Xenofobia e genocídio

1,213 views
774 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,213
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Xenofobia e genocídio

  1. 1. XENOFOBIA EXENOFOBIA EGENOCÍDIOGENOCÍDIO
  2. 2.  Xenofobia é uma palavra de origem gregaXenofobia é uma palavra de origem gregaque significa antipatia ou aversão aque significa antipatia ou aversão apessoas e objetos estranhos. O termo tempessoas e objetos estranhos. O termo temvárias aplicações e usos, o que muitasvárias aplicações e usos, o que muitasvezes provoca confusões em relação aovezes provoca confusões em relação aosignificado. A xenofobia como preconceitosignificado. A xenofobia como preconceitoacontece quando há aversão em relaçãoacontece quando há aversão em relaçãoà raça, cultura, opção sexual, etc.à raça, cultura, opção sexual, etc.
  3. 3.  Em outra abordagem, o termo é usadoEm outra abordagem, o termo é usadopara designar uma doença psiquiátrica, opara designar uma doença psiquiátrica, oindivíduo portador possui medo excessivoindivíduo portador possui medo excessivode situações e pessoas estranhas. Dede situações e pessoas estranhas. Deforma mais sintetizada, é o temor de umaforma mais sintetizada, é o temor de umapessoa em relação a tudo que é diferentepessoa em relação a tudo que é diferentepara ela; exceto os casos de medo naturalpara ela; exceto os casos de medo naturaldo desconhecido; nesse caso não édo desconhecido; nesse caso não éconsiderado xenofobia.considerado xenofobia.
  4. 4. GenocídioGenocídio É um crime contra a humanidade, que consisteÉ um crime contra a humanidade, que consisteem, com o intuito de destruir, total ouem, com o intuito de destruir, total ouparcialmente, um grupo nacional, étnico, racialparcialmente, um grupo nacional, étnico, racialou religioso, cometer contra ele qualquer dosou religioso, cometer contra ele qualquer dosatos seguintes: matar membros seus; causar-atos seguintes: matar membros seus; causar-lhes grave lesão à integridade física ou mental;lhes grave lesão à integridade física ou mental;submeter o grupo a condições de vida capazessubmeter o grupo a condições de vida capazesde o destruir fisicamente, no todo ou em parte;de o destruir fisicamente, no todo ou em parte;adotar medidas que visem a evitar nascimentosadotar medidas que visem a evitar nascimentosno seio do grupo; realizar a transferênciano seio do grupo; realizar a transferênciaforçada de crianças de um grupo para outro.forçada de crianças de um grupo para outro.
  5. 5. No auge da 2ª Guerra Mundial...No auge da 2ª Guerra Mundial... E é uma questão de História lembrarE é uma questão de História lembrarque, quando o Supremo Comandante dasque, quando o Supremo Comandante dasForças aliadas (Estados Unidos, Grã-Forças aliadas (Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, etc.), General DwightBretanha, França, etc.), General DwightD. Eisenhower encontrou as vítimas dosD. Eisenhower encontrou as vítimas doscampos de concentração, ordenou quecampos de concentração, ordenou quefosse feito o maior número possível defosse feito o maior número possível defotos, e fez com que os alemães dasfotos, e fez com que os alemães dascidades vizinhas fossem guiados atécidades vizinhas fossem guiados atéaqueles campos e até mesmoaqueles campos e até mesmoenterrassem os mortosenterrassem os mortos
  6. 6.  E o motivo, ele assim explanou:E o motivo, ele assim explanou:Que se tenha o máximo deQue se tenha o máximo dedocumentação - façam filmes -documentação - façam filmes -gravem testemunhos - porque, emgravem testemunhos - porque, emalgum momento ao longo daalgum momento ao longo dahistória, algum idiota se vai erguerhistória, algum idiota se vai erguere dirá que isto nunca aconteceu.e dirá que isto nunca aconteceu.
  7. 7.  Tudo o que é necessário para oTudo o que é necessário para otriunfo do mal, é que os homens detriunfo do mal, é que os homens debem nada façam.bem nada façam.(Edmund Burke)(Edmund Burke)Organização: Professora Cristina Penha – BH – 2010

×