Your SlideShare is downloading. ×
Lusiadas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Lusiadas

4,559
views

Published on


0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,559
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
167
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Canto I Armada no Índico – de Moçambique a Mombaça 19 20 41 105 106 Invocação 4-5 Proposição 1-3 estrofes 6-18 Episódio do Dedicatória Consílio dos Reflexões do Deuses poeta sobre a insegurança da Narração (início) vida Canto II Viagem de Mombaça a Melinde 1 33 55 73 109 113 estrofes Ciladas de Baco Chegada a Melinde Pedido do rei de Melinde a Ajuda de Vénus Vasco da Gama, para que este lhe conte a História Intervenção de de Portugal Vénus junto de Júpiter, em favor dos Portugueses Canto III História de Portugal – 1.ª Dinastia 12 42 54 102 106 118 135 143 estrofes Episódio da Episódio da Episódio de Batalha de Ourique Formosíssima Maria Inês de Castro Invocação a Caliope Canto IV História de Portugal – 2.ª Dinastia 1 15 19 28 44 67 75 84 93 94 104 estrofes Revolução Batalha de Despedida Episódio 1383/1385 Aljubarrota Sonho de em Belém Do Velho D. Manuel Do Restelo Discurso de Nun’ÁlvaresPortuguês - Lusíadas – Cátia Monteiro 2011
  • 2. Canto V Viagem de Lisboa a Melinde 1 16 22 30 36 37 60 81 83 92 100 estrofes Fogo de Episódio Episódio do Gigante Santelmo e de Fernão Adamastor Escorbuto Censura do Poeta Tromba Veloso aos Portugueses Marítima que desprezam a Poesia Canto VI Viagem de Melinde a Calecut 1 6 36 43 69 70 85 91 92 95 99 estrofes Saída de Melinde Consílio dos Deuses Episódio dos Doze de Tempestade Marinhos Inglaterra Considerações do Episódio Intervenção de Vénus Poeta sobre o Do Velho valor da Fama e Do Restelo Chegada à Índia da Glória Canto VII Armada em Calecut 1 2 14 42 73 77 78 87 estrofes Desembarque de Elogio do Poeta ao Vasco da Gama Invocação às Visita do Catual à Episódio espírito de cruzada. NinfasDo Velho e do Tejo Armada e pedido a Censuras às nações do Mondego. Do Restelo europeias que não Paulo da Gama no Critica do Poeta seguem o exemplo sentido de este aos opressores e Português explicar o significado exploradores do das bandeiras Povo. Canto VIII Armada em Calecut História de Portugal 1 14 43 96 99 estrofes Paulo da Gama explica ao Catual o Ciladas de Baco cuja intervenção Reflexões do significado histórico das figuras das junto dos Indianos causa Poeta sobre o bandeiras portuguesas problemas aos Portugueses poder do ouroPortuguês - Lusíadas – Cátia Monteiro 2011
  • 3. Canto IX Regresso a Portugal – Ilha dos Amores Em Calecut 1 13 18 92 95 estrofes Vénus quer recompensar os Portugueses e, para isso, fá-los chegar à Ilha dos Amores Exortação do Poeta a quantos desejarem alcançar a fama Canto X Ilha dos Amores – Regresso a Portugal 144 1 89 73 77 142 145 156 estrofes Invocação a Calíope Tétis mostra a Máquina do Mundo a Vasco da Gama, indicando-lhe a futura Lamentação Tétis e as Ninfas oferecem um banquete Episódio dimensão do Império Português do Poeta e aos Portugueses. Profecias sobre o Do Velho exortação a Do Restelo Futuro dos Lusitanos no Oriente Chegada a Portugal D. SebastiãoPortuguês - Lusíadas – Cátia Monteiro 2011