O case McDonalds - Lean SCM XIV Ed

1,362 views
1,173 views

Published on

Trabalho apresentado no âmbito da XIV Edição da PG Lean Management do Porto. O trabalho é da responsabilidade dos formandos.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,362
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
35
Actions
Shares
0
Downloads
55
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O case McDonalds - Lean SCM XIV Ed

  1. 1. McDonald’s Logistics Cláudia Torres, Nuno Cruz, Paulo Costa 14 Fevereiro 2014 Módulo Supply Chain Managment– PG LM Edição Nº 14
  2. 2. Resumo  McDonal’s  Vested Outsourcing  Cadeia Logística de Abastecimento  Desafio da McDonald’s  Restaurant Supply Planing Department  Integração da Cadeia de Fornecimento  Solução logística One-stop-shopping  Conclusões 2
  3. 3. McDonald’s    Cadeia mundial de restaurantes Fast-Food criada em 1955 em Des Plaines, Illinois, perto de Chicago. Actualmente encontra-se espalhada por 119 países, 33,500 restaurantes empregado cerca de 1,7milhões de colaboradores e com uma facturação anual de cerca de $23 milhões. Em Portugal abriu o seu primeiro restaurante em 1991, no Cascaishopping, e hoje tem 138 restaurantes em todo país, incluindo nas ilhas, empregando cerca de 6,000 colaboradores. Um dos valores:  “Os nossos clientes são a razão por estarmos aqui. Por isso devemos mostrar o nosso agradecimento através da comida com elevada qualidade e serviço excepcional, num ambiente limpo e agradável e com grande valor acrescentado. O nosso objectivo é sempre qualidade, serviço, limpeza e valor acrescentado para todos os clientes, sempre. (QSC&V)” 3
  4. 4. Vested Outsourcing  O Modelo de SC está baseado num conjunto de princípios que criam relações de longa duração com uma perspectiva win-win com os fornecedores e restaurantes. The Five Rules of Vested Outsourcing 3. Cleary Defined and Measurable Desired Outcomes 4. Pricing Model Incentives are Optimized for Cost/Service Tradeoffs 2. Focuses on the WHAT not on HOW 1. Outcome Based vs Transaction Based Business Model Win/Win (WIIFWe) Relationship 5. Insight vs Governance Structure Source: Kate Vitasek / University of Tennessee  “Vested Outsourcing is new business model that will transform outsourcing procedures the way business management strategies Lean and Six Sigma transformed manufacturing.” Elizabeth Kanna 4
  5. 5. Cadeia Logística de Abastecimento Embalagens de plástico Agricultura e pecuária Indústria de transformação Produtores de batatas, alface, tomate, cebola, carne de vaca, etc. Industria alimentar de pão, hambúrguers, batatas fritas, bebidas, molhos, embalagens, publicidade, detergentes, etc Distribuição Inbound Centro de Distribuição Distribuição Outbound Lojas Empresa responsável pela logística e distribuição Frota de camiões Ex.: Portugal, 2 CD em Canelas e Carregado Frota de camiões multi-refrigerados (congelados, refrigerados e temperatura ambiente) Ex.: Portugal, 138 lojas Fluxo de informação Planeamento do abastecimento e procura 5
  6. 6. Desafio da McDonald’s Gestão de stocks  Ir de encontro às necessidades dos consumidores  Minimizar desperdício Previsões exatas da procura Controlo exato de stocks
  7. 7. Restaurant Supply Planing Department Desenvolveu um sistema complexo de previsão de procura de produtos finais (manugistics) :  Histórico do mix de produtos e seu consumo nos últimos 2 anos  Factores casuais (férias, promoções, etc)  Informação de lojas Faz planeamento de necessidades para cada loja (Weblog) Explode necessidades de matérias primas (weblog) 7
  8. 8. Integração da Cadeia de Fornecimento Restaurante Indicadores: McDonal’s HQ • Desempenho da gestão • Recursos estratégicos c/ base no conhecimento do negócio Focus na QSC&V* Integrador Entrega e gestão de stocks Procura, previsão e proposta de encomenda do restaurante Gestão do fluxo de produtos dentro da cadeia de abastecimento • • Optimização das entregas Gestão de stocks dos restaurantes Previsão da procura no C.D., planeamento de fornecimento e gestão de stock do C.D. Rastreabilidade Gestão de Markting Visibilidade sobre os pedidos do CD e alterações dos fornecedores Fornecedores Centro de Distribuição (C.D.) Rotas dinâmicas de distribuição Compras centralizadas Produção e Planeamento baseados num plano integrado 8 *QSC&V – Qualidade, serviço, limpeza e valor
  9. 9. Solução logística One-stop-shopping • • Serviços de valor acrescentado* Optimização da cadeira de fornecimento através de uma total transparência de custos 1 catálogo 1 encomenda 1 fatura 1 entrega 1 qualidade Compras Satisfação da procura Logística VMI* Processos de valor acrescentado e integração da rede fornecimento • • • • • Logística (armazenamento, picking, transporte, etc.) Faturação Planeamento de MP e otimização de ordens de compra Controlo de stocks (armazém, lojas) Serviço ao cliente (gestão de pedidos das lojas e reclamações) VMI* - Inventario Gerido pelo Fornecedor 9
  10. 10. Conclusões  Melhoria no nível de serviço ao consumidor (evita ruturas).  Elimina a inexperiência na gestão de stocks e colocação de encomenda.  Poupança de tempo na definição da encomenda, na receção da mesma.  Disponibiliza tempo ao responsável da loja para atividades que geram valor para o consumidor (qualidade de serviços, limpeza, etc.).  As encomendas são baseadas nos stocks reais (o restaurante só tem que alimentar os stocks). 10
  11. 11. Conclusões  Menos desperdícios de comida e menores custos; estas poupanças podem ser passadas para os consumidores.  A quantidade de stock encomendada para promoções é mais correta, sendo baseada no desempenho do passado.  Redução da necessidade de entregas de emergência (poupança).  Os níveis de stock estão sempre a um nível adequado, o que é um fator relevante para a frescura dos produtos e garantir as vendas.  O Stock pode ser automaticamente reduzido no final de uma campanha promocional. 11
  12. 12. FIM

×