1    Bunchball, the leader in gamification. Employee motivation. Disponível em: < http://www.bunchball.com/solutions > Ace...
COMSCORE. comScore Finds that “Second Life” Has a Rapidly Growing and Global Base of Active Residents. Press release. Notí...
FRAGOSO, Suely. ROSÁRIO, N. M. Just like me only better. In: SUDWEEKS, Fay. HRACHOVEC, Herbert. ESS, Charles. (Orgs.). Cul...
LINDEN, Petra (avatar). New Starter Avatars Are Here! Postagem em blog. 2 abr.2010. Disponível em:47   <https://blogs.seco...
PRETTI, Lucas. Empresas abandonam Second Life, diz Los Angeles Times. Reportagem aponta tendência de abandono por companhi...
UOL. Second Life Brasil passa por restruturação após venda da Kaizen. Notícia. 2009. Disponível em:77   <http://idgnow.uol...
CASTELLS, Manuel. A Galáxia Internet: Reflexões sobre Internet, Negócios e Sociedade. OLIVEIRA, José M.P. CARDOSO, Gustavo...
113   KLEIN, Naomi. Sem logo: a tirania das marcas em um planeta vendido. VINAGRE, Ryta (tradutora). 7a edição. Rio de Jan...
ASSIS, Marisa de. A educação e a formação profissional na encruzilhada das velhas e novas tecnologias. In: FERRETI, Celso ...
146   GERENCER, Pavel; GERENCER, Roberto. Educação para o Trabalho: Orientação para a escolha profissional. 3.ed. São Paul...
SANTOS, Rilza C. O Currículo na Formação Profissionalizante sob o Impacto de Novas Tecnologias no Mercado de Trabalho. 199...
178   FERREIRA, Vítor Sérgio. Desenvolvimento Local e Criação de Emprego. Lisboa: IEFP. 1997.      FERREIRA, Vítor Sérgio....
FERREIRA, Vítor Sérgio; NUNES, Cátia. Transições para a Idade Adulta. In: PAIS, José Machado; FERREIRA, Vítor Sérgio (Eds....
BRANDÃO, Maria de Fátima. Representações de velhice nos discursos juvenis em comunidades do Orkut. Dissertação (Mestrado e...
SARAIVA, Karla. A fabricação dos corpos nos chats. In: WORTMANN, Maria L.C. SANTOS, Luís H.S. RIPOLL, Daniela. SOUZA, Nádi...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Bibliografia 234-itens

1,358 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,358
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Bibliografia 234-itens

  1. 1. 1 Bunchball, the leader in gamification. Employee motivation. Disponível em: < http://www.bunchball.com/solutions > Acesso em: 20 jan. 2013. The Evolution of Gamification in the Workplace. Disponível em: < http://mashable.com/2012/06/15/gamification-business-evolution/ > Acesso2 em: 20 jan. 2013. Is Gamification Right for Your Business? 7 Things to Consider. Disponível em: < http://mashable.com/2011/12/24/gamification-for-business/ >3 Acesso em: 20 jan. 2013.4 ‘Stupid Games’. IN: The New York Times Magazine. < http://www.nytimes.com/2012/04/08/magazine/angry-birds-farmville-... > ABRIL. Second Life fecha as portas no Brasil. Notícia. 200?. Disponível em: <http://info.abril.com.br/professional/redes-sociais/second-life-fecha-5 as-portas-no-brasil.shtml>. Acesso em: 19 jul.2009. ABRIL. Second Life vai banir bancos do metaverso. Notícia. 2008. Disponível em: <http://info.abril.com.br/aberto/infonews/012008/09012008-6 12.shl>. Acesso em 21 mar. 2009.7 ANDERSON, Sam. Just One More Game ... Angry Birds, Farmville and Other Hyperaddictive ANDRADE, Pedro. Sociologia do Metaverso. Artigo. 2009. Disponível em: <http://www.cibersociedad.net/congres2009/es/coms/sociologia-do-8 metaverso/1002/>. Acesso em: 03 jan.2010. Anna Avalanche and Friends - Second Life Style Blog. Postagem em blog. Disponível em:9 <http://annaavalanche.blogspot.com/2008/09/freebies-at-aat-inside-second-life.html>. Acesso em 29 nov.2009. ATTEMA, Jelle. DE NOOD, David. Second Life, the Second Life of Virtual Reality. VAN EVERDINGEN, Sophie (tradutora). The Hague, EPN –10 Electronic Highway Platform, 2006. BAKIOğLU, Burcu. Textual Poaching of Digital Texts: Hacking and Griefing as Performative Narratives of Second Life. Artigo. 27 abr.2007.11 Disponível em: <http://web.mit.edu/comm-forum/mit5/papers/burcu_bakioglu.pdf>. Acesso em: 03 jan.2010. BUARQUE, Cristovam. The university at a crossroad. UNESCO. Ministério da Educação. Brasil. Disponível em: <12 http://unesdoc.unesco.org/images/0013/001363/136394eo.pdf >13 CIBERCULTURA: O QUE MUDA NA EDUCAÇÃO. Ano XXI Boletim 03 - Abril 2011. Programa Salto para o Futuro/TV ESCOLA (MEC). Commerce Office Hours Summary - Freebies - 2009-10-14. Notícia. 14 out.2009. Disponível14 em:<http://wiki.secondlife.com/wiki/Commerce_Office_Hours_Summary_-_Freebies_-_2009-10-14>. Acesso em: 30 nov.2009. Computers and Writing 2010: "Virtual Worlds" @ Purdue. Onsite: May 20 - 23, 2010. Online: April 15 - May 13, 2010. Chamada de trabalhos.15 200?. Disponível em:< http://www.digitalparlor.org/cw2010/cfp >. Acesso em: 13 set. 2009.
  2. 2. COMSCORE. comScore Finds that “Second Life” Has a Rapidly Growing and Global Base of Active Residents. Press release. Notícia. 4 maio 2007. Disponível em: <http://www.comscore.com/por/Press_Events/Press_Releases/2007/05/Second_Life_Growth_Worldwide>. Acesso em: 316 abr.2010. Convite para defesa de mestrado de David Desidério. Convite/imagem. Disponível em: <17 http://1.bp.blogspot.com/_Dif2kQCZBK8/S3grO3ErO9I/AAAAAAAAAEA/L3_Fco9sA5A/s1600-h/ermol_SL_001.jpg >. Acesso em: 25 fev.2010.18 DAMIANI, Edgard B. Second Life: guia de viagem. São Paulo: Novatec. 2007. DARWIN, Luana. A importância da Integração em Grupos no Second Life para o processo de ensino/aprendizagem. Questionário para19 pesquisa. 2009. Disponível em: <http://wsl2.cemed.ua.pt/secondlife/>. Acesso em: 31 jul.2009.20 Delicious: Game-Based Learning. Disponível em: < http://delicious.com/tag/hz11+gamebasedlearning >21 Design Outside the Box (video). Disponível em: < http://g4tv.com/videos/44277/DICE-2010-Design- >22 DETERDING, Sebastian et al. From Game Design Elements to Gamefulness: Defining “Gamification”. 2011. <>23 Dicas de Vedra. Postagem em blog. Disponível em: <http://vedrinha.blogspot.com/2009/11/wave-frees.html>. Acesso em 29 nov.2009. Don-t Bother Me, Mom, I’m-Learning! How computer and video games are preparing your kids for 21st century success and how you can help! Disponível em: < http://blog.joaomattar.com/2009/07/13/don-t-bother-me-mom-i-m-learning-how-computer-and-video-games-are-preparing-your-24 kids-for-21st-century-success-and-how-you-can-help/ >25 DORNELLES, Jonatas. Vida na rede: uma análise antropológica da virtualidade. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – UFRGS, 2008.26 Drácula. Walkthrough. Disponível em <http://www.pratasdicas.com.br/Dracula1.zip>. Acesso em: 22 ago.2009. DWELL ON IT. SL statistical charts testing. Notícia. 200?. Disponível em: < http://dwellonit.taterunino.net/sl-statistical-charts-testing/#slucb>.27 Acesso em: 03 abr.2010. Education in virtual/real worlds, my second life and the first one. Blog. <Disponível em: http://cleobekkers.wordpress.com/>. Acesso em: 0428 jan.2010.29 FERRAZ, Paulo. Second Life para empreendedores. São Paulo: Novatec. 2007. FOLHA ONLINE. Second Life tem moeda, câmbio e mecanismos próprios para regular economia. Notícia. 15 dez.2006. Disponível em:30 <http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u21212.shtml>. Acesso em: 3 abr.2010. FRAGOSO, Suely et alli. Learning to Research in Second Life: 3D MUVEs as meta-research fields. Artigo. In: International Journal of Education and Development using ICT, Vol. 4, No. 2, 2008. Disponível em: <http://ijedict.dec.uwi.edu/viewarticle.php?id=467&layout=html>. Acesso em: 3131 jul.2009.
  3. 3. FRAGOSO, Suely. ROSÁRIO, N. M. Just like me only better. In: SUDWEEKS, Fay. HRACHOVEC, Herbert. ESS, Charles. (Orgs.). Cultural32 Attitudes Towards Technology and Communications, vol. 5. Murdoch, School of Information Technology - Murdoch University, 2008, p. 314-327.33 Free Second. Postagem em blog. Disponível em: <http://freesecond.blogspot.com/2009/02/ray-skin.html>. Acesso em 29 nov.2009. Game Digital, brinquedo de aprender: O caso Counter Strike e o ensino da disciplina Redes de Computadores. CAZETTA, Giselle. Dissertação Mestrado em Educação. Universidade Estácio de Sá. 2007. Disponível em: < http://portal.estacio.br/media/3485862/giselle-cazetta-completa.pdf34 > GECELKA. Apresentação do TCC . Postagem em blog. Jul.2009. Disponível em: <http://gecelka.blogspot.com/2009/07/apresentacao-do-35 tcc.html>. Acesso em: 19 jul.2009. GEE, James Paul. Deep Learning Properties of Good Digital Games: How Far Can They Go? Arizona State University, January 2009. Disponível36 em: < http://www.jamespaulgee.com/node/37 > GET A SECOND LIFE. Companhia Pai Natal solidário no Second Life e redes sociais. Postagem em blog 13 dez.2009. Disponível em:37 <http://getasecondlife.net/2009/12/second-life-geral/campanha-pai-natal-solidario-no-second-life-e-redes-sociais/>. Acesso em: 14 dez.2009.38 GIBSON, William. Neuromancer. London: Harper-Collins, 1993. Harry Potter e o Cálice de Fogo Walkthrough. Disponível em: <http://www.pratasdicas.com.br/HarryPotter4a.zip> e39 <http://www.pratasdicas.com.br/HarryPotter4b.zip>. Acesso em: 22 ago.2009. How Video Games Are Infiltrating—and Improving—Every Part of Our Lives. Disponível em: < http://www.fastcompany.com/magazine/151/40 everyones-a-player.html > IT Web. Second Life: empresas abandonam negócios. Notícia. 18 jul.2007. Disponível em: <http://www.itweb.com.br/noticias/index.asp?41 cod=29115>. Acesso em 29 nov.2009. JAMES, Wagner. Exclusive: Second Life Starts To Grow Again. Notícia. 15 abr.2009. Disponível em: <http://gigaom.com/2009/04/15/exclusive-42 internal-second-life-data-shows-returning-growth/>. Acesso em: 03 abr.2010. JM Models. Postagem em blog. 10 mar.2010. Disponível em: <http://jmmodels.wordpress.com/2009/03/10/my-shit-luck-faves-w-cns-e-motion-43 poses/>. Acesso em 29 nov.2009. KLOPFER, E.; OSTERWEIL, S.; SALEN, K. Moving Learning Games Forward (PDF). The Education Arcade, 2009. Disponível em: <44 http://education.mit.edu/papers/MovingLearningGamesForward_EdArcade.pdf >45 Kurkas Dicas - SL. Moda, Freebies, Tutoriais... Blog. Disponível em: <http://khryskurka-dicas.blogspot.com/>. Acesso em 29 nov.2009. LINDEN BR. Linden BR Blog. Postagem em blog. Disponível em: <http://lindenbr.blogspot.com/search/label/Fashion%20Free>. Acesso em 2946 nov.2009.
  4. 4. LINDEN, Petra (avatar). New Starter Avatars Are Here! Postagem em blog. 2 abr.2010. Disponível em:47 <https://blogs.secondlife.com/community/community/blog/2010/04/02/new-starter-avatars-are-here>. Acesso em: 3 abr.2010. MATTAR, João. Curso Second Life Completo para Iniciantes. Postagem em blog. 13 jul.2009. Disponível em:48 <http://blog.joaomattar.com/2009/07/13/curso-second-life-completo-para-iniciantes/>. Acesso em: 19 jul.2009. MATTAR, João. VALENTE, Carlos. Second Life e Web 2.0 na educação: o potencial revolucionário das novas tecnologias. São Paulo: Novatec.49 Primeira impressão, nov.2007. 2008. McGONIGAL, Jane. Reality Is Broken, Game Designers Can Fix It (video). Institute for the Future, 2010. Disponível em: <50 http://www.avantgame.com/ > McKEON, Matt. WYCHE, Susan. Life across boundaries: design, identity and gender in SL. Pesquisa. Atlanta, GA: Georgia Institute of Technology, College of Computing, GVU Center, Atlanta, GA. 2005. Disponível em: <http://www.mattmckeon.com/portfolio/usability.html>.51 Acesso em: 3 abr.2010. MERTINS, Luciano Edson. EXTENSÃO VIRTUAL DO MUNDO REAL: INTEGRAÇÃO SEMÂNTICA E INFERÊNCIA. Dissertação de Mestrado52 em Ciência da Computação. UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS. Pelotas, fevereiro de 2011.53 MOITA, Filomena. Game on: jogos eletrônicos na escola e na vida da geração @. Campinas: Alínea, 2007. MORATO, Marcelo. Second Life não é um jogo, seu leigo! Coluna digital. 2007. Disponível em: <http://papodehomem.com.br/avaliao-second-54 life/>. Acesso em: 15 ago 2009. Para OAB, advogado não pode ter escritório no Second Life. Notícia. 11 ago.2007. Disponível em: <http://www.conjur.com.br/2007-ago-55 11/advogado_nao_escritorio_second_life?pagina=4> Acesso em: 27 ago. 2009. PENENBERG, Adam. How Video Games Are Infiltrating--and Improving--Every Part of Our Lives. 13 Dez. 2010. <56 http://www.fastcompany.com/1702209/how-video-games-are-infiltrati... > PETRY, Luís Carlos, 2009, “Estruturas cognitivo-ontológicas dos Metaversos”. Artigo. In Morgado, Leonel; Zagalo, Nelson, Boa-Ventura, Ana (orgs). SLACTIONS 2009 International Conference: Life, imagination, and work using metaverse platforms, 24 e 25 de Setembro de 2009, Vila57 Real: UTAD. Disponível em: <http://www.topofilosofia.net/textos/F_Onto_Metaverso_Port_LCPetry_002.pdf>. Acesso em: 03 jan.2010. PIRES, Daiana Trein. Educação Online em Metaverso: a mediação pedagógica por meio da telepresença e da presença digital virtual via avatar58 em Mundos Digitais Virtuais em 3 Dimensões. Dissertação de Mestrado em Educação. UNISINOS. São Leopoldo. 2010. PRENSKY, Marc. Don’t bother me, Mom, i´m learning!: how computers and video games are preparing your kids for 21st century success and59 how you can help! St. Paul, MN: Paragon House Publishers, 2006.
  5. 5. PRETTI, Lucas. Empresas abandonam Second Life, diz Los Angeles Times. Reportagem aponta tendência de abandono por companhias americanas. Notícia. 17 jul.2007. Disponível em: <http://www.estadao.com.br/noticias/tecnologia,empresas-abandonam-second-life-diz-los-60 angeles-times,19901,0.htm>. Acesso em 29 nov.2009.61 Prisioneiros chineses são forçados a jogar games online para arrecadar dinheiro.pdf SANDI, André Quiroga. Cenários e adaptações das Organizações ao Second Life. Tese de Doutorado em Ciências da Comunicação.62 UNISINOS. São Leopoldo. 2009. SARAIVA, Karla. O Club Penguin e o Governo dos Infantis. Artigo. 2009. Disponível em: <http://www.cibersociedad.net/congres2009/es/coms/o-63 club-penguin-e-o-governo-dos-infantis/1069/>. Acesso em 23 nov.2009.64 SCHELL, Jesse. Outside-the-Box-Presentation/. DICE conference, 18 February 2010. SCHLEMMERA, Eliane; BACKESB, Luciana. METAVERSOS: novos espaços para construção do conhecimento. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v.65 8, n. 24, p. 519-532, maio/ago. 2008.66 second life "be anything"’. Busca efetada no sítio de busca do Google. Disponível em: <www.google.com.br>. Acesso em: 04 jan.201067 Second Life. Second Life. Sítio institucional. Disponível em: <http://secondlife.com>. Acesso em: 21 ago.2009. Second Life. Uma fábrica de sonhos e desejos. IHU on-line. Revista do Instituto Humanitas Unisinos. n. 226. São Leopoldo, 02 jul. 2007.68 www.unisinos.br/ihu69 Second News! Brasil. Notícia. Disponível em: <http://www.second-news.net/category/freebie>. Acesso em 29 nov.2009. SERYTE, Jovita. STORGAARD, Lasse. Second Life, Second Chance: a netnographical study of the online virtual world Second Life as a place of conspicuous consumption and parallel identity creation. Tese (Mestrado em International Marketing and Brand Management). School of70 Economics and Management, Lund University, 2007.71 Simulation Games for Business Students. Disponível em: < http://it.uoregon > SOARES. Adauto Cândido. O Second Life na Educação. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação da Universidade de Brasília. Basília.72 Abr. 2009. Sustainability Games — Video Games for Sustainability and Design. Disponível em: < http://emergingmediainitiative.com/project/ sustainability-73 games/ >74 TAPLEY, Rebecca. Construindo o seu Second Life. Rio de Janeiro: Alta Books. 2008.75 Tikisma (Second Life). Postagens em blog. Disponível em: <http://tikismaaloja.blogspot.com/search/label/free>. Acesso em 29 nov.2009. UOL. Jogo on-line ganha licença para atividades bancárias reais na Suécia. Notícia. 200?. Disponível em:76 <http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u536996.shtml>. Acesso em 19 mar.2009.
  6. 6. UOL. Second Life Brasil passa por restruturação após venda da Kaizen. Notícia. 2009. Disponível em:77 <http://idgnow.uol.com.br/internet/2009/06/22/second-life-brasil-passa-por-restruturacao-apos-venda-da-kaizen/ >. Acesso em: 19 jul.2009. Veja como foi o primeiro dia de SLActions. Postagem em blog. 24 set.2009. Disponível em: <http://webcurriculo.wordpress.com/2009/09/24/veja-78 como-foi-o-primeiro-dia-de-slactions/>. Acesso em: 25 set. 2009. VERWIMP, Ellen. Second Life: an opportunity for you and your business? Monografia (Bachelor in Office Management). Katholieke Hogeschool79 KFMPFN, 2008-2009.80 Walkthrough. Disponível em: <http://www.merriam-webster.com/dictionary/walk-through>. Acesso em: 14 set.2009.81 What is Second Life. Sítio institucional. Disponível em: <http://secondlife.com/whatis/>. Acesso em: 21 ago.2009.82 BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo / Laurence Bardin ; tradução de Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. Lisboa : Ed. 70, 1977. 226 p., il.83 BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo / Laurence Bardin. Lisboa : Ed. 70, 2011. 279 p., il.84 BODGAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto, 1994. Fino, C. N. (2008). "A etnografia enquanto método: um modo de entender as culturas (escolares) locais". In Christine Escallier e Nelson Veríssimo (Org.) Educação e Cultura. Funchal: DCE – Universidade da Madeira, pp 43-53. Disponível em: <85 http://www3.uma.pt/carlosfino/publicacoes/22.pdf > Acesso em: 29 jan.2013.86 GIL, Antonio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.87 GONÇALVES, Mônica Lopes. et al. Fazendo pesquisa: do projeto à comunicação científica. Joinville: Univille, 2004.88 RICHARDSON, Roberto Jarry (colabs.). Pesquisa Social: métodos e técnicas. 3.ed. São Paulo: Atlas, 1999. TURETA, César. ALCADIPANI, Rafael. Entre o Observador e o Integrante da Escola de Samba: os Não-Humanos e as Transformações Durante uma Pesquisa de Campo. RAC, Curitiba, v. 15, n. 2, art. 3, pp. 209-227, Mar./Abr. 2011.Disponível em: <http://www.anpad.org.br/rac>89 <http://www.scielo.br/pdf/rac/v15n2/v15n2a04.pdf>. Acesso em 29 jan. 2013. BAUMAN, Zygmunt. Cultura Consumista. In: Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. BAUMAN, Zygmunt. Tradução90 de MEDEIROS, Carlos A. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2008, p.107-148.91 BAUMAN, Zygmunt. Modernidade e ambivalência. Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar Ed., 1999.92 BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. DENTZIEN, Plínio (tradutor). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.93 BAUMAN, Zygmunt. Vida Líquida. MEDEIROS, Carlos A. (tradutor). Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2007. BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadorias. MEDEIROS, Carlos A. (tradutor). Rio de Janeiro: Jorge94 Zahar Ed., 2008.95 CANCLINI, Néstor G. Consumidores e Cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1999.
  7. 7. CASTELLS, Manuel. A Galáxia Internet: Reflexões sobre Internet, Negócios e Sociedade. OLIVEIRA, José M.P. CARDOSO, Gustavo L. 96 (tradutores). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2004. 97 CASTELLS, Manuel. A Sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 5ª. ed. 1999. CCCS. Centre for Contemporary Cultural Studies. Sítio Institucional. Disponível em: <http://www.sociology.bham.ac.uk/cccs.shtml>. Acesso em: 98 11 abr.2009. COSTA, Marisa V. Estudos culturais – para além das fronteiras disciplinares. In: COSTA, Marisa V. (Org.). Estudos culturais em educação: 99 mídia, arquitetura, brinquedo, biologia, literatura, cinema... Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2000. p.13-16. COSTA, Marisa V. Paisagens escolares no mundo contemporâneo. In: SOMMER, Luís H. BUJES,M.I. (Orgs.). Educação e cultura100 contemporânea: articulações, provocações e transgressões em novas paisagens. Canoas: Ed. ULBRA, 2006. p.177-194. COSTA, Marisa V.; SILVEIRA, Rosa M. H.; SOMMER, Luís H. Estudos culturais, educação e pedagogia. Revista Brasileira de Educação. n.23,101 p.36-61, maio/jun/jul/ago 2003. DALL’AGNOLL, Dionara. Representações de deficiência na Turma da Mônica, de Maurício de Souza. Canoas: ULBRA, 2008. Dissertação102 (Mestrado em Educação), Programa de Pós Graduação em Educação, Universidade Luterana do Brasil, 2008.103 DUARTE, Rosália. Cinema & Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.104 ESCOSTEGUY, Ana Carolina, Anotações para pensar o sujeito nos estudos culturais. FEATHERSTONE, Mike. Cultura de Consumo e Pós Modernismo. SIMÕES, Julio Assis. (tradutor). São Paulo: Studio Nobel, 1995 (reimpressão105 em 2007, coleção cidade aberta, série megalópolis). FISCHER, Rosa M.B. Mídia e juventude: experiências do público e do privado na cultura. Cad.CEDES. Campinas. n.65, vol.25, jan.-abr. 2005.106 p.43-58. FISCHER, Rosa M.B. O dispositivo pedagógico da mídia: modos de educar na (e pela) TV. Educação e pesquisa. São Paulo: Universidade de107 São Paulo. n.1, vol.28, jan.-jun. 2002. p.151-162. GARBIN, Elisabete Maria. Cultur@s Juvenis, Identid@des e Internet: Questões Atuais. In: Revista Brasileira de Educação, maio-ago., n.23,108 p.119-135, 2003.109 GIROUX, Henry A. Atos impuros: a prática política dos estudos culturais. Tradução de COSTA, Ronaldo C. Porto Alegre: Artmed, 2003. GIROUX, Henry A. Praticando estudos culturais nas faculdades de educação. In: SILVA, Tomaz T. Alienígenas na sala de aula: uma introdução110 aos estudos culturais em educação. Petrópolis: Vozes, 1995. p.85-103.111 GROOLI, Dorilda (et al.). O professor, o aluno e a investigação em sala de aula, Porto Alegre, RS: Evangraf, 2004. HALL, Stuart. The question of cultural identity. In: HALL, Stuart. HELD, D. McGREW, T. Modernity and Its Futures. Oxford: Polity Press, 1992.112 p.274-316.
  8. 8. 113 KLEIN, Naomi. Sem logo: a tirania das marcas em um planeta vendido. VINAGRE, Ryta (tradutora). 7a edição. Rio de Janeiro: Record, 2009. LARCEN, César G. Relações entre escola e sociedade possibilitadas pela tecnologia em tempos contemporâneos. In: 3º Seminário Brasileiro de114 Estudos Culturais e Educação. 3º SBECE. Pedagogias sem fronteiras. Canoas, RS: ULBRA, 2008. Publicação em meio magnético. MORLEY, David. El posmodernismo: una guia básica. In: CURRAN, James; MORLEY, David; WALKERDINE, Valerie (Comp.). Estúdios Culturales y comunicación. Análisis, producción y consumo cultural de las políticas de identidad y el posmodernismo. Barcelona y Buenos Aires:115 Paidós, 1998. p.85-107.116 NARODOWSKI, Mariano. Comenius & a Educação. VEIGA-NETO, Alfredo (tradução). Belo Horizonte: Autêntica, 2001.117 PATERSON, Mark. Consumption and everyday life. USA and Canada: Routledge, 2006. ROCHA, Cristianne M.F. As “novas” tecnologias e o(s) dispositivo(s) de controle. In: SOMMER, Luís H. BUJES, Maria I.E. (Orgs.). Educação e118 cultura contemporânea: articulações, provocações e transgressões em novas paisagens. Canoas: Ed. ULBRA, 2006. p.77-91.119 SARLO, Beatriz. Cenas da vida pós-moderna. Intelectuais, arte e vídeo-cultura na Argentina. Rio de Janeiro, RJ: UFRJ, 1997.120 SENNETT, Richard. O artífice. Rio de Janeiro/São Paulo: Record. 2009.121 SILVA, Tomaz T. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica. 1999. SILVEIRA, Rosa M. H. Tempo, espaço e conhecimento escolar – uma análise. Revista Portuguesa de Educação. Braga, v.16, n.2, p.177-196,122 2003. SOVIK, Liv (entrevistadora). O pensador das diásporas. In: SOVIK, Liv. (Org.). Da diáspora. Identidades e mediações culturais. Belo Horizonte:123 UFMG/UNESCO, 2003. STEINBERG, Shirley R. KINCHELOE, Joe L. Sem segredos: cultura infantil, saturação de informação e infância pós-moderna.. In: STEINBERG, Shirley R. KINCHELOE, Joe L. (Orgs.). Cultura infantil: a construção corporativa da infância. Tradução de BRICIO, Geroge E. J. Rio de Janeiro:124 Civilização Brasileira, 2001. p.9-52.125 TOURAINE, Alain. Um novo paradigma: para compreender o mundo de hoje, Petrópolis, RJ : Vozes, 2006. AGIER, M.; GUIMARÃES, A. S. Técnicos e peões: a identidade ambígua. In: GUIMARÃES, A.S. (Org.). Imagens e identidades do trabalho. São126 Paulo: Hucitec. 1995.127 ALVES, Edgard (Org.). Modernização produtiva e relações de trabalho: perspectivas de políticas públicas. Petrópolis: Vozes. 1997. ANTUNES, Ricardo. As metamorfoses do mundo do trabalho. In: GOMES, Álvaro (Org.) O trabalho no século XXI: considerações para o futuro128 do trabalho. São Paulo/Salvador: Anita Garibaldi/Sindicato dos bancários da Bahia. 2001. ARROYO, Miguel G. Revendo os vínculos entre educação e trabalho: elementos de formação humana. In: SILVA, Tomaz Tadeu (Org.).129 Trabalho, educação e prática social. Porto Alegre: Artes Médicas. 1991.
  9. 9. ASSIS, Marisa de. A educação e a formação profissional na encruzilhada das velhas e novas tecnologias. In: FERRETI, Celso João et al. (Org.).130 Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate multidisciplinar. 3. ed. Petrópolis: Vozes. 1994.131 AUED, Bernadete W.; BIANCHETTI, Lucídio; CRUZ, Roberto M. et al. Educação para o (des)emprego. Petrópolis: Vozes, 1999. BLASS, Leila M. da Silva. A formação multicultural do trabalhador assalariado brasileiro: o invisível pertinente. Mimeografado São Paulo: PUC.132 2000.133 BRUNO, Lúcia (Org.). Educação e trabalho no capitalismo contemporâneo. São Paulo: Atlas. 1996.134 CASALI, Alípio et al. (Org.). Empregabilidade e educação: novos caminhos no mundo do trabalho. São Paulo: PUC/SP. Grupo Rhodia. 1997.135 Como medir a cultura. Pequisa FAPESP. 2011. Disponível em: < http://revistapesquisa.fapesp.br/2011/05/27/como-medir-a-cultura/ > CORRÊA, Amanda Ribeiro. BRANDÃO, Cláudia Mariza Mattos. A Cultura Visual e o fenômeno homogeneizante das tribos urbanas: uma problematização acerca da formação identitária dos sujeitos em âmbito educacional In Anais do 6º Encontro de Pesquisa em Arte. HUMMES,136 Júlia Maria (Org.). Montenegro,RS : Ed. da Fundarte, 2011. p. 74-77.137 CUNHA, Luiz Antônio. O ensino de ofícios artesanais e manufatureiros no Brasil escravocata. São Paulo/Brasília: Ed. Unesp/Flasco. 2000a.138 CUNHA, Luiz Antônio. O ensino de ofícios nos primórdios da industrialização. São Paulo/Brasília: Ed. Unesp/Flasco. 2000b. CUNHA, Luiz Antônio. O ensino industrial-manufatureiro no Brasil. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n. 14, maio/jun./jul./ago. 2000. p.139 89-107. 2000c.140 CUNHA, Luiz Antônio. O ensino profissional na irradiação do industrialismo. São Paulo/Brasília: Ed. Unesp/Flasco. 2000d. FAGUNDES, Silvia Patrícia. A Ética da Festividade na Criação Cênica. In Anais do 6º Encontro de Pesquisa em Arte. HUMMES, Júlia Maria141 (Org.). Montenegro,RS : Ed. da Fundarte, 2011. p. 142-156. FAUSTO, Ayrton; GARCIA, Cid ACKERMANN, Werner. Planejando com foco na demanda de trabalho: apoio à elaboração dos planos estaduais142 de qualificação profissional (PEQs). 1999-2002. São Paulo: Ed. Unesp. 2001.143 FERRETI, Celso João (Org.). Novas tecnologias, trabalho e educação: um debate disciplinar. 3. ed. Petrópolis: Vozes. 1994. FERRETI, Celso João. Educação para o trabalho. In: FERNANDES, Reynaldo (Org.) O trabalho no Brasil no limiar do século. São Paulo: Ltr.144 1995.145 FRANZOI, Naira Lisboa. Entre a formação e o trabalho: trajetórias e identidades profissionais. Porto Alegre: UFRGS, 2006.
  10. 10. 146 GERENCER, Pavel; GERENCER, Roberto. Educação para o Trabalho: Orientação para a escolha profissional. 3.ed. São Paulo: Atlas, 1983.147 GRINSPUN, Miriam; ZIPPIN, P. S. (Org.). Educação tecnológica: desafios e perspectivas. São Paulo: Cortez. 1999. LOIOLA, Rita. Geração Y. Galileu, São Paulo, n.219, p. 50-53, Out. 2009. < http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu/0,,EDG87165-7943-148 219,00-GERACAO+Y.html > MACHADO, Lucília Regina de S. Qualificação do trabalho e relações sociais. In: FIDALGO, F. S. (Org.). Gestão do trabalho e formação do149 trabalhador. p. 13-40. Belo Horizonte: Movimento de Cultura Marxista. 1996. MANFREDI, Silvia Maria. A reestruturação do trabalho e os desafios para a formação profissional no Brasil: projetos e perspectivas dos150 diferentes atores sociais. In: Congresso latinoamericano de sociologia del trabajo, 3., 2000, Buenos Aires. Comunicações. Buenos Aires. 2000.151 MANFREDI, Silvia Maria. Educação profissional no Brasil. São Paulo: Cortez. 2002.152 MANFREDI, Silvia Maria. Trabalho, qualificação e competência profissional. Educação & Sociedade, Campinas, ano 19, n. 64, set. 1998. MATTA, Roberto da. Você tem Cultura? Disponível em: < http://professor.ucg.br/SiteDocente/admin/arquivosUpload/14467/material/voce153 %20tem%20cultura.pdf > MORAES, Carmem Sylvia V. Ações empresariais e formação profissional: Serviço Nacional de Aprendizagem Nacional. São Paulo em154 Perspectiva - Revista da Fundação Seade, São Paulo, v. 14, n. 2, abr./jun. 2000, p.82-100. 2000. MORAES, Carmem Sylvia V. Instrução "popular" e ensino profissional: uma perspectiva histórica. In: VIDAL, Diana G.; HILSDORF, Maria Lúcia155 S. (Org.). Brasil 500 anos. Tópicos em história da educação. São Paulo: Edusp. 2001. MORAIS, Regis de. Educação contemporânea: olhares e cenários. (Coleção educação em debate). Campinas, SP: Editora Alínea, 2003. p.85-156 107. NASCIMENTO, Amadeu. Relações entre Educação e Trabalho. Canoas: ULBRA, 1991. Monografia (Pós-Graduação de Especialização em157 Administração e Formação de Recursos Humanos). ULBRA, 1991. NEVES, Lúcia Maria Wanderley. Reformas Alternativas para a Educação Profissional. In: Encontro Estadual das Escolas Técnicas, 2, 2001,158 Porto Alegre. Anais. Porto Alegre : Secretaria de Educação, 2001. 35-40. PARO, Vítor Henrique. Escola e formação profissional: um estudo sobre o sistema regular de ensino e a formação de recursos humanos no159 Brasil. São Paulo: Cultrix, 1983. POOLI, João Paulo. A educação, o Estado e seus limites. In: TESKE, Ottmar (Coord.). Sociologia: textos e contextos, Canoas, RS: Ed.da160 ULBRA, 1999. p.206-225. POOLI, João Paulo. Cultura – Uma síntese de múltiplas determinações. In: Coletâneas do programa de Pós-Graduação em Educação, Porto161 Alegre, RS, v.2, n.5, p.114-119, mar./abr.1996.162 RUMMERT, Sônia Maria. Educação e identidade dos trabalhadores: as concepções do capital e do trabalho. São Paulo: Niterói. 2000.
  11. 11. SANTOS, Rilza C. O Currículo na Formação Profissionalizante sob o Impacto de Novas Tecnologias no Mercado de Trabalho. 1998.163 Monografia, Canoas/Porto Alegre. SEGNINI, Liliana R. P. Educação e trabalho, uma relação tão necessária quanto insuficiente. São Paulo em perspectiva - Revista da Fundação164 Seade, São Paulo, v. 14, n. 2, abr./jun. 2000, p.72-81. 2000.165 SILVA, Tomaz Tadeu (Org.). Trabalho, educação e prática social. Porto Alegre: Artes Médicas. 1991. SOUZA, Maria Inês Fontana de. O Trabalho Juvenil em Perspectiva. França, 2001. Dissertação (Mestrado em Serviço Social), Faculdade de166 história, Direito e Serviço Social da Universidade Estadual Paulista, 2001. STEFFEN, Ivo. A aprendizagem de Adolescentes em formação profissional. Rio de Janeiro: SENAI/DN/DPEA, 1985. Memória apresentada à167 Escola Pós-Graduada da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo para obtenção do grau de Mestre em Ciência, 1985. TEDESKO, Patrick. O tempo como ficção e a produção de variações imaginativas através da linguagem visual. In Anais do 6º Encontro de168 Pesquisa em Arte. HUMMES, Júlia Maria (Org.). Montenegro,RS : Ed. da Fundarte, 2011. p. 108-110. TRAINOTTI, Teresinha Salete. Recursos Tecnológico-Educacionais na Sociedade Contemporânea: Estado da Arte e suas Implicações na169 Formação do Trabalhador. Salamanca, 1998. Tese de Doutorado, Universidad de Salamanca, 1998.170 VEIGA-NETO, Alfredo. De geometrias, currículo e diferenças. Campinas: CEDES, Educação e Sociedade, a.XXIII, n.79, 2002. p.163-186. VEIGA-NETO, Alfredo. Pensar a escola como uma instituição que pelo menos garanta a manutenção das conquistas fundamentais da171 Modernidade (entrevista). In: COSTA, Marisa Vorraber (Org.). A escola tem futuro?, 2ed. Rio de Janeiro, RS: DP&A, 2006. p.103-126. CARDOSO, José Luís; VARANDA, Marta Pedro; MADRUGA, Paulo; ESCÁRIA, V.; FERREIRA, Vítor Sérgio (2012). Empregabilidade e Ensino172 Superior em Portugal. Lisboa: ICS / CIRIUS / ISEG (http://www.ics.ul.pt.../wp2012/er2012_1.pdf) CASANOVA, José Luís. Estudantes Universitários: Composição Social, Representações e Valores. Colecção Estudos de Juventude, n.º 5.173 Lisboa: IPJ / ICS. 1993.174 FERREIRA, Paulo Antunes. Valores dos Jovens Portugueses nos Anos 80. Colecção Estudos de Juventude, n.º 3. Lisboa: IPJ / ICS. 1993. FERREIRA, Pedro Moura; GARCIA, Luís; VALA, Jorge. Delinquência e Criminalidade Recenseadas dos Jovens em Portugal. Colecção Estudos175 de Juventude, n.º 4. Lisboa: IPJ / ICS. 1993. FERREIRA, Vítor Sérgio. A Condição Juvenil Portuguesa na Viragem do Milénio: Tendências Longitudinais nas Transições para a Vida Adulta.176 In: AA. VV (Eds.), 3 Anos, 30 Ideias - Forúm Universal (pp. 139-154). Aveiro: Universidade de Aveiro. 2008. FERREIRA, Vítor Sérgio. Atitudes dos Portugueses perante a Sociedade. In: PAIS, José Machado (Eds.). Gerações e Valores na Sociedade177 Portuguesa Contemporânea (pp. 147-243). Lisboa: Secretaria de Estado da Juventude. 1998.
  12. 12. 178 FERREIRA, Vítor Sérgio. Desenvolvimento Local e Criação de Emprego. Lisboa: IEFP. 1997. FERREIRA, Vítor Sérgio. Do Renascimento das Marcas Corporais em Contextos de Neotribalismo Juvenil. In: PAIS, José Machado; BLASS,179 Leila Maria da Silva (Eds.). Tribos Urbanas: Produção Artística e Identidades (pp. 71-102). São Paulo: Annablume. 2004. FERREIRA, Vítor Sérgio. Emprego e Desemprego. In: FERREIRA, Vitor Sérgio; FIGEIREDO, Alexandra; SILVA, Catarina Lorga da (Eds.).180 Jovens em Portugal. Análise Longitudinal de Fontes Estatísticas: 1960 - 1996/97. Oeiras: Celta Editora. 1999. FERREIRA, Vítor Sérgio. Misleading Trajectories: Evaluation of Employment Policies for Young Adults in Europe Regarding Non-Intended181 Effects of Social Exclusion. Bruxelas: European Comission. 2001. FERREIRA, Vítor Sérgio. O "jovem radical" contemporâneo: novos sentidos de um qualificativo juvenil. Crítica e Sociedade: revista de Cultura182 Política, 1-2, 107-127. 2011. FERREIRA, Vítor Sérgio. O Corpo Tatuado sob o Olhar dos Outros: a Gestão Social de um Projecto Corporal. In: AA. VV. (Eds.). Corpo (pp. 25-183 50). Lisboa: Apenas Livros | Instituto de Sociologia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 2009. FERREIRA, Vítor Sérgio. Resistência vs Existência: a Dimensão Política das Microculturas Juvenis. I Colóquio Luso-Brasileiro de Sociologia da184 Educação. Belo Horizonte. 2009. FERREIRA, Vítor Sérgio. Significance of the Level of Qualifications on the Youth Transitions to the Labour Market Among Different Spatial185 Contexts. [Working Paper] Lisboa: EGRIS/TSER. 1999. FERREIRA, Vítor Sérgio. Transições entre a Escola e o Trabalho. In: VALA, Jorge (Eds.). Simetrias e Identidades. Jovens Negros em Portugal186 (pp. 103-142). Oeiras: Celta Editora. 2003. FERREIRA, Vítor Sérgio. Transitions from School to Work of Young People with an Ethnic or Migrant Background, National Report for Research187 Project UP2Youth - Youth as Actor of Social Change. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais. 2007. FERREIRA, Vítor Sérgio. Dar corpo à juventude: o corpo jovem e os jovens nos seus corpos. In PAIS, José Machado; BENDIT, René;188 FERREIRA, Vítor Sérgio (Eds.). Jovens e rumos (pp. 257-275). Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais. 2011. FERREIRA, Vítor Sérgio. Modas e modos: a privatização do corpo no espaço público português. In: ALMEIDA, Ana Nunes (Eds.). História da189 vida privada em Portugal: os nossos dias (pp. 242-276). Lisboa: Círculo de Leitores / Temas e debates. 2011. FERREIRA, Vítor Sérgio. Resistência versus Existência? A dimensão política das microculturas juvenis. In: DAYRELL, J. ; NOGUEIRA, M. A.; RESENDE, J. M.; VIEIRA, M. M. (Eds.). Família, escola e juventude: olhares cruzados Brasil - Portugal (pp. 344-371). Belo Horizonte: Editora190 UFMG. 2012.
  13. 13. FERREIRA, Vítor Sérgio; NUNES, Cátia. Transições para a Idade Adulta. In: PAIS, José Machado; FERREIRA, Vítor Sérgio (Eds.). Tempos e191 transições de vida: Portugal ao espelho da Europa (pp. 39-67). Lisboa: ICS. 2010. FERREIRA, Vítor Sérgio; POHL, Axel. Ethnicized youth subcultures and "informal learning" in transitions to work. In Bekerman, Z. ; Geisen, T. (Eds.), International handbook of migration, minorities and education: understanding cultural and social differences in processes of learning (pp.192 695-728). Dordecht: Springer. 2012. HONÓRIO, Fernando. A Mobilidade Geográfica e Sócio-Profissional induzida pelo Sistema de Formação Profissional. Colecção Estudos de193 Juventude, n.º 2. Lisboa: IPJ / ICS. 1993. LIMA, Maria da Paz Campos. Inserção na Vida Activa: Emprego e Desemprego em Portugal e na CEE. Colecção Estudos de Juventude, n.º 1.194 Lisboa: IPJ / ICS. 1992.195 PAIS, José Machado (Org.). Jovens Europeus. Colecção Estudos de Juventude, n.º 8. Lisboa: IPJ / ICS. 1994. PAIS, José Machado. Consciência Histórica e Identidade: Os Jovens Portugueses num Contexto Europeu. Colecção Estudos Sobre Juventude,196 n.º 2. Oeiras: Celta/SEJ. 1999. PAIS, José Machado. FERREIRA, Vítor Sérgio. Teen Life in Portugal. In: STEINBERG, Shirley R. (Eds.). Ten Life Around the World. Teen Life in197 Europe (pp. 185-2006). Westport, Connecticut / Londres: Greenwood Press. 2005.198 PEDROSO, Paulo. A Formação Profissional Inicial. Colecção Estudos de Juventude, n.º 7. Lisboa: IPJ / ICS. 1993.199 SCHMIDT, Luísa. A Procura e Oferta Cultural e os Jovens. Colecção Estudos de Juventude, n.º 6. Lisboa: IPJ / ICS. 1993. APRENDIZAGEM COLETIVA EM CURSO MEDIADO PELA WEB Helena Sloczinski*; Lucila Maria Costi Santarosa** VII Congresso200 Iberoamericano de Informática Educativa. p. 1112-1121.201 NEITZEL, Adair de Aguiar. Hipertexto: que texto é esse?202 10 razões para usar o Gmail. Disponível em: <http://mail.google.com/mail/help/intl/pt-BR/about.html> Acesso em: 03 jun. 2008.203 Animatrix. Disponível em: <http://www.intothematrix.com/> Acesso em: 01 jan. 2009. Are Video Game Players Better at Laparoscopic Surgical Tasks. Disponível em: <204 http://www.psychology.iastate.edu/faculty/dgentile/MMVRC_Jan_20_MediaVersion.pdf >205 AVATAR. In: Wikipedia. Disponível em: < http://pt.wikipedia.org/wiki/Avatar> Acesso em: 03 jan. 2009. BAGUETE. O novo mercado de social media. Notícia. 11.dez.2009. Disponível em: <http://www.baguete.com.br/noticiasDetalhes.php?206 id=3512790>. Acesso em: 14 dez.2009. BAUERMANN, Gabriela. Uso de Gestalt na pesquisa de Visão Computacional: Survey. In: ImageSurvey. Processamento de Imagens na prática. 29 dez. 2008. Disponível em: <http://www.imagesurvey.com.br/2008/12/uso-de-gestalt-na-pesquisa-de-visao-computacional-survey/> Acesso207 em: 01 jan. 2009. Beyond McLuhan: Your New Media Studies Syllabus. Sep 16 2010, 1:58 PM. Disponível em:208 <http://www.theatlantic.com/technology/archive/2010/09/beyond-mcluhan-your-new-media-studies-syllabus/63061/>. Acesso em: 04 mar.2011.
  14. 14. BRANDÃO, Maria de Fátima. Representações de velhice nos discursos juvenis em comunidades do Orkut. Dissertação (Mestrado em209 Educação) – Universidade Luterana do Brasil, 2009. Computers and Writing 2010: "Virtual Worlds" @ Purdue. Onsite: May 20 - 23, 2010. Online: April 15 - May 13, 2010. Chamada de trabalhos.210 200?. Disponível em:< http://www.digitalparlor.org/cw2010/cfp >. Acesso em: 13 set. 2009. COSTA, Rosmeri Ceconi. A interação em mundos digitais virtuais em 3 dimensões: uma investigação sobre a representação do emocionar na211 aprendizagem. Dissertação de Mestrado em Educação. UNISINOS. São Leopoldo. 2008. DUARTE, Elaine Cristina Carvalho. Literatura e cibercultura: a publica. In: Tv LCD, Tv LED, Tv Plasma - Televisores. Postado na web em 27212 mai. 2011. < http://www.televisores.tv.br/?p=1268 > FERREIRA, Carlos E. C. Comunidades virtuais e as organizações: um estudo sobre a utilização deste novo ambiente. Dissertação (Mestrado213 em Administração de Empresas). São Paulo: Fundação Getúlio Vargas, Escola de Administração de Empresas. 2008. FISCHER, Rosa M.B. Técnicas de si e tecnologias digitais. In: SOMMER, Luís H. BUJES,M.I. (Orgs.). Educação e cultura contemporânea:214 articulações, provocações e transgressões em novas paisagens. Canoas: Ed. ULBRA, 2006. p.67-76.215 Google. Disponível em: <www.google.com.br> Acesso em: 01 jan. 2009. LÉVY, Pierre. Educação e Cybercultura. A nova relação do saber. Núcleo de Estudos do Futuro, PUC-SP. 2005. Disponível em:216 <http://www.nef.org.br/index.cfm?cd_artigo=92>. Acesso em: 03 jan. 2010.217 LÉVY, Pierre. O que é o virtual? São Paulo: 34, 1996.218 METROLYRICS. Metrolyrics. Sítio dedicado a letras de múscas. Disponível em: <http://www.metrolyrics.com>. Acesso em: 22 nov.2009. Microsoft cuts 17 percent of the workforce at the Japan branch. In: Neowin.net. 24 jun. 2003. Disponível em:219 <http://www.neowin.net/news/gamers/03/06/24/microsoft-forces-layoffs-on-xbox-division-in-japan> Acesso em: 01 jan. 2009.220 MIT. Massachusetts Institute of Technology. Sítio institucional. Disponível em: <http://web.mit.edu/>. Acesso em: 03 jan.2010. MIT. Metaverse creator Neal Stephenson to speak at MIT Sunday. Notícia. 2008. Disponível em: <http://web.mit.edu/press/2008/stephenson-221 adv-0918.html>. Acesso em: 03 jan.2010. NEPOMUCENO, Carlos. MACROCRISE DA INFORMAÇÃO DIGITAL: MUITO ALÉM DAS EXPLOSÕES INFORMACIONAIS Tese de222 Doutorado em Ciência da Informação. Convênio PPGCI/UFF – IBICT/MCT. Universidade Fluminense. 2011.223 RÜDIGER, Francisco. As teorias da Cibercultura. Perspectivas, questõe e autores. Coleção Cibercultura. Porto Alegre: Editora Sulina. 2011.
  15. 15. SARAIVA, Karla. A fabricação dos corpos nos chats. In: WORTMANN, Maria L.C. SANTOS, Luís H.S. RIPOLL, Daniela. SOUZA, Nádia G.S. KINDEL, Eunice A.I. (Orgs.). Ensaios em Estudos Culturais, Educação e Ciência: a produção cultural do corpo, da natureza, da ciência e da224 tecnologia. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2007.225 SARAIVA, Karla. Educação a distância: outros tempos, outros espaços. Ponta Grossa: Ed. UEPG, 2010. SARAIVA, Karla. O ciberespaço como um empíreo educacional. In: SOMMER, Luís H. BUJES, Maria I.E. (Orgs.). Educação e cultura226 contemporânea: articulações, provocações e transgressões em novas paisagens. Canoas: Ed. ULBRA, 2006. p.93-106. SCHLEMMER, Eliane. AVA: Um Ambiente de Convivência Interacionista Sistêmico para Comunidades Virtuais na Cultura da Aprendizagem . Tese de Doutorado em Informática na Educação. Programa de Pós- Graduação em Informática na Educação da Universidade Federal Do Rio227 Grande Do Sul. Porto Alegre Outubro, 2002 SILVEIRA, Rosa M. H. Identidades para serem exibidas: breve ensaio sobre o Orkut.In: SOMMER, Luiz H.; BUJES, Maria I. E. Educação e228 cultura cotemporânea: articulações, provocações e transgressões em novas paisagens. Canoas: Ed.ULBRA, 2006, p.137-150 SILVEIRA, Rosa M.H. Identidades para serem exibidas: breve ensaio sobre o Orkut. In: SOMMER, Luís H. BUJES, Maria I.E. (Orgs.). Educação229 e cultura contemporânea: articulações, provocações e transgressões em novas paisagens. Canoas: Ed. ULBRA, 2006. p.137-150. Suely Fragoso - Perfil. In: Grupo de pesquisa Mídias Digitais. Disponível em: <http://www.midiasdigitais.org/categoria/equipe/suely-230 fragoso/suely-fragoso-perfil/> Acesso em: 31 jul.2009. TEIXEIRA, Thiago Bodruk. MOBILE MARKETING: INTERAÇÕES E CONVERGÊNCIA. Monografia de Comunicação Social com Habilitação em231 Publicidade, Propaganda e Marketing. Faculdade Internacional de Curitiba (Facinter). Curitiba, 2011.232 THE ANIMATRIX. Roteiro de Andy e Larry Wachowski. Produzido por Michael Arias , Hiroaki Takeuchi e Eiko Tanaka. 2003. DVD (94 min.). TRANSPONDER. In Wikipedia. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Transponder&oldid=2315321>. Acesso em 24 maio233 2008. URIBE, Gustavo. ACSP: 66% das empresas têm site, mas acesso é baixo. Notícia. 26 nov.2009. Disponível em:234 <http://www.estadao.com.br/noticias/economia,acsp-66-das-empresas-tem-site-mas-acesso-e-baixo,472653,0.htm>. Acesso em 28 nov.2009.

×