• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03
 

Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03

on

  • 1,407 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,407
Views on SlideShare
1,249
Embed Views
158

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

5 Embeds 158

http://cre6-rjrj.blogspot.com.br 145
http://cre6-rjrj.blogspot.pt 6
http://cre6-rjrj.blogspot.com 5
http://cre6-rjrj.blogspot.mx 1
http://cre6-rjrj.blogspot.it 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Sensibilização dos funcionários das creches

Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03 Orientações inad semana saúde na escola 2013_04_03 Presentation Transcript

  • Semana Saúde na Escola 2013Orientações para as atividades de avaliação nutricional e promoção da segurança alimentar e nutricional e alimentação saudável Instituto de Nutrição Annes Dias – GTI / PSE SUBPAV/SPS/SMS
  • Semana Saúde na Escola - 2013• A SSE é somente o início das atividades que continuarão a ser desenvolvidas ao longo do ano e que já fazem parte da rotina das equipes de saúde.• Mais importante do que uma medida de peso, de altura ou de IMC, é o acompanhamento da curva crescimento da criança ou do adolescente. A marcação da Caderneta de Saúde da Criança e da Caderneta de Saúde do Adolescente pode facilitar e qualificar a avaliação nutricional.
  • Semana Saúde na Escola - 2013• A avaliação nutricional de crianças e de jovens deve ser muito cuidadosa. Em função do acelerado ritmo de crescimento em que se encontram nesta fase do curso da vida, este diagnóstico pode sofrer alterações de um mês para o outro. É recomendável evitar diagnósticos taxativos e orientar sobre a necessidade de acompanhamento nutricional dos casos com alteração.
  • Semana Saúde na Escola - 2013• Os casos de baixo peso ou desnutrição podem servir como alerta para famílias com maior vulnerabilidade social e biológica, principalmente entre menores de 5 anos.• A obesidade na infância também pode ser sinal de pobreza em função do acesso à alimentos de baixo custo e com baixo valor nutricional.• A obesidade na infância e na adolescência favorece o surgimento de doenças crônicas como HAS e diabetes de forma precoce.
  • Sobre a avaliação nutricional• Para evitar as práticas de bullying, é recomendável que a avaliação nutricional seja realizada de forma individualizada sem exposição coletiva de resultados e sem comparações entre os escolares.• Cuidado com o uso do disco de IMC. Ele facilita o cálculo do IMC, mas os pontos de corte de adulto, de crianças e de adolescentes são diferentes!
  • Sobre a avaliação nutricional• É de fundamental importância o retorno imediato às famílias do resultado da avaliação. De preferência com a indicação do serviço de saúde responsável pelo acompanhamento dos casos de risco nutricional.• Os casos de maior risco nutricional devem ser acompanhados por nutricionista (magreza, magreza acentuada, sobrepeso ou obesidade)
  • “Passo a passo”• Pesar e medir as crianças selecionadas com o mínimo de roupa, descalços e sem enfeites de cabelo.• Registrar as informações em planilha apropriada, incluindo a classificação do estado nutricional, de acordo com os indicadores recomendados no instrutivo SISVAN (arquivo em anexo).
  • “Passo a passo”• Os equipamentos a serem utilizados devem ser adequados (balança, fita métrica e trena foram especificados pelo INAD para a CAP).• Em crianças até 5 anos, o peso para a idade é um bom indicador (o mesmo da Caderneta de Saúde), mas o IMC para idade pode ser utilizado de 0 a 19 anos.
  • “Passo a passo”• Para classificar adequadamente o estado nutricional, utilizar a Caderneta da própria criança/adolescente ou as tabelas encaminhadas pelo INAD (arquivo em anexo), que foram construídas com base nas curvas e pontos de corte da OMS, padrão de referência adotado atualmente.
  • “Passo a passo”• Informar às famílias sobre o resultado da avaliação por meio da própria Caderneta ou de um impresso. Lembrar de solicitar o envio da Caderneta para a unidade escolar previamente.• Nos casos de risco nutricional, providenciar o acompanhamento pela unidade de saúde mais próxima a unidade escolar ou residência da família.
  • “Passo a passo”• Consolidar as informações individuais para gerar dados coletivos da área.• Para isto, pode ser utilizada uma planilha em Excel (segue modelo em anexo) ou programas de acesso gratuito como WHO/Anthro ou Epidata.
  • Materiais para avaliação nutricional• Instrutivo SISVAN (arquivos em anexo)• Tabelas para classificação do estado nutricional de meninos e meninas segundo a OMS (arquivos em anexo)• Programa para classificação do estado nutricional WHO/Anthro (http://www.who.int/childgrowth/software/en)• Cartazes com técnicas para aferição de medidas antropométricas (https://docs.google.com/file/d/0B6XlU48LvyF6WjFmYktxd F85OUE/edit?pli=1)• Vídeo sobre técnicas para aferição de medidas antropométricas (http://inad- smsdc.blogspot.com.br/p/publicacoes.html#uds-search- results)
  • Sobre a promoção da alimentaçãosaudável• As ações educativas de promoção de alimentação saudável devem incorporar todos os escolares envolvidos na ação, independente dos resultados da avaliação nutricional.• O respeito às diferenças deve ser sempre valorizado, estimulando o senso crítico sobre propagandas e padrões de beleza.
  • Sobre a promoção da alimentaçãosaudável• Estimular a reflexão sobre as práticas alimentares atuais e valorização dos alimentos industrializados em detrimento dos alimentos frescos• Incentivar a prática da culinária• Incentivar a prática de atividade física
  • Sobre a promoção da alimentaçãosaudável• Valorizar o Programa de Alimentação Escolar• Incentivar o protagonismo juvenil no monitoramento do PAE
  • Sobre a promoção da alimentaçãosaudável• Comemorar a Semana de Alimentação Escolar (terceira semana de maio)  Decreto nº 22.854 de 28/04/2003 - Incentivar o desenvolvimento de atividades de promoção da alimentação saudável no ambiente escolar.
  • Sobre a promoção da alimentaçãosaudável• Apoiar ações de estímulo ao aleitamento materno nas creches e EDI
  • Materiais para educação alimentar enutricional• Projeto Com Gosto de Saúde – Obesidade e Desnutrição (http://www.rio.rj.gov.br/web/smsdc/exibeConteudo? article-id=127650)• Semana de Alimentação Escolar 2010 – Alimentos Industrializados (https://docs.google.com/file/d/0B6XlU48LvyF6TF9ESlJR U3JHdDg/edit?pli=1)• Manual operacional para profissionais de saúde e educação – promoção da alimentação saudável nas escolas (http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_oper acional_profissionais_saude_educacao.pdf)
  • Materiais para educação alimentar enutricional•Vídeo Gentileza - Projeto RAP da Saúde – Rede deAdolescentes Promotores da Saúde(http://www.youtube.com/watch?v=4Wck1gQMxJQ;•Vídeo Vamos Comer - Projeto RAP da Saúde – Rede deAdolescentes Promotores da Saúde (http://www.youtube.com/watch?v=W81byVa5k3Q)
  • ContatosInstituto de Nutrição Annes Dias inad@rio.rj.gov.br