Pirâmides etárias

1,577 views
1,475 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,577
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
33
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pirâmides etárias

  1. 1. 7º ANO – 2010C.O.L.E.G.U.I.U.M
  2. 2. A estrutura da população mundial (pirâmides etárias)A importância desse estudoO número total de habitantes de uma cidade, país ou região, por si só temgrande significado. Mas quando aliamos esses números a outros dadospopulacionais, como os da economia, da saúde, da educação, da habitação, dostransportes, da produção de alimentos entre outros, poderemos traçar um perfilmais fidedigno dessa população.Por idade e por sexo - Entre os dados mais importantes de uma população,encontra-se a composição por idades e por sexo. Seu estudo possibilita umainterpretação situacional da população para planejamento socioeconômico.Esses dados sobre a estrutura etária informam a administração de uma cidadeou de um país, por exemplo, quantos empregos precisam ser criadosanualmente para que se possa absorver o contingente de mão-de-obra que, acada ano, chega ao mercado. Podem, ainda, interferir no crescimentodemográfico, ora estimulando, caso haja necessidade, ora desestimulando ocrescimento por meio de políticas públicas.
  3. 3. Brasil
  4. 4. Pirâmide Etária - Para representar essas informações,utiliza-se a pirâmide etária - representação gráfica dacomposição da população de um lugar em função daidade e do sexo, em um ano determinado. "Esse gráfico éconstruído marcando-se, na linha da ordenada (vertical),as idades da população de zero até o limite superior (80anos ou mais); na linha da abscissa, (horizontal) osefetivos da população, ou seja, sua quantidade ou númeroem cada idade - ou em cada grupo de idades - em valoresabsolutos ou ainda em percentagem, representando apopulação do sexo masculino de um lado da pirâmide e ado sexo feminino de outro" (Adas, Melhem. Panorama Geográficodo Brasil: contradições, impasses e desafios socioespaciais. Moderna, p. 488.2000).
  5. 5. Três faixas etárias - Com a finalidade de planejamentoeconômico-social costuma-se dividir a população emtrês faixas etárias principais: jovem, adulta ou madura evelha ou senil. Essa divisão, porém, apresentadiferenças quanto aos intervalos de idade de acordocom a conveniência do país ou do organismointeressado.A pirâmide etária pode ser compreendida ouinterpretada a partir de suas três partes:
  6. 6. a) A base - É a parte inferior da pirâmide, onde estárelacionada a população jovem (0 - 14 anos ou 0 - 19anos).b) O corpo - É a porção intermediária da pirâmide,onde está representada a população adulta (15 a 59anos ou 20 a 59 anos).c) O cume, o ápice ou o pico - É a porção superior dapirâmide, onde está representada a população idosaou velha (igual ou acima de 60 anos).
  7. 7. Pirâmide Jovem: base larga, devido à elevada natalidade e topoestreito em consequência de uma elevada mortalidade eesperança média de vida reduzida. As pirâmides deste tiporepresentam populações muito jovens típicas dos países menosdesenvolvidos.
  8. 8. Pirâmide envelhecida: base mais estreita do que a classesdos adultos. Reflecte uma diminuição da natalidade e umaumento da esperança média de vida. É características dospaíses desenvolvidos
  9. 9. A estrutura etária nos países desenvolvidos esubdesenvolvidosA pirâmide etária dos países subdesenvolvidos costumaapresentar base mais larga e ápice bem mais estreito doque a dos países desenvolvidos. Isso acontece porque ospaíses subdesenvolvidos possuem, de modo geral,populações mais jovens, pois as taxas de natalidade sãomais elevadas do que nos países desenvolvidos. Estes,por sua vez, apresentam índices de esperança de vidamais elevados, o que determina maior participação deidosos.O fato de os países subdesenvolvidos e desenvolvidosapresentarem contrastes marcantes quanto à estruturaetária de seus habitantes traz uma série de diferentesimplicações sociais e econômicas para ambos os grupos.
  10. 10. Nos países subdesenvolvidos, existe a necessidadede investimentos de grande necessidade na áreasocial, especialmente nos setores de saúde e daeducação. Além disso, o elevado número decrianças resulta em um maior contingente dapopulação economicamente inativa, isto é, que nãotrabalha.
  11. 11. Já nos países desenvolvidos, os custos são maiores nosetor previdenciário, para atender a obrigações legaiscom os trabalhadores que se aposentam. Destaca-setambém a escassez de mão-de-obra ativa interna, o quedetermina que, por vezes, como aconteceu na Europaapós a Segunda Guerra Mundial, sejam obrigados aimportar mão-de-obra de outros países.
  12. 12. Pirâmides EtáriasProfessora Cristina Santos7º ano – 2010C.O.L.E.G.U.I.U.M

×