Saúde da população negra

4,319 views
4,102 views

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,319
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
111
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Saúde da população negra

  1. 1. Aparecida do Carmo M CamposAssistente Social-HC-Unicamp Programa de DST/HIV/Aids Rede Lai-Lai Apejo
  2. 2. Panorama...  A constatação através da pesquisas seja empírica ou ciêntífica em relação a pop. negra tem insistentemente nos mostrado que: -existe um diferencial assustador nas condições do viver, adoecer e morrer dependendo da raça/cor da população no Brasil -População branca apresenta melhores condições em todos seguimentos da vida -População negra as piores condições.
  3. 3. Piores condições...  Trabalho(subalternos) Eduçacão( péssima qualidade) Lazer( inascessível) Segurança(violência policial e doméstica) Cultura(desvalorizada) Religiosidade(intolerância e perseguição) Então como fica a Saúde?... VULNERAVEL...
  4. 4. Vulnerabilidades...  Em relação a pop. Negra, o meio ambiente que excluí e nega o direito natural de pertencimento determina as condições especiais de vulnerabilidades. Vulnerabilidade Social Vulnerabilidade pragmática Vulnerabilidade individual
  5. 5. Vulnerabilidade Social..  INSERÇÃO SOCIAL DESQUALIFICADA E DESVALORIZADA DAS NECESSIDADES REAIS DA POPULAÇÃO NEGRA.
  6. 6. Vulnerabilidade programática...  AÇÕES E PROGRAMAS DE ATENÇÃO E PREVENÇÃO DE SUAS NECESSIDADES REAIS SÃO INVISIBILIZADAS.
  7. 7. Vulnerabilidade Individual...  Mulheres e homens negros vivem em uma constante estado defensivo Essa necessidade infindável de integrar-se e ao mesmo tempo, proteger-se dos efeitos adversos da integração, pode provocar comportamentos inadequados, doenças psíquicas, psicossociais e físicas
  8. 8. Acesso a saúde...  O diferencial de atendimento na saúde de acentua quando o acesso para o povo negro muitas vezes se torna um dos determinantes da iniquidade em saúde. O SUS que é o sistema “mais igual à todos quando se trata de saúde “ ,também com a sua ineficiência opracional acaba sendo também um instrumento desigualdade para as diferentes populações.
  9. 9. Racismo institucional  A naturalização do racismo nas instituiçoes de saúde tem sido um grande entrave para devenvolvimento da equidade em saúde. O racismo institucional praticado pelos trabalhadores de saúde ,está tão naturalizado que passa muitas vezes despercebido pelo usuário que necessita de tratamento médico ,e o estado faz com que o este usuário acredite que ele(estado) está fazendo um grande favor ao atendê-lo,inibindo-o de tal forma que o mesmo não tenha coragem de questionar a má qualidade do atendimento.
  10. 10. Doenças mais evidentes na população negra...  Anemia falciforme Diabete Melitus Hipertensão arterial Miomatose Cancer de Mama,uterino,próstata,intestinal, Hepatites(B e C) Tuberculoses Aids
  11. 11. Doenças Crônicas degenerativas negligenciadas  Doenças evitáveis que normalmente não tem um programa ou atenção tão prioritária: Chagas Esquistossomoses Leshimaniose Doenças mentais Estas doenças também com incidência na população negra ,relacionadas a questão social e meio ambiente,devido a falta de estrutura adequada de moradia,sub moradias e saneamento básico(território)
  12. 12. DESAFIOS PARA A SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA4.1 MAGNITUDE E DINÂMICA DOS PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA  4.1.1 Estudo da questão racial no Brasil, seus impactos nas relações sociais e implicações sobre o processo saúde-doença da população negra. 4.1.2 Situação de saúde das populações negras vivendo em remanescentes dos antigos quilombos (quilombolas). 4.1.3 Desenvolvimento de sistema de indicadores de saúde da população negra: 4.1.3.1 Informação estatística do quesito cor e de outras variáveis importantes no monitoramento da eqüidade em saúde; 4.1.3.2 Análise epidemiológica da morbimortalidade por doenças genéticas e por doenças agravadas pelas condições de vida; 4.1.3.3 Revisão sistemática sobre saúde da população negra. 4.1.4 Estudos multidisciplinares sobre doença falciforme: 4.1.4.1 Impacto epidemiológico, determinantes, repercussões e riscos; 4.1.4.2 Clínico-epidemiológicos sobre a heterogeneidade da sintomatologia, ocorrência de complicações e reação adversa a medicamentos; 4.1.4.3 Desenvolvimento de kits básicos para diagnóstico; 4.1.4.4 Vigilância epidemiológica de infecções associadas. 4.1.5 Agravos, incapacidades, mo
  13. 13. Continuando...  4.1.5.1 Hemoglobinopatias, hipertensão, diabetes mellitus, morbimortalidade e agravos; 4.1.5.2 Deficiência de glicose 6 fosfato desidrogenase, e outras condições genéticas; 4.1.5.3 Infecção por HTLV-I; 4.1.5.4 Doenças sexualmente transmissíveis e HIV/aids; 4.1.5.5 Gravidez na adolescência; 4.1.5.6. Racismo e saúde mental 4.1.5.7. Morbimortalidade por causas externas 4.1.5.8. Morbimortalidade materna 4.1.5.9 Morbimortalidade infantil 4.1.5.10 Doenças negligenciada
  14. 14. Prá pensar...  “Há uma morte negra que não tem causa em doenças; decorre de infortúnio. É uma morte insensata, que bule com as coisas da vida, como a gravidez e o parto. É uma morte insana, que aliena a existência em transtornos mentais. É uma morte de vítima, em agressões de doenças infecciosas ou de violência de causas externas. É uma morte que não é morte, é mal definida. A morte negra não é um fim de vida, é uma vida desfeita, ...... " (BATISTA, LE; ESCUDER, MML;PEREIRA, JCR - A Cor da Morte: causas de óbito segundo características de raça no Estado de São Paulo, 1999 a 2001, Revista de Saúde Pública;2004,38(5):630-6 - www.fsp.usp.br/rsp)
  15. 15. Garantir...  4.1.6 Medicina popular de matriz africana e contribuição das manifestações afro-brasileiras na promoção da saúde. Farmacologia
  16. 16. Obrigada...  Contato Aparecida do Carmo Miranda Campos(Tida)Emails: tidamiranda@yahoo.com.br carmo@hc.unicamp.br
  17. 17. 4.2 RACISMO INSTITUCIONAL: AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS, PROGRAMAS, SERVIÇOS E TECNOLOGIAS  4.2 RACISMO INSTITUCIONAL: AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS, PROGRAMAS, SERVIÇOS E TECNOLOGIAS 4.2.1 Estudos sobre identificação e abordagem do racismo institucional, branquitude e poder nos processos de formulação, implementação e implantação da Política de Saude Integral da População Negra; 4.2.2 Estudos sobre boas práticas e lições aprendidas nos processos de implantação da Política de Saude Integral da População Negra; 4.2.3 Estudos sobre as políticas de discriminação positiva/ações afirmativas na área da Saúde. 4.2.4 Sistemas de indicadores de gestão para monitoramento e avaliação da PNSIPN 4.2.5 Acesso, acessibilidade e qualidade da atenção em saúde para a população negra ao Sistema Único de Saúde 4.2.6 Estudos sobre participação dos movimentos no enfrentamento ao racismo na saúde e no controle social de políticas de saúde 4.2.7 Transversalidade, interseccionalidades e saúde da população negra 4.2.8 Estudos sobre estratégias pedagógicas em saúde da população negra 4.2.9 Estudos curriculares (Pesquisadoras e pesquisadores em saúde da população negra Florianópolis, 16 de julho de 2012 )

×