Lean Maintenance

4,293 views
4,146 views

Published on

Mais informações sobre a PG Lean Maintenance aqui neste link:
http://www.cltservices.net/formacao/pos-graduacao-em-lean-maintenance/

Published in: Business
2 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
4,293
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
2
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Lean Maintenance

  1. 1. Lean MaintenancePensar Lean na Gestão da ManutençãoJornadas de Engenharia de Manutenção - ISEL18 de março 2011Pedro Coelho 1
  2. 2. NPEN 13306:2007 – Terminologia da manutençãoManutenção- combinação de todas as acções técnicas, administrativas e de gestão,durante o ciclo de vida de um bem, destinadas a mantê-lo ou repô-lonum estado em que ele pode desempenhar a função requeridaGestão da Manutenção- todas as actividades de gestão que determinam os objectivos, aestratégia e as responsabilidades respeitantes à manutenção e que osimplementam por diversos meios tais como o planeamento, o controlo esupervisão da manutenção e a melhoria de métodos na organização,incluindo os aspectos económicos 2
  3. 3. Testemunhos históricos sobre a Gestão da Manutenção- a Bíblia – no antigo testamento - (Livro de Neemias – Reconstrução muralhas de Jerusalém)- o Império Romano – 1º século - (Livro “De Aquoeductis” Planos de Manutenção dos Aquedutos e distribuição de água a Roma por Julius Frontinus) 3
  4. 4. O que está a acontecer às Organizações- Redução de número de empregados- Aumento das expectativas de produção- Redução dos orçamentos de manutenção- Requisitos mais exigentes ao nível da segurança e ambiente- Instalações tecnicamente mais complexas- Mais conhecimentos e valências técnicas 4
  5. 5. Mas, como sempreOs sistemas e equipamentos deverão ter uma elevada disponibilidade eos custos deverão ser mantidos no mínimo possível 5
  6. 6. A Manutenção enquanto tal não acrescenta valor No entanto, acrescenta valor ao permitir e colaborar na estabilidade requerida pelo processo produtivoMas a manutenção não pode estorvar a criação de valor Então, isto explica a procura do Zero Tempo de Manutenção – Zero Maintenance Time 6
  7. 7. “Zero tempo de manutenção”, no processo produtivo,não significa não fazer manutenção nos equipamentos mas sim significa eliminar desperdício e especificamente o desperdício que está associado à manutenção 7
  8. 8. Neste contextoAs metodologias e ferramentas da manutençãonão devem ser só as correctas e as adequadasDevem ser lean magras e rápidas 8
  9. 9. Mas isto não aconteceEnquanto insistirmos só na fiabilidade dos equipamentos eNão insistirmos também na Gestão da Manutenção onde toleramos falhas e ineficiências 9
  10. 10. Devemos ser Técnicos da fiabilidade e também Gestores de processos 10
  11. 11. Então além de metodologias e ferramentas, devemos adoptarUma filosofia de actuação para a Gestão da ManutençãoDevemos explorar a filosofia, os conceitos, as ferramentase os princípios do Pensamento Lean e aprender aaplicá-los à Gestão da Manutenção e suas metodologias Lean Maintenance ou Manutenção Magra 11
  12. 12. A filosofia do Pensamento Lean surgiu como umsistema de gestão cujo objectivo é o desenvolvimento deprocessos e sistemas tendo em vista a eliminação dodesperdício em toda a organização e a criação de valorpara todas as partes 12
  13. 13. O OBJECTIVO DO PENSAMENTO LEAN É A MELHORIACONTÍNUA DO DESEMPENHO OPERACIONAL ATRAVÉSDA ELIMINAÇÃO SISTEMÁTICA DO DESPERDÍCIO E ACRIAÇÃO DE VALOR 13
  14. 14. Melhoria contínua (Kaizen)1 - interacção contínua entre o planeamento e a execução,que se apoia no uso do ciclo de melhoria contínua,denominado PDCA (plan, do, check, act) Planear A P A P Fazer p Verificar C D Actuar Ciclo PDCA de Deming2 - Desenvolvimento de uma mentalidade de trabalho em equipa 14
  15. 15. Princípios do Pensamento Lean – aplicar à Lean Maintenance 1 - conhecer o cliente quem servimos 2 - definir valor o objectivo de todos 3 - definir cadeia de valor campo de intervenção 4 - optimizar os fluxos os meios a aplicar 5 - implementar sistema pull sistema a usar 6 – perfeição melhoria contínua 7 – inovar sempre a atitude certa 15
  16. 16. A Lean Maintenance deve utilizar as metodologias eferramentas da fiabilidade existentes(TPM,RCM,RCFA,etc) eas metodologias e ferramentas da Lean Management-Lean Production e Lean Services 16
  17. 17. A Lean Maintenance traz 2 novos conceitosdo Lean Management para a Manutenção:- a eliminação de desperdício e a criação devalor- a orientação para a cadeia de valor 17
  18. 18. Sistema de Gestão da Manutenção Lean ou“Lean Maintenance Management System” ou Lean Maintenance 18
  19. 19. orientado para a cadeia de valor, cujos objectivos são: Zero Tempo de Manutenção para aumentar a produtividade Evitar desperdício no sistema de manutenção e deste modo aumentar a rentabilidade Suportar a cadeia de valor assegurando processos estáveis e a qualidade 19
  20. 20. M.Autónoma Manutenção TPM Prev/Pred OEE Indicadores OPM FMEA Sistema RCMcomunicação informação Sistema de Gestão deFormação Manutenção Lean RCFA Análise Minimizar EfeitosActividade FalhasEstrutura Melhoria Contínua KAIZEN 5S Value Stream Ferramentas Lean Mapping 20
  21. 21. Estudo dos Processos da ManutençãoIdentificação de Desperdícios – 3 tipos de perdasDesperdício - tudo o que não acrescenta valor é desperdício e como tal deve ser eliminadoIrracionalidade - excessos ou insuficiências. é eliminado pela uniformizaçãoVariabilidade – irregularidades ou insuficiências. Deve fazer-se o necessário e quando pedido 21
  22. 22. Desperdícios Processos Tempos de espera inadequados Excessos de controlo Trabalho desnecessárioTransportes retrabalho Movimentações desnecessárias Avarias Excessos de stock Excesso Defeitos trabalho qualidade 22
  23. 23. A simplicidade das ferramentas lean LEAN MAINTENANCE Takt-time Diagramas5 Porquês fluxogramas Seis Sigma Ishikawa Método à prova SMED de erro VSM BalanceamentoSistema PULL processos Matrizes QFD 5W2H Lead-Time 5S 23
  24. 24. Normalização/UniformizaçãoUniformizar significa fazerem todos do mesmo modo,seguindo a mesma sequência, as mesmas operaçõese as mesmas ferramentas Vantagens – previsibilidade dos processos redução da variabilidade menores custos 24
  25. 25. A Normalização e a formalização(pôr por escrito)são o suporte dos avanços da melhoria contínua Este “calço” evita Trabalho Que tudo volte ao em equipa estado inicial (uniformização) 25
  26. 26. Normas Portuguesas de ManutençãoNP EN 13306:2007 - Terminologia de manutençãoNP EN 13269:2007 - Manutenção - Instruções para apreparação de contratos de manutençãoNP EN 15341:2009 - Manutenção - Indicadores dedesempenho de manutenção económicos, técnicos e organizacionais 26
  27. 27. Normas Portuguesas de ManutençãoNP EN 13460:2009 - Manutenção – Documentação paramanutençãoFutura NP EN 4XXX:2011 - Manutenção – Qualificaçãodo pessoal de manutenção Técnico de Manutenção Supervisor de Manutenção Gestor de Manutenção 27
  28. 28. Normas Portuguesas de ManutençãoNP 4483:2009 – Norma guia para a implementação desistemas de gestão de manutençãoNP 4492:2010 – Requisitos para a prestação de serviçosde manutenção 28
  29. 29. NP 4492:2010 – Requisitos para a prestação deserviços de manutenção Auditores - Especialistas de Manutenção- para que sejam reconhecidas e valorizadas - a competência e qualificação técnicas - a organização, preparação e planeamento do trabalho - a formação específica - o rigor na execução - o cumprimento de prazos - o cumprimento dos orçamentos 29
  30. 30. Importância da Normalização na Manutenção- Universalidade de conceitos e termos na Manutenção- Na Elaboração de Contratos de Manutenção- Uniformização dos Indicadores da Manutenção- Uniformização da documentação técnica da Manutenção- Uniformização dos níveis de qualificação e conhecimentosrequeridos pelo pessoal da Manutenção 30
  31. 31. Normalizamos para simplificar a vida, eliminar esforçosdesnecessários em tarefas repetitivas, evitar, eliminarou minimizar desperdícios, aproveitar melhor o tempo.Enfim, para melhorar a nossa qualidade de vida. Mais do que uma regularização, a Normalização deve ser uma actividade humana da Manutenção 31
  32. 32. VariabilidadeMetodologia Six Sigma – Lean Six SigmaMetodologia que, através do uso de dados provenientes dosprocessos, reduz a variação destes de forma sistemáticaO Six Sigma utiliza ferramentas estatísticas para inferir ascausas dos problemas que muitas vezes não são visíveisA metodologia Six Sigma melhora a capacidade do processoA metodologia deve aplicar-se após a estabilização dosprocessos (eliminação dos desperdícios e uniformização) 32
  33. 33. Sistema de Gestão de Manutenção Lean-Estrutura e Organização – que se vai adequando-Pessoas motivadas e com formação – auto-motivação-Trabalho em equipa-Cultura da Melhoria Contínua 33
  34. 34. Sistema de Gestão de Manutenção Leanem 4 etapas1 - Priorizar sistemas - efeito na produção, posição na cadeia de valor2 - Classificar os tipos de anomalias/avarias - efeito no sistema operativo, previsibilidadede avarias, frequência de avarias 34
  35. 35. Sistema de Gestão de Manutenção Leanem 4 etapas3 - Desenvolver conceito de actuação - sistema crítico - traçar plano de acção - sistema não crítico – manutençãobásica,preventiva....4 - Desenvolver a organização - estrutura e organização da manutenção,planeamento das capacidades da manutenção, 35
  36. 36. Cadeia de Manutenção - Chain Maintenance 36
  37. 37. Cadeia de Manutenção - Chain Maintenance Fornecedor e seus Empresa Empresa fornecedoresFornecedores Serviço Serviçomateriais e serviçosmanutenção Manutenção Produção 37
  38. 38. Gestão Lean da Cadeia de ManutençãoA jornada Gestão Lean desenvolve-se em várias fasesA primeira é a conquista interna, ou seja a implementação dafilosofia do Pensamento Lean na Manutenção.A segunda consiste em disseminar a filosofia ao longo dacadeia de manutenção, de modo que fornecedores e clientesadoptem os seus princípios e as suas práticas com afinalidade de se alcançar a sincronização de todos os elos nosentido da satisfação do cliente finalO sucesso da Gestão Lean ficará comprometido se a suaaplicação se limitar às fronteiras da manutenção 38
  39. 39. Lean Maintenance Novo Paradigma naGestão da Manutenção 39
  40. 40. nada é permanente senão a mudança Obrigado 40
  41. 41. 41

×