Semana acadêmica ufpel
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Semana acadêmica ufpel

on

  • 279 views

 

Statistics

Views

Total Views
279
Views on SlideShare
279
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Instituto Nacional de Meteorologia

Semana acadêmica ufpel Presentation Transcript

  • 1. INMET – 100 ANOS DE METEOROLOGIAVARIABILIDADE CLIMATICA NO RIO GRANDE DO SUL SEMANA ACADÊMICA – FACULDADE DE METEOROLOGIA - UFPEL Solismar Damé Prestes Meteorologista Coordenador do 8º DISME/INMET
  • 2. CRIAÇÃO: 1909 Da estrutura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. É o órgão responsável pela Meteorologia e Climatologia do Brasil (Lei 10.683, de 28 de Maio de 2003 e Decreto No. 5.351, de 21 de Janeiro de 2005). Representa o Brasil na Organização Meteorológica Mundial (OMM).
  • 3. ATRIBUIÇÕES Realizar estudos e levantamentos meteorológicos aplicados à Agricultura e a outras atividades como transporte, defesa civil, saúde, energia, indústria e comércio, turismo, aviação; Elaborar, coordenar e executar programas e projetos de pesquisas Agrometeorológicas e de acompanhamento das alterações climáticas e ambientais; Elaborar e divulgar, diariamente, a nível nacional, a previsão do tempo, boletins e alertas meteorológicos especiais; Elaborar e divulgar mensalmente prognóstico climático; Coordenar e operar a rede nacional de observação meteorológica; Manter e operar o Banco de Dados Meteorológicos.
  • 4. ESTRUTURA
  • 5. ESTRUTURA 1º DISME 2º DISME 3º DISME 4º DISME 5º DISME 6º DISME 7º DISME 8º DISME 9º DISME10º DISMESedes DismesSede INMET
  • 6. DESAFIO Monitoramento de Tempo e Clima Rede Sinótica Estabelecer uma rede de observação mínima, espaçada numa grade de 1 por 1 grau de resolução, Área do Brasil = 8,5 milhões de Km2 para monitorar as Grade de 1 grau Lat x 1 grau de Lon = condições de tempo no aprox. 12.000 Km2 território brasileiro.Aprox. 700 caixas para cobrir o Brasil. Suficientes 500 estações.
  • 7. 2000 - Início projeto – Projeto Piloto:Manaus, Brasília, Salvador, Rio de Janeiro e PortoAlegre.2001 – 1º Etapa:Santa Maria, Rio Grande, Santana do Livramento,Santo Augusto (Brasil aproximadamente 50estações)2003 – 2º Etapa:Florianópolis, Curitiba(Brasil aproximadamente 100 estações)2006 – 3º Etapa: 484 estações2013 – Aquisição de 100 estações
  • 8. REDE DE ESTAÇÕES DE OBSERVAÇÃO Situação atual – Estações Automáticas instaladas 484 – Estações Convencionais 287 Situação final: – Estações Meteorológicas Automáticas 500 – Estações Convencionais de Referência 100
  • 9. Sistema de Coleta Via Satélite e Telefonia Celular BRASILSAT AUTOTRAC TELEFONIA CELULAR Tempo real !HUB em Brasilia Acesso Frame-Relay Dados na INTERNET disponível para todos Rede Local do INMET Sistema de busca www.inmet.gov.br INMET
  • 10.  RIO GRANDE DO SUL - 22 estações meteorológicas convencionais - 37 estações meteorológicas automáticas SANTA CATARINA - 7 estações meteorológicas convencionais - 20 estações meteorológicas automáticas PARANÁ - 8 estações meteorológicas convencionais - 24 estações meteorológicas automáticas
  • 11. MONITORAMENTODADOS Horários emTEMPO REALEstações AUTOMÁTICASQualidade mantida >95%
  • 12. Anomalia de precipitação prevista para dezembro/2012 CPPMET-UFPEL
  • 13.  Outros serviços disponíveis: Dados estações automáticas e convencional em tempo real BDMEP Previsão do tempo Imagens satélite Condições registradas Índice de inflamabilidade, focos de calor, riscos de queimadas Alert-As
  • 14. Variabilidade Climática- EL NINO E LA NINA- OSCILAÇÃO DECADAL DO PACÍFICO- OUTROS FENÔMENOS DE MENOR ESCALA (bloqueios, temperatura do atlântico)
  • 15. Condições médias de precipitação no Brasil em Anos de El Niño A composição dos acumulados trimestrais de chuva de todos os anos de El Niño que ocorreram de 1961 a 2011 mostra que, na média, em anos de El Niño a chuva na região Sul situa-se acima da média histórica. Ocorre o inverso pra a região Nordeste. (animação dos trimestres)
  • 16. OSCILAÇÃO DECADAL DO PACÍFICO
  • 17. f í o ã ç a l s e c d n I ) i ( P D O -3,0 -2,0 -1,0 0,0 1,0 2,0 3,0 0 9 1 2 9 1 4 9 1 6 9 1 8 9 1 0 2 9 1 2 9 1 4 2 9 1 6 2 9 1 8 2 9 1 0 3 9 1 2 3 9 1(Fonte: ESRL/NOAA/PSD). 4 3 9 1 6 3 9 1 8 3 9 1 0 4 9 1 2 4 9 1 4 9 1 6 4 9 1 8 4 9 1 0 5 9 1 2 5 9 1 4 5 9 1 6 5 9 1 8 5 9 1 AN O S 0 6 9 1 2 6 9 1 4 6 9 1 6 9 1 8 6 9 1 0 7 9 1 2 7 9 1 4 7 9 1 6 7 9 1 8 7 9 1 0 8 9 1 2 8 9 1 4 8 9 1 6 8 9 1 8 9 1 OSCILAÇÃO DECADAL DO PACÍFICO 0 9 1 2 9 1 4 9 1 6 9 1 8 9 1Série temporal do Índice da Oscilação Decadal do Pacífico para o período de 1910 a 2009 0 2 0 2 4 0 2 6 0 2 8 0 2
  • 18. OSCILAÇÃO DECADAL DO PACÍFICO PRECIPITAÇÃO ANUAL PORTO ALEGRE 3,0 2,0 1,0 0,0 Z( P d e m .N a o ilz i) r p O -1,0i) n ( IP o ã la ç ífed ic s O D P -2,0 -3,0 0 9 1 2 9 1 4 9 1 6 9 1 8 9 1 0 2 9 1 2 9 1 4 2 9 1 6 2 9 1 8 2 9 1 0 3 9 1 2 3 9 1 4 3 9 1 6 3 9 1 8 3 9 1 0 4 9 1 2 4 9 1 4 9 1 6 4 9 1 8 4 9 1 0 5 9 1 2 5 9 1 4 5 9 1 6 5 9 1 8 5 9 1 0 6 9 1 2 6 9 1 4 6 9 1 6 9 1 8 6 9 1 0 7 9 1 2 7 9 1 4 7 9 1 6 7 9 1 8 7 9 1 0 8 9 1 2 8 9 1 4 8 9 1 6 8 9 1 8 9 1 0 9 1 2 9 1 4 9 1 6 9 1 8 9 1 0 2 0 2 4 0 2 6 0 2 8 0 2 AN O S Figura : Desvios normalizados de precipitação em Porto Alegre (barras azul escuro) e índice da Oscilação Decadal do Pacífico (vermelho). As linhas azul claro e amarela representam o limite entre os desvios acima de uma anomalia e abaixo de uma anomalia para o período entre 1910 e 2009 (Fonte: INMET).
  • 19. PRECIPITAÇÃO OUTUBRO a MARÇO 2002/03 , 2003/04 e 2004/052002/03 2003/04 2004/05
  • 20. EL NINO - 72/73 (2,1)
  • 21. EL NINO - 82/83 (2,2)
  • 22. EL NINO - 97/98 (2,4)Outubro/1997:São L. Gonzaga: 688,3mm
  • 23. EL NINO - 02/03 (1,3)
  • 24. EL NINO - 84/85 (0,7)
  • 25. EL NINO - 06/07 (1,0)
  • 26. EL NINO - 09/10 (1,6)
  • 27. LA NINA - 05/06 (-0,9)
  • 28. LA NINA - 07/08 (-1,5)
  • 29. LA NINA - 10/11 (-1,5)
  • 30. LA NINA - 11/12 (-1,0)
  • 31. MUITO OBRIGADO!Solismar Damé PrestesMeteorologistaCoordenador do 8º DISME/INMETsolismar.prestes@inmet.gov.brwww.inmet.gov.brFone: (51) 3334.7412