Capitalismo e globalizaçãoOrganização: Professora CristinaPenha.
 "A notícia do assassinato do presidentenorte-americano Abrahan Lincoln, em1865, levou 13 dias para cruzar o Atlânticoe c...
PENSE: Quem é o dono da Coca-Cola? Posso comer um Big Mac em Moscou? Que idioma falaremos daqui a 100 anos? Ainda have...
Um pouco de história Na Europa, encontramos os primeiros sinaisdo capitalismo no período conhecido comoBaixa Idade Média ...
 A partir do século XV até o XVIII, já naIdade Moderna, a economia écontrolada pelo Estado, nos regimesabsolutistas. Os r...
 A Revolução Industrial é um marcodecisivo para o capitalismo. Aburguesia, que inicialmente desenvolviaatividade apenas c...
 As teorias econômicas da épocadefendem a idéia de que o Estado nãodeve se meter nas relações entreempregadores e emprega...
 Sem leis trabalhistas, a jornada de trabalho seextendia por 16, 18 horas. Crianças de 3 anosde idade podiam ser encontra...
 O século XX veio mostrar que era precisohaver alguma interferência do Estado emcertos setores da economia. Na virada dos...
 O fim da Guerra Fria, nos anos 80, traz asnações comunistas para a economia demercado, marcando uma nova fase daglobaliz...
Capitalismo e globalização
Capitalismo e globalização
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Capitalismo e globalização

470 views
391 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
470
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Capitalismo e globalização

  1. 1. Capitalismo e globalizaçãoOrganização: Professora CristinaPenha.
  2. 2.  "A notícia do assassinato do presidentenorte-americano Abrahan Lincoln, em1865, levou 13 dias para cruzar o Atlânticoe chegar à Europa. A queda da bolsa devalores de Hong Kong (outubro de 1997)levou 13 segundos para cair como um raiosobre São Paulo, Nova York, Buenos Airese Frankfurt. Eis, ao vivo e à cores, aGlobalização."(Clóvis Rossi - do Conselho Editorial - Folha de São Paulo)
  3. 3. PENSE: Quem é o dono da Coca-Cola? Posso comer um Big Mac em Moscou? Que idioma falaremos daqui a 100 anos? Ainda haverá diferentes moedas ou pagaremostudo em dólares? Por que o Bill Gates não pode incorporar novastecnologias a seus programas? Afinal, podemos mesmo tomar uma Brahma daAntárctica? Por que o tênis Reebok que comprei em Miami é“made in Taiwan”? Como é que da sala da minha casa possoconversar de verdade (imagem e som!) com umsujeito que está no Japão, pagando uma simplesligação telefônica local?
  4. 4. Um pouco de história Na Europa, encontramos os primeiros sinaisdo capitalismo no período conhecido comoBaixa Idade Média – séculos XI ao XV – como início da decadência do feudalismo e atransferência do centro da vida econômica,social e política para as cidades. Começama aparecer os primeiros estabelecimentosbancários, com suas letras de câmbio, nasregiões mais desenvolvidas, como Itália eFlandres. A atividade comercial é intensa eocorre a divisão do trabalho, com cadatrabalhador passando a executar apenasuma parte da produção.
  5. 5.  A partir do século XV até o XVIII, já naIdade Moderna, a economia écontrolada pelo Estado, nos regimesabsolutistas. Os reis expandem ocomércio por meio do mercantilismo ebuscam colônias com o intuito deenriquecer as metrópoles. Aburguesia, favorecida, entra emconflito com o poder absoluto dos reis,o que leva à crise dos regimesabsolutistas.
  6. 6.  A Revolução Industrial é um marcodecisivo para o capitalismo. Aburguesia, que inicialmente desenvolviaatividade apenas comercial, a partir dasegunda metade do século XVIII, naEuropa Ocidental, com aindustrialização, assume o controleeconômico e político. Os tradicionaisprivilégios da aristocracia hereditária sãorejeitados. Os donos do capital passama ser os donos do poder. Os bens deconsumo são fabricados em grandesquantidades.
  7. 7.  As teorias econômicas da épocadefendem a idéia de que o Estado nãodeve se meter nas relações entreempregadores e empregados –fisiocracia, liberalismo – pois acreditamque o mercado se autoregulará com otempo. Marx acredita que o capitalismonão sobreviverá a longo prazo, devendochegar a um ponto em que o lucro cairáa tal ponto que inviabilizará o sistema. A livre concorrência entre as empresascaracteriza esse período. O mercado seamplia, atingindo todas as partes domundo. Ocorre um grandedesenvolvimento das forças produtivas.
  8. 8.  Sem leis trabalhistas, a jornada de trabalho seextendia por 16, 18 horas. Crianças de 3 anosde idade podiam ser encontradas nas linhas deprodução. Velhos, doentes e acidentados eramsimplesmente colocados na rua sem qualquerassistência. O índice de acidentes de trabalhoera alarmante e inaceitável, os salários,irrisórios. A idéia inicial que a industrialização trariabenefícios para todos – ricos e pobres – e quemelhoraria as condições de vida da população,com a autorregulação do mercado, mostrou-seinconsistente. Associações de grandes empresas, que dividemo mercado entre si, levam ao aparecimento demonopólios e cartéis, a partir do final do séculoXIX. As pequenas empresas tendem adesaparecer e surgem as Sociedades Anônimas,substituindo o capital individual pelo grupal.
  9. 9.  O século XX veio mostrar que era precisohaver alguma interferência do Estado emcertos setores da economia. Na virada doséculo encontramos as primeiras leis deproteção ao trabalhador na Inglaterra, quepouco a pouco foram se estendendo a outrospaíses. A crise de 1929 fez com queinúmeros países tomassem medidas nosentido de controlar a economia. Na décadade 60 começou a prevalecer a idéia damínima atuação do Estado no camposocial, ou seja, provendo saúde, educação eprevidência social e não interferindo nosprocessos econômicos, conformepreconizava o neoliberalismo.
  10. 10.  O fim da Guerra Fria, nos anos 80, traz asnações comunistas para a economia demercado, marcando uma nova fase daglobalização. A expansão do comérciosupera o aumento da produção mundial. Nas décadas 80 e 90 os Estadosabrem mão do controle dos meios deprodução, privatizando grandes empresasestatais, como vem acontecendo no Brasil,inclusive. Formam-se blocos econômicos,numa forte tendência à globalização daeconomia. Os países se abrem ainvestimentos estrangeiros, levando àexpansão dos fluxos de capital.

×