SOA Gerando Valor e Como Vender SOA na Crise
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

SOA Gerando Valor e Como Vender SOA na Crise

on

  • 2,882 views

Difícil vender arquitetura orientada a serviços (SOA)? Mostre os benefícios tangíveis e intangíveis e o processo fica mais simples. ...

Difícil vender arquitetura orientada a serviços (SOA)? Mostre os benefícios tangíveis e intangíveis e o processo fica mais simples.
Objetivo: definição de SOA, como SOA pode gerar valor, uma arquitetura de referência e SOA e metodologia ágeis.
(atualizada em 13/Jul/2010)

Statistics

Views

Total Views
2,882
Views on SlideShare
1,675
Embed Views
1,207

Actions

Likes
1
Downloads
55
Comments
0

4 Embeds 1,207

http://soasimples.com 1202
http://www.infoblogs.com.br 2
http://www.plugmasters.com.br 2
http://translate.googleusercontent.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

SOA Gerando Valor e Como Vender SOA na Crise Presentation Transcript

  • 1. GERANDO VALOR COM SOA Davi@SOASimples.com terça-feira, 13 de julho de 2010 1
  • 2. Objetivo SOASimples.com Overview de como a arquitetura orientada a serviço (SOA, Service-oriented Architecture) poder trazer valor - benefícios tangíveis e intangíveis - tanto para os que fazem uso deste estilo de arquitetura, como para os fornecedores da mesma. “We can’t solve problems by using the same kind of thinking we used when we created them” -- Albert Einstein terça-feira, 13 de julho de 2010 2
  • 3. SOA - Definição SOASimples.com Service-oriented Architecture (SOA) é um estilo de arquitetura de software que suporta a abordagem de orientação a serviços. Mais de que proposta de arquitetura, SOA propõe uma forma de pensar e desenvolver soluções de software como serviços ou componentes de serviço Como um framework extensível e, acima de tudo, flexível, SOA reune características únicas que geram valor para o negócio. Algumas delas: redução de custos através do reuso, aplicações mais flexíveis e indepentes de ambiente operacional e hardware e, não menos importante, maior facilidade de integração terça-feira, 13 de julho de 2010 3
  • 4. Vendendo SOA na Crise (I) SOASimples.com “Preservar o Legado”: SOA permite a criação de um ambiente em que os sistemas “legados” podem ser integrados através, por exemplo, de uma “camada de serviços” Integrar Parceiros e Clientes = redução de custos e de lead time: tempo é, literalmente, dinheiro. A mesma abordagem de integração dos sistemas corporativos pode ser utilizada para fora dos muros da empresa Pensar Grande, Começar Pequeno: esqueça abordagens do tipo “big bang”. Planeje e desenhe a “big picture”. Realize iterações curtas e incrementais, resultados perceptíveis que gerem resultados rápidos (“quick wins”), sem perder o foco “Socialize” os Investimentos: os ganhos que esta arquitetura traz, invariavelmente, são para toda a empresa ou unidade de negócio. Se possível, não permita que todo o investimento seja contabilizado na conta de TI terça-feira, 13 de julho de 2010 4
  • 5. Vendendo SOA na Crise (II) SOASimples.com Web como agregador e Cloud Computing: o desenvolvimento de pequenas aplicações Web (ex. portlets) é uma das formas de criar uma cultura orientada a serviço. Se você planeja utilizar Cloud Computing, ter SOA como sua arquitetura é um facilitador SOA como solução de Integração Corporativa (EAI): integração dos sistemas da empresa é um desafio recorrente: o ERP não conversa com o CRM que não se entende com o Faturamento. Uma abordagem orientada a serviços ajuda na remoção destes “silos”, preservando boa parte, ou todo, investimento já realizado Soluções de Baixo Custo ($): existem diversas opções de baixo custo para você iniciar a adoção de uma arquitetura orientada a serviço. Utilize, sempre, padrões abertos Evolução “suave” do Legado: mudar todos os sistemas soa (sem trocadilho) como música para muitos fornecedores. SOA permite a preservação ou evolução “suave” destes terça-feira, 13 de julho de 2010 5
  • 6. SOA Gerando Valor (I) SOASimples.com Do ponto de vista de um fornecedor de soluções, gerar valor implica em reverter as ações de integração (através de SOA), em um fluxo contínuo de atividades O processo pode iniciar pelo suporte ao desenho do blueprint da arquitetura corporativa que leve à adoção de SOA Projetos com resultados rápidos (“quick wins”) geram receitas e resultados mais rápidos, com menor risco Metodologias ágeis, como o SCRUM, são compatíveis com a proposta de arquitetura orientada a serviço terça-feira, 13 de julho de 2010 6
  • 7. SOA Gerando Valor (II) SOASimples.com Do ponto de vista de quem faz uso de SOA, temos grandes benefícios, principalmente, no que se refere a uma efetiva convergência entre a tecnologia (a.k.a. TI) e o negócio. Uma breve lista: Maior Agilidade da organização: respostas mais rápidas de TI Diversificação de Plataformas e Fornecedores: nada de ficar “preso” a uma plataforma, sistema operacional e até mesmo fornecedor de soluções de softwares. Com SOA aquele seu script Perl no servidor Sun/Solaris se integra com sua aplicação Web, .NET ou Java, em ambiente Windows/Intel Baixa Complexidade na Integração: sem dúvida, um dos grandes benefícios de SOA. Na integração tradicional, ponto-a-ponto, para cada “N” sistemas, são necessárias N(N-1) integrações no cenário em que todos os sistemas precisam “conversar” entre si terça-feira, 13 de julho de 2010 7
  • 8. SOA Gerando Valor (III) SOASimples.com Maior Interoperabilidade: o grau de interoperabilidade “mede” a facilidade com que uma informação de um sistema “A” pode ser compartilhada com um sistema “B”. SOA potencializa esta característica Um melhor ROI: manter os sistemas atuais, verdadeiros “silos” de informação, com seus servidores, linguagens específicas (ADVPL, ABAP etc), bancos de dados dedicados e até mesmo equipes especializada, tem um grande custo para a organização. SOA propõe soluções “agnósticas”, independentes, reutilizávei, serviços que nada mais são do que a representação do que ocorre no plano do negócio (a.k.a. “mundo real”) Visão Estratégica: particularmente eu considero um ganho não mensurável, mas de vital importância para a identificação do valor do negócio, versus uma abordagem com foco em estratégia puramente tecnológica. O blueprint de uma arquitetura corporativa baseada em SOA traz um duplo benefício para a empresa: mostra para o pessoal de TI qual é o negócio da empresa, ao mesmo tempo em que expõe para os executivos as “engraneagens” da “máquina”de TI e sua verdadeira complexidade terça-feira, 13 de julho de 2010 8
  • 9. SOA - Arquitetura de Referência SOASimples.com Gerenciamento de Serviços de Negócio (Disponibilidade de Serviços, SLA, Capacidade, Monitoramento, Balaceamento etc) Segurança (Autenticação, Autorização, Acesso, Gerência de Identidade, Provisionamento etc) Intranet Aplic. Terceiros Gerenc. Processos Dados Integração Aplicações de Negócio Compartilhados Corporativas Aplicações Portal Customizadas Enterprise Service Bus Legado Mainframe Aplicações Web Serviços Aplicações Infraestrutura fonte: SOASimples.com terça-feira, 13 de julho de 2010 9
  • 10. Estratégias Ágeis para SOA SOASimples.com A abordagem Ágil é ortogonal a qualquer metodologia ou arquitetura corporativa de software. Com SOA os resultados são potencializados se: 1. Os conceitos básicos de SOA e orientação a serviço forem conhecidos do grupo de trabalho 2. For investido tempo na modelagem inicial da arquitetura (“big picture”) 3. Conceitos básicos de Governança forem aplicados desde o início 4. Forte utilização de padrões (SOA Patterns) 5. Equipe de arquitetos/analistas com foco em reuso terça-feira, 13 de julho de 2010 10
  • 11. Conclusão SOASimples.com SOA não propõe nada radicalmente novo. Já sabemos que a utilização de frameworks e estruturas replicáveis são a fundação de uma Arquitetura Corporativa. A palavra-chave é Serviço, componentes reutilizáveis e abordagem correta para integração, em direção à “desconstrução” dos “silos de informação”. Neste novo “estilo de vida” que é SOA, os ganhos são de longo prazo, mas consistentes. O esforço e a persistência valem a pena. terça-feira, 13 de julho de 2010 11
  • 12. OBRIGADO! SOASimples.com Davi Carvalho da Silva, Jr. http://soasimples.com http://twitter.com/davisilva terça-feira, 13 de julho de 2010 12