Apresentação Power Full

  • 458 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
458
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
6
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Tiago Oliveira [email_address] (44)3033-6300 (44)9989-4476
  • 2. SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) Nota Fiscal Eletrônica
  • 3.
    • Promover a integração dos fiscos federal, estaduais e municipais, mediante a padronização e compartilhamento das informações contábeis e fiscais.
    Objetivo do SPED
  • 4.
    • O documento oficial é o documento eletrônico com validade jurídica para todos os fins;
      • Chega de sala de arquivo
    • Utilização da Certificação Digital padrão ICP Brasil (MP 2200-2/2001).
    Premissas Básicas
  • 5.
      • Os certificados A1 e A3 são os mais utilizados, sendo que o primeiro é geralmente armazenado no computador do solicitante, enquanto que o segundo é guardado em cartões inteligentes ( smartcards ) ou tokens protegidos por senha.
    Tipos de certificados da ICP-Brasil
  • 6. Agentes Certificadores
  • 7. Avanços da Receita Federal
    • Tecnologia utilizada
  • 8.  
  • 9.
    • Documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital;
    • Intuito de documentar uma operação de circulação de mercadorias ou prestação de serviços ocorrida entre as partes;
    • Validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente e recepção, pelo fisco, antes da ocorrência do fato gerador.
    Conceito NF- e
  • 10.
    • Documento eletrônico em substituição a nota fiscal modelos 1/1-A com validade jurídica garantida pela assinatura digital eletrônica.
    Nota Fiscal Eletrônica
  • 11.
    • Atualmente a legislação nacional permite que a NF-e substitua apenas a chamada nota fiscal modelo 1 / 1A, que é utilizada, em regra, para documentar transações comerciais com mercadorias entre pessoas jurídicas.
    • Não se destina a substituir os outros modelos de documentos fiscais existentes na legislação como, por exemplo, a Nota Fiscal a Consumidor (modelo 2) ou o Cupom Fiscal.
    • Os documentos que não foram substituídos pela NF-e devem continuar a ser emitidos de acordo com a legislação em vigor.
    Quais os tipos de documentos fiscais em papel que a NF-e substitui?
  • 12. Transito Autorizado (DANFE) Consulta NF-e Retransmite NF-e
  • 13. Na recepção de cada NF-e pela Secretaria da Fazenda, para fins de autorização de uso, é feita uma validação de forma, sendo validados: * Assinatura digital – para garantir a autoria da NF-e e sua integridade; * Formato de campos – para garantir que não ocorram erros de preenchimento dos campos da NF-e (por exemplo, um campo valor preenchido com letras); * Numeração da NF-e – para garantir que a mesma NF-e não seja recebida mais de uma vez; * Emitente autorizado – se a empresa emitente da NF-e está credenciada e autorizada a emitir NF-e na Secretaria da Fazenda; * A regularidade fiscal do emitente – se o emissor está regularmente inscrito na Secretaria da Fazenda da unidade federada em que estiver localizado. Quais são as validações realizadas pela Secretaria da Fazenda na autorização de uma NF-e?
  • 14. Arquivo XML
  • 15.
    • DANFE -> Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica é a Representação em papel do documento eletrônico
      • Trânsito
      • Destinatário
    DANFE
  • 16. 43060992665611012850550070000000011375309286 Chave de Acesso
  • 17. www.nfe.fazenda.gov.br
  • 18. ACIA NF-E Nota Fiscal Eletrônica
  • 19. Software criado para facilitar o processo de emissão e armazenamento de notas fiscais eletrônicas para micro e pequenas empresas. ACIA NF -e
  • 20. Acesso http://nfe.db1.com.br/acia
  • 21.
    • Nota Fiscal Eletrônica
      • Monta o XML;
      • Assinatura Digital;
      • Envio para SEFAZ;
      • Cancelamento;
      • Inutilização;
      • Geração em PDF do DANFE.
    Processos
  • 22.
    • Cadastro de Clientes/Fornecedores;
    • Cadastro de Produtos;
    • Emissão de Nota Fiscal/Faturamento;
    • Cadastro de Nota Fiscal de Entrada;
    • Relatório de Compras;
    • Relatório de Faturamento;
    • Envio automático do XML para o Cliente;
    • Recepção e armazenamento de XML do fornecedor.
    Funcionalidades
  • 23. Como Funciona – Envio da NF-e 1 – Cadastra nota fiscal 2 – Assinatura digital 3 – Envia para Receita 4 – Receita autoriza 5 – Imprime a DANFE 6 – Sistema envia nota para o cliente 7 – Atualiza relatórios
  • 24.
    • Planos acessíveis para pequenas empresas;
    • Sistema 100% WEB (Pode ser acessado de qualquer lugar via internet e de qualquer sistema operacional);
    • Armazenamento das notas por um período de até 5 anos, sem custo adicional;
    • Cálculo automático de impostos (de acordo com o que foi parametrizado no sistema);
    • Instalação, configuração e apoio no processo junto a receita estadual;
    • Relatórios de gestão (Ex: Curva ABC de faturamento).
    Diferenciais
  • 25.
    • Serviços
      • Projeto de Implantação e Orientação para Redução de Impacto;
      • Instalação, Configuração e apoio na Integração;
      • Apoio na parametrização de impostos
      • Suporte.
  • 26.
    • DataCenter DB1
      • Servidores Redundantes;
      • Links de Internet Redundantes;
      • Troca automática para ambiente de contingência da SEFAZ;
      • Backup diário;
      • Arquivamento da Nfe por 5 anos.
  • 27. Tabela de preço * Valores á definir VANTAGENS PARA ASSOCIADOS
  • 28. Sonegação Fiscal “ com os novos sistemas de controles fiscais, em 5 anos o Brasil terá o menor índice de sonegação empresarial da América Latina e em 10 anos índice comparado ao de países desenvolvidos” IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário