuuuito longe!!!!!! Demmy diz que afamília dela de lá é muito legal. Então eu fui. Sunshine ficou revoltada porque ela queria ficar indo apraia todo o dia e lá na tia dela é só cachoeira e rios. Fomos de avião. Foi aí que eu descobri que tenho TPV (Tensão Pré-Vôo). Fico estressada assim comoa TPM. E sensível também. Por exemplo: Antes de o avião sair do lugar, Sunshine sentou do lado de umhippie que ficava dizendo: - E ae moça, quer expandir a mente? Aí eu, du nada, levantei do meu lugar efalei para ele: - Escuta aqui hippiezinho, ela não quer ficar viciada e muito menos com essa cara de lerdoe esse cabelo podre! Tá legal... Eu sei que eu perdi a noção do perigo. Mas como eu disse, ele tinha carade lerdo e nem deve ter entendido o que eu falei já que eu falei tão rápido que nem eu mesma lembravao que eu tinha dito. Sun é que falou depois comigo junto com o pedido de não colocar mais a vida delaem risco novamente. Chegando no Texas vi uma fazenda enorme. A primeira pessoa que eu vi foi a Tia Miley. Quer dizer, atia da Demmy rs. Ela é loira, olhos verdes, pele bronzeada (mesmo sem pegar sol rs) e tem cabeloscacheados. Em cima do cavalo, ela gritava:- Aiôôô Twister!! Esse sotaque do Texas é uma comédia!! A Miley chegou, abraçou todo mundo e já veio meperguntando:- Ô menina!! Ocê que é a Claire?- Sou eu sim. Sou amiga da Demmy.- Ô família!!!! Pensei que ocês nem viriam mais aqui.- Mas Tia... Não tem nem seis meses que saímos daqui de pertinho – disse Demmy.- Ah, mas eu fico com sodade. São seis meses! Sabe quantos dias tem seis meses?- Bem...- Nem eu Demmy haha. Mas seu Tio Jack num chegou ainda.- Onde ele está?- Dando banho no Thunder.- Quem é Thunder? – perguntei.- O cavalo da Demmy.- Ah ele é lindo Claire. É marrom com as patas bem branquinhas como se fossem meias – disse Demmytoda empolgada.- Ah que fófis! Quero ver!! Não demorou muito e ele apareceu correndo igual a um louco. Quando ele ia jogar lama na gente, a TiaMiley o chamou pelo seu nome e olhou bem nos olhos dele. Rapidamente ele regrediu.- Como conseguiu fazer isso? – perguntei.- O domei com apenas um olhar.- Ah fala sério! É porque você chamou pelo nome dele.- Não! Pode me obedecer só pelo meu olhar 44.- Não seria 43? 20
  21. 21. - Mas quando se trata de cavalo falamos 44.- Ah sim rs. Os pais de Demmy entraram e nós ficamos conversando com a Tia Miley.- Mas diz aí sobrinha... Como está com os meninos?- Está arrasando corações! – respondi.- Essa é minha sobrinha!!- Não Tia! Eu não quero mais saber de meninos agora.- Mas por quê? Você era tão romântica.- Era!- Quem te fez mal?- Um menino lá da escola. Ele estragou o meu primeiro beijo.- Sabia! Meninos de escola são os piores. Pena que eu não conheci o seu Tio na época do meu primeirobeijo. Também me arrependi. Nunca procure o seu na escola está ouvindo Claire?- Ah sim. Claro... – respondi toda sem graça.- É Tia... Ela está falando isso, mas ela está gostando de um menino da escola haha.- Ah valeu Demmy! Rs. E eu não estou gostando dele!- Ah então aquilo é o que?- Amizade...- Tudo começa com uma grande amizade... Jack era meu melhor amigo – disse Miley olhando para cimacomo se estivesse lembrando de algo muito bom.- Não. Com o Ryan é diferente. Ele nem gosta de mim.- Hum... Comigo e Jack também foi assim. Eu achava que ele não gostava de mim. E ele achava que eunão gostava dele. Depois... Já sabe né? Foi quando chegou o Tio Jack todo molhado.- Oi gente!!! Ocês já chegaram? Aquele cavalo doido saiu correndo e eu nem acabei de dar banho nele.- É porque eu não estava lá – respondeu Miley.- É Miley. É porque eu não aprendi a domar cavalos só com o olhar. Depois, entramos e comemos até dizer chega! Á tarde cavalgamos. A Demmy andou no Thunder e euno Twister. Quer dizer, tentei andar né? Demmy andava no cavalo como se fosse uma coisa supernormal. Eu morri de medo, mas parecia ser tão fácil que eu tentei. Twister não parava quieto. Parece queera só porque eu estava em cima dele e tinha medo de cair. Assim que eu subi nele, ele inventou decomer. Quando ele se abaixava, eu gritava. Demmy, Sunshine, Jack e Miley se acabavam de tanto rir.Betty e Max (os pais das Demmy) não estavam na hora. Até que Twister deu na telha de fazer asnecessidades dele. Está me entendendo né? Rs. Só que tem um detalhe: ele não faz em qualquer lugar.Olha que legal! O bicho só faz num canto lá da fazenda que é cheio de mato. Foi quando ele começou acorrer. Eu gritava e chorava ao mesmo tempo. Aí, pra melhorar o meu dia alguém me liga. O cavalo seassustou e correu ainda mais. E eu querendo saber quem era o maldito que estava me atrapalhando. Natentativa idiota de atender o celular, cai como uma rocha cai duma montanha. Espatifei-me no chãocomo um ovo na frigideira. Quer mais comparação? Ah chega! Minha inspiração acabou. Todo mundosaiu correndo e a Betty e Max ficaram desesperados quando chegaram.- Ah meu Deus! – era só o que Demmy dizia enquanto Max não falava nada.- Ah não! A mãe dela vai ficar com raiva da gente – dizia Sunshine.- Isso se ela sobreviver né? – Max se expressou pra dizer isso?- Calma gente! Eu estou viva – respondi.- Graças! Ela não morreu! – disse Betty dando gargalhadas.- Também né Claire... Você em vez de puxar a cordinha do cavalo ficou puxando a orelha dele – disseMiley. 21
  22. 22. - Mas ô Miley, você não doma seus cavalos só com o olhar? – perguntou Betty.- Ele não olhava pra mim...- É, eu falei várias vezes pra ele olhar pra você, mas ele não olhava kkk.- Porque será? – disse Sunshine.- Ah vamos esquecer isso. Só fiquei com um hematoma.- Hematoma? – gritouMax.- É... No braço.- Ih! Ficou igual uma estrela – disse Demmy.- É porque você viu estrelinhas – disse Sunshine. Todos riram. Menos eu! Rs. Zoa! Eu ri sim, apesar de estar sentindo uma dor terrível no braço. Pareciaque ele ia cair. Aí eu fui ver quem era o maldito ou maldita que tinha me ligado numa hora totalmenteinapropriada. Ah! Era o Ryan! Rs. Logo depois ele ligou de novo e eu atendi.- Estou atrapalhando alguma coisa? – Começou Ryan.- Eu estava andando a cavalo.- Estava era caindo do cavalo – gritou Demmy perto do celular.- Ah é mesmo?- É rs. Tomei um tombo que cheguei a ver estrelas. Quer dizer, que chegou a fazer um hematoma naforma de estrela.- Hematoma? Você está bem?- Só estou sem me mover do quadril pra baixo, mas está tudo bem.- Deixa de ser exagerada!!!!! – gritou Demmy mais uma vez.-Ah Claire, pára! – disse Ryan com um tom de estar aliviado. Ah ele quase acreditou! Demmy estragoutudo rs.- Tuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu. Caiu a ligação!!!! Ah não! Ele vai achar que eu desliguei na cara dele.- Caiu a ligação? Aqui é assim mesmo – disse Miley com um matinho na boca.- Como assim aqui é assim mesmo? Quando vai voltar o sinal?- Depende. Às vezes não volta haha.- Mentira!!! Ah misericórdia!!!- Ah menina urbana...- Mas Tia Miley, aqui não tem sinal não? E se alguém estiver tentando me ligar? – perguntou Sunshine.- Vai continuar tentando. Se for importante a pessoa insiste. Ela pode conseguir rs. É que aqui é meiobaixo...- Então eu vou pra cima de uma árvore – respondi.- Cê tava falando com quem Claire? Está tão preocupada... – disse Miley sorrindo.- Um amigo meu.- É. Um amigo que meche com o coração dela – disse Demmy se acabando de rir.- Ah é aquele a-mi-go? – disse Miley com um tom irônico.- Ah pára!- É. Pára Tia Miley!! Assim ela vai ficar com vergonha rs – disse Demmy.- Ele não é nada meu – respondi.- Aham... – responderam.- Somos apenas...- Deixa eu ver... Bons amigos? Rs.- É Miley rs. Assim que eu falei isso, o sinal voltou e Ryan ligou.- Ah peraí que eu vou atender o celular. 22
  23. 23. - Hum... Esse toque é diferente. Por que personalizou o toque para o Ryan?- Ah Demmy! Rs. Oi Ryan!! Caiu a ligação.- É eu percebi – disse Ryan com uma voz meio estranha.- Que foi? Aconteceu alguma coisa? Você está com uma voz meio estranha.- Não é nada.- Eu te conheço. Fala!- Se você me conhece já sabe que eu gosto mais de falar com você pessoalmente. Olhando nos seusolhos. É que eu estou com saudades.- Está triste por isso?- Sim. Você não está sentindo saudade não é?- Não. Quer dizer, estou. Morri de vergonha!! Miley e Demmy ficaram olhando com uma cara de que assim que eu acabasse defalar com o Ryan, elas me zoariam.- Então... – continuou Ryan. Quando você vai voltar?- Domingo de tarde.- Domingo? Mas hoje ainda é quinta!- Calma. Segunda a gente se vê. Na escola.- Poxa... Queria que você fosse comigo na Ice Shake.- Segunda eu vou.- Então está bem. Tenho que desligar. Minha mãe está me chamando.- Vai lá. Tchau.- Tchau. Logo depois ele me mandou uma mensagem dizendo: “Minha mãe interrompeu nossa conversa pradizer q estava com saudade de vc, acredita? Rs. Até segunda então. Bj.” Os dias se passaram e eu mediverti muito no Texas. Aprendi a andar a cavalo, nadei muito nas cachoeiras e voltei toda picada demosquito. Engordei um pouco já que a Tia Miley enfiava comida toda hora na nossa boca. AdeusTexas!! Duas semanas passaram tão rápido aqui... Como combinado... Fui segunda na Ice Shake com Ryan. Mas fui depois da escola e dessa vez fui coma Annie pra meu pai não implicar. 23
  24. 24. Capítulo V Férias no Brasil C hegaram às férias de final de ano. O ano passou muito rápido e eu e Megan Foxcontinuamos a brigar quase todo dia. Ryan e Demmy continuam os meus melhores amigos. Agora eutenho 17 anos! Ryan teve que ir para Hollywood a fim de visitar uns parentes de lá. Demmy foi para oTexas de novo com a sua família. Minha família quis ir para o Brasil! Ainda bem que todos nós jásabíamos a língua. Meu pai é brasileiro então ele quis que todos nós fôssemos pra lá um dia e esse diachegou. Meu pai era do Rio de Janeiro então ele quis que fôssemos pra Angra dos Reis. Annie odiou aideia já que ela não gosta de praia e isso lá tem de sobra. Aí começou a briga de Mark e Annie.- Fica fria maninha... Vai ser muito bom ver os brasileiros na praia – disse Mark.- Eu não to nem aí pra isso. Vou embora logo depois mesmo...- Ah, mas eu estou muito animado. Vou ver aquelas gatinhas de biquíni...- Seu tarado!- É sim... Dizem que as brasileiras são as melhores...- Isso é mito! Duvido! As meninas de Beverly Hills são as melhores.- Ah valeu! Pálidas, magrelas e branquelas. s- Eu estou querendo saber é como vai ser o nosso hotel porque eu vou dormir o dia todo.- Você não dorme, hiberna.- Prefiro hibernar a ver sua cara explodindo de espinhas.- Poxa... Pegou pesado agora. Você sabe que o meu ponto fraco é a minha pele.- É, sei sim. Saiba que vou atormentar a sua vida enquanto você atormentar a minha.- Não perca nos cinemas: Annie, a estranha – sede de vingança!- Ridículo!- Haha! Essa foi boa, Mark...- Isso aí Claire... A única que me defende. Quero sentar do seu lado no avião. sen- Coitada da Claire. Eu prefiro sentar com um estranho! É menos estressante! – disse Annie.- E eu prefiro sentar com o Osama Bin Laden! – respondeu Mark. E a briga continuou e continuou... Pesquisamos na internet e vimos que as praias de lá são lindas! asEntão nós fomos. Tirando a parte que eu fiquei novamente com TPV. Uma aeromoça veio me perguntarse eu estava bem já que eu estava chorando de nervoso. Sabe o que eu disse? Que ela não era o superhomem e muito menos a mulher maravilha para solucionar os meus problemas. mar- Tá birutando Claire? É o trabalho dela servir as pessoas – disse Mark.- É o trabalho dela entender que eu estou nervosa.- Tá nervosa com o que?- E você ainda pergunta? É gente... Eu fiquei louca. Mas depois que o avião partiu, fiquei mais calma. Chegamos! Praia,diversão, sol, Mark dando em cima das garotas e Annie dormindo... Nada foi tão bom quanto umacomida que eu provei e aprovei. Eles dizem que é de Minas Gerais, mas descobrimos que lá não tempraia. Annie quis ir, mas ninguém a escutou rs. Mas voltando ao assunto da comida... O nome é pão de .queijo. Muito bom!! Huum... Ficamos a metade das férias lá no Rio de janeiro e depois fomos praFlórida visitar nossos primos e primas que eram de Nova Iorque. Eu tenho uma prima lá que é muito
  25. 25. doida. Doida mesmo. Ela deve ter alguma doença. O nome dela é Hillary. Ela é apaixonada por Mark rs.Ela falava umas coisas estranhas pra ele e ele, que não vale o chão de pisa, zombava dela o tempo todo. Depois fomos pra casa. Finalmente! Estava morrendo de saudade da Demmy e do Ryan. Ryan me ligouno dia que eu cheguei em casa:- Oi Claire. Finalmente consegui falar com você.- Ih Ryan, eu estava no Brasil e depois eu ainda fui pra Flórida visitar meus parentes.- Eita! Aqui... Queria te apresentar o meu primo Richard e a minha prima Alex de Hollywood. - Ah sim. Legal. Quando que eu vou conhecê-los?- Pode ser hoje?- Pode. Eles estão na sua casa?- Aham. Mais tarde eu os levo aí então.- Ok. Até mais! Bem, como o Ryan falou, eles vieram aqui em casa.- Ah que saudade! – disse Ryan com um sorriso de orelha á orelha.- Também senti. Oi! Você que é a Alex?- Aham. Alex Logan. Estava ansiosa pra te conhecer. Ryan falou muito bem sobre você. Fiquei muito sem graça. Mas não tanto quanto a hora que o Richard me cumprimentou e disse:- Ryan você falou que ela você era bonita, mas nem tanto! Ryan ficou muito vermelho! E eu mais ainda!- Ah valeu Richard. Ela já é metida, vai ficar mais ainda! – disse Ryan pra descontrair.- Rs. Ah eu sou metida é? Valeu hein...- Ah mais você tem motivos pra ser metida – disse Richard.- Ih... Pronto! Richard vai cismar com você, Claire – disse Alex.- Ele nem é doido! – disse Ryan já com cara de ter se arrependido do que falou.- Poxa priminho... Você está me queimando com a garota.- Não, tudo bem. Foi só uma brincadeira né Ryan? – respondi.- Claro! Richard é gente boa...- Isso! Assim que eu gosto de ver – disse Richard. Hum... Perceberam? Não gostei muito desse tal de Richard. Muito atiradinho pro meu gosto! Mal meconhece e já fala isso. Só sei que a conversa foi passando e o Ryan foi ficando cada vez mais estranho.Só o Richard que falava. Ficou falando da vida dele como se eu tivesse perguntado alguma coisa! Eleme perturbou todo o dia, pegou meu e-mail e o número do meu celular. Argh! Aí, comecei a perceber que o meu dente era muito torto. Bem, na verdade foi a Megan Fox que falouisso. Então eu resolvi colocar aparelho. Fui ao dentista e ele falou que em um ano meu dente ficacertinho. Que bom! Menos tempo de apelidos vindos da Megan Fox. Exemplo: Boca de lata ou algoparecido. Duas semanas se passaram e eu fui ao dentista para colocar o aparelho. Já estava decidida acolocar a cor rosa na borrachinha. Chegando lá, encontrei com um garoto loirinho e bonitinho sentadobem no meio do sofá da sala de espera. Ele olhou pra mim, deu uma risadinha e chegou pro canto dosofá. É claro que eu não sentei. Tenho vergonha. Fiquei em pé me mexendo de um lado para o outro (pranão criar raízes rs). Foi quando o garoto loirinho falou:- Hey! Você não vai crescer mais se ficar em pé.- Rs. Não precisa.- Não precisa mesmo, mas é bom sentar. Eu não mordo. 25
  26. 26. - Só se ela pedir não é? – disse Mark entrando pelo consultório.- Mark o que você está fazendo aqui? – perguntei.- Eu marquei uma consulta aqui.- Sério? Pra quê? Você tem o dente certinho.- Ué, mas... E quanto a limpeza?- Você nunca teve cárie e nem outra coisa parecida.- Tá legal... Eu vim aqui para te vigiar. É você sair de perto de mim que já chega os urubus.- Hey cara! Eu não fiz nada – respondeu o garoto.- Porque eu cheguei a tempo...- Mark pára! Vai pra casa! Que vergonha!- Ah, mas não tenho nada pra fazer em casa.- Vai visitar a Demmy então.- Ótima ideia!! Tchau. Se cuida hein mana.- Claro Mark. Tchau!- Tchau! – respondeu o garoto.- Não me dá tchau não hein cara... Sai de perto dela. Ah que vergonha! Fiquei super sem graça. O garoto depois ficou rindo e perguntou:- É seu namorado?- Não! É meu irmão.- Ah que bom. Assim tenho mais chance.- Hã? Acho que não entendi o que falou.- Rs. Hum... Deixa pra lá.- Pois eu entendi o que ele falou e não gostei nada dessa conversinha – disse Mark mais uma vezentrando pela porta.- Mark! Eu sei me virar. Vai embora!- Não posso.- Por quê?- Mark Lawrence! – disse uma mulher bonita vestida de dentista.- Sou eu!- Você marcou uma consulta mesmo? – perguntei.- Ela não é uma gata? – respondeu.- Esse meu irmão... – respondi em tom irônico.- Ele é uma figura. Mas... Você não vai sentar? – perguntou o garoto.- É... Agora eu estou cansada rs.- Você faz o que aqui?- Eu vou colocar aparelho hoje. Estou nervosa. Eu sei que vai ficar horrível.- Impossível. Ah, por falar em você... Qual é o seu nome?- Claire.- Nome bonito.- Obrigada. E o seu?- Brad. Foi um prazer te conhecer.- Igualmente. Queria me desculpar pela confusão que meu irmão fez.- Ah que isso! Faz o seguinte, você pode me dar seu número, e-mail e endereço?- Eita! Quanta informação!- É pra prevenir. Vai que o seu celular está sem sinal e você não tem internet em casa?- Eu tenho internet em casa, mas quase não uso. Meus amigos moram perto de mim e estudam comigo.Mas tudo bem... Sou maluca! Dei todas as minhas informações a aquele garoto que eu acabei de conhecer. E eucontinuei a conversa: 26
  27. 27. - Mas então... Você veio fazer o que aqui no dentista?- Sabe aquela dentista bonita que o seu irmão se amarrou?- Sei – respondi num tom de “estou com medo do que vem pela frente”- É minha irmã. E... Está solteira! Se o seu irmão tiver papo...- E como! É muito insistente. Acabando de falar isso sai meu irmão da sala com a mão no rosto e uma cara de dor.- Que mulher agressiva!!!- Não quero nem imaginar o que você falou pra ela... Não é possível! Você não é meu irmão!- É, mas ela é uma gata né? – disse Brad piscando pra mim.- É... É sim, mas é muito fortinha. Deve comer um boi no café da manhã.- Não não. Ela é vegetariana.- Ui fiz besteira né? – disse Mark olhando pra mim com uma cara de “ele é namorado dela?”- Não cara. Fica tranquilo. Não tenho tanto ciúme da minha irmã assim como você tem da sua. Tambémpudera né? Sua irmã é... é...- Assim como a sua? Assim também não exagera né! Minha irmã é gatinha, mas a sua... Deixa! Desisti...- Já? Sua irmã me falou que você é insistente.- Quando eu vejo que a garota gamou, mas está com vergonha. Também não sou masoquista né?- Tá legal Mark. Vai pra casa que hoje a sua cota de besterol já acabou.- Ok. Vamos lá.- Mas eu nem fui chamada ainda. Eu vim pro dentista Mark. Colocar aparelho.- Ihhh é mesmo! Coitada. Vai doer muito. Eu nunca coloquei aparelho, mas eu sei que vai doer. Tá legal.Tchau mana. Tchau cara.- Brad.- Que seja! Não gosto de ficar amigo do cara que está de graça com a minha irmã.- Só falei meu nome.- Que seja!- Mark vai pra casa.- Que seja!- Repete!! – respondi já num tom de menina brava.- Que seja feita a nossa despedida agora.- Ótimo! Adeus Mark.- Fui! Ah finalmente! Mark não pára de falar. Aliás, nem o Brad.- Então Claire. Eu estou de mudança. Vou para Hollywood. Brad
  28. 28. - Conheço duas pessoas de lá. Mas você não deve conhecer.- Quem?- Alex e Richard.- Alex Logan?- Sim. Conhece?- Estudava no meu colégio.- Que coincidência! Mas o que vai fazer em Hollywood?- Meu pai conseguiu um emprego muito bom lá. Mas antes de ir eu passo na sua casa para a gente fazeralguma coisa legal. Posso?- Claro. Tudo bem. Tem uma lanchonete lá que...- Ice Shake? Também amo.- Isso. Como sabia?- Claire Lawrence! – disse a dentista bonitona.- Vou lá. Foi bom te conhecer Brad.- Idem. Mana, cuida bem dela hein.- Pode deixar Brad. Hoje foi um dia difícil. Aquele último garoto me encheu tanto... Cismou que eutinha que sair com ela hoje à noite.- É ele falou que você é bem agressiva. Aliás, ele é irmão dela.- Valeu hein Brad. Acha que eu teria orgulho de falar que o Mark é meu irmão numa situação dessas?- Ah desculpa. E eu aqui falando mal dele. Não sabia que ele era seu irmão.- Ah que nada. Eu sei que ele é bem idiota nas cantadas. Meu irmão só me faz pagar mico!- Então a gente se esbarra por aí... – disse Brad piscando pra mim mais uma vez. Eu? Interessada nele? Claro que não! Ryan? Imagina... Rs. Depois de colocar o aparelho fui até Bradpara mostrar a ele, mas ele não estava mais lá. Saí do consultório e fui andando pra casa. Foi quando euouvi um barulho de motor e um garoto pegando a minha bolsa. Quase morri!! Qualquer um pensaria queé um ladrão. Mas era o Brad rs.- Ai que susto menino!- Que bolsa pesada! Você carrega sua casa nessa bolsinha?- Uma mulher prevenida vale por duas.- Nesse caso você vale por três!- Rs. Aí está toda a minha maquiagem.- Eita! É só um consultório dentário...- Ah, mas vai que aparece o Tom Cruise por aqui rs.- Bem, Tom Cruise é meio difícil, mas você me encontrou...- Tchau modéstia!- Rs. Quer uma carona?- Você não vai embora com a sua irmã?- Não. Ela tem um encontro agora.- Encontro? E o que você veio fazer aqui?- Conhecer gente nova. E conheci, viu?- Rs.- Você não vem?- Não precisa...- Tá duvidando da minha capacidade de dirigir uma moto? Eu tirei carteira...- Tá legal... Mas não vai rápido.- Acha que eu faria isso? Se segura Claire!! 28
  29. 29. Imaginou? Pois é... Cheguei em casa tontinha.- Opa! Casa bonita. É bom que eu gravo onde você mora rs.- Rs. Ah então esse era o seu objetivo não é?- Claro. Quem é aquele garoto olhando pra cá com uma cara de mau?- Quem?- Se escondeu. Estranho...- Ah... Deve ser o Ryan.- Acho que ele não gostou muito da minha visita né? É seu namorado?- Não! Aliás, deixa eu falar logo... Eu não tenho namorado!- Ah finalmente entendeu o meu verde rs.- É... Eu preciso ir tudo bem?- Mas já? Gosto tanto de conversar com alguém na porta de casa. Só que ninguém pode ficar me olhandocom uma cara de mau rs.- Pois é...- É por causa dele? Olha, se você estivesse vindo andando não teria chegado ainda.- Verdade, mas é que...- Olha, se for por causa daquele garoto nós podemos ir na Ice Shake.- Não. Eu estou sem grana.- O dia que uma garota pagar o seu próprio lanche na minha frente é porque eu estou falido.- Rs.- Por favor!- Tudo bem. Você venceu! Mas nada de 500 km por hora.- Ótimo! 500 km por hora? Você é muito...- Tá eu sei que eu sou exagerada! Foi uma tarde muito legal! Pena que o cara da lanchonete toda hora ficava nos vigiando com medo denão pagarmos a conta. Morro de vergonha desse cara! O Milk Shake estava tão bom que eu nem fiqueicom vergonha de comer muito na frente dele rs. Não conversamos nada demais. Só falamos na nossavida e foi quando eu descobri que agora o pai dele é dono de uma empresa super famosa. Coisinhabásica ^^. E tem é grana... Na volta foi a mesma coisa. Ele me trouxe em casa e ficou conversando umpouco antes de... O que estava faltando pra estragar tudo? Isso mesmo. Mark!!!! Já chegou expulsandoo garoto e chamando-o de safado. E pior que dessa vez ele tinha razões para desconfiar. Eu passei atarde inteira sozinha com Brad! Ele disse que ia me ligar depois para a gente marcar alguma coisa denovo. Á noite, Ryan me ligou para perguntar quem era aquele garoto que estava dando em cima de mim.- Estávamos apenas conversando. Conheci Brad hoje!- E já está assim?- O que deu em você? Nunca teve ciúmes das minhas amizades.- Suas amizades femininas.- Não entendi.- Você nunca entende nada.- Está me chamando de lerda ou é impressão minha? Rs.- Rs. Só você para transformar esse momento de raiva em risos.- Hã?- Wall, hoje você bateu o recorde.- Recorde de quê? Lerdeza?- Rs. Deixa pra lá. Só tome cuidado com essas amizades. Também não sou tão lerda. Falei isso pra disfarçar. Eu não tinha uma resposta pra dar a ele naquelemomento. Não estava preparada psicologicamente.- Tomarei cuidado. Mark é meu guarda costas. 29
  30. 30. - É, mas ele não estava naquela hora. Fiquei sem resposta totalmente. E se eu desse uma de lesada de novo ele ia achar que eu sou burra rs.Mas aí eu pensei numa resposta absurda... Absurda mesmo! Acredite! Rs.- Lógico, não somos siameses. Somos apenas irmãos.- Agora digo eu. Hã? Tem noção da resposta que você me deu? Era melhor ter fingido que não tinhaentendido.- Verdade... Rs. Mas então, que papo macabro. Eu estou ficando com sono.- Está é fugindo de mim. Eu sei a hora que você dorme e não é agora.- Virou psicopata? Está me vigiando? Ah meu Deus! CSI me ajude!! Rs.- Rs. Muito boba. É que eu durmo na mesma hora que você.- Ah é mesmo? Você não dormiu ontem então né?- Não.- Que coincidência!- Não é não. É que a luz do seu quarto bate no meu. Quando você desliga a luz é que fica tudo escuro.- Não acredito nisso. Você tem binóculos?- Tenho! Quer dizer, não é isso que você está pensando. Não fico te vigiando.- Brincadeira! Mesmo que você tentasse me vigiar, eu sempre fecho a janela.- Mas a sua janela é de vidro.- Ui! Agora fiquei com medo.- Mas você sempre fecha a cortina.- Eh! 1 X 0 para Claire.- Não se esqueça que você tem duas janelas. Há! 1 X 1. Empatamos!- Ih é verdade. Sério? Você me vigia pela outra janela?- Não. A outra janela dá para o seu espelho. Não gosto de ficar me vendo. Apesar de eu ser muitobonito... Minha cara enjoa. Olhos azuis estão fora de moda.- Isso!!!! Joga na cara!! E olho azul nunca sai de moda!- Hum... Então você me acha bonito né?- Está virando psicopata de primeira classe hein... rs.- CSI não está me fazendo muito bem... rs.- Mas hein, você já tentou olhar pela outra janela então.- Tá legal, tentei, mas tinha o raio do espelho na frente.- Hum... Bom saber. Vou colocar um espelho na outra janela também.- Nããão!! Rs. Zoa! Pode deixar que eu não fico te vigiando. Só de vez em quando.- Bem, então como você sabe tudo da minha vida? Já sabe que está na minha hora de ninar rsrs.- Verdade! Já passou três segundos.- Eita! Você coloca lembrete de quando eu vou dormir?- Rs. Também não exagera! Adeus!- Tchau. Boa noite. Até amanhã! Adeus é quando a gente nunca mais vai ver a pessoa.- Sério? Minha mãe me deu Adeus hoje. Será que ela nunca mais vai voltar?- Calma. Ela está entrando no portão agora.- Rs. Então tá bom. Tchau. Na hora de dormir fui à janela em frente ao espelho. Lá estava ele... Olhando rs. Escrevi num papelcom letras grandes: “Isso é narcisismo!”. Ele riu e escreveu num papel: “Eu sabia que você apareceriapor aqui”. Aí apareci na outra janela. Ele estava olhando. Então eu acenei e fechei a cortina. 30
  31. 31. Capítulo VI De volta ao sofrimento D epois de mais uma semana de férias, voltei ao sofrimento! De volta à escola! Em pensar que eutenho mais um ano pela frente... Agora que Mark não estuda mais, ele só me leva e busca. Ah pensouque ele iria me deixar sozinha com Ryan? Eu também rs. Hoje eu perguntei para o Ryan as horas equando ele foi ver no celular... tham tham tham tham!!! (sinfonia mais conhecida de Beethoven) Aminha foto estava no papel de parede dele! Tudo bem que era eu, Demmy, ele, Annie e Mark, masmesmo assim. Já não estava mais aquela foto da operadora de celular dele. Finalmente! Chegando à escola, Megan veio logo na minha direção com aquele cabelo liso ridículo (pra não dizerao contrário) voando e com uma roupa nova (o que já era de se esperar). Agora o que eu não entendo éporque ela pode vir de roupa normal e eu tenho que vir com o uniforme escolar do ano passado já que aescola não se decidiu em como será o novo uniforme.- Roupa bonita.- Obrigada – respondi ironicamente.- Está sem dinheiro para comprar roupas ou você gosta da moda retro?- Gosto da moda “Não me encha a paciência”.- Que grosseria! Não é a toa que o Ryan prefere mil vezes a mim.- Quer saber? Eu não vou discutir uma coisa que não tem nem comparação.- Vamos ver se ele aceita sair comigo.- Só se for por pena. Ignorando totalmente minha resposta ela saiu à caça. Fiquei olhando de longe e vi que ele aceitou. Masele só pode estar pirando!- Quem maninha?- Ai que susto Mark! Você ainda não foi embora?- Não. Eu quero falar com a Demmy.- Esquece a Demmy Mark! Ela não quer saber de você!- Puxa... Magoou o pobre coração solitário do seu maninho.- Ai desculpa...- Desculpada! Mas o que foi? Tem alguma coisa a ver com... Aquele safado, pilantra... Lá se foi Mark na direção do Ryan (que a propósito, estava abraçado com a Megan). É claro que eu fuiatrás do Mark.- Que pilantragem é essa? Fica se engraçando pro lado da Claire e agora quer pegar a Megan na frentedela?- Pára com isso Mark! – gritou Megan a ponto de a escola toda parar para ver o eu estava acontecendo.- Não é nada gente. Podem voltar para os seus afazeres – gritei também.- Eu não fiz nada.- Você não me engana – disse Mark levantando a gola da camisa dele e o colocando contra o armário dealguém.- O pai dela morreu Mark! – Ryan gritou mais que eu e a Megan juntas!- Hã? – todos disseram (menos a Megan). Mark soltou Ryan, olhou para Megan e começou a rir. 31
  32. 32. - Mark que horror! – respondi.- Essa é a mentira mais mal feita de todas! Se o seu pai morreu, quem é aquele homem dentro do carroque te chamou de filha há uns 5 minutos atrás? O colégio riu em peso! Megan ficou com muita raiva. Até que o diretor chegou e acabou com tudo. Éclaro que Mark correu e não foi pego. E mesmo se fosse... Mark não estuda mais então nada de maispoderia acontecer com ele. Depois de toda aquela loucura, veio Demmy revoltada.- Você viu aquilo? Acabei de trocar de armário porque picharam o outro e o novo já está tododeformado!- Quem será que fez isso? – respondi ironicamente porque eu entendi que foi lá que o Ryan amorteceu acabeça.- Não sei! Acho que foi a Megan! Ela deve estar revoltada porque eu estou com o mesmo anel que ela.- Bem... A Megan pode ser chata, mas ela não amassa nem uma mosca.- Como você tem tanta certeza que não foi ela, hein?- Eu? Não tenho certeza!- Hum, eu te conheço. Você sabe quem foi não é?- Ah minha cabeça está doendo muito! – disse Ryan chegando.- Há!!! Foi você né?- Não me diga que o seu armário tem o adesivo do Tom Cruise na frente e um coraçãozinho do lado!- Ele é o único que não me decepciona.- Ele está na terceira idade! – disse Ryan.- Vai rolar o boxe agora.- Ih Ryan... É melhor você não falar mais nada. Tom Cruise é o amor da vida dela! – respondi.- Só dela? – perguntou Ryan.- Não! Da minha também!- Ah então é por isso que você me mandou calar a boca...- Droga! Você descobriu! Rs.- Aliás, hoje foi um dia de muitas descobertas... Megan mentiu na boa pra mim.- Eu...- Eu sei que você avisou Claire.- Não,não é que eu queria ir ao banheiro! Ah não, deixa pra lá. Olha quem tá vindo ali. A víbora! Vaipedir desculpas na nossa frente? Não acredito!- Ryan, eu preciso falar com você... A sós! – falou a víbora!- Tá bom. É... Eu continuo sem acreditar que ela pediria desculpas na minha frente. O certo seria ele falar: “Nãotenho nada para esconder da Claire. Fala na frente dela!”. Ah seria lindo! Também, não estou aí pra ele.Eles que se casem! Ah! Agora eu me lembrei de uma coisa... Naquela hora eu pensei alto! Por isso oMark soube que eu estava pensando no Ryan. Droga! Tenho que parar com isso!- Isso é coisa de mulher.- Demmy? Ah que susto! Isso o que?- Pensar alto. Você fez isso de novo.- Ihh!! Ainda bem que foi com você!- É... E se fosse o Ryan atrás de você? Você disse que estava pensando nele!- Disse. Mas eu não sei. Às vezes parece que somos apenas amigos, mas às vezes eu fico pensando nele.E às vezes eu penso no Brad.- Wall! Que dúvida cruel! E eu não conheço esse Brad. Você falou dele e ele parece ser legal, mas elepode sumir e nunca mais aparecer. Você sabe que isso pode acontecer né?- Sei. Infelizmente sei. Vamos pra sala então. 32
  33. 33. Chegando à sala, vi Ryan sorrindo para mim. Ele parecia ser o amor da minha vida! Com aqueles olhosazuis... Ele até parecia gostar de mim também. Foi quando a Megan chegou e estragou tudo. Ela sentoudo lado dele e me olhou com uma cara de “Perdi a batalha, mas ganhei a guerra”. Que frase profunda rs.A aula não acabava e a minha mente estava a mil. Pensava no que a Demmy tinha me dito sobre o Bradnunca mais aparecer. Tudo bem que só tinha uma semana que nós não nos víamos. Na hora da saída, chamei Demmy para almoçar lá em casa. Ela disse que não poderia, mas que de tardeapareceria por lá. Só que o que eu não sabia era que... Depois eu falo. É que uns 5 minutos depois, umapessoa me ligou. Sabe quem? Isso!! Brad!! Ele não sumiu!!- Brad?- Oi! Pensei em você hoje e resolvi ligar.- Ah! Também pensei em você hoje. Que coincidência!- Puxa... Só pensou em mim hoje? Então não estou tão mal assim rs. Na verdade, desde que eu teconheci pensei em você todos os dias, mas não dava para eu me deslocar de Hollywood para cá.- Como assim? Você está aqui?- Olhe pra trás. E não é que ele estava acenando pra mim do outro lado da rua! Fui até lá e ele estava muito cheiroso...Eu não cheguei muito perto não! É que o cheiro estava indo longe rs. Papo vai, papo vem... ChegaDemmy! É, conversamos a tarde toda rs.- Oi! Você é o famoso quem?- Brad. Prazer em conhecê-la.- O prazer é todo meu. O meu nome é Demmy.- Demmy, você está a fim de pegar um cineminha?- E pra ver que filme?- Lá a gente vê qual é o melhor ou o que a gente vai achar que é o melhor. O que importa é a companhiade duas damas.- Hum, vai tirar onda hein Brad – respondi.- A gente podia chamar o Ryan para ir também né? – disse Demmy. Brad olhou para mim, suspirou e perguntou:- É aquele que me encarou?- É. Mas ele é muito legal. Vai gostar de você com certeza – respondi sem muita certeza rs.- Eu espero né? Chamamos Ryan e é claro que ele não quis ir. Ele não queria ser o par da Demmy. Bom, pelo menosfoi isso que a Demmy falou para mim.- Poxa, quem poderia ir com a gente? – perguntou Demmy.- Você me chamou? – chegou Mark!- Não Mark, mas por quê?- Será que é porque eu gosto de você?- Deixa de palhaçada!- Ninguém acredita em mim. Incrível isso! Pergunta para a Claire. Fui para o Brasil, para a Flórida evoltei sem dar em cima de nenhuma menina.- Você não quer que eu minta para a minha melhor amiga né?- Não. Quero que você me ajude a conquistar sua melhor amiga.- Ah sim. Demmy, meu irmão é muito gente boa, mas deu em cima das meninas sim. Pronto! Ajudei osdois sem mentir.- Acho que isso não me ajuda muito, mas valeu a intenção – disse Mark.- Pois isso me ajudou muito a ter mais certeza ainda. 33
  34. 34. - De quê? – perguntou Mark com uma cara de expectativa.- De que os homens não prestam!- Puxa... Eu estou incluído nisso? – perguntou Brad.- Você é homem, certo? Então não preciso dizer mais nada.- Hey peraí! Você é o garoto do dentista? Irmão daquela gata agressiva? – perguntou Mark.- Ah você lembrou-se de mim né?- E como eu esqueceria o cara que dá em cima da minha irmã descaradamente?- Hey! Estamos quites! Nem precisa falar que eu fiquei morrendo de vergonha! =/ Ele concordou com o absurdo do meuirmão!!!Mas ae acabou que fomos a quarteto mesmo. Demmy ficou morrendo de raiva! Toda vez que o Markfalava alguma coisa para ela, ela revirava os olhos e bufava. Mas ela não bufou mais que eu quandoRyan ligou para mim bem no meio do filme!!! Tem mico maior que esse? Até que tem, mas eu nãoquero nem comentar porque vai que acontece comigo! Do jeito que eu atraio os micos... Parece quesempre tem um gorila nas minhas costas!!! Mas o Ryan me ligou só para perguntar se o filme foi bom. Éclaro que eu o respondi com grosseria! Quem ficaria calmo numa hora dessas? Ainda mais que eu estoucom TPM!!! Eu disse para ele:- Se eu conseguisse ver até o final...- Não entendi.- Não entendeu? Como assim não entendeu?- Não entendi!- Você me ligou bem na hora que o Tom Cruise é pego pelos caras!!- Que caras?- Você não quer que eu conte o filme para você enquanto o final tá rolando né?- Desculpa.- Desculpa não vai me contar o que está acontecendo agora no filme.- Pode deixar que o Brad conta!- Não tenho tempo para ciuminho bobo.- Quem disse que eu tenho ciúme de você?- Você mesmo! Ah deixa pra lá. Tchau Ryan! – respondi desligando na cara dele! O que falta para a maldita da TPM acabar com a minha vida? Eu fui uma besta!! Ryan só estava meligando na boa... O que salvou foi que a Demmy me contou o que eu perdi. Ah! E o chocolate em barraque eu comi no cinema estava muito bom... Depois do chocolate, amendoim murcho e pipoca enjoativa do cinema, do boliche e do sorvete que oBrad insistiu em pagar para mim, fomos para casa. Já era tarde. Na verdade, era bem tarde. E eu estavamorrendo de medo de entrar em casa. Mark entrou em casa, Demmy já tinha ido pela outra rua. Sórestou eu e Brad.- Tchau. Até mais – respondi já virando as costas.- Não! É que...- É que o que?- Hoje foi um dia incrível.- É. Obrigada pelo sorvete que você quase me enfiou pela goela rs.- Rs. Mas a noite seria sem graça sem você.- Ah que nada! Mark é o que dá a graça.- Mas ele não tem um olhar cativante e nem um sorriso metálico.- Rs. Assim você me deixa envergonhada...- Tá. Parei!- Rs. Obrigada, mas eu tenho que ir. 34
  35. 35. - Tá. A gente se vê. Eu te ligo.- Ok. Boa noite.- Boa noite. Nem preciso dizer que o meu pai ainda estava acordado né? Pois é. Ele já foi logo dizendo:- Isso são horas? Chegou em casa no dia seguinte! E é claro que ele não podia deixar de perguntar quem era aquele que estava comigo lá fora.- É o Brad.- Tá. Quem é esse cara?- Um amigo.- É o que todos dizem. Se ele é só um amigo, porque não quis entrar?- Pai, são uma da manhã!- Ah! Agora você olha no relógio né? No próximo cinema você não vai!- Mas pai!- Sem discussão!- Tá. É justo... Pois é. Eu sou uma menina muito obediente. E lá se foi a minha modéstia rs. Quando cheguei ao meuquarto, fui logo olhar para a casa do Ryan. A janela do quarto dele estava fechada e a luz apagada. Masquando eu cheguei à minha janela, vi um bilhete. Estava escrito: “Já passou da sua hora de dormir. Boamanhã rs.” Quando vi aquilo, minha consciência pesou. Eu fui tão grossa com ele e agora isso. Elesempre me tratando tão bem... Depois Brad me mandou um SMS dizendo que tinha chegado em casa vivo e que a gente tinha quemarcar outro cinema. Nem precisa falar que eu pensei logo no castigo do meu pai né? No dia seguinte, a primeira coisa que eu fiz quando encontrei o Ryan foi pedir desculpas. Tudo bemque eu o encontrei limpando as necessidades do novo cachorro dele, mas isso não estragou o clima. Eleaceitou minhas desculpas numa boa e disse que entendia a TPM. Como estávamos numa terça-feira, nóssaímos depois da aula para tomar um Milk Shake. É que às terças-feiras tem uma promoção. Bem naporta da lanchonete diz: “Compre um Milk Shake e ganhe outro!” Ah! Essa promoção é imperdível! E épor tempo limitado. Mas não pense que fomos só eu e Ryan. Isso é quase impossível quando se trata doMark ir me buscar no colégio. Ainda mais que era ele que ia pagar para mim.- Como conseguiu esse dinheiro Mark?- Com muito trabalho e esforço.- Sei. Pediu a quem?- Tive que primeiro pedir ao meu pai.- Pedir a meu pai? Você sabe que meu pai não te dá dinheiro. Ele sabe que se ele der mole você nãotrabalha.- Não trabalho? Eu arrumo a minha cama...- Que é sua obrigação.- Tá Claire. Faço minha obrigação, coloco o lixo para fora...- Por questões de higiene.- Ajudo aquela senhora a atravessar a rua todo dia.- Que é seu ato de bondade.- É sim Mark. Isso não é trabalho. Não vale – respondeu Ryan.- Ah lobinho. E você? Só te vejo limpando caquinha daquele seu cachorro.- Esse é meu ato de bondade. O cachorro não é meu. É daquela senhora que você ajuda a atravessar arua. Estou trabalhando com o meu pai de manhã. Hoje é meu dia de folga.- Tá. Deixa eu terminar a minha história. Eu tentei pedir para o meu pai né? E não consegui. Aí eu fuipedir a minha mãe. 35
  36. 36. - Pediu sabendo que ela rejeitaria né? – respondi.- Não posso nem contar como eu consegui o dinheiro.- Bem, na verdade eu não sei se você conseguiu o dinheiro. Porque até agora você não abriu a carteira.Acho que você está me enrolando hein Mark – disse Ryan.- Ryan, você está ficando folgado... – respondeu Mark.- Quer saber? Não queremos saber como você conseguiu esse dinheiro! – respondi já com raiva. Afinal,eu ainda estava de TPM.- Ih! Chamem a polícia! A TPM está na mira dos tiras. Ryan começou a rir. Pronto! Isso foi o fim! Comecei a chorar. Isso é o suficiente para Mark me zuareternamente! Gente, eu não sou maluca, mas com TPM as coisas mudam. Choro até com comercial depasta de dente. Enquanto Ryan ficava preocupado, Mark se acabava de tanto rir. Fiquei morrendo devergonha. E agora a minha cara para voltar aqui? Ainda bem que esse local é frequentado por pessoasbem diferentes. Um dia tem uns árabes aqui, no outro tem líderes de torcida comemorando a vitória dealgum time de futebol, beisebol ou qualquer outro esporte. Tudo essas meninas querem dançar. Daqui apouco vai ter concurso de líder de torcida para jogos de xadrez! É claro que as candidatas terão mais de60 anos rs. 36
  37. 37. Capítulo VII Ryan desembucha U m ano se passou e estamos no fim do ano. Annie encontrou seu príncipe perfeito! Ele morava noBrasil, mas fala inglês. Ele é de Nova Jersey. Veio para cá por ela! Que lindo! Não há distância para oamor =) O nome dele é Pierre Baxter e ele é um cara muito legal. Montou uma boutique de roupas noshopping local. Isso me deixou muito feliz porque ele nos dá um descontão nas mercadorias! Um número desconhecido ficou me ligando. Quando eu atendia, a pessoa desligava. Isso aconteceu háuns três meses atrás. Depois eu descobri que era o Brad. Diz ele que era para implicar comigo, mas aDemmy diz que é porque ele queria ouvir minha voz sem ter que falar nada. Lembra do Richard, primo do Ryan? Nós conversamos só algumas vezes no Messenger e ele já se dizapaixonado por mim. E quanto a Megan... Nós agora estamos nos dando bem. Ela arranjou umnamorado e parou de dar em cima do Ryan. Lembra que eu ficava em dúvida sobre o Ryan e o Brad?Cada dia que passa, mas tenho certeza que o Ryan é muito mais do que um amigo. Mas eu não falavanada para ele. Acho que é papel do homem se declarar para a mulher. É mais fofo e eu sou uma meninamuito tradicional. Quanto a Demmy, continua sem querer saber de homem. Mark foi fazer um cursotécnico em Hollywood e agora já a esqueceu. Ah! Agora eu tenho 18 anos e não uso mais aparelho.Quanto aos meus pais... Minha mãe agora está sempre comigo. Eu nem ligo. Não sou aquelas meninasque são implicantes com os pais. Já meu pai, por eu fazer 18 anos, está ficando preocupado. Está memonitorando direto. Ainda mais que quando eu era mais nova ele disse que 18 era uma idade boa paranamorar. Agora que eu tenho 18 ele nega ter dito isso rs. Brad meio que sumiu depois de me falar queera ele que ligava pra mim. Segunda-feira, às 12:00 hrs.- Claire, abre a porta pra mim aí. É o Ryan.- Ryan? Vai para a escola mais cedo hoje?- Não. É que eu quero te mostrar meu novo papel de parede. Quando ele me mostrou, era uma foto de nós dois. Nós tiramos na Ice Shake uma vez. No meio de nósdois colocamos um Milk Shake com um canudinho para cada lado. Olhei aquela foto e até me deuvontade de chorar. Aquele dia pra mim foi muito importante porque foi o dia que eu vi que ele é o cara.Minha franja estava separada, mas a foto ficou linda mesmo assim. Fazíamos um casal perfeito! =) Elese virou para mim e disse:- Você estava linda nesse dia. Coloquei a foto no papel de parede porque você é muito importante paramim.- Obrigada, mas sou importante para você porque sou sua amiga – Joguei um verde.- Sim. É exatamente isso que eu vim te perguntar.- Afinal, porque você veio aqui? Rs.- Quer ser mais que uma amiga?- Hã? Do que você está falando? – Tá, eu entendi o que ele falou, mas eu queria ver até onde ele iriacom essa história.- Estou falando de você ser minha namorada.- Namorada?- É. Você não quer ser minha namorada?- Não é que eu não queira. Mas você tem certeza que gosta mesmo de mim?- Claro que eu tenho.- E se isso que você está sentindo for amor de amigo? 37

×