Concordância Nominal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Concordância Nominal

on

  • 1,392 views

Slides sobre concordância nominal

Slides sobre concordância nominal

Statistics

Views

Total Views
1,392
Views on SlideShare
1,237
Embed Views
155

Actions

Likes
0
Downloads
40
Comments
0

3 Embeds 155

http://aulasdelpt.blogspot.com.br 148
http://www.aulasdelpt.blogspot.com.br 6
http://aulasdelpt.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial LicenseCC Attribution-NonCommercial License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Concordância Nominal Concordância Nominal Presentation Transcript

  • CONCORDÂNCIA Concordância nominal Cynthia Funchal – http://aulasdelpt.blogspot.com
  • Concordância Nominal • Adjetivo para um substantivo: concorda em gênero e número com o substantivo. ▫ As mães aflitas devem ser consoladas. ▫ O centro velho de São Paulo carece de reformas substanciais. ▫ A beleza feminina é ditada pela sensibilidade. ▫ Inconformado com os últimos acontecimentos, um grupo de moradores exigiu providências do governo. ▫ Inconformadas com a falta de segurança, várias mães exigiram providências do governo.
  • Concordância Nominal • Adjetivo para dois ou mais substantivos: dê preferência ao plural e ao gênero dos substantivos. ▫ Gostamos de mamão e abacate maduros. ▫ A porta e a janela da sala estão emperradas. • Em substantivos com gêneros diferentes, o adjetivo fica no masculino. ▫ Comprei uma moto e dois carros novos. ▫ Indignados, promotor e juíza deixaram o tribunal.
  • Concordância Nominal • Adjetivo anteposto aos substantivos: poderá concordar com o mais próximo. ▫ Trabalhamos numa ótima instituição e curso. ▫ Temos ótima direção, coordenação e professores nesta universidade. ▫ Nesta universidade, temos excelentes professores, direção e coordenação.
  • Concordância Nominal • Adjetivo posposto aos substantivos: também poderá concordar com o mais próximo. ▫ Naquele antiquário, encontramos uma escultura, um vaso e uma tela valiosa. ▫ Naquele antiquário, encontramos telas, vasos e esculturas valiosas. • Note que, neste caso, poderá haver ambiguidade. Afinal, valiosa é apenas a tela (1º exemplo) e as esculturas (2º exemplo) ou todos os itens mencionados? • Para evitar ambiguidade, dê preferência para a concordância no plural masculino. ▫ Naquele antiquário, encontramos telas, vasos e esculturas valiosos.
  • Concordância Nominal • Quando o sentido exigir, a concordância será feita com o substantivo mais próximo. ▫ Comi feijão e mamão maduro. (maduro, só o mamão) ▫ Analisemos os mapas e a área cultivada. (cultivada, só a área) • Se os substantivos forem sinônimos ou indicarem gradação, a concordância será, preferencialmente, com o termo mais próximo. ▫ Meu amigo, para ficarmos convencidos de sua cumplicidade, uma palavra, um gesto, um olhar carinhoso basta. ▫ Seu esforço, empenho e dedicação extrema é suficiente para o sucesso de nossa parceria.
  • Plural prevalecerá se o adjetivo: • For predicativo do objeto. ▫ O juiz considerou culpados o chefe e o subchefe da quadrilha. • Caracterizar nomes próprios. ▫ Os preguiçosos Alex e Gumercindo não concluíram o trabalho a eles confiado. ▫ Os amigos Carla e Mauro estavam dispostos a colaborar. ▫ Também com pronomes de tratamento:  Os senhores Manuel e José devem permanecer calados.
  • Concordância Nominal • Um substantivo e dois ou mais adjetivos admite as concordâncias: ▫ ▫ ▫ ▫ Os setores público e privado devem ser parceiros nas causas. O setor público e o privado devem ser parceiros nas causas. As polícias civil e militar contiveram os manifestantes. A polícia civil e a militar contiveram os manifestantes.  Atenção para o uso do artigo. ▫ Construções como “O setor público e privado devem ser parceiros nas causas sociais.” são aceitas por alguns gramáticos, mas geram ambiguidade (é um único setor, privado e público ao mesmo tempo?), então, evite-as.
  • Numerais cardinais • São aceitas as concordâncias: ▫ ▫ ▫ ▫ ▫ Primeiro e segundo graus. O primeiro e o segundo grau. O primeiro e o segundo graus. O primeiro e segundo graus. O primeiro e segundo grau. • No entanto, prefira utilizar: ▫ Primeiro e segundo graus. ▫ O primeiro e o segundo grau. ▫ O primeiro e segundo graus.
  • Adjetivos compostos • Só há variação no último elemento, que concorda com o substantivo a que se refere. ▫ Os acordos luso-brasileiros trouxeram benefícios à população. ▫ As festividades teuto-franco-libanesas agradaram a todos. ▫ Ele goza de boas condições socioeconômicas. ▫ Os jovens devem ler publicações infanto-juvenis. ▫ Gosto de participar das discussões histórico-filosóficas. ▫ O acordo franco-brasileiro envolve produção e compra de aviões. • Exceto surdo-mudo (os dois variam). ▫ Ela é surda-muda. ▫ Paulo e Priscila são surdos-mudos.
  • Adjetivos que indicam cores • Concordam com o substantivo. ▫ Compramos calças verdes e camisas amarelas. • Invariável quando um substantivo indica a cor. ▫ Sobre a cama havia anáguas (cor de) manga, sutiãs rosa, lençóis creme e travesseiros turquesa. ▫ Compramos dois carros vinho e três motos cinza. • Adjetivo+Adjetivo: apenas o último elemento varia. ▫ Teus olhos azul-escuros me seduzem. ▫ Você fica bem de camisa verde-amarela.  Os adjetivos azul-celeste, azul-marinho e furta-cor são invariáveis. • Adjetivo+Substantivo / Cor+de+substantivo: invariável. ▫ Os militares usam calças verde-oliva e medalhas amarelo-canário. ▫ Nossas vidas são cor-de-rosa.
  • Casos especiais • BASTANTE. ▫ Invariável (advérbio)  Estes exercícios são bastante fáceis. (Estes exercícios são muito fáceis). ▫ Variável (adjetivo)  Comemos bastantes frutas. (Comemos muitas frutas) • MESMO e PRÓPRIO. ▫ Concordam com o termo ao qual se referem.  Eu mesma (própria) comprei o barco, disse Esmeralda.  A ré mesma desistiu de enfrentar o júri. ▫ Invariável como advérbio e conjunção subordinativa.  Eles vão mesmo (de fato, realmente) à praia?  Mesmo que (embora) faça sol, ficarei em casa
  • Casos especiais • SÓ. ▫ Variável quando indica sozinho ou equivalente a “mesmo”.  Eles vivem sós (sozinhos).  As imagens não falam por si sós (mesmas). ▫ Invariável quando é advérbio.  Só (somente, apenas) ele votou no deputado.  O juiz só (somente, apenas) deferiu o processo após ouvir as alegações das partes. • ALERTA. ▫ Invariável.  As sentinelas estão sempre alerta.
  • Casos especiais • UM E OUTRO, UM OU OUTRO, NEM UM NEM OUTRO. ▫ Se houver substantivo posposto, ficará no singular.  Um e outro deputado abstiveram-se de votar no plenário.  Um ou outro caso de quebra de decoro parlamentar foi analisado pela Comissão de Ética.  Nem um nem outro ato de corrupção foram punidos exemplarmente.  Atenção para a concordância verbal nesses casos! • MEIO E MEIA. ▫ Invariável se for advérbio (mais ou menos, um pouco etc).  Ando meio desligada. ▫ Variável quando significa METADE.  É meio dia e meia (hora).
  • Casos especiais • É BOM, É PRECISO, É NECESSÁRIO, É PROIBIDO etc. ▫ Quando se referem a um substantivo (sujeito) genérico, ficam invariáveis.  Água é bom para evitar doenças.  É proibido entrada.  Calma ao volante é necessário. ▫ São variáveis quando o substantivo é determinado por um artigo ou pronome.  Esta água é boa para consumo.  É proibida a entrada.  A calma ao volante é necessária.
  • Casos especiais • ANEXO ▫ É adjetivo e sempre concorda com o substantivo.  Seguem anexas as cartas.  Seguem anexos os documentos. • MENOS e MENAS ▫ Menas não existe na língua portuguesa. Use sempre “menos”.  Estou cansado; por isso, darei menos aulas hoje.  Mais amor e menos confiança.
  • Casos especiais • MILHÃO e MILHAR. ▫ São substantivos masculinos, os elementos que os determinam devem concordar com o gênero.  Dois milhões de pessoas compareceram à passeata.  Foram vendidos seis milhões de revistas.  Foram destruídos os três milhões de cópias piratas que estavam no depósito da Polícia Federal.  Recuperamos dois dos sete milhões de libras esterlinas.  Dois milhões de crianças desapareceram.  Encontrei na festa um milhão de pessoas.
  • CONCORDÂNCIA Concordância verbal Cynthia Funchal – http://aulasdelpt.blogspot.com
  • Concordância Verbal • Concordância do verbo com o sujeito em número (singular e plural) e pessoa (1ª, 2ª, 3ª); • Esquema básico: ▫ Sujeito simples singular, verbo singular; ▫ Sujeito simples plural, verbo plural; ▫ Sujeito composto, verbo sempre plural.  Márcia conversa muito bem com todas as pessoas que conversam com ela.  O amor e a virtude (eles) são essenciais para as boas relações humanas.  Eu e você (nós) concordamos com a necessidade de escrever bem.
  • Concordância Verbal • O verbo deverá, preferencialmente, concordar com o núcleo do sujeito, embora a concordância seja facultativa quando há: ▫ Sujeito composto e posposto ao verbo (pode concordar com o núcleo mais próximo): Faltou (faltaram) para aquele rapaz coragem, perseverança e competência. ▫ Sujeito composto formado por núcleos sinônimos ou quase: Descaso e desprezo marcou (marcaram) o seu comportamento.
  • Concordância Verbal ▫ Sujeito composto formado por núcleos em gradação (pode concordar com o núcleo mais próximo: Com você, uma hora, um minuto, um segundo me satisfaz (satisfazem). ▫ Coletivos e expressões partitivas com adjunto adnominal no plural: A maioria dos acadêmicos deixou (deixaram) o recinto. Grande parte das pessoas compareceu (compareceram) ao debate. Metade dos deputados absteve-se (abstiveram-se) de votar. O cardume de piranhas tem (têm) provocado prejuízos. Obs: nesse caso, o singular enfatiza o conjunto, enquanto o plural enfatiza os elementos do conjunto.
  • Concordância Verbal • Um dos que: há gramáticos que aceitam plural e singular (destaque para “um”), mas dê preferência ao plural. ▫ Carlos é um dos que defendem a ética nas empresas. ▫ João foi um dos que enfrentaram todos os problemas.  Ao passar a construção para o seu sentido oposto, não é possível o uso do singular: Nenhum dos que defendem a ética nas empresas esteve presente à reunião. ▫ Se houver substantivo, ficará no singular caso a ideia expressa seja atribuída apenas a ele.  A Lua é um dos corpos celestes que desperta o suspiro dos namorados. (Apenas a Lua tem essa característica)  A Lua é um dos corpos celestes que circundam a Terra. (Não apenas a lua circunda a Terra)
  • Concordância Verbal • Mais de um: sempre no singular, a menos que indique reciprocidade. ▫ Mais de um concorrente abandonou a prova. ▫ Mais de um concorrente se cumprimentaram antes da competição. (Reciprocidade) • Menos de, cerca de, perto de etc.: concorda com o numeral. ▫ Menos de dez profissionais compareceram à cerimônia. • Um ou outro: verbo sempre no singular (a expressão dá ideia de exclusão de um dos termos). ▫ Meu caro amigo, um ou outro advogado defenderá nossa causa.
  • Concordância Verbal • Um e outro: preferência para o plural (adição). ▫ Um e outro merecem nossa consideração. • Nem um nem outro: preferência para o plural, a menos que o contexto determine. ▫ Nem um nem outro contribuíram para a concretização do plano. ▫ Nem seu pai nem seu irmão irão ao congresso. ▫ Nem um nem outro será considerado vencedor da maratona. (Singular, pois existe apenas um vencedor). • Pronomes de tratamento: sempre 3ª pessoa. ▫ Vossa Senhoria deve acompanhar-me. ▫ Vossas Senhorias devem acompanhar-me.
  • Concordância Verbal • Que: concorda com o antecedente. ▫ Fomos nós que pagamos a conta. ▫ São eles que se entregam a tais propósitos. ▫ Sou eu que preciso de férias.  A expressão “é que” é invariável, a concordância é mantida entre os termos relacionados: “Nós é que pagamos a conta”, “Eles é que se entregam” etc. • Quem: concorda com o antecedente ou, preferencialmente, com a 3ª p.s. (equivale à expressão “aquele que”). ▫ Sou eu quem aprecia os bons momentos. (3ªp.s.) ▫ Sou eu quem aprecio os bons momentos. (Antecedente)
  • Concordância Verbal • Porcentagem: concorda com o número ou com o elemento que a segue. ▫ 35% dos recursos se destinam a projetos sociais. (Plural) ▫ 30% do povo rejeitou (rejeitaram) a proposta do governo. (Singular ou plural) ▫ 1% dos acadêmicos compareceu à conferência. (1% é singular) ▫ Concordância feita sempre com o número da porcentagem quando possui determinante: “Os 20% da dívida serão pagos no dia 15 de janeiro.”; ▫ Quando o nome é anteposto a ele: “Dos candidatos, apenas 1% foi aprovado. ”, “Da população, 30% rejeitaram a proposta.”; ▫ Quando o verbo é anteposto a ele: “Foram destruídos 35% da plantação de café. ”, “Estão alagados 25% dos municípios.”;
  • Concordância Verbal • Pronome interrogativo/indefinido + “de nós”, “de vós”, “de vocês”: concorda com o pronome, quando singular, e pode concordar com o pronome ou com a expressão, quando plural. ▫ Qual de nós será eleito presidente? ▫ Quais de nós permanecerão na sala? ▫ Quais de nós permaneceremos na sala? • Como, inclusive, exceto, menos, bem como, assim como etc: entre o sujeito e o verbo, concorda com o primeiro elemento. ▫ A primeira dama, assim como seus assistentes, deixou a reunião. ▫ Vocês, como eu, precisam de paz. ▫ Os policiais, bem como nós, ficaram indignados.
  • Concordância Verbal • Bater, dar, soar: quando indica horas, concordam com o sujeito: ▫ Bateram três horas no relógio da catedral. ▫ O relógio bateu 23 horas. • Ser: para horas, distâncias e datas, concorda com a expressão numérica. ▫ São dez horas. / É uma hora. ▫ De São Paulo ao Rio de Janeiro são 420 km. ▫ Hoje são 27 de novembro de 2013.  Verbo no singular se houver a palavra “dia”: Hoje é dia 27 de novembro de 2013.
  • Concordância Verbal • Sujeito singular + predicativo plural: concorda com o predicativo: ▫ O que me seduziu foram os gestos de afeição daqueles seres. ▫ A maior alegria dos pais são os filhos bem criados. ▫ Tudo são delícias em nossa vida. ▫ Se o sujeito for pessoa (humano), a concordância será com o sujeito. ▫ Cláudia é as delícias de sua família. ▫ O garoto é só travessuras. ▫ A concordância poderá ser no singular quando o sujeito prevalecer sobre o predicativo. ▫ Minha vida é as alegrias infantis.
  • Concordância Verbal • Pronome “o” como predicativo: singular. ▫ Amores é o que tem de sobra. ▫ Mais empregos é o que o povo mais deseja em 2010. • Títulos de obras: quando houver determinante, pode concordar no singular ou no plural (prefira o singular): ▫ Os Lusíadas é uma das obras mais importantes da literatura. ▫ Os ratos é de Dionélio Machado. ▫ Os ratos são de Dionélio Machado. (Pode soar estranho). • Sujeito oracional ou com verbo no infinitivo: singular, a menos que sejam substantivados ou indiquem contraste. ▫ Beber e comer nos satisfaz. ▫ O viver e o sonhar bastam a uma vida feliz. (Verbo substantivado) ▫ Subir e descer fazem parte da caminhada. (Contraste)
  • Concordância Verbal • Sujeito composto resumido por pronome indefinido: verbo no singular, concorda com o aposto. ▫ Verduras, legumes e frutas, tudo contribui para a saúde do homem. ▫ Jogadores, técnico e preparador físico, ninguém seguiu a determinação do juiz. • Sujeitos precedidos por “cada” e “nenhum”: verbo no singular. ▫ Cada senador, cada deputado, cada vereador, no exercício do cargo, deveria cuidar da coisa pública honestamente. • Sujeitos ligados por “não só... mas também”, “tanto... como” etc: verbo no plural (sujeito composto). ▫ Não só eu, mas também você participaremos das comemorações. ▫ Tanto a teoria como a prática são essenciais ao conhecimento.
  • Concordância Verbal • Sujeito composto por diferentes pessoas do discurso: verbo ficará no plural e concordará com a pessoa conforme a sequência 1ª > 2ª > 3ª. Se não houver 1ª pessoa, poderá ficar na 2ª ou 3ª: ▫ ▫ ▫ ▫ Ela e eu passamos as férias no Rio. (1ª p.p. – “nós”); Tu e eu estamos equivocados. (1ª p.p. – “nós”) Tu e ele estais equivocados. (2ª p.p. – “vós”); Tu e ele estão equivocados. (3ª p.p. – “vocês”). • Verbos acompanhados de “se”: quando sujeito indeterminado, verbo sempre no singular, quando partícula apassivadora/pronome reflexivo, verbo concorda com o sujeito. ▫ Vendem-se casas. (sujeito paciente: casas) ▫ Precisa-se de vendedores. (sujeito indeterminado) • Haja vista: é invariável (equivale a “veja”). ▫ Haja vista os meus amores de infância.
  • Concordância Verbal • Verbos impessoais: 3ª pessoa do singular, pois não se referem a um sujeito: ▫ Chove torrencialmente em São Paulo.  No sentido figurado, concorda com o sujeito: Amanheci cansada hoje. (sujeito: “eu”) ▫ Houve grandes conflitos no Irã. (= Aconteceram, ocorreram) ▫ Havia muitas pessoas no desfile. (= Existiam) ▫ Há anos não a vejo. (Tempo decorrido)  Os verbos “ter” e “fazer” também podem ser usados como impessoais: Não os vejo faz anos, Não os vejo tem anos. • Verbo “ser” no infinitivo: quando acompanhado da preposição “a”, pode ser usado tanto o plural quanto o singular. ▫ O caixa separou os produtos a ser (a serem) substituídos. ▫ Os filmes a ser (a serem) exibidos foram retirados da programação. ▫ Levou as obras a ser (a serem) utilizadas no exame da OAB.
  • Concordância Verbal • Infinitivo: ▫ ▫ ▫ ▫ ▫ ▫ ▫ ▫ ▫ ▫ ▫ ▫ Impessoal (sem flexão): Devemos apreciar um bom vinho. (Locução verbal); Viver é ter a oportunidade de amar. (Predicativo); “Não roubar.” (Imperativo); Exercício difícil de fazer. (Com preposição, complementa nome); Os brasileiros foram forçados a deixar o Suriname. (Posposto ao verbo na voz passiva); As crianças estão a encantar o público. (Encantando = Gerúndio); Estes fatos são de desanimar. (Desanimadores = Adjetivo); Pessoal (flexionado): Não é conveniente contestarem a decisão do juiz. (Sujeito diferente da oração principal – sujeito indeterminado “eles”) Para conseguirem bons resultados, os atletas treinaram intensamente. (Oração com verbo no infinitivo aparece antes da principal) Os atletas, para conseguirem bons resultados, treinaram intensamente. (Oração com infinitivo é intercalada e possui mesmo sujeito que a oração principal, podendo concordar ou não).