Your SlideShare is downloading. ×
Livro da delbinha  esse é o cara
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Livro da delbinha esse é o cara

2,052
views

Published on

Comédia Romântica

Comédia Romântica

Published in: Entertainment & Humor

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
  • Olá galera que está lendo o meu livro! Espero que estejam gostando... Se querem ler mais coisas românticas acessem o meu blog.
    www.livro-e-poesia.blogspot.com
    Bjs S2
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
2,052
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Introdução --------------------------------------------------------------------------------------------- 1 Capítulo I (Mudança) ---------------------------------------------------------------------------------- 2Sumário: Capítulo II (Freddy vai à caça) ---------------------------------------------------------------------- 12 Capítulo III (Primeiro beijo a gente nunca esquece... Infelizmente) ------------------------------ 17 Capítulo IV (Férias de verão) ------------------------------------------------------------------------ 20 Capítulo V (Férias no Brasil) ------------------------------------------------------------------------- 24 Capítulo VI (De volta ao sofrimento) ---------------------------------------------------------------- 31 Capítulo VII (Ryan desembucha) -------------------------------------------------------------------- 37 Capítulo VIII (O começo de algo novo) ------------------------------------------------------------- 45 Capítulo IX (Praia em Malibu) ----------------------------------------------------------------------- 52 Capítulo X (Viagem ao Texas) ------------------------------------------------------------------------ 57 Capítulo XI (Fora de área) --------------------------------------------------------------------------- 64 Capítulo XII (Esse é o cara) ------------------------------------------------------------------------- 69 Capítulo XIII (Festa de noivado) -------------------------------------------------------------------- 75 Capítulo XIV (A proposta) ---------------------------------------------------------------------------- 81 Capítulo XV (Enquanto eu não estava...) ------------------------------------------------------------- 86 Capítulo XVI (Brasil e a volta para casa) ------------------------------------------------------------ 98 Capítulo XVII (Grande dia para mim e para a Annie) ---------------------------------------------- 106 Capítulo XVIII (Um ano depois...) ------------------------------------------------------------------ 113 Teste para as meninas ------------------------------------------------------------------------------- 114 Teste para os meninos------------------------------------------------------------------------------- 116 Glossário --------------------------------------------------------------------------------------------- 118 Tradução de música --------------------------------------------------------------------------------- 119 Introdução A maioria das comédias românticas tem uma patricinha, um cara engraçado, alguém muito chato e os moinhos. Setem isso nesse livro? É claro! Mas não pense que é igual às outras comédias. Ele não é baseado nas brigas da patricinhacom a moçinha e nem tem um final previsível. É bem jovial, porém emocionante. Com linguagens usadas na internet,participações do Brasil, testes e muita diversão! Aprenda com Claire – uma jovem que mora num dos lugares mais...Mais... Cobiçado pelas garotas do mundo todo: Beverly Hills! Não! Ela não é a patricinha, mas sim uma meninaengraçada, amiga, romântica e muito sensível. Uma eterna apaixonada que sofre como todas as adolescentes. E quandosurge um admirador secreto então... Claire precisa decidir entre seu amor incerto e alguém que se diz apaixonado hátempos por ela. O que você faria? Sua melhor amiga Demmy é vaidosa, engraçada, amiga e realista. Ela não quer saber de homens, mas um garoto queparece ser perfeito se diz apaixonado por ela. O principal é que Claire e Demmy se amam e amam os amigos; o que fazdelas pessoas amadas por todos. Quer dizer... Quase todos. “Esse é o cara” é um livro com muito romance e comédia.Quem disse que os homens não são românticos? Quando um homem ama uma mulher ele é capaz de fazer tudo para vê-la feliz. Às vezes, o amor pode estar do seu lado e você nem sabe. Quer saber mais sobre essa história? Só lendo prasaber!!! Neste livro vemos a verdadeira amizade de Claire Lawrence e Demmy Grey- Duas jovens que se dão “super”bem e que são rodeadas de amigos maravilhosos. Tenho certeza que você vai se identificar com algum deles... Leia edivirta-se com a história de Débora da Rocha Guilino. Quer dizer, com a minha história. Boa leitura! 1
  • 2. Capítulo I Mudança E aí gente! Aqui é a Claire Lawrence. Deixa eu me apresentar... Tenho 16 anos, olhos castanhoescuro, cabelo também dessa cor, sou baixinha e tão branca como um papel ofício. Não sou magracomo as outras meninas. Meu sonho é ser escritora e receber uma serenata de amor! É, eu sei queisso é quase impossível!!! Meu pai é o Joseph, minha mãe Caterine, meu irmão é o Mark e a minhairmã é a Annie. Eu morava em Nova Jersey, mas aí o meu pai quis ir para Nova York e ficamos alipor 13 anos. As meninas de Nova York não tinham nada a ver comigo. Era eu olhar para elas pordois segundos que elas logo perguntavam se estavam de verde. Não sei como aguentei essas meninasestranhas por tanto tempo. Acho que é por que eu era “apaixonada” por um garoto lá da escola. Masera amor de criança. Eu pensava: - Ele é tão engraçado e quando venta o cabelo dele voa! É sim.Basta um vento no uniforme de um garoto para uma menina imatura “gostar” dele. O nome dele éJason. É, eu sei que esse nome te lembra terror, mas a mim só lembrava romance. Até que um dia eleapontou para mim e com uma voz igual à dublagem de filme em inglês para português ele gritou:Piolhenta!!! Ah!!! Minha vontade foi de voar no pescoço dele! E dessa vez não era para sentir seunovo perfume... Na época eu fiquei revoltada e falei para a minha mãe que eu queria sair do colégio.Simples assim né? Para adolescente tudo é resolvido drasticamente. Minha mentalidade era beminfantil. Eu acreditava que tudo o que acontecia em filme de romance poderia acontecer na realidade.Bem, hoje em dia, se um cara fizer uma serenata de amor é capaz de a própria garota vaiá-lo. É claroque eu não faria isso... Mas voltando ao assunto... Minha mãe concordou em se mudar e eu nemacreditei!- Sério? Vocês vão se mudar por mim? Que ótimo!- Não. É que o seu pai foi promovido.-Ótimo! E eu aqui achando que era por mim. Wall! Eu sempre quis conhecer Beverly Hills. Meu irmão, na época, tinha 18 anos e a Annie tinha19. Eles só reclamaram:- Mas mãe! Em Beverly Hills só tem patricinha. Você sabe que eu não quero namorar com umamenina metida. Ao menos que ela seja gatinha. Ah! Como eu queria conhecer uma brasileira quedesse mole pra mim!- Mark! Você só tem 18 anos! Ainda tem tempo – disse minha mãe.- Tá achando que eu sou como a Annie que está pra titia?- Ah valeu senhor um ano mais novo que eu que ainda está solteiro. Pra sua informação, um garoto jápediu pra namorar comigo – disse Annie.- E você aceitou?- Não! Ele usava meia de algodão com sapato social. Eca!- Se você continuar com essas exigências...- Ah é? E você Mark? Também não tem namorada. Por quê?- Porque... Porque.... Não te interessa. Falta melanina nessas meninas daqui...- Ah tá!!! É porque não tem menina maluca em Nova York.- Vou colocar vocês pra se abraçarem – gritou minha mãe.- Eca! – gritou Annie.- Se ela fosse a Angelina Jolie...- Ah então só falta uma abelha picar a minha boca! 2
  • 3. - O que falta é você nascer de novo!- E o que falta em você, Mark é achar o seu cérebro que caiu quando você nasceu.- Cadê o abraço? – perguntou minha mãe.- Parou! – gritou Mark. Logo parou a briga... Mas depois continuou rs. Mesmo com tudo isso, fomos para Beverly Hills.Estava ansiosa pra conhecer a minha nova escola, meus novos amigos e quem seria a minha melhoramiga. E falando em amiga... A única menina no meu antigo colégio que não perguntava se estava deverde ligou para mim para dizer que o Jason estava chamando de piolhenta outra menina. Meninaesta que tinha só seis anos! Fiquei mais feliz... Chegando a Beverly Hills, fizemos a mudança e depois fomos à minha futura escola para mematricular. Eu peguei o horário da tarde. Era uma sexta-feira, ou seja, os alunos estavam á solta. Pravariar eu paguei um micasso!!! Escorreguei bem no meio do corredor da escola, bem na hora dorecreio. Foi quando eu vi uma garota magra, de cabelo liso e longo, sorriso perfeito e super estilosa.Minha admiração acabou quando ela - depois de passar por cima de mim - disse:- Não gosto de novatas.- Pensei que eu não tivesse te perguntado nada – respondi levantando do tombinho básico.- Só para registrar na sua lista negra... Meu nome é Megan Fox.- Eu te perguntei alguma coisa? – Esse é um fora típico de adolescente.- Eu sou a Rainha do colégio...- Ih viajou...- E as novatas devem ficar no seu lugar!- Olha, eu gostaria muito de ficar nesse lugar, mas eu tenho que ir agora. Nosso papo está tão bomquanto um chá à tarde com pessoas importantes da Inglaterra.- Eu nem sei quem é você e já te odeio.- Não seja por isso... Meu nome é Claire Lawrence. Se precisar de ajuda é só me chamar – respondiironicamente- Como consegue ser tão sarcástica?- Acho que é um dom.- Realmente, é um dom... Conseguiu me irritar.- Ah! É que eu sou muito eficiente. Tchau. Foi bom conversar com você.- Eu vou estar onde você menos esperar... Colocando a mão no bolso, respondi:- Opa! Aqui não está! Mal entrei no colégio e já fiz uma inimiga. Logo depois eu vacilei de novo. Esbarrei num garoto decabelos negros, olhos azuis e uma pele tão branca que chega a aparecer às veias em circulação.- Seu olho é tão...- Desculpa... Eu sou um fracassado que veio se matricular aqui no colégio. Eu só pago mico.Acredita que eu acabei de escorregar no corredor do pátio? Ah pra quê eu fui falar isso?- Calma! Eu não vi você caindo porque eu estava caída desse lado rs.- Rs. Acho que passaram muita cera nesse chão.- Rs. É... – respondi em um tom de “não sei o que falar”.- É... – disse ele em um tom de “o que eu vou falar agora”.- Então... Também me matriculei hoje nesse colégio. Vou começar segunda. 3
  • 4. - Meu nome é Ryan. Ryan Spring – Nesse momento ele devia estar contando os segundos para seapresentar.- E o meu é Claire Lawrence.- É... Você pode me dar o seu número? É que pode não haver aula e...- Tudo bem... Eu gosto de mandar SMS rs.- Anote no meu celular. Aí eu anoto no seu o meu número pra você saber que sou eu que estouligando... Quando peguei o celular dele, percebi que o papel de parede era o link da operadora. Que tipo decara não colocaria uma foto com os amigos ou algo parecido? Achei que ele fosse um cara chato ousolitário. Estava disposta a descobrir. Depois de colocar o meu número no celular dele, ele disse:- Tira uma foto no meu celular para eu lembrar que é você – Que desculpa mal feita!- Ah sim. Claro!- Tira no meu também.- Não. Eu não sou fotogênico – Fala sério! Ele é lindo de qualquer maneira!- Tudo bem... Pegando de volta o meu celular tirei uma foto dele sem que ele percebesse. Ele quase teve um filho!Depois de me despedi dele fui para casa.- E aí maninha, conseguiu arranjar novas amigas? – disse Mark.- Consegui foi uma rival!- Eita! Mas já? Quem? Eu posso investigar...- Megan Fox!- Ui! Gostei desse nome. Ela é gatinha?- O pior é que é. Mas ela é ridícula.- Fica calma maninha. Você também é gatinha e é muito maneira.- Eu, gatinha? Fala sério! Tá falando isso porque eu sou sua irmã!- Verdade... Brincadeira, brincadeira... Não, Claire! Não joga a mesa em mim!- Palhaço! Deixa de exagero! É só uma bolinha de papel e nem pegou em você, graças a minha miraespetacular. Annie chegou na sala, jogou a bolinha de papel na cabeça do Mark e perguntou:- Me diz aí Claire... Quem é o gatinho que você estava conversando?- Annie pára de procurar garotos mais novos. Pedofilia é crime! – respondeu Mark.- Ah seu nojento!! Eu estou falando isso pra Claire. Ele deve ter a idade dela.- Ih! Não vem com essa. A Claire não vai namorar agora. Eu não vou deixar! Beijo só com 18 anos!- Calma gente! Eu não o conheço direito. Ele também é aluno novo.- Não é ele ali fora?- Onde?- Ali na casa da frente.- É ele mesmo.- Ih! Já estou vendo tudo... Ele é nosso vizinho, vocês vão se ver toda hora. Ele vai ficar esquentandosofá aqui em casa e vai querer ser mais do que um amigo – disse Mark.- Como você sabe de tudo isso?- Porque eu já fiz isso. É uma tática que sempre dá certo.- Deixa de viajem Mark! Eu não vou namorar o Ryan – respondi. 4
  • 5. - Cospe pro alto mesmo pra você ver. Uma vez eu dizia pros meus amigos que nunca ia namorar umagarota lá que eu não lembro o nome. Ela gostava de mim, mas eu não estava nem aí pra ela. Aí uma tavavez a garota apareceu bonitona e eu gamei! Depois eu fiquei correndo atrás dela igual a um patinho. Enquanto Mark falava besteira aproveitei para falar com o Ryan. A conversa dos dois continuou...- Por que toda vez comparam um idiota com umpatinho? – disse Annie.- Ora bolas! Porque pato é idiota!- Que viajem! Cadê a Claire?- Ah sabia! Ela está do outro lado da ruaconversando com o lobo em pele de ovelha.- Não. É lobo em pele de cordeiro.- Ovelha!- Cordeiro!- Que seja! Pobre Claire...- Deixe de ser exagerado! Pela janela, avistei Ryan. Fiz alguns desenhos para representar as histórias, mas não sou m muito boa nisso, ok? Ryan estava fazendo a mudança para a nova casa, que por sinal fica em frente a minha.- Claire? O que você está fazendo aqui?- Oi Ryan. Eu estou te perseguindo não percebeu?- Rs. Sério... Não esperava você por aqui...- Está vendo aquela casa ali? É o meu lar doce lar...- Wall! Que estranho isso...- Pra mim não tem nada de estranho ter uma companhia pra ir à escola.- Rs. Aqueles na janela são seus irmãos?- Ah eu não acredito! Ah eu acredito sim. Esse é meu irmão Mark e aquela que se abaixou agora é a aquelaAnnie.- Ele deve ter muito ciúme de você.- Por quê?- Ele está me encarando agora...- Não liga não. Ele não faz nada, só ameaça.- Ameaça? Ah meu Deus!- Rs. Você vai conhecê-lo melhor nas nossas caminhadas para a escola. lo- Ah ele vai também?- Sim. Infelizmente. Ele também estuda nesse colégio. Está no último ano. Ainda bem que ano que vemele não estuda mais lá rs. E a Annie já terminou.- Será um prazer conhecer seus irmãos.- Não. Tenho certeza que você não vai achar legal. Eles são um inferno! Vivem brigando... legal.- Ryan!!! Vem me ajudar... – Ouço um grito.- Ah é a minha mãe. Acho que tenho que ir.- Ah Ryan... Encontrou uma amiguinha? – disse a mãe dele.- Mãe essa é a Claire. Claire esse é a minha mãe.- Prazer...- O prazer é meu. Que graçinha de menina... – disse ela olhando pra ele e rindo.- Eu sou sua vizinha. Moro aqui em frente. 5
  • 6. - Ah que ótimo! Meu nome é Sarah.- Mãe eu vou daqui a pouco ok? – disse ele todo sem graça.- Ah sim. Claro! Podem conversar. Vocês vão se tornar grandes amigos... Ou até mais do que isso rs.- Mãe!! – gritou ele vermelho igual a um tomate.- Tudo bem Ryan. Tenho certeza que minha mãe falaria a mesma coisa. Isso é coisa de mãe... rs.- É... Intuito de mãe – respondeu Sarah. Ignorei o comentário maldoso dela e prossegui como se eu fosse burra o suficiente para não entenderuma coisa tão clara. Mas é claro que eu prossegui em outro assunto.- Sarah foi um prazer te conhecer. Vocês querem ajuda pra mudança?- Não que isso! – respondeu Ryan.- Não Claire. Obrigada. Não precisa.- Então tudo bem. Se precisarem é só me chamar. Valeu Ryan. Até mais!- Tchau Claire. Desculpa aí...- Não que isso! Tudo bem. Tchau Sarah.- Tchau Claire. É claro que eu falei aquilo pra não deixá-lo sem graça. Minha mãe nunca falaria uma coisa dessas.Ainda bem. Chegando em casa, começou o interrogatório da Annie e do Mark:- O que você foi fazer lá? – perguntou Annie.- Aquele safado te pediu em namoro?- Por que ele apontou pra gente?- Eu encarei o safado mesmo.- Gente, calma! Não aconteceu nada. Eu conheci o garoto hoje!- Eu espero que você não queira conhecê-lo mais profundamente.- Mark! Seja educado nas nossas caminhadas pra ir à escola.- O quê? Você convidou esse lobo em pele de ovelha ou cordeiro para te acompanhar nas ruas escurasde Beverly Hills?- Rs. Lobo em pele de ovelha ou cordeiro? Haha. Só você mesmo...- O quê? – respondeu meu pai que estava passando por ali.- Não! Não é com você não pai.- Ah tá! – disse meu pai meio desconfiado. Ele estava com uma cara de curiosidade...- E quanto ás ruas escuras de Beverly Hills? – respondeu Mark sem esperar meu pai sair de cena.- Cara aqui não é Chicago – disse Annie.- Ele pode ser um psicopata!- Mark você está vendo muito CSI.- CSI? Eu estou vendo é a realidade Claire...- Você tem muito ciúme da sua irmã né Mark? – disse minha mãe Caterine chegando na sala.- É. Tenho mesmo.- É... Mais um dia um cara vai vir aqui pedindo a Claire em namoro.- Eu mato o pilantra!- Mark, o que importa é que você vai ser sempre o meu preferido – respondi. Bem, depois de tudo isso... Fui me cuidar para segunda estar uma gata como diz meu irmão. Aindabem que nesse colégio usa-se uniforme. Menos uma coisa pra me preocupar. Passei o final de semanatodo procurando respostas pra dar para aquela tal de Megan Fox caso ela me perturbasse. Ryan me ligoudomingo de noite marcando o nosso horário de saída para ir para a escola. Já acordei animadássa! Estava doida pra arranjar novos amigos. Estávamos em Maio e logo íamosentrar nas férias de verão! Atravessando a rua me encontrei com o Ryan. Mas com o Mark atrás estragoutudo. Ele simplesmente falou a caminhada toda! 6
  • 7. Chegando lá, entrei logo na sala e me deparei com a Megan Fox!! Ela estava brigando com uma depareimenina.Novidade! A menina saiu chorando e eu logo gritei: A bonitona aí é a Megan e esse cabelo é o da menina.- Atormentando os outros de novo?- Ah é você! – respondeu Megan Fox.- Sim, eu estudo aqui agora. Você deve ser amada por todos né? – respondi ironicamente.- Por todos não... Mas sim pelos que interessam. Os garotos me acham demais. E eu sou! Isso não éengraçado?- Você é muito esquisita...- Ah você cansa a minha beleza garota.- Acho que ela está tão cansada que resolveu ficar em casa.- Quer saber... Eu nem te devo satisfações de nada. Prefiro gastar meu precioso tempo fazendo a minhaunha magnificamente.- Ah me poupe dos detalhes sórdidos!- Não liga pra ela não... – respondeu Ryan.- Que graçinha esses dois! Os dois novatos! – disse a besta da Megan Fox.- Pelo menos eu tenho um par. E você que se diz linda, por que não tem namorado?- Quem disse que eu não tenho? Meu namorado é o mais lindo da escola. Fiquei quieta já que eu não sabia se o cara era o mais lindo da escola. Foi quando a professora chegou. quandoTodos sentaram, mas eu queria ver como a menina que a Megan humilhou estava.- Professora! Desculpe-me, mas eu vi uma aluna saindo daqui e chorando. Teve uma confusão básica me,aqui e eu queria ver como ela está. Posso?- Ela é a sua amiga?- Eu nem a conheço.- Ah sim, claro. Você quer matar aula.- Não! Prometo que serei rápida.- É pra ser! Mal a professora acabou de falar e eu já estava longe. O lugar que as mulheres mais procuram parachorar é o banheiro. Foi pra onde eu fui e não teve erro. Lá estava ela. Chorando, com a maquiagemborrada, cabelo despenteado e com todas as patricinhas no banheiro rindo dela.- Estão rindo do quê? Quem nunca chorou quando sua unha quebrou ou seu cabelo estava horrível paraum encontro com um cara incrível? É... Eu entendo a linguagem das patricinhas. Só sei que elas logo saíram com uma carinha de pena.- Obrigada! – disse a menina.
  • 8. - Que nada! Tinha que ver o que eu falei pra Megan Fox rs.- Ah foi você? Eu ouvi uma voz falando umas coisas pra ela, mas nem me liguei nisso.- Eu sou nova no colégio.- Eu também. Por isso sentei no lugar da Megan.- Vamos pra sala. A professora já chegou.- E ver a Megan de novo?- É. Eu sei como isso é doloroso. Ver de novo todo aquele blush e gloss não é fácil rs.- Rs. Você é engraçada...- Valeu. Meu nome é Claire Lawrence.- E o meu é Demmy Grey.- Amigas?- Rs. Amigas!- Você quer lápis de olho ou um batom? Eu trouxe! – perguntei.- Eu estou horrível né?- Está assustando cegos!- Ah!!!!! Eu estou horrível mesmo!!!! – gritou Demmy olhando para sua própria imagem no espelho.- Bem...- Não precisa dizer nada! Só passa toda a maquiagem disponível no momento.- Rs. Estou vendo que isso será o início de uma grande amizade...- É o que eu espero... Depois da maquiagem, fomos para a sala e a professora não falou nada. É claro que a Megan nãogostou da Demmy. Primeiro porque a Demmy sentou no lugar dela, que deve ser apropriado para quemé desprovido da parte de trás do corpo humano. Segundo porque Demmy é uma menina com uma belezadiferente. Ela tem mais melanina que eu e Megan juntas. Eca! Eu e Megan juntas só se for ao ringue! Eo terceiro motivo era que a Demmy juntou-se a mim, e todos nós sabemos que a Megan não foi muitocom a minha cara... Na hora do recreio, Mark veio em minha direção já perguntando quem era a Demmy.- Oi. Eu sou a Demmy.- O prazer é todo meu – disse Mark.- Com certeza, Mark – respondi.- Meu nome é Mark, mas você pode me chamar do que você quiser...- Se continuar assim ela vai te chamar é de palhaço! – respondi mais uma vez. Eu sei que eu falo muito.- Eu não sou assim Demmy. É que você me deixa louco!- Rs.- Pára de rir Demmy! Ele vai pensar que você está a fim dele.- Você está dando em cima de mim Mark?- Estou! Gostou?- Não! – disse Demmy dando um tapinha nele.- Ui fiquei até arrepiado! Aí ela deu outro. Ele disse que tapa de amor não dói. Aí ela deu um mais forte e ele deu um grito efalou:- Gamei! Tô apaixonado Claire.- Ah desisto! – disse Demmy.- Desiste não! Eu gosto... – respondeu Mark.- Seu irmão é engraçado Claire.- Ele é um pilantra!- Fala isso do seu irmão não maninha... - disse Mark.- Oi Claire! – chegou Ryan para me salvar.- Ah não! Lá vem o lobo em pele de cordeiro. 8
  • 9. - Não seria pele de ovelha? - perguntou Demmy ao Mark.- Lobo? Eu não sou um lobo!- Liga não Ryan... Meu irmão é um doente – respondi.- Vamos fazer alguma coisa depois da escola.- Claro.- Não!!! Claire precisa arrumar o meu quarto hoje.- Arrumar o seu quarto? Viajou né Mark?- Então você precisa colocar o lixo pra fora.- Eita! Se dependesse de você pra sair o lixo da nossa casa... Já fiz isso antes de vir pra escola.- Ah então... Vai lavar o banheiro! Menina teimosa!- Mark seu idiota! Além de já ter feito isso eu vou também sair com o Ryan e a Demmy depois daescola.- Eu? Eu não posso sair com vocês. Ainda estou fazendo a mudança – respondeu Demmy.- Mudança? Você veio de onde Demmy? – perguntei.- Texas!- Ih que legal. Por isso tem um sotaque lindo de Miley Cyrus – disse Mark.- Rs. Só você mesmo Mark...- Então vamos só nós dois Claire – disse Ryan.- Chegamos ao ponto em que eu esperava! De jeito nenhum! Lobinho mal! Eu vou com vocês! Um bomirmão sempre acompanha uma irmã gatinha.- Um bom irmão sempre cala a boca – respondi.- Eu vou cuidar da sua irmã Mark... – disse Ryan.- Isso é o que eu temo!- Mark precisa ir para casa para arrumar o quarto dele né? – respondi com uma cara ameaçadora.- Depois não reclama quando ele te usar e te der um pé!- Vamos sair como amigos Mark.- Ah... Vai ver minha irmã toda linda e não vai ter vontades? Eu também sou homem. Entendo você.- Mark, eu estou precisando de umas ajudas lá em casa. Você pode adiar a arrumação do seu quarto? –disse Demmy.- Claro! Ah foi o que me salvou! Claro que na casa dela tinha adultos para vigiar o Mark. Ela disse que fez issopra me recompensar pelo o que eu fiz por ela mais cedo. Coitada! Eu e Ryan fomos numa lanchonete perto da nossa casa. Ela se chama Ice Shake.- Que nome estranho! Que tipo de lanchonete tem um nome desses? Nisso, um cara passou e disse:- Ice Shake? Que nome legal!- Pra falar a verdade... Eu achei muito legal esse nome – disse Ryan.- Ah eu também. Vamos entrar? Entrando na lanchonete, vi um cara muito lindo saindo de dentro dela. A Megan estava chorando edizia pra ele:- Você vai se arrepender Freddy!- Tenho certeza que não – respondeu.- Tomou um pé Megan?- Por favor, agora não.- Vamos Claire... Vamos comer... – disse Ryan com uma carinha de dar dó. Bem, o Ryan estava certo. Não tenho que ficar toda hora falando com a Megan. 9
  • 10. - Ryan, você está bem? Estou te achando meio nervoso... Está suando...- É que o verão está chegando né?- É... Mas essa desculpa não colou.- É que... Eu te chamei para cá com o objetivo de te conhecer.- Me conhecer? Você vai descobrir aos poucos coisas sobre mim. E eu também quero te conhecer...Afinal, você é meu vizinho então temos de saber quem mora ao nosso lado rsrs.- Ai que horror!- Brincadeira! Mas então... Fale sobre você. Aí nem preciso falar que a conversa durou horas né? Quando me dei conta estava meu pai me ligandoperguntando onde eu estava.- Pai? Oi! Tudo bem?- Sem rodeios! Onde você está?- Na nova lanchonete. Mark não te falou nada?- Ele está na casa de um amigo ajudando na mudança.- Ah sei, claro. Tinha esquecido.- Já são 22 horas!! Vai chegar no dia seguinte?- Estou saindo. Tchau. Beijo. É mas... Você sabe como é... A gente nunca sai correndo de um lugar. Após 20 minutos, liguei paraminha mãe dizendo que eu ainda ia sair de lá.- Claire vem logo!! Seu pai saiu agora para resolver uns negócios. Chega mais ou menos em 20 minutos.Se você não estiver em casa... A coisa vai ficar feia pro teu lado moçinha. O couro vai comer!- Ok! Já entendi o recado. Valeu. Assim que desliguei o telefone já fui pegando minha mochila:- Ryan preciso ir agora!!!!!- Eu te levo em casa. A minha é longe, mas tudo bem rs.- Então vamos logo! Saímos correndo quando um cara começa a correr atrás da gente.- Ryan!! Corre mais rápido!!- Calma.- Tem um ladrão atrás da gente!- Ladrão é você! – gritou o homem.- O quê? – disse Ryan.- Não pagaram a conta e saíram correndo... Bonito né? Mas vocês viram meu físico. Faço musculação.- Ah mil desculpas! Depois a gente paga tá? É que eu estou com pressa.- Não Claire. Peraí... Vou pagar aqui o cara.- É isso aí pilantrinha...- O quê? – respondi já bufando feito um touro vendo vermelho.- Opa! Paga logo a conta que a coisa vai ficar preta! Imagine como deve ser a sogra... – respondeu ocarinha da lanchonete. Dando o dinheiro pra ele, saímos correndo e eu; sem querer, dei a mão pro Ryan. Nós paramos e;contando com o tempo na saída da lanchonete, dá um total de 4 minutos, 39 segundos e 56 centésimosperdidos. Estou vendo que amanhã eu vou com a perna lanhada para o colégio. Morrendo de vergonhadele, eu disse ao Ryan: 10
  • 11. - Desculpa. Eu não queria...- Deixa. Vamos lá. Você vai se atrasar. Ah! Detalhe... Da lanchonete á minha casa são 15 minutos andando. Sendo que nós já perdemos 4minutos, 45 segundos e 36 centésimos. Finalmente cheguei perto de casa. Meu pai estava entrando emcasa.- Ferrou!! Adeus Ryan. Foi bom te conhecer.- Que isso?- Eu vou morrer hoje. Adeus!- Mas... Nesse mas dele eu já tava nos fundos da minha casa. Tem um portão atrás e quando eu ia entrar vi umasombra. Decidi ficar por ali. A porta foi abrindo aos poucos. O suor já foi descendo pelo meu pescoço.- Claire?- Eu não fiz nada! Eu só tava lanchando!- É a Annie cabeçuda! Tava com o lobinho né? Sabia! Tanto que já está na defensiva.- Claire? Ah você tá aí... Esperteza de a sua parte ter chegado antes de mim – disse meu pai que estavapassando por ali.- Ah legal. Por quê? – perguntei com as pernas bambas.- Você sabe...- Eu acho que já sei do que você está falando... – respondi pensando eu como minha perna doeria com aspalmadas da mão pesada do meu pai. No dia seguinte, Ryan não me esperou para irmos junto para o colégio. Mark já foi logo dizendo:- Eu sabia! Ele deve estar com outra.- É... Estranho... Ontem foi tão legal até a parte dramática de sair correndo da lanchonete...- Foi bom antes que você perdesse outras coisas como a pureza da sua boca.- Pureza da minha boca?- Eu sei como são esses caras. Você é muito ingênua.- Ele é diferente...- Huuuuum... Já era!!! Você está a fim dele!!!!- Não! Quer dizer... Eu o conheço há apenas cinco dias.- Hum... Estou sentindo um cheirinho de....- Mark, chega!- Parei! Parei! Você que manda. Bem, Ryan não foi me buscar porque ele teve de fazer umas coisas antes de ir para a escola. Pelomenos foi o que ele me falou... 11
  • 12. Capítulo II Freddy vai à caça A h! Sexta-feira!! É o dia da semana mais esperado por todos os alunos que não gostam de estudar.É um dia antes do final de semana e final de semana é igual à diversão e descanso. Demmy chegouatrasada. Na hora do recreio ela disse pra mim:- Claire! Lembra do Freddy? O ex-namorado da Megan Fox.- Sim sim. E...- Ele ficou me olhando hoje na entrada.- É porque você chegou 40 minutos atrasada e tropeçou na escada.- Não! Foi um olhar diferente.- É... Realmente. Quando você paga um mico as pessoas te olham diferente e depois dão até umarisadinha.- Isso!! A risadinha! Ele deu uma risadinha.- Ah então está explicado.- Mas depois ele piscou pra mim!- Ah foi uma piscadinha tipo “Tome cuidado da próxima vez”.- E se eu dissesse que ele está vindo pra cá? Mas não olha agora!- Ele está vindo pra cá? – respondi olhando pra trás.- Eu disse pra não olhar!- Já era! Não aguentei!- Ele vai achar que eu estava falando dele.- E estava! Mas fica tranqüila. A Megan Fox está atrás de você. Está vendo como ela está sorrindo? Elevai é falar com ela!- Oi menininha desastrada.- Ai que susto! – falei pulando e olhando pra trás.- Oi Freddy? – disse Demmy.- Como sabe meu nome?- Eu? Eu falei seu nome?- Falou sim.- Ah! Seu nome! É Freddy.- Eu sei. Mas como sabe?- É que... Está escrito na sua blusa - Ainda bem que Demmy viu o nome dele na nova blusapersonalizada.- Ah sim. Como eu sou tonto! Qual é o seu nome?- Demmy Grey. Eu não tenho blusa. Quer dizer...- Já entendi rs. Bonito nome. Bem Demmy, eu estava pensando... Você é nova no colégio e eu souveterano. Poderia te mostrar a escola e te apresentar umas pessoas legais.- Ela já tem uma amiga. O nome dela é Claire. Eu sou muito legal sabia? – respondi.- O prazer é todo meu.- Não tenha dúvida de que o prazer é todo seu.- Mas e aí Demmy? Você vem? – disse ele ignorando totalmente o meu fora.- Claro! Vai ser um prazer. Ah não! Demmy foi com aquele lobinho mal. Ih já estou pegando a mania do meu irmão! Tenhocerteza que isso não vai dar certo. Ele acabou de terminar com a Megan. Aliás, a Megan achou que eleestava vindo na direção dela e ficou morrendo de raiva quando ele falou com a Demmy. 12
  • 13. Bem, no final do recreio Demmy veio em minha direção com um sorriso de orelha a orelha. Não sei seeu ficava feliz por ela estar feliz ou se eu ficava triste por ele ter falado alguma coisa pra ela depilantragem.- Que foi Demmy?- Menina...- Ah não! O que ele te fez?- Feliz! Ele me fez muito feliz. Foi tão perfeito! Ele tem um sorriso que daria para iluminar toda essacidade.- Ah essa frase é da Taylor Swift na música You Belong with me.- Droga! Você reparou nisso! Rs. Mas ele me apresentou aos amigos dele e... Tem que ver o cabelo delevoando! Ele é tão... Olha só como foi... Demmy dá tantos detalhes que é melhor eu contar. Freddy a levou para a parte maisalta do colégio e ali ele começou a conversinha... Aliás, levar a garota para o alto do colégio já estásuper manjado. Até o Zac Efron já fez isso com a Vanessa Hudgens em High School Musical 1.Voltando a conversa do Freddy...- Então Demmy... Sabia que eu estou te filmando a um tempão?- Desde segunda? Foi o dia que eu cheguei.- Não! Nem tanto tempo. Não exagera.- Desde terça?- Menos tempo.- Desde quando eu cheguei atrasada e tropecei?- Não... Eu falei a um tempão. Foi desde que eu te vi pela primeira vez... Ontem na hora da saída.- Ah sim. Mas eu estava toda descabelada.- Mas eu prestei atenção ao seu interior. Não ligo para a aparência.- Ah é mesmo?- Você é muito bonita sabia?- Ah obrigada. Falam isso pra mim o tempo todo. Quando ela me contou isso logo perguntei:- Peraí! De onde é que você tirou isso? Pelo que você me contou do Texas não tinha nenhum meninoque dava em cima de você. A não ser o nerd que estudou com você na segunda série. Você não estácontando com o meu irmão não né?- Claro! Ele é doidinho, mas é gente.- Não! Ele é um poodle.- Rsrs. Que horror! Mas eu tinha que falar isso pra ele achar que eu sou disputada.- Tudo bem. Prossiga. Voltando a conversa dela com o Freddy...- É eu acredito. Mas eu percebi que você é uma garota diferente.- Diferente como?- As outras meninas são superficiais e você tem conteúdo.- Me diz uma coisa Freddy. Como você sabe que eu tenho conteúdo se você me viu pela primeira vezontem? 13
  • 14. Demmy e Freddy- É que você ainda não deu em cima de mim. Isso é um milagre.- Ah sim. A Megan Fox também tem conteúdo? .- Está com ciúme dela? – Ah que garoto idiota!!- Não estou com ciúme da Megan. Eu nem te conheço.- É verdade... E é por isso que eu te trouxe pra cá.- Como assim?- Quero te conhecer melhor.- Pra quê? – É... A Demmy é meio lenta mesmo. Ela não estava se fingindo de desentendida. ..- Pra poder fazer isso... – disse Freddy já se inclinando na direção da Demmy.- Não Freddy!- Não o que? Você não quer um beijo meu?- Não! Quer dizer... Hoje é o primeiro dia que a gente se fala. Não pense que eu sou como todas asoutras meninas.- Era um teste gata. Só queria saber se você é diferente mesmo...- Ufa! Como a Demmy é inocente! Só ela mesma para acreditar nessa desculpa ridícula! Ela não vai conseguirevitá-lo. Ele pegou o número do celular dela e agora manda SMS todo dia. e Segunda - feira de manhã da semana seguinte, Annie (pra quem não lembra é a minha irmã) entra nomeu quarto falando:- Mana conheci um cara lindo.- Wall! Aeee! E aí?- Ah foi assim. Ele estava lá todo lindo quando de repente eu olhei para a blusa branca dele. Estava vamanchada de azul. A caneta dele explodiu no bolso.- Ah coitado.- Aí eu falei com ele.- Falou o quê? Não me diga que você falou sobre a explosão silenciosa?- Não! Falei meu nome e ele disse Oi e sorriu. Foi quando eu vi o dente dele! e- Ih é amarelo?- Não é bem branco.- Tem cárie, tártaro? Estava sujo?- Não! O dente dele é perfeito! Esse é o problema. Ele não tem o charme de um dentinho ser torto.- Ah eu não acredito! Você é maluca! Você gosta de dente torto?- Não! Só um dente torto. Fica tão fofo...- Não pode usar meia de algodão com calça social, não pode ter o dente certo... Que mais? Gosta dosruivos ou prefere os mulçumanos?- Eu vou encontrar meu amor.- Espero que seja bem rápido! – disse Mark entrando no meu quarto.- Bata quando entrar! – gritou Annie.- Por quê? Pra eu não ver o seu novo sutiã? Já conheço todos os seus sutiãs.- O quê? Você está indo na área do varal proibida para homens?- Sempre fui. É lá que eu treino minhas cantadas. reino- Nojento!
  • 15. - Annie esses dias eu estava contando... Você tem um bando de sutiãs. Deve ter uns 40. Roupa que ébom nada. Está sempre com essa meia blusa.- Eu nunca vou me livrar dela. Ela só tem um ano mais ou menos.- Mais ou menos? Não acha que está exagerando nesse MAIS não? Você já nasceu colocando essa blusa.E pode parando de comprar lingerie. Esse tipo de coleção é muito estranho. Ainda mais que você estápra titia...- Agora quer mandar nos meus sutiãs? Sutiã é um direito básico da mulher.- É Mark! Isso é coisa de menina – respondi.- Ah é mesmo? Eu pensei que eu pudesse usar também haha.- Olha o sarcasmo Mark... Olha o sarcasmo! – disse Annie num tom assustador.- E quanto a você Claire? Parece um polvo. Tem um bilhão de sapatos, sandálias e sapatilhas. Quantospés você tem?- Quantos dias têm um ano?- Pra que três chinelos?- Um pra praia, um pra dentro e um pra fora de casa.- Ah sim. Já sei qual é o da praia. É o que está com uma teia de aranha. Isso se encaixa com a sua cor.Quando você for à praia e ficar de biquíni as pessoas vão ver o seu estômago e o sol vai se esconder,pois o seu brilho será mais forte.- Mark cala essa sua boca? – disse Annie.- Tudo bem, eu sou sempre o maltratado. Sou um idiota, pilantra e vivem me mandando calar a boca jáque eu só falo besteira.- Finalmente entendeu o que queríamos dizer! – disse Annie.- Kkkk – Não aguentei com essa da Annie...- Até você Claire... Está me largando para andar com aquele tal de Ryan que é um lobo em pele de...Deixa pra lá!- Olha só... O Ryan não é nada disso.- Hum... Antes você falava que não ia namorar com ele e agora você diz que ele não é nada disso? Qualserá a próxima? Pára de falar assim do meu noivo? E a conversa foi longa... Fui pra escola e hoje o Ryan não estava lá me esperando. Na hora do recreio,fui falar com Ryan. Enquanto conversávamos, Megan Fox chegou por trás e coloca a mão nos olhosdele.- Quem é?- Oi Megan.- Ah que fofo! Você reconheceu minha voz. Oi Claire. Vocês terminaram né? Que pena.- Nós nunca estivemos juntos Megan - respondi toda sem graça.- Sabe... Já arrumei outro namorado enquanto você ainda nem teve um. E você nem desconfia de quemseja? – disse Megan colocando a mão no ombro do Ryan. Ele até veio me buscar em casa hoje.- Ah então agora é o namorado da Megan?- Não!- Eu não tenho nada a ver com a vida de vocês – respondi já dando às costas para os dois. Ryan ficou com cara de taxo, enquanto eu fui direto para a sala. Bem, eu me senti traída, mas aomesmo tempo não fiquei tão mal porque eu ainda não estava gostando dele. Ele é apenas um amigo. Nahora da saída, Annie apareceu por lá.- Annie? O que você está fazendo aqui?- Vamos à nova lanchonete?- Nova que já está ficando velha né? Rs.- Vamos logo! Chama o Ryan também, coitado. 15
  • 16. Quando ia chamá-lo, vi que Megan estava falando no ouvido dele. De repente ele olhou pra mim eabaixou a cabeça. Fui só eu e Annie mesmo. Demmy teve de ir para casa e Mark tinha que chegar antesque meu pai para arrumar a cama dele rs. Chegando lá, Annie começou:- Esse é muito alto.- Mas ele é lindo!- Ah não! Vou ter que viver ou de salto ou em cima do meio fio. Um minuto depois...- Olha Annie, esse ali de blusa preta. Ele está te olhando.- Esse é muito baixinho. Nem vou poder usar salto.- Ah não! E aquele ali perto da garçonete bonitinha?- Qual? Aquele que acabou de beijar a garçonete bonitinha?- Esse mesmo... Ah! Tem um lindo ali fora. Ele está entrando agora.- Esse é bonito mesmo.- Está olhando pra cá. Uii!!- Ah como está meu cabelo?- Lindo!- Ah não!- Ah não o que? – perguntei revoltada.- Você ouviu o que eu ouvi? Ele tem voz de pato!- Voz de pato? Mas pato nem fala!- Parece que ele coloca a mão no nariz pra falar...- Verdade... E aquele ali de olho azul?- O de blusa branca?- Isso! Esse é lindo e a voz dele é linda também – respondi confiante de que Annie o aprovaria.- Me diz uma coisa... Como você conseguiu enxergar o olho azul? Nem sei quando o cara vai piscar pramim de tão pequeno que é o olho dele. - Ah então vamos sair daqui. Não se esqueça de pagar a conta.- Eu? Você que vai pagar.- Ih! Foi você que me convidou.- Cada uma paga a sua então.- Muquirana! 16
  • 17. Capítulo III Primeiro beijo a gente nunca esquece... Infelizmente! D ia: Terça-feira. Horário: 12h30min. Ryan estava me esperando na porta da minha casa.- Ah! Você vai comigo hoje? Megan agora tem companhia?- Sabe que eu não tenho nada com a Megan.- Ah eu sei?- Sabe sim. Você é a minha inspiração, não a Megan.- Inspiração? E para estragar o clima chegou o chato do meu irmão.- E aí gente! Se cuida hein Claire. Cuidado com o lobinho. Hoje eu vou com a Demmy. Já estou atrasadopara buscá-la em casa. E você Mark... Se encostar na minha mana eu te quebro!- Demmy vai sozinha com você? Que que deu nela?- Eu tenho papo maninha – disse Mark correndo em direção ao poste. É! Isso aí... Poste!- Tudo bem mana. Não foi nada. Só está meio roxo com azul – disse Mark olhando para o espelho debolso dele.- Mark é uma figura – disse Ryan morrendo de rir.- Quero ver é a cara da Demmy quando ver o olho roxo com azul dele.- Ele não desiste né?- É... Vamos logo pra escola. Mas cuidado com o poste rs. No caminho para escola, conversamos muito sobre nossa vida e ele disse que nunca teve nada com aMegan. Chegando ao terror em forma de prédio (escola), encontramos Demmy com Freddy. Ryan foipara a sala de aula e eu fui falar com ela.- Você marcou com o meu irmão de ir te buscar em casa?- Não. Freddy me buscou. Mas por quê?- Coitado... Assim que eu acabei de falar, Mark chegou com o rosto mais inchado ainda e revoltado.- Você foi buscar a Demmy? Eu a vi primeiro! – disse Mark olhando para Freddy.- Fui sim cara. E daí?- Eu tenho certeza que as suas intenções com ela não são como as minhas seu lobo em pele de ovelha!- E o que você quer com ela?- Namoro! Demmy, quer namorar comigo?- O quê? Tá maluco Mark? – respondeu.- Eu estou falando sério Demmy. Só porque eu sou assim não quer dizer que eu não sou leal.- Não Mark... Sinto muito.- É cara. Eu já a pedi em namoro – disse Freddy se achando.- O quê? Você aceitou? - disse Mark olhando para Demmy quase chorando.- Preciso falar com meus pais. Gosto muito de você Mark. Mas é que... 17
  • 18. - É que eu sou pilantra né? Todo muito acha isso de mim. Quando eu finalmente gosto de alguém deverdade... Ninguém acredita. E ainda ganhei um olho roxo porque corri meu máximo para te alcançar etinha um poste no meio do nada. Bem, só para registrar, o poste estava ali desde sempre. Mark saiu e eu fui atrás dele até ele entrar nobanheiro masculino. Aí não deu né? Voltei e fui falar com a Demmy.- Que que deu em você?- Ele é muito fofo e... Além do mais... Me deu um beijo.- O quê? Não! Você desperdiçou seu primeiro beijo com o Freddy?- Mas ele falou que me amava e que até casaria comigo.- Garotos falam muitas coisas quando querem alguma coisa. E coisa boa que não é.- Mas não fui eu que pedi. Ele que roubou de mim.- Ah não acredito!! Safado!!- Não... Não é.- É sim. Fala sério!- Ah, mas eu estou tão feliz!- Que bom amiga. Só espero que eu esteja errada.- Eu também. E o seu irmão? Fica falando que gosta de mim.- Bem, hoje ele tomou banho quente e como o espelho ficou embaçado ele escreveu: “Mark amaDemmy” e ainda colocou corações em volta. Tudo bem que os corações pareciam um losango, mas omeu irmão não é do tipo que faz isso por qualquer uma.- Poxa... Nem sabia.- É. Nem eu. E quanto ao Freddy... Não quer é ficar sozinho. Ele acabou de terminar com a Megan.Acha que ele já está apaixonado por você?- Tudo bem... Vou falar que eu quero esperar mais pouco. Vamos ver no que vai dar. Na hora do recreio Demmy foi falar com ele. Sabe o que ele falou? Que não dá! Sabia! Ele é maiorpilantra. Mark ficou aliviado de saber que Demmy se tocou, mas não gostou nada nada de saber dobeijo. Ele disse que está gostando mesmo dela, mas que agora ele teria de esquecê-la já que ela nãogosta dele. Demmy foi falar com ele na hora da saída.- Mark, desculpa. Eu não sabia que você estava gostando mesmo de mim. Só não entendi o por quê.- Confesso que de primeira eu reparei apenas que você é bonita, mas quando eu fui te ajudar na mudançame senti no paraíso. Quando eu peguei na sua mão para você descer do banco...- Se apaixonou pela minha mão?- Não! Também... Ah! Você tem um sorriso tão encantador... E o seu jeito... Nunca conheci alguémassim. Mas deixa pra lá.- Não! Não conhecia esse seu lado.- Não seja por isso... Demmy esse é o meu lado romântico. Lado romântico essa é a Demmy.- Rs. Eu preciso de um tempo. Preciso tirar o Freddy da minha cabeça.- É eu sei. Mas eu espero.- Sabe Mark, não quero te iludir, mas eu não quero me apaixonar de novo.- Tudo bem. Não quero que você namore comigo por pena.- Ah que bom que você entende. Foi quando Demmy desabou a chorar. Mark a abraçou e disse:- Mesmo que você não me queira, pode contar comigo.- Obrigada.- Aliás, se você quiser eu posso te mostrar como se dá um beijo de verdade.- Mark! – disse Demmy dando um tapa bem dado nele.- Está ficando forte hein... 18
  • 19. - Claro! Olha o que você falou...- Eu estava brincando está bem?- Eu sei rs.- Isso é porque você sabe hein... Imagine se estivesse com raiva de mim. Daria-me um soco e me jogarianum precipício.- Rs. Muito bobo... Uma semana se passou e Freddy não apareceu mais no colégio. Eu e Ryan estamos ficando cada vezmais amigos. Quanto a Demmy, além de ter ficado revoltada com a resposta do Freddy, o sumiço desseindivíduo a deixou mais convicta de que ela não quer mais saber de homens. Quem ficou mal nessahistória foi o Mark. Coitado! Depois de ir quase todos os dias na casa da Demmy, conheci a caçula da família. Ela se chamaSunshine e ama praia. As férias de verão são as preferidas dela. Por que será? Rs. 19
  • 20. Capítulo IV Férias de Verão F inalmente!! Finalmente vou poder pegar um pouquinho de sol! Passei as duas primeiras semanasaqui mesmo. Fui muito a praia. Principalmente em Malibu na praia Surfrider. Demmy não gosta muitode praia, mas sua irmã Sunshine... Ama!! O apelido dela é Sun. Após duas semanas de praia por aqui,recebi o convite da família da Demmy de ir para o Texas. Muuuuuuuuito longe!!!!!! Demmy diz que afamília dela de lá é muito legal. Então eu fui. Sunshine ficou revoltada porque ela queria ficar indo apraia todo o dia e lá na tia dela é só cachoeira e rios. Fomos de avião. Foi aí que eu descobri que tenho TPV (Tensão Pré-Vôo). Fico estressada assim comoa TPM. E sensível também. Por exemplo: Antes de o avião sair do lugar, Sunshine sentou do lado de umhippie que ficava dizendo: - E ae moça, quer expandir a mente? Aí eu, du nada, levantei do meu lugar efalei para ele: - Escuta aqui hippiezinho, ela não quer ficar viciada e muito menos com essa cara de lerdoe esse cabelo podre! Tá legal... Eu sei que eu perdi a noção do perigo. Mas como eu disse, ele tinha carade lerdo e nem deve ter entendido o que eu falei já que eu falei tão rápido que nem eu mesma lembravao que eu tinha dito. Sun é que falou depois comigo junto com o pedido de não colocar mais a vida delaem risco novamente. Chegando no Texas vi uma fazenda enorme. A primeira pessoa que eu vi foi a Tia Miley. Quer dizer, atia da Demmy rs. Ela é loira, olhos verdes, pele bronzeada (mesmo sem pegar sol rs) e tem cabeloscacheados. Em cima do cavalo, ela gritava:- Aiôôô Twister!! Esse sotaque do Texas é uma comédia!! A Miley chegou, abraçou todo mundo e já veio meperguntando:- Ô menina!! Ocê que é a Claire?- Sou eu sim. Sou amiga da Demmy.- Ô família!!!! Pensei que ocês nem viriam mais aqui.- Mas Tia... Não tem nem seis meses que saímos daqui de pertinho – disse Demmy.- Ah, mas eu fico com sodade. São seis meses! Sabe quantos dias tem seis meses?- Bem...- Nem eu Demmy haha. Mas seu Tio Jack num chegou ainda.- Onde ele está?- Dando banho no Thunder.- Quem é Thunder? – perguntei.- O cavalo da Demmy.- Ah ele é lindo Claire. É marrom com as patas bem branquinhas como se fossem meias – disse Demmytoda empolgada.- Ah que fófis! Quero ver!! Não demorou muito e ele apareceu correndo igual a um louco. Quando ele ia jogar lama na gente, a TiaMiley o chamou pelo seu nome e olhou bem nos olhos dele. Rapidamente ele regrediu.- Como conseguiu fazer isso? – perguntei.- O domei com apenas um olhar.- Ah fala sério! É porque você chamou pelo nome dele.- Não! Pode me obedecer só pelo meu olhar 44.- Não seria 43? 20
  • 21. - Mas quando se trata de cavalo falamos 44.- Ah sim rs. Os pais de Demmy entraram e nós ficamos conversando com a Tia Miley.- Mas diz aí sobrinha... Como está com os meninos?- Está arrasando corações! – respondi.- Essa é minha sobrinha!!- Não Tia! Eu não quero mais saber de meninos agora.- Mas por quê? Você era tão romântica.- Era!- Quem te fez mal?- Um menino lá da escola. Ele estragou o meu primeiro beijo.- Sabia! Meninos de escola são os piores. Pena que eu não conheci o seu Tio na época do meu primeirobeijo. Também me arrependi. Nunca procure o seu na escola está ouvindo Claire?- Ah sim. Claro... – respondi toda sem graça.- É Tia... Ela está falando isso, mas ela está gostando de um menino da escola haha.- Ah valeu Demmy! Rs. E eu não estou gostando dele!- Ah então aquilo é o que?- Amizade...- Tudo começa com uma grande amizade... Jack era meu melhor amigo – disse Miley olhando para cimacomo se estivesse lembrando de algo muito bom.- Não. Com o Ryan é diferente. Ele nem gosta de mim.- Hum... Comigo e Jack também foi assim. Eu achava que ele não gostava de mim. E ele achava que eunão gostava dele. Depois... Já sabe né? Foi quando chegou o Tio Jack todo molhado.- Oi gente!!! Ocês já chegaram? Aquele cavalo doido saiu correndo e eu nem acabei de dar banho nele.- É porque eu não estava lá – respondeu Miley.- É Miley. É porque eu não aprendi a domar cavalos só com o olhar. Depois, entramos e comemos até dizer chega! Á tarde cavalgamos. A Demmy andou no Thunder e euno Twister. Quer dizer, tentei andar né? Demmy andava no cavalo como se fosse uma coisa supernormal. Eu morri de medo, mas parecia ser tão fácil que eu tentei. Twister não parava quieto. Parece queera só porque eu estava em cima dele e tinha medo de cair. Assim que eu subi nele, ele inventou decomer. Quando ele se abaixava, eu gritava. Demmy, Sunshine, Jack e Miley se acabavam de tanto rir.Betty e Max (os pais das Demmy) não estavam na hora. Até que Twister deu na telha de fazer asnecessidades dele. Está me entendendo né? Rs. Só que tem um detalhe: ele não faz em qualquer lugar.Olha que legal! O bicho só faz num canto lá da fazenda que é cheio de mato. Foi quando ele começou acorrer. Eu gritava e chorava ao mesmo tempo. Aí, pra melhorar o meu dia alguém me liga. O cavalo seassustou e correu ainda mais. E eu querendo saber quem era o maldito que estava me atrapalhando. Natentativa idiota de atender o celular, cai como uma rocha cai duma montanha. Espatifei-me no chãocomo um ovo na frigideira. Quer mais comparação? Ah chega! Minha inspiração acabou. Todo mundosaiu correndo e a Betty e Max ficaram desesperados quando chegaram.- Ah meu Deus! – era só o que Demmy dizia enquanto Max não falava nada.- Ah não! A mãe dela vai ficar com raiva da gente – dizia Sunshine.- Isso se ela sobreviver né? – Max se expressou pra dizer isso?- Calma gente! Eu estou viva – respondi.- Graças! Ela não morreu! – disse Betty dando gargalhadas.- Também né Claire... Você em vez de puxar a cordinha do cavalo ficou puxando a orelha dele – disseMiley. 21
  • 22. - Mas ô Miley, você não doma seus cavalos só com o olhar? – perguntou Betty.- Ele não olhava pra mim...- É, eu falei várias vezes pra ele olhar pra você, mas ele não olhava kkk.- Porque será? – disse Sunshine.- Ah vamos esquecer isso. Só fiquei com um hematoma.- Hematoma? – gritouMax.- É... No braço.- Ih! Ficou igual uma estrela – disse Demmy.- É porque você viu estrelinhas – disse Sunshine. Todos riram. Menos eu! Rs. Zoa! Eu ri sim, apesar de estar sentindo uma dor terrível no braço. Pareciaque ele ia cair. Aí eu fui ver quem era o maldito ou maldita que tinha me ligado numa hora totalmenteinapropriada. Ah! Era o Ryan! Rs. Logo depois ele ligou de novo e eu atendi.- Estou atrapalhando alguma coisa? – Começou Ryan.- Eu estava andando a cavalo.- Estava era caindo do cavalo – gritou Demmy perto do celular.- Ah é mesmo?- É rs. Tomei um tombo que cheguei a ver estrelas. Quer dizer, que chegou a fazer um hematoma naforma de estrela.- Hematoma? Você está bem?- Só estou sem me mover do quadril pra baixo, mas está tudo bem.- Deixa de ser exagerada!!!!! – gritou Demmy mais uma vez.-Ah Claire, pára! – disse Ryan com um tom de estar aliviado. Ah ele quase acreditou! Demmy estragoutudo rs.- Tuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu. Caiu a ligação!!!! Ah não! Ele vai achar que eu desliguei na cara dele.- Caiu a ligação? Aqui é assim mesmo – disse Miley com um matinho na boca.- Como assim aqui é assim mesmo? Quando vai voltar o sinal?- Depende. Às vezes não volta haha.- Mentira!!! Ah misericórdia!!!- Ah menina urbana...- Mas Tia Miley, aqui não tem sinal não? E se alguém estiver tentando me ligar? – perguntou Sunshine.- Vai continuar tentando. Se for importante a pessoa insiste. Ela pode conseguir rs. É que aqui é meiobaixo...- Então eu vou pra cima de uma árvore – respondi.- Cê tava falando com quem Claire? Está tão preocupada... – disse Miley sorrindo.- Um amigo meu.- É. Um amigo que meche com o coração dela – disse Demmy se acabando de rir.- Ah é aquele a-mi-go? – disse Miley com um tom irônico.- Ah pára!- É. Pára Tia Miley!! Assim ela vai ficar com vergonha rs – disse Demmy.- Ele não é nada meu – respondi.- Aham... – responderam.- Somos apenas...- Deixa eu ver... Bons amigos? Rs.- É Miley rs. Assim que eu falei isso, o sinal voltou e Ryan ligou.- Ah peraí que eu vou atender o celular. 22
  • 23. - Hum... Esse toque é diferente. Por que personalizou o toque para o Ryan?- Ah Demmy! Rs. Oi Ryan!! Caiu a ligação.- É eu percebi – disse Ryan com uma voz meio estranha.- Que foi? Aconteceu alguma coisa? Você está com uma voz meio estranha.- Não é nada.- Eu te conheço. Fala!- Se você me conhece já sabe que eu gosto mais de falar com você pessoalmente. Olhando nos seusolhos. É que eu estou com saudades.- Está triste por isso?- Sim. Você não está sentindo saudade não é?- Não. Quer dizer, estou. Morri de vergonha!! Miley e Demmy ficaram olhando com uma cara de que assim que eu acabasse defalar com o Ryan, elas me zoariam.- Então... – continuou Ryan. Quando você vai voltar?- Domingo de tarde.- Domingo? Mas hoje ainda é quinta!- Calma. Segunda a gente se vê. Na escola.- Poxa... Queria que você fosse comigo na Ice Shake.- Segunda eu vou.- Então está bem. Tenho que desligar. Minha mãe está me chamando.- Vai lá. Tchau.- Tchau. Logo depois ele me mandou uma mensagem dizendo: “Minha mãe interrompeu nossa conversa pradizer q estava com saudade de vc, acredita? Rs. Até segunda então. Bj.” Os dias se passaram e eu mediverti muito no Texas. Aprendi a andar a cavalo, nadei muito nas cachoeiras e voltei toda picada demosquito. Engordei um pouco já que a Tia Miley enfiava comida toda hora na nossa boca. AdeusTexas!! Duas semanas passaram tão rápido aqui... Como combinado... Fui segunda na Ice Shake com Ryan. Mas fui depois da escola e dessa vez fui coma Annie pra meu pai não implicar. 23
  • 24. Capítulo V Férias no Brasil C hegaram às férias de final de ano. O ano passou muito rápido e eu e Megan Foxcontinuamos a brigar quase todo dia. Ryan e Demmy continuam os meus melhores amigos. Agora eutenho 17 anos! Ryan teve que ir para Hollywood a fim de visitar uns parentes de lá. Demmy foi para oTexas de novo com a sua família. Minha família quis ir para o Brasil! Ainda bem que todos nós jásabíamos a língua. Meu pai é brasileiro então ele quis que todos nós fôssemos pra lá um dia e esse diachegou. Meu pai era do Rio de Janeiro então ele quis que fôssemos pra Angra dos Reis. Annie odiou aideia já que ela não gosta de praia e isso lá tem de sobra. Aí começou a briga de Mark e Annie.- Fica fria maninha... Vai ser muito bom ver os brasileiros na praia – disse Mark.- Eu não to nem aí pra isso. Vou embora logo depois mesmo...- Ah, mas eu estou muito animado. Vou ver aquelas gatinhas de biquíni...- Seu tarado!- É sim... Dizem que as brasileiras são as melhores...- Isso é mito! Duvido! As meninas de Beverly Hills são as melhores.- Ah valeu! Pálidas, magrelas e branquelas. s- Eu estou querendo saber é como vai ser o nosso hotel porque eu vou dormir o dia todo.- Você não dorme, hiberna.- Prefiro hibernar a ver sua cara explodindo de espinhas.- Poxa... Pegou pesado agora. Você sabe que o meu ponto fraco é a minha pele.- É, sei sim. Saiba que vou atormentar a sua vida enquanto você atormentar a minha.- Não perca nos cinemas: Annie, a estranha – sede de vingança!- Ridículo!- Haha! Essa foi boa, Mark...- Isso aí Claire... A única que me defende. Quero sentar do seu lado no avião. sen- Coitada da Claire. Eu prefiro sentar com um estranho! É menos estressante! – disse Annie.- E eu prefiro sentar com o Osama Bin Laden! – respondeu Mark. E a briga continuou e continuou... Pesquisamos na internet e vimos que as praias de lá são lindas! asEntão nós fomos. Tirando a parte que eu fiquei novamente com TPV. Uma aeromoça veio me perguntarse eu estava bem já que eu estava chorando de nervoso. Sabe o que eu disse? Que ela não era o superhomem e muito menos a mulher maravilha para solucionar os meus problemas. mar- Tá birutando Claire? É o trabalho dela servir as pessoas – disse Mark.- É o trabalho dela entender que eu estou nervosa.- Tá nervosa com o que?- E você ainda pergunta? É gente... Eu fiquei louca. Mas depois que o avião partiu, fiquei mais calma. Chegamos! Praia,diversão, sol, Mark dando em cima das garotas e Annie dormindo... Nada foi tão bom quanto umacomida que eu provei e aprovei. Eles dizem que é de Minas Gerais, mas descobrimos que lá não tempraia. Annie quis ir, mas ninguém a escutou rs. Mas voltando ao assunto da comida... O nome é pão de .queijo. Muito bom!! Huum... Ficamos a metade das férias lá no Rio de janeiro e depois fomos praFlórida visitar nossos primos e primas que eram de Nova Iorque. Eu tenho uma prima lá que é muito
  • 25. doida. Doida mesmo. Ela deve ter alguma doença. O nome dela é Hillary. Ela é apaixonada por Mark rs.Ela falava umas coisas estranhas pra ele e ele, que não vale o chão de pisa, zombava dela o tempo todo. Depois fomos pra casa. Finalmente! Estava morrendo de saudade da Demmy e do Ryan. Ryan me ligouno dia que eu cheguei em casa:- Oi Claire. Finalmente consegui falar com você.- Ih Ryan, eu estava no Brasil e depois eu ainda fui pra Flórida visitar meus parentes.- Eita! Aqui... Queria te apresentar o meu primo Richard e a minha prima Alex de Hollywood. - Ah sim. Legal. Quando que eu vou conhecê-los?- Pode ser hoje?- Pode. Eles estão na sua casa?- Aham. Mais tarde eu os levo aí então.- Ok. Até mais! Bem, como o Ryan falou, eles vieram aqui em casa.- Ah que saudade! – disse Ryan com um sorriso de orelha á orelha.- Também senti. Oi! Você que é a Alex?- Aham. Alex Logan. Estava ansiosa pra te conhecer. Ryan falou muito bem sobre você. Fiquei muito sem graça. Mas não tanto quanto a hora que o Richard me cumprimentou e disse:- Ryan você falou que ela você era bonita, mas nem tanto! Ryan ficou muito vermelho! E eu mais ainda!- Ah valeu Richard. Ela já é metida, vai ficar mais ainda! – disse Ryan pra descontrair.- Rs. Ah eu sou metida é? Valeu hein...- Ah mais você tem motivos pra ser metida – disse Richard.- Ih... Pronto! Richard vai cismar com você, Claire – disse Alex.- Ele nem é doido! – disse Ryan já com cara de ter se arrependido do que falou.- Poxa priminho... Você está me queimando com a garota.- Não, tudo bem. Foi só uma brincadeira né Ryan? – respondi.- Claro! Richard é gente boa...- Isso! Assim que eu gosto de ver – disse Richard. Hum... Perceberam? Não gostei muito desse tal de Richard. Muito atiradinho pro meu gosto! Mal meconhece e já fala isso. Só sei que a conversa foi passando e o Ryan foi ficando cada vez mais estranho.Só o Richard que falava. Ficou falando da vida dele como se eu tivesse perguntado alguma coisa! Eleme perturbou todo o dia, pegou meu e-mail e o número do meu celular. Argh! Aí, comecei a perceber que o meu dente era muito torto. Bem, na verdade foi a Megan Fox que falouisso. Então eu resolvi colocar aparelho. Fui ao dentista e ele falou que em um ano meu dente ficacertinho. Que bom! Menos tempo de apelidos vindos da Megan Fox. Exemplo: Boca de lata ou algoparecido. Duas semanas se passaram e eu fui ao dentista para colocar o aparelho. Já estava decidida acolocar a cor rosa na borrachinha. Chegando lá, encontrei com um garoto loirinho e bonitinho sentadobem no meio do sofá da sala de espera. Ele olhou pra mim, deu uma risadinha e chegou pro canto dosofá. É claro que eu não sentei. Tenho vergonha. Fiquei em pé me mexendo de um lado para o outro (pranão criar raízes rs). Foi quando o garoto loirinho falou:- Hey! Você não vai crescer mais se ficar em pé.- Rs. Não precisa.- Não precisa mesmo, mas é bom sentar. Eu não mordo. 25
  • 26. - Só se ela pedir não é? – disse Mark entrando pelo consultório.- Mark o que você está fazendo aqui? – perguntei.- Eu marquei uma consulta aqui.- Sério? Pra quê? Você tem o dente certinho.- Ué, mas... E quanto a limpeza?- Você nunca teve cárie e nem outra coisa parecida.- Tá legal... Eu vim aqui para te vigiar. É você sair de perto de mim que já chega os urubus.- Hey cara! Eu não fiz nada – respondeu o garoto.- Porque eu cheguei a tempo...- Mark pára! Vai pra casa! Que vergonha!- Ah, mas não tenho nada pra fazer em casa.- Vai visitar a Demmy então.- Ótima ideia!! Tchau. Se cuida hein mana.- Claro Mark. Tchau!- Tchau! – respondeu o garoto.- Não me dá tchau não hein cara... Sai de perto dela. Ah que vergonha! Fiquei super sem graça. O garoto depois ficou rindo e perguntou:- É seu namorado?- Não! É meu irmão.- Ah que bom. Assim tenho mais chance.- Hã? Acho que não entendi o que falou.- Rs. Hum... Deixa pra lá.- Pois eu entendi o que ele falou e não gostei nada dessa conversinha – disse Mark mais uma vezentrando pela porta.- Mark! Eu sei me virar. Vai embora!- Não posso.- Por quê?- Mark Lawrence! – disse uma mulher bonita vestida de dentista.- Sou eu!- Você marcou uma consulta mesmo? – perguntei.- Ela não é uma gata? – respondeu.- Esse meu irmão... – respondi em tom irônico.- Ele é uma figura. Mas... Você não vai sentar? – perguntou o garoto.- É... Agora eu estou cansada rs.- Você faz o que aqui?- Eu vou colocar aparelho hoje. Estou nervosa. Eu sei que vai ficar horrível.- Impossível. Ah, por falar em você... Qual é o seu nome?- Claire.- Nome bonito.- Obrigada. E o seu?- Brad. Foi um prazer te conhecer.- Igualmente. Queria me desculpar pela confusão que meu irmão fez.- Ah que isso! Faz o seguinte, você pode me dar seu número, e-mail e endereço?- Eita! Quanta informação!- É pra prevenir. Vai que o seu celular está sem sinal e você não tem internet em casa?- Eu tenho internet em casa, mas quase não uso. Meus amigos moram perto de mim e estudam comigo.Mas tudo bem... Sou maluca! Dei todas as minhas informações a aquele garoto que eu acabei de conhecer. E eucontinuei a conversa: 26
  • 27. - Mas então... Você veio fazer o que aqui no dentista?- Sabe aquela dentista bonita que o seu irmão se amarrou?- Sei – respondi num tom de “estou com medo do que vem pela frente”- É minha irmã. E... Está solteira! Se o seu irmão tiver papo...- E como! É muito insistente. Acabando de falar isso sai meu irmão da sala com a mão no rosto e uma cara de dor.- Que mulher agressiva!!!- Não quero nem imaginar o que você falou pra ela... Não é possível! Você não é meu irmão!- É, mas ela é uma gata né? – disse Brad piscando pra mim.- É... É sim, mas é muito fortinha. Deve comer um boi no café da manhã.- Não não. Ela é vegetariana.- Ui fiz besteira né? – disse Mark olhando pra mim com uma cara de “ele é namorado dela?”- Não cara. Fica tranquilo. Não tenho tanto ciúme da minha irmã assim como você tem da sua. Tambémpudera né? Sua irmã é... é...- Assim como a sua? Assim também não exagera né! Minha irmã é gatinha, mas a sua... Deixa! Desisti...- Já? Sua irmã me falou que você é insistente.- Quando eu vejo que a garota gamou, mas está com vergonha. Também não sou masoquista né?- Tá legal Mark. Vai pra casa que hoje a sua cota de besterol já acabou.- Ok. Vamos lá.- Mas eu nem fui chamada ainda. Eu vim pro dentista Mark. Colocar aparelho.- Ihhh é mesmo! Coitada. Vai doer muito. Eu nunca coloquei aparelho, mas eu sei que vai doer. Tá legal.Tchau mana. Tchau cara.- Brad.- Que seja! Não gosto de ficar amigo do cara que está de graça com a minha irmã.- Só falei meu nome.- Que seja!- Mark vai pra casa.- Que seja!- Repete!! – respondi já num tom de menina brava.- Que seja feita a nossa despedida agora.- Ótimo! Adeus Mark.- Fui! Ah finalmente! Mark não pára de falar. Aliás, nem o Brad.- Então Claire. Eu estou de mudança. Vou para Hollywood. Brad
  • 28. - Conheço duas pessoas de lá. Mas você não deve conhecer.- Quem?- Alex e Richard.- Alex Logan?- Sim. Conhece?- Estudava no meu colégio.- Que coincidência! Mas o que vai fazer em Hollywood?- Meu pai conseguiu um emprego muito bom lá. Mas antes de ir eu passo na sua casa para a gente fazeralguma coisa legal. Posso?- Claro. Tudo bem. Tem uma lanchonete lá que...- Ice Shake? Também amo.- Isso. Como sabia?- Claire Lawrence! – disse a dentista bonitona.- Vou lá. Foi bom te conhecer Brad.- Idem. Mana, cuida bem dela hein.- Pode deixar Brad. Hoje foi um dia difícil. Aquele último garoto me encheu tanto... Cismou que eutinha que sair com ela hoje à noite.- É ele falou que você é bem agressiva. Aliás, ele é irmão dela.- Valeu hein Brad. Acha que eu teria orgulho de falar que o Mark é meu irmão numa situação dessas?- Ah desculpa. E eu aqui falando mal dele. Não sabia que ele era seu irmão.- Ah que nada. Eu sei que ele é bem idiota nas cantadas. Meu irmão só me faz pagar mico!- Então a gente se esbarra por aí... – disse Brad piscando pra mim mais uma vez. Eu? Interessada nele? Claro que não! Ryan? Imagina... Rs. Depois de colocar o aparelho fui até Bradpara mostrar a ele, mas ele não estava mais lá. Saí do consultório e fui andando pra casa. Foi quando euouvi um barulho de motor e um garoto pegando a minha bolsa. Quase morri!! Qualquer um pensaria queé um ladrão. Mas era o Brad rs.- Ai que susto menino!- Que bolsa pesada! Você carrega sua casa nessa bolsinha?- Uma mulher prevenida vale por duas.- Nesse caso você vale por três!- Rs. Aí está toda a minha maquiagem.- Eita! É só um consultório dentário...- Ah, mas vai que aparece o Tom Cruise por aqui rs.- Bem, Tom Cruise é meio difícil, mas você me encontrou...- Tchau modéstia!- Rs. Quer uma carona?- Você não vai embora com a sua irmã?- Não. Ela tem um encontro agora.- Encontro? E o que você veio fazer aqui?- Conhecer gente nova. E conheci, viu?- Rs.- Você não vem?- Não precisa...- Tá duvidando da minha capacidade de dirigir uma moto? Eu tirei carteira...- Tá legal... Mas não vai rápido.- Acha que eu faria isso? Se segura Claire!! 28
  • 29. Imaginou? Pois é... Cheguei em casa tontinha.- Opa! Casa bonita. É bom que eu gravo onde você mora rs.- Rs. Ah então esse era o seu objetivo não é?- Claro. Quem é aquele garoto olhando pra cá com uma cara de mau?- Quem?- Se escondeu. Estranho...- Ah... Deve ser o Ryan.- Acho que ele não gostou muito da minha visita né? É seu namorado?- Não! Aliás, deixa eu falar logo... Eu não tenho namorado!- Ah finalmente entendeu o meu verde rs.- É... Eu preciso ir tudo bem?- Mas já? Gosto tanto de conversar com alguém na porta de casa. Só que ninguém pode ficar me olhandocom uma cara de mau rs.- Pois é...- É por causa dele? Olha, se você estivesse vindo andando não teria chegado ainda.- Verdade, mas é que...- Olha, se for por causa daquele garoto nós podemos ir na Ice Shake.- Não. Eu estou sem grana.- O dia que uma garota pagar o seu próprio lanche na minha frente é porque eu estou falido.- Rs.- Por favor!- Tudo bem. Você venceu! Mas nada de 500 km por hora.- Ótimo! 500 km por hora? Você é muito...- Tá eu sei que eu sou exagerada! Foi uma tarde muito legal! Pena que o cara da lanchonete toda hora ficava nos vigiando com medo denão pagarmos a conta. Morro de vergonha desse cara! O Milk Shake estava tão bom que eu nem fiqueicom vergonha de comer muito na frente dele rs. Não conversamos nada demais. Só falamos na nossavida e foi quando eu descobri que agora o pai dele é dono de uma empresa super famosa. Coisinhabásica ^^. E tem é grana... Na volta foi a mesma coisa. Ele me trouxe em casa e ficou conversando umpouco antes de... O que estava faltando pra estragar tudo? Isso mesmo. Mark!!!! Já chegou expulsandoo garoto e chamando-o de safado. E pior que dessa vez ele tinha razões para desconfiar. Eu passei atarde inteira sozinha com Brad! Ele disse que ia me ligar depois para a gente marcar alguma coisa denovo. Á noite, Ryan me ligou para perguntar quem era aquele garoto que estava dando em cima de mim.- Estávamos apenas conversando. Conheci Brad hoje!- E já está assim?- O que deu em você? Nunca teve ciúmes das minhas amizades.- Suas amizades femininas.- Não entendi.- Você nunca entende nada.- Está me chamando de lerda ou é impressão minha? Rs.- Rs. Só você para transformar esse momento de raiva em risos.- Hã?- Wall, hoje você bateu o recorde.- Recorde de quê? Lerdeza?- Rs. Deixa pra lá. Só tome cuidado com essas amizades. Também não sou tão lerda. Falei isso pra disfarçar. Eu não tinha uma resposta pra dar a ele naquelemomento. Não estava preparada psicologicamente.- Tomarei cuidado. Mark é meu guarda costas. 29
  • 30. - É, mas ele não estava naquela hora. Fiquei sem resposta totalmente. E se eu desse uma de lesada de novo ele ia achar que eu sou burra rs.Mas aí eu pensei numa resposta absurda... Absurda mesmo! Acredite! Rs.- Lógico, não somos siameses. Somos apenas irmãos.- Agora digo eu. Hã? Tem noção da resposta que você me deu? Era melhor ter fingido que não tinhaentendido.- Verdade... Rs. Mas então, que papo macabro. Eu estou ficando com sono.- Está é fugindo de mim. Eu sei a hora que você dorme e não é agora.- Virou psicopata? Está me vigiando? Ah meu Deus! CSI me ajude!! Rs.- Rs. Muito boba. É que eu durmo na mesma hora que você.- Ah é mesmo? Você não dormiu ontem então né?- Não.- Que coincidência!- Não é não. É que a luz do seu quarto bate no meu. Quando você desliga a luz é que fica tudo escuro.- Não acredito nisso. Você tem binóculos?- Tenho! Quer dizer, não é isso que você está pensando. Não fico te vigiando.- Brincadeira! Mesmo que você tentasse me vigiar, eu sempre fecho a janela.- Mas a sua janela é de vidro.- Ui! Agora fiquei com medo.- Mas você sempre fecha a cortina.- Eh! 1 X 0 para Claire.- Não se esqueça que você tem duas janelas. Há! 1 X 1. Empatamos!- Ih é verdade. Sério? Você me vigia pela outra janela?- Não. A outra janela dá para o seu espelho. Não gosto de ficar me vendo. Apesar de eu ser muitobonito... Minha cara enjoa. Olhos azuis estão fora de moda.- Isso!!!! Joga na cara!! E olho azul nunca sai de moda!- Hum... Então você me acha bonito né?- Está virando psicopata de primeira classe hein... rs.- CSI não está me fazendo muito bem... rs.- Mas hein, você já tentou olhar pela outra janela então.- Tá legal, tentei, mas tinha o raio do espelho na frente.- Hum... Bom saber. Vou colocar um espelho na outra janela também.- Nããão!! Rs. Zoa! Pode deixar que eu não fico te vigiando. Só de vez em quando.- Bem, então como você sabe tudo da minha vida? Já sabe que está na minha hora de ninar rsrs.- Verdade! Já passou três segundos.- Eita! Você coloca lembrete de quando eu vou dormir?- Rs. Também não exagera! Adeus!- Tchau. Boa noite. Até amanhã! Adeus é quando a gente nunca mais vai ver a pessoa.- Sério? Minha mãe me deu Adeus hoje. Será que ela nunca mais vai voltar?- Calma. Ela está entrando no portão agora.- Rs. Então tá bom. Tchau. Na hora de dormir fui à janela em frente ao espelho. Lá estava ele... Olhando rs. Escrevi num papelcom letras grandes: “Isso é narcisismo!”. Ele riu e escreveu num papel: “Eu sabia que você apareceriapor aqui”. Aí apareci na outra janela. Ele estava olhando. Então eu acenei e fechei a cortina. 30
  • 31. Capítulo VI De volta ao sofrimento D epois de mais uma semana de férias, voltei ao sofrimento! De volta à escola! Em pensar que eutenho mais um ano pela frente... Agora que Mark não estuda mais, ele só me leva e busca. Ah pensouque ele iria me deixar sozinha com Ryan? Eu também rs. Hoje eu perguntei para o Ryan as horas equando ele foi ver no celular... tham tham tham tham!!! (sinfonia mais conhecida de Beethoven) Aminha foto estava no papel de parede dele! Tudo bem que era eu, Demmy, ele, Annie e Mark, masmesmo assim. Já não estava mais aquela foto da operadora de celular dele. Finalmente! Chegando à escola, Megan veio logo na minha direção com aquele cabelo liso ridículo (pra não dizerao contrário) voando e com uma roupa nova (o que já era de se esperar). Agora o que eu não entendo éporque ela pode vir de roupa normal e eu tenho que vir com o uniforme escolar do ano passado já que aescola não se decidiu em como será o novo uniforme.- Roupa bonita.- Obrigada – respondi ironicamente.- Está sem dinheiro para comprar roupas ou você gosta da moda retro?- Gosto da moda “Não me encha a paciência”.- Que grosseria! Não é a toa que o Ryan prefere mil vezes a mim.- Quer saber? Eu não vou discutir uma coisa que não tem nem comparação.- Vamos ver se ele aceita sair comigo.- Só se for por pena. Ignorando totalmente minha resposta ela saiu à caça. Fiquei olhando de longe e vi que ele aceitou. Masele só pode estar pirando!- Quem maninha?- Ai que susto Mark! Você ainda não foi embora?- Não. Eu quero falar com a Demmy.- Esquece a Demmy Mark! Ela não quer saber de você!- Puxa... Magoou o pobre coração solitário do seu maninho.- Ai desculpa...- Desculpada! Mas o que foi? Tem alguma coisa a ver com... Aquele safado, pilantra... Lá se foi Mark na direção do Ryan (que a propósito, estava abraçado com a Megan). É claro que eu fuiatrás do Mark.- Que pilantragem é essa? Fica se engraçando pro lado da Claire e agora quer pegar a Megan na frentedela?- Pára com isso Mark! – gritou Megan a ponto de a escola toda parar para ver o eu estava acontecendo.- Não é nada gente. Podem voltar para os seus afazeres – gritei também.- Eu não fiz nada.- Você não me engana – disse Mark levantando a gola da camisa dele e o colocando contra o armário dealguém.- O pai dela morreu Mark! – Ryan gritou mais que eu e a Megan juntas!- Hã? – todos disseram (menos a Megan). Mark soltou Ryan, olhou para Megan e começou a rir. 31
  • 32. - Mark que horror! – respondi.- Essa é a mentira mais mal feita de todas! Se o seu pai morreu, quem é aquele homem dentro do carroque te chamou de filha há uns 5 minutos atrás? O colégio riu em peso! Megan ficou com muita raiva. Até que o diretor chegou e acabou com tudo. Éclaro que Mark correu e não foi pego. E mesmo se fosse... Mark não estuda mais então nada de maispoderia acontecer com ele. Depois de toda aquela loucura, veio Demmy revoltada.- Você viu aquilo? Acabei de trocar de armário porque picharam o outro e o novo já está tododeformado!- Quem será que fez isso? – respondi ironicamente porque eu entendi que foi lá que o Ryan amorteceu acabeça.- Não sei! Acho que foi a Megan! Ela deve estar revoltada porque eu estou com o mesmo anel que ela.- Bem... A Megan pode ser chata, mas ela não amassa nem uma mosca.- Como você tem tanta certeza que não foi ela, hein?- Eu? Não tenho certeza!- Hum, eu te conheço. Você sabe quem foi não é?- Ah minha cabeça está doendo muito! – disse Ryan chegando.- Há!!! Foi você né?- Não me diga que o seu armário tem o adesivo do Tom Cruise na frente e um coraçãozinho do lado!- Ele é o único que não me decepciona.- Ele está na terceira idade! – disse Ryan.- Vai rolar o boxe agora.- Ih Ryan... É melhor você não falar mais nada. Tom Cruise é o amor da vida dela! – respondi.- Só dela? – perguntou Ryan.- Não! Da minha também!- Ah então é por isso que você me mandou calar a boca...- Droga! Você descobriu! Rs.- Aliás, hoje foi um dia de muitas descobertas... Megan mentiu na boa pra mim.- Eu...- Eu sei que você avisou Claire.- Não,não é que eu queria ir ao banheiro! Ah não, deixa pra lá. Olha quem tá vindo ali. A víbora! Vaipedir desculpas na nossa frente? Não acredito!- Ryan, eu preciso falar com você... A sós! – falou a víbora!- Tá bom. É... Eu continuo sem acreditar que ela pediria desculpas na minha frente. O certo seria ele falar: “Nãotenho nada para esconder da Claire. Fala na frente dela!”. Ah seria lindo! Também, não estou aí pra ele.Eles que se casem! Ah! Agora eu me lembrei de uma coisa... Naquela hora eu pensei alto! Por isso oMark soube que eu estava pensando no Ryan. Droga! Tenho que parar com isso!- Isso é coisa de mulher.- Demmy? Ah que susto! Isso o que?- Pensar alto. Você fez isso de novo.- Ihh!! Ainda bem que foi com você!- É... E se fosse o Ryan atrás de você? Você disse que estava pensando nele!- Disse. Mas eu não sei. Às vezes parece que somos apenas amigos, mas às vezes eu fico pensando nele.E às vezes eu penso no Brad.- Wall! Que dúvida cruel! E eu não conheço esse Brad. Você falou dele e ele parece ser legal, mas elepode sumir e nunca mais aparecer. Você sabe que isso pode acontecer né?- Sei. Infelizmente sei. Vamos pra sala então. 32
  • 33. Chegando à sala, vi Ryan sorrindo para mim. Ele parecia ser o amor da minha vida! Com aqueles olhosazuis... Ele até parecia gostar de mim também. Foi quando a Megan chegou e estragou tudo. Ela sentoudo lado dele e me olhou com uma cara de “Perdi a batalha, mas ganhei a guerra”. Que frase profunda rs.A aula não acabava e a minha mente estava a mil. Pensava no que a Demmy tinha me dito sobre o Bradnunca mais aparecer. Tudo bem que só tinha uma semana que nós não nos víamos. Na hora da saída, chamei Demmy para almoçar lá em casa. Ela disse que não poderia, mas que de tardeapareceria por lá. Só que o que eu não sabia era que... Depois eu falo. É que uns 5 minutos depois, umapessoa me ligou. Sabe quem? Isso!! Brad!! Ele não sumiu!!- Brad?- Oi! Pensei em você hoje e resolvi ligar.- Ah! Também pensei em você hoje. Que coincidência!- Puxa... Só pensou em mim hoje? Então não estou tão mal assim rs. Na verdade, desde que eu teconheci pensei em você todos os dias, mas não dava para eu me deslocar de Hollywood para cá.- Como assim? Você está aqui?- Olhe pra trás. E não é que ele estava acenando pra mim do outro lado da rua! Fui até lá e ele estava muito cheiroso...Eu não cheguei muito perto não! É que o cheiro estava indo longe rs. Papo vai, papo vem... ChegaDemmy! É, conversamos a tarde toda rs.- Oi! Você é o famoso quem?- Brad. Prazer em conhecê-la.- O prazer é todo meu. O meu nome é Demmy.- Demmy, você está a fim de pegar um cineminha?- E pra ver que filme?- Lá a gente vê qual é o melhor ou o que a gente vai achar que é o melhor. O que importa é a companhiade duas damas.- Hum, vai tirar onda hein Brad – respondi.- A gente podia chamar o Ryan para ir também né? – disse Demmy. Brad olhou para mim, suspirou e perguntou:- É aquele que me encarou?- É. Mas ele é muito legal. Vai gostar de você com certeza – respondi sem muita certeza rs.- Eu espero né? Chamamos Ryan e é claro que ele não quis ir. Ele não queria ser o par da Demmy. Bom, pelo menosfoi isso que a Demmy falou para mim.- Poxa, quem poderia ir com a gente? – perguntou Demmy.- Você me chamou? – chegou Mark!- Não Mark, mas por quê?- Será que é porque eu gosto de você?- Deixa de palhaçada!- Ninguém acredita em mim. Incrível isso! Pergunta para a Claire. Fui para o Brasil, para a Flórida evoltei sem dar em cima de nenhuma menina.- Você não quer que eu minta para a minha melhor amiga né?- Não. Quero que você me ajude a conquistar sua melhor amiga.- Ah sim. Demmy, meu irmão é muito gente boa, mas deu em cima das meninas sim. Pronto! Ajudei osdois sem mentir.- Acho que isso não me ajuda muito, mas valeu a intenção – disse Mark.- Pois isso me ajudou muito a ter mais certeza ainda. 33
  • 34. - De quê? – perguntou Mark com uma cara de expectativa.- De que os homens não prestam!- Puxa... Eu estou incluído nisso? – perguntou Brad.- Você é homem, certo? Então não preciso dizer mais nada.- Hey peraí! Você é o garoto do dentista? Irmão daquela gata agressiva? – perguntou Mark.- Ah você lembrou-se de mim né?- E como eu esqueceria o cara que dá em cima da minha irmã descaradamente?- Hey! Estamos quites! Nem precisa falar que eu fiquei morrendo de vergonha! =/ Ele concordou com o absurdo do meuirmão!!!Mas ae acabou que fomos a quarteto mesmo. Demmy ficou morrendo de raiva! Toda vez que o Markfalava alguma coisa para ela, ela revirava os olhos e bufava. Mas ela não bufou mais que eu quandoRyan ligou para mim bem no meio do filme!!! Tem mico maior que esse? Até que tem, mas eu nãoquero nem comentar porque vai que acontece comigo! Do jeito que eu atraio os micos... Parece quesempre tem um gorila nas minhas costas!!! Mas o Ryan me ligou só para perguntar se o filme foi bom. Éclaro que eu o respondi com grosseria! Quem ficaria calmo numa hora dessas? Ainda mais que eu estoucom TPM!!! Eu disse para ele:- Se eu conseguisse ver até o final...- Não entendi.- Não entendeu? Como assim não entendeu?- Não entendi!- Você me ligou bem na hora que o Tom Cruise é pego pelos caras!!- Que caras?- Você não quer que eu conte o filme para você enquanto o final tá rolando né?- Desculpa.- Desculpa não vai me contar o que está acontecendo agora no filme.- Pode deixar que o Brad conta!- Não tenho tempo para ciuminho bobo.- Quem disse que eu tenho ciúme de você?- Você mesmo! Ah deixa pra lá. Tchau Ryan! – respondi desligando na cara dele! O que falta para a maldita da TPM acabar com a minha vida? Eu fui uma besta!! Ryan só estava meligando na boa... O que salvou foi que a Demmy me contou o que eu perdi. Ah! E o chocolate em barraque eu comi no cinema estava muito bom... Depois do chocolate, amendoim murcho e pipoca enjoativa do cinema, do boliche e do sorvete que oBrad insistiu em pagar para mim, fomos para casa. Já era tarde. Na verdade, era bem tarde. E eu estavamorrendo de medo de entrar em casa. Mark entrou em casa, Demmy já tinha ido pela outra rua. Sórestou eu e Brad.- Tchau. Até mais – respondi já virando as costas.- Não! É que...- É que o que?- Hoje foi um dia incrível.- É. Obrigada pelo sorvete que você quase me enfiou pela goela rs.- Rs. Mas a noite seria sem graça sem você.- Ah que nada! Mark é o que dá a graça.- Mas ele não tem um olhar cativante e nem um sorriso metálico.- Rs. Assim você me deixa envergonhada...- Tá. Parei!- Rs. Obrigada, mas eu tenho que ir. 34
  • 35. - Tá. A gente se vê. Eu te ligo.- Ok. Boa noite.- Boa noite. Nem preciso dizer que o meu pai ainda estava acordado né? Pois é. Ele já foi logo dizendo:- Isso são horas? Chegou em casa no dia seguinte! E é claro que ele não podia deixar de perguntar quem era aquele que estava comigo lá fora.- É o Brad.- Tá. Quem é esse cara?- Um amigo.- É o que todos dizem. Se ele é só um amigo, porque não quis entrar?- Pai, são uma da manhã!- Ah! Agora você olha no relógio né? No próximo cinema você não vai!- Mas pai!- Sem discussão!- Tá. É justo... Pois é. Eu sou uma menina muito obediente. E lá se foi a minha modéstia rs. Quando cheguei ao meuquarto, fui logo olhar para a casa do Ryan. A janela do quarto dele estava fechada e a luz apagada. Masquando eu cheguei à minha janela, vi um bilhete. Estava escrito: “Já passou da sua hora de dormir. Boamanhã rs.” Quando vi aquilo, minha consciência pesou. Eu fui tão grossa com ele e agora isso. Elesempre me tratando tão bem... Depois Brad me mandou um SMS dizendo que tinha chegado em casa vivo e que a gente tinha quemarcar outro cinema. Nem precisa falar que eu pensei logo no castigo do meu pai né? No dia seguinte, a primeira coisa que eu fiz quando encontrei o Ryan foi pedir desculpas. Tudo bemque eu o encontrei limpando as necessidades do novo cachorro dele, mas isso não estragou o clima. Eleaceitou minhas desculpas numa boa e disse que entendia a TPM. Como estávamos numa terça-feira, nóssaímos depois da aula para tomar um Milk Shake. É que às terças-feiras tem uma promoção. Bem naporta da lanchonete diz: “Compre um Milk Shake e ganhe outro!” Ah! Essa promoção é imperdível! E épor tempo limitado. Mas não pense que fomos só eu e Ryan. Isso é quase impossível quando se trata doMark ir me buscar no colégio. Ainda mais que era ele que ia pagar para mim.- Como conseguiu esse dinheiro Mark?- Com muito trabalho e esforço.- Sei. Pediu a quem?- Tive que primeiro pedir ao meu pai.- Pedir a meu pai? Você sabe que meu pai não te dá dinheiro. Ele sabe que se ele der mole você nãotrabalha.- Não trabalho? Eu arrumo a minha cama...- Que é sua obrigação.- Tá Claire. Faço minha obrigação, coloco o lixo para fora...- Por questões de higiene.- Ajudo aquela senhora a atravessar a rua todo dia.- Que é seu ato de bondade.- É sim Mark. Isso não é trabalho. Não vale – respondeu Ryan.- Ah lobinho. E você? Só te vejo limpando caquinha daquele seu cachorro.- Esse é meu ato de bondade. O cachorro não é meu. É daquela senhora que você ajuda a atravessar arua. Estou trabalhando com o meu pai de manhã. Hoje é meu dia de folga.- Tá. Deixa eu terminar a minha história. Eu tentei pedir para o meu pai né? E não consegui. Aí eu fuipedir a minha mãe. 35
  • 36. - Pediu sabendo que ela rejeitaria né? – respondi.- Não posso nem contar como eu consegui o dinheiro.- Bem, na verdade eu não sei se você conseguiu o dinheiro. Porque até agora você não abriu a carteira.Acho que você está me enrolando hein Mark – disse Ryan.- Ryan, você está ficando folgado... – respondeu Mark.- Quer saber? Não queremos saber como você conseguiu esse dinheiro! – respondi já com raiva. Afinal,eu ainda estava de TPM.- Ih! Chamem a polícia! A TPM está na mira dos tiras. Ryan começou a rir. Pronto! Isso foi o fim! Comecei a chorar. Isso é o suficiente para Mark me zuareternamente! Gente, eu não sou maluca, mas com TPM as coisas mudam. Choro até com comercial depasta de dente. Enquanto Ryan ficava preocupado, Mark se acabava de tanto rir. Fiquei morrendo devergonha. E agora a minha cara para voltar aqui? Ainda bem que esse local é frequentado por pessoasbem diferentes. Um dia tem uns árabes aqui, no outro tem líderes de torcida comemorando a vitória dealgum time de futebol, beisebol ou qualquer outro esporte. Tudo essas meninas querem dançar. Daqui apouco vai ter concurso de líder de torcida para jogos de xadrez! É claro que as candidatas terão mais de60 anos rs. 36
  • 37. Capítulo VII Ryan desembucha U m ano se passou e estamos no fim do ano. Annie encontrou seu príncipe perfeito! Ele morava noBrasil, mas fala inglês. Ele é de Nova Jersey. Veio para cá por ela! Que lindo! Não há distância para oamor =) O nome dele é Pierre Baxter e ele é um cara muito legal. Montou uma boutique de roupas noshopping local. Isso me deixou muito feliz porque ele nos dá um descontão nas mercadorias! Um número desconhecido ficou me ligando. Quando eu atendia, a pessoa desligava. Isso aconteceu háuns três meses atrás. Depois eu descobri que era o Brad. Diz ele que era para implicar comigo, mas aDemmy diz que é porque ele queria ouvir minha voz sem ter que falar nada. Lembra do Richard, primo do Ryan? Nós conversamos só algumas vezes no Messenger e ele já se dizapaixonado por mim. E quanto a Megan... Nós agora estamos nos dando bem. Ela arranjou umnamorado e parou de dar em cima do Ryan. Lembra que eu ficava em dúvida sobre o Ryan e o Brad?Cada dia que passa, mas tenho certeza que o Ryan é muito mais do que um amigo. Mas eu não falavanada para ele. Acho que é papel do homem se declarar para a mulher. É mais fofo e eu sou uma meninamuito tradicional. Quanto a Demmy, continua sem querer saber de homem. Mark foi fazer um cursotécnico em Hollywood e agora já a esqueceu. Ah! Agora eu tenho 18 anos e não uso mais aparelho.Quanto aos meus pais... Minha mãe agora está sempre comigo. Eu nem ligo. Não sou aquelas meninasque são implicantes com os pais. Já meu pai, por eu fazer 18 anos, está ficando preocupado. Está memonitorando direto. Ainda mais que quando eu era mais nova ele disse que 18 era uma idade boa paranamorar. Agora que eu tenho 18 ele nega ter dito isso rs. Brad meio que sumiu depois de me falar queera ele que ligava pra mim. Segunda-feira, às 12:00 hrs.- Claire, abre a porta pra mim aí. É o Ryan.- Ryan? Vai para a escola mais cedo hoje?- Não. É que eu quero te mostrar meu novo papel de parede. Quando ele me mostrou, era uma foto de nós dois. Nós tiramos na Ice Shake uma vez. No meio de nósdois colocamos um Milk Shake com um canudinho para cada lado. Olhei aquela foto e até me deuvontade de chorar. Aquele dia pra mim foi muito importante porque foi o dia que eu vi que ele é o cara.Minha franja estava separada, mas a foto ficou linda mesmo assim. Fazíamos um casal perfeito! =) Elese virou para mim e disse:- Você estava linda nesse dia. Coloquei a foto no papel de parede porque você é muito importante paramim.- Obrigada, mas sou importante para você porque sou sua amiga – Joguei um verde.- Sim. É exatamente isso que eu vim te perguntar.- Afinal, porque você veio aqui? Rs.- Quer ser mais que uma amiga?- Hã? Do que você está falando? – Tá, eu entendi o que ele falou, mas eu queria ver até onde ele iriacom essa história.- Estou falando de você ser minha namorada.- Namorada?- É. Você não quer ser minha namorada?- Não é que eu não queira. Mas você tem certeza que gosta mesmo de mim?- Claro que eu tenho.- E se isso que você está sentindo for amor de amigo? 37
  • 38. - Do que você está falando? - Tá, ele entendeu o que eu falei, mas ele queria ver até onde eu iria comessa história rs.- Sabe o que é Ryan... É que eu nunca namorei. Na verdade, eu nunca tive meu primeiro beijo e eu queroque esse dia seja muito especial. E se você estiver confundindo as coisas?- Você nunca beijou? Achei que tivesse sido com o Brad.- Não. Mas isso importa pra você?- Não. Eu gosto de você e seria até bom ser o primeiro. Mas quanto a essa questão aí de confundir ascoisas... Cada dia que passa vejo que não aguento mais ser só seu amigo.- E isso é bom?- É, mas você é muito sensível e meu sonho é ir para Harvard. Se a gente namorar e depois eu ir paralá...- Você nunca me falou de Harvard. Que história é essa de namorar e ir embora? Parece até que você jánamorou...- Bem, foi uma coisa bem rápida, mas já passou.- Foi depois que você me conheceu?- Uma não. A outra foi.- O quê? Já namorou duas vezes?- Aham. Mas já tem muito tempo.- Muito tempo quanto? Essa última aí foi quem?- Se eu contar você vai ficar com raiva.- Ah então eu já sei quem foi. Foi a Megan Fox!- Foi. Mas isso tem muito tempo. Tem uns seis meses. Nosso relacionamento durou pouco. E nessetempo que eu fiquei com ela eu nunca te esqueci.- É, estou vendo – respondi já saindo da frente dele e indo em direção ao meu quarto.- Claire! Claire! Ele desistiu. Foi embora depois de me ouvir gritar: “Vai embora!” E que mico hein... Ele notou que euestava chorando. Também, não tinha como não notar. Chorei alto enquanto ele ainda estava na minhacasa, gritei com voz de choro e cheguei à escola com a cara inchada e vermelha. Quando choro aprimeira e a última coisa que fica vermelha em mim é o nariz. Traduzindo: Cheguei à escola igual a umapalhaça. Ele ficou me olhando e não falou nada. Agiu sabiamente porque se ele viesse falar comigo eu iabater nele. Foi quando a Demmy me viu e logo perguntou o que estava acontecendo. Megan tambémnotou que eu estava com cara de choro e veio me perguntar.- Claire, você está bem?- Você já namorou com o Ryan? – perguntei.- Não. Quem te falou isso?- O próprio Ryan.- Ah sim. Por que ele falou isso?- Vocês namoraram ou não?- Namoramos. Mas foi tão pouco tempo. Durou uns dois meses.- Dois meses são sessenta e um dias! Sessenta e um dias de traição – Sou dramática mesmo.- Mas ele falava de você o tempo todo. Até que um dia eu falei para ele: “Olha, nenhuma garota gosta deter um namorado que fala o tempo todo da amiga.” Aí ele concordou e nós terminamos.- Simples assim?- É.- Fala isso porque já namorou com um monte de garotos. Eu sou diferente.- É eu sei. Ele falava muito isso.- E ele namorou outra menina antes de você. Sabia disso?- Sabia. Ele disse que foi quando estava na quinta série e que namorou a garota só para não ser zoadopelos garotos da sala dele.- Ah! Que legal! Você sabia disso e eu não. O que falta saber sobre ele? Ele trabalha na CIA? 38
  • 39. - Eu sei disso porque ele não gosta de mim. E, além disso, eu fazia maior interrogatório com ele. Ele nãoé da CIA rs.- O que isso tem a ver com ele não gostar de você?- Porque ele nem ligava para o que eu pensava dele. Pra falar a verdade... Ele foi um péssimo namoradopra mim. O pior!! Vocês foram feitos um para o outro. Ele estava com a pessoa errada. Pois é né gente. Estou numa dúvida cruel! Decidi falar com ele. Deixei um bilhete na janela do quartodele escrito: “Precisamos conversar. Pode ir lá em casa mais tarde?” Olhando para uma fresta da janeladele, (foi sem querer) vi que ele estava dormindo. Pensei, “Se ele me ama, por que não está preocupado?Ele está dormindo enquanto eu estou quase morrendo!” Mas tudo bem. Quando foi de noitinha, eleapareceu lá em casa. Meu pai ainda não tinha chegado. Contei para a minha mãe e para a Annie. Anniecomeçou a implicar, mas a minha mãe deu maior apoio para mim. Ainda bem que ela disse que queriaconversar com ele antes da gente. Eu deixei porque minha mãe consegue tirar informações dos jovenscom muita facilidade. Ela poderia ser muito útil na CIA. Tiraria informações dos caras sem precisartorturar rs. É, eu sei que eu cismei de falar na CIA hoje. Eles conversaram e Ryan veio na minha direçãoe disse na frente da minha mãe e da Annie:- Claire, sua mãe me contou tudo. Acho que você precisa de um tempo para pensar. Eu estarei aqui teesperando.- Estará aqui ou em Harvard? – respondi olhando depois para minha mãe, que fazia gestos com a mãoindicando que eu devia maneirar com a ignorância.- Estarei aqui.- Bem, é só isso então.- Ótimo. Vou lá então – disse ele bocejando.- Não vai embora ainda não. Annie preparou uma comidinha especial para você – disse minha mãe.- Puxa, depois que o Mark foi embora nunca fiquei tanto tempo nessa casa rs. Foi quando meu pai chegou. Ele nem fez nada. Também, não sabia do que se tratava. CumprimentouRyan e ficou maior tempão conversando com ele. Ele apenas concordava e bocejava. Eu achei que eleestivesse doido para sair dali. E estava! Depois descobri que ele estava com muita dor de cabeça. Foiquando ele se despediu de todos. Fui levá-lo até a porta. Ele deu um beijo na minha bochecha e saiu. Eufiquei meio assustada. Pensei: “Ele poderia ter me dado um beijo e ninguém teria visto”- Está muito enganada. Eu vi! – disse minha mãe chegando bem na hora que eu pensei alto.- Rs. Eu fiquei meio assustada.- Também vi isso. Olha, ele é um bom menino. Gosta muito de você. A Megan Fox não significou nadapara ele. E você não vai achar um menino da idade dele que ainda não tenha namorado.- Verdade. Mas eu também gosto muito dele.- Você tem a minha provação.- Isso importa muito pra mim. Eu te amo mãe.- Também te amo filha. Nós ficamos abraçadas por um tempo. Até que veio meu pai e estragou tudo.- Por que vocês estão aqui fora?- Está fresquinho aqui – respondeu minha mãe.- Ah... E esse menino?- O que tem ele? – respondi já bem preocupada.- Nada! Só estou perguntando. De repente ele aparece aqui em casa...- Ah meu amor, nós o chamamos para fazer um lanche aqui.- Ainda bem que eu trouxe pão doce né? Rs. 39
  • 40. Ainda bem é que ele levou na esportiva!!! Uma semana se passou. Ryan começou a trabalhar de meio período na Ice Shake. Ele nem falavacomigo. Se eu desse um sorriso para ele, ele me retribuía. Fora isso... Nada!- Por que você não fala mais comigo? – perguntei para ele na hora do recreio.- Estou com vergonha.- Eu estou pensando.- Tudo bem.- Mas... Isso não impede que continuemos com a nossa amizade, certo?- Só você mesmo – respondeu Ryan com um sorriso no rosto, seguido de um abraço... Isso mesmo! Eleme abraçou! Fiquei muito nervosa, mas gostei. Principalmente do perfume maravilhoso que ele usava. O tempo passava e eu não me decidia... É porque eu nunca tinha feito isso, então... Ele esperoupacientemente! Perguntei para a minha mãe o que eu deveria fazer. Ela disse que ele parecia ser um bomrapaz. Logo após nossa conversa, meu pai chegou:- O que?- O que o que? - perguntei já com uma cara que me dedurava.- Vamos na Ice Shake? – perguntou minha mãe.- Eu topo! – respondi.- Por que as mulheres sempre escondem as coisas que os homens já sabem? Depois disso meu pai saiu de cena.- Mãe, por que será que ele fez essa pergunta?- Filha, ele já sabe.- Não me diga que ele sabe o que eu estou pensando?- Fazer o que...- Não acredito que você contou pra ele que eu que comi o último pedaço de pão doce!- O que? Não! Ele sabe que você gosta do Ryan.- Não acredito! Ai que mico!!!!! O que ele falou?- Ele chegou já perguntando como estavam as coisas entre você e ele.- Misericórdia! Meu pai é sinistro!- Concordo. Mas tem outra coisa...- Já sei! Meu pai não gosta dele!- Não. Ele gosta dele sim. Ele disse que Ryan é trabalhador e parece gostar de você.- Hum. Bom saber disso.- É Claire. Todos gostam dele.- Inclusive eu.- Bom, se vocês gostam um do outro, o que impede de vocês namorarem? – disse meu pai chegandomais uma vez sem bater na porta. Bem, na verdade ele nem tinha fechado a porta. Deixou aberta paraque a entrada dele fosse mais triunfal. Eita! Viajei!- Pai?- Por que ficou tão assustada? Você achou que eu não percebi o que ele veio fazer aqui da outra vez?Mas naquele dia eu conversei com ele e perguntei sobre você.- Sério? O que ele falou?- Que quer realmente te namorar.- Ah que lindo! Então pra você está tudo bem se a gente namorar?- Pra mim sim e pra sua mãe também.- Quem disse que eu quero? – respondeu minha mãe.- Ah fala sério mãe! 40
  • 41. - Brincadeira!- Quase me matou de susto!- Então vamos na Ice Shake falar com ele? – disse minha mãe.- Vocês vão junto?- Eu não! Ele que tem que vir aqui falar comigo.- Falou o poderoso chefão!- kkkkkkkkkkkkkk – Como meu pai gargalha alto!!!- Eu vou com você – disse minha mãe.- Ai que bom! Depois que meu pai saiu, minha mãe disse:- Filha, nem eu sabia que ele tinha falado com o Ryan sobre você.- Ah eu estou tão feliz que não quero nem pensar nisso. Meu primeiro namorado!- Que história é essa de namorado? Eu também vou com vocês – disse Annie chegando ao meu quarto. Me arrumei toda e fui. Parecia que meu coração ia... Ah todo mundo já sabe que ia sair pela boca.Chegando lá na Ice Shake fui recebida pelo garçom que da outra vez correu atrás de mim e do Ryan.- Ryan está aí?- Não. Ele ganhou esse emprego há uma semana e já faltou. Essa geração de hoje...- Ih! Garoto esquisito! Fica faltando o trabalho... Não sei não hein Claire... – disse Annie.- Obrigada pelo apoio, maninha. Saí logo dali antes que o cara falasse daquele dia que eu estava sozinha com o Ryan. Annie ficouimpaciente e decidiu falar com o Pierre lá na loja dele. Lá fomos nós para a casa do Ryan. Chegando lá,ouço uma discussão. Eram Sarah e Ryan:- Não preciso de médico, mãe! Eu podia ter ido trabalhar hoje!- Ficou de cama ontem e agora quer trabalhar?- Claro!- E essas petéquias, hein?- Não deve ser nada de mais! Eu estou forte olha! Ouvimos um barulho extremamente alto! Sarah gritava o nome dele e chorava. Assim que tocamos acampainha pela segunda vez, Sarah veio nos atender. Tremendo, ela dizia repetidas vezes: “Meu filhomorreu”. Entrei na casa desesperadamente e logo atrás vinha minha mãe.- Vai chamar seu pai!- Onde ele está? – eu perguntava procurando pelo Ryan. Quando eu o vi caído no chão com todos aqueles móveis ao seu lado, senti que morreu um pedaço demim. Meu pai veio logo atrás com o celular na mão, ligando para a ambulância.- Vamos ficar esperando aqueles lerdos? Vamos levar ele de carro! – eu gritava.- Calma filha! Ele só desmaiou! – disse minha mãe procurando pistas no corpo dele que comprovavamas suas palavras. Sarah estava descontrolada, enquanto minha mãe acalmava as coisas e ligava para o Sr.Spring. Minutosdepois, todos estavam no hospital, incluindo a Annie. Após uma hora, o doutor entrou na sala de esperae já chegou dizendo que foi só um desmaio e que Ryan já estava acordado. Todos ficaram felizes atésaber que os médicos estavam com suspeitas de uma doença muito grave. 41
  • 42. Uma semana se passou e Sarah foi até a minha casa. Imagine só... Chorando!- O que houve Sarah? Ryan não está bem?- Não. Ele está péssimo, mas para ele está tudo bem.- Como assim? Entra, senta.- Quer uma água com açúcar?- Quero! – respondeu Sarah com olhos arregalados de dar medo.- Sarah, o que está acontecendo? – perguntei já com lágrimas nos olhos.- Claire, só você pode me ajudar! Cadê a água?- Está aqui! – disse Annie correndo com a água na mão, derrubando a metade da água pra fora.- Faço qualquer coisa ao meu alcance.- Ele não sabe que doença ele tem.- Bem, nem eu sei – perguntei.- Leucemia! Sabe a última cena de um episódio de seriado, onde a moçinha descobre que ela é adotada? Tudo bemque não tem nada a ver com a minha situação, mas foi assim que eu me senti e essa foi a cara que eu fiz!Depois de ver Sarah derrubar mais um terço da água pra fora do copo e abrir a boca para falar maisalguma coisa, lembrei dos momentos felizes que eu e Ryan tivemos. Por um momento não escutavamais nada que Sarah dizia. Quando finalmente voltei a cena real; aquela que eu queria que tivesse sidoum pesadelo, ouvi Sarah dizer:- Você é a única que poderia contar isso a ele.- Eu? Eu sou muito sensível. E você? E seu marido?- Desde que eu soube da notícia, me enchi de remédios. E meu marido acha que você é a pessoa certapara fazer isso.- E os médicos?- Por favor.- Tudo bem. Acho que consigo fazer isso.- Eu acredito em você. Nesse dia fiquei pensando no que eu poderia dizer a ele. Como não sabia nada sobre a doença,conversei com o doutor e ele me disse que esse tipo de leucemia (leucemia miglóide aguda) tem curacom um transplante de medula óssea. Mesmo tendo cura, ninguém gostaria de saber que está comleucemia. Liguei para Demmy e ela me ajudou muito. Annie também me deu muitos conselhos. Faleicom Mark pelo telefone e ele disse que viria em breve. No dia seguinte, decidi falar com Ryan. Não sei se era o ambiente do hospital ou impressão minha, masele parecia estar mais pálido. Rapidamente ele ficou sentado na maca.- Claire! Senti falta do seu sorriso. As enfermeiras olham para mim com pena. Parece até que estou comuma doença muito grave.- É... – respondi tentando controlar as lágrimas.- O que houve? Onde foi parar o seu sorriso? Não aguento mais ficar deitado. Pareço um doente. Aliás,você sabe o que eu tenho? Ninguém me fala – disse ele franzindo a testa.- Sua doença tem cura.- E como vou me curar?- Fazendo transplante de medula óssea. Ele ficou sério. Abaixou a cabeça e disse num tom grosseiro:- Transplante de medula óssea é para quem tem leucemia. Eu estou com câncer, é isso?- Vai ficar tudo bem. Todos estão te apoiando.- E se não der certo? 42
  • 43. - Vai dar.- Como sabe?- O doutor...- O doutor não pode prever o futuro, Claire. Sabe quantas pessoas morrem por ano de leucemia?- Não.- Nem eu, mas sei que é uma doença muito grave. E quanto a nós? Que garota vai querer ficar com umgaroto que pode morrer a qualquer hora?- O tempo que passei com você já valeu à pena.- Seus pais não deixariam...- Já deixaram! Ryan levantou da maca e veio se aproximando lentamente de mim. Minhas mãos gelaram. Minhaspernas tremeram. Meu coração bateu mais forte e comecei a suar, por mais que lá estivesse com o arcondicionado ligado no máximo. Foi quando ele me deu o primeiro beijo da minha vida. Aos 17 anosque isso foi acontecer para mim. E sabe aquele momento lindo que acontece depois do beijo? Aqueleque os dois se olham e dão um sorriso. Pois é... Mark chegou bem nessa hora.- Pilaaaaaaaaantra!!!!!!!! Nem pediu minha mana em namoro e já sai agarrando?- Mark! Que saudade – disse Ryan em tom sarcástico.- Tô sentindo um cheiro de deboche no ar.- Não é deboche não Mark. É meu novo perfume – respondi.- Vocês dois se completam. Ryan, você está aprovado por mim. Por enquanto... Tem prazo de validade.Depois tem que renovar a matrícula. Aliás, gostei da roupinha. É a última moda em Paris rs. Quesaudade maninha!!!- Também estava.- Cheguei um pouco atrasado porque o trânsito estava péssimo.- Ah fiquei tão triste de você não ter chegado antes... – disse Ryan sorrindo.- Começou...- Ah é Mark? Que seja! Lembra dessa frase que você me falou?- Hei! Essa frase já está patenteada por mim.- Que seja!- Repete!- Mark, comigo isso funciona. Não tenho medo de você.- Não custa nada tentar...- Depende do que se trata. Nosso pai gastou uma fortuna tentando na auto-escola.- É. O próximo sou eu! Entrei na auto-escola.- Que perigo! – disse Ryan.- Perigo nada... Sou praticamente o protagonista do filme Velozes e Furiosos.- Só que mais feio né? Rs.- Fica quieto aí Mauricinho.- Não fala assim do meu namorado, Mark. Você também é mauricinho. Tem uma casa em Beverly Hillse uma em Hollywood.- Verdade, esqueci que temos grana.- É porque nossos pais nos ensinaram a ser pessoas simples.- Sério? Porque eu vim de motorista particular.- Mark! Finalmente Mark saiu. Quando eu e Ryan ficaríamos a sós a enfermeira me expulsou da sala. Ryandeixou o celular comigo já que tinha medo de que o roubassem enquanto estivesse dopado. Saí da sala edepois de cinco minutos aproximadamente o celular dele começou a tocar. Pensei em chamá-lo.Entretanto, percebi que o toque era diferente do de costume e que a foto do contato era de uma mulherlinda. Senti-me na obrigação de namorada de ver o que estava acontecendo. Bem, podia ser uma primadistante... Atendi o celular nem tão nervosa: 43
  • 44. - Alô.- Ryan está?- Quem quer falar com ele?- A namorada dele, queridinha. Dá pra passar o celular para ele?- Namorada dele? Acho que foi engano – já respondi com um sorriso sem graça.- Ô garota, não viu que a minha foto e o meu nome estão registradas no celular dele? Quem é você parase meter na vida do Ryan hein...- Aqui é a Claire. A outra namorada do Ryan. Quer dizer... Ex-namorada. Em seguida, ela desligou ou deixou o celular cair. Bem, é o que faria se ela não fosse mais rápida queeu. Logo em seguida a enfermeira saiu da sala. Era a minha oportunidade de expressar toda a minharaiva que estava registrada no meu rosto vermelho, nas minhas sobrancelhas arcadas e em minhas mãosque se fechavam. Eu estava pronta para o boxe.- Amor, tudo bem? – perguntou Ryan quando eu entrei na sala com aquela carinha linda de ódio.- Uma pessoa ligou para você. Era a sua namorada.- Só tenho uma namorada. Você!- Bem, ela acabou de mandar um SMS dizendo: “Seu idiota! Acabou de perder mais duas namoradas.”Acho que ela já disse tudo.- Claire... – disse ele se aproximando de mim.- Não toque em mim! – respondi fazendo aquela famosa mãozinha em sinal de fica longe se não eu tequebro. Na mesma hora, fui para casa. Meus pais me estranharam ter ido embora tão rápido. Por isso, todosforam para casa já fazendo o interrogatório. Eu contei tudo para eles e minha mãe decidiu conversar comRyan. Annie e meu pai ficaram me consolando enquanto Mark reclamava e dizia que tinha me avisado,o que me deixava mais triste ainda. Quando minha mãe voltou da casa do Ryan todos ficaram naexpectativa.- Qual foi a desculpa que o safado deu? – perguntou Mark.- Ele disse que a conheceu no trabalho...- Safado!- E que não chegou a namorá-la...- Mentira!- Mark, deixa eu acabar de falar.- Tá bom mamãe...- Então... Ele disse também que isso aconteceu porque ele não sabia que você gostava dele de verdade.Mas sinceramente, não senti sinceridade nele, Claire. Esquece esse que tem coisa melhor para você.- Tô com a minha mãe nessa! – disse Mark mais uma vez – Desde que eu conheci esse pilantra...- Já entendemos! – respondeu Annie. Foi aí que eu percebi que eu sou tão besta que se eu escrevesse no Google a palavra besta, apareceria:“Você quis dizer: Claire Lawrence”. Como eu fui acreditar nele! Como acreditei que ele seria aquelepríncipe encantado que eu tanto sonhei... Mais tarde, Demmy me consolou dizendo que isso acontece, que isso aconteceu com ela e o Freddy eque pode acontecer com qualquer uma ou qualquer um. 44
  • 45. Capítulo VIII O começo de algo novo F inalmente me vi longe da escola! Ryan recuperou-se e realizou seu sonho de ir para Harvard.Fiquei feliz por ele. Depois do que aconteceu nunca comentamos sobre aquele assunto, mas foi a melhorcoisa que me aconteceu. Aprendi muitas lições. Ainda lembro-me do Ryan e sinto falta dele, mas achoque confiança é essencial para que um relacionamento perdure. Brad ainda me manda mensagens, masfiquei meio traumatizada com a questão de confundir amizade com namoro. Richard ainda meatormenta, mas... Bem, o Richard não tem chance comigo rs. Pierre Baxter (namorado da Annie) agora passa mais tempo lá em casa, já que ele contratou outroempregado para a loja dele. Demmy cismou que não quer namorar. Ela ainda tem uma grande hostilidade para com os homens.Acha que eles gostam de aparecer só para ter o aplauso dos amigos e que eles nos enchem de esperançae depois somem do mapa. Enfim, ela só conheceu o Freddy e já acha que todos são iguais a ele rs. Já aSunshine tem o pensamento totalmente diferente. Ela está conhecendo um menino chamado Kyle.Detalhe: Ela nunca viu o menino pessoalmente! Deve ter se inspirado na história da Annie e do Pierre. Oque ela não sabe é que esses casos de namoro pela internet raramente dão certo. Mark já está acabando seu curso técnico em Hollywood. Certo dia me deu à louca e decidi visitá-losozinha. Isso raramente acontece, pois tenho medo de andar sem companhia. Peguei um ônibus e fui. Eu sei que não faz sentido pegar ônibus quando se mora em Beverly Hills, mas eununca me importei com essas coisas. Sempre fui bem simples. Chegando lá foi só alegria! Bem, tirando a parte em que eu cheguei e vi que a casa dele estava emestado de calamidade pública! Rs. Passei o final de semana lá e voltei na segunda-feira. Na rodoviária,avistei um rapaz bonito e bem vestido. Olhei, suspirei, revirei os olhos e fui para a fila do ônibus. Comosempre, eu estava de fone de ouvido, blusa preta, sapatilha e calça jeans. Bem, eu estava de perfume,mas a minha pele nunca absorve o suficiente desse líquido tão precioso e cheiroso. Foi quando eu sentium perfume tão cheiroso que me deu até vontade de guardá-lo num frasco para que eu pudesse cheirá-lopara sempre.Olhei para o lado esquerdo e vi um hippiefazendo um sinal de paz e amor. Ao lado direito havia o Bob Marley. Quer dizer, a foto do Bob Marley. Dei um meio sorriso, tentando conter uma gargalhada. O hippie encostou o dedo no meu ombro e disse que a fila já tinha andado e que várias pessoas entraram na minha frente achando que eu só era mais uma maluca perto da fila do bus.
  • 46. Tudo bem... Ele não falou com essas palavras, mas o que importa foi que eu virei e deu um passo àfrente. Conhecendo meus micos, o que você acha que aconteceu? Isso mesmo! O pior! Eu simplesmentepisei no pé daquele rapaz bonito que eu tinha acabado de ver. Que vergonha!!!- Ops! – ele disse.- Desculpa!!!- Tudo bem senhorita – respondeu o príncipe genérico dando um sorriso de lado que fez até o meuouvido querer se livrar do fone. É... O fone desgrudou-se do meu ouvido. Ele continuou:– Você está na fila? Eu não sabia.- Tudo bem. Eu me distraí.- Por favor – disse ele fazendo um sinal de primeiro às damas. Fiquei muito sem graça, mas entrei na frente dele assim mesmo. Minha maior preocupação eralamentar os micos que eu paguei. Minha segunda preocupação era se eu estava cheirosa já que eleesculachava no perfume. E minha terceira preocupação era se o meu dente estava sujo já que eu tinhaacabado de comer pizza. Enfim: Eu era a personificação da preocupação! Entrei no ônibus e sentei naúltima fileira no banco que dá para a janela. Como nós éramos um dos últimos da fila (o último era ohippie) sobraram apenas dois lugares para o cheiroso sentar. Um lugar era do lado de uma criança queestava toda suja de sorvete e calda de chocolate. O outro lugar era o do meu lado. O hippie correu esentou do meu lado. Arregalei os olhos e pensei: O que eu fiz para merecer isso? Será que é praga doRichard? Dois pontos depois, o hippie desceu do ônibus. Rapidamente o cheiroso olhou para o hippie e olhoupara o lugar vazio ao meu lado. Um roqueiro que estava do lado de uma senhora que a cada minutoespetava-o sem querer com uma agulha de tricô também anelou o meu lugar. Eu nem quis ver a briga,então olhei para a janela. Foi quando eu senti novamente aquele perfume. Era o roqueiro! Rs.Brincadeira! Era o cheiroso mesmo...- Quase perco o lugar de novo – ele disse sorrindo.- É, eu percebi.- Sabe, eu gosto de sorvete, mas não na minha blusa rs.- Rs. Já era de se esperar... Criança não é fácil – respondi olhando para a blusa suja dele.- É... Hippie também não é fácil.- Hã?- Ele deixou uma parte da peruca em você.- Ah! Que nojo! – gritei olhando para a mecha do hippie que ficou no meu banco.- Pois pra mim será muito útil...
  • 47. Neste momento, o cheiroso pegou a mecha do hippie e limpou o sorvete que ficou na blusa dele.- Ah! Que nojo ao quadrado! Rs.- Rs. Eu não sou o primeiro a dizer que você é engraçada né?- É. Chegou atrasado rs.- Quer guardar de lembrança? – perguntou ele levantando a mecha suja de sorvete.- Não, obrigada – respondi falando e rindo ao mesmo tempo. Depois de jogar a mecha no lixo e de sorrir maravilhosamente, ele ficou quieto por um tempo.Coloquei o meu fone de ouvido de novo e comecei a escutar umas das músicas dos Backstreet Boys.Idiotamente eu puxei com muita força o meu celular, fazendo com que o fone desencaixasse do celular,resultando em um gorila nas minhas costas gritando: Pagou mico! Pagou mico! A música ficou em alto ebom som para todos no ônibus ouvirem que eu ainda gosto da banda dos anos 90. Depois de abrir a bocae arregalar os olhos em sinal de espanto, encaixei o fone no celular e parei de escutar música.- Também gosto deles – disse o cheiroso.- Rs. É melhor eu parar de escutar. Vai que acontece de novo!- E você é de Beverly Hills mesmo? Antes que eu respondesse, meu celular tocou. Era a Demmy pedindo para que eu fosse com ela nobanco. Eu falei pouco com ela. Ria mais do que falava. Novidade!! Acabando de rir com ela, vi queestava chegando ao ponto da minha casa e eu teria de descer. Ele levantou do lugar e mesmo assim euesbarrei com a mochila nele.- Desculpa!- Tudo bem.- Tchau!- Tchau! Desci do ônibus e olhei para a janela que estava na direção dele. Nós sorrimos mais uma vez e eupensei: Como eu sou idiota de acreditar que um dia eu o verei de novo! Nem o meu nome ele perguntou!E, aliás, nem eu sei o dele! E o pior é que eu nem respondi se eu era daqui. Fiquei em estado de revolta. Fui para casa deixar a minha mala e depois ir ao banco com a Demmy. Mas a primeira coisa que eu fizao chegar à minha casa foi me olhar no espelho e sorrir. Meu dente não estava sujo!! Ainda bem!! Encontrei-me com a Demmy e fomos ao banco. Ela estava nervosa, pois não sabia nada sobre contas,cheque, depósitos e etc. E para falar a verdade... Nem eu! O primeiro passo para entrar em um banco com sucesso é passar pela porta que detecta metais sempagar mico. E já no primeiro passo nós falhamos com a operação. A porta apitou e travou com nós duaslá dentro. Como estamos nos Estados Unidos e aqui sempre há suspeita de terrorismo, as pessoasolharam para nós com pavor. Quando viram que eram só duas meninas atrapalhadas, voltaramtranquilamente para seus afazeres. - Tirem as jóias – disse o segurança.- Eu odeio banco – respondeu Demmy com raiva. Tiramos os brincos, mas quando fui tirar meu anel... Ele caiu ao chão. Abaixei-me para pegá-lo. Atéque avistei aquele cara do ônibus. Pensei: “Que mico! Levanta logo idiota! Antes que ele veja que vocênão sabe nem entrar no banco como uma pessoa normal.” Passei pela maldita porta, mesmo com elaapitando sem motivo aparente e todos olhando novamente. O segurança não se importou, pois temcerteza de que uma garota como eu – que não acha nem o anel – não poderia assaltar um banco. Depois de conseguir fazer o depósito (falando com o pai ao celular), Demmy foi para sua casa. Eu fuicom ela e conversei a maior parte do tempo com a Sunshine. Sun falou sobre a praia de Malibu e sobre 47
  • 48. pranchas. Eu gostei desse assunto, mesmo não sabendo nadar rs. Ela disse que iria surfar no diaseguinte.- Por favor, Demmy! Vamos! Vai ser legal. A gente aprende a surfar e ainda conhece Malibu.- Minha irmã não sabe surfar. Como ela vai nos ensinar? Eu já vi uma foto dela surfando... Na areia!- Mentira, Demmy! Você que não sabe surfar e tem inveja de mim – respondeu Sunshine revoltada.- Ah só por causa disso eu vou amanhã. Eu vou aprender a surfar melhor do que você – respondeuDemmy. Eu nem gostei disso né? Rs. E lá fomos nós. Acordamos bem cedo e Max (pai da Demmy) nos levouaté a praia Surfrider. As ondas me assustaram... Mas a Sunshine foi logo se jogando no mar com aquelaprancha enorme. Demmy ficou embaixo do guarda sol enquanto passava protetor solar e brilho labial. Eeu avistei um pessoal vindo de bugre pela areia. Eram muitos jovens e eles falavam alto e davam muitasgargalhadas. Até que um garoto saltou do carro em movimento e foi na nossa direção.- Gostam de jogar vôlei?- Ah eu não...- Amo! – respondeu Demmy bastante empolgada.- Eu não sei jogar. Vai lá Demmy. Eu fico aqui olhando.- Ah duvido que você seja pior do que a Lauren.- É verdade, Bill. Eu sou muito ruim. Oi meninas! Meu nome é Lauren.- Claire.- Demmy.- Bill rsrs. Vamos te apresentar o pessoal. Bem, conhecemos também o Brian e o Rick. O Rick é meio na dele, enquanto o Brian jogava charmepara a Sun; que não dava mole para ele. Ela fez amizade rapidamente com o Bill (o doido que pulou dobugre em movimento) porque eles gostam muito de surfar. Sun realmente surfa muito bem. Eu fiqueiconversando com a Lauren; que na verdade é bem doidinha. Às 11 horas aproximadamente, alguémligou para o celular do Bill. Todos (menos Demmy e eu) estavam surfando ou petiscando nos bareslocais. Gritei o nome do Bill, mas ele disse que eu podia atender. Loucura né? Esse não tem nada aesconder mesmo. Estava escrito Tyler Huston no contato. Atendi o celular morrendo de vergonha:- Alô!- Alô, quem fala? Não é o Bill né?- Rs. Não, ele está surfando agora. Quer que eu deixe algum recado?- Fala para ele que eu estou chegando. A propósito, quem está falando?- Claire. Eu conheci o Bill hoje.- Ah sim. Até daqui a pouco então.- Tchau.- Era o Tyler? – perguntou o Bill chegando nesse momento.- Era. Ele disse que está chegando.- Legal. Vocês vão gostar dele. Megan! Finalmente você chegou! Sim! É isso mesmo que você pensou. A Megan é amiga desse pessoal. Ela me tratou muito bem já quea nossa rixa acabou há muito tempo. Cinco minutos depois ela perguntou para o Rick se o tal do Tylernão viria. Um minuto depois todos gritaram: “Boa noite Tyler!”. É bom deixar bem claro que essa parteaí de boa noite foi só ironia. Ainda era cedo. Nessa hora eu estava no mar. Corri para ver quem era essecara tão esperado. Bati os olhos nele e vi que era o cara do ônibus que se sujou de sorvete. Rapidamente,me ajeitei rs. Quando ele se aproximou de mim, logo sorriu de maneira diferente. Surpreso, ele disse:- A menina do ônibus!- O menino do sorvete! – respondi sorrindo. 48
  • 49. - Que coincidência! Queria te encontrar mesmo.- Sério?- Sabe, naquele dia que a gente se conheceu...- Vocês se conhecem? – perguntou Lauren chegando nesse momento.- Mais ou menos – respondi.- Ah tá – Lauren saiu de cena.- Claire! – Demmy me chamou já vindo na minha direção.- Fala Demmy...- Demmy? – Tyler perguntou – Não é a menina que você conversou ao celular naquele dia?- É sim. Você lembra?- Está falando mal de mim? – perguntou Demmy sorrindo.- Você ligou para a Claire no dia que eu a conheci. Ah Claire! Foi você que atendeu o celular do Bill né?- Foi sim. Mas porque você estava falando que queria me ver?- Tyler!!!! – chegou Megan vindo toda molhada exibindo seu belo biquíni e um corpo bronzeado.- Megan!!! – disse Tyler com bastante empolgação.- Vocês se conhecem? – perguntou Megan.- Mais ou...- Sim! – disse Tyler cortando as minhas palavras - E vocês se conhecem?- Ah! A Claire é minha amiga. Pena que não vai poder ir com a gente lá na sorveteria.- Que sorveteria? – perguntou Demmy.- O irmão dela é tão chato... E o pai dela é muito controlador com questão de horário.- Eu gosto disso – respondi.- Já vi que você é uma menina de família – disse Tyler. Megan saiu bufando dali. Estou sentindo que ela quer me derrubar de novo! Depois eu fiquei sabendoque ela já terminou com o último namorado dela. Que menina complicada! Demmy saiu dali. Minhaconversa com o Tyler continuou:- Pena que você não vai poder ir à sorveteria com a gente.- Na verdade, eu não sabia de nada.- Ah então eu te convido.- Rs. Vou ver... Dependendo da hora.- Aqui ninguém chega de madrugada em casa, pode deixar. Também sou de família rs.- Não duvido disso! – respondi sorrindo.- Mas... – dissemos juntos.- É sobre aquilo que você já está para falar há um tempão? Porque se for, era disso que eu ia falar –perguntei.- Rs. É sobre isso mesmo. Naquele mesmo dia que nós nos conhecemos, eu vi você no banco.- Sério? – A falsidade me mandou lembranças kkk.- É. Vi você abaixando-se e depois passando com rapidez pela porta. Quando eu fui passar pela portadetector de metais, ela apitou.- Apitou comigo também. Odeio aquela porta!- Eu também. Mas aí eu olhei para baixo e vi um anel. Imaginei que fosse o seu – disse Tyler pegando oanel dentro da carteira dele.- Ahh!!!! É meu mesmo!!!! Obrigada!!! Guardou por todo esse tempo? E se você não me encontrasse?- Alguma coisa me dizia que eu te veria de novo.- Ah então agradece a essa coisa que te dizia aí kkk. Ele sorriu maravilhosamente e até gargalhou um pouco. Fomos à sorveteria e foi tudo muito legal. AMegan grudou no Tyler feito minúsculas bolinhas de algodão em roupa preta de malha. O Rick é umcara muito legal. Conversamos como se nos conhecêssemos há muito tempo. A Lauren é muito meiga.O Bill, muito doido. Tyler gosta de zoar, mas é equilibrado. Já a Megan nem olhou mais para a minhacara. Garota estranha!!! 49
  • 50. Megan é muito estranha. Não entendi nada. Um mês se passou e eu estou sempre falando com o Tyler e com o Brad por Messenger. Tyler gosta decolocar fotos no perfil, enquanto Brad gosta mais de mandar e-mails carinhosos. Estou sempre me e mailsencontrando com o pessoal. Rick é o cara que eu mais estou me apegando, mas é no Tyler que os meus .olhos focam. Quando a Megan não está, nós conversamos bastante e ele parece ser a personificação doPríncipe Willian. Só que numa versão genérica e sem a Kate por perto. Nunca deu ne nenhuma indiretapara mim e eu acho isso ótimo. Quero alguém diferente mesmo. O Brad me ligou hoje:- Oi Brad! Quanto tempo!- Oi Claire. Quanto tempo mesmo. Estou com saudades de tudo. Dos nossos passeios, de suasgargalhadas, do seu irmão me perturbando, do Milk shake da Ice shake...- Ah eu também estou com saudades. Quando você vem aqui me ver?- Agora eu estou meio enrolado. Estou estudando muito. Minha família preza muito a carreira dedentista. Fui praticamente obrigado a fazer ortodontia.- Ai que chato né?- É. E você não está estudando?- Estou indecisa com o meu futuro. Vou esperar para ver.- Entendi. Se eu tivesse escolha também estaria indeciso rsrs. E a conversa durou mais de uma hora! Logo depois, Rick me ligou me chamando para ir a casa dele de detarde.- Obrigada, mas eu não sei onde você mora.- Ah isso não é problema. Vou aí buscar vocês. Já falei com a Demmy e a Sun. Vão eu e Brian.- Que isso! Vai fazer todo esse esforço?- Claro! Vocês são minhas amigas.- Ah que fofo! Então eu vou. O que eu preciso levar?- Sua boca!! Haha. É que o pai do Brian fez um churrasco ontem. Aí o pessoal achou que era paraalimentar um elefante e levaram muita carne. Vai ser churrasco de novo; só que para a gente hehe.- Ah então está tranquilo. Faz o seguinte... Não gosto de ir de mãos vazias. Vou fazer um bolo de seguinte...maracujá. Minha especialidade...- Opa! Nem vou impedir então kkk. Ficou combinado então! Sabendo que o Tyler estaria lá, já fiquei nervosa. Principalmente com o bolo.Meu pai sempre dizia que se conquista um homem pelo estômago. Chegando lá, dei logo de cara com o eTyler. Ele me viu com a travessa de bolo na mão e já foi logo brincando:- Soube que temos uma especialista em bolo de maracujá aqui. Você sabe quem é?- Não rs. Só sei que esse bolo é especial porque é a única coisa que ela sabe fazer. lo- Até parece Claire... – disse Demmy.- Bem, o cheiro e a cara do bolo estão bons.
  • 51. - Agora o gosto... Se eu fosse vocês nem comeria. Deixa que eu faço esse favor de comer tudo paravocês kkk – disse Bill. Todos comeram e elogiaram. Lauren quis a receita. Tyler fez o favor de recolher o meu prato e copo.Depois ele recolheu o das outras meninas também. Rick me alugou durante um tempo me mostrandomúsicas brasileiras, perguntando a tradução delas. Quando finalmente fiquei à sós com Tyler, Brad meligou. Eu falei rapidamente com ele, querendo aproveitar logo um momento de paz com Tyler. Quandoele finalmente desligou, Megan chegou e alugou o Tyler =/ Acabou que naquele dia a festinha acaboumuito tarde. Liguei para o meu pai e ele não pôde me buscar. Eu, Demmy e Sun ficamos na casa daLauren. Foi muito legal, pois Lauren, Demmy e eu não dormimos quase nada. Ficamos conversando atéquatro da manhã! E meninas sabem que quando estamos nessa situação ficamos mais vulneráveis eacabamos contando 90% da nossa vida para a outra quase zumbi que está ao nosso lado. Não sei se é porcausa do sono... Não raciocinamos muito bem de madrugada. Resumindo: agora Lauren sabe que euestou interessada no Tyler! Ela é amiga dele há um tempão e falou super bem dele. Algumas coisas eu játinha percebido, como o fato dele ser gentil e cavaleiro. Ela disse também que ele é compreensivo, queentende a TPM kkk e que nós faríamos um par perfeito; tudo a ver! Fiquei muito animada com essaconversa esclarecedora. Por mais que eu tivesse sido precipitada em contar isso a ela, não me arrependi.Ela é uma menina muito doce e que passa confiança. Dois meses se passaram e eu nem vi mais o pessoal. De vez em quando encontrava alguém online noMessenger... Já fiquei com saudades. Por mais que eu tivesse o número de celular do Tyler, ele era oúnico que eu tinha vergonha de mandar SMS. 51
  • 52. Capítulo IX Praia em Malibu G ente vocês não sabem o que aconteceu! O Rick ligou hoje para a Sunshine nos chamando para ir àpraia em Malibu. É claro que eu vou. Afinal... O Tyler vai e a Megan Fox também. Um dia depois meu celular tocou com a música de mensagem. Pensei que fosse a Demmy dizendo que nãoia. Mas para minha surpresa... Imagine só... Era o Tyler Huston! Arregalei os olhos,tremi,fiquei gelada e comfrio na barriga. Com as mãos já suadas e morrendo de curiosidade, apertei a tecla que me faria ver naqueleinstante o que ele me escreveu. Ele nunca me mandou uma mensagem. Fiquei até emocionada. A mensagemdizia o seguinte: “Oi Claire. Aqui é o Tyler Huston. Lembra de mim? Qnt tempo né? Vc vem aqui na praiasemana que vem? Espero que sim. Se cuida hein... Xau”. Ahhh! Viu que lindo? Ele quer que eu vá! Nem estou acreditando. Como o pedido dele é uma ordemeu vou nem que seja andando! Eita!Eu nem sou exagerada né? Da minha casa à praia de Malibu são 28minutos aproximadamente de carro. 30,1 Km mais ou menos. É muito chão! Não iria andando nem queele dissesse que casaria comigo se eu fosse! Rs. Não ia responder a mensagem dele para não dar na pintaque eu gosto dele, mas aí ele poderia pensar que eu estou sem crédito no celular rs. Então eu respondiassim: “Lembro de vc sim. Vou para praia. Nos vemos lá então? Xau”. Mensagem idiota né? Mas foiassim que ele me respondeu depois: “Que bom que vc lembra de mim. Nos vemos lá sim...Boa noite^^Durma bem!”. Estou pasma até agora. É muita emoção para um dia só. Bem, vou contar logo como foi apraia... Marcamos a praia ás 11:00 horas e eu acordei com a Demmy me ligando dizendo que estava no meuportão me esperando.- Já estou no seu portão você está pronta?- O quê? - respondi com uma voz rouca e sonolenta que fez com que ela soubesse que eu tinha acabado deacordar.- Você acordou agora? - falou tão assustada que me fez até abrir os olhos. Coisa que eu nem tinha feitoainda...- Aham. Que que tem? – Frase de quem está acordando.- Não acredito! Você esqueceu que hoje tem praia em Malibu?- Malibu?? Pulei da cama direto para o chuveiro - Que horas são?- São 10:20!!! A Sun já está lá e ela disse que o pessoal já chegou.- Meu Deus!!! Tô super atrasada!! Entra aqui em casa que daqui a pouco eu estou pronta.- Está bem... Tchau! Meia hora depois... Finalmente estou pronta e morrendo de fome rs. Não deu para comer nada então eucomprei um Hambúrguer e fui comendo no caminho. Se eu cheguei atrasada? É claro! Para minhasurpresa a Megan Fox ainda não tinha chegado. O Bill estava tomando um “caldo” na onda enquanto oBrian e a Sun estavam surfando. O Rick estava conversando com a Lauren, o Tyler estava... Estava...Apertando a mão da Megan Fox! Nem vi que ela tinha chegado! Aquela menina estava linda! Estácomeçando a me irritar. Ela não falava comigo fazia tempos! Tudo por casa do Tyler. Ela cisma com osmeninos que eu me interesso. É... me interesso. Ainda não posso dizer que gosto do Tyler. Amadurecicom o tempo e descobri que gostar de alguém é muito mais do que ficar nervosa com a presença dessapessoa. O biquíni da Megan era o mais lindo da praia e combinava perfeitamente com o tom da peledela! Enquanto isso, eu estava descabelada, com maior cara de sono e com um short totalmente diferentedo biquíni (só vi quando a moça do Mc Donald’s me olhou com uma cara estranha. Aí eu vi que estavaridícula). Ahhhh!!!!!! Revoltante! =/ Nem deu tempo para o Tyler falar comigo sem a presença daquelaladra de garotos interessantes. Falei com todos e matei a saudade da Lauren. 52
  • 53. - Oi Claire Larence. Quanto tempo! Desde ontem né? Haha - disse Megan com um tom totalmente irônico.- Oi Megan - respondi com um tom bem normal para mostrar para o Tyler que eu não tinha rixa com ela.- Não queria dizer não, mas tem um alface no seu dente querida.- Como se eu nem comi alface? - Meu hambúrguer não tinha alface rs- Ah então deve ser de ontem meu amor, desculpe falar assim, mas é melhor eu falar do que outra pessoa falarné?- Seria melhor se você não falasse nada Megan. Neste momento percebi que ela ficou sem resposta e que o Tyler deu uma risadinha básica. Isso foi muito bompara a minha alma =)- Oi Claire - disse Tyler com um ar meio tímido.- Oi Tyler! Obrigada por me mandar aquelas mensagens - Neste momento a Megan foi para a água com umatromba imensa.- Que nada - Tyler deu um sorriso de lado tão lindo que me fez ficar vermelhinha.- Você está com fome? – perguntei. Que pergunta idiota... Ele vai pensar que sou gulosa.- Ainda bem que você me perguntou isso... Esse povo parece que come água salgada rsrs.- É verdade... - Ainda bem que eu perguntei isso mesmo rs.- Isso foi um convite para comer?- Entenda como quiser... - Não sei como tive coragem para falar isso.- Então eu prefiro entender que seja. Fiquei mais vermelha e vi que ele percebeu porque me olhou e deu aquele sorriso lindo de novo.- O que você quer comer?- Primeiro as damas.- Bem, é melhor então a gente perguntar para o pessoal o que eles querem comer né?- Acho que eles não querem comer nada.- A Demmy deve estar com fome.- Chama ela então. Saí correndo e fui direto para a água. Falando bem baixinho chamei a Demmy.- Demmy, você não vai acreditar. Vou comer alguma coisa com o Tyler.- Por que você falou de comida com ele?- Não sei. Talvez seja porque eu estou com fome ainda... O hambúrguer estava pequeno Demmy.- Entendi... Vai lá então. Vai na fé que eu te espero amiga.- Nããão! Você vai comigo.- Nem que o Tom Cruise esbarre comigo agora eu vou com você e com o Tyler!!- Mas aí eu vou ficar sozinha com ele...- E não é isso que você quer criatura?- É, mas vai pegar mal né...- Tudo bem... Eu vou. Espera só eu tomar um caxote nessa onda aí que está atrás de você.- Onda?Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!!! Tsunamiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!! Um minuto depois...- Claire? Você está bem?- Tyler?- Ah! Gente ela não perdeu a memória! Está tudo bem...- O que aconteceu pessoal?- Você tomou um ‘’caldo’’ brabo Claire – disse Bill. 53
  • 54. Todos riram... Que vergonha!!! Pra não bastar chegou a Megan na maior pose e diz as seguintes palavrasmalditas:- Querida, lembra que eu disse que tinha um alface no seu dente? Agora tem areia nele também haha.- Dá pra parar com a palhaçada Megan? - disse o Rick com o maior carão de brabo.- Tudo bem... Só falei isso para descontrair.- Não sei vocês, mas eu vou voltar para a água - disse Bill com um ar de ‘isso aqui está muito chato e a águaestá perfeita’. Nesse momento todos voltaram para a água. Menos eu, a Demmy e........ O Tyler!!- Você está melhor? - disse a Demmy com um ar de preocupação.- Sim, sim... E agora além de estar com fome estou com sede rs.- kkk. Você é muito engraçada miga...- O convite ainda está de pé - disse o Tyler com aquele sorriso perfeito.- Claro! Você vai Demmy?- Sim, sim... Não estou com fome, mas posso acompanho vocês. Chegando num restaurante brasileiro (Tyler não quis levar a gente para um barzinho qualquer), ele logopuxou a cadeira para mim e para a Demmy.- O que vocês vão querer?- Um copo de água... Doce. Antes que vocês digam que tinha muita água na praia Rs - respondeu Demmycom um sorriso no rosto.- Rs... E você Claire? Gosta de comida brasileira?- Amo! Já visitei aquele lugar várias vezes. Já comeu pão de queijo?- Não! - respondeu Demmy; agora com uma cara de fome.- Deve ser bom... As duas concordam com pão de queijo?- Si...- Claro!!!- disse Demmy.- Então está ótimo... Garçom!!! Traga-me uma porção de pão de queijo.- Pão de queijo normal?- E existe o anormal? - disse Tyler dando gargalhadas. Rindo também, o garçom respondeu:- Saindo uma porção de pão de queijo brasileiro! Depois desse episódio hilário, eu e Demmy não parávamos de rir. Você tinha que ver a cara do Tylerquando disse: - E existe pão de queijo anormal? Mas o que não foi nada legal para mim foi ele me verigual a uma maluca rs. Depois de comermos pão de queijo e Coca-Cola, fomos andando para a praia... Eu do lado do Tyler e aDemmy meio que atrás de vela. Ela não disse mais nada. Até que meu celular tocou bem na hora que oTyler deu um sorrisinho de lado tão fofo. Pensei logo... Quem é o besta que atrapalha minha conversasagrada? Ah não... Só podia ser... Parecia até que ele sabia que eu estava com outro garoto. Era o RichardLourenço. O primo inferno do Ryan que diz me amar.- Com licença Tyler...- Tudo bem...- Quem é miga? – perguntou Demmy.- Depois eu te falo... Alô!! Oi Richard [...] Dãã!! Falei o nome dele na frente do Tyler... O que ele vai pensar de mim? 54
  • 55. - Richard? Quem é esse? - perguntou Tyler para a Demmy.- É um menino lá de Hollywood. Ele é louco pela Claire! Rs.- Ah tá... Entendi. E ela gosta dele?- Por que você quer saber? Hum... Está gostando dela?- Não...- Não?- Ah! Deixa pra lá. Ali o pessoal! Eles devem estar preocupados com a gente. Demmy depois me contou tudo e diz ela que foi muito estranho ele mudar de assunto. Eu tambémachei... Haha. A praia estava ótima... Principalmente a parte que a Megan tomou um caxote tão brabo quedepois nem entrou mais na água. Ela foi embora mais cedo. Graças!! Mas antes de ir ela falou algumaspalavras no ouvido do Tyler. Depois perguntei para a Lauren. Ela estava perto na hora então ela me disseque a Megan disse para ele que dá próxima vez ela é que quer sair da praia para ir num restaurante comele. Folgada né? Malditaaaaaa!!! Lauren disse que ele disse que ia pensar no caso dela. Poxa, fiquei tãotriste com isso. Mas hoje o dia foi tão bom que isso nem me abalou muito. Ah!! Nem contei... O Richard naquela hora que eu falei com ele pelo celular disse que estava commuitas saudades e que viria aqui quando eu menos esperasse. Fiquei até com medo rsrs. Muito mala! No final do dia nós fomos tomar um sorvete. Brian, é claro, pagou o da Sunshine, Rick pagou o daDemmy e o da Lauren, Bill pagou o dele e olhe lá! Rs. Eu ia pagar o meu até que o Tyler pegou da minhamão minha carteira e disse...- Você achou mesmo que com um cavalheiro ao lado iria pagar seu sorvete?- Não precisa... - respondi toda envergonhada- Não precisa, mas eu quero te fazer um favor...- Quem vai pagar o sorvete dela sou eu!! – era uma voz familiar...- Quem é você? - disse o Tyler surpreso. Neste momento, virei e tomei um susto!- Oi Claire! Eu não falei que viria aqui quando você menos esperasse? - disse Richard ignorandototalmente a pergunta do Tyler.- Disse... - respondi com a cara lá no chão - Pessoal esse é o Richard Lourenço...- Oi! – alguns responderam.- Então são vocês que alugam a Claire fazendo com que ela nunca me visite em Hollywood né?- Gente, vamos pra casa?- De jeito nenhum Claire - respondeu Richard – Você é a graça de tudo!- Não... Está tarde já.- Então eu levo você em casa... Neste momento todo mundo saiu de perto da gente. Menos a Demmy é claro...- Nem fala mais comigo né? - disse Demmy sorrindo.- Ah! Oi! Nem tinha visto você aí... - respondeu Richard todo sem graça.- Você está fazendo o que aqui?- Vim te ver Claire. Você sabe que eu ainda não te esqueci.- Hiii!! Começou... - disse Demmy com uma cara de ‘ninguém merece’.- Não se mete Demmy!!! – respondeu grosseiramente.- Não fala assim com a minha amiga Richard!! Será que você não entende que assim que você nunca vaiconseguir me conquistar?- Desculpa Claire!- Não é a mim que você deve desculpas...- Me desculpe Demmy...- Você é muito estranho... Tenho medo de você – Demmy respondeu com uma cara de noooojo...- Bem... Vou indo para casa... Meus pais já devem estar preocupados.- Não vai embora Claire – disse Rick de bem longe – Ainda está cedo...- É, Claire! Não deixe que certas pessoas acabem com o seu dia – disse Bill. 55
  • 56. - Ainda nem vi você falando as doideiras de sempre... - disse Lauren.- É. Quem é que vai ficar bêbada com suco de maracujá? – disse Demmy para mim. Nesse momento todos riram... Fiquei mais tranquila. Depois disso ainda ficamos mais um pouco lá edepois o Richard me levou em casa =/ Ele ia passar uns dias na casa do tio dele daqui. Ou seja, ainda vaime perturbar muito! Os meninos não gostaram nem um pouco dele. O Rick então... Nem se fala!! Tylerfalou bem pouco comigo depois que o Richard chegou e é claro que quem pagou o meu sorvete foi oRichard. Mas isso não foi nada. Muita coisa ainda vai rolar. 56
  • 57. Capítulo X Viagem ao Texas U m mês depois, a tia da Demmy (aquela do Texas) entrou de férias. Ela chamou a Demmy, suafamília e eu para irmos lá. Pensei muito no Tyler e em como sentiria sua falta. Megan que vai gostar desaber disso; o Tyler vai ser só dela =/ Nesse mês que passou nós nos vimos uma vez e conversamosbastante por celular. Acho que dessa vez é amor mesmo. Ele tem uma personalidade incrível! Preocupa-se com os outros, é amigo, é equilibrado, trabalhador... Sem palavras!! Conversei com os meus pais eeles me deixaram ir. Richard quase deu um treco! Ele está vindo aqui em casa direto. Que garoto mala!!!Só podia ser o meu cunhado, Pierre mesmo para dar o endereço daqui. Minha irmã Annie é que estásofrendo com o vacilo do namorado... Estou botando o Richard para conversar com ela rs. Tadinha!Demmy está muito animada para ir. Apesar de ser muuuuito longe, lá é legal. Lembra que eu caí docavalo? Tenho a cicatriz no braço até hoje. A viagem foi tranquila... Sunshine está revoltada de não ver oBrian por duas semanas. Agora ela está namorando com ele. Brian insistiu muito e o tal do Kyle moramuito longe. Chegamos à fazenda. Ouço bem de longe um grito:- Aiôôô Twister!!!!! - Era a Miley com seu cavalo.- Oiiii meus amores!!! Nem dormi essa noite pensando que vocês fossem chegar de madrugada! Quesaudade! Chegaram bem na hora do Rango!! kkk – Falou Miley com bastante empolgação.- Tia Miley!!! Que saudade!!! Cadê o Tio Jack? - respondeu Demmy com um sorriso de orelha a orelha.- Alguém perguntou por mim? Haha. Que sodade de ocês!! Demmy ocê tá mais branca do que os óvoindustrial!! Todos riram, mas a Demmy logo perguntou onde estava o seu cavalo Thunder.- Ah ele morreu...- O quê?- Brincadeira! Ele está por aí...- Então eu vou procurá-lo... Estou louca para dar uma cavalgada no cavalo mais lindo da fazenda.- Num vai agora não sobrinha... Quero apresentar pra vocês os amigos do Jack. Eles também são deBeverly Hills.- Depois você vai Demmy... Eu estou morreeeeeeendo de fome.- Ah Claire... Eu não estou com fome. Vai indo lá que depois eu como. Posso tentar encontrá-lo com oTwister Tia? Depois você me apresenta o pessoal. Não vou demorar...- Claro... Mas não demora mesmo não porque o carneiro já está quase pronto. Lá foi a Demmy... Correndo com o Twister em direção ao estábulo para pegar o Thunder.- Ué... Cadê o Thunder? Será que ele fugiu? Logo atrás passa o Thunder com um rapaz em cima dele. Demmy estava descabelada e cansada. Masainda não estava suja até que o rapaz e o Thunder dão um banho de lama nela. Revoltada, Demmy saicorrendo atrás do rapaz que estava com o seu cavalo.- Ei!! Você aí... Me dá o meu cavalo!!!!!! Pare!! Ele olhou para trás, deu uma risadinha e entrou numa mata fechada que fez com que Demmy seperdesse naquela fazenda enorme. 57
  • 58. - Eu não acredito que estou suja, descabelada, cansada e perdida. Dá pra piorar isso? Pra quê... Um relâmpago mostra pra Demmy a resposta. Começa a chover e Demmy desabou a chorar.Uma hora depois... Ela chegou a casa com a lama até o joelho, com a cara inchada de tanto chorar e comuma tromba enorme. Todos já tinham acabado de comer e estavam na sala conversando como se não estavamestivesse faltando alguém ali.- Filha!!! - Grita Max e Betty... - O que aconteceu? Não deu pra esperar... Estávamos com fome.- Onde é que você se meteu menina?- Claire... Pai, mãe, gente... Aconteceu um desastre! Fui correr atrás de um garoto que tinha me sujado e Fuiestava com o meu cavalo e acabei me perdendo na selva.- Selva? Com direito a leão? Haha. Moro aqui há 30 anos e nunca vi uma selva dentro dessa fazenda.Você está aqui há uma hora e já encontrou uma? kkk.- Sem comentários Tio!!- Uuuuuhhh!! Atrás de um garoto é? Ele é bonito?- Eu não sei quem é Claire... Nem vi a cara daquele maldito...- Mas eu vi a sua!! Toda cheia de lama kkk - respondeu o garoto lá no fundo da sala.- Então é você seu miserável!!!! Quem é você?- Demmy! Que grosseirinha – disse a mãe da Demmy, Betty. Os pais e tios da Demmy foram jogar carta. Só restou eu, Demmy e o... Petrick Grogan- Sou Petrick Grogan. Amigo da família. Prazer...- Eu sou Demmy Grey e pra mim não é nenhum prazer falar com o garoto que me fez ficar suja de lama eme perder na fazenda. Você vai passar essas duas semanas aqui com a gente?- Vou sim... Vão ser longas semanas... Haha.- Está de zoação com a minha cara né?- Vem cá... Os dois pombinhos vão ficar aí brigando ou a bonita da Demmy vai tomar um banho comcaco de telha? Você está podre miga... ?- Já estou indo Claire!! Depois do banho eu vou comer alguma coisa sozinha né? Graças a esse infeliz!!- Pois eu estou muito feliz de poder rir da sua cara. Está muito engraçado.- Engraçado vai ficar a sua cara se você não calar essa sua boca!!- Uuuuhh! Que garota agressiva. Devia ter ido pelo caminho que dava na estrada de volta a Beverly Hills.- Estou indo gente... Estou vendo que vai rolar o boxe aqui – respondi.- Não, não Claire... Não vou sujar minhas mãos.- Mas já estão sujas de lama “Srta. Não quero tomar banho ainda”. Demmy não disse uma palavra... Apenas se dirigiu com muita raiva ao banheiro. Meia hora depois,Demmy saiu do banho tão branca que chegava a reluzir. Ela foi direto para a cozinha e chegando lá, deu
  • 59. de cara com o Petrick. Mas enquanto Demmy tomava banho, ouvi a mãe do Petrick falando para eletentar ser mais legal com a ela. Só que Demmy não sabe disso ainda...- O que você está fazendo aqui? – disse Demmy revoltada.- Vim te fazer companhia. Você não falou que ia comer sozinha?- Exatamente! Eu vou comer sozinha. Me deixa em paz garoto!!- Olha, eu sei que você está chateada comigo e é por isso que eu quero que você me desculpe.- Por que você mudou em meia hora?- Meia hora foi suficiente para parar para pensar e perceber que eu fui meio grosso com você...- Foi grosso mesmo. Meu perdão vai depender de como você vai ser nos próximos dias.- Eu vou fazer o meu máximo. Ainda quer minha companhia para comer?- Na verdade... Eu nunca quis sua companhia para comer.- Tudo bem – disse Petrick com uma cara de dar dó.- Ah desculpa.- Tudo bem! Então eu vou sair né?- Demmy! Eu estou atrás de você a maior tempão! Vem ver o quarto que sua tia arrumou para a genteficar!- Estou indo Claire. Mas antes preciso comer.- Oi Petrick! Está tudo bem? Você está com o rosto meio triste...- Não, está tudo bem Claire... - disse Petrick se retirando da cozinha.- O que houve com ele Demmy?- Ele veio me pedir desculpas...- E você perdoou né? Que fofinho!- Perdoei não...- Não acredito! Um garoto fofo desse, vem até você e te pede desculpas por responder com a mesmamoeda as suas grosserias e você não perdoa? Você sabia que a mãe dele é que pediu para ele ser maislegal com você? Ele podia ser legal com você só daqui pra frente, mas preferiu recomeçar te pedindodesculpas...- Você tem razão. Ele está tentando recomeçar...- E além do mais... Vai que ele é o Tom Cruise da sua vida! Ele é uma graçinha... Reparou que ele tem ocabelo extremamente liso e os olhos do jeitinho que você gosta?- Você está maluca? Eu não estou nem um pouquinho interessada nele. Mas quanto a sua pergunta... Eunão reparei não rsrs.- Então observa minha filha!! Um menino desses a gente não encontra em qualquer esquina.- Vamos logo ver o nosso quarto?- Já acabou de comer? Também... Olha o pouquinho que você comeu! Parece até que só comeu a orelhado carneiro.- Também... Foi só isso que deixaram kkk. Chegando ao quarto onde ficaríamos, ouvimos um barulho estranho vindo da porta direita. Saímos doquarto e fomos ver o que era.- Quem está aí? – disse Demmy demonstrando medo.- Quem está aí digo eu! – Era a voz do Petrick. Quando Petrick abriu a porta, Demmy disse:- Ah é você?- Oi!! Não sabia que eram vocês...- Ouvimos um barulho estranho saindo daí... Aconteceu alguma coisa?- Nada não Claire. Quer dizer... É que um vaso aqui quebrou.- Vaso sanitário? - disse Demmy com ironia.- Não. Vaso de planta. 59
  • 60. - Por que você tem planta no seu quarto? - perguntei.- Porque eu gosto de planta. Esse é o meu trabalho.- Você é jardineiro?- Não. Sou paisagista.- O que você vai colocar nesse vaso? – disse Demmy.- Rosas com chuvas de prata; uma combinação perfeita!- E também é a combinação que Demmy mais gosta!! Vocês são parecidos né? – respondi com o maiorcarão de pau.- Cala a boca Claire – disse Demmy sussurrando enquanto Petrick dava um sorrisinho sem graça. Três dias se passaram e vi que Petrick estava observando mais a Demmy. Certo dia, enquanto Petrickplantava Hortênsias no jardim (que também é a flor preferida da Demmy), percebi que Petrickdisfarçadamente observava Demmy dando banho no Thunder e que ao mesmo tempo se divertia muitocom ele. Logo em seguida, ele entrou na sala e chamou pelo nome da sua mãe. É claro que eu fui atráspara ver o que era. Vai que era sobre a Demmy?- Oi mãe! – disse Petrick.- Que sorriso lindo é esse que você não dá faz um tempão? – disse sua mãe.- É que eu vi que você estava certa. Eu acabei de ver uma linda flor lá no jardim dando banho no seucavalo. Quando eu escutei isso quase caí para trás. Ia contar para a Demmy, mas resolvi ficar mais um poucopara ouvir o resto da conversa. Vi que a mãe dele deu uma olhadinha na janela.- Eu sabia que era ela! – disse a mãe do Petrick.- Como?- Está escrito na sua testa!- Mas ela me odeia mãe!- Eu também odiava seu pai. Mas não é que ele aos poucos conseguiu me conquistar! Neste momento, vi a cena mais linda do dia. Petrick sorriu e abraçou sua mãe. Preferi, por enquanto nãocontar nada para a Demmy. Vamos ver no que isso vai dar!! Saindo dali, passei por uma sala e vi que ali tinha um computador. Eu não via meu e-mail fazia tempose eu estava com uma saudade imensa do Tye. Vai que ele estava on-line! Entrando no e-mail, vi quetinham dois recados de um remetente anônimo. Fiquei curiosa. O primeiro dizia o seguinte: “Estou comsaudades!” O outro dizia assim: “Quando você vai voltar?” Na mesma hora pensei no mala do Richard.Entrei no Messenger e vi que ele estava on-line. Mal entrei e ele já disse:- Estou com saudades, qnd vc vai voltar?- Ah! Foi vc que me mandou dois e-mails?- Você gostou?- Então foi você que me mandou né?- Foi! Saí do Messenger sem nem dar tchau. Estava revoltada porque além do recado ser do Richard, o Tyenão estava on-line. No dia seguinte, entrei de novo no Messenger. Tyler estava on-line e tinha um novoe-mail na minha caixa de entrada que dizia: “Gosto de você há muito tempo, mas nunca tive coragem prate dizer isso” Era daquele remetente anônimo... Neste momento, percebi que o e-mail não era do Richardporque ele sempre disse que gostava de mim.- Oi! Quanto tempo... – disse Tyler pelo Messenger.- Oi Tye! Posso te chamar assim?- Prefiro Riquinho. 60
  • 61. - Rick? É vc?- Oi maninha! Td bm?- Oi maninho! Está td bem sim... – respondi com decepção no rosto. Ainda bem que ele não estava mevendo.- Coloca a web can aí para eu ver vocês...- Espera que eu vou chamar a Demmy. Demmy veio, mas sem que ela e eu percebêssemos, Petrick veio também.- Quem é esse aí atrás? – disse Rick. Quando olhamos, vimos que era o Petrick.- Oi Petrick – dissemos juntas.- Oi meninas! Com quem vocês estão falando?- Com o nosso amigo de Malibu... O nome dele é Rick.- E quem são esses outros dois que apareceram ali agora? Quando olhamos quase tive um filho! Era o Tyler e o Bill!!- Pode me chamar de Tye Claire...- Ah! Valeu então rs – fiquei muito sem graça.- Chama a Sunshine que o Brian quer ver ela – disse Rick. Pra quê... Sun expulsou a gente do computador e ficou horas falando com o Brian. Petrick quis sabermais sobre os meninos e disse que queria conhecê-los pessoalmente.- Podemos marcar alguma coisa lá em Beverly Hills. Você gosta de cinema?- Gosto sim Claire. Muita coisa! Tem um filme novo que eu quero ver... Love Story.- Ah eu também quero ver! Você também né Demmy?- Pode ser. Vou andar de cavalo agora gente. Tchau!- Está bem... Vai lá!- Tchau Demmy!- disse Petrick um pouco triste.- Tchau Demmy?- Vai atrás dela menino!- Eu? Por quê?- Você sabe e eu também.- Tudo bem. Obrigado pela força. Eu vi você aquele dia ouvindo aquela conversa rs.- Hihi... Então vai na fé! Tchau!! Petrick saiu correndo em direção ao estábulo e pegou o Twister. Demmy já estava longe com oThunder. Os dois saíram cavalgando pela fazendo e Petrick acelerou para alcançá-la. Quando finalmentea alcançou, Demmy gritou:- Você de novo?- Não gostou? – disse Petrick segundos antes de cair do cavalo. Demmy parou o seu cavalo, desceu correndo e foi em direção a ele.- Você se machucou? Petrick estava sem forças até para responder. Demmy se abaixou e colocou a cabeça dele sobre o seucolo. Ele tentou falar, mas só o que saiu da sua boca foi: 61
  • 62. - Me desculpe – disse Petrick quase sem forças e olhando atentamente para os seus olhos. Neste exato momento, Demmy reparou nos olhos de Petrick e viu o quanto são bonitos e sinceros.- Vai ficar tudo bem. Petrick fechou os olhos em seguida. Demmy ficou desesperada e falou num tom alto:- Petrick!! Espere que eu vou buscar ajuda! Demmy rapidamente levanta-se, mas ele segura em seu braço e fala serenamente:- Fica aqui comigo. Estou fraco, mas você é o meu remédio... Demmy ficou sem palavras e voltou a sentar-se ao seu lado. Ficaram ali por um tempo; em silêncio.Mas ela sentiu que ele estava muito fraco e que sua respiração estava ficando cada vez mais lenta.Decidiu levá-lo embora.- É melhor irmos embora. Precisamos ir para a casa! Com muita dificuldade, conseguiram voltar. Chegando em casa, sua família chamou um médico paraatendê-lo. O médico disse que ele precisava apenas repousar. Demmy ficou com Petrick o tempo todo.- Preciso tomar um banho, você já está melhor?- Estou sim. Quando você acabar você vai voltar? – disse Petrick já um pouco melhor.- Pode deixar que agora eu ficarei com ele Demmy! Vai descansar – disse o pai de Petrick. Demmy saiu do quarto e Petrick logo pegou no sono. Alguns minutos mais tarde, depois de ter tomadobanho e jantado, Demmy foi até o quarto dele, deu uma olhadinha e se retirou. Mal ela sabia que eleestava acordado e que ficou muito feliz com isso. Alguns dias se passaram e Petrick se recuperou muito bem. No dia seguinte, iríamos voltar para BeverlyHills. Já estava anoitecendo quando subimos para arrumar-mos nossas malas. Ao chegar-mos no quarto,nos deparamos com um vaso cheio de rosas vermelhas com chuvas de prata e com um cartão contendo asseguintes palavras: - A combinação perfeita! Com carinho, Petrick Grogan.Demmy ficou muito sem graça. Mas vi estampado no rosto dela o quanto ela gostou. Descemos parajantar. Petrick já estava comendo. Demmy não disse uma palavra. Vi que o clima estava meio chato entãotentei deixá-lo mais agradável.- A comida está boa né?- Onde podemos nos encontrar quando todos nós voltarmos para Beverly Hills? – disse Petrick ignorandoa minha pergunta rs.- Podemos nos ver no cinema. Me dê o número do seu celular e o seu e-mail para combinarmos um dia eum horário – respondi. 62
  • 63. Depois de me dar seu número e seu e-mail, Demmy disse:- Vamos Claire? Estou com sono. Amanhã acordaremos cedo.- Boa noite meninas.- Boa noite – dissemos juntas. No dia seguinte, fomos tomar café da manhã. Todos estavam em silêncio. Até que Jack diz sorridente:- Vamos esquecer a tristeza gente! Que que ocês gostaram mais da fazenda?- Eu amei rever o Thunder e o Twister. Eles são tão fofinhos!! A comida também é muito boa!! Haha –respondi.- E ocê Sunshine?- Ah tio Jack... Amo ocês, ops! Amo vocês demais, mas fazenda não é comigo. Gosto muito de umapraia! Rs.- Praia chamada Brian né? Rs. E ocê Demmy?- Eu gostei de tudo tio.- Tudo o quê?- Ah! De tudo... Foi muito legal!- Gostei muito do jardim de vocês... Principalmente de uma flor que estava no meio dele. Mas o tempo sepassou e o vento está levando ela embora – disse Petrick. Olhei para o Petrick e ele disfarçadamente olhou para Demmy, que por sua vez estava todavermelhinha... Jack continuou perguntando:- Max, Betty... Não vão falar nada?- Mano... Me amarrei em pescar! Peguei um peixe grandão. Vocês viram né? – disse Max.- E eu gostei muito do gosto do peixe! Rs – disse Betty dando gargalhadas.- Ah gente! Vamos ficar com muitas saudades de vocês! Mas vê se vocês voltam logo hein... – disseMiley.- Pode deixar! Vamos voltar sim. – disse Max. Algum tempo depois, começamos a nos despedir. Todos nós entramos no carro. Demmy gritou:- Ah meu Deus!! Esqueci uma coisa muito importante... Ela saiu correndo, entrou na casa e voltou com o vaso de rosas vermelhas com chuvas de prata quePetrick havia lhe dado. De longe, ela avistou Petrick, foi em sua direção e falou:- Realmente é a combinação perfeita! Muito obrigada. Ele abriu um sorriso de orelha a orelha. Ela entrou no carro toda feliz, mas tentando não demonstrar suafelicidade. E assim, nos despedimos do Texas! 63
  • 64. Capítulo XI Fora de áreaA h!Finalmente chegamos a Beverly Hills. Estava com abstinência do Tyler rs. Chegando em casa,minha mãe, meu pai, minha irmã e seu namorado estavam ansiosos com a minha chegada.- Filha!!! – gritou minha mãe.- Já estávamos preocupados – disse meu pai.- Oi gente!!!! Sentiram minha falta?- Se eu senti sua falta? – disse minha irmã - Eu nem dormi direito.- É mes... Nem acabei de falar e já me deram um abraço coletivo. - Também estava com saudade disso. Por que vocês não ligaram?- A gente ligou todo dia pra você, mas você estava fora de área.- Sério? Não acredito!! Quer dizer que eu estava desconectada com o mundo e não sabia? Neste momento o meu celular mostrou quatro mensagens. A primeira dizia: “Não estamos conseguindofalar com você. Você não deu o número da Miley pra gente filha. Estamos com saudade e te amamos.Beijos da família”. A segunda dizia:”Você vai voltar amanhã filha?” A terceira e a quarta eram do Tyler,mas eu não quis ver na hora porque não poderia responder na frente deles. Fiquei muito curiosa...- Ah!! Vocês tentaram ligar, me mandaram mensagem e sentiram minha falta? Vocês realmente meamam!! Estou tão feliz... Alguém me ama nesse mundo!! Haha – falei com um tom de brincadeira.- É claro que te amamos – disse Baxter que pra quem esqueceu é o namorado da minha irmã, Annie.- O quê? Até meu cunhadinho sentiu minha falta?- Claro!! Quem é que me perturba?- Richard!! – disse Annie dando gargalhadas.- Richard? Ele veio aqui?- Ele veio uma vez, mas aí viu que você ia demorar mais um pouco no Texas e disse que ia voltar paraHollywood – disse Baxter.- Graças!!!- Não se anima não Claire. Ele disse que vai voltar mês que vem.- Ah!Misericórdia!!!- Eu acho melhor esse cara te esquecer hein Claire. Não quero marmanjo vindo aqui procurando por vocêe esquentando meu sofá.- Calma, pai. Eu não quero nada com ele.- E quanto a aquele menino?- Que menino?- Ah... Ele é bem branquinho, tem o cabelo bem negrinho e é bem legalzinho. Ele é todo inho! Haha.Como é o nome dele mesmo hein Caterine?- É o Tyler... Ele veio aqui. Gostei muito dele – disse minha mãe com um sorrisinho que chegou a me darmedo... Parecia que ela sabia que eu estava gostava nele.- Tyler? O que ele queria?- Você!! – disse minha irmã e Baxter juntos.- Até parece... Gente... Estou com tanta fome que comeria um boi agora.- Ah, mas só o que a gente tem é comida congelada – disse Annie. 64
  • 65. - Comida congelada? Eca!! Já estou com saudade do leitinho quentinho da fazenda e os bolos feitos nahora.- Ah então vai se acostumando porque além da gente não ter vaca no quintal, não vou fazer bolo nemagora e nem nunca!- Ainda bem né? Seus bolos solam... kkk. Você sabe disso né Baxter?- O bolo dela é uma delícia – disse Baxter com uma cara de apaixonado que chega a dar raiva.- Ah, mas o bolo da padaria é muito melhor não é amor? – disse Annie morrendo de medo.- Chega dessa conversa!! Esquenta uma comida congelada dessas aí pra mim querida irmã...- É capaz de queimar não é Claire? Eu sou uma péssima cozinheira!!- Por favor!! Confio no seu potencial - respondi com bastante ironia.- Tudo bem “Srta. Leitinho quente”. Não é que ela queimou? Nem acreditei!! Bom... Se eu fosse o Baxter eu pensava bem antes de me casarcom ela. Mas aí... Fui finalmente ver a mensagem do Tyler. Estava ansiosa. Quando finalmente li o Oidele... Minha mãe entrou no quarto. Rapidamente tirei da caixa de entrada.- O que você está vendo? – perguntou minha mãe.- Nada!!- É o Tyler?- Não estou entendendo...- respondi com medo.- Então eu explico... Ele veio aqui te procurar. Queria saber quando você ia voltar.- Sério?- Você gosta dele né?- Muito! - Não tive como dizer não a ela...- Minha filha apaixonada... Que coisa mais linda!! Sorri e dei um abraço bem forte nela...- Então agora você vai me falar o que ele disse na mensagem?- Está bem... Abrindo a caixa de entrada do meu celular, li as palavras que estavam na mensagem. A primeira dizia oseguinte: “Oi menina do pão de queijo! Você ainda está no Texas? Responda-me por Messenger ou... seilá. Posso ir na sua casa amanhã?”- Ah!!! E ele veio aqui e eu nem respondi... Que vergonha mãe!!- Vê a outra agora... Dizia o seguinte: “Boa noite ^^. Hj fui na sua casa e fiquei sabendo que vc está fora de área. Sua famíliaé mt legal rs. Um abraço do Tye”- Ahhhh!! Mãe!! Preciso responder ele urgentemente...- Por que você não liga para ele?- O quê? Tomou cachaça com canela?- kkk. Qual é o problema?- Eu nunca vou ligar para o Tyler![...]- Alô?- Alô! Tyler?- Isso! Oi menina do pão de queijo! Tudo bem?- Tudo! É que você veio aqui em casa... Quer falar alguma coisa importante comigo?- Rsrs. Não. Eu... Só queria saber se você tinha chegado. 65
  • 66. - Ah! Entendi. Então está bem. Vou lá então.- Vai aonde moçinha? Aqui na praia Surfrider?- Rsrs. Quem me dera...- É... Você gosta de cinema?- Muito!- Estou querendo ver Love Story... Estão falando que é um Titanic da vida!- Sério? Mas aí eu vou chorar...- Você pode. Estranho vai ser se eu chorar...- Haha... Já vi que não posso me maquiar nesse dia.- E quem disse que você precisa usar maquiagem?- O espelho que eu tenho aqui no meu quarto... rs.- Ihhh. Esse espelho deve estar doidão porque ele está completamente errado.- Você está me deixando constrangida...- Não foi a minha intenção... Desculpa..- Não, tudo bem é que eu já estava ficando vermelha.- Puxa que pena não estar te vendo agora...- Ainda bem que você não está me vendo agora. Estou igual a um camarãozinho.- Haha. Então vamos marcar direitinho o cinema?- Aham... Na semana que vem, pode ser?- Por mim tudo ok!!- Sábado ás 18:00 horas está bom pra você?- Está sim. Vou falar com o pessoal.- Está bom então. Tchau!!- Tchau. Tenha uma boa noite. Beijo.- Aiii mãe ele vai ao cinema comigooo!! Olhando para trás, vi que minha mãe estava dormindo... Aí eu pensei: Puxa demorei tanto assim? Rsrs. Na mesma hora liguei para a Demmy:- Oi amore!!!- Oiiii como está?- Muito feliz, acabei de falar com o meu mozinho no telefone.- Ai que legal!!! O que vocês conversaram?- Sobre o cinema... Vai ser sábado que vem ás 18:00 horas.- Ebaaa que legal!!- O Petrick vai. Você sabe né?!- Vai nada! Você nem pense em chamar ele.- Hahahaha!! Eu vou chamá-lo você querendo ou não!- Então tudo bem. Mas vou andar a quilômetros de distância dele.- Por que Demmy? Ele é tão bom com você!!- Vamos mudar de assunto... O que o Tyler falou para você?- Ah! Foi tão perfeito. Ele disse que eu não preciso usar maquiagem!- Em outras palavras... Ele te acha bonita!!- Ah! Que lindo! Tenho que desligar... Vou marcar o cinema com o Petrick.- Vai me largar por causa dele?- Ah pára... Tchau tchau!- Tchau! Tome cuidado com o que vai falar…- Tudo bem... Nem vou falar de você.- Isso! Tchau- Tu tu tu tu tu tu........ 66
  • 67. Assim que acabei de falar com ela, liguei para o Petrick:- Alô Petrick?- Alô, quem está falando?- Sou eu. Claire... Amiga da Demmy – Para ele lembrar quem eu sou haha.- Oi tudo bom?- Tudo bem. Aqui... Acabei de falar com a Demmy, já marcamos o cinema. Você vai né?!- Vou sim, claro. Quando vai ser?- Estamos querendo ir sábado que vem ás 18:00 horas. Está bom pra você?- Está sim. Mas onde vamos nos encontrar?- Na porta do shopping Hills. Certo?- Certo.- Vou lá...- Tá bom... Tchau tchau!- Tchau. Ai que legal vai muita gente nesse cinema. Tocou o meu celular... Ah!! Quem será? Estou querendodescansar... Ah é a Demmy.- Oi!Você ligou para o Petrick mesmo ou estava brincando?- Claro que eu liguei!- Você não falou de mim não né?- Claro que não!! Nem falei de você direito...- Então você falou né?- Por que está preocupada?- Ele vai ao cinema?- Vai sim...- Ah! Tá bom então. Vou lá.- Beijo!! Desligando o celular, recebo uma mensagem do Tyler que dizia assim: “Oi camarãozinho! rs. Já faleicom o pessoal e eles vão ao cine sim. Até semana que vem! Bj”. Ah! Que lindo... Nunca imaginei que isso fosse acontecer.- O quê? – disse minha mãe com a cara toda amassada de sono.- Eita! Acho que pensei alto demais rs. Finalmente hein... Já liguei para todo mundo em Beverly Hills esó agora você acorda?- É o Tyler? Falou com ele?- Falei! Foi lindo! Depois te conto... Agora vou dormir tá?- Tá bom... Acordando, vi que todos lá em casa estavam muito alegres e rindo a toa.- Filha! Seu irmão ligou! Ele já acabou o curso e está vindo para cá amanhã!- Sério? Que show! Fiquei muito feliz. Afinal... Não via meu maninho a um tempão. No dia seguinte falei com ele o diatodo. Contei tudo para ele e pedi que ele fosse amigo dos meus amigos para descobrir alguma coisa sobreo Tyler.- Hum... Outro lobo em pele de ovelha ou cordeiro.- Pai, é lobo em pele de ovelha ou cordeiro? – Aproveitei que meu pai passava por ali.- Tanto faz. O que importa é a mensagem. 67
  • 68. - Sábias palavras – disse Mark impressionado.- Kkk. Esse meu filho é uma figura. Ah! Você já vai chegar ralando. Semana que vem já vai começar atrabalhar comigo.- Com certeza! Nem acreditei na empolgação do Mark para trabalhar. Depois da saída do meu pai, Mark disse:- A mensagem que eu quero passar é que esse Tyler aí não é tão bom quanto você pensa.- Dramático é seu sobrenome. Ah! Deixa eu te falar. Quero escrever um livro.- Sobre mim? Que lindo. Não precisava, mas já que insisti... Olha que nome show: Mark 0010 – A voltado que não foi. Já ajudou em alguma coisa?- Kkk. Não é livro de comédia. É de amor.- Ah não! Escrever livro de amor só vai estimular a sua mente sem fundo. Daqui a pouco vai acreditar empríncipes.- Eu acredito no Príncipe Willian.- Tudo bem Lady Claire! Bem, com a aproximação do cinema conversei mais ainda com a Demmy sobre o Petrick. Eles são tãofofos! Ele é romântico e uma graçinha. É claro que o Tyler é mais! Haha. Claire & Tyler and Demmy &Petrick!! Ah que ridículo... Uma MULHER com 19 anos na cara fazendo palhaçadinha de MENININHAde 11 anos! Rs. Só falta agora o diário kkk. Faltam sete dias para o cinema......... ...............Faltam 4 dias.................. ...............................É AMANHÃ!!!!Que bobeira!! O amor deixa a gente besta!! rs. 68
  • 69. Capítulo XII Esse é o caraA h! Nem estou acreditando... O cinema é hoje! São seis da matina e eu já estou vestindo as roupaspara hoje à noite. Nada está legal em mim e eu já estou ficando nervosa. Afinal, eu só tenho 12 horaspara achar uma roupa perfeita! Rick chamou a Megan =/ Ela tem muita grana! Deve estar num shoppingagora comprando a roupa mais linda e cara. Ops! São 6:00 horas ainda rs. Tudo bem, daqui a algumashoras ela deve estar num shopping comprando a..- Claire! Dá pra parar de falar?- Annie? Você está acordada?- Agora estou! – respondeu revoltada e com a cara inchada.- Ops! Desculpa!- Misericórdia!! Que roupa é essa criança?- Gostou? É para ir ao cinema mais tarde.- O Richard vai?- Não! Nem fala isso... Vai que ele aparece por lá?- É que parece que você quer assustar alguém kkk.- Estou tão feia assim?- Ah não! Que isso... – disse Annie com ironia.- Mas o que está errado com a minha roupa?- Bem... Tirando a sua blusa, sua bermuda, seus sapatos, sua bolsa, sua maquiagem e suas bugigangas...Até que você ficou bonitinha.- Está falando sério?- Vamos fazer o seguinte... Daqui a 4 horas a gente resolve isso.- 4 horas?- É. 10 horas eu acordo, tomo café, banho, me arrumo... Daqui a umas 5 horas a gente vai ao shopping tábom?- Shopping?- Isso! Você sabe o que é isso ou quer que eu te explique daqui a 5 horas?- Mas e quanto ao dim dim.? Meu pai não está em casa e você está sem cartão porque...- Estourou, eu sei. Mas esqueceu que o meu querido namorado trabalha na loja mais linda do shopping?Está na hora dele te dar um presentinho. E para mim também. Não tenho roupa para mais tarde.- Verdade! Mas... O que você vai fazer mais tarde?- Vou ao cinema com vocês!- Ah! Que ótimo! Vocês dois, no maior love, vendo filme romântico, sentarão perto de mim e ficarãocheios de mimos um com o outro... Annie dormiu. Eu fui fazer hidratação no meu cabelo, limpeza de pele, depilação, minha unha e malheium pouco. Ah! Como se fosse adiantar malhar 10 minutos num dia só para ficar mais bonita que aMegan... Agora imagine a cena: Com touca metalizada na cabeça, pasta de sei lá o que na cara, perna vermelhade depilação, roupa de educação física e pé na água quente. Misericórdia!! Não é para menos que o meupai gritou quando me viu:- Monstro do lago Ness!!!- kkk Pára com isso pai.... 69
  • 70. Nesse momento meu pai fez uma coisa muito sem noção. Vocês acreditam que ele me beijou?Tadinho... Minha bochecha era a parte que mais estava emplastada de pasta.- Eca! – disse meu pai limpando a boca.- Eca pai!- Eca! – disse Annie acabando de acordar.- Você viu o que aconteceu Annie?- Vi nada não Claire... Sonhei.- Você sonhou que isso iria acontecer comigo? – disse meu pai gargalhando com a boca colando.- Não!! É que eu sonhei que eu ia para o cinema com um vestido laranja, uma meia calça rosa e umasapatilha verde florescente. Todos riram. Inclusive meu irmão Mark que chegou bem nessa hora. Meu pai saiu e minha irmãfinalmente foi se arrumar.- É hoje maninha!! – disse Mark.- Você vai me ajudar?- Claro! Mas em troca eu quero alguma coisa bem maneira.- Tipo o que? Não vai dar em cima das minhas amigas hein... Enquanto isso... Annie teve a idéia mais idiota que uma irmã mais velha pode ter...- Alô! Claire?- Oi Tyler! Estou ligando para confirmar o cinema. Está tudo certo?- Tá sim. Não vejo a hora...- Estou com uma dúvida... É que eu queria saber se... Ah! Tipo assim... Que roupa eu poderia usar e queroupa não cairia bem em mim?- Ah! Sei lá. Mas tipo assim... Eu não gosto de vestido listrado, mas você combina com várias roupas. Naverdade, você é bem...- Ah valeu! Bye, bye.- Calma aí...- Tuuuuuuuuuuuuuuh... Annie depois de ter se passado por mim, mandou uma mensagem para Megan assim: “Liquidação naBaxter! (boutique do Pierre) Vestido listrado colorido! O preferido do filezinho do Tyler! Tô dentro!”.- O quê?! Sua besta! Por que você fez isso, Annie?- Poxa... Estava tentando te ajudar Claire. Vai dar certo! Confia em mim, ainda vou piorar o lado daquelabaleiuda pra não dizer o contrário!- Confiar em você depois disso é quase acreditar na dança da chuva né?!- Ah! Já ia esquecendo, o Tyler falou que você é uma gracinha.- Mentira!- Mentira mesmo, mas eu me lembro dele falando que você combinava com várias roupas. Uma paradaassim, só que desliguei e não ouvi mais nada.- Pombas! Bom, pelo menos isso você ouviu né?! Vou ligar para a Demmy e chamá-la para ir aoshopping também.- Alô!- Alô Demmy! Tá a fim de ir ao shopping com a gente? Vou comprar uma roupa pra ir ao cine.- Ah! Não vai dar não. Pintei minha unha e deu bolinhas. Vou ter que pintar tudo de novo.- Tá bom, a gente se encontra às 17:50 no Mc Donald’s do Shopping.- Então tá... Beijinhos! 70
  • 71. Enfim, fomos ao shopping. Vesti 30 mil peças, entrei em 700 lojas, mas um... Aquele um... Chamou-meatenção. E detalhe... Ele não era da loja do meu cunhado =/ Ele era lindo, lindo, lindooooo!- Claire seja mais discreta, vai ficar falando isso para todos os carinhas?- Tá maluco Mark? Estou falando do vestido azul de cair o olho de tão lindo.- E o bolso também né?! Tá zoando... É uma fortuna! Mas a balconista é uma gracinha!- Tenho uma ideia! - disse Annie.- E qual é? Eu não quero ir para a cadeia por roubar um vestido. Isso não é nada macho!- Cala a boca garoto! Vamos fazer assim, o Mark vai lá e paquera a balconista. Enquanto isso, a Clairepergunta o preço de cada calcinha da loja pra mulher que está etiquetando os produtos em liquidação. Eeu a enrolo, assim ela vai se confundir e colocar o preço de liquidação no vestido.- E o quê isso tem a ver com a balconista?- É só pra distrair você! Vai que você atrapalha a gente?- Não sei se isso vai dar certo, mas eu aceito na boa paquerar a gracinha ali! Não é que deu certo?! Annie enrolou a mulher e acabamos comprando meu vestido perfeito, que medeixa com a cintura perfeita, no preço perfeito, para eu ficar perfeita para o Tyler! Claro que em todas as compras, sempre rola um lanchinho. E você nem vai acreditar... Bem na hora queeu estava me deliciando com o catupiry da pizza sobrando na minha boca... A Megan apareceu. Depoisdisso fomos na Baxter para minha irmã extorquir o namorado dela com o novo vestido. Imagina quemestava lá?- Eu tenho certeza que tem um vestido listrado colorido em promoção aqui.- Esse é o único e é PP. Não sei se daria em você...-Tá me chamando de gorda Baxter? Me dá esse vestido aqui, vou levar! Nisso, Pierre diz para Annie:- Baby, essa Megan é meio estranha. Teimou que tinha um vestido listrado colorido em promoção e dotamanho dela. Acho que ela deu uma engordadinha, ela não se ligou ainda!- Claire! Viu deu certo! Sabia que a baleiuda morderia a isca!- Ela fica bonita de qualquer maneira!- Não com aquele vestido cunhadinha! Horas depois, encontramos com a Demmy e a Sun no estacionamento. Elas estavam lindas! E a unha daDemmy estava perfeita! Vocês acreditam que o besta do meu irmão também disse isso pra Demmy eficou beijando a mão dela o tempo todo?! kkk. Parece até que o Petrick estava vendo, porque ele meligou bem nessa hora. Ele já estava chegando! Percebi que a Demmy ficou preocupada com a aparência.Foi quando o Mark disse:- Você é perfeita Demmy! – Nisso ele olhou pra Lauren que vinha acompanhada do pessoal de Malibu –Não tão perfeita assim...- Eu ouvi isso maninho... Quem que é perfeita?- É isso que eu vou saber agora... – disse Mark indo na direção da Lauren.- Mark, essa é a Lauren. E esse é o Bill, Rick, Brian e Tyler.- Tyler?! Você que é o cara né?!- Como assim?! – disse Tyler assustado olhando para mim.- O cara que pagou pão de queijo pra gente no dia da praia... Né Mark?!- Ah! Sim, claro! Gente boa né?! Ele paga pão de queijo pra você também Lauren? Porque eu posso tepagar muitas coisas.- Esse é seu irmão Claire? Achei que os caras daqui fossem mais sofisticados.- É aí que você se engana baby, não sou daqui, sou da onde você quiser... E você gata, é do céu, do mar,das estrelas...?- Eu sou de Malibu. Na verdade, acho que eu te conheço. Pelo papinho pilantra... 71
  • 72. - Ah que isso! Acho que te conheço também, dos meus sonhos kkk. Brincadeira!- Doido! Estou falando sério. O seu e-mail é mark15bsb@hotmail.com?- Era. Isso tem anos!- Sim. Mas você lembra que você conversava com uma tal de Avril pelo Messenger?- Como poderia esquecer? Parei de falar com ela por causa de um vírus maldito! Algum idiota usou omeu endereço para mandar um e-mail ridículo para ela. Ela parou de entrar no Messenger.- Eu lembro dessa história – respondi.- Perdi contato com ela. Você a conhece? – perguntou Mark à Lauren.- Sou eu.- Como assim? Seu nome não é Avril.- Ah não me diga! Coisas de internet. E naquele tempo eu amava a Avril Lavigne rs.- Entendi. Sabe que eu era apaixonado por você?- Ah pára!- Sério. Vai me dizer que você não percebeu?- Você era bem mais discreto.- Ah isso é verdade – respondi.- Gostar de verdade de alguém me deixava mal. Por isso fiquei meio cara de pau. Mas só gostei de duasmeninas em toda a minha vida. Você e a Dem... Deixa quieto! Queria tanto te ver pessoalmente!- Eu também sempre quis. Ah! Lembrei que a Lauren já tinha me dito aquela vez de madrugada que o único menino que ela tinhagostado era um vacilão que ela conheceu pela internet. Bem, só sei que agora eles se entenderamnovamente. Assistiram ao filme juntinhos e ele que pagou a entrada dela... Bobagem! Mas antes disso oPetrick chegou super cheiroso, jogando os cabelos lisos dele. Pensei comigo... Fala sério a Demmyresistir. Megan Fox chegou logo depois pra gargalhada de geral. O tal vestido listrado colorido estava tãoapertado que as listras se uniram e ela se achando, nem respirava! Ela veio na direção do Tyler e disse:- Gostou do meu novo vestido Tyler? Muito discreto, Tyler olhou pra baixo, viu que a sandália dela era bonita e respondeu:- Sandália interessante. Você quer um sanduba natural? Pierre falou logo:- Eu sabia que alguém mais tinha percebido que ela tinha engordado!- É cunhadinho, mas ele a chamou pra lanchar.- Isso vai ser um pesadelo pra ela maninha... Te garanto! – disse Annie.- Ai meu Deus! Mais uma ideia louca da Annie! A Annie tinha um amigo de infância que trabalhava na lanchonete e pediu pra o carinha encher depimenta o sanduba da Megan. Foi hilário vê-la tomando litros de água e fazendo a maior pose de que osanduba estava maravilhoso. Só porque o Tyler estava elogiando a comida. Ele é o cara mais simpático,fofo e maravilhoso do mundo! Mas pra piorar o estado da Megan, ela era alérgica à pimenta e ficou coma cara toda cheia de bolhas vermelhas. Fomos todos comprar o ingresso, menos a Megan que foi pra ohospital. Até gostei disso, menos da parte que o Tyler se ofereceu pra ajudá-la! Droga! O que ela tem queeu não tenho além das bolhas vermelhas na cara?- Pança! - disse Mark dando gargalhadas - Você está linda maninha, não mais que minha musa gregaLauren! kkk. 72
  • 73. Petrick se ofereceu para pagar a entrada da Demmy e eu nem acredito que ela recusou! Bom, quandoentramos na sala, dei um jeito de sentar do lado do Tyler e consegui! Também, a bruxa da Megan nãoestava lá! Enfim, ele falou comigo da melhor maneira. Sussurrando no meu ouvido. Claro, estávamos nocinema rs...- Claire, esse lugar está bom pra você?- Está perfeito!- Acho que você não precisava me ligar pedindo dicas pra se arrumar. Você está linda! Quase morri! Pára tudo né?! Quando olhei estava a Annie piscando pra mim!- É que eu queria saber sua opinião.- Minha opinião é que você... Uiii! O besta do meu irmão derramou Coca-Cola bem na minha roupa. Meu vestidoooo!- Mark, olha só, já está meio frio aqui. Vou congelar!- Não comigo por perto! Toma minha jaqueta! – disse a voz mais linda do planeta!- Você é muito gentil, obrigada Tye! O filme começou e eu sentindo o cheirinho dele bem pertinho de mim... Uiuiui! Detalhe, o filme eramesmo triste e eu não agüentei, tive de chorar bem do lado dele. Pensei que seria um mico, mas olha sóisso:- Você fica linda até chorando! Me dá uma vontade de cuidar de você! Posso... Dessa vez onde nada poderia atrapalhar, o estranho do meu cunhado me pede pra passar a pipoca. Eufingi que não ouvi pra ver se ele continuava falando o que ia dizer, já que primeiro ele foi interrompidopelo Mark. Mas aí sim paguei um mico:- Claire? Claire? Você não ouviu? O Pierre está pedindo a pipoca! – disse o amor da minha vida sem omenor clima.- Ah! Tá bom. Droga! Não acredito! Logo agora, deve ser um sonho e essa é a parte do pesadelo né? Olhando pra cimavi a Demmy sentada ao lado do Rick e do outro lado o Petrick, morrendo de raiva por estar dividindo oespaço com o Rick. A Demmy me mandou uma mensagem dizendo: “Pelo amor de Deus me tira daqui,socorro!” Respondi logo: “Fala sério, estou sentada do lado do meu amor e você do lado do garoto maischeiroso do cinema, estou sentindo o cheiro dele daqui. Aproveite.” O Petrick ofereceu para Demmy umbombom recheado com licor de cereja e finalmente a Demmy aceitou alguma coisa dele. Menina, oPetrick é muito romântico. Ele combinou com um carinha de uma floricultura que quando o filmeacabasse ele ofereceria flores para a Demmy com um bombom dentro de cada uma das rosas. Assim, eleperguntou para a Demmy:- Você gosta de bombom?- Claro! Finalmente você acertou uma hein. Até parece um cavalheiro. Gente, fala sério, vocês não vão acreditar nisso. Sabe a Annie? E lembra do Pierre? Ele é muito criativo,tenho que assumir. Olha só o quê ele aprontou... Simplesmente combinou com o cara que passa o filme láde cima de colocar os slides com várias fotos dele com a Annie e no final uma entrevista dele dizendoque ela era a mulher da vida dele e era com ela quem ele queria para dividir a vida inteira. Ele a pediu em 73
  • 74. casamento! Super lindoooo!! Todo mundo no cine aplaudiu e ele se ajoelhou na frente de todo mundocom um anel de noivado perfeito! Ai, será que vai ser assim comigo? Depois disso, bem na saída do cine, lembra quem iria estar lá? Isso mesmo! O tal carinha que iriaentregar as flores para Demmy com um cartãozinho lindo do Petrick dizendo que ele era o cara maisapaixonado do século. Tem noção de como a Demmy ficou vermelha? Ela disse que era de raiva, masestou achando que ela está começando a se derreter. Bom, com tanto clima no ar, Mark se empolgou eresolveu se declarar para Lauren. No ponto de vista de qualquer um é algo normal, mas não para o semvergonha do meu irmão. Dá uma olhadinha no que ele falou para ela:- Você é muito gata. Com um beijo seu eu lembraria o resto da vida como é estar no paraíso. Quernamorar comigo?- Impossível não aceitar, Mark! O mais incrível foi ela ter aceitado e pior que ele mudou de vida depois disso. Isso que é amor!Enquanto isso a Demmy discutia com o Petrick o porquê ele tinha feito aquilo. Depois de responderbasicamente que era porque ele a amava, a Demmy deu uma resposta muito estranha:- Tá bom, você me ama, mas eu sou muito nova para namorar, quero esperar mais ainda. O Petrick pacientemente pegou na mão na Demmy e olhando para os olhos dela com a maior certeza domundo disse:- Basta um suspiro seu me dizendo que vai pensar e eu seria capaz de te esperar o tempo que me resta navida! Uau! Essa é profunda! Mas nem assim a Demmy se ligou! Eu estou falando, acho que essa história vaimudar. Bom depois de tanto amor no ar nos restou ir para casa. Que pena, o dia estar acabando... 74
  • 75. Capítulo XIII Festa de noivado A nnie diz debatendo-se na cama:- Não! Não! Me larga!- Calma Annie! É só um pesadelo! O que você estava sonhando?- Soberano! Eu sonhei que estava casando com um vestido laranja e sapatilhas verdes. Daí o Pierrechamava o manicômio!- Que doença! Por falar em manicômio, estou lembrando da maluca da Megan Fox.- Isso é que é pesadelo hein?! Será que a baleiuda melhorou? No dia seguinte... Encontrei com a Demmy na minha porta reclamando que o Petrick tinha feito umaserenata para ela e ela achou muito antigo... blá, blá, blá... Mas me confessou que achava o carapersistente. Peraí, esse é o meu sonho, eu que quero uma serenata e não a Demmy! Quando acabei depensar nisso tive uma ideia genial! Minha irmã daria uma festa de noivado e claro que convidaria oTyler. E nada mais perfeito do ter pares de casais apaixonados. Claro que a Demmy ficaria com o Petrickse fosse a pedido da Annie e seria só uma festa... Além disso, eu poderia cheirar o Tyler outra vez... Játinha três meses que eu não o via pessoalmente. Chegando em casa falei logo com a Annie sobre isso eimagina só o que ela disse:- Ótima ideia! Seria lindooooo! Todos vão resolver sua vida amorosa nessa festa!- Ai Annie... Sempre tenho medo das coisas que você apronta!- Estou tendo uma ideia perfeita agora! Depois disso Beverly Hills nunca mais será a mesma!- Ai Deus, me ajude que vem bomba da louca da minha irmã! A festa foi marcada e claro que todo mundo se empolgou. Além disso, Mark convidou uma amiga deleque ele conheceu pela internet. Uma tal de Madison que era de São Francisco. O Mark sabia que ela eralinda e queria juntá-la com o Richard pra ver se ele largava do meu pé. O que a gente não esperava é queela era linda mesmo! Quem foi convidado também foi o Brad de Hollywood que veio junto com aMadison. Passei uns 10 dias procurando a fórmula perfeita pra me transformar na mulher dos sonhos doTyler. Claro que nada do eu fizesse seria melhor do que a Megan Fox. Ela nem precisava se esforçar.Magra, cabelo liso, sorriso perfeito...- De quem você está falando Claire? Essa sua mania de falar alto ainda vai ter rolo hein?!- Annie! Fala sério, a Megan vai chegar e acabar com tudo que estou fazendo pra ficar linda pra o Tyler.- Achou que eu fosse convidar aquela víbora da Megan? Pena é que eu tive que convidar o Richard né? AAlex não merece um irmão daquele! E que momento depressão é esse maninha? Aquela Megan é du mal!Lembra quando você perguntou a ela se havia interesse dela para com o Tyler?- Sim! Ela disse que não e continuou dando em cima dele.- Pois é. Ela pode ser bonita, mas você é uma pessoa iluminada cheia de coisas gracinhas na alma!- Ah sei. E quem hoje em dia pensa em beleza interior?- É o que dizem: “Feia por fora, bonita por dentro? Vira do avesso!”.- Ai Annie! Eu aqui toda mal e você...- Relaxa! Depois da noite do meu noivado garanto que... Melhor eu nem falar nada. Você vai ver... Ousentir né... 75
  • 76. A Annie até me deu medo depois dessa. Mas no fundo eu queria mesmo que ela tivesse razão. Um diaantes da festa fomos buscar a Madison, o Brad, o Richard e a Alex. Eu pensei em colocar um saco de pãona cara pra o Richard não me reconhecer, mas ele sabe onde é a minha casa. Sem falar que a Madison eramuito gata, como diz o meu irmão. Ela poderia atrapalhar tudo com o Tyler. Agora era mais uma! Mas oque eu não esperava, ou melhor, o que a Demmy não esperava era que a Madison... Humm... Vai vendo!- Oi meninas! Estou tão feliz de estar aqui! O Mark me falou que vocês são os amores da vida dele e queos amigos de vocês são como uma família! Espero não atrapalhar em nada. Mas confesso que queromuito me tornar amiga de todos!- Claro Madison, se você é amiga do meu irmão deve ter algo a mais além de beleza né?! - Falei num tomde ironia que até tive dó dela, afinal ela era simpática, mas fala sério, ela ia me atrapalhar sim. - Vamos meninas? Não quero perder nem um minuto. Vou ter que ir embora em pouco tempo.- Calma! Temos que esperar o Brad, ele ainda não apareceu. Quando eu acabei de falar, apareceu o Richard com a Alex. Brad apareceu rindo muito porque tinhapagado um mico daqueles.- Vocês acreditam que eu parei uma menina achando que era a Claire e a Demmy? Peraí, eu viajei comessa menina.- Verdade, se eu soubesse que você conhecia as meninas eu falava com você, estava maior tédio! Bom, a Madison veio conversando o tempo todo com todo mundo e eu reclamando com a Demmy dasimpatia e beleza dela. No mesmo dia marcamos de ver um filmezinho lá em casa com a galera. Menos aMegan claro. O Mark logo perguntou pra o Richard:- E aí? Que você achou da minha amiga Madison? Ela é linda não é?- Bonitinha... Mas nada se compara com a beleza da Claire.- Richard, você é doente cara! Saindo dali, Mark foi direto à Madison perguntar pra ela:- E aí Madison, o que achou dos meninos? Ou melhor, o que achou do Richard?- Todos são legais, mas, vou contar pra você porque é meu amigo. Eu achei o Petrick muito bonitinho eele é tão doce... No mesmo minuto a Demmy ouviu isso e correu pra me contar.- Ufa! Ainda bem que ela não falou nada do Tyler, estou livre! Mas ela vai te atrapalhar agora né?!- Está doida Claire? Assim ele arrumou uma garota bonita que gosta dele e todos vamos ficar felizes.Agora ele larga do meu pé.- Até parece! Enquanto isso, Rick ficou tentando conquistar Alex:- Alex Logan? Nome bonito.- Obrigada. Você é o...- Rick!- Isso! Desculpe-me, não sou muito boa para gravar nomes.- Tudo bem, lembrei do seu porque você me chamou atenção.- Como assim?- Você é simpática e muito bonita. Com todo respeito. 76
  • 77. Alex já é envergonhada... Com uma dessa do Rick aí é que ela ficou vermelha mesmo.- Obrigada. Você também é bem simpático.- Ah que nada, faço o que posso. Você podia nos visitar em Malibu algum dia.- Sério? Sempre quis conhecer Malibu.- Eu também.- Você também? Mas você não mora lá?- Ah claro!- Você está bem?- Não!- Não?- Não! Não foi isso que eu quis dizer. Preciso ir ao banheiro. Quer dizer, beber água. Olha, eu nunca vi o Rick daquele jeito. Ele sempre deu em cima das meninas com a maior naturalidadee nunca se enrolava. Não entendi nada! A Alex não entendeu nada também, mas acho que ela gostou dojeito enrolado dele. Annie alugou um filme. Era uma comédia. Todos sentaram do lado de quem queriam; menos eu!Tinham duas pessoas entre mim e o Tyler. Acabando o filme, Annie colocou música agitada e geralcomeçou a dançar. Eu e Demmy fomos as que mais dançaram. Richard ficou pasmo de ver que eudançava Hip Hop. Alex ficou com vergonha, mas o Rick insistiu tanto que ela aceitou dançar também.Hum! Já vi que ela gamou mesmo. Annie e Pierre dançaram uma música mais lenta no final e elediscursou e depois chamou todos que estavam ali para o casório. Mas parece que nesta festa mais pessoas acharam seu par. Bill chamou a Madison para dançar, mas eladisse que estava cansada. Seeei!! Se fosse o Petrick ela aceitaria na hora. Bem, acho que esqueci de falar pra vocês um detalhe muito importante. É que nós fingimos quetínhamos esquecido de convidar a Megan Fox rs. Então eu aproveitei a ausência dela para conversar como Tye. Ele ainda não tinha falado comigo, acreditam? E eu fiquei esperando ele falar, mas vi que ia sepassar a noite e nada aconteceria. Muito nervosa, fui falar com ele:- Oi Tye! Como você está?- Oi Claire. Estou bem e você?- Se eu não falar com você não tem problema né? – falei com ironia para ver se ele se tocava.- Claro que tem. Desculpa! É que tinha um monte de gente a sua volta.- Tudo bem. Está perdoado rs.- Você quer beber alguma coisa?- Quero sim. E você? Eu vou lá pegar para a gente.- De jeito nenhum! Eu pego. Enquanto Tyler foi pegar uma bebida pra gente, a campainha tocou. Meu pai foi ver quem era. Era aMegan Fox!! Aquela miserável veio na minha casa du nada com uma desculpa absurda pra cima dele.- Oi Joseph! Eu sou amiga da Claire. Você pode me arranjar um pouco de açúcar?- Ah sim, claro. Entre por favor, e espere um minutinho que eu vou pegar pra você.- Obrigada. Já era tarde. A víbora já estava dentro da minha casa. Já foi falando com todo mundo e quando ela ia pracima do Tyler, a luz acabou!! Todos ficaram desesperados e a Megan já foi logo dizendo...- Chama a polícia!!! Kkk. Logo depois, minha irmã chegou ao meu ouvido e disse sussurrando: 77
  • 78. - Eu desliguei o transformador de propósito e empurrei a Megan dentro do banheiro. A barra está limpa.Eu não falei que a festa ia bombar?- Você é louca!- Vai para o jardim que eu dou um jeito de levar o Tyler para lá.- Está bem. Valeu hein maninha...- Chega de papo. Vai logo criança! Bom, eu fui para o jardim né? Antes que o Richard me visse eu me escondi atrás de uma moita. Nadapodia estragar o clima. Enquanto isso, a Madison tropeçou na escada e tomou um tombo que chegou afazer barulho. Eu ouvi lá de trás da moitinha. Petrick foi logo ajudá-la. Demmy ficou olhando de longe.- Está tudo bem com você? – disse Petrick para Madison.- Quem é?- É o Petrick. Lembra de mim?- Claro.- Vou buscar alguma coisa para colocar no seu pé. Parece estar machucado. Está doendo muito?- Está. Não saia daqui, por favor. Neste momento, Petrick saiu sem responder a Madison. No caminho ele encontrou com a Demmy e sedistraiu. Bill chegou logo em seguida para socorrer Madison. Mas o que ela não sabia é que o Petricktinha saído e que quem estava ali era o Bill.- Você quer mais alguma coisa?- Só que você fique aqui comigo. Eu já estou melhor.- Vai ficar tudo bem Madison. Sabe... Eu gostei muito de te conhecer.- Eu também. Enquanto isso... No banheiro... Megan gritava revoltada:- Eu não acredito que me jogaram aqui dentro.- Quem está aqui?- Ai que susto! Quem está aí digo eu.- Aqui é o Brad. E você é a famosa quem?- Me chamo Megan Fox. O que você está fazendo aqui dentro?- Vim ao banheiro, mas aí não estava conseguindo sair. Aí a Annie abriu a porta na maior naturalidade ete jogou aqui.- Miserável! De onde é que você é?- Sou de Hollywood. E você estava aqui na festa esse tempo todo?- Não. Cheguei agora. Você conhece Tyler Huston?- O conheci hoje. Ele é gente boa. Você é a namorada dele?- Quase. Por quê?- Só por curiosidade... Queria saber se ele tem namorada.- Por quê?- Você é muito curiosa. É amiga da Claire?- Era!- Claire é a garota mais incrível que eu já conheci.- Fala sério! Por que todos gostam dela?- Poderia te fazer uma lista de motivos. Ela tem conteúdo, é divertida, linda...- É melhor eu sair daqui antes que a luz volte e você me veja. Vai que você me acha feia?- Por que se preocupa com isso? Se você for feia não tem problema.- Claro que tem. Vai me dizer que você só vê beleza interior? 78
  • 79. - Não! Também vejo a exterior. Não sou hipócrita.- Você é o primeiro garoto que assume isso para mim.- E você é a primeira garota que reconhece isso. Ah que lindo não é gente? Não! Todos estão com os seus pares enquanto eu espero o Tye aqui atrás damoita! Acho que a Annie se esqueceu de mim. Bom, é claro que fui voltar para dentro de casa. Até quede repente, uma mão macia toca na minha e coloca um papel dentro da minha mão. Não entendi nada enão vi nada. Forcei a vista para ver quem era, mas a única coisa que eu vi foi um vulto. Podia ser umamenina, mas até que... A luz voltou!!! Rapidamente, abri o papel. Ele dizia: EU TE AMO. Quase morri!Bem, a Demmy veio correndo na minha direção dizendo que alguém deu um beijo na bochecha dela.Pensei logo que era o Petrick, mas quando a luz voltou, ele estava com a Madison. Estranhei... Podia sero Bill ou o Rick. Mas o Rick estava perto da Alex na hora que voltou a luz e o Bill era o único que erasolteiro e estava perto da Demmy. Mas algum tempo atrás ele estava demonstrando interesse na Madison.Muito estranho... Quanto ao papel na minha mão eu estranhei mais ainda. O Tye estava... Estava... Cadêo Tye? Comecei a procurá-lo. Até que eu encontrei com a minha irmã.- Annie! Você me fez ficar lá atrás da moita esperando pelo Tye e ele não apareceu.- Eu não esqueci! É que eu não achei o seu amor... Enquanto isso, no banheiro, não havia mais ninguém. Quem saía de lá era o meu cunhado. Ou seja, oBrad já tinha saído de lá na hora que eu recebi o papel. Brad ficou olhando para a Megan como se elafosse a Miss Universo. Ela ficou toda sem graça, mas deu certo. Eles ficaram conversando maior tempãodepois disso. O Richard veio logo falar comigo e perguntar se eu estava bem. Ele disse que sentiu minhafalta nesse meio tempo. Misericórdia! Depois de mentir para mim dizendo que ele é que tinha feito o tale-mail ainda tem a coragem de dizer isso. O Tye finalmente apareceu e disse que ia para casa. Eu odieiporque quando a Megan finalmente achou o seu amado ele saiu. Acho que ele ficou com ciúmes... Bom,eu só sei que, eu chorei muito depois da festa. E fiquei com muita raiva do maldito que colocou aquelepapel na minha mão. Acho que foi o mala do Richard. A mão dele é macia... Droga!! Eu já sei que eleme ama. Ele não desiste! Ah! Só sei que eu fiquei com muita raiva. Mas antes de ele ir eu tive que medespedir...- Tyler! Não vai embora!- Ah está tarde. Tchau!- Vai com os meninos...- Obrigado, mas é melhor eu ir. Desculpe ter incomodado alguma coisa.- Que nada! Tchau então.- Tchau! Depois de dar aquele sorrisinho perfeito ele foi embora. O pessoal foi logo depois. A Madison e a Alexficaram aqui em casa. O Brad ficou no Pierre. O Richard ficou na casa do tio dele. O pai do Ryan. Aindabem!! Bom, depois de chorar muito eu decidi ver meus e-mails. Tinha um novo e-mail daquele louco quediz que gosta de mim. Estava escrito: “Gostou do meu bilhetinho?”. Quase tive um filho!! Se não foi oRichard que me deu o bilhetinho... Foi quem? Com muito medo e curiosidade, respondi para esse malucoassim: “Quem é você?”. Eu sei é que falou assim em outro e-mail que ele respondeu logo em seguida:“Vou fazer um Messenger diferente e adicionar você tudo bem?”. Eu sei é que não passou nem meia horae um tal de “ Teamo@hotmail.com” me adicionou. Ele foi logo dizendo:- Sou eu! O seu admirador secreto.- Quem é vc?- Não posso dizer...- Pq?- Pq eu tenho vergonha.- Vc acha q eu gosto de você? 79
  • 80. - Ñ tenho certeza... Por isso é q eu não falo nada.- Ñ vai saber se você não me perguntar.- Eu sei.- O q vc gosta em mim?- Tudo! Quer dizer... Em especial o seu jeitinho de olhar, de sorrir...- Hihi. Você gosta de mim há muito tempo?- Sim. Mas nunca tive coragem para te falar alguma coisa.- Entendi... Ficamos conversando durante horas. Até que eu não aguentei e falei que eu estava com muito sono eprecisava dormir. Ele disse mais uma vez: Eu te amo. Eu fiquei vermelha de novo e fui dormir pensandoem quem poderia ser. Marcamos de nos falar mais uma vez amanhã às 20:00 horas. Estou ansiosa... 80
  • 81. Capítulo XIV A propostaS egunda, às 12:00 horas, Mark entrou desesperado no meu quarto.- Claire! Lauren sofreu um acidente!- O quê?- Por favor! Vamos comigo ao hospital. Te conto no caminho o que aconteceu. Mark, minha mãe e meu pai estavam muito nervosos. Brad, Madison e Alex também foram com agente. Annie e Pierre estavam no trabalho. Eu não estava entendendo a gravidade do problema. Até queMark finalmente se acalmou e me contou que a Lauren estava de carro indo para a nossa casa almoçar.Chegamos ao hospital e lá estava todo o pessoal. A enfermeira estava vinha à nossa direção quando omédico a chamou e eles foram conversar á sós. Mark ficou mais nervoso ainda. Todos estavam tensos.Até que finalmente o médico veio nos contar.- Quem é o responsável pela Lauren?- Eu! – gritou Mark – Sou o namorado dela.- Não Mark. Liguei para a mãe dela e ela pediu que eu fosse o responsável – disse meu pai.- Qual é o nome do senhor?- Joseph.- Bem senhor Joseph... As notícias não são boas. Lauren teve um grave acidente e se ela não melhorarpoderá ficar paraplégica.- O quê? – disse Mark com lágrimas nos olhos.- Mas ela ainda pode se recuperar e ficar apenas com algumas lesões nas pernas.- Eu não quero perder a Lauren! Quero falar com ela.- Fique calmo meu jovem. Ela vai ficar viva. Agora você não pode falar com ela. Só a partir das 14:00horas.- Então eu espero aqui. Não teve como controlar. Todos choraram e o Mark teve de tomar calmante. Ficamos ali até às 14:00horas tentando acalmar o Mark que não parava de chorar. Nunca tinha visto meu irmão daquele jeito.- Vocês já podem visitar a Lauren se quiserem.- É claro que eu quero! – disse Mark pulando da cadeira. Ele foi o primeiro a falar com ela. Lauren não estava expressando emoções.- Lauren? Você está me ouvindo? Olha, eu sei que eu não sou o melhor namorado do mundo, mas eu voutentar recompensar pelo resto da minha vida. Lauren, eu vou te amar pra sempre e mesmo que você nãovolte a andar, eu vou continuar te amando. Desculpe por não saber falar coisas bonitas para você. Vocênão me merece. Eu sei que eu sou um irresponsável, imprestável e idiota. Mas acho que só possomelhorar com você ao meu lado. Eu quero te ver todos os dias da minha vida. Quero acordar e dormircom a sua voz. Quero ter o seu cheiro presente em mim e não quero que ele fique fraco. Quero que vocême ame tanto quanto eu te amo. Eu só quero você. Mas ninguém. Você me ama Lauren? Você acreditaem mim? Diga que sim, por favor. Nesse momento, Lauren suspirou. Respondeu depois de um tempo dizendo: 81
  • 82. - Eu te amo e acredito em você.- Ah era tudo o que eu queria ouvir. Eu vou te esperar pelo tempo que você precisar. Nós seremos muitofelizes. Eu prometo. Preciso ir agora. Todos querem falar com você. Amanhã eu volto paa buscar mais doseu cheiro está bem? Te amo! Chorando muito, Mark deu um beijo na Lauren e saiu da sala. Todos estavam esperando e todos falaramcom ela. Inclusive a Megan Fox que chegou logo em seguida bem preocupada. Petrick secava as lágrimasda Demmy enquanto Madison se ruía de ciúmes. Tyler veio falar comigo mais eu só chorava. Ele disseque tudo ficaria bem e que logo Lauren estaria de volta. Depois de falar com ele fiquei mais calma.Fomos para casa já bem tarde. Todos ficaram em silêncio. Meu pai pediu uma pizza, mas o Mark nãoqueria comer nada. Nunca pensei que ele amasse tanto a Lauren. Diante desse clima, pensei em escreverum livro sobre a minha vida. Já tinha escrito aquele de romance. Mandei o livro para a editora, mas nãotive resposta. Acho que eu devo desistir da carreira de escritora. Ninguém leria um livro meu.- Eu leria! – disse Annie entrando no quarto com um sorriso de orelha a orelha.- Ah maninha... Você é a minha irmã. Não vale. Mas porque você está feliz?- Porque eu fui promovida!- Que bom! Parabéns. Mas eu ainda estou triste. O que aconteceu com a Lauren me deixou muito mal.- Eu sei. Mas tudo vai se resolver. Confie em mim. De repente, meu celular tocou.- Claire Lawrence?- Sim.- Sou da editora. Seu livro foi um sucesso aqui. Parabéns! Semana que vem ele já deve ser lançado.- Sério? Não acredito!- Mas senhorita, o livro também será lançado no Brasil e seria interessante que você estivesse lá já quevocê fala tanto do Brasil no livro.- No Brasil? Mas como eu vou para lá?- A editora vai pagar tudo. Inclusive sua hospedagem e alimentação.- Quanto tempo eu ficaria lá?- Por volta de três semanas. Mas pensa bem. Você pode ficar conhecida pelo mundo todo!- Eu sei. Você pode me ligar amanhã?- Posso sim. Mas essa é uma oportunidade única.- Eu sei. Obrigada. Até amanhã. Tchau!- Tchau! Depois desse susto eu conversei com a minha família. Eles acharam muito bom eu ir para lá, mas euficaria longe de tudo por três semanas. Vou morrer de saudade da Demmy, do Tye, dos amigos e daminha família. Decidi ligar para Demmy e contar para ela.- Demmy... Preciso te contar uma coisa.- Que foi amiga?- A editora me ligou e o meu livro será lançado.- Que bom! Mas por que você está com essa voz triste?- É que o livro será lançado no Brasil também e eles querem que eu vá para lá. Por três semanas.- Três semanas? Mas é muito tempo!- Eu sei. Mas estou pensando seriamente em ir. Vai ser muito bom para eu crescer como escritora. É umaoportunidade e tanto.- Verdade. Quando você vai?- Daqui a mais ou menos duas semanas.- Ok... Sentirei saudades. 82
  • 83. - Eu também. Vou desligar está bem? Te amo muito!- Também te amo.- Beijo. Tchau!- Tchau!Quando olhei no relógio e já era 20:05 horas. Eu já estava atrasada para falar com o não sei quem. Omeu admirador secreto já estava me esperando há cinco minutos! Fui correndo para a internet.- Oi! Desculpe o atraso.- Ah q nd!- Estou muito triste hoje.- Por quê?- Minha amiga está muito doente. E ela é namorada do meu irmão.- Eu sei. Senti muito também. Vc qr conversar outro dia?- Não! Eu quero te falar uma coisa.- Pode escrever rs.- É que eu vou viajar.- Que legal! Mas você vai para onde?- Brasil.- Para o Brasil? Por quanto tempo?- Por três semanas...- Mas é muito tempo... Vai parecer uma eternidade. Sentirei sua falta. Você vai entrar na internet lá?- Talvez. Acho que vou estar muito ocupada. Depois de contar para ele o objetivo de eu ir para o Brasil nós conversarmos muito. Ele me disse que eracompositor e que iria mandar uma música para a banda Boys Like Girls. Eu amo essa banda, mas ele estáinseguro quanto à aceitação da música. Conversamos sobre muitas coisas legais e eu gostei muito dele.Bem, quem sabe esse não é o meu príncipe? Ele é muito legal e me ama. Pelo menos é o que ele me dizné? Rs. Eu amo o Tye, mas estou cansada de esperar por alguma coisa da parte dele. Talvez ele nunca meame =( Bem, preciso esperar e me concentrar agora no meu trabalho. No dia seguinte, Mark foi visitar mais uma vez a Lauren. Eu, Madison, Brad e a Alex também fomos.Rick, Tye, Brian, Sun, Demmy, Petrick e Bill também foram. Richard apareceu lá dizendo que ficousabendo hoje da tragédia. Ele já veio vindo me abraçar quando o Mark chegou por trás dele e disse:- Hey, meu camarada! Estou triste, mas não estou cego. Por acaso está tentando agarrar minha irmã oufoi só impressão minha?- Impressão sua – disse Demmy.- Só estou tentando consolar sua irmã. Posso?- Não! Eu é que estou triste meu camarada. Vem me dar um abraço aqui vem - disse Mark com um tombem irônico.- Obrigada Richard. Eu estou melhor – respondi.- Que bom. Fiquei preocupado com você.- E com a Lauren? Ela é que está doente, seu safado – disse Rick irritado.- Hey! Calma! Tudo bem... Vou me afastar da Claire. Ela é feita de ouro por acaso?- É! – disse Tyler – é melhor ficar bem longe dela.- Se não o que?- Se não eu te dou um soco! Está maluco? É claro que eu não vou fazer nada. Você é que tem duasopções. Prefere sumir ou ter bom senso? Isso é um hospital. Estamos aqui para ver a Lauren que estáprecisando de nós.- Richard é melhor você sair daqui – respondi.- Está me expulsando?- Entenda como quiser. 83
  • 84. - Tudo bem. Eu vou sair da sua vida se é isso que você quer.- Bem, é isso que eu quero Richard.- Ihhh!! Tomou-lhe um toco vacilão! – disse Bill.- Então tudo bem Claire, eu saio da sua vida. Mas eu não vou voltar. Você vai se arrepender.- Era isso que eu queria ouvir. Eu não vou me arrepender.- Ninguém vai te amar como eu te amo. Adeus!!- Já vai tarde!! – gritou Rick. Olha, se fosse com outro eu sentiria pena, mas como é o Richard... Eu amei aquela parte em que eledisse que ia sair da minha vida. Fiquei tão feliz! Quando estávamos saindo do hospital, Tyler veio falarcomigo.- Claire. Desculpe ter sido um idiota brigando com o vacilão ali. Prometo não fazer mais isso.- Tudo bem. Vou lá...- É... Você é feita de ouro sim rs.- Obrigada rs.- Você já vai?- Vou.- Quer que eu te leve em casa?- Ah que isso! Você mora bem mais longe que eu. Vai para casa descansar.- Tudo bem. Tchau.- Tchau. Saindo dali, Demmy falou com o Tyler que eu vou para o Brasil. Ela disse que ele não teve um impactomuito grande. Já o Brad ficou muito triste e até insistiu para que eu ficasse. Droga!! O Tyler é que tinhade fazer isso. Rick me ligou de noite e eu contei para ele. Ele também ficou muito triste e disse que eutinha que entrar na internet para conversarmos. Bem, depois a editora me ligou e eu confirmei minha ida. Nem estou acreditando que eu vou para oBrasil! O carinha de lá me perguntou se eu sabia o idioma e eu respondi que sim. Ainda bem que eu játinha ido várias vezes lá. Acabei me lembrando do dia na praia de Malibu que eu, Demmy e Tyecomemos pão de queijo. Foi tão lindo! Rs. Duas semanas depois, o Brad, a Madison e a Alex já tinham ido embora. Sentirei falta deles. A Demmyé claro, gostou que a Madison fosse embora. Demmy diz que não, mas eu sei que ela tem uma quedinhapelo Petrick. Bem, o meu admirador secreto disse que ia sentir muito a minha falta. Ele pegou meunúmero e disse que me mandaria mensagens. Já o Tyler nem falou comigo. Hoje eu iria inaugurar meulivro aqui mesmo em Beverly Hills e amanhã eu iria para o Brasil. Foi um dia bem cansativo, masquando eu cheguei em casa tive uma ótima notícia. A Lauren já estava voltando para casa! Ela não iaficar paraplégica e parece que os médicos erraram num negócio lá e foi só um susto. Mark voltou acomer! Rs. Nada melhor do que ir para o Brasil com boas notícias. É hoje! Hoje eu vou para o Brasil bem cedinho e largarei tudo por aqui. Quando fiquei quase prontapara sair e já tinha me despedido de todos, a campainha tocou. Era o Tyler e os meninos!- Oi pessoal!- Passamos aqui para nos despedir de você – disse Rick.- É, você faz falta.- Ah obrigada Bill. Obrigada pra todos vocês.- A sua irmã está aí? – disse Brian.- Está sim. Entrem.- Quando você volta? – disse Tye.- Daqui a mais ou menos três semanas.- Te mandarei mensagens...- Obrigada...- Hum! Que estranho... – disse Rick sorrindo. 84
  • 85. Fiquei muito sem graça e ele também. Quando o papo estava ficando bom, o carro veio me buscar.- Preciso ir. Vou sentir saudades!- Nós também! – disseram todos. Entrei naquele carro com o coração doendo. Quando olhei para a janela, vi que o Tyler deu umaolhadinha para fora. Quando eu olhei, ele entrou. Fiquei triste e olhei para o telefone. Pensei em ligarpara a Demmy. De repente, alguém bateu na janela do carro. Era o Tye!- Oi! Que foi? Quer falar alguma coisa?- Não! Só quero dar o último adeus.- Adeus seria se a gente nunca mais se visse...- Verdade... Tchau então.- Tchau! Quando o carro deu partida liguei para a Demmy e me despedi dela. Combinamos um horário paraconversarmos. Bem, fiquem com a Demmy agora que ela vai contar o que aconteceu sem mim aqui emBeverly Hills. Tchau pessoal! 85
  • 86. Capítulo XV Enquanto eu não estava... O i gente! Poxa... Sentirei muitas saudades da Claire. Serão duas semanas! Eu nunca fiquei tantotempo sem ela. Ela foi embora ontem e eu já estou com saudades. Ah! Falta um mês para o casamento daAnnie! Ela está desesperada... Hoje o Petrick me ligou. Ele não desiste! Mas sabe, vou assumir pra vocês... O Petrick parece me amarde verdade. Mas não quero me envolver com nenhum menino agora. Preciso ter certeza do seusentimento por mim. Os homens conquistam as mulheres, mas depois saem fora. Somem do mapa e nósficamos lá esperando eles voltarem igual uma besta. Já passei por isso uma vez. Até chorei. Depois dissonunca mais chorei por nenhum homem. Acho que é a melhor coisa que eu faço. Vou seguir o conselho domeu pai e me casar só com 40 anos! Rs. Também não é para tanto. Nem que eu case com o Petrick! Rs.Ah! Peraí que eu vou atender o celular. É o Petrick! Ah me deixa continuar escrevendo aqui... Ah não!Vou atender o coitadinho. Vai que é alguma coisa séria!- Demmy?- Oi Petrick... – respondi com um tom meio desanimado.- Eu sei que eu já liguei hoje.- É. Eu sei.- Mas é que uma agência me ligou agora pouco e eu queria que você fosse a primeira a ficar sabendo.Recebi uma proposta de emprego na Inglaterra.- Eita! Muito longe!- É. Muito longe de você...- Rsrs.- Estou indo amanhã mesmo. Eles me ofereceram um salário bem alto e trabalhando lá eu vou crescermuito como paisagista.- Ah que bom pra você. Mas já vai amanhã?- Sentirei sua falta. Tenho que desligar para arrumar minhas coisas.- Não! Calma... Quanto tempo você vai ficar lá?- Até eu terminar o trabalho.- É muita coisa pra fazer?- Sim. Mas eu volto só pra te encontrar.- Você não desiste hein.- Por enquanto não. Mas isso depende de você. Você ainda não me disse para desistir.- É. É melhor você arrumar as suas coisas. Não quero atrapalhar.- Rsrs. Está vendo porque eu não desisto?- Rsrs. É sério. Vai lá. Até mais. Boa viajem!- Quando eu chegar lá eu ligo dizendo que eu cheguei bem. Se eu não ligar é porque eu vomitei no avião.- Rsrs. Você nunca andou de avião?- Não! Eu nunca voei de avião kkk.- Eu pensei que você era normal e não fazia palhaçada.- Eu sou normal e é por isso que eu faço palhaçada. Vai me dizer que você nunca vomitou?- Epa! Eu sou normal. Vamos parar de falar em nojeiras?- Tá bom senhorita. Vômito, vômito,vômito,vômito...- Rsrs. Seu nojento! Ficamos rindo por aproximadamente um minuto. Até que eu fiquei louca e disse:- Chega! Estou rindo tanto que daqui a pouco eu vou vomitar. Ih!! 86
  • 87. - Ah você é normal!!!! Mas dez segundos rindo...- Bem, detesto dizer isso, mas eu não sei nem a roupa que eu vou amanhã e eu tenho que estar bonitinhopra viajar. Vai que eu encontro uma gatinha no avião? Rsrs.- Hum! Sabia! Rs.- Brincadeirinha. A única gatinha que eu queria que estivesse lá... Você sabe.- Eu? Não sei de nada.- Quer que eu te diga mais uma vez?- Não obrigada Rs.- Como vou sentir falta disso... Acho que como eu vou ter grana lá na Inglaterra, eu vou te ligar todos osdias.- Fala sério!- Ah deixa vai... Diz que sim! Por favor, por favor, por favor.- Você que sabe...- Eba! Vou ligar toda hora, pode?- Não!- Por quê?- Porque na maioria das vezes eu vou estar dormindo kkk.- Hum! Por isso que o seu olho é meio inchadinho?- Tá me chamando de dorminhoca?- Eu não! Você que disse. Deu mole, deu mole, deu mole...- Você é chato hein – respondi sussurrando.- Ahhhh! Fala de novo?- Ué... Você é chato hein.- Não! Sussurrando – respondeu também sussurrando.- Ah! Tá bom. Você é chato hein... – É claro que falei sussurrando.- Uiiii!!! Fiquei todo arrepiado.- Ih! Você é esquisito hein... kkk.- kkk. Odeio falar isso, mas tenho que ir arrumar as coisas.- Ah! Tudo bem. Vai lá.- Mas vou te ligar todo dia. - Rs... Boa noite e boa viajem.- Boa noite gatinha Rsrs.- Ah! Vai catar coquinho na Inglaterra Rsrs.- Estou indo... Mas só vou amanhã, tá?- Tá rs. Tchau.- Tchau – ele respondeu sussurrando. Falei que ele é esquisito, mas fiquei toda arrepiada quando ele falou sussurrando. Hum! Não estougostando disso... Logo depois, Claire me ligou:- Oi lindaaaa!!!- Oi amor!!!- Demmy, foi muito legal a viagem. O John falou pra mim que meu livro fez sucesso porque foi feitocom o coração.- Ah que lindo! Quem é John?- Kkk. O cara da editora. Ontem tive muito trabalho. Estou muito cansada. Hoje vai ser pior ainda. Olivro vai ser inaugurado e eu vou ter de assinar todos eles.- Eita!!- É. 87
  • 88. - Mas não fica assim não... Depois piora kkk. Onde você está agora?- Kkk. Estou em São Paulo. Vou ficar aqui por duas semanas.- Hum. E depois você vem embora?- Não. Depois eu vou para o Rio de Janeiro. A cidade maravilhosa kkk.- Poxa... Sempre quis conhecer o Rio de Janeiro.- Então vem ué...- Haha. Comédia. Se fosse fácil assim...- Ih! Está duvidando do meu poder de persuasão?- Como assim?- Eles me disseram que dependendo das vendas do meu livro, eles me darão em prêmio.- E o que isso tem a ver?- Eu vou pedir que você venha.- Sério?- Você quer vir?- Claro! Vamos aprontar todas no Rio haha.- Cuidado hein moçinha... Os bandidos também gostam de aprontar com os estrangeiros.- Ah meu Deus!- Haha. Mas a gente vai estar com a editora o tempo todo. E eles têm seguranças.- Ah tá. O Petrick me ligou. Duas vezes!- Ula-lá! Hum... Interessante. Mas por que duas vezes?- Uma pra me encher a paciência...- Seeeei... Você nem gosta né?- E a outra pra dizer que estava indo pra Inglaterra.- Ahhhh!!! Que horror! Vocês vão se separar.- Nunca estivemos juntos.- Eu sei. Isso foi um verde. Mas pra que ele vai pra lá?- A trabalho. Ele vai amanhã mesmo.- Que pena. Mas ele volta né?- Sim. Ele falou que volta pra me encontrar rsrs.- Uiii!! Que graçinha. Depois você diz que não gosta.- Ah mais sei lá... Vai que ele é um pilantra?!- Você não vai saber se não tentar.- Eu não! Vai que ele faz igual ao Freddy...- Freddy? Isso tem muitos anos!- Mas ele roubou o meu primeiro beijo!- É. Ele é um idiota! Ah! Esqueci de te contar... Uma vez enquanto você dava banho no Thunder lá noTexas... Eu ouvi o Petrick falando com a mãe dele de você. Te comparou a uma flor. Que lindo... kkk.- Ah! Grande diferença eu saber isso agora né? Ele já me falou isso um milhão de vezes...- É... kkk.- Mas e o Tyler? Mandou mensagem?- Não! Mas o meu admirador sim. Perguntando se eu cheguei bem.- Uiii!! E você respondeu?- Sim. Tenho que desligar. Meus créditos estão acabando.- Ih é... Esqueci que você está no Brasil... Rs.- É... Rsrs. Tchau. Beijo.- Beijo. 88
  • 89. Bem, no dia seguinte Petrick me mandou uma mensagem dizendo que não tinha vomitado no avião eque tinham várias gatinhas, mas ele não olhou para nenhuma. Irônico né? Se ele viu as “gatinhas” éporque ele olhou para elas. Mas eu não estou com ciúme. Quer dizer... Não tanto. Ih droga! Ele tinha queser menos legal. Hum... O que eu respondo? Acho que responderei isso que eu falei pra vocês sobre aironia dele rs. Ele não respondeu... Deve estar ocupado =/ Opa! Ele respondeu!!! Disse assim: “Oi minhagatinha preferida rs. Demorei a responder pq minhas malas estavam desembarcando ainda. Ih vcpercebeu minha ironia... kkk. Até amanhã. Bj.” Não queria admitir, mas gostei de ter recebido mensagemdele. Ah o Rick está me ligando aqui...- Oiiii!!- Oi Riquinho! Quanto tempo...- Verdade. Como está a Claire? Tem notícias dela?- Aham. Ela me ligou ontem. Está bem sim.- Que bom. Estamos querendo marcar uma pizzarada.- Ah que legal. Onde?- No Bill. Quer dizer... No Tyler porque ele está meio pra baixo.- Por quê?- Ah! Sei lá...- Hum... Coincidência né? A Claire não está aqui... O Tyler está pra baixo...- Haha. Muito boa essa.- Mas que horas vai ser? E que dia?- Hoje às 21:00 horas.- Mas aí fica ruim pra eu vou voltar.- Aí você fica aqui em casa...- Ah tá! Kkk. É melhor eu ficar na Lauren.- Então... Ehhh você vem!! Rs.- Vou sim. Até lá então.- Tchau!- Tchau! Pena que a Claire não vai. Sunshine e Brian resolveram sair juntinhos ao invés de ir numa pizzarada. Bem, chegando lá... O Tyler estava sentado no sofá estranhamente enquanto o Rick estava ao telefone.Ele estava falando com a Alex. Estava todo empolgadinho kkk. Começamos a comer a pizza. Até que...O meu telefone tocou. Era a Claire:- Oi miguxa!! Já estou com saudades.- Eu também. Estou na casa do Tyler.- O que? Não acredito! É só eu sair para fazerem a festa rs.- Hum... Acho que já perceberam que estou falando com você.- Quem é? – perguntou Tyler.- É a Claire.- Claire? Deixa eu falar com ela...- Peraí que o Tyler quer falar com você...- Sério? Uiiii!!!- Claire? Tudo bem?- Oi Tye. Tudo bem sim. E você?- Estou com saudades.- Sério?- Como está o trabalho?- Está ótimo. Mas estou muito cansada.- Que bom que você está fazendo sucesso aí rs. Você vai voltar né?- Claro! E vou trazer pão de queijo kkk. 89
  • 90. - kkk. Mas eu quero um normal tá? Rsrs.- Tá bom. Foi bom falar com você... Passa agora pra Demmy aí, por favor?- Ah... Está bem. Tchau!- Tchau!- Miga!!!!- Demmy... O Tyler que quis falar comigo?- Aham!- Uiiiii!! Kkk.- Kkk. Mas você vendeu muito hoje?- Aham. Muita coisa.- Sério? Será que eu vou poder ir para o Rio de Janeiro com você?- Eles falaram que se eu continuar assim... Vendendo muito...- Uiiii!!! Que show! Já vou arrumar minha mala.- Isso. Vou saber a resposta daqui a uma semana.- Ah então eu vou fazer as malas daqui a uma semana... kkk.- Haha. Já falei com eles que minha recompensa seria você vir junto. E eles deixaram. Se eu vendermuito, é claro.- Uuuuhhh!! Rio de Janeiro que me aguarde! Kkk.- Hey Demmy! Larga essa chata pra lá... Vem comer pizza sabor Rick – disse Bill.- Hã? Neste momento, Bill tacou uma pizza na cara do Rick. Começou a guerra de pizza!- Claire! O pessoal está fazendo guerra de pizza aqui. Vou desligar está bem? Até outro dia!- Ah tá. Não taca na cara do Tye tá? Kkk.- Pois ele vai ser o primeiro kkk.- Está bem. Ele está merecendo rsrs. Não esquece de tacar uma na Megan Fox bem forte por mim tá?- Se ela estivesse aqui né...- Ué ela não está ai?- Não. Ninguém chamou rsrs- Uhhhh!! Estamos evoluindo... kkk.- Ahhh Tyler!! Vem aqui agora!! Não foge não...- Que foi?- O seu amorzinho tacou calabresa na minha cara. Ih! Eu falei amorzinho muito alto?- Haha. E quando que você não fala alto Demmy?- Ih! Ferrou! Vou lá correr atrás daquele menino levado rsrs.- Não bate nele não kkk. Beijo tchau.- Beijo. Te amo!- Eu também. Bem, depois de tacar mostarda na cara do Tyler, maionese no Rick e ketchup no Mark, os três sejuntaram e tacaram a mistura dos três molhos em mim. Ou seja, eu estava “uma gata” depois disso rs.Mark, enquanto tacava ketchup em mim, disse:- Ih! O ketchup está voando na Demmy em câmera lenta. Isso é ketchup ou extrato de tomate?- ketchup é feito de tomate né? É a mesma coisa... – respondi.- Ah não! Ela atacou de novo!- Taquei o que?- Deixa que eu explico – disse Lauren achando que conseguiria fazer com que eu entendesse uma coisaprofunda dessas rs.- Amorzinho... Você é ótima explicadora, mas no caso da Demmy você teria que ficar a semana todaexplicando pra ela – disse Mark.- Dá pra parar com o esculacho? – respondi. 90
  • 91. - Calma Demmy. O Mark quis dizer que o ketchup estava grosso e por isso parecia com um extrato detomate. E ele disse que você atacou de novo porque ele acha que você tem dificuldade em entenderalgumas coisas.- Ainda não entendi.- É o que? A guerra de pizza parou só porque a Demmy não entendeu nada? – perguntou Bill.- Não seja por isso... – disse Tyler tacando uma pizza na cabeça dele. A guerra começou novamente até que comecei a rir desesperadamente.- Que isso? – disseram todos.- Agora eu entendi a piada do Mark! Você é muito engraçado kkk.- Fica mais engraçado quando a pessoa entende na hora sabia? – disse Mark. Bem, foi tudo muito bom, mas eu não consegui recolher informações para a Claire. Vai ver eles atéfalaram, mas eu não entendi né? Kkk. Então eu pedi para ir ao banheiro. Passando pelo corredor, vi umaporta bem aberta. Lá estava o computador. Era a minha chance. Ele estava desligado então eu liguei namaior cara de pau. Fiquei muito nervosa. Abri em os meus registros e fui dar uma olhadinhas nasconversas salvas do Messenger. Vi que no endereço dele tinham muitas conversas salvas. Comecei aprocurar o endereço da Megan e achei. Nas conversas tinham muitas vezes ela falando que era feia e elecorrigindo-a dizendo que ela era bonita. Quase morri! Depois de ver muitas coisas, vi uma pasta diferenteali dentro que tinha o nome de “secreta”. Bem, era isso que eu queria. Descobrir coisas novas. Quando euapertei, apareceu um espaço em branco pedindo uma senha com seis dígitos. Tentei Claire, Huston,123456, 654321, Malibu... Nada! Fiquei mais nervosa ainda quando ouvi um barulho. Rapidamentefechei tudo e desliguei o computador com muita raiva por não ter conseguido. Vocês acreditam que nãoera nada? Nem acreditei! Só sei que logo depois apareceu o Bill. Ufa! Ainda bem que eu desliguei!- Demmy? Que susto!- Poxa eu sou tão feia assim?- Não! Você é muito bonita. Mas... Me diz aí... Você se perdeu?- Eu não!- Mas o banheiro é para o outro lado.- Ah sim kkk. É que eu fiquei com vergonha de falar que eu estava perdida.- Entendi. Vamos logo que daqui a pouco vamos dançar.- Então vamos!- Você não vai ao banheiro?- Ah é... haha. Quando olhei no espelho tive um susto! Eu estava cheia de mostarda no cabelo kkk. Dançamos muito,como sempre. Bem, depois de muita palhaçada e de ficar com o meu cabelo fedendo a mostarda, fui para a casa daLauren. Os meninos nos ligavam o tempo todo de madrugada. Fui dormir às 6:00 horas. Acordei às 14:00com a minha mãe me ligando perguntando que horas eu ia voltar. Fui correndo para casa rs. Chegandoem casa, tive uma surpresa. Era a Madison e a Alex.- Oi meninas! O que vocês estão fazendo aqui?- Nós viemos a pedido do Rick – disse Alex.- Como vocês acharam a minha casa?- Lembra que nós fomos na casa da Claire? Então! Ela mostrou a sua casa pra gente. O Rick falou que iaencontrar a gente aqui.- Estranho... Ontem mesmo falei com ele e nessa madrugada também. Ela não me falou nada.- Hum... Então vamos para a casa da Claire – disse Madison.- Mas ela está no Brasil. 91
  • 92. - Mesmo? Mas e o Mark?- Ele está aí.- E o Petrick?- Está na Inglaterra. Por quê?- Inglaterra?- Ele não te avisou? Que horror!! – respondi ironicamente.- Ele não tem como se comunicar comigo. Não peguei nem o número dele e nem o e-mail.- Ah entendi, mas se você veio aqui por causa dele esqueça!- Por quê?- Porque ele está apaixonado por outra pessoa.- Por acaso é você?- Já que perguntou... Sou eu sim.- Duvido. Você sabia que...- Vamos lá visitar o Mark? – disse Alex.- Tudo bem. Tchau!- Tchau Madison. Outro dia conversamos mais.- Não vai faltar oportunidade... Vou estar sempre por perto.- Ah que pena... Argh! Agora sei o que a Claire sente pela Megan Fox. Aquela Madison é muito metida mesmo... Agorao que eu quero saber é o que ela ia me dizer quando disse: - Você sabia que... O que será que eu não sei?Bom, eu não gosto do Petrick mesmo. O que adianta né? Aliás, nem estou com raiva da Madison. Porque eu teria raiva dela? Eu não gosto dele e nem estou com ciúmes. O Petrick deve ser maior pilantra!Ele deve estar querendo que eu diga para ele que eu gosto dele. Aí quando eu falar que sim... Ele ri demim e depois espalha pra todo mundo os meus sentimentos. Igual ao Freddy pilantrinha! Ah, mas eu nãoestou nem aí para ele e espero que ele fique mesmo com a Madison. Ah! Mensagem do Petrick! O queserá que está escrito? Será que ele ainda gosta de mim? Olha que fofo: “Boa tarde Demmy. Estou muitoatarefado com o trabalho. Logo vou voltar para te ver e falar com vc pessoalmente. Ainda te amo. Bj.”Ah que lindo! Rs. Aquela Madison está muito enganada se achar que ele gosta dela. Se bem que eu nãoestou nem aí... Eu nem gosto dele. Aliás, até agora estou pensando em quem me deu aquele beijo emmim no dia do noivado da Annie. Ah! Você esqueceu né? Só lembram do papelzinho na mão da Clairené? Pois é... Acho que foi o Bill. Ele sempre me tratou diferente. Parece que tem vergonha de mim sabe?Vou pesquisar rs. Uma semana se passou. Claire me ligou e disse que eu poderia ir para o Rio de Janeiro! Ela vendeumais de 100 mil livros! Pelo visto o pessoal de São Paulo gosta de romance kkk. Rio de Janeiro que meaguarde! Vou amanhã direto para lá. Bem, já que eu e Claire não estaremos aqui, quem que vai contar oque acontecerá aqui em Beverly Hills? Opa! Meu telefone está tocando. É a Annie.- Oi Annie!- Oi Demmy!- O que foi?- Soube que você vai para o Rio de Janeiro com a minha irmã. E como ela vai colocar no livro da vidadela o que aconteceu aqui em Beverly Hills enquanto vocês não estavam?- Você! Você conta!- Eu?- Isso! Mas tenha cuidado. Não seja tão louca! É um livro e vai ser publicado tá?- Mas é claro! Eu sou normal.- Sei! Mas não deixe o poder subir a cabeça.- Pode deixar! Annie falando 92
  • 93. O poder em minhas mãos!! Haha. Aqui é a Annie! Agora quem vai escrever sou eu! Notou que o livrovai ficar doido daqui em diante né? Vocês sabem que eu sou doida, mas essas meninas são muito semgraça. Acho que vou escrever um livro. Eu nunca escrevi um livro, mas e daí? Claire nunca escreveu umlivro e quando deu na telha dela ela escreveu e agora ela está no Rio de Janeiro e ainda vai levar suaamiguinha de peso rs. Eita! Falei pacas agora. Bom, vamos à diversão... kkk. Eu sou sinistra! A baleiudada Megan vai se ver comigo. E o Tyler vai dar com a língua nos dentes e assumir que gosta da minhairmã. Se ele disser que não gosta dela eu vou dar um soco nele. Mas se ele falar que gosta dela aí que euvou dar um soco forte mesmo. Onde já se viu gostar da minha irmã? Que negócio é esse? Ela só tem 19anos! Só a deixo namorar com 23! A não ser que ele me pague uma quantia bem gorda como a MeganFox. Aí sim terei benefícios... kkk. Bem, digo isso porque o meu amado Pierre acaba de me informar queo Tyler tem uma família podre de rica. Tudo bem que a família é tão mão fechada que nem dá um tchaudecente, mas mesmo assim ele terá uma boa herança. Bem, a Demmy saiu daqui de Beverly Hills com tanta pressa que até esqueceu de avisar para o graçinhado Petrick que ela vazou. Ou seja, foi embora. Misericórdia! Claire vai me matar quando vê o livro deladesse jeito rsrs. Hoje comecei a arrumar a minha futura casa. Aliás, eu vou casar né, fala sério. Estoudesesperada, mas tudo bem. Simplesmente faltam três semanas para o casório! Eu vou morrer!!!!!!Puxa... Eu nunca vi uma noiva tão calma quanto eu rs. Ah! Estive dando uma olhada nas páginas anteriores desse livro e vi que as meninas falam muito dosmeninos kkk. Eu não aguento com a Demmy dizendo que não gosta do Petrick... kkk. Está na cara quesim e ela é que não quer assumir. Só por causa daquele tal de Freddy rs. Meu Deus! Isso tem anos e elaainda está traumatizada. E quanto a Claire? Ela está presa ao Tyler há um ano. Sem exageros! Em vez deperguntar logo pra ele... Tudo bem, essa parte que eu malho elas eu não coloco no livro kkk. Ah! Meucasamento... Rs. Du nada! Mas aí... Depois que as meninas saíram daqui o pessoal não quis marcar nada para fazer. Então... Eutive de chamá-los para virem aqui em casa. Foi marcada a bagunça. Amanhã é feriado então todo mundo pode ir. Inclusive a Madison e a Alex queestão aqui na Lauren. Falei com o Pierre que os meninos ficariam na casa dele e as meninas na minha.Combinei com o Pierre para que na madrugada eu fosse lá a casa dele, ficasse embaixo da cama e ouvissea conversa dos meninos. É claro que minha mãe não sabe dessa parte do meu plano kkk. Mark foi paraNova York e ficará dois dias lá.No dia seguinte...- Alô.- Alô Annie? Aqui é o Tyler.- Oi! Você vem aqui hoje né?- É isso que eu vim avisar. Não vou poder ir.- Por quê?- Porque uma abelha picou minha boca.- Eita! Você deve estar como a Angelina Jolie kkk.- Só se for do avesso né? Você não é a primeira a falar isso.- Mas você está conseguindo falar direito?- Sim.- Então vem ué...- Mas eu estou horrível!- Ah eu não acredito! Vem logo menino! A Megan Fox não vem kkk.- Por que você está falando isso? Eu nunca falei que eu gosto da Megan Fox.- Seeeei!- Está bem eu venho. Mas não ria da minha cara.- Você acha que eu faria uma coisa dessas? Quatro horas depois Tyler chegou: 93
  • 94. - Kkk! Ah Tyler você está muito engraçado com essa boca!- Oi Annie. Acho que ouvi alguém dizer que não ri dos outros.- Quem é esse infeliz?- Tu!- Calma aí Tyler... Sua boca vai desinchar. Daqui a uns dois meses! Kkk- Nem brinca!- Kkk.- Eita! O que aconteceu com a sua boca? – perguntou Alex.- Uma abelha me picou.- Está parecendo a Angelina Jolie kkk – disse Rick.- Do avesso!- Dá pra parar Bill? Eu estou horrível!- Ah não está nada!- Valeu Alex, mas eu sei como eu estou.- Está linda!- Está querendo apanhar, Bill?- Aham... Faz tempo que eu não apanho.- É só você dar em cima da Claire que o Richard te bate! Kkk – respondi.- É. Parece que ele sumiu mesmo.- Ainda bem! Minha maninha não aguentava mais aquele mala.- Poxa... Eu estou com muita saudade delas – disse Rick.- Eu também. Elas fazem falta.- É mesmo Bill? E quanto a você Tyler? – perguntou Pierre.- Concordo com eles. Bem, depois de zoar muito fomos dormir. Fiz as meninas dormirem mais cedo para eu poder fugir paraa casa do Pierre e recolher informações. Ainda bem que a nossa casa fica perto uma da outra... Rs.Lentamente, abri a porta da minha casa. Peguei a minha linda bicicleta lilás e branca e fui correndo emdireção a casa do Pierre. Quando estava bem próxima da casa dele, liguei e pedi para que ele tirasse osmeninos do quarto para eu entrar e ficar debaixo da cama. Chegando lá... Os meninos estavamconversando e rindo muito. Quando o Pierre chegou ao quarto eles pararam de rir. Achei estranho.- Bill e Rick... Vocês ainda não tomaram banho.- Ah Pierre... Fala sério! Não tem nenhuma menina aqui.- Ah que nojo! Quer dizer que vocês só tomam banho quando se encontram com as meninas? – disseTyler.- Assim também não né. Vai lá primeiro Rick. Depois eu vou.- Hey Bill! Eu tenho dois banheiros. Podem indo os dois. E Brian, você ainda não bebeu água hoje.- Refri também hidrata kkk.- Não, não... Pode indo lá pegar água pra você.- Tá bom mamãe. Bill, Rick e Brian saíram. Tyler e Pierre ficaram á sós.- Ah Tyler! Eu tenho um remédio pra espinha que é tiro e queda.- Espinha? Tem alguma espinha na minha cara? Além de estar picado, agora eu estou com espinha?- Não! É para você passar na sua picada. Vai que melhora?- Ih não sei não. Pode piorar.- Que nada! Você vai acordar amanhã bem melhor.- Então tá. Onde está?- Vem aqui comigo. 94
  • 95. Foi nesse momento que eu entrei pela janela. Mas o que eu não sabia é que o Tyler ainda não tinhasaído. Eu assumo que agi idiotamente rs.- Annie? O que você está fazendo aí?- Eu?- É... Você.- Eu... Estou limpando a janela.- Sei! De madrugada?- Está bem. Vou contar para você, mas prometa que não vai falar pra ninguém. É que eu vim aqui falarcom o meu amorzinho Pierre.- Annie?- Oi Pierre, eu já estou de saída. Queria te ver.- Ah amor! Então tá. Até amanhã. Te amo.- Até amanhã amor! Também te amo. Tive que sair, mas olhei pela janela e vi que o Tyler já tinha saído para pegar o remédio. Entreirapidamente no quarto e fui para debaixo da cama. Parecia até o filme Missão Impossível rs. Depois queTyler e Pierre voltaram, Tyler falou mais uma vez:- Eu estou horrível!- Calma. A Claire só volta daqui a uma semana – disse Pierre jogando um verde.- Ah mais será que some até lá? – Pierre colheu maduro.- Mas é claro.- Eu espero que sim. Ela não pode me ver assim.- Por quê?- Porque agora que ela não vai gostar de mim mesmo.- Que isso! Pensamento positivo cara.- Tudo bem. Olha, eu sei que eu fiquei tão feliz que eu fui pular e acabei dando com a cabeça debaixo da cama. Fezmaior barulhão.- Que foi isso Pierre? Foi embaixo da cama.- Ah nada! Deve ter quebrado alguma coisa aí embaixo.- É melhor ver isso aí... – disse Tyler já se abaixando para o que era. Tremi!- Não! Que isso cara! Está tudo sujo aí embaixo. Que vergonha! Depois eu vejo isso. Mas aqui... Estásabendo que tem um cara mandando e-mails para a Claire? Rapidamente, Tyler desistiu da idéia de ver o que era o barulho e começou a prestar atenção no Pierre.- Quem está fazendo isso com ela?- Eu não sei. Ele não se identifica. Mas ele diz que a ama e ela está ficando derretidinha com isso.- Ah! Então eu estou perdendo. É melhor eu desistir.- Não! Corre atrás, cara. Logo depois apareceram os meninos. Eu não aguentava mais aquela poeira corroendo minha narina.Bem que o Pierre tinha razão quando falou da sujeira. Mas aí o Pierre chamou todo mundo para comerbrigadeiro e todo mundo foi na maior empolgação enquanto eu saí na maior empolgação rs. Preferi nãocontar nada para a Claire. Prefiro que ela saiba disso por si própria. Quer dizer... Vindo da boca do Tyler.Falar em boca do Tyler... O remédio de espinha que Pierre ofereceu para ele era a maior furada. Além denão ter nada a ver com picada de abelha, o negócio ainda estava fora da validade. Aí que o bicho pegou!Quer dizer, aí que ele gritou quando se viu no espelho. Tadinho! Se assustar logo de manhã rs. A boca doTyler ficou igual de um cantor de Hip Hop. 95
  • 96. - Pierre!!- O que foi Tyler? Uuuiii! Que boca é essa?- Foi o seu remédio tiro e queda que você me deu.- Eita! Que boca de Jay- z é essa Tyler? – perguntou Bill.- Valeu por me deixar melhor ainda.- Ah isso não foi nada.- O que aconteceu com você maninho?- Ah pelo menos o Rick se importa comigo...- Não. Eu estou perguntando primeiro o motivo da sua boca estar horrível para depois poder rir kkk.- Poxa valeu hein... Agora você falou Tye... Eu me lembrei da Claire. Ela que me chama assim. Quandoela voltar vai me chamar é de boca de caçapa. É claro que depois dessa todo mundo riu. Menos o Brian que neste momento ainda estava dormindo.- Ah nem dá pra perceber, Tyler – disse Pierre com a maior culpa.- Nem dá pra perceber? Você percebeu, Bill percebeu, Rick percebeu, eu percebi!!- Haha. Fica frio Tye. Claire só chega daqui a cinco dias – disse Rick na maior naturalidade.- Cinco dias? Ah meu Deus! – disse Tyler na maior estressabilidade. Eita! Essa palavra foi forte. Nomaior estresse é melhor rs.- Ah deixa de ser neurótico, Tyler! Nós homens não precisamos nos arrumar para as mulheres. Elas é queprecisam se arrumar para nós – disse Brian com maior cara de quem acabou de acordar.- Sei! Você demora uma hora para se arrumar quando vai se encontrar com a Sun.- Eu não me arrumo para ela. Eu me arrumo pra mim mesmo. Eu nem trato bem a Sun. Ela me ama dequalquer jeito.- Ah que coisa horrível Brian. Você é muito idiota, cara. A Sun é uma garota muito legal – disse Tylerrevoltado.- Homem que é homem não se prende a mulher.- Não! Isso se chama egoísmo. Nós homens não somos nada sem as mulheres. Homem que é homemadmite isso.- Ah tá bom. Isso é o que você pensa – disse Brian já saindo dali. Depois que todos pararam de falar, ouviram a voz do Brian sussurrando ao telefone.- Bom dia amor![...] Como a mulher que eu amo está?[...] Hoje eu vi o sol e me lembrei de você [...]Queria ouvir sua voz [...] Quando é que a gente vai para a praia juntos?[...] Está bem. Te amo minhalindinha [...] Beijo até daqui a pouco. Depois dessa conversa, os meninos gritaram:- Que coisa fofa!!- Vocês estavam ouvindo a minha conversa?- Mas é claro – disse Bill.- Eu estava falando com a Sunshine.- A gente sabe. Qual é o problema? Ela é a sua namorada e você a ama – disse Pierre.- Vocês acham que eu vou me humilhar assim igual vocês fazem quando estão amando alguém?- Dizer para outros que você ama alguém não é se humilhar. Você não acha que a Sun merece isso?- Claro Tyler. Vocês estão certos. Eu sou muito idiota mesmo. A Sun é a melhor coisa que eu tenho navida.- Aeeee!! Estou gostando de ver... Muito bem menino apaixonado rs – disse Pierre.- Valeu gente. Agora me dêem licença que eu vou me arrumar para a minha querida namorada.- E eu para a minha – disse Pierre. 96
  • 97. - E eu para a minha quase namorada – disse Rick e Bill juntos.- Ah que legal. E a Claire nem é quase minha namorada – disse Tyler. Bem, nesse dia fomos para a praia e a Sun surfou muito. O Brian ficou um nojo de tão carinhoso comela. Finalmente as coisas estão indo bem. Claire ligou.- Oi mana! Que saudade!- Oi amor! Também estou com saudades.- Eu e Demmy estamos perdidas aqui no Rio de Janeiro.- Como assim?- É que a gente não aguentava mais aqueles guardas atrás da gente. Queríamos sair e eles iam atrás.Saímos do hotel e agora estamos procurando alguma coisa para comer. Não Demmy! Isso é loja delingerie. Ali! Ali! Achei![...] O Rei do Mate ué...- Claire? Você está aí?- Estou! Achamos um lugar para comer! Vou desligar que eu estou morrendo de fome- Está bem. Tchau! Beijo.- Beijo. Aqui... Não conta para ninguém que estamos perdidas, tá?- Mas é claro né maninha... Tchau!- Aqui tem pão de queijo mesmo? – Ouvi a voz da Demmy. Ela falou aquilo bem alto rs.- Tuh, tuh, tuh, tuh, tuh....... Eu nem acreditei que a Clare desligou na minha cara sem falar tchau de novo. Nem perdi tempo e já saífalando pra geral:- Gente as meninas estão perdidas no Rio de Janeiro!!- O quê? – todos disseram. Depois de falar tudo a todos eles, ficaram preocupados. O Tyler quase deu um treco. Bem, depois opessoal só falou em fazer uma festa surpresa para as meninas. Isso se elas chegarem vivas em casa né?Haha. Bem, o pessoal está ornamentando as coisas nessa semana. Mas vocês querem saber o queaconteceu lá no Rio de Janeiro? Então eu vou me retirar do cargo de escritora substituta e deixar isso coma Claire. Já viram que elas se perderam né? Misericórdia! Depois de contar o que aconteceu lá, ela voltapara Beverly Hills do momento da festinha surpresa. Até mais galera!OBS: Faltam duas semanas para o meu casamento!!!! Ainda bem que eu já tenho tudo. Só preciso nascerde novo para estar arrasando no dia mais importante da minha vida. Só isso... 97
  • 98. Capítulo XVI Brasil e a volta para casa O i gente! Sou eu de novo! Como a maluca da minha irmã foi nesses dias com vocês?Rs. Descobriram alguma coisa sobre o Tye? Bem, durante o avião eu tive uma TPV de novo. A aeromoçaveio me oferecer barras de cereal e sabe o que eu respondi para ela?- Barras de cereal? Está dizendo que eu sou lerda? Que eu preciso de energia?- Não senhora.- Senhora? Eu só tenho 19 anos. Pareço mais velha?- Não moça.- Me dá logo essa coisa que eu preciso de energia. Sem comentários! Logo depois veio um garoto bonitinho:- Posso me sentar aqui do seu lado?- Por quê?- É que o avião está cheio.- Até parece! Você quer é me enganar com as mentiras que os homens sempre dizem para as mulheres.- Eu só quero sentar...- Então senta ué. Quem está te impedindo? Sem comentários novamente. É claro que o garoto desistiu de sentar ali. O pior é que não tinha maislugar mesmo. Depois a aeromoça mostrou para ele um lugar pra ele sentar. Detalhe: era ao lado de umamulher com aproximadamente 130 quilos. E ela ainda ficou toda feliz de ver ele ali. O que aconteceudepois eu não sei. A TPV me causa vômito também. Agora eu sinto pena do menino, mas na hora euainda dei língua pra ele. Dá pra acreditar? O garoto ficou assustado comigo. Acho que a TPV é pior do comigo.que a TPM. Ainda bem que isso só acontece quando eu viajo. Agora eu estou em São Paulo e eu já vendi cinquenta livros em apenas um dia. Assinei todos eles.Minha mão ficará igual a uma luva de boxe rs. Depois de ficar dez dias aqui em São Paulo, fui para o Rio diasde Janeiro me encontrar com a Demmy. Ah! Ela veio... Tudo por que eu consegui vender 100.010 livros!Foi muito legal em São Paulo, mas também foi bem cansativo ficar assinando todos os livros. Só teveuma mulher maluca que disse que não queria a minha assinatura porque eu não era famosa haha. Tinhagente que queria que eu colocasse uma frase em inglês rs. Que estranho pedirem isso. E ainda teve umamenina que pediu para que eu falasse que a amava. Eu fiz isso ué... Menina carente! Rs. Ela ficou o dia Meninatodo comigo lá no local de assinaturas. Bem, a parte mais legal daqui do Brasil foi ter me perdido aqui no Rio de Janeiro. Tudo começou com aDemmy chegando aqui no hotel.- Amiga!!!!- Amiga!!!!- Estou morrendo de saudades!- E eu de você! Como é que você ficou dez dias sozinha, menina?- Eu não sei rs.- Onde posso colocar as minhas coisas?
  • 99. - Ah! Pedro! Por favor, coloque as coisas da minha amiga no meu quarto?- Ih que chique amiga...- Vamos logo fazer alguma coisa antes que chegue a hora de assinar.- Que horas que você vai fazer isso?- Amanhã às 10:00 horas.- Mas ainda são 14:00 horas!- Ah, mas eu quero aproveitar o máximo daqui. Vamos dar uma saidinha.- Está bem, deixa só eu me maquiar e pentear meu cabelo.- Ah pára! Não tem nenhum Petrick aqui.- Petrick? Nem fale nele. Eu sabia que ele ia me esquecer fácil.- Como assim? Ele falou isso pra você?- Não. Mas nem mensagem mais ele manda. Ele saiu de lá dizendo que ia me ligar todos os dias. Ele deveter se encantado por uma inglesinha qualquer.- Que isso! Acho que é porque ele está trabalhando muito.- Sei no que ele gosta de trabalhar...- Em você! Ele ainda não desistiu. Eu sei disso.- Você não sabe de nada. Nesses dias eu descobri umas coisas meio estranhas.- Verdade? Descobriu quem é o garoto que te deu um beijinho na bochecha?- Ainda não. Estou desconfiada de ter sido o Bill.- O Bill? Mentira...- É sim... Ele anda meio estranho comigo. No dia da festinha na casa do Tye ele disse que eu era muitobonita.- Aeee! Arrasando corações hein...- Ah que nada! Mas o que importa não é isso. Nesse dia eu entrei no pc do Tye e vi conversas dele com aMegan. Ele dizendo que ela era bonita e coisa e tal...- Ah maldito! Pilantra! Safado! Sem vergonha! Lindo!- O pior não é isso. O mais estranho foi ele ter uma pasta lá que só abre com uma senha de seis dígitos.Tentei de tudo mais aí eu escutei um barulho e tive que desligar. Era o Bill rs.- Ih que estranho. Será que ele é um psicopata?- Pode ser rsrs.- É. O Tyler é só mais um que enrola as meninas. O jeito é ficar com o meu admirador secreto...- O quê?- É sim. Ele é um fofo. Quase todo dia me manda mensagem. Vê aí as mensagens enquanto eu comproaqui um pão de queijo pra gente rs. Estou viciada kkk. Ah o meu admirador secreto disse que os Boyslike girls amaram a música dele e que vai tocar no rádio daqui a uma semana já.- Ah que legal! É romântica?- Sim. Ele disse que fez pra mim.- Que lindo! Quero ouvir logo. Fiquei ansiosa.- Imagine eu. Ainda mais que ele ouviu o cara da banda dizer que vai fazer com a Taylor Swift. E eu aamo também.- Ah está brincando? Ela é tudo de bom. Acho que a música vai ser perfeita.- Também acho. Quer dizer... Eu tenho certeza porque só o nome da música é Two Is Better Than One(Melhor dois do que um).- Ah que lindo! O nome e a mensagem que ele te mandou. Que perfeito quando ele disse: “Quando eufecho os olhos eu vou longe, penso em você e tudo fica bem. ’’ E olha essa: “Talvez seja verdade, que eunão posso viver sem você. ’’- É eu sei. São frases da música.- Ai que lindo! Eu quero um desse rsrs.- Você já tem. Lembra daquilo que o Petrick fez por você no cinema?- É verdade. Ele gostava de mim.- Ainda gosta. Quer dizer, ama.- Ele já deve estar atrás de outra.- Por que você está preocupada com isso? 99
  • 100. - Eu? Preocupada? Ih meu celular está vibrando. Ah! Que estranho... Pensei que estava. Não é nada. Voucolocar o celular para tocar por via das dúvidas.- Essa fase da sua vida vai se chamar: Acho que Petrick está me ligando...- Hã?- É sim. Eu fico assim às vezes quando eu estou desesperada para que o Tyler me ligue. Aliás, o Tyenunca mais me ligou e nem mandou mensagens. Ele disse que ia me mandar mensagem, mas nãomandou nenhuma esse tempo todo.- Poxa que pena. Ah, mas fala sério. Eu não quero que o Petrick me ligue.- Sei! Você está caidinha por ele.- Não estou não.- E não quer admitir.- Claire!- Uuuuhhhh! Demmy ama Petrick... Que casal fofo!- Senhorita... Aqui está seu pão de queijo – disse o garçom com aquele monte de pão de queijo bemfresquinho e quentinho.- Valeu cara... Deixa eu te pagar logo antes que eu esqueça rs.- Eu não te deixaria esquecer... Rs.- Rs. Vou engordar uns três quilos aqui no Brasil só comendo pão de queijo...- Obrigado. Ah você já viu como eu estou em forma? De barril?- Kkk... Nunca conversei tanto com um garçom. Sou de Beverly Hills e lá os garçons parecem trabalharcom má vontade. Não é verdade Demmy?- É verdade. O quê? – disse Demmy com a boca cheia.- É melhor você traduzir isso pra ela. Ah, mas isso que você falou existe em todo mundo. Você vai vermuito disso aqui no Brasil também. Agora eu vou lá porque eu tenho que atender aquelas moças ali. Estágostoso senhorita Demmy? Essa última frase o garçom disse em inglês. Depois de traduzir para a Demmy o que o garçom falouanteriormente ela começou a rir (isso já era de se esperar rs). Bem, depois de comer muito, eu e Demmy saímos para andar pela praia.- Claire, esse lugar é lindo!- Verdade. Um pouco de natureza faz bem pra gente né? Beverly Hills só tem aquelas patricinhaschatas...- E o Tyler!- E o Petrick! Kkk- Haha. Petrick nada... Bill.- Bill? Está gostando do Bill?- Ah quem sabe um dia. Acho que ele que me deu aquele beijinho.- Só uma pergunta... Você gostou do beijo né? Porque você fala nele o tempo todo.- Rsrs. Verdade... É que eu realmente gostei. O cara era muito cheiroso.- Hum. Você ainda lembra do cheiro?- Claro.- Então é fácil descobrir quem fez isso com você. É só você tentar chegar o mais perto possível do Bill.- O quê? Endoidou o cabeçote?- Não Demmy. Você precisa descobrir quem fez isso com você. Ele pode ser seu príncipe!- Príncipe? Será?- Claro! O cara que fez isso gosta de você.- Sério?- Acorda Demmy! É claro que sim. Você acha que um cara que não gostasse de você ia du nada beijarsua bochecha? E ainda mais... O cara te respeita muito porque ele podia ter te beijado mesmo e não fezisso sem a sua permissão. 100
  • 101. - Ainda bem que ele não fez isso. Seria horrível já que eu não saberia quem foi. Acho que estouapaixonada.- Por quem?- Pelo cara que fez isso.- Ah Demmy... Você ainda nem sabe quem fez isso. Pode não ter sido o Bill.- Eu sei, mas seja lá quem for... Esse cara merece uma chance você não acha?- Claro!- É. Esse é o cara!- É. Esse é o seu cara. Agora você precisa saber quem é esse cara. Eu tenho pra mim que é o Petrick.- Eu acho que é o Bill.- Mas o Bill estava dando mole para a Madison.- Talvez seja para me colocar ciúme.- É. Pode ser. Mas também pode não ser. Ele conhece você a maior tempão e ainda nunca te deu mole.Ou já?- Não. Mas vive querendo marcar alguma coisa pra gente fazer. Ele pode fazer isso pra me ver.- Hum... Não sei não hein. Acho que está muito na cara que quem fez isso foi o Petrick.- Por isso mesmo. Minha vida é como uma caixa de surpresas.- Cuidado pra não se assustar.- Ah!!!!!!! – gritamos assustadas. De repente um cara de terno preto parou na nossa frente.- Senhorita Claire Lawrence... Finalmente te encontrei.- Quem é você seu estranho? Me assustou.- Você também me assustou.- E porque você não gritou?- Um cara da minha altura e do meu porte gritando é meio estranho né?- Esse terno é que está estranho. Quem é você?- Eu estou feio?- Não, você é uma graçinha – respondeu Demmy.- Sério?- Não se empolga não MIB (Pra quem não se lembra é dos homens de preto). O celular do cara começou a tocar. Ele atendeu já respondendo:- Sim! Já achei elas.- Corre Demmy!- O quê? Correr? Começamos a correr e logo atrás vinha o cara dizendo ao telefone que estávamos fugindo e que era prasei lá quem nos cercar. Sei lá. Eu estava num país desconhecido e não sabia quem ele era. Tirando o fatode ele estar de terno preto também né? Fala sério! Eu sei que de repente o Pedro (cara do Hotel) apareceubem na nossa frente. Depois de eu e Demmy gritar, reconheci ele e por isso dei um abraço bem fortenele.- Pedro!- Pedro! – disse Demmy não entendendo nada.- Ainda bem que você apareceu. Aquele cara está atrás da gente. Tirando os meus braços e os da Demmy dele, Pedro disse com a maior revolta:- Aquele cara é um funcionário do Hotel e estava lá para te chamar.- Mesmo? Acho que achei... 101
  • 102. - Você não achou nada – disse o cara de terno preto com a maior ignorância.- Hey! Tudo bem cara. É melhor você trocar o seu uniforme.- Mas é a Editora que mandou.- Tudo bem. Contanto que a minha namorada não veja e nem fique sabendo que vocês me abraçaram.- Ah claro! – respondi toda sem graça.- Pedroooooo!!!- Luana? – disse Pedro bem assustado.- Luana? – respondi.- Luana? – disse Demmy por empolgação.- Você está bonita – disse Pedro todo sem graça.- Bonita? Você diz na minha cara que eu estou bonita?- Ué... Queria que eu falasse pelas costas? – disse Pedro perdendo a noção do perigo.- Não é nada disso que você está pensando – respondi.- Está me dizendo que eu sou retardada?- Não. Que isso!- O que está acontecendo Claire? Irritada eu sei que ela está – disse Demmy sem entender nada já que elanão sabe português.Depois de explicar, Luana continuou:- Eu vi você com essas duas. Duas!- Não!- Com licença. Foi nossa culpa. É que... Comecei a contar a história. Até que ela me reconheceu.- Claire Lawrence? A do livro maravilhoso?- Isso. Eu lembro de você. Mas é que você se transformou tanto...- Seu livro me ajudou muito a me controlar nas horas estressantes.- Isso é porque você melhorou... – pensei alto.- O quê?- Nada. É que você melhorou na sua aparência.- Ah entendi. Desculpa amiga... – Ela cisma em me chamar de amiga rs.- Tudo bem, eu entendo.- É que eu estou naqueles dias. Você sabe como é né?- E como... Mas foi só um mal entendido.- É eu sei. Eu sou uma fraude! Eu não te mereço, Pedro. Você é tão bom pra mim e eu sou tãoestressada...- Ai Meu Deus!... – disse Pedro. Mulher com TPM é muito estranho... Uma hora irritada, outra hora sensível...- Detesto atrapalhar, mas eu vim aqui para te chamar para a sua hora no salão de beleza – disse Lucas (ocara do terno preto que me assustou)- Verdade! Eu estou muito atrasada?- Meia hora pra você é muito?- Não.- Mas para mim é... Vamos logo. Lá se foi eu e Demmy para o Salão de Beleza. A moça já estava rindo quando a gente chegou. 102
  • 103. - Já sei... Não precisam explicar meninas. Podem sentar aqui. Não foram vocês que foram assaltadas ederam uma bolsada no cara que estava de terno roxo?- Terno roxo? Temos muito que conversar... Bem, a senhora falou em inglês com a gente então eu não precisei traduzir nada para a Demmy. Se bemque agora ela já sabe perguntar o nome da pessoa e já sabe falar: “É que eu estou naqueles dias”. Foi aúnica frase que ela prestou atenção da nossa conversa com a Luana kkk. Bem, foi muito legal no Salão.Eu e Demmy pintamos a unha de roxo em homenagem a confusão que a moça fez rs. Depois de fazer umcorte mais moderno no meu cabelo. Demmy decidiu cortar o cabelo no ombro e fez uma franjinha delado. Depois nós fomos dormir. No dia seguinte eu trabalhei o dia inteiro. E no outro, e no outro... Até que um dia cismamos de sair sónós duas e acabamos nos perdendo. Novidade! Rs. Liguei para a Annie, mas não adiantou nada. Ligueipara o meu pai e ele falou: “Pergunta para qualquer cachorro onde é o Copacabana Palace que ele vaisaber responder”. Bem, eu perguntei para uma pessoa que parecia ser normal, mas ela não sabia me dizeronde era o Hotel. Abafa o caso! Talvez fosse melhor eu perguntar para um cachorro rs. Mas tudo bem.Pedro; como sempre, nos achou quando fomos ao Rei do Mate comer pão de queijo. Ainda bem queestávamos perto do Hotel. Enfim, vendi muitos livros aqui também, mas não me preocupei em saber quantos rs. Na volta paracasa, Demmy e eu estávamos de TPM. E no vôo eu estava de TPV também rs. Nós quase demos um socona aeromoça. Coitada! Era a mesma da minha ida rs. Mas o que não sabíamos era o que o pessoal deBeverly Hills estava aprontando. Ah! Faltam duas semanas para o casamento da Annie!- Chegamos! – disse Demmy e eu ao entrarmos na minha casa.- Ué... Não tem ninguém em casa Claire.- É, eu percebi.- Surpresa!!! Saíram todos de tudo quanto é canto da casa. Era uma festa surpresa. Todos estavam lá. Inclusive oMark (que tinha chegado de viajem), Petrick (que tinha chegado de viajem rs), Brad e Richard (eca! rs).Só não estava a Madison e a Megan Fox (é claro). Tyler veio falar comigo:- Oi Claire! Senti sua falta.- Ah é mesmo? Engraçado, lembro-me de alguém dizendo que me mandaria SMS.- E eu mandei.- Não mandou não... Mas tudo bem. Vou ali falar com o Richard.- Não precisa. Ele já está vindo.- Claire! Preciso falar com você.- Pode falar na frente do Tyler.- Tudo bem, todo mundo sabe que eu te amo mesmo. É que...- Legal! Eu te perdôo – respondi.- Sério?- Vou lá, Claire.- Vai lá, Tyler. Ai que horror! Eu fui tão mal com ele. Se bem que ele merecia... Depois que ele saiu eu nem falei maiscom o Richard rs. Deixei ele falando sozinho. Que maldade! Kkk. Brad veio falar comigo também. Eleme abraçou e disse:- Estava morrendo de saudades! Nunca mais suma desse jeito. Enquanto isso, Demmy falava com Petrick:- Mas Demmy... Eu estou falando sério! Tentei falar com você, mas a minha operadora de celular nãopega no Brasil. 103
  • 104. - Tudo bem. Só assim você pôde gastar seus créditos com a Madison.- Madison? Quantas vezes eu preciso dizer que você é a única?- Você ainda gosta de mim?- Mas é claro! Demmy... Pela milésima vez... Quer namorar comigo?- Namoro? Não! Quer dizer...- Você gosta de outra pessoa?- Eu não sei.- Olha... É melhor eu falar logo. Você deve estar atrás de um cara que te deu um beijo no noivado daAnnie. Esse cara sou eu!- O quê? Você que é o cara?- Sim. O cara que te ama mais do que tudo. Esses dias que eu fiquei sem falar com você foram os pioresda minha vida. Mas se você não me ama eu entendo. Com lágrimas nos olhos, Petrick saiu correndo. Demmy veio até mim e nós não falávamos nada.Ficamos abraçadas por um tempo. As suas lágrimas chamaram as minhas. Ela me contou o queaconteceu. Brad ficou preocupado. Petrick tinha ido embora da festa, mas antes ele deixou um bilhetinhopara a Demmy com o Bill. Quanto ele a entregou disse:- Sabe Demmy, eu achei que o Petrick gostava da Madison, mas pelo visto ele ainda gosta de você.- É. Mas por que essa preocupação com a Madison?- Você sabe... Dizem que está escrito na minha testa que eu gosto dela.- Ah sim, entendi. Por que você não fala pra ela?- Se eu tivesse coragem... Rs. Mas aqui... O Petrick é o cara, Demmy. Por que você não dá uma chancepara ele? Quando Demmy viu o que estava escrito no bilhete...- Valeu Bill! Você tem razão. Demmy veio na minha direção e me mostrou o papel, onde dizia: “Estou indo embora e posso não voltar. Só depende de você... Com amor, Petrick Grogan PS: Ainda acho que somos a combinação perfeita =) ” Rick estava do nosso lado e ele disse que Petrick voltaria para a Inglaterra. Perguntamos quando seria aviagem e ele não sabia responder. Brad perguntou se precisávamos de ajuda, mas nós ficamos comvergonha e dissemos que não. Maldita hora que falamos isso! Ligamos para ele e o recado na caixa postaldizia que ele ia para a Inglaterra e logo em seguida dava o número novo dele. Saímos no meio da festa,largando tudo para ir atrás dele. Fomos para a casa dele e a mãe dele disse que ele pegaria o vôo das18:00 horas. Detalhe: Já eram 17:30 horas. O aeroporto era a 25 minutos da casa dele (de carro). Nósestávamos sem carro e sem fôlego. Até que Tye, Bill, Rick e Mark apareceram com uma Kombi louca donosso lado. Não sei de onde eles tiraram aquela coisa, mas até que foi engraçado. É claro que ela deuproblema e eu e Demmy corremos mais uns 10 minutos a pé. Por fim, avistamos Petrick indo em direçãoao avião. Demmy e eu gritamos... Em vão. Ele não ouviu e os seguranças não nos deixaram passar.Demmy, aos prantos sentou num banquinho. Eu continuei gritando. Até que ele finalmente olhou paratrás. Não falei nada para a Demmy. Por trás, Petrick colocou as mãos sobre os olhos dela. Demmy paroude chorar e disse:- Acho que perdi um grande amor. 104
  • 105. - Eu posso afirmar que não – respondeu Petrick sentando-se ao seu lado.- Você é o cara!- Posso? – disse Petrick aproximando-se dela.- Nada disso! – disseram os meninos. Eles estavam sujos de graxa rs. É claro que depois Petrick desobedeceu a ordem deles. Ainda mais que aDemmy com um sorriso sem graça, concordou com o pedido. Bem, nesse dia nós fomos escutando rádiona volta para casa. A Kombi não deu problema haha. De repente o locutor falou que a próxima música édos Boys Like Girls e que se chama Two Is Better Than One. A música era tão linda que naquelemomento eu percebi que o meu admirador secreto era tão... Diferente. Tyler veio me pedir desculpas por não ter me mandado SMS. Sabe, eu ainda gosto do Tyler. Ele aindame deixa nervosa e sem graça, mas ele não me trata da mesma maneira que o outro do pc. Esse é tãofofo, romântico e carinhoso.- Claire! Vamos logo! Já chegamos.- Hã? Casa?- Bem vindo ao nosso planeta! – disse Sunshine na porta da minha casa.- Ih! Claire está zuretando... Aqui é o Bill, se lembra de mim?- Tive uma ideia! – eu disse.- Ideia? Vai começar a sair fumaça daqui a pouco...- Isso Sun... Fumaça? Na verdade, estava pensando... Preciso conhecer meu admirador secreto. Chega de mistério! Fui falarcom a minha irmã sobre isso. A resposta dela não foi positiva.- Conhecê-lo pessoalmente? Pirou na baratinha? Vai que ele é um tarado?- Um tarado romântico?- Taradonet! E o Tye? Ele é tão bonitinho.- Ah ele é uma graça! Do lado da Megan Fox então...- Ele nem fala com ela. Largou tudo pra ajudar você e a Demmy.- Não! Eu quero conhecer esse taradonet rs. Já sei! Vou ligar para ele. Vou reconhecê-lo pela voz.- Ah que menina inteligente! E você acha mesmo que ele vai atender?- Acho. Se eu colocar a minha linha como sem identificação...- Agora sim falou a minha língua. Qual é o número dele?- Vou ver. Ah! Dã pra mim. Ele também teve a ideia de colocar a linha como sem identificação.- Ih! Planos por água abaixo. 105
  • 106. Capítulo XVII Grande dia para mim e para a Annie W all! Como passa rápido! Faltam apenas três dias para o casamento da Annie. Decidi encontrarcom o meu admirador secreto no dia do casamento. Então eu entrei no meu Messenger e vi que ele estavaon-line.- Oi Claire!- Oi... Rs.- Olha, eu sei que vc quer saber o meu nome, mas...- Sabia que eu estava sentindo sua falta?- Mesmo?- Aham.- Eu fiz isso de propósito.- Isso o que?- Eu queria saber se vc ia sentir minha falta rs.- Então o seu teste deu certo.- Que bom rs. Assim eu fico com vergonha...- Rs. Sabe... Acho que está na hora de nos encontrarmos.- Vc está morrendo de curiosidade né?- Estou sim rs. Como vc sabe?- Rs. Mas e se vc me achar feio?- Eu não conheço nenhum garoto feio rs.- Hum... Então eu tenho concorrente rs.- Ñ tem ñ.- Ñ?- Vc é muito especial.- Vc acha?- Muita coisa...- Tudo bem. Vc me convenceu! Acho que já está na hora desse suspense acabar.- Amo filme de suspense, mas prefiro os de amor.- Espero que isso ñ vire drama.- kkk. Ah que isso! Olha... Eu nunca falei isso para nenhum cara, mas a verdade é que eu estou caidinhapor vc.- Fiquei todo arrepiado agora rs.- Rs. Então quando nós podemos nos encontrar?- Mês que vem rsrs.- Ah pára! Pode ser no dia do casamento da Annie?- Daqui a três dias? Já?- Ué, vc queria pra mais tarde? Assim eu vou explodir de curiosidade rs.- Mas vc vai estar se arrumando nesse dia.- Pode ser de manhã então? Umas 9:00 horas?- Tudo bem, vc que manda rs. Mas onde?- Na praçinha aqui perto da minha casa. Sabe onde é?- Sei sim... Tudo bem então.- Combinado. Neste momento, a chata da minha irmã me chamou: 106
  • 107. - Olha... Eu tenho que sair pq a minha irmã está me chamando. Provavelmente eu vou demorar e deve sercoisa do casório.- Tudo bem, vai lá. Eu espero o tempo que vc precisar.- Vc vai ficar aí?- Sim. Te esperando.- Vc é um fofo.- Tudo por vc... Vai lá que a sua irmã deve estar gritando feito uma louca kkk.- Está sim rs. Tchau! Beijo virtual.- Rs. Beijo. No caminho pra cozinha (que era onde minha irmã estava) recebi um SMS dele, que dizia: “Já estousentindo saudade rs”. Fala sério! Ele é muito diferente do Tyler. Aliás, o Tyler nunca mais entrou noMessenger.- Claire... Onde você estava?- No pc.- Fazendo o que?- Falando com o meu admirador secreto. Vamos nos encontrar às 9:00 horas no dia do seu casamento.- O que? Nada disso! Primeiro: você tem que me ajudar nesse dia e se arrumar. Segundo, eu já falei sobreesse taradonet. Ele é pilantra. Escuta o que eu estou te dizendo.- Primeiro, o casamento é seu e já está tudo certinho porque já tem gente demais cuidando da decoração edas outras coisas. Segundo, seu casamento vai ser às 17:00 horas. Eu vou ter umas sete horas depois domeu encontro para me arrumar. Terceiro, ele não é tarado e eu gosto muito dele tá?- Mas e o Tye?- O Tye não gosta de mim Annie...- Gosta sim. Ele disse para o Pierre enquanto você estava no Brasil.- Como é que é?- É sim. Eu não te falei porque eu queria que você soubesse por ele.- Ah por isso que você não quis que eu lesse as coisas que você escreveu enquanto eu estava lá né? Masagora já era! Eu vou me encontrar com o outro e ponto final. O Tyler tinha que ter me contado isso antes.Nós não somos mais crianças.- É que ele estava com medo de você não gostar dele.- Esquece Annie... O Tyler já era pra mim! Ah eu não acredito! O cara que eu sempre gostei também gosta de mim e eu esperei por isso tantotempo que agora eu não sei mais o que fazer. Estou entre os dois. Eu nunca passei por essa situação eagora só me resta saber quem é o meu admirador preferido. Bem, a Annie me chamou para que eu pudesse vestir mais uma vez o vestido que eu ia usar. É claro quedepois ela chorou de novo porque ela lembrou que ia morar em outro lugar, mais longe da família. Aí elacomeçou a me contar como estavam indo as coisas da nova casa, do casório, da festa, da lua de mel...Depois de três horas eu fui falar com o meu admirador:- Oi! Vc esperou mesmo hein...- É... Isso é pq eu te amo.- Olha, eu sei que será uma injustiça com vc, mas é que eu tive uma conversa com a Annie que não mefez muito bem.- Vc quer desabafar?- Ñ... Só quero que vc me perdoe por isso.- Mas é claro! Tudo bem... Até mais então.- Valeu! Mas está combinado então né?- Sim. 9:00 horas na praça perto da sua casa. Bj virtual.- Bj rs. Mas aqui... Vc vai estar com que roupa? Afinal... Pode aparecer outro garoto que eu conheço e euposso achar que é ele. 107
  • 108. - Rsrs. Aí o crédito vai pra ele né? Td bm... Eu vou estar de terno e gravata borboleta kkk.- Ah comédia! Não precisa disso...- Precisa sim. Só retiro o que eu disse sobre a gravata borboleta kkk.- Tudo bem... Vc que sabe doidinho rs. Bem, é claro que depois eu chorei até dizer chega! Afinal, eu descobri que o Tyler gosta de mim.- O quê? Aquele safado gosta de você? – disse Mark entrando no meu quarto.- Como você sabe disso?- Eu joguei um verde rs. Vi você chorando aí pensei que fosse alguma coisa relacionada a homens.- Kkk. Ah maninho... Só você mesmo para me fazer rir.- Olha Claire, eu sei que eu prometi te ajudar e acabei te esquecendo por causa do meu namoro, mas vocêquer desabafar? Pronto! Bastou ele dizer isso para dar conversa pra mais de uma hora rs. Ele falou para eu me encontrarcom o meu admirador. Com uma condição: que ele fosse junto rs.- Mas nem que a vaca surfe!- Eu vou e pronto! Não sei quem é esse cara...- Você vai estragar tudo!- Claire! Que negócio é esse de se encontrar com um admirador secreto? – disse meu pai entrando noquarto.- Calma... O Mark vai comigo.- Vou? Obrigado pelo convite querida irmã rs.- Ah então tudo bem. Vou falar com a sua mãe. Ela estava preocupada.- Claire... E aí já marcou o encontro, amor? – disse minha mãe também entrando no meu quarto que jáestá cheio rs.- Minha mãe que está preocupada né, pai? Bem, agora eu tenho que distrair o meu irmão para ele não ver nada do que acontecer nesse dia. Bem,três dias depois... Chegou o grande dia. Saí escondida (para o Mark não vir atrás de mim) e todaarrumada.- Onde você pensa que vai bonita desse jeito?- Eu ia chamar você para ir lá comigo... Rs.- Sei... Então vamos lá.- Não! Só se for de longe então.- Ah então eu não vou.- Ótimo!- Brincadeira! Haha.- Droga!- Te enganei né? Haha. Bem, eu estava adiantada quinze minutos. Foi quando passou um ônibus para Malibu. Pensei duas, trêsvezes e decidi me encontrar com o Tyler.- Você está maluca mana?- Eu preciso falar com ele.- Então vai lá. Assim que é bom. Mais confusão! Rs. 108
  • 109. Pegando o busão, fui para Malibu na esperança de encontrá-lo. Ele não estava em casa, nem no Rick,nem no Bill e nem no Brian. Quase dei um treco! Atrasada e cansada, voltei para o meu encontro. Euestava curiosa, mas ao mesmo tempo tão... Confusa. O Tyler gosta de mim, eu gosto dele e agora euestou indo me encontrar com um cara que diz que me ama e eu também gosto muito dele. Mais de umahora atrasada avisto Mark sorrindo de orelha a orelha e depois voltando para casa. Não entendi muitobem, mas eu estava muito nervosa. Foi quando eu vi um cara de costas... De terno rs. E ainda estavasegurando um buquê. O detalhe é que ele estava olhando para o outro lado... Como se eu o buquê ficassefora da minha vista rs. Cheguei bem perto, senti o seu perfume maravilhoso e falei com uma vozdiferente (mais feminina rs): “Achou que eu viesse pelo outro lado?” Foi quando ele se virou bemdevagar. A curiosidade estava me matando.- Tyler?- Claire? Ah desculpa... é melhor eu ir embora... você se decepcionou, eu sabia! – disse Tyler abaixandoa cabeça.- Nunca pensei que essa seria a melhor notícia do dia...- O que? Eu tenho chance?- Se você tem chance? Todas!- Você algum dia já gostou de mim?- Sabe por que eu cheguei atrasada?- Você estava salvando dois órfãos de um prédio em chamas? Haha.- Rs. Não. Eu salvei três órfãos de uma enchente.- Sério?- Não rs. Eu estava atrás de você como Tyler. Foi quando ele se ajoelhou, direcionou o buquê de flores na minha direção e falou as palavras maisperfeitas que um cara poderia falar:- Claire Lawrence, você aceita namorar comigo? Ahhhh depois que eu aceitei o esgoto criou flores, o chão asfaltado virou um campo imenso com cheirode chocolate e o Tyler virou um príncipe quando me deu o beijo mais perfeito que eu já recebi. Depoisele me pagou um pão de queijo e ficamos até meio dia conversando. Foi quando ele falou que tinha que irpara casa para ajeitar as coisas do casamento da Annie. Aí que eu lembrei rs. No caminho para casa eu jámandei um SMS para a Demmy dizendo: “Migaaa!! Vc não vai acreditar... o cara era o Tye e agora a gntestá namorando. No casório te conto mais.” Fui correndo para a casa já pensando que a Annie estariauma fera comigo.- Claire!!! Como foi? Vocês se beijaram? Menina...- Mas você não era contra?- Não contra o Tyler... Ele me surpreendeu. Até fingiu que estava com ciúmes desse cara rs.- Como você sabe que é o Tyler? Foi quando chegou o meu querido e amado irmão que estragou a surpresa toda.- Ae maninha hein... Tá pegando...- Mark!!- Ula-lá.- Ai que vergonha gente...- Ô Annie você acredita que ele foi de terno, gravata e com um buquê de rosas? – disse Mark morrendode rir.- Não brinca!!! Mas ele te deu uma caixa de bombom né Claire? 109
  • 110. Depois de explicar detalhes de tudo, aí que eu fui me ajeitar para o casório. De repente Sunshine meligou:- Claire?- Oi Sun.- Aí você não sabe o que aconteceu... Vi o besta do Brian dando em cima de outra garota.- E aí? Você deve estar muito mal né?- Que mal o que. A fila anda minha filha! Eu terminei com o desgraçado do Brian na frente da malditaassanhada.- Eita! Quanta determinação! Mas aqui... Tenho uma novidade.- Opa! Fofoca!- Estou namorando com o Tyler.- Legal! Já estava na hora! Que dia agitado né? Ainda tem um casamento pela frente. Será que vai tercoisa boa?- Com certeza. O primo do meu cunhadinho vai estar lá e ele é um gatinho. Mas também... Você acaboude terminar né?- E daí? Como eu falei... A fila anda. Eu não era casada... Mas qual é o nome desse garoto que eu nãoconheço?- Você é uma comédia Sun... O nome dele é Kyle.- Kyle? Ah é! Ele é primo do Pierre. Ele me falou.- Você o conhece?- Aham... Eu falava com ele no Messenger e a gente já até se gostou. Mas aí chegou o Brian e eu meafastei dele.- Eu me lembro dessa história. Aproveite então! Ele vai estar lá.- Ah que vergonha... Ele deve estar namorando e eu vou estar sozinha rs. Agora todo mundo tem seu par.- Não... A Megan Fox...- Está namorando com o Brad de São Francisco.- Sério? Legal. Tem o Bill e o Rick também...- O Rick acabou de falar comigo que ligou para a Alex e agora eles estão namorando e o Bill vai pedir aMadison hoje. Já o Richard, além de ser uma mala sem alça, sem rodinha e sem etiqueta pra voltar, ele teama. Nem sei como ele vai reagir quando souber que agora você está namorando.- É mesmo... Olha preciso ir... Não fiz quase nada para hoje. Beijo.- Tchau. Bem, chegou a hora do casamento! Minha irmã não chegou atrasada. Aliás, ela chegou em grandeestilo. De Bugre rs. E o Pierre chegou de Jet Ski. Dá pra acreditar? Nem eu sabia que seria assim. Pramim já era bem diferente o local: na praia! Rs. Veio meus primos lá da Flórida, inclusive a Hillary que étotalmente maluca. Simplesmente na hora dos votos ela interrompeu tudo:- Parem agora! Na troca de alianças uma bomba explodirá. Eu vi, eu vi.- Ah é mesmo? Não diga! – disse Annie sem a menor preocupação.- Vocês não acreditam em mim? Eu estou falando sério. Ah que bom! Ela sossegou. Mas na hora da troca de alianças ela gritou:- Vai explodir! Abaixem-se! E não é que algumas pessoas se abaixaram mesmo sabendo que ela era maluca? Rs. Na hora da festa, láestava eu com o meu amorzinho e a Demmy com o dela. Coitada da Sunshine! Estava procurando o Kylesó com o olhar. Ela nunca tinha visto ele pessoalmente e estava muito curiosa pra saber como ele era.Richard nem falou comigo. Só ficou olhando de longe. Até que enfim! Tyler disse para Demmy quesoube que ela vasculhou o pc dele porque o Bill viu tudo. Que mico! Rs. Ele disse que aquela pasta com 110
  • 111. uma senha era a conversa dele comigo como admirador secreto e que a senha que ela tanto tentou era123321 rs. Logo depois veio um garçom com um rosto familiar.- Hey! Eu te conheço de algum lugar – disse Tyler.- Sim. Meu nome é Louis. Eu sou o garçom do restaurante brasileiro.- Ahhhh do pão de queijo anormal?- Aham. Eu sabia que estava rolando um clima entre vocês dois. Ah! Agora a outra tem namorado né?- É – disse demmy toda sem graça. Até que veio a minha prima Hillary e disse:- Ele está seguindo vocês! Eu vi, eu vi.- Como? – disse Louis derrubando vinho no vestido dela.- Sangue! Sangue! Eu estou morta! Você me matou cara.- Desculpa moça. Foi sem querer!- Mentiraaaa!!!!!!!!!! Você estava me seguindo! Eu vi, eu vi.- Calma Hillary.- Ô Claire... Meu nome não é Hillary. Ali! Ali!- Ali o que? - perguntei.- A espaçonave! Haha. Você olhou rs. Quem é você? Está me seguindo? Nem acredito que eu olhei mesmo. O pior é que só eu que olhei rs. Mark veio logo em seguida dizendo:- Hillary! Você está uma gatinha com esse vestido cor de vinho rs.- Mesmo? – Sem comentários! Ela gosta do meu irmão.- Claro. Onde está a espaçonave?- Ali olha...- Não vou olhar! Haha. Tchau gente... Eu vou ali falar com a Lauren rs. Depois que o Mark chegou veio o Pierre, a Annie e o Kyle.- Gente... Esse é o meu primo Kyle.- Kyle? – disse Sunshine tomando um susto e ajeitando o cabelo.- Sunshine? Até que enfim nos vimos né? Saindo dali, Sunshine disse para ele que tinha terminado com o Brian.- Sério? Eu estava esperando que você me dissesse isso.- Por quê?- Porque você não merece o Brian.- Só por causa disso?- E porque ele me tirou tudo o que eu mais amava: você. Ah que fofo. Ah! O Bill criou coragem e falou com a Madison.- Olha Bill... Eu fiquei sabendo que era você que estava naquele dia que eu tinha caído. Você meacalmou muito e por isso eu decidi te dar uma chance. Você parece ser muito legal.- Sério?- Aham. E eu também estou sentindo uma coisa diferente por você. Culpa das suas ligações rs.- Eu nem sei o que dizer... 111
  • 112. Que graçinha! O Bill é muito zoador, mas quando o assunto é mulher ele vira um tomate de tãovermelho. Mas nada dessas coisas fofas é comparado ao que aconteceu no final da noite. Lá estava euprocurando igual a uma tonta o Tye. Até que ele me aparece com um violão cantando a música Two IsBetter Than One. Eu quase morri! Foi a coisa mais perfeita que ele poderia fazer. Até que para completarele tirou uma rosa do bolso do terno, beijou e colocou no meu cabelo.- Seu sonho foi realizado? – perguntou.- Não. Você realizou muito mais num só dia. Minha vida foi realizada. Todos bateram palmas. Fiquei morrendo de vergonha ^^ Depois do casamento, ficamos ali mesmo napraia. Demmy e Petrick no maior love e eu também é claro rs. Annie e Pierre foram passar a Lua de Mellá em Paris. Que chato né? Haha. Choramos muito porque ela vai morar um pouco longe da gente e eusentirei muitas saudades dela. Enfim, chego quase ao final desse livro... 112
  • 113. Capítulo XVIII Um ano depois... A gora eu sou famosa! Decidimos formar uma banda com o nome de “Esse é o cara”. Tyler ficounas músicas como compositor, Petrick na bateria (mas continua como paisagista), Bill toca violão e Ricko baixo. Eu e Demmy ficamos no vocal e Mark é o nosso empresário. É que ele tem papo rs. Ele casoucom a Lauren. Quem diria... Meu maninho tomando jeito. Sunshine está namorando com o Kyle e oBrian está sozinho... Fim merecido! Agora ele fica implorando pra Sunshine o perdão. Perdeu! Richardtambém ficou sozinho. Megan Fox e eu não nos odiamos mais. O negócio dela era o Tyler e agora queela está com o Brad, nem liga mais para o meu amor. Ainda bem rs. Meus pais fizeram 25 anos de casamento! Durante a festa, depois da nossa banda tocar, Tyler mechamou no canto e disse:- Estive pensando, melhor dois do que um. Nesse momento ele tirou do bolso uma caixinha aveludada vermelha, abriu e disse:- Quer passar o resto da sua vida comigo?- Claro! – respondi com lágrimas nos olhos. Parecia que eles tinham combinado. Petrick também chamou Demmy no canto e disse:- Chuvas de prata são mais belas acompanhadas da rosa. Pra mim você vai ser sempre a rosa mais bela domeu jardim. Mas queria muito ter você pra mim sempre que eu quisesse. Passaria toda a minha vidacuidando dessa flor com muito amor. Então, ele pegou aquela caixinha que toda mulher ama, abriu e apenas olhou para ela.- Cada dia que passa eu tenho mais certeza que somos a combinação perfeita – disse Demmy. Pronto! Demmy veio em direção a mim e eu em direção a ela (chorando é claro rs).- Amiga!! Ué... Você está chorando?- Sim Demmy... Mas é de alegria. E por que você está chorando?- Também de alegria! O Petrick me pediu em casamento.- Ahhh!!! O Tyler também me pediu em casamento! Foi tão perfeito! Aí foram risadas, choros e abraços. Seis meses depois aconteceu o meu casamento. Duas semanasdepois foi a vez do da Demmy. Saí da Lua de Mel em Paris (óbvio que eu ia pra lá né? Rs) para ir diretopara o casamento dela. Eles fizeram uma homenagem e passaram a Lua de Mel no Texas rs. Claro! TiaMiley e do Tio Jack disseram que sabiam que eles iam casar rs. Eu e Demmy continuamos amigas. Aindamoramos perto uma da outra e sempre estamos juntas. Na verdade, a grande história de amor foi a daminha com a Demmy. Na tristeza, na alegria, no estresse... Rs. Enfim, eu estou cada vez mais feliz ao lado dos dois amores da minha vida! Tyler Huston e DemmyGrey. É difícil encontrar o verdadeiro amor, mas sei que todas as meninas em algum dia da vida olharãopara alguém e pensarão: Esse é o cara! The end 113
  • 114. Teste para as meninas Quem é você no livro?♥ Você vê o seu namorado com ♥ Um cara que parece ser tudo o que outra... você sempre quis te dá mole. Sendo que você já gosta de outro que nãoA- Eu vou lá tirar satisfação com ele. é seu namorado...B- Choro até dizer chega! Mas eu o faço ver que eu vi e termino com ele outra A- Eu observo esse cara primeiro antes de hora. tomar alguma decisão.C- Vou direto falar com a minha amiga. B- Converso com ele para conhecê-lo melhor. Prefiro desabafar. C- Procuro saber se ele gosta de mim deD- A fila anda! Termino com ele ali mesmo. verdade. D- Esqueço o antigo na hora!♥ Um amigo te liga perguntando se você quer fazer alguma coisa no ♥ Você fica sabendo que a sua amiga final de semana. Você... gosta do cara que você gosta. Você...A- Primeiro eu vejo se o meu amorzinho quer ir. A- Me afasto dela.B- Fico nervosa por saber que meu amado B- Me sinto insegura por achar que ela tem vai. Começo a pensar nos preparativos. mais chances do que eu.C- Ligo para outros amigos chamando eles C- Me afasto dele. também. D- Que vença a melhor!D- Se for para ir à praia eu aceito na hora.
  • 115. Resultado ♥ Maioria A: Annie Assim como a Annie, você é esperta e carinhosa, mas às vezes tomadecisões precipitadas. Só não sei se você é tão engraçada quanto ela rs. ♥ Maioria B: Claire Wall! Você é igualzinha a Claire! Você é sensível e sensata, mas só tenhacuidado com a sua sensibilidade e insegurança. Claire sofreu muito por causadisso. ♥ Maioria C: Demmy Amiga! Você é tudo de bom! Seu ponto forte é ser amiga. Continueassim! Só precisa confiar mais em si mesma. ♥ Maioria D: Sunshine Menina... Você tem uma determinação invejável! Mas às vezes é precipitada. Tente conversar mais com as pessoas e saber o que realmente está acontecendo, ok? 115
  • 116. Teste para os meninos Você é que cara? O que a garota precisa ter (ou ser) Você gosta muito de uma garota, para chamar sua atenção? mas não sabe como dizer... A - Precisa ser simpática e ter um jeitoA - Eu a surpreendo com alguma coisa especial de olhar e sorrir.bem romântica e diferente. B - Beleza.B - Falo por telefone. C - Precisa ser um pouco difícil.C - Falo numa boa. Não tenho D - Precisa ser bonita e gostar muitovergonha de falar essas coisas. Mas de sair.tem que ter papo...D - Eu chego chegando entendeu? Você tem um encontro e uma abelha picou sua boca... Você faria uma serenata de amor para sua amada? A - Eu faço de tudo para a minha boca desinchar.A - Sim, claro! Faria qualquer coisa B - Arrumo uma desculpa para não irpor ela. ao encontro.B - Se eu tivesse coragem... C - Falo para ela o que aconteceu.C - Faria, mas não da maneira D - Eu vou, como se nada tivessetradicional. acontecido. Sou lindo de qualquerD - Que coisa mais antiga... maneira. 116
  • 117. Resultado Maioria A: Romântico Ah! Você é um fofo! Bem no estilo do Tyler, Petrick e Pierre. É superromântico e observa as coisas mais simples numa mulher. Só cuidado paranão ficar tão chato quanto o Richard rs. Maioria B: Envergonhado Olha... Você pode até não ser tímido, mas quando o assunto é mulher vocêtem muita vergonha. Você é como o Rick e o Bill. Cuidado para não perderum grande amor por causa da timidez. Maioria C: Descolado Você é um cara como o Mark; Descolado, persistente e divertido. Você éaté romântico... Só que de um jeito mais moderno. Talvez não queira sepassar por “o sensível”, então você em vez de se declarar para uma garotaprefere cantá-la, certo? Mas cuidado! Você pode acabar ficando com famade pilantra. Maioria D: Fala sério cara!! Você definitivamente não é o cara! Você precisa ser mais flexível edemonstrar mais o amor que você tem pela garota. Isso é bem a cara doBrian. Cuidado pra não tomar um toco hein rs. 117
  • 118. Glossário:Para quem não sabe o que significa... Vai aí uma ajudinha:• Aham – Sim. • Pagar mico ou micásso – Quando alguém• And – E (em inglês) passa uma vergonha. Exemplo: Cair na frente de muitas pessoas.• Animadássa – Muito animada. • Pc – Computador.• Argh! – Eca! • Peraí ou perae – Espere.• Baleiuda – Gorda. • Pizzarada – Rodízio de pizzas.• Bj – Beijo. • Pq – Porque ou por que.• Bombar – Arrasar. Exemplo: Essa festa vai bombar = Essa festa vai ser muito • Q – Que. legal; vai ser inesquecível. • Qnd – Quando.• Busão – Ônibus. • Qnt – Quanto.• Bye – Tchau (em inglês) • Qr – Quer.• Caxote, caldo – É quando a onda te derruba na areia e depois ainda vem por • Rs, haha, hihi, ^^, kkk – Diferentes tipos cima de você. de risada.• Droga! - Que raiva! • S2 – Um coração.• Fófis – Fofinho. • Sanduba – Sanduíche.• Gnt – Gente. • Tá – Está.• Hã? – O que? • Td bm? – Tudo bem?• Hj – Hoje. • Tirar onda – Dependendo do contexto pode ser quando uma pessoa dá uma de• Hum – Quando a pessoa está pensando. valente, culto, descolado e etc.• Mala – Chato. Exemplo: O mala do • Tô – Estou. Richard [o chato do Richard]. • Vc – Você.• Miga, miguxa – Amiga. • Wall – Uau! Gíria que expressa espanto e• Mt – Muito. alegria.• Ñ – Não. • Xau – Tchau.• Né? – Não é? • Zuação ou zoação – Brincadeira, zombaria.• Pacas – Muito. Exemplo: Longe pacas = Muito longe. • Zuretando – Endoidando. 118
  • 119. Tradução de música Banda: Boys like girls Two is Better Than One (Dois é melhor que um)Eu me lembro do que você usou no primeiro dia E você já me pegou abrangidoVocê entrou em minha vida E eu estou pensandoE eu pensei:"Hey, sabe, isso pode ser alguma coisa" Que eu... Eu não posso viver sem vocêPorque tudo o que você faz Porque talvez dois é melhor do que umE palavras que diz Há muito tempoVocê sabe que tudo isso leva o meu fôlego Para descobrir o resto da minha vidaE eu sou deixado com nada Mas eu descobri Quando tudo estiver dito e feitoEntão, talvez seja verdade Dois é melhor do que umQue eu não posso viver sem você Dois é melhor que um.Talvez dois é melhor do que umHá muito tempoPara descobrir o resto da minha vidaE você já me pegou abrangido Observação: Não foi Tyler Huston que compôsEstou pensando dois é melhor do que um essa música. Ele é um personagem fictício.Lembro-me de cada olhar, o seu rostoO seu jeito de revirar os olhosO jeito, o saborVocê torna difícil respirarPorque quando eu fecho os olhos eu vou longePenso em você e tudo fica bemPercebo agora que você está indoEntão, talvez seja verdadeQue eu não posso viver sem vocêTalvez dois é melhor do que umHá muito tempoPara descobrir o resto da minha vidaE você já me pegou abrangidoEstou pensando dois é melhor do que um(yeah yeah)Eu me lembro que você usou no primeiro diaVocê entrou em minha vidaE eu pensei ... Hey...Talvez seja verdadeQue eu não posso viver sem vocêTalvez dois é melhor do que umHá muito tempoPara descobrir o resto da minha vida 119