Auto-Avaliação da biblioteca Escolar Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
Biblioteca Escolar <ul><li>“ A ligação entre a Biblioteca Escolar, a escola e o sucesso educativo é hoje um facto assumido...
Biblioteca Escolar «a avaliação não constitui um fim, devendo ser entendida como um processo que deverá conduzir à reflexã...
Biblioteca Escolar Desafio: Alterar a ideia de BE centrada na simples oferta de um espaço equipado, a que se pode aceder e...
Auto-avaliação da BE - Objectivos <ul><li>Contribuir para o reconhecimento do valor da BE.  </li></ul><ul><li>Determinar o...
Aplicação à realidade da Escola/BE  <ul><li>Oportunidades: </li></ul>Possibilidade da BE contribuir para o sucesso educati...
Descrição do Modelo de Auto-Avaliação das BE <ul><li>4 domínios  que resumem a área de acção da BE: </li></ul><ul><li>A. A...
Cada  domínio  inclui: Indicadores temáticos  – apontam as zonas nucleares de intervenção em cada  domínio; permitem a apl...
Perfis de desempenho:  Descrição do Modelo de Auto-Avaliação das BE Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira Nível Descri...
Implementação do Modelo - etapas <ul><ul><li>Selecção do domínio a avaliar  </li></ul></ul><ul><ul><li>Planificação e cale...
Implementação do Modelo - instrumentos <ul><li>Questionários e Fichas de observação </li></ul><ul><li>-Adaptados à realida...
Intervenientes <ul><li>Toda a comunidade escolar deve participar no processo: </li></ul><ul><ul><li>- Professora Bibliotec...
Integração dos resultados na auto-avaliação da escola Apresentação e discussão dos resultados em Conselho Pedagógico  (com...
Biblioteca Escolar – resultados  <ul><li>Medir o sucesso não é um fim, mas sim um meio para melhorar.  </li></ul>Professor...
Fontes consultadas: Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares -  Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Esco lares . Nov...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Auto Avaliação BE Conselho Pedagógico

782 views
726 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
782
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
  • Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
  • Auto Avaliação BE Conselho Pedagógico

    1. 1. Auto-Avaliação da biblioteca Escolar Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    2. 2. Biblioteca Escolar <ul><li>“ A ligação entre a Biblioteca Escolar, a escola e o sucesso educativo é hoje um facto assumido por Organizações e Associações Internacionais que a definem como núcleo de trabalho e aprendizagem ao serviço da escola.” </li></ul><ul><li>(Katherine Mansfield) </li></ul>Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    3. 3. Biblioteca Escolar «a avaliação não constitui um fim, devendo ser entendida como um processo que deverá conduzir à reflexão e deverá originar mudanças concretas na prática. A auto-avaliação deverá contribuir para a elaboração do novo plano de desenvolvimento, ao possibilitar a identificação mais clara dos pontos fracos e fortes, o que orientará o estabelecimento de objectivos e prioridades, de acordo com uma perspectiva realista face à BE e ao contexto em que esta se insere.» in Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    4. 4. Biblioteca Escolar Desafio: Alterar a ideia de BE centrada na simples oferta de um espaço equipado, a que se pode aceder e que tem um conjunto de equipamentos e recursos. <ul><li>Implementação de mudanças: </li></ul><ul><li>demonstração do valor; </li></ul><ul><li>integração da BE na estratégia de ensino / aprendizagem da Escola e nas práticas dos alunos e professores; </li></ul><ul><li>desenvolvimento do currículo e promoção do sucesso educativo dos alunos; </li></ul><ul><li>Reforço na coperação e no trabalho colaborativo com os professores das diferentes disciplinas. </li></ul>Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    5. 5. Auto-avaliação da BE - Objectivos <ul><li>Contribuir para o reconhecimento do valor da BE. </li></ul><ul><li>Determinar o grau de consecução da sua missão e objectivos. </li></ul><ul><li>Medir a qualidade e eficácia da BE e a satisfação dos utilizadores. </li></ul><ul><li>Identificar pontos fortes a manter e pontos fracos a melhorar. </li></ul><ul><li>Implementar práticas, tornando-as habituais. </li></ul>Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    6. 6. Aplicação à realidade da Escola/BE <ul><li>Oportunidades: </li></ul>Possibilidade da BE contribuir para o sucesso educativo e desenvolver literacias. <ul><li>Constrangimentos: </li></ul>Dificuldade no envolvimento de toda a Comunidade Educativa. Dificuldade na gestão do tempo para coordenar todo o processo pela PB, devido ao facto de apenas ter 13 horas para o exercício do cargo. Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    7. 7. Descrição do Modelo de Auto-Avaliação das BE <ul><li>4 domínios que resumem a área de acção da BE: </li></ul><ul><li>A. Apoio ao Desenvolvimento Curricular </li></ul><ul><ul><li>A.1. Articulação curricular da BE com as estruturas pedagógicas e os </li></ul></ul><ul><ul><li>docentes </li></ul></ul><ul><ul><li>A.2. Desenvolvimento da literacia da informação </li></ul></ul><ul><li>B. Leitura e Literacias </li></ul><ul><li>C. Projectos, Parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade </li></ul><ul><ul><li>C.1. Apoio a actividades livres, extracurriculares e de enriquecimento curricular </li></ul></ul><ul><ul><li>C.2. Projectos e Parcerias </li></ul></ul><ul><li>D. Gestão da Biblioteca Escolar </li></ul><ul><ul><li>D.1. Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE </li></ul></ul><ul><ul><li>D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços </li></ul></ul><ul><ul><li>D.3. Gestão da colecção </li></ul></ul>Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    8. 8. Cada domínio inclui: Indicadores temáticos – apontam as zonas nucleares de intervenção em cada domínio; permitem a aplicação de elementos de medição, que permitirão uma apreciação qualitativa da BE. Factores críticos de sucesso – exemplos de situações, ocorrências e acções que operacionalizam o respectivo indicador; constituem um guia orientador para a recolha de evidências. Recolha de evidências – mostra os aspectos positivos a realçar e os menos positivos a mudar / melhorar. Perfis de desempenho – articulam-se com os dominios /subdomínios, caracterizam o que se espera da BE, em 4 níveis. Descrição do Modelo de Auto-Avaliação das BE Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    9. 9. Perfis de desempenho: Descrição do Modelo de Auto-Avaliação das BE Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira Nível Descrição 4 (Excelente) A BE é bastante forte neste domínio. O trabalho desenvolvido é de grande qualidade e com um impacto bastante positivo. 3 (Bom) A BE desenvolve um trabalho de qualidade neste domínio mas ainda é possível melhorar alguns aspectos. 2 (Satisfatório) A BE começou a desenvolver trabalho neste domínio, sendo necessário melhorar o desempenho para que o seu impacto seja mais efectivo. 1 (Fraco) A BE desenvolve pouco ou nenhum trabalho neste domínio, o seu impacto é bastante reduzido, sendo necessário intervir com urgência.
    10. 10. Implementação do Modelo - etapas <ul><ul><li>Selecção do domínio a avaliar </li></ul></ul><ul><ul><li>Planificação e calendarização do processo </li></ul></ul><ul><ul><li>Definição dos instrumentos de recolha a utilizar para cada indicador temático </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise dos dados recolhidos </li></ul></ul><ul><ul><li>Perspectivação de acções de melhoria </li></ul></ul><ul><ul><li>Elaboração do relatório de auto-avaliação e análise em Conselho Pedagógico </li></ul></ul><ul><ul><li>Delineação de um plano de melhoria </li></ul></ul><ul><ul><li>Divulgação de resultados </li></ul></ul>Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    11. 11. Implementação do Modelo - instrumentos <ul><li>Questionários e Fichas de observação </li></ul><ul><li>-Adaptados à realidade do Agrupamento, contemplando os aspectos verdadeiramente importantes para o domínio avaliado. </li></ul><ul><li>A amostra deve abranger a diversidade de alunos (níveis de escolaridade, origens e sexos diferentes; alunos com NEE) e de professores do Agrupamento (diferentes departamentos, nos domínios em que se justifica, docentes antigos e recentes na escola). </li></ul><ul><li>Recolher dados em diferentes momentos do ano lectivo (para verificar eventuais progressos). </li></ul>Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    12. 12. Intervenientes <ul><li>Toda a comunidade escolar deve participar no processo: </li></ul><ul><ul><li>- Professora Bibliotecária </li></ul></ul><ul><ul><li>- Equipa da Biblioteca </li></ul></ul><ul><li>- Professores do Agrupamento </li></ul><ul><li>- Alunos do Agrupamento Questionários, entrevistas, grelhas de observação </li></ul><ul><li>- Encarregados de Educação </li></ul><ul><li>- Conselho Pedagógico - análise do relatório, recomendações </li></ul><ul><li>- Direcção Executiva - acompanhamento e coadjuvação do processo </li></ul><ul><li>Liderança e desenvolvimento do processo; </li></ul><ul><li>mobilização de toda a comunidade escolar; </li></ul><ul><li>promoção de uma cultura de avaliação. </li></ul>Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    13. 13. Integração dos resultados na auto-avaliação da escola Apresentação e discussão dos resultados em Conselho Pedagógico (com base no relatório final); Divulgação a toda a comunidade escolar através dos coordenadores de Departamento e da publicação na plataforma moodle (nas disciplinas do Conselho Pedagógico e da BE, abertas a todos.) Integração de uma síntese dos resultados no relatório de avaliação da escola, permitindo à Inspecção a avaliação do impacto da BE na escola. Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    14. 14. Biblioteca Escolar – resultados <ul><li>Medir o sucesso não é um fim, mas sim um meio para melhorar. </li></ul>Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira
    15. 15. Fontes consultadas: Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares - Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Esco lares . Novembro de 2009. SCOTT, Elspeth - How good is your school library resource centre? An introduction to performance measurement . 68th IFLA Council and General Conference August. [Em linha].2002. MCNICOL, Sarah - Incorporating library provision in school self-evaluation , November 2004. JOHNSON, Doug - Getting the Most from Your School Library Media Program. Principal . Jan/Fev.2005. IFLA/UNESCO – Manifesto da Biblioteca Escolar . Lisboa: Ministério da educação - Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares, 1999. TODD, Ross - School librarian as teachers: learning outcomes and evidence-based practice . 68th IFLA Council and General Conference August. 2002 Professora Bibliotecária: Soraya Oliveira

    ×