Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Like this? Share it with your network

Share

Pps blimunda braga 26 nov 3

on

  • 1,720 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,720
Views on SlideShare
1,720
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
10
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Pps blimunda braga 26 nov 3 Presentation Transcript

  • 1. Projecto Blimunda
    Ana Alves PereiraClara Parente Boavida FCT/UNOVA
    1ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Aberto
    Nov 2010 | UMinho - Braga
  • 2. Agenda
    Apresentação do Projecto Blimunda
    Enquadramento do Projecto Blimunda
    Objetivos do Projecto Blimunda
    Metodologia do Projecto Blimunda
    Resultados do Projecto Blimunda
    Sherpa/RoMEO em Português
    Lições aprendidas/conclusões
  • 3. Apresentação do Projecto Blimunda
    Levantamento das políticas das editoras e revistas científicas nacionais para o auto-arquivo em repositórios institucionais.
  • 4. Apresentação do Projecto Blimunda
    *Blimunda personagem do romance de
    José Saramago “Memorial do Convento”
    que tem capacidades extraordinárias que
    lhe permitem ver coisas que não estão ao
    alcance das outras pessoas.
  • 5. Enquadramento do Projecto Blimunda
    • Surge no âmbito do Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP).
    • 6. É desenvolvido na Divisão de Documentação e Biblioteca da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova.
  • Equipa do Projecto Blimunda
    Ana Alves Pereira | Coordenação
    Clara Parente Boavida | Gestão
    Elsa Ribeiro | Contactos
    Salima Rehemtula | Traduções e apoio moral
    Bruno Almeida | Traduções
  • 7. Objectivos do Projecto Blimunda
    Proceder à compilação das políticas de auto-arquivo das editoras e revistas científicas nacionais.
    Incluir a informação na base de dados do projeto Sherpa/RoMEO e traduzir as políticas para inglês.
    Traduzir o portal do projeto Sherpa/RoMEO para português.
    Saber do interesse das revistas em aderirem a um potencial serviço de alojamento de revistas.
  • 8. Estado da Arte
    Segundo o relatório Open Access inPortugal* existem:
    • 203 revistas científicas referenciadas no Ulrich’sPeriodicalsDirectory.
    • 9. 26 revistas científicas em acesso livre listadas na Scielo Portugal.
    • 10. 33 revistas científicas em acesso livre disponíveis através do DOAJ - Directoryof Open Access Journals (47 na atualidade).
    *Saraiva, Ricardo (2009). Open Access in Portugal: a stateoftheartreport. Consultado a 03 de Fevereiro de 2010, de http://projecto.rcaap.pt/.
  • 11. Fontes de recolha de editoras/revistas
    • Scielo Portugal
    • 12. Ulrich’sPeriodicalsDirectory
    • 13. Latindex
    • 14. DOAJ – Directoryof Open Access Journals
    • 15. EBSCO – Fonte Académica
  • Metodologia do Projecto Blimunda
    Fase de trabalho 1:
    Base dados de revistas e editoras / contactos
    Elaboração do formulário
    Fase de trabalho 2:
    Contacto com editoras e instituições
    Tradução do Sherpa/Romeo para português
    Fase de trabalho 3:
    Inclusão das políticas no Sherpa/Romeo
    Validação das políticas definidas
  • 16. Principais dificuldades
    • Desconhecimento sobre:
    • 17. Acesso Aberto
    • 18. Repositórios Institucionais
    • 19. Revistas eletrónicas
    • 20. Auto-arquivo
    • 21. Sistema eletrónico de gestão do ciclo editorial. Ex: OJS
    Kit de contacto
    Lista de perguntas frequentes (FAQ’s)
    Documento de apoio sobre o Acesso Aberto
  • 22. Atividades realizadas
    Reunião com a equipa do Sherpa/Romeo na Open Repositories Conference, Madrid, Julho de 2010.
    Assinado um Memorando de entendimento entre a FCCN e o Sherpa/Romeo para a gestão do registo das políticas das revistas portuguesas, Julho de 2010.
    Apresentação do projeto, na Universidade Fernando Pessoa, no âmbito da semana do Acesso Aberto, Porto, Outubro 2010.
    Sessão de esclarecimento, na FCCN, com alguns responsáveis de revistas científicas, Outubro 2010.
    Pedida a colaboração às instituições de ensino superior integradas no RCAAP.
  • 23. Estatísticas (04 Jan a 15 Nov 10)
    Visão geral dos visitantes:
  • 24. Estatísticas (04 Jan a 04 Out 10)
    Cobertura regional:
  • 25. Estatísticas (04 Jan a 04 Out 10)
    Origens do tráfego:
  • 26. Resultados do Projecto Blimunda
  • 27. Resultados gerais
  • 28. Instituições mais representadas
  • 29. Caracterização das revistas
    N=123
    Percentagem de revistas, por área científica, segundo o
    Manual de Frascati
  • 30. Definição da política de depósito
    N=123
    Percentagem de revistas que permitem o auto-arquivo em Repositórios Institucionais (RIs)
  • 31. Definição da política de depósito
    N=94
    Percentagem de revistas que permitem o auto-arquivo da versão preprint (versão sem revisão) em Repositórios Institucionais (RIs)
  • 32. Definição da política de depósito
    N=94
    Percentagem de revistas que permitem o auto-arquivo da versão postprint (versão do editor em PDF) em Repositórios Institucionais (RIs)
  • 33. Definição da política de depósito
    N=94
    Percentagem de revistas que permitem o auto-arquivo da versão postprint (versão do autor corrigida em PDF) em RIs
  • 34. Definição da política de depósito
    N=94
  • 35. Definição da política de depósito
    N=31
    Período de embargo para a versão postprint
  • 36. Definição da política de depósito: síntese
    • A maioria das revistas, (N=123, 76%), permite o auto-arquivo em RIs.
    • 37. A versão postprint (N=94, 68%), versão do editor em PDF, é a versão mais permissiva para o auto-arquivo.
    • 38. A maioria das revistas (67%) permite o auto-arquivo sem restrições de acesso (N=94).
    • 39. A maioria das revistas (77%), com restrições de acesso (N=31), definiu períodos de embargo de 6 meses.
  • Versão eletrónica
    N=123
    Percentagem de revistas que têm versão eletrónica – versão online do formato impresso da revista
  • 40. Versão eletrónica
    N=123
    Percentagem de revistas que têm interesse em aderir a um potencial serviço de alojamento e gestão do ciclo editorial online
  • 41. Versão eletrónica: síntese
    • Apesar de (N=123) 45% das revistas ter versão eletrónica, (N=123) 80% está interessada em aderir a um potencial serviço de alojamento e gestão do ciclo editorial online, a disponibilizar pela FCCN.
  • SHERPA/RoMEO em Português
    http://www.sherpa.ac.uk/romeo/
  • 42. SHERPA/RoMEO em Português
  • 43. Lições aprendidas / conclusões
    • O contacto direto (telefone ou presencial) teve resultados mais positivos que o email devido ao grande desconhecimento dos temas relativos ao Acesso Aberto.
    • 44. Existe uma grande vontade das pessoas em aderirem a estas iniciativas.
    • 45. Existe uma grande vontade de inovação e atualização dos modelos de publicação.
  • Trabalhos futuros
    • Prevê-se a continuidade dos trabalhos para o próximo ano, com inserção de novos títulos e divulgação da iniciativa.
    • 46. Inclusão da informação sobre o Projecto Blimunda na página do RCAAP.
  • Questões?
    Website: http://biblioteca.fct.unl.pt/blimunda
    Contacto: blimunda@rcaap.pt
    Obrigada!