Saúde da população negra
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Saúde da população negra

on

  • 2,449 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,449
Views on SlideShare
2,449
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
36
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Saúde da população negra Saúde da população negra Presentation Transcript

  • Aparecida do Carmo M CamposAssistente Social-HC-Unicamp Programa de DST/HIV/Aids Rede Lai-Lai Apejo
  • Panorama...  A constatação através da pesquisas seja empírica ou ciêntífica em relação a pop. negra tem insistentemente nos mostrado que: -existe um diferencial assustador nas condições do viver, adoecer e morrer dependendo da raça/cor da população no Brasil -População branca apresenta melhores condições em todos seguimentos da vida -População negra as piores condições.
  • Piores condições...  Trabalho(subalternos) Eduçacão( péssima qualidade) Lazer( inascessível) Segurança(violência policial e doméstica) Cultura(desvalorizada) Religiosidade(intolerância e perseguição) Então como fica a Saúde?... VULNERAVEL...
  • Vulnerabilidades...  Em relação a pop. Negra, o meio ambiente que excluí e nega o direito natural de pertencimento determina as condições especiais de vulnerabilidades. Vulnerabilidade Social Vulnerabilidade pragmática Vulnerabilidade individual
  • Vulnerabilidade Social..  INSERÇÃO SOCIAL DESQUALIFICADA E DESVALORIZADA DAS NECESSIDADES REAIS DA POPULAÇÃO NEGRA.
  • Vulnerabilidade programática...  AÇÕES E PROGRAMAS DE ATENÇÃO E PREVENÇÃO DE SUAS NECESSIDADES REAIS SÃO INVISIBILIZADAS.
  • Vulnerabilidade Individual...  Mulheres e homens negros vivem em uma constante estado defensivo Essa necessidade infindável de integrar-se e ao mesmo tempo, proteger-se dos efeitos adversos da integração, pode provocar comportamentos inadequados, doenças psíquicas, psicossociais e físicas
  • Acesso a saúde...  O diferencial de atendimento na saúde de acentua quando o acesso para o povo negro muitas vezes se torna um dos determinantes da iniquidade em saúde. O SUS que é o sistema “mais igual à todos quando se trata de saúde “ ,também com a sua ineficiência opracional acaba sendo também um instrumento desigualdade para as diferentes populações.
  • Racismo institucional  A naturalização do racismo nas instituiçoes de saúde tem sido um grande entrave para devenvolvimento da equidade em saúde. O racismo institucional praticado pelos trabalhadores de saúde ,está tão naturalizado que passa muitas vezes despercebido pelo usuário que necessita de tratamento médico ,e o estado faz com que o este usuário acredite que ele(estado) está fazendo um grande favor ao atendê-lo,inibindo-o de tal forma que o mesmo não tenha coragem de questionar a má qualidade do atendimento.
  • Doenças mais evidentes na população negra...  Anemia falciforme Diabete Melitus Hipertensão arterial Miomatose Cancer de Mama,uterino,próstata,intestinal, Hepatites(B e C) Tuberculoses Aids
  • Doenças Crônicas degenerativas negligenciadas  Doenças evitáveis que normalmente não tem um programa ou atenção tão prioritária: Chagas Esquistossomoses Leshimaniose Doenças mentais Estas doenças também com incidência na população negra ,relacionadas a questão social e meio ambiente,devido a falta de estrutura adequada de moradia,sub moradias e saneamento básico(território)
  • DESAFIOS PARA A SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA4.1 MAGNITUDE E DINÂMICA DOS PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE DA POPULAÇÃO NEGRA  4.1.1 Estudo da questão racial no Brasil, seus impactos nas relações sociais e implicações sobre o processo saúde-doença da população negra. 4.1.2 Situação de saúde das populações negras vivendo em remanescentes dos antigos quilombos (quilombolas). 4.1.3 Desenvolvimento de sistema de indicadores de saúde da população negra: 4.1.3.1 Informação estatística do quesito cor e de outras variáveis importantes no monitoramento da eqüidade em saúde; 4.1.3.2 Análise epidemiológica da morbimortalidade por doenças genéticas e por doenças agravadas pelas condições de vida; 4.1.3.3 Revisão sistemática sobre saúde da população negra. 4.1.4 Estudos multidisciplinares sobre doença falciforme: 4.1.4.1 Impacto epidemiológico, determinantes, repercussões e riscos; 4.1.4.2 Clínico-epidemiológicos sobre a heterogeneidade da sintomatologia, ocorrência de complicações e reação adversa a medicamentos; 4.1.4.3 Desenvolvimento de kits básicos para diagnóstico; 4.1.4.4 Vigilância epidemiológica de infecções associadas. 4.1.5 Agravos, incapacidades, mo
  • Continuando...  4.1.5.1 Hemoglobinopatias, hipertensão, diabetes mellitus, morbimortalidade e agravos; 4.1.5.2 Deficiência de glicose 6 fosfato desidrogenase, e outras condições genéticas; 4.1.5.3 Infecção por HTLV-I; 4.1.5.4 Doenças sexualmente transmissíveis e HIV/aids; 4.1.5.5 Gravidez na adolescência; 4.1.5.6. Racismo e saúde mental 4.1.5.7. Morbimortalidade por causas externas 4.1.5.8. Morbimortalidade materna 4.1.5.9 Morbimortalidade infantil 4.1.5.10 Doenças negligenciada
  • Prá pensar...  “Há uma morte negra que não tem causa em doenças; decorre de infortúnio. É uma morte insensata, que bule com as coisas da vida, como a gravidez e o parto. É uma morte insana, que aliena a existência em transtornos mentais. É uma morte de vítima, em agressões de doenças infecciosas ou de violência de causas externas. É uma morte que não é morte, é mal definida. A morte negra não é um fim de vida, é uma vida desfeita, ...... " (BATISTA, LE; ESCUDER, MML;PEREIRA, JCR - A Cor da Morte: causas de óbito segundo características de raça no Estado de São Paulo, 1999 a 2001, Revista de Saúde Pública;2004,38(5):630-6 - www.fsp.usp.br/rsp)
  • Garantir...  4.1.6 Medicina popular de matriz africana e contribuição das manifestações afro-brasileiras na promoção da saúde. Farmacologia
  • Obrigada...  Contato Aparecida do Carmo Miranda Campos(Tida)Emails: tidamiranda@yahoo.com.br carmo@hc.unicamp.br
  • 4.2 RACISMO INSTITUCIONAL: AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS, PROGRAMAS, SERVIÇOS E TECNOLOGIAS  4.2 RACISMO INSTITUCIONAL: AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS, PROGRAMAS, SERVIÇOS E TECNOLOGIAS 4.2.1 Estudos sobre identificação e abordagem do racismo institucional, branquitude e poder nos processos de formulação, implementação e implantação da Política de Saude Integral da População Negra; 4.2.2 Estudos sobre boas práticas e lições aprendidas nos processos de implantação da Política de Saude Integral da População Negra; 4.2.3 Estudos sobre as políticas de discriminação positiva/ações afirmativas na área da Saúde. 4.2.4 Sistemas de indicadores de gestão para monitoramento e avaliação da PNSIPN 4.2.5 Acesso, acessibilidade e qualidade da atenção em saúde para a população negra ao Sistema Único de Saúde 4.2.6 Estudos sobre participação dos movimentos no enfrentamento ao racismo na saúde e no controle social de políticas de saúde 4.2.7 Transversalidade, interseccionalidades e saúde da população negra 4.2.8 Estudos sobre estratégias pedagógicas em saúde da população negra 4.2.9 Estudos curriculares (Pesquisadoras e pesquisadores em saúde da população negra Florianópolis, 16 de julho de 2012 )