Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this document? Why not share!

Luiz beltrao dll 2010.2x

on

  • 805 views

 

Statistics

Views

Total Views
805
Views on SlideShare
801
Embed Views
4

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 4

http://letrasdaurca.blogspot.com 4

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Luiz beltrao dll 2010.2x Luiz beltrao dll 2010.2x Document Transcript

  • UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI – URCA CENTRO DE HUMANIDADES - CH DEPERTAMENTO DE LÍNGUAS E LITERATURAS – DLL PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO: LL071 TEORIA LITERATURA POPULAR: CORDEL CRÉDITOS: 04 CARGA HORÁRIA: 60 EMENTA: Conceito de literatura popular: Modalidades poéticas. Produção literária popular, importância da literatura oral e escrita no processo de comunicação. Metodologias de pesquisa em literatura popular. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: UNIDADE 1: Conceito de literatura de cordel 1.1. A origem do cordel em Portugal 1.2. A literatura de cordel atravessa o oceano 1.3. Formação da poética nordestina UNIDADE 2: A importância da literatura oral 2.1. As formas simples 2.2. O nordeste como ambiente sócio-cultural 2.3. O conto popular 2.4. Alexandre e outros heróis UNIDADE 3: Os folhetos de cordel 3.1. As tipografias no nordeste 3.2. A temática do nordeste 3.3. Estrofes, métricas e rimas do cordel 3.4. A xilogravura do cordel METODOLOGIA: Aulas expositivas, discursiva; estudos individuais e em grupo. AVALIAÇÃO: Processual. BIBLIOGRAFIA: ABREU, M .histórias de cordéis e folhetos. Campinas: Mercado das letras, 1999. CASCUDO, Luís da Câmara. Vaqueiros e Cantadores. Porto Alegre: Globo,1939. LOPES, R. Literatura antológica de cordel. Banco do nordeste do Brasil. Fortaleza, 1994. MEYER, M. Literatura de Cordel. São Paulo: Abril educação, 1980
  • UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI – URCA CENTRO DE HUMANIDADES - CH DEPERTAMENTO DE LÍNGUAS E LITERATURAS – DLL PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO: LL085 LÍNGUA PORTUGUESA: ESTILÍSTICA CRÉDITOS: 03 CARGA HORÁRIA: 45 EMENTA: Análise e aplicação dos recursos expressivos da língua portuguesa a partir dos conceitos das estruturas fonológica, léxica e da enunciação. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: UNIDADE 1: O trabalho literário prosa e poesia 1.4. Inspiração, gosto e técnica 1.5. A técnica 1.6. O ritmo UNIDADE 2: A estilística 2.1. Estilo e estilística 2.2. A retórica 2.3. As duas grandes vertentes: estilística descritiva e genética 2.4. Estilística gerativa 2.5: Estilística estrutural 2.6: Estrato fônico UNIDADE 3: Análise estilística de textos literários. METODOLOGIA: Aulas expositivas, discursiva; estudos individuais e em grupo. AVALIAÇÃO: Processual. BIBLIOGRAFIA: BUENO, Silveira. Estilística brasilera. São Paulo: Saraiva, 1964. COHEN, Jean. Estrutura da linguagem poética. São Paulo: Cultrix,1974. DUBOIS,J.et all, Retórica geral. São Paulo: Cultrix,1974. MARTINS, Nilce Sant’anna. Introdução a estilística. São Paulo: T.A. Queiroz, 1997.
  • UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI – URCA CENTRO DE HUMANIDADES - CH DEPERTAMENTO DE LÍNGUAS E LITERATURAS – DLL PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO: LL068 TEORIA DA LITERATURA: TENDÊNCIAS DA CRÍTICA CONTEMPORÂNEA CRÉDITOS: 03 CARGA HORÁRIA: 45 EMENTA: Visão geral das tendências da critica contemporânea: Crítica estilística, Formalista, Nova critica, Critica Fenomenológica. Sociológica, Psicanalítica. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: UNIDADE 1: A critica imanente 1.7. Formalismo russo 1.8. Nova crítica 1.9. Estruturalismo 1.10. A crítica textual UNIDADE 2: Mirando além do limite textual 2.1. Acrítica Genética 2.2. A crítica psicanalítica 2.3. A crítica temática 2.4. A sociocrítica METODOLOGIA: Aulas expositivas, discursiva; estudos individuais e em grupo. AVALIAÇÃO: Processual. BIBLIOGRAFIA: BAKHTIN,M .Estética da criação verbal. São Paulo: Marins Fontes, 1997. COHEN, Jean. Estrutura da linguagem poética. São Paulo: Cultrix,1974. MOISÉS, M.. Análise literária. São Paulo: Cultrix, 1980.