• Like
(Sistema de gerenciamento de conteúdo para ambiente web)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

(Sistema de gerenciamento de conteúdo para ambiente web)

  • 2,767 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
2,767
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
101
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. UNIVERSIDADE SALVADOR - UNIFACS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DAVID HENOCH SENA DA SILVA SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CONTEÚDOPARA AMBIENTE WEB – UM ESTUDO DE CASO NA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS Salvador 2012
  • 2. DAVID HENOCH SENA DA SILVA SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CONTEÚDOPARA AMBIENTE WEB – UM ESTUDO DE CASO NA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS Artigo Científico como Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao curso de Sistemas de Informação da Universidade Salvador, como requisito parcial para obtenção de título de Bacharel em Sistemas de Informação. Orientador: Prof. Dr. Carlos José da Silveira Salvador 2012
  • 3. DAVID HENOCH SENA DA SILVA SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CONTEÚDO PARA AMBIENTE WEB – UM ESTUDO DE CASO NA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS Artigo Científico elaborado como Trabalho de Conclusão de Curso do curso de Sistemas de Informação da Universidade Salvador, para obtenção do grau de Bacharel em Sistemas de Informação.Orientador: Prof. Carlos José da SilveiraDoutor em Ciências Empresariais pela Universidade Del Museo Social ArgentinoUniversidade SalvadorAvaliador 1: Prof. Luiz MoraisAvaliador 2:Aprovado em _____ de _________________ de 2012.
  • 4. RESUMO Este artigo apresenta um estudo sobre a utilização de sistemas gerenciamento de conteúdopara desenvolvimento de páginas no ambiente web. Tem como objetivo demonstrar aintegração entre soluções web para clientes, sistemas de gerenciamento de conteúdo edesenvolvimento. Os métodos utilizados para o desenvolvimento desse trabalho foram apesquisa acadêmica, pesquisa das ferramentas, desenvolvimento e um estudo de casodesenvolvido em parceria com uma instituição evangélica. O resultado desse trabalho foi odesenvolvimento de uma página dinâmica para a Igreja Assembleia de Deus em Salvador eRegião Metropolitana utilizando Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. O trabalhoapresenta os benefícios e as precauções no uso de gerenciador de conteúdo, a diferença entreo desenvolvimento de páginas web de forma típica e o desenvolvimento utilizando sistemasgerenciadores de conteúdo, dentre outros. Do trabalho se conclui que a utilização de sistemade gerenciamento de conteúdo para desenvolvimento de páginas web é positivo, uma vez quetraz benefícios consideráveis para o programador e para o cliente.Palavras-chave: Desenvolvimento para WEB, Sistemas de Informação, Sistemas deGerenciamento de Conteúdo, Joomla. ABSTRACT This article presents a study about the use of Content Management System (CMS) todevelop webpages. Its objectives are to demonstrate the integration between web solutions forcustomers, Content Management Systems and development. The methods used to developthis work were the academic research, tool research, development and a Case Studydeveloped with an evangelical institution. The result of this work was de development of adynamic page to the church Assembleia de Deus em Salvador e Região Metropolitana, usingContent Management System. This work presents the benefits and cautions in use contentmanagement, the difference between the development of webpages in normal way and thedevelopment using Content Management System, and more. From this work we perceive thatthe use of Content Management System to develop webpages is positive, because it showsconsiderable benefits to the programmer and for the customer. Keywords: WEB Development, Information Systems, Contend Management Systems,Joomla.
  • 5. LISTA DE FIGURASFigura 1 – Como funciona tipicamente a WEB 10Figura 2 – Como funciona o CMS 11 LISTA DE TABELASTabela 1 – comparativo entre as ferramentas de gerenciamento de conteúdo 15 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLASCMS Content Management SystemPHP Hypertext Preprocessor
  • 6. SUMÁRIO1. INTRODUÇÃO 072. BENEFÍCIOS E PRECAUÇÕES 082.1 BENEFÍCIOS 082.1.1 USUÁRIO UTILIZA MENOS TEMPO PARA APRENDER CÓDIGO 082.1.2 A ESTRUTURA DO SITE PODER SER ALTERADA FACILMENTE 082.1.3 OS SISTEMAS FAZEM ALTERAÇÕES NO SITE DE FORMA FÁCIL 082.1.4 ECONOMIZAR DINHEIRO COM SOLUÇÕES DE CÓDIGO ABERTO 092.2 PRECAUÇÕES 092.2.1 SUPERVISÃO 092.2.2 PROFISSIONAL ESPECIALIZADO 093. COMO FUNCIONA 093.1 FUNCIONAMENTO TÍPICO 093.2 FUNCIONAMENTO UTILIZANDO CMS 104. FERRAMENTAS EM DESTAQUE 114.1 JOOMLA 114.4.1 ÁREAS DE EFICÁCIA DO JOOMLA 114.2 WORDPRESS 114.2.1. ÁREAS DE EFICÁCIA DO WORDPRESS 124.3 DRUPAL 124.3.1 ÁREAS DE EFICÁCIA DO DRUPAL 124.4 PLONE 124.5 MOODLE 124.5.1 ÁREAS DE EFICÁCIA DO MOODLE 124.6 COMPARATIVO ENTRE AS FERRAMENTAS 135. DESENVOLVIMENTO DO PROTÓTIPO 135.1 DAS FERRAMENTAS UTILIZADAS 145.1.1 SERVIDORES 145.1.2 GERENCIADOR DE CONTEÚDO 145.1.3 LINGUAGENS 145.1.4 PLUGINS 145.4.1.1 IMAGESIZER 145.4.1.2 ALLVIDEOS 145.2 O APRENDIZADO 156. CONCLUSÃO 16 REFERÊNCIAS 17
  • 7. 71. Introdução A necessidade cada vez maior de as organizações terem as suas informações gerenciadase publicadas é notória. Ter a representatividade na WEB não é considerado atualmente comodiferencial, mas sim como um procedimento padrão imposto pela concorrência de mercado. Nessa esteira, uma das formas rápidas e eficientes de executar essas tarefas é através deSistemas de Gerenciamento de Conteúdo, denominados CMS (do inglês Content ManagementSystem). Para MAUTHE, THOMAS(2004), o gerenciamento de conteúdo está começando a setornar uma pedra angular para vários tipos de operações na indústria da mídia. Muitosprocessos na criação e distribuição de mídia já são suportados por sistemas que gerenciamconteúdos sob circunstâncias específicas. No entanto, como esses sistemas são desenvolvidose implantados para todos os tipos de mídia e casos de uso, há uma infinidade de soluçõesdiversas, todas rotuladas de Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. Segundo GARTNER(2008), um sistema de gerenciamento de conteúdo para WEB é oprocesso de controle de conteúdo de um site WEB através do uso de ferramentas degerenciamento específicas baseadas em um repertório central. Eles podem ser adquiridoscomo comercial de produtos, ferramentas com código aberto ou ofertas de serviçoshospedadas em um site. MAUTHE, THOMAS (2004) afirma que, convencionalmente, conteúdo é usado para sereferir a qualquer tipo de informação audiovisual, visual, sonora ou textual. Um tipoespecífico de mídia representando conteúdo nesse contexto pode ser determinado com umaapresentação ao vivo (por exemplo, um broadcast de vídeo ou áudio). No entanto,contextualizando para sistema, o conteúdo é caracterizado por sua presença e disponibilidadepermanentes, ou seja, o conteúdo pode ser acessado através de uma requisição ou estádisponível certos momentos dentro do sistema. O conteúdo pode ser produzido, alterado,transmitido, consumido e construído em partes ou na sua totalidade. Para BOIKO (2005), gerenciamento de conteúdo é um processo de coleta, gerenciamentoe publicação de informações para qualquer meio de comunicação que for necessário.
  • 8. 82. Benefícios e Precauções A utilização de Sistema de Gerenciamento de Conteúdo para WEB estabelece padrões naforma de criação e manutenção do sistema. Podemos observar benefícios e precauções em suautilização.2.1. Benefícios2.1.1. - Usuário Utiliza Menos Tempo Para Aprender CódigoA maioria das pessoas que publicam na WEB não é formada por desenvolvedores. Sãopessoas que tem um interesse em um tema e deseja disseminar informações na web.Frequentemente, o primeiro passo é aprender como codificar e desenhar websites, que podeser desanimador para alguém que não tem interesse nesses aspectos. Pior ainda, a pessoa podeter o interesse, mas ainda comete graves erros de web design (NELSON. DJ, 2009).Utilizar um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo facilita, porque não é necessário aprendercódigo e a pessoa conhecendo um pouco de HTML pode ser capaz de utilizar a maioria dossistemas de gerenciamento de conteúdo (NELSON. DJ, 2009).2.1.2. A Estrutura do Site Pode Ser Alterada FacilmenteNovos publicadores da WEB tendem a aprender uma quantidade razoável de HTML e entãovão aprendendo poucas coisas adicionais ao longo do tempo. Isso significa que coisas comoCSS (Cascading Style Sheets), que faz sites mudarem facilmente, são frequentementeaprendidos depois que o site está pronto (NELSON. DJ, 2009).A desvantagem em relação a isso é que se um site é feito estritamente em HTML, pode ser umpesadelo alterar sua estrutura, porque cada página terá de ser modificada. Usuários de CMSevitam esse aborrecimento, porque sistemas de gerenciamento de conteúdo usa templates.Uma vez a template mudada para alterar as cores, desenho ou estrutura de navegação, todas aspáginas do seite serão alteradas (NELSON. DJ, 2009).2.1.3. Os Sistemas Fazem Alterações No Site De Forma FácilQuando um CMS é usado, os sites podem ser facilmente alterados de qualquer computador. Ousuário somente precisa ter o login e a senha da página. Sem um sistema de gerenciamento deconteúdo, o usuário precisa ter os arquivos no computador que eles estão usando, o que nãopode ser prático em todas as situações (NELSON. DJ, 2009).
  • 9. 92.1.4. Economizar Dinheiro com Soluções de Código AbertoSistemas de gerenciamento de conteúdo com código aberto ajuda muito a cortar custos noprojeto, porque eles, de fato, são gratuitos. Por exemplo, Wordpress é um CMS, mas amaioria das pessoas só o consideram para ser usado em blogs. No entanto, se forem utilizadosplugins do Wordpress, e um desenho customizado, Wordpress pode se transformar de umsimples blog a um site completo (NELSON. DJ, 2009).Joomla é outro CMS de código aberto que é gratuito. Joomla tem facilidade de aprendizagemmaior do que Wordpress, e ao contrário do Wordpress, os plugins e templates tendem a serpagos; no entanto, considerando tudo, ele ainda é menos caro do que ter um CMS construídode forma customizada (NELSON. DJ, 2009).2.2. Precauções2.2.1. SupervisãoUm CMS deve ter um webmaster para supervisionar problemas relacionadas a segurança efuncionalidades. Não é como um website HTML que consiste em páginas estáticas, quepodem ser instaladas e então abandoná-las. O webmaster precisa atualizar o CMS quandopacotes de segurança são lançados ou quando bugs são consertados.2.2.2. Profissional EspecializadoExiste a necessidade de um profissional em Sofware CM. Um webdesigner de HTML ou umespecialista em outras aplicações não obterá os melhores resultados utilizando CMS.3. Como funciona Existem diferenças entre o funcionamento típico da WEB e o funcionamento utilizandoCMS.3.1. Funcionamento típico No funcionamento típico da manutenção de um site, temos os editores/aprovadores, owebdesigner, os contribuidores de conteúdo e o webmaster. O webmaster coleta asinformações de todos os outros atores do desenvolvimento do site, e atualiza-o. Esseprocedimento gera um gargalo entre os contribuidores de conteúdo e os visitantes do site. Asatualizações para o site não são disponíveis para os visitantes sem antes passar pelowebmaster. Podemos observar como funciona na seguinte figura:
  • 10. 10 Figura 1 – Fonte: adaptado de <http://www.ubc.ca/okanagan/itservices/service-catalogue/publishing- hosting/cms/help/how-it-works.html>3.2. Funcionamento utilizando CMS No funcionamento utilizando CMS, os atores de desenvolvimento do site poderãoatualizá-lo diretamente com o CMS, e não mais fornecendo as informações ao webmaster. Osgerenciadores de desenho tem todos os direitos (criam templates – regiões de conteúdoeditáveis e não editáveis, recursos de navegação e desenho, dentro do CMS), os editores eaprovadores revisam e editam as informações, se necessário e os contribuidores de conteúdoescrevem ou colocam conteúdos nas páginas de template. Uma vez aprovado, o site épublicado via FTP(do inglês File Transfer Protocol) para o servidor, onde os visitantespoderão acessá-lo. A figura seguinte ilustra esse funcionamento:
  • 11. 11 Figura 2 – Fonte: adaptado de <http://www.ubc.ca/okanagan/itservices/service-catalogue/publishing- hosting/cms/help/how-it-works.html>4. Ferramentas em Destaque Existem vários sistemas de gerenciamento de conteúdo disponíveis no mercado. Nestetrabalho iremos apresentar alguns CMS que são disponibilizados gratuitamente e estão emdestaque.4.1 Joomla Joomla é um premiado sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS), que lhe permiteconstruir sites e poderosas aplicações online. Muitos aspectos, incluindo a sua facilidade deuso e extensibilidade, fazem do Joomla o mais popular software para confecção de websitedisponível. Joomla é uma solução de código aberto e está disponível gratuitamente para todos(JOOMLA, 2012).4.4.1 Áreas de Eficácia do JoomlaPara (ÁVILA, 2011), o Joomla tem eficácia para criar redes sociais, áreas exclusivas(restritas) para clientes, com login e senha, site com fóruns e comércio eletrônico ou um portalautomatizado com horário programado para colocar ou tirar do ar algum conteúdo específico.4.2 WordPress
  • 12. 12O WordPress é uma plataforma semântica de vanguarda para publicação pessoal, com foco naestética, nos Padrões Web e na usabilidade. O WordPress é ao mesmo tempo um softwarelivre e gratuito (WORDPRESS, 2012).4.2.1 Áreas de Eficácia do WordPress(ÁVILA, 2011) afirma que o WordPress obtém êxito em criação de blogs, portais de notíciasou sites comuns.4.3 DrupalDrupal é uma plataforma de sistema de gerenciamento de conteúdo de código aberto. Ele éconstruído, utilizado e apoiado por diversas e ativas comunidades de pessoas ao redor domundo (DRUPAL, 2012).4.3.1 Áreas de Eficácia do DrupalPara (TOSSULINO, 2008), o Drupal adapta-se tanto a pequenos blogs quanto a grandesportais, porque integra algumas funcionalidades como gerenciadores de intranets, blogs,comunidades/wikis, sites de comércio eletrônico e fóruns.4.4 PloneO Plone é um Sistema Gerenciador de Conteúdo (CMS – Content Management System) livree de código aberto. Possui sistema de workflow, segurança e funções pré-configuradas, umconjunto de tipos conteúdo e suporte a várias línguas. Desenvolvedores e testadores do mundocontribuem com a construção e melhoria do sistema (UFRGS, 2012).4.5 MoodleMoodle é um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (do inglês CMS), também conhecidocomo um Sistema de Gerenciamento de Aprendizado (do inglês LMS) ou um Ambiente deAprendizado Virtual (do inglês VLE).4.5.1 Áreas de Eficácia do MoodleDe acordo com (MUZINATTI, 2005), O Moodle é utilizado principalmente para criação decomunidades on-line, em ambientes virtuais voltados para o aprendizado. Pode ser utilizado
  • 13. 13também para cursos totalmente virtuais, como apoio para cursos presencias e é indicado paragrupos de estudo e treinamento de professores.4.6 – Comparativo entre as ferramentas As ferramentas de gerenciamento de conteúdo apresentam diferenças entre si que astornam mais eficientes para usos distintos. Temos aqui um comparativo para o uso indicadode cada ferramenta: Joomla WordPress Drupal Facilidade de +++++ +++ + Instalação Moderação pelo +++++ ++++ + Cliente Publicação de +++ +++++ ++ Conteúdo Apelo visual, com +++++ + ++ recursos WEB 2.0 Personalização e +++++ + ++ customização para o cliente Tabela 1: comparativo entre as ferramentas de gerenciamento de conteúdo.5 Desenvolvimento do protótipo A pesquisa tem como campo temático um website para a Igreja Assembléia de Deus emSalvador e Região Metropolitana, Estado da Bahia, situada na Avenida Elmo Serejo Farias,25, CIA I, SIMÕES FILHO/BA, com base na legislação vigente, fundada em 20 de Julho de1966 como congregação, e como Igreja Sede do Campo em 15 de novembro de 2001,conforme registro do Estatuto no cartório de títulos e documentos e pessoas jurídicas –Comarca de Simões Filho/BA, no livro B, sob o número de registro 4507 e no CNPJ nº13.757.885/0001-10, é uma Entidade Civil de natureza religiosa, sem fins lucrativos,amparada pelo Decreto Federal 119-A de 07 de janeiro de 1890, alterado pelo decreto 4.496,de 4 de dezembro de 2002; cominado com o artigo 5, incisos VI, VII, VIII, XVIII; e artigo 19,inciso I, ambos da Constituição da República Federativa do Brasil, com sede e fórum nacidade de Simões Filho/BA, doravante denominada igreja. Como sede, com cerca atualmente de 60 (sessenta) filiais, a Igreja Assembleia de Deusem Salvador e Região Metropolitana tem a necessidade de um website que possa divulgareventos realizados nos estados em que está inserida, apresentando fotos, vídeos, áudios,
  • 14. 14dentre outros. O objeto de estudo é delimitado por um website de divulgação, utilizando oCMS Joomla no seu desenvolvimento.5.1 Das ferramentas utilizadas5.1.1 Servidores O servidor local utilizado para desenvolvimento do protótipo offline foi o WampServer2.1, que inclui o Apache e MySQL. Em relação ao servidor utilizado para lançar o website na internet, foi utilizado o serviçodisponibilizado pelo UOL Host, que inclui os serviços para SQL, bem como a opção deinstalação do gerenciador de conteúdo Joomla como padrão da página.5.1.2 Gerenciador de Conteúdo O gerenciador de conteúdo para utilização de protótipo foi o Joomla, versão 1.5.5.1.3 Linguagens Para incrementar o protótipo, que faz uso de template, além do gerenciador de conteúdoforam utilizadas as linguagens HTML (marcação) e CSS(estilo).5.1.4 Plugins O Joomla oferece disponibilidade para instalar extensões além das pré-instaladas, deforma a otimizar e customizar o desenvolvimento da página. No protótipo foram utilizadasalgumas extensões.5.1.4.1 ImageSizer O ImageSizer é um plugin utilizado para gerenciar imagens. Ele oferece a capacidade decarregar as imagens num visualizador que evidencia as imagens e as redimensiona para asmesmas serem mostradas de acordo com a sua resolução original.5.1.4.2 AllVideos
  • 15. 15 O AllVideos é um plugin utilizado para gerenciar vídeos e áudio. A versão utilizada noprotótipo é a 4.4. Ele tem a capacidade de mostrar vídeos ou áudio como stream ou carregarvídeos salvos no servidor.5.2 O aprendizado Durante o desenvolvimento de protótipo foram necessários conhecimentos na área dedesenvolvimento, além de conhecimentos no manuseio das ferramentas. O desenvolvedor possuía conhecimentos prévios de HTML e CSS, além da utilização deservidor local (localhost). Contudo, foram necessários aperfeiçoamentos em relação ao que odesenvolvedor já sabia sobre esses assuntos para o desenvolvimento do protótipo de formasatisfatória. Em relação à utilização de gerenciador de conteúdo, especialmente o Joomla, odesenvolvedor não tinha conhecimento algum. Para aprendizado do mesmo, contou com aajuda dos acadêmicos de Sistemas de Informação André Nascimento e Mateus Brito, quemonitoraram o processo de instalação e configurações do Joomla diligentemente, além depesquisas acadêmicas e na internet sobre o assunto. Para disponibilizar a página na internet, foi necessário utilizar conhecimentos prévios dasmatérias de Redes de Computadores aprendidas durante a formação acadêmica. Não obstante,o desenvolvedor também obteve a ajuda do acadêmico de Sistemas de Informação HugoBorges, que de forma clara, transmitiu informações sobre o registro e a hospedagem do site. O desenvolvedor enfrentou algumas dificuldades em relação ao uso de extensões emtemplates, de forma que, no desenvolvimento, houve conflito entre uma extensão para tabela ea template utilizada. Destarte, a página não pôde ser mais vista e foi necessário odesenvolvimento da mesma do início novamente. Para que a página obtivesse a aparência desejada, foi necessário que o desenvolvedorutilizasse conhecimentos de HTML e CSS, customizando a template instalada no projeto. Atemplate utilizada pelo desenvolvedor é open source. Dessa forma, foi possível a edição dareferida. O Joomla oferece no seu painel as opções de edição de HTML e CSS das templates.
  • 16. 16 Na ocasião de lançar a página na internet, o desenvolvedor se deparou com algumaslimitações em relação ao provedor de serviço UOL Host. O provedor de serviçodisponibilizada a instalação do Joomla versão 1.5. Porém, a instalação era feitaobrigatoriamente com instalação de exemplo de conteúdo. Adicionalmente, existe a obrigaçãode a página disponível para exibição ser a escolhida pelo prestador de serviço. Dessa forma, odesenvolvedor não teve a opção de fazer o upload do que já tinha desenvolvido no servidorlocal. Salienta-se que o desenvolvedor abriu chamado frente ao prestador de serviço para tercerteza dessa limitação, sendo confirmada. Então, mais uma vez, foi necessário odesenvolvimento da página do início, removendo os conteúdos pré-instalados e adicionando oconteúdo desejado, como também instalando as extensões adicionais.6. ConclusãoEsse estudo teve como resultado um protótipo de um site para a Igreja Assembleia de Deusem Salvador e Região Metropolitana. Como abordado na seção anterior, houve dificuldadesem relação a ferramentas e em relação ao gerenciador de conteúdo, oportunidade em que oautor obteve contribuições dos acadêmicos de Sistemas de Informação André Nascimento eMateus Brito. Houve a necessidade de a pesquisa acadêmica ser realizada em sua maioria nalíngua inglesa, para obtenção da abrangência necessária de abordagem do assunto. O temaabordado é amplo. Portanto, é sugerida a realização de outros trabalhos sob o mesmo tema.
  • 17. 17 ReferênciasÁVILA, Bruno. Joomla x WordPress: Qual o Melhor? | Blog do Bruno Ávila – Avante!.Disponível em <http://www.brunoavila.com.br/avante/joomla/joomla-x-wordpress-qual-o-melhor.html>. Acesso em 24/03/2012.BOIKO, Bob; Content Management Bible, 2nd Edition, Wiley Publishing. Inc., 2005DRUPAL – OPEN SOURCE CMS. Disponível em <drupal.org>. Acesso em 18/03/2012.GARTNER, MarketScope for WEB Content Management. Disponível em: <http://www.bax.com.br/teaching/courses/gestaodeconteudos/referencias/web_content_mgmt_vendor_eval.pdf>. Acesso em 17/03/2012.MAUTHE, Andreas Ulrich; THOMAS, Peter - Professional Content Management Systems.John Wiley & Sons Ltd., 2004MUZINATTI, Clausia Mara Antoneli. Mundo Moodle: conhecimento em construção.Disponível em <http://cidade.usp.br/redemoinhos/?2005-03/ferramental>. Acesso em24/03/2012.NELSON. DJ, Benefits of CMS. Disponível em: < http://dj-nelson.suite101.com/benefits-of-cms-a125821>. Acesso em 17/03/2012.OPEN SOURCE MATTERS. What is Joomla?. Disponível em:http://www.joomla.org/about-joomla.html. Acesso em 18/03/2012.PARREIRAS, Fernando Silva; BAX, Marcello Peixoto – Geração de Sistemas de Gestão deConteúdo com Softwares Livres. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais,2004.SOBRE O PLONE – TUTORIAL PLONE – UFRGS. Disponível em<http://paginas.ufrgs.br/tutorial/dicas-iniciais/sobre-o-plone>. Acesso em 24/03/2012THE UNIVERSITY OF BRITISH COLUMBIA. How CMS Works. Disponível em :<http://www.ubc.ca/okanagan/itservices/service-catalogue/publishing-hosting/cms/help/how-it-works.html>. Acesso em 18/03/2012TOSSULINO, Guilherme. Drupal é solução robusta e flexível em CMS. Disponível em<http://webinsider.uol.com.br/2008/05/26/drupal-e-solucao-robusta-e-flexivel-em-cms/>.Acesso em 24/03/2012.WORDPRESS | BRASIL. Disponível em <br.wordpress.org>. Acesso em 18/03/2012.