Your SlideShare is downloading. ×
0
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Entrevista a Luísa Coelho
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Entrevista a Luísa Coelho

891

Published on

Os alunos do 4º ano entrevistam por email a escritora Luísa Coelho acerca da sua obra PETRO BOM DE BOLA (2010-2011)

Os alunos do 4º ano entrevistam por email a escritora Luísa Coelho acerca da sua obra PETRO BOM DE BOLA (2010-2011)

Published in: Education, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
891
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Entrevista eletrónica a Luísa Coelho
  • 2. 1- Como teve a ideia de escrever este livro? <ul><li>Um dia, estava a passear na Ilha de Luanda e vi uns meninos a jogar futebol muito animados. Havia, perto deles, um cão muito simpático que não parava de correr atrás da bola. Foi nessa altura que imaginei esta história. </li></ul>
  • 3. 2- Quanto tempo demorou para o escrever? <ul><li>Demorei uns dois meses. Escrevia todos os dias um bocadinho e, no dia seguinte, voltava a ler para continuar e corrigir o que já estava escrito. Foi muito divertido imaginar esta história. </li></ul>
  • 4. 3- Os meninos do livro existem na realidade e gostam de jogar à bola? Petro, o cãozinho, existe mesmo? Ou foi a Luísa que inventou tudo? <ul><li>Em Luanda, há muitos meninos como os que eu descrevo na história. Não há muitos cães nas ruas e estes meninos com estes nomes são invenção minha, mas estão bem perto da realidade. </li></ul>
  • 5. 4- Com que idade escreveu o seu primeiro livro? <ul><li>Eu comecei a escrever histórias muito cedo, com 10 anos, talvez. Primeiro, escrevia histórias de fadas, depois de aventuras e só mais tarde é que comecei a escrever romances e poesia. Mas o primeiro livro foi publicado já eu era bem crescida. </li></ul>
  • 6. 5- Onde é que a Luísa Coelho nasceu? <ul><li>Eu nasci em Angola, um país africano, numa terra chamada Luso, no interior do país. O meu pai estava a trabalhar lá, nessa altura, mas quando eu tinha cerca de dois anos mudámos de cidade e nunca mais lá vivi. </li></ul>
  • 7. 6- Falando agora a verdade: o cão sabe nadar ou não? <ul><li>Há muitos cães que sabem nadar muito bem e outros não sabem. O nosso herói, o Petro, não sabia nadar, nunca tinha aprendido. Na próxima história podemos ensinar-lhe. O que é que achas? </li></ul>
  • 8. 7- Onde vivia em Angola? É nesse lugar que se passa a história do livro? <ul><li>Eu vivia em Luanda e a história passa-se lá. Nessa cidade existe uma ilha e as crianças brincam na praia antes de irem para a escola e ao fim da tarde também. É lá que se passa esta história. </li></ul>
  • 9. 8- Gol significa baliza? <ul><li>Sim. Essa é a palavra que o Português do Brasil usa para significar baliza. </li></ul>
  • 10. 9- O livro Petro Bom de Bola teve continuidade? Há uma coleção com várias histórias sobre o Petro? <ul><li>Não. Neste momento não há ainda continuação desta história. Mas penso escrever mais aventuras do Petro e dos seus amigos. </li></ul>
  • 11. 10- A história do Petro é inventada ou verdadeira? <ul><li>É uma história inventada mas poderia ter acontecido. </li></ul>
  • 12. 11- Quando viveu em Angola teve algum cão? <ul><li>Quando vivi em Angola e era criança tive dois cães de que gostei muito e que foram grandes amigos meus. Um deles sabia nadar muito bem e fugia de casa para ir para a praia tomar banho. Acho que vou escrever a história da vida dele que é bem divertida. O outro não gostava nada de tomar banho, nem em casa, era um cão de guarda muito grande e gostava muito de correr na areia e tentar caçar as gaivotas. </li></ul>
  • 13. 12- Por que é que o livro tem este título? <ul><li>Petro é o nome do cão e “bom de bola” no Brasil quer dizer que sabe jogar muito bem futebol. </li></ul>
  • 14. 13- Como escreve os seus livros, no computador ou no papel? <ul><li>Escrevo diretamente no computador. </li></ul>
  • 15. 14- Por que é que contou a história de um cão que joga futebol? <ul><li>Porque vi este cão a correr atrás da bola de futebol e a brincar com os meninos na praia e achei que era uma história bonita de amizade entre crianças e animais. </li></ul>
  • 16. 15- Por que é que a personagem principal é o cachorro? <ul><li>Porque a cena que eu vi, e que inspirou esta história, se passou com um cachorro mas já escrevi outras histórias com outros animais. Com uma cabrinha branca que se chamava Chem-Chem, por exemplo. Perguntem à vossa professora. Ela conhece essa história. </li></ul>
  • 17. 16- Gosta de futebol? <ul><li>Gosto de ver as crianças jogar futebol. Mas não sei jogar. </li></ul>
  • 18. 17- Porque escolheu ser escritora? <ul><li>Não escolhi ser escritora. Sou professora e gosto muito de escrever para poder contar histórias e depois conhecer meninos e meninas como vocês que gostam de ler e também devem ter histórias para me contar. </li></ul>
  • 19. 18- Como são as escolas em Luanda? Iguais à que descreve no livro? <ul><li>Sim. A maior parte das escolas em Luanda são pobres e as crianças não têm muito conforto nem muitas condições. </li></ul>
  • 20. 19- As crianças em Angola são felizes? <ul><li>Sim. Acho que sim. Vivem ao ar livre, brincam juntas, vão a pé par a escola, têm famílias grandes e amigos. </li></ul>
  • 21. 20 - Escreveu o livro em português, mas a editora que o publicou é brasileira. Ela corrigiu o seu português? Acha bem o que fez a editora? <ul><li>Bom, a editora perguntou-me se podia corrigir. A língua portuguesa é a mesma, mas há diferenças de vocabulário e o que é importante é que os leitores compreendam o que lhes estou a contar. Então, é natural que se façam algumas alterações para facilitar a compreensão. </li></ul>
  • 22. 21- Já escreveu quantos livros? <ul><li>Já escrevi muitos, mas publiquei cerca de dez livros. </li></ul>
  • 23. 22- Todos os livros que escreveu são livros para crianças? <ul><li>Não, também escrevi livros para adultos. </li></ul>
  • 24. 23- É apenas escritora ou tem outro trabalho? <ul><li>Sou professora de Língua e Literatura Portuguesa. </li></ul>
  • 25. 24- Por que é que o Petro é preto? <ul><li>Bom, o Petro é preto porque a mãe e o pai também tinham essa cor. E eu acho os cachorros que têm o pêlo preto muito bonitos. O que é que tu achas? </li></ul>
  • 26. 25- Há gatos em Angola? <ul><li>Sim, claro, também há gatos em Angola. </li></ul>
  • 27. 26- Porque é que foi viver para Angola? <ul><li>Fui trabalhar. Dar aulas de Língua e Literatura Portuguesa na Universidade. </li></ul>
  • 28. 27- Qual é o seu livro preferido? <ul><li>Eu gosto muito de um livro para crianças que foi escrito por uma escritora portuguesa, chamada Sophia, e cujo título é A menina do mar . E o teu livro preferido qual é? </li></ul>
  • 29. 28- Por que é que a história se passa em Luanda? <ul><li>Porque foi em Luanda que eu conheci uns meninos parecidos com os que eu vos apresento na história. </li></ul>
  • 30. 29- Qual foi o motivo que a levou a escrever este livro? <ul><li>Porque vi uns meninos na praia a jogar futebol e um cão a correr atrás da bola muito feliz por estar a jogar com eles. </li></ul>
  • 31. 30- De todas as histórias que escreveu, Petro é a sua história preferida? <ul><li>Não sei se é a preferida, mas gosto muito dela. </li></ul>
  • 32. 31- Qual será o seu próximo livro? <ul><li>Estou a escrever uma história para vos ler, em maio, quando vos for visitar mas é uma SURPRESA!!! </li></ul>
  • 33. 32- Por que motivo Petro vive separado do pai e da mãe? Por que é que no livro não vemos a família do Petro? <ul><li>O Petro, como todos os meninos, cresceu e foi viver sozinho e não ficou sempre em casa dos pais. </li></ul>
  • 34. 33- Se Petro não sabia nadar, o que é que lhe deu na cabeça para ir para o mar? <ul><li>Vocês tem razão. Se não se sabe nadar, não se deve ir para o mar. O Petro apanhou um susto quando viu os meninos virem todos a correr para junto dele e pensou que se entrasse no mar estaria a salvo. Ele pensava que os meninos lhe poderiam fazer mal. Afinal os meninos só queriam era brincar. </li></ul>
  • 35. 34- Em que época se passa esta história do Petro? <ul><li>Esta história passou-se no ano passado, no verão. </li></ul>
  • 36. 35- Por que é que quis ser escritora? <ul><li>Porque adoro contar histórias e falar delas com vocês. </li></ul>
  • 37. 36- Por que é que em Angola os cães não vivem em casa das pessoas? <ul><li>Porque como é sempre verão, o tempo está sempre bom, os cães não precisam de ficar dentro de casa e vivem no jardim e na rua ao ar livre. </li></ul>
  • 38. 37- Por que é que pôs o cão a jogar à bola? <ul><li>Porque eu vi um cão a jogar à bola com umas crianças na praia. </li></ul>
  • 39. 38- Por que deu o nome de petro ao cão? O que significa Petro? <ul><li>Petro vem da palavra Petróleo. O petróleo é muito importante para a economia de Angola. O petróleo é preto e é tirado do fundo do mar. Assim, o cão que também era preto, que os meninos tiraram do mar, e que era muito importante para eles, parecia Petróleo. </li></ul>
  • 40. 39- Em que é que se baseou para escrever este livro? <ul><li>Numa cena que eu vi na praia. </li></ul>
  • 41. 40- Como encontraram a Conceição Bicalho para ilustrar este livro? <ul><li>Foi a editora brasileira que a convidou para desenhar as personagens e as situações. </li></ul>
  • 42. 41- Petro só pensa e sente, mas não fala. Por que não deu voz ao cão? <ul><li>Eu acho que ele fala, pelo menos ladra, nós é que não o ouvimos. Mas na próxima história vou fazê-lo falar. </li></ul>
  • 43. 42- Porque escreveu sobre um cão? Gosta desse animal? <ul><li>Gosto muito de todos os animais, mas especialmente de cães. </li></ul>
  • 44. 43- Existem gatos em Angola? Não lhe passou pela cabeça fazer um livro com gatos? <ul><li>Sim, também há gatos em Angola. Acho que vou escrever uma história com gatos. </li></ul>
  • 45. 44- Onde escreveu o livro: em Angola ou em Portugal? <ul><li>Escrevi este livro em Angola. E agora estou a escrever em Berlim. </li></ul>
  • 46. <ul><li>Trabalho realizado </li></ul><ul><li>pelos alunos do 4º ano da Secção Portuguesa do LI </li></ul><ul><li>sob a orientação da Professora Isabel Costa </li></ul><ul><li>abril de 2011 </li></ul>

×