BOAS PRÁTICAS DE MANEJO NA ORDENHA
Limpeza dos Materiais <ul><li>  Com soluções apropriadas (detergente alcalino, detergente ácido...), esfregando com buchas...
<ul><li>Deve ser enxaguado até a remoção total de possíveis resíduos de leite e também das soluções detergentes </li></ul>
Sala de Ordenha
<ul><li>A sala deve ser lavada diariamente após cada ordenha, evitando acúmulo de sujeira e mau cheiro que possam contamin...
<ul><li>Os animais devem ser conduzidos gentilmente à sala de ordenha, evitando estresse. </li></ul>
Higiene do Ordenhador <ul><li>Deve estar com as mãos lavadas adequadamente, com roupas e botas limpas, evitando possíveis ...
Limpeza de Tetos
Pré-dipping Importante medida de controle contra a mastite ambiental
Após a entrada dos animais na sala, o ordenhador deve lavar os tetos dos animais como uma solução a base de iodo (pré-dipp...
Secagem dos Tetos
Deve-se fazer a secagem dos tetos com papel descartável, sendo um papel para cada teto, evitando a contaminação.
<ul><li>Após a limpeza dos tetos, as teteiras devem ser colocadas, evitando seu contato com o chão </li></ul>
Momento da ordenha
Retirada das Teteiras
Após a retirada das teteiras, as mesmas devem ficar suspensas, não entrando em contato com o chão
Pós - Dipping <ul><li>Para eliminar os microrganismos presentes na pele dos tetos após o término da ordenha </li></ul>
É ideal o fornecimento de alimento aos animais após a ordenha, evitando que o animal deite-se, pois os esfíncter estão abe...
<ul><li>Para maiores informações, entre em contato: </li></ul><ul><li>Profa. Dra. Pricila Veiga dos Santos </li></ul><ul><...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Boas praticas de manejo na ordenha

6,159

Published on

Uma descrição sobre as boas práticas quando da realização da ordenha mecânica em bovinos.

Published in: Education

Boas praticas de manejo na ordenha

  1. 1. BOAS PRÁTICAS DE MANEJO NA ORDENHA
  2. 2. Limpeza dos Materiais <ul><li> Com soluções apropriadas (detergente alcalino, detergente ácido...), esfregando com buchas lisas para promover a retirada de sujidades </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Deve ser enxaguado até a remoção total de possíveis resíduos de leite e também das soluções detergentes </li></ul>
  4. 4. Sala de Ordenha
  5. 5. <ul><li>A sala deve ser lavada diariamente após cada ordenha, evitando acúmulo de sujeira e mau cheiro que possam contaminar o leite </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Os animais devem ser conduzidos gentilmente à sala de ordenha, evitando estresse. </li></ul>
  7. 7. Higiene do Ordenhador <ul><li>Deve estar com as mãos lavadas adequadamente, com roupas e botas limpas, evitando possíveis contaminações </li></ul>
  8. 8. Limpeza de Tetos
  9. 9. Pré-dipping Importante medida de controle contra a mastite ambiental
  10. 10. Após a entrada dos animais na sala, o ordenhador deve lavar os tetos dos animais como uma solução a base de iodo (pré-dipping)
  11. 11. Secagem dos Tetos
  12. 12. Deve-se fazer a secagem dos tetos com papel descartável, sendo um papel para cada teto, evitando a contaminação.
  13. 13. <ul><li>Após a limpeza dos tetos, as teteiras devem ser colocadas, evitando seu contato com o chão </li></ul>
  14. 14. Momento da ordenha
  15. 15. Retirada das Teteiras
  16. 16. Após a retirada das teteiras, as mesmas devem ficar suspensas, não entrando em contato com o chão
  17. 17. Pós - Dipping <ul><li>Para eliminar os microrganismos presentes na pele dos tetos após o término da ordenha </li></ul>
  18. 18. É ideal o fornecimento de alimento aos animais após a ordenha, evitando que o animal deite-se, pois os esfíncter estão abertos, sendo uma porta de entrada para bactérias
  19. 19. <ul><li>Para maiores informações, entre em contato: </li></ul><ul><li>Profa. Dra. Pricila Veiga dos Santos </li></ul><ul><li>Departamento de Gestão e Tecnologia Agroindustrial </li></ul><ul><li>Fone (14) 3880-7635 </li></ul><ul><li>e-mail: priveiga@fca.unesp.br </li></ul><ul><li>Secretaria do DGTA: Fone: (14) 3880-7164 </li></ul><ul><li>http://dgta.fca.unesp.br </li></ul>

×