• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Romace entre D.Pedro e D. Inês de Castro
 

Romace entre D.Pedro e D. Inês de Castro

on

  • 2,863 views

Um PowerPoint muito bom, com um pouco da História de Portugal.

Um PowerPoint muito bom, com um pouco da História de Portugal.

Statistics

Views

Total Views
2,863
Views on SlideShare
2,568
Embed Views
295

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

6 Embeds 295

http://patiodedombosco.blogspot.pt 170
http://www.patiodedombosco.blogspot.pt 104
http://www.patiodedombosco.blogspot.co.uk 9
http://www.blogger.com 5
http://patiodedombosco.blogspot.com 5
http://patiodedombosco.blogspot.ru 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Romace entre D.Pedro e D. Inês de Castro Romace entre D.Pedro e D. Inês de Castro Presentation Transcript

    • Romance de D . Inês de Castro com D . Pedro Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • ÍNDICE
      • Biografias de D. Pedro e D. Inês de Castro
      • Romance de D. Inês de Castro
      • Assassinato de D. Inês de Castro
      • Depois do assassinato…
      • Onde permaneceu a história…
      • Outros factos
      • Cronologia
      • Biografia
      Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • O príncipe D.Pedro, filho de D.Afonso IV e de D.Beatriz de Castela, nasceu em Coimbra, a 8 de Abril de 1320 e morreu em Lisboa, a 18 de Janeiro de 1367. Reinou de 1357 a 1367 (8º rei de Portugal), como D.Pedro I, o justiceiro , cognome que lhe foi atribuído pelo povo por ter exercido uma justiça exemplar, sem discriminações entre plebeus e nobres. Biografia de D. Pedro Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • Inês de Castro, segundo os poetas, era uma mulher lindíssima, apelidada de “Colo de Garça” . Inês Pires de Castro, mais conhecida por Inês de Castro, nasceu em 1320 ou 1325, sendo esta data ainda incerta, na Galiza. Era filha natural de Pedro Fernandes de Castro, mordomo-mor de D. Afonso IV e também um dos fidalgos mais poderosos do reino de Castela, pois era neto, por via ilegítima, de Sancho IV de Castela e de uma singela dama portuguesa, Aldonça Lourenço de Valadares. Biografia de D. Inês de Castro Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • D. Inês de Castro veio para Portugal como dama de companhia de D. Constança que casou com D. Pedro. Mais tarde, D. Pedro apaixonou-se por D. Inês de Castro com quem casou secretamente. Mais tarde D. Constança morreu. O amor de D. Inês de Castro com D. Pedro suscitou forte oposição por motivos de ordem moral, religiosa e política. Estas razões prendiam-se como facto de o rei ser casado, o grau de parentesco entre eles (D. Inês era prima em segundo grau de D. Pedro) e a possibilidade dos filhos da ligação poderem vir a subir ao trono de Portugal. Ligava-os um amor que razão nenhuma podia destruir. D. Afonso IV não apreciava em nada a família de D. Inês, mas a verdade é que era a mulher do seu filho e a mãe dos seus netos. Romance de D. Inês de Castro com D. Pedro Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • No dia seguinte D. Afonso IV mandou chamar D. Inês dizendo-lhe que iria ser condenada à morte pelas más influências que tinha trazido ao reino. Inês suplicou ao seu sogro para ter piedade. A sentença fora ditada e cumprida. O coração de D. Pedro ficou despedaçado. Todavia, o amor de D. Pedro e D. Inês era maior, nem a morte os conseguia afastar. Assassinato de D. Inês de Castro Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • Conseguiu aprisionar 2 deles: Álvaro Gonçalves e Pêro Coelho. O terceiro, Diogo Pacheco, teria trocado de roupa com um mendigo e fugido para parte incerta. Inconsolável com a perda de Inês, D.Pedro chegou a declarar guerra ao pai. A Pêro Coelho, o Rei mandou retirar o coração pelo peito e a Álvaro Gonçalves pelas costas, por os considerar homens sem coração, que destruíram o seu grande amor… Dois anos depois, quando da morte de D.Afonso IV e de sua subida ao trono, aos 37 anos, D.Pedro I diligenciou a captura dos assassinos de D. Inês. Depois do assassinato… Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • para um túmulo que mandou colocar no Mosteiro de Alcobaça. Cumprida a sua vingança, D.Pedro I ordenou a translação do corpo de Inês, da campa modesta no Mosteiro de Santa Clara, em Coimbra, onde se encontrava, Onde permaneceu a história… Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • Majestosas honras lhe foram prestadas, sendo o caixão acompanhado por cavaleiros, fidalgos, muito povo, clero e donzelas e homens empunhando círios acesos ao longo do percurso. Chegando ao Mosteiro de Alcobaça, foram celebradas muitas missas e outras cerimónias solenes, até o depósito do caixão na arca tumular. Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • Mais tarde, D.Pedro I mandou esculpir outro monumento, semelhante ao da sua amada, colocando-o em frente ao da sua Inês, para, após a sua morte, permanecer ao lado do seu grande AMOR. Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • D.Inês de Castro e D.Pedro continuam sepultados, até aos dias de hoje, nos magníficos túmulos colocados no transepto da Igreja do Mosteiro de Alcobaça, que são considerados uma das mais belas obras de arquitetura tumular do século XIV. Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • O episódio do coroamento e beija-mão da rainha morta, que entrou para a literatura e se difundiu no conhecimento popular, não tem base documental. Segundo o historiador António de Vasconcelos, trata-se de uma fantasia surgida em 1577, quando o escritor castelhano Fr.Jerónimo Bermudez deu largas à imaginação na exposição de cenas tétricas. Outros factos Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • Escola E.B.2/3 do Tortosendo
    • TEXTO Dicionário Encicliopédico Ediclube, Volumes I e XIV, p.199,200 e 4717; GIL, A. Pedro, e tal. “Os grandes julgamentos – O processo de D. Inês de Castro”, Edição dos Amigos do Livro, Editores, Lda, p.115 a 265; VIEIRA, Afonso Lopes, “A Paixão de Pedro, o Cru”, Lisboa, 1943; FERREIRA, Augusta Pablo Trindade, “Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça”, ELO-Publicidade, Artes Gráficas, Lda., IPPAR, 1993, p 1 a 17. www.arqnet.pt/portal/portugal/temashistoria/pedro1 http://www.hotel-dona-ines.pt/Geral/Historia.html http://www.ippar.pt/monumentos/conjunto_alcobaca.html IMAGENS D.Pedro I e D.Afonso IV : http://genealogia.sapo.pt/pessoas/pes_foto_all.php?start=64&idx=0&show=a Inês de Castro : montagem baseada na imagem de http//:estagioesdica.no.sapo.pt/ Membros da Corte : http://www.unav.es/ha/06-hist/trajes.htm Rio Mondego : http://caneiro.no.sapo.pt/index1.htm Castelo de Motemor-o-Velho: http://www.20six.fr/Lunaisy/archive/2004/07/ Assassinato de Inês : http://www.ciberjob.org/mujeres/historia/ines/ Mosteiro de Santa Clara : http://papeldeparede.weblog.com.pt/arquivo/cat_aprender_portugal.html Mosteiro de Alcobaça : http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/hfe/momentos/medieval/ Túmulos de Inês e Pedro : http://www.sights-and-ulture.com/Portugal/Alcobaca.html Inês de Castro em bronze : http://www.malhatlantica.pt/.../ Hist%F3rico/ines/ Escola E.B.2/3 do Tortosendo Biografia
    • Fim
      • Trabalho elaborado por:
      • Mariana Fidalgo;
      • Diogo Baltazar;
      • João Barata;