11 slideshare análise de riscos no cenário logístico jan 2014

271 views
191 views

Published on

Esse artigo estar postado ni meu site:
wwww.universidadelogistica.com.br .
É comentado no artigo as preocupações de milhares de pequenos e médios Empresários quanto aos Riscos do Negócio. Apresenta-se algumas dicas por onde caminhar, tomar decisões e afastar os riscos.

Published in: Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
271
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

11 slideshare análise de riscos no cenário logístico jan 2014

  1. 1. http://universidadelogistica.com.br Análise de Riscos no Cenário Logístico Janeiro 2014
  2. 2. No artigo, “Desenho Processo Logístico Transporte pelo Modelo Canvas”, neste site, foi comentado e foi apresentado novas conceituações de Processos Logístico serem tratados como Modelos de Negócios. Dando prosseguimento as inovadoras conceituações, neste artigo, será abordado os Processos Logístico sob a perspectiva da Gestão de Riscos. Na atualidade, o assunto gestão de riscos, é muito preocupante entre os Empresários e Profissionais envolvidos nos Processos Logístico.
  3. 3. Processos Logístico desenhados de maneira inadequada, sem um mínimo de tecnologia da informação ou baseados em pressupostos de valor, achando que o “cliente” deseja assim, acarreta aumento dos riscos de “achismo”, assim como de custos direto, indireto e o que é mais grave, de “custos invisíveis”. Mas como analisar e gerenciar Riscos? Como afastar e minimizar Riscos? Existe já lançadas publicações, elaboradas para prática, como a International Organization for Standartization - ISO 31000, baseada na norma Australiana / Neozelandesa 4360.
  4. 4. A ISO 31000-2009 oferecerá um novo padrão internacional de Gestão de Riscos, independentemente da área ou segmento de atuação. Ela apresenta um design de processo para a Gestão de Riscos. A ISO 31000-2009 oferecerá um novo padrão internacional de Gestão de Riscos, independentemente da área ou segmento de atuação. Ela apresenta um design de processo para a Gestão de Riscos. A ISO 31000-2009 tem como grande desafio pela frente, que é estabelecer uma linguagem comum, como também padronizar as melhores práticas e abordagens para que as organizações possam implantar a gestão de riscos em seus processos.
  5. 5. A ISO 31000-2009 surge também para integrar as diversas metodologias e terminologias, pois hoje ainda falta um consenso em relação à terminologia e aos conceitos utilizados para se gerir os riscos. Como os Processos Logístico se comportará nesse novo cenário de negócios? Como avaliar e reinventar novos Modelos de Negócios Logístico com riscos tão eminentes? Uma recomendação que se faz é utilizar a metodologia de análise do ambiente de Modelo de Negócios, considerando-se o contexto, direcionadores e restrições.
  6. 6. Para melhor se compreender e simplificar o processo, vai-se direto ao ponto que é o “espaço de design” de seu Modelo de Negócios. Sugere-se de modo bem simples mapear as quatro dimensões principais de riscos, que são: 1) forças do mercado, 2) forças da indústria, 3) tendências principais e 4) forças macroeconômicas. Nos próximos slides, estarão descritas as quatro principais forças externas que influenciam os Modelos de Negócios Logísticos devidamente categorizadas.
  7. 7. Riscos 1 – Análise das Forças de Mercado a) Fatores de Mercado – Identifica questões chave direcionando e transformando seu mercado desde os Clientes até perspectiva de Oferta. Questões Principais: Quais são as questões principais afetando a realidade do cliente? Que mudanças estão se aproximando? Para onde o mercado está indo? b) Segmentos de Mercado – Identifica os principais segmentos do mercado, descreve seus atrativos e busca localizar novos segmentos. Questões Principais: Quais são os Segmentos de Clientes mais importantes? Onde está o maior potencial de crescimento? Quais segmentos estão declinando?
  8. 8. Riscos 1 – Análise das Forças de Mercado - continuação c) Necessidades e Demandas – Descreve as necessidades do mercado e analisa o quanto elas estão bem atendidas. Questões Principais: Do que os Clientes precisam? Onde estão as maiores necessidades não satisfeitas dos clientes? O que os clientes querem que seja feito? Onde a demanda está aumentando? d) Custos de Mudança – Descreve elementos relacionados aos clientes alternando negócios aos concorrentes. Questões Principais: O que vincula os clientes a uma companhia e sua oferta? Quais custos impedem os clientes de trocarem para a concorrência? É fácil para os clientes encontrar ofertas similares? e) Atratividade de Receita – Identifica elementos relacionados à atratividade de renda e ao poder de preço. Questões Principais: Pelo que os clientes estão realmente dispostos a pagar? Onde as maiores margens podem ser obtidas? Podem os clientes encontrar e comprar produtos e serviços mais baratos com facilidade?
  9. 9. Riscos 2 – Análise Competitiva das Forças da Indústria: a) Concorrentes {Incumbentes} b) Novos Entrantes {Insurgentes} c) Produtos e Serviços Substitutos d) Fornecedores e Outros Participantes da Cadeia de Valor e) Públicos de Interesse Riscos 3 – Previsão de Tendências Principais: a) Tendências Tecnológicas b) Tendências Regulatórias c) Tendências Sociais e Culturais d) Tendências Socioeconômicas
  10. 10. Riscos 4 – Análise das Forças Macroeconômicas: a) b) c) d) Situação do Mercado Global Mercado de Capitais Commodities e Outros Recursos Infraestrutura Econômica Em um Modelo Competitivo de Negócios que faça sentido no ambiente de hoje, pode estar até obsoleto já na manhã seguinte. É urgente e necessário se aprimorar a compreensão do ambiente de um modelo e da sua evolução.
  11. 11. Não se pode, é claro, ter certeza quanto ao futuro, devido as suas complexidades, incertezas e potenciais perturbações inerentes ao evolutivo ambiente de negócios. Entretanto, pode-se desenvolver um número de hipóteses sobre o futuro para servir de direcionamento para o design dos Modelos de Negócios Logístico do amanhã. Fontes de Pesquisa: Inovação em Modelos de Negócios; um manual para visionários, inovadores e revolucionários / Alexander Osterwalder, Yves Pigneur. ISO 31000:2009- ISO / IEC 31010 Guia & ISO 73:2009 Novas Normas para a Gestão do Risco Kevin W Cavaleiro AM; CPRM; Hon FRMIA; FIRM (UK); LMRMIA; ANZIIF (Mem).

×