E-Lixo - Como enfrentar esse problema com a própria tecnologia

4,542 views

Published on

Projeto de pesquisa sobre o e-lixo, seus problemas e possíveis soluções.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,542
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
298
Actions
Shares
0
Downloads
119
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

E-Lixo - Como enfrentar esse problema com a própria tecnologia

  1. 1. Universidade, Sociedade e Interdisciplinaridade E-Lixo Como enfrentar este problema com a própria tecnologia Alunos: Bruno Croci de Oliveira, Fernando Renato Matsunaga Marchiotto, Guilherme Augusto Machado, João Paulo Domingues dos Santos
  2. 2. Sustentabilidade “Suprir a necessidade da geração presente sem afetar a habilidade das gerações futuras em suprir as suas.”, segundo o relatório Brundtland (1987).
  3. 3. E-Lixo O E-Lixo – lixo eletrônico (do inglês E-Waste ou Waste Eletronical and Eletronic Equipment) – é definido pela Comunidade Européia (2003) como “equipamento elétrico ou eletrônico que foi abandonado”.
  4. 4. Obsolescências Dadas como as causas do E-Lixo, as obsolescências de um produto dividem-se em dois conceitos: ● Obsolescência Programada; ● Obsolescência Percebida.
  5. 5. Motivação Embora temas que envolvam impacto ambiental recebam grande atenção hoje em dia, o e-lixo ainda não produziu alarde proporcional à sua potencialidade de causar danos.
  6. 6. Dados de descartes Milhões de PCs Fonte: worldbank.org Crescimento do descarte de computadores no período de 1991 à 2003 no mundo. (Dados aproximados)
  7. 7. Substâncias tóxicas Algumas substâncias contidas em equipamentos eletroeletrônicos Mercúrio Computadores e monitores Danos ao cérebro e ao fígado Cádmio Computadores, monitores e Envenenamento, problemas nos ossos, baterias de Laptops rins e pulmões Arsênio Celulares Pode causar câncer no pulmão e prejudica o sistema nervoso PVC Invólucro de computadores Câncer e imuno depressão. (Policloroeteno) e celulares Fonte: http://tecnologia.uol.com.br/ultnot/2008/02/26/ult4213u358.jhtm
  8. 8. Objetivos Investigar como a tecnologia enfrenta os problemas ambientais gerados pelo desenvolvimento tecnológico. •Pesquisar quais fatores que geram o e-lixo; •Analisar os problemas ambientais causados pelo e-lixo; •Buscar tecnologias que lidam com os problemas ambientais gerado pelo e-lixo.
  9. 9. Metodologia Busca de dados e informações em: ● Artigos Científicos; ● Empresas da Área de Tecnologia; ● Organizações não governamentais; ● Levantamentos estatísticos acerca do assunto. Tratamento de dados: ● Análise Quantitativa; ● Análise Qualitativa.
  10. 10. Resultados Algumas iniciativas que estão ligadas ao meio tecnológico e que nos possibilitam inferir que a tecnologia tem condições de amenizar os impactos causados pelo e-lixo: • Upgrade; • Adequação de Software; • Projeto STEP; • Reciclagem de Sucata eletrônica.
  11. 11. Upgrade Ao invés de adquirir um novo computador, efetua- se a troca de componentes do aparelho antigo, aumentando seu desempenho. Trata-se, portanto, de uma medida paliativa.
  12. 12. Adequação de Software A maioria dos softwares avançam conforme a obsolescência, ou seja, a cada versão exigem computadores mais potentes. Por outro lado, softwares livres possuem uma maior preocupação com hardwares menos avançados. O que faz destes mais funcionais em computadores modestos.
  13. 13. Projeto STEP "Solving the E-Waste Problem" – Esforço conjunto entre fabricantes de equipamentos de informática e empresas de telecomunicações. Ameja criar padrões mundiais de processos de reciclagem de sucata eletrônica, aumentar a vida útil dos produtos eletrônicos e desenvolver mercados para sua reutilização.
  14. 14. Reciclagem de sucata eletrônica Estímulo às reciclagens mecânica, química e energética, uma vez que cerca de 94% dos materiais usados nas máquinas são recuperáveis. Como exemplo de implementação de tal medida, temos o Projeto de Cadeia de Transformação de Lixo Eletrônico, da Universidade de São Paulo.
  15. 15. Ciclos de Operaçãodo CEDR (Centro de Descarte e Reciclagem) Fonte: CARVALHO (2009)
  16. 16. Considerações finais Conclui-se que há alternativas que tentam minimizar a situação nos dias de hoje, porém não foi encontrada uma solução definitiva, embora as perspectivas para o futuro possam ser animadoras, visto que o comprometimento com essa questão tende a crescer.
  17. 17. Projeto E-Lixo Orientadora • Ana Maria Klein Alunos • Bruno Croci de Oliveira - SI • Fernando Renato Matsunaga Marchiotto - SI • Guilherme Augusto Machado de Almeida - SI • João Paulo Domingues dos Santos – SI Contato brunocroci@usp.br
  18. 18. Referências [1]BAIO,Cintia. Para onde vao lixo eletrônico do planeta?. Uol Tecnologia. Disponível em: <http://tecnologia.uol.com.br/ultnot/2008/02/26/ult4213u358.jhtm> Acesso em: Abr 2009. [2]CARVALHO, Tereza Cristina M. B..Inovando através da Criação de uma Cadeia de Transformação Sustentável de Lixo Eletrônico. pp 4.2009. [3]MACOHIN, Aline. ; KASSMAYER, Karin. ; BUSATO, Paulo César. . A Sustentabilidade na Informática - Reciclagem e Eliminação de Produtos Tóxicos das Peças de Computadores. 2007. [4]STEP: Solving the E-Waste Problem. Disponível em: <http://www.step-initiative.org/> Acesso em: maio 2009.

×