Ato dia 18 de agosto

231 views

Published on

Fortaleza é umas das vinte cidades mais desiguais do mundo. Aqui, tem tudo para poucos. Os/as trabalhadores/as sofrem com a falta de moradia, saúde, saneamento, transporte, educação e emprego. Como se esses problemas não existissem, mais de 9 bilhões serão investidos em obras para que receba jogos da Copa do Mundo, dentre elas a ampliação do Aeroporto, o Alargamento de Avenidas e a construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), um metrô que vai ligar o Mucuripe ao Castelão. Várias obras não tem nada a ver com a Copa, como "Acquario", estrada para resort "Aquiraz Golf Beach", Centro de Eventos, etc.
O VLT servirá para expulsar os mais pobres. No seu caminho existem desvios para que empresas e terrenos vazios de grendes grupos empresariais não sejam atingidos. Doze comunidade serão afetadas pelo VLT.
Devemos estar juntos denunciando os ataques aos nosso direitos, as remoções das comunidades, o favorecimento dos ricos. Devemos estar juntos nas ruas, fortalecendo a resistência popular!

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
231
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ato dia 18 de agosto

  1. 1. A cidade não será jogada para escanteio:Contra as remoções, em defesa de uma Fortaleza popular! Comitê Popular da Copa – Agosto de 2011

×