Garantir a autenticidade e o acessocontinuado à informação digital:os desafios da preservação digitalem arquivos
Cristiana Freitas
Ambiente                        Ambienteanalógico                        digital            Cristiana Freitas
Garantir a autenticidade emambiente digital@ Tem início na conceção e implementação de plataformas tecnológicas queabarca ...
A presunção da autenticidade dos objetos digitais deve assentar nasevidências fornecidas pela metainformação que por sua v...
Preservação digital“capacidade de garantir que a informação digital permanece acessível e comqualidades de autenticidade s...
Plano de preservação digital@ Documento estratégico que contém políticas e procedimentosorientados para a constituição de ...
Garantir a autenticidade e o acessocontinuado à informação digital@ Definição de estratégias de preservação        (migraç...
Ameaças a considerar: @ Falha do Hardware; @ Falha do Software; @ Erros nos canais de comunicação; @ Falhas na rede; @ Obs...
Em suma,@ Devem ser cumpridos determinados requisitos, tais como:     mecanismos de preservação que assegurem que a infor...
Repositório digital de confiança                                   Fonte: CCDS– Audit and certification of trustworthy    ...
Prova e evidência digital           Capacidade probatória do documento/informaçãonão apenas num sentido estritamente juríd...
Autenticidade  A transação eletrónica é             A mensagem não foi alterada          genuína                      ou c...
Ciclo de vida da assinatura digital                      Fonte: Blanchette, Jean-François, La conservation de la signature...
Digital Records Forensics              Cristiana Freitas
Obrigada!   Cristiana Freitas
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Garantir a autenticidade e o acesso continuado à

611 views
518 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
611
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Garantir a autenticidade e o acesso continuado à

  1. 1. Garantir a autenticidade e o acessocontinuado à informação digital:os desafios da preservação digitalem arquivos
  2. 2. Cristiana Freitas
  3. 3. Ambiente Ambienteanalógico digital Cristiana Freitas
  4. 4. Garantir a autenticidade emambiente digital@ Tem início na conceção e implementação de plataformas tecnológicas queabarca todo os ciclo de vida da informação (ISO 15489):  produção, captura, recolha, processamento, organização, circulação, avaliação armazenamento, uso e disseminação;@ Recolha atempada de metainformação administrativa técnica, descritiva ede preservação. Garantir que a informação não é manipulada, alterada, isto é falsificada após a sua criação, manipulação e preservação dentro dos sistemas de gestão e de preservação de informação Cristiana Freitas
  5. 5. A presunção da autenticidade dos objetos digitais deve assentar nasevidências fornecidas pela metainformação que por sua vez forneceelementos sobre: @ contextos jurídico-administrativo, proveniência, procedimento, documental, tecnológico; @ as estratégias de preservação utilizadas; @ o histórico da custódia; @ o formato dos ficheiros; @ a estrutura do conteúdo; @ alterações sofridas desde a sua produção. Cristiana Freitas
  6. 6. Preservação digital“capacidade de garantir que a informação digital permanece acessível e comqualidades de autenticidade suficientes para que possa ser interpretada nofuturo recorrendo a uma plataforma tecnológica diferente da utilizada nomomento da sua criação” Fonte: Ferreira, Miguel, Introdução à preservação digital…, 2006. p. 20 Um paradoxo? Os objetos digitais A autenticidade podem sofrer pressupõe manter o alterações/adaptações objeto digital tal como ao longo do tempo em foi produzido - função dos novos completo e inalterado avanços tecnológicos Cristiana Freitas
  7. 7. Plano de preservação digital@ Documento estratégico que contém políticas e procedimentosorientados para a constituição de uma estrutura técnica e organizacionalque visa a preservação a longo prazo de informação digital, bem como aseleção das estratégias de preservação mais apropriadas, de modo agarantir a autenticidade, a integridade e a usabilidade da informaçãodigital. Profissionais da Informação Produtores Serviços de de Informática Informação Plano de Preservação Digital Cristiana Freitas
  8. 8. Garantir a autenticidade e o acessocontinuado à informação digital@ Definição de estratégias de preservação (migração, encapsulamento, emulação, preservação da tecnologia, arqueologia digital, transferência para suportes analógicos, pedra roseta digital, refrescamento)@ Definição de formatos de preservação (escolha de formatos abertos e independentes em detrimento de formatos proprietários, cobertos por patente ou copyright)@ Escolha de aplicações informáticas ou software (para a produção, manipulação, gestão e preservação de informação digital)@ Escolha de soluções de armazenamento (considerando os seguintes critérios: custo, escalabilidade, interoperabilidade, segurança de dados e facilidade de programação)@ Escolha de esquemas de metainformação (descritiva, técnica, estrutural e de preservação) Cristiana Freitas
  9. 9. Ameaças a considerar: @ Falha do Hardware; @ Falha do Software; @ Erros nos canais de comunicação; @ Falhas na rede; @ Obsolescência; @ Erros do operador; @ Desastres naturais; @ Ataques externos; @ Ataques internos; @ Falhas organizacionais e económicas. Cristiana Freitas
  10. 10. Em suma,@ Devem ser cumpridos determinados requisitos, tais como:  mecanismos de preservação que assegurem que a informação não será danificada nem perdida inadvertidamente ao longo do tempo;  medidas de segurança que assegurem que a informação não é intencionalmente modificada por razões financeiras, ideológicas ou políticas;  mecanismos de verificação que comprovem a correta e consistente aplicação dos procedimentos de preservação e de segurança. Fonte: Rothenberg, Jeff, Miguel, Adressing the uncertain future of preserving the past…, 2010. p. 64 Cristiana Freitas
  11. 11. Repositório digital de confiança Fonte: CCDS– Audit and certification of trustworthy digital repositories, 2006 Cristiana Freitas
  12. 12. Prova e evidência digital Capacidade probatória do documento/informaçãonão apenas num sentido estritamente jurídico, mas num sentido mais amplo de testemunho autêntico dos atos, ações e atividades que representam. Cristiana Freitas
  13. 13. Autenticidade A transação eletrónica é A mensagem não foi alterada genuína ou corrompida na transmissão Dispositivos de segurança Assinatura Chaves Marca deCriptografia digital públicas água Prova de autenticidade e integridade dos objetos digitais Cristiana Freitas
  14. 14. Ciclo de vida da assinatura digital Fonte: Blanchette, Jean-François, La conservation de la signature électronique: perspectives archivistique, 2004.@ A tecnologia actual consegue garantir a preservação da autenticidade e assinatura dos documentos ao longo do tempo?@ Como é que os sistemas garantem ou garantirão a médio e longo prazo que determinado documento foi assinado por determinada pessoa?Fonte: Maurício, Rui, A garantia de segurança digital na prova da relação jurídica, 2009. Cristiana Freitas
  15. 15. Digital Records Forensics Cristiana Freitas
  16. 16. Obrigada! Cristiana Freitas

×