UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI - URCA
CENTRO DE HUMANIDADES - CH
DEPARTAMENTO DE LINGUAS E LITERATURAS – DLL
DISCIPLINA: ...
BIBLIOGRAFIA:
TEÓRICA
ARAÚJO, Heloísa Vilhena. O Espelho. São Paulo: Mandarim, 1988
BELLMIN, N. J.. Psicanálise e Literatu...
UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI - URCA
CENTRO DE HUMANIDADES - CH
DEPARTAMENTO DE LINGUAS E LITERATURAS – DLL
DISCIPLINA: ...
AVALIAÇÃO:
• Prova escrita.
• Produção de relatórios, relacionando filme e conteúdo da disciplina.
BIBLIOGRAFIA:
TEÓRICA
B...
UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI - URCA
CENTRO DE HUMANIDADES - CH
DEPARTAMENTO DE LINGUAS E LITERATURAS – DLL
DISCIPLINA: ...
BIBLIOGRAFIA:
TEÓRICA
ARISTÓTELES, HORÁCIO, LONGINUS. Poética Clássica. São Paulo: Cultrix, 1997.
EAGLETON, Terry. Teoria ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Samara inácio dll 2010.2

1,334 views
1,256 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,334
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
16
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Samara inácio dll 2010.2

  1. 1. UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI - URCA CENTRO DE HUMANIDADES - CH DEPARTAMENTO DE LINGUAS E LITERATURAS – DLL DISCIPLINA: Cultura Literária Prof.ª: Samara Inácio CRÉDITOS: 03 CARGA HORÁRIA: 45 h/a SEMESTRE: 2010.2 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA EMENTA: A intertextualidade; a obra literária caracterizada por uma escrita plural; as diversas possibilidades da leitura: mítica, ideológica e psicanalítica. OBJETIVOS: a) Geral: Desenvolver nos alunos uma perspectiva crítica que possibilite a distinção entre vários conceitos de base para a análise da obra literária. b) Específicos: • Conceituar intertextualidade, apresentando seus pressupostos básicos. • Relacionar obras de vários momentos históricos com o intuito de flagrar o vínculo intertextual. • Diferenciar influência, dialogismo e polifonia. • Apresentar os conceitos-chave da obra de Mikhail Bakhtin: o dialogismo, a polifonia e a carnavalização. • Expor a concepção de cânone e tradição literária. • Refletir sobre o legado mítico a partir da leitura de obras canônicas da cultura ocidental. • Observar a contribuição dos componentes ideológicos para a leitura do texto literário. • Ressaltar a contribuição da Psicanálise para a leitura da obra literária. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: • Intertextualidade • Dialogismo, polifonia e carnavalização • Tradição, cânone e influência • O mito • Ideologia e Psicanálise METODOLOGIA: • Aula expositiva, análise de textos, apresentação de filmes e realização de discussões pelos alunos. AVALIAÇÃO: • Produção de paper.
  2. 2. BIBLIOGRAFIA: TEÓRICA ARAÚJO, Heloísa Vilhena. O Espelho. São Paulo: Mandarim, 1988 BELLMIN, N. J.. Psicanálise e Literatura. São Paulo: Cultrix, 1993. BOSI, Alfredo. O enigma do olhar. São Paulo: Ática, 1999. ____________. Ideologia e Contraideologia. São Paulo: Cia das Letras, 2010. BRAIT, Beth. Bakhtin: Dialogismo e Polifonia. São Paulo: Contexto, 2010. ___________. Bakhtin: conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2005. BULFINCH, Thomas. O Livro de Ouro da Mitologia. São Paulo: Martin Claret, 2006. CANDIDO, Antonio. Esquema de Machado de Assis. In: _____. Vários escritos. São Paulo: Duas Cidades, 1970. p. 13-32. FREITAS, Luiz Alberto Pinheiro (Org). Escritos sobre Psicanálise e Literatura. Rio de Janeiro: Cia de Freud, 2009. LEITE, Dante Moreira. Retratos e espelhos. In: _____. Psicologia e literatura. 2. ed. São Paulo: Nacional/ EDUSP, 1967. p. 192-198. LEITE, Dante Moreira. O Amor Romântico e Outros Temas. São Paulo, Ed. Nacional-EDUSP, 1979. MARCO, Valéria de. O império da cortesã. São Paulo: Martins Fontes, 1986. NITRINI, Sandra. A Literatura Comparada. São Paulo: EDUSP, 2010. PERRONE-MOISÉS, Leyla. Vire e mexe nacionalismo. São Paulo: Cia das Letras, 2007. LITERÁRIA ALENCAR, José. Lucíola. São Paulo: Ática, 2000. ASSIS, Machado de. Papéis Avulsos. São Paulo: Martin Claret, 2006. DEFOE, Daniel. Robinson Crusoé. São Paulo: Martin Claret, 2006. TOURNIER, Michel. Sexta-feira ou os limbos do Pacífico. Portugal: Difel, 1985. DUMAS, Alexandre. A Dama das Camélias. São Paulo: Martin Claret, 2009. ROSA, Guimarães. Primeiras Estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.
  3. 3. UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI - URCA CENTRO DE HUMANIDADES - CH DEPARTAMENTO DE LINGUAS E LITERATURAS – DLL DISCIPLINA: Literatura Brasileira: do Simbolismo ao Pré-Modernismo Prof.ª: Samara Inácio CRÉDITOS: 03 CARGA HORÁRIA: 45 h/a SEMESTRE: 2010.2 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA EMENTA: Aspectos teóricos e estéticos do Simbolismo e Pré-Modernismo. Leitura e análise de textos atinentes. OBJETIVOS: c) Geral: Desenvolver nos alunos uma perspectiva analítica que contemple desde a base histórica, na qual se alicerçam os movimentos literários, até os aspectos teóricos e estéticos que caracterizam as criações literárias simbolistas e pré-modernas, confrontando-as com os estilos de época anteriores. d) Específicos: • Discutir a base estética do Simbolismo nacional a partir dos pressupostos do simbolismo francês. • Conhecer o contexto sócio-cultural do Simbolismo no Brasil. • Analisar a obra dos principais autores simbolistas: Cruz e Sousa, Alphonsus de Guimaraens, Emiliano Perneta e Pedro Kilkerry. • Investigar os pressupostos teóricos do Pré-Modernismo • Debater sobre o contexto histórico e estético do início do século XX. • Examinar a prosa de ficção pré-moderna: Euclides da Cunha, Graça Aranha, Monteiro Lobato e Lima Barreto. • Apresentar os pressupostos estéticos da poesia pré-modernista • Analisar as obras de Humberto de Campos e Augusto dos Anjos CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: Simbolismo • Base teórica • O decadentismo francês • Charles Baudelaire, Arthur Rimbaud, Stéphane Mallarmé e Paul Verlaine: contribuições • Simbolismo no Brasil: formulação estética e ideológica • A poesia • Cruz e Souza • Emiliano Perneta • Pedro Kilkerry • Pressupostos estéticos do Pré-Modernismo • Prosa de ficção: Euclides da Cunha, Graça Aranha, Monteiro Lobato e Lima Barreto • Poesia: Humberto de Campos e Augusto dos Anjos METODOLOGIA: • Aula expositiva, análise de textos, apresentação de filmes e realização de discussões pelos alunos.
  4. 4. AVALIAÇÃO: • Prova escrita. • Produção de relatórios, relacionando filme e conteúdo da disciplina. BIBLIOGRAFIA: TEÓRICA BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. 33. ed. São Paulo: Cultrix, 1994. CASTELLO, José Aderaldo. Literatura brasileira: origens e unidade. São Paulo: EDUSP, 2 V., 1999. CRUZ E SOUSA. Fortuna Crítica. In: Afrânio Coutinho (org.). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979. JUNKES, Lauro. Roteiro da Poesia Brasileira: Simbolismo. São Paulo: Global, 2006. MERQUIOR, José Guilherme. De Anchieta a Euclides: breve história da literatura brasileira. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1979. MURICY, Andrade. Panorama do movimento simbolista brasileiro. 2. Ed. Brasília: INL, 2. V., 1973. ______. Poesia simbolista. São Paulo: Melhoramentos, 1965. RAMOS, Péricles Eugênio da Silva. Do Barroco ao Modernismo. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1979. SODRÉ, Nelson Werneck. História da literatura brasileira: seus fundamentos econômicos. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1964. LITERÁRIA Antologia da Poesia Simbolista e Decadente Brasileira. São Paulo: Nacional, 2008 ARANHA, Graça. Canaã. São Paulo: Martin Claret, 2005. BARRETO, Lima. Recordações do escrivão Isaías Caminha. São Paulo: Ática, 1998. CUNHA, Euclides da. Os Sertões. São Paulo: Martin Claret, 2004. PERNETA, Emiliano. Setembro. São Paulo: Edições GDR, 1997. SOUZA, Cruz e. Broquéis e Faróis. São Paulo: Martin Claret, 2002. MURICY, Andrade. Poesia simbolista. São Paulo: Melhoramentos, 1965.
  5. 5. UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI - URCA CENTRO DE HUMANIDADES - CH DEPARTAMENTO DE LINGUAS E LITERATURAS – DLL DISCIPLINA: Teoria da Literatura: a evolução da crítica literária Prof.ª: Samara Inácio CRÉDITOS: 03 CARGA HORÁRIA: 45 h/a SEMESTRE: 2010.2 PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA EMENTA: As teorias do fenômeno literário da Antiguidade Clássica; Os diálogos de Platão; A Poética de Aristóteles; Manifestações da Crítica Literária até o século XX. OBJETIVOS: e) Geral: Apresentar as primeiras propostas teóricas sobre o texto literário como forma de promover o entendimento das manifestações críticas do século XX. f) Específicos: • Discutir o conceito de mimese apresenta por Platão nos livros III e X d’A República. • Mostrar a reformulação da proposta platônica na Poética de Aristóteles, destacando sua contribuição para o desenvolvimento da Teoria da Literatura. • Investigar a teoria de Horácio sobre os gêneros literários. • Apresentar a teoria do Sublime, de Longinus. • Expor a base teórica das principais correntes críticas do século XX. • Aplicar os pressupostos de algumas correntes da crítica às obras indicadas para leitura. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: • Introdução: a contribuição da antiguidade clássica para a Teoria da Literatura. • Poética Clássica • Tragédia grega • Comédia velha • Panorama da crítica literária • Principais correntes críticas do século XX METODOLOGIA: • Aula expositiva, análise de textos, apresentação de filmes e realização de discussões pelos alunos. AVALIAÇÃO: • Serão realizadas as seguintes atividades: prova escrita e produção de relatórios.
  6. 6. BIBLIOGRAFIA: TEÓRICA ARISTÓTELES, HORÁCIO, LONGINUS. Poética Clássica. São Paulo: Cultrix, 1997. EAGLETON, Terry. Teoria da Literatura: uma introdução. São Paulo: Martins, 2010. BRANDÃO, Junito de Souza. Teatro Grego: tragédia e comédia. Petrópolis: Vozes, 1986. GONÇALVES, Magaly Trindade & Bellodi, Zina C.. Teoria da Literatura Revisitada. Petrópolis: Vozes, 2005. PLATÃO. A República. São Paulo: Martin Claret, 2002. TADIE, Jean Yves. A crítica literária no século XX. São Paulo: Bertrand, 1992. SILVA, Vitor Manuel de Aguiar e. Teoria da Literatura. Coimbra: Almedina, 2004. LITERÁRIA ARISTÓFANES. Lisístrata: a greve do sexo. Porto Alegre: LP&M, 2005. ÉSQUILO. Prometeu acorrentado. São Paulo: Martin Claret, 2004. ORWELL, George. A revolução dos bichos. São Paulo: Cia das Letras, 2007. SÓFOCLES. Antígona. Porto Alegre: LP&M, 2006. TOLSTOI, Leon. A Morte de Ivan Ilitch. Porto Alegre: LP&M, 2006.

×