Your SlideShare is downloading. ×
0
Viabilidade de Aplicação doBalanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório           Institucional         ...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional    SUMÁRIO    Bal...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional     BALANCED SCOR...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional     BALANCED SCOR...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório InstitucionalBALANCED SCORECARD...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional       BALANCED SC...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional   BALANCED SCOREC...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional   Instituto Poli...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional   Formação:   Mes...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional Repositório Cient...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório InstitucionalMETODOLOGIAÂmbito ...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional   METODOLOGIA   A...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional   DISPONIBILIZAR ...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional2.ª Fase – Alinham...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional2.ª Fase – Alinham...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional3.ª Fase – Seleção...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional3.ª Fase – Seleção...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional3.ª Fase – Seleção...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional3.ª Fase – Seleção...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional4.ª Fase – Identif...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório InstitucionalRepositório Cientí...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional ANO REFERÊNCIA - ...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional   CONSIDERAÇÕES F...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional  CONSIDERAÇÕES FI...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional      Repositório ...
Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório InstitucionalAlguma bibliografi...
erodrigues@ipcb.pt                                      http://repositorio.ipcb.pt                                  Muito ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Viabilidade de aplicação do balanced scorecard à avaliação do desempenho de um repositório institucional

720

Published on

Viabilidade de aplicação do balanced scorecard à avaliação do desempenho de um repositório institucional. - Maria Eduarda Pereira Rodrigues, António Moitinho Rodrigues

Published in: Technology
2 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
720
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
2
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Viabilidade de aplicação do balanced scorecard à avaliação do desempenho de um repositório institucional"

  1. 1. Viabilidade de Aplicação doBalanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional Maria Eduarda Rodrigues (ESACB/ESART-IPCB) António Moitinho Rodrigues (ESACB-IPCB/CERNAS)Lisboa, 1 e 2 de Outubro - 2012
  2. 2. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional SUMÁRIO Balanced Scorecard (BSC) – Algumas considerações Instituto Politécnico de Castelo Branco RCIPCB Metodologia Aplicação do método Considerações finaisMaria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  3. 3. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional BALANCED SCORECARD (BSC) BALANCED SCORECARD O QUE É?Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  4. 4. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional BALANCED SCORECARD (BSC) Visão holística (interna e externa) Focagem no essencial da organização Versatilidade extrema (empresas, organizações, partes da organização, públicas ou privadas) Ferramenta de implementação de estratégia …….Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  5. 5. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório InstitucionalBALANCED SCORECARD (BSC) VISÃO MISSÃO ESTRATÉGIA VALORES (alinhamento) PERSPETIVAS VETORES ESTRATÉGICOS OBJETIVOSMaria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  6. 6. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional BALANCED SCORECARD (BSC) - PERSPETIVAS CLIENTE INTERNA Como é que os Como é que nossos clientes podemos ser nos veem? melhores? VISÃO ---------- MISSÃO FINANCEIRA INOVAÇÃO Que imagem APRENDIZAGEM denotamos aos Como melhorar financiadores? e criar valor?Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  7. 7. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional BALANCED SCORECARD (BSC) Visão integrada da organização Clarificar e atualizar a estratégia Alinhar objetivos (estratégicos, operacionais…) Ligar a estratégia com as metas de longo prazo Rever periodicamente o desempenho com vista à melhoria Visa contribuir para o atingir da excelênciaMaria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  8. 8. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional  Instituto Politécnico de Castelo Branco Escola Superior Agrária (ESACB) Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART Escola Superior de Educação (ESECB) Escola Superior de Gestão (ESGIN) Escola Superior de Saúde (ESALD) Escola Superior de Tecnologia (ESTCB)Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  9. 9. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional Formação: Mestrado Licenciatura Cursos de Especialização Tecnológica 376 docentes/investigadores (ESACB – 53) 4600 estudantes (ESACB cc. 600)Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  10. 10. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional Repositório Científico do Instituto Politécnico de Castelo Branco (RCIPCB) COMUNIDADES COLEÇÕES Artigos com arbitragem científica ESACB Artigos em geral ESALD Comunicações em encontros científicos Dissertações de mestrado ESALD Livros e capítulos de livros Patentes ESECB Posters em encontros científicos ESGIN Provas públicas Relatórios técnico/científicos ESTCB Repositório de dados científicos Teses de doutoramentoMaria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  11. 11. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório InstitucionalMETODOLOGIAÂmbito - Comunidade ESACBAnálise SWAT1.ª Fase – Identificação da missão, valores, vetores e objetivosestratégicos, a partir dos documentos do RCIPCB;2.ª Fase – Alinhamento dos vetores estratégicos com as perspetivasdo BSC adaptadas (Utilizadores; Valor; Processos;Inovação/aprendizagem);3.ª Fase – Seleção e alinhamento dos objetivos por perspetiva comas metas;4.ª Fase – Identificação e seleção de indicadores de desempenho,direcionados ao mapa estratégico. Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  12. 12. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional METODOLOGIA ANÁLISE SWAT Pontos fortes Oportunidades Livre Acesso Política de depósito de Texto integral documentos no RCIPCB Baixo custo Qualidade dos conteúdos Disponibilidade imediata Qualidade da metainformação Visibilidade Competição Pontos fracos Ameaças Baixo nível auto-arquivo Desinteresse Assimetrias no crescimento Falta de tempo Desconhecimento dos resultadosMaria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  13. 13. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional DISPONIBILIZAR O ACESSO LIVRE MUNDIAL À PRODUÇÃO CIENTÍFICA DA ESACB Divulgar a produção CONTEÚDO INTEROPERABILIDADE UTILIZADOR CIENTÍFICO científica Preservá-la em suporte PROJETO digital PROCESSOS RCAAP Partilhar o LIVRE conhecimento ACESSO científico PRESERVAÇÃO VALOR Contribuir para a geração de novo conhecimento TEXTO AGLUTINAÇÃO INTEGRAL INOV./APR. Aumentar o impacto da produção científicaMaria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  14. 14. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional2.ª Fase – Alinhamento - vetores estratégicos com as perspetivas PERSPETIVAS DO BSC ADAPTADAS Perspetiva 1. Utilizadores – Internos e externos Perspetiva 2. Valor – Conhecimento partilhado Perspetiva 3. Processos – Funcionamento do repositório Perspetiva 4. Inovação/Aprendizagem – Visibilidade e impacto de instituição, autor e documentoMaria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  15. 15. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional2.ª Fase – Alinhamento dos vetores estratégicos com as perspetivas VETORES ESTRATÉGICOS PERSPETIVAS UTILIZADORES V1 - INTEROPERABILIDADE VALOR V2 - PARTICIPAÇÃO NO PROJETO RCAAP PROCESSOS V3 - PRESERVAÇÃO V4 - AGLUTINAÇÃO INOVAÇÃO/APRENDIZAGE M Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  16. 16. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional3.ª Fase – Seleção e alinhamento dos objetivos por perspetivacom as metas MetasPERSPETIVA DE UTILIZADOR O1 - 100% DOS DOCENTESOE1 – Divulgar a produção REGISTADOScientífica O2 - NÚMERO DEOE3 – Partilhar o DOCUMENTOSconhecimento científico PRODUZIDOS = NÚMEROOE4 – Contribuir para gerar DE DOCUMENTOSnovo conhecimento DEPOSITADOSOE5 – Aumentar o impacto O3 - 10 DOCUMENTOSda produção científica DEPOSITADOS POR ANO EM CADA COLEÇÃO …Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  17. 17. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional3.ª Fase – Seleção e alinhamento dos objetivos por perspetivacom as metas Metas PERSPETIVA DE VALOR O4 – 95% DOS DOCUMENTOSOE1 – Divulgar a produção EM LIVRE ACESSOcientíficaOE3 – Partilhar o O5 – COLEÇÕES AAC, TD E TMconhecimento científico = 25% DOS DOCUMENTOS DEPOSITADOSOE4 – Contribuir para gerarnovo conhecimento O6 – 95% DOS DOCUMENTOS EM TEXTO INTEGRAL … Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  18. 18. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional3.ª Fase – Seleção e alinhamento dos objetivos por perspetivacom as metas Metas PERSPETIVA DE PROCESSOS O7 – 50% DE DOCUMENTOS OE1- Divulgar a produção DEPOSITADOS POR ARQUIVO científica OE2 – Preservá-la em O8 – 50% DE DOCUMENTOS suporte digital DEPOSITADOS POR AUTO- OE4 – Contribuir para gerar ARQUIVO novo conhecimento O9 – 150 DOCUMENTOS DEPOSITADOS/ANO … Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  19. 19. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional3.ª Fase – Seleção e alinhamento dos objetivos por perspetiva comas metas Metas PERSPETIVA DE 10 – VISIBILIDADE – 1.ºs INOVAÇÃO/APRENDIZAGEM 10 RESULTADOS DOOE1- Divulgar a produção GOOGLEcientífica 11 – 100.000OE3 – Partilhar o DOWNLOADS DEconhecimento científico DOCUMENTOS/ANO EMOE4 – Contribuir para gerar 3 COLEÇÕESnovo conhecimento 12 – ATÉ 5 PEDIDOS DEOE5 – Aumentar o impacto da DOCUMENTOSprodução científica … Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  20. 20. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional4.ª Fase – Identificação e seleção de indicadores de desempenhoN.º INDICADOR N.º INDICADORI1 NÚMERO DE DOCENTES I7 PERCENTAGEM DE DOCUMENTOS REGISTADOS DEPOSITADOS POR ARQUIVOI2 NÚMERO DE DOCUMENTOS I8 PERCENTAGEM DE DOCUMENTOS PRODUZIDOS E DEPOSITADOS/ANO DEPOSITADOS POR AUTO- ARQUIVOI3 NÚMERO MÉDIO DE DOCUMENTOS I9 RANKING DE DOCUMENTOS A DEPOSITADOS/ANO/COLEÇÃO PARTIR DO GOOGLEI4 PERCENTAGEM DE DOCUMENTOS I10 NÚMERO DE DOCUMENTOS DEPOSITADOS POR COLEÇÃO DEPOSITADOSI5 PPERCENTAGEM DE DOCUMENTOS I11 NÚMERO DE DOWNLOADS DE EM LIVRE ACESSO DOCUMENTOS/ANOI6 PERCENTAGEM DE DOCUMENTOS I12 NÚMERO DE PEDIDOS DE CÓPIAS DE EM TEXTO INTEGRAL DOCUMENTOS Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  21. 21. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório InstitucionalRepositório Científico do Instituto Politécnico de Castelo Branco(RCIPCB)VE MAPA ESTRATÉGICO (ex.)T MISSÃOO OE O1 O7R UTILIZADOR 1,3,4,5E O2 O8S VALOR OE O3 O9E 1,3,4ST O4 O10R PROCESSOS OEA 1,2,4T O5 O11É OEG INOVAÇÃO O6 O12I 1,3,4,5COS Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  22. 22. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional ANO REFERÊNCIA - 2010VETOR PERSPETIVA OE INDICA META RESULTADO NC Ação DOR1,2,3,4 U,P 1,3,4 1 1,8 25(54,7%) S 2,4 U,V 4,5 2 2,5 81/84 S1,2,4 U,P 1,2 3 9,10,11 16,5 N1,4,5 U,V,I 4,5 4 5,4,6,11 15% S1,3,4 U,V,P 1,4,5 5 4 96,3% S1,2,3,4 U,V,I 1,3,5 6 6,11 99% N 3,4 U,P 1,3,5 7 1,7,8 93,3% S 3,4 U,P 4,8 8 1,7,8 6,7% S 1,4 U,V,I 1,5 9 3,9,10,11 ------------- AV1,3,4 U,V 1,2,3,4,5 10 2,3,12 165 2,3,12 S 2 U,V,I 1,3,5 11 2,10,11 18073 S 1 U,P 1 12 4,6,9,11,12 3 N Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  23. 23. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional CONSIDERAÇÕES FINAIS Indicador 1 – N.º Ex. de docentes registados OE1-DIVULGAR AUTILIZADORES PRODUÇÃO Meta 1 – 100% dos docentes registados CIENTÍFICA no RCIPCB OE3 – PARTILHAR O Meta 8 – 50% documentos depositados CONHECIMENTO por auto-arquivo CIENTÍFICOPROCESSOS OE4 – CONTRIBUIR NC NC PARA A GERAÇÃO DE NOVO AÇÃO 1 CONHECIMENTO AÇÃO2 RESULTADO: AÇÃO3 25 (54,7%) … Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues …/…
  24. 24. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional CONSIDERAÇÕES FINAISCOMPORTAMENTO DA COMUNIDADE FACE À ESTRATÉGIA DEFINIDADÁ NOTA SOBRE O CUMPRIMENTO DOS OBJETIVOS NUMA PERSPETIVAINTEGRADAVERIFICAÇÃO DOS PRINCIPAIS IMPACTOS E REALINHAMENTO ESTRATÉGICO, SENECESSÁRIODEFINIÇÃO DE INICIATIVAS FACE AOS RESULTADOS ALCANÇADOS POR META.Caso: Proximidade com os docentes/investigadores (Formação) Demonstração de depósito (e-learning) Maior divulgação das vantagens do livre acesso (Prémios…) … Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  25. 25. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório Institucional Repositório Científico do Instituto Politécnico de Castelo Branco (RCIPCB) APLICAÇÃO AO RCIPCB COMO UM TODO VISÃO DE CONJUNTO SOBRE O COMPORTAMENTO DO REPOSITÓRIO IDENTIFICAÇÃO CLARA DOS PRINCIPAIS PROBLEMAS DEFINIÇÃO DE LINHAS DE AÇÃO EM FUNÇÃO DOS PROBLEMAS ENCONTRADOS FACILIDADE DE COMPREENSÃO E DE APLICAÇÃO COMUNICAÇÃO FÁCIL NO SEIO DA ORGANIZAÇÃOMaria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  26. 26. Viabilidade de Aplicação do Balanced Scorecard à Avaliação do Desempenho de um Repositório InstitucionalAlguma bibliografia consultadaCASSELLA, M. – Institutional repositories: an internal and external perspectiveon the value of IRs for researchers’ communities. Liber Quarterly. 20, 2 (2010),p.210-225.KAPLAN, R.S.; NORTON, D.P. – The Balanced Socrecard – measures that driveperformance. Harvard Business Review. Jen-Feb. (1992), p. 72-79.KAPLAN, R.S.; NORTON, D.P. – Using the Balanced Scorecard as a strategicmanagement system [Em linha]. Best of HBR. Cop. 2007. Consult. Em Jun. 2012.Disponível em http://www.hbr.orgMILIS, K.; MERCKEN, R. – The use of the balanced scorecard for the evaluationof information and communication technology projects. International Journalof Project Management. 22 (2004), p.87-97O que é o Balanced Scorecard. Symnetics Business Transformation, cop. 2003, 8p.PAPALEXANDRIS, A. et al. – An integrated perspective methodology for puttingthe Balanced Scorecard into action. European Management Journal. Vol. 23, n.º2 (2005), p. 214-227. Maria Eduarda Rodrigues/António Moitinho Rodrigues
  27. 27. erodrigues@ipcb.pt http://repositorio.ipcb.pt Muito obrigada.Lisboa, 1 e 2 de Outubro - 2012
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×