Your SlideShare is downloading. ×
Resultados 3º trimestre de 2010   semana 08 - 12.11.10
Resultados 3º trimestre de 2010   semana 08 - 12.11.10
Resultados 3º trimestre de 2010   semana 08 - 12.11.10
Resultados 3º trimestre de 2010   semana 08 - 12.11.10
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Resultados 3º trimestre de 2010 semana 08 - 12.11.10

294

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
294
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. RESULTADOS 3º TRIMESTRE DE 2010 1/4 RESULTADOS 3º TRIMESTRE – SEMANA 08 a 12 NOVEMBRO/2010 Gol – Os resultados referentes ao terceiro trimestre de 2010, teve destaque para o crescimento da demanda, de 23%, e aumento de 88,9% do lucro operacional. A receita líquida da empresa no período foi de R$ 1,789 bilhão, resultado que indica crescimento de 19,5% na comparação anual e 12,5% na passagem trimestral. Com ritmo de crescimento um pouco mais acelerado, o Ebitdar (geração operacional de caixa antes do arrendamento de aeronaves) atingiu R$ 380,9 milhões no terceiro trimestre de 2010, 27,5% maior que o do mesmo período de 2009. O lucro operacional da empresa no período totalizou R$ 187,2 milhões, forte crescimento de 88,9% em relação ao terceiro trimestre de 2009. Já o lucro líquido da companhia ficou em R$ 110 milhões, ante R$ 77,9 milhões apurados no mesmo período de 2009 e prejuízo de R$ 51,9 milhões no segundo trimestre de 2010. (12/11/2010) JBSS - A JBS (JBSS3) apresentou seus resultados sobre o terceiro trimestre deste ano, com lucro líquido de R$ 133,5 milhões - uma queda de 11,9% sobre o mesmo período do ano passado. Por outro lado, frente ao trimestre anterior, o salto é de 3.503,1% dos ganhos, uma vez que o resultado do segundo trimestre ficou abaixo das expectativas da empresa. Já a receita líquida da companhia avançou 67,9% neste trimestre, na base de comparação anual, ao apontar para R$ 14,06 bilhões, ao passo que a queda nas receitas sobre o trimestre anterior foi de 0,3%. (12/11/2010) Petrobras - A Petrobras lucrou R$ 8,566 bilhões entre julho e setembro - um avanço de 7,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. Na base trimestral, a alta foi de 3%. De acordo com a estatal, a evolução deveu-se a maiores volumes vendidos no mercado interno e melhora do resultado financeiro, decorrência de ganhos cambiais. As receitas operacionais líquidas da estatal, por sua vez, somavam R$ 54,739 bilhões ao final do trimestre, indicando alta de 14% frente ao mesmo período de 2009 e avanço de 2% na base trimestral. Já o Ebitda da companhia ficou em R$ 14,736 bilhões no período, variação positiva de 4,65% na comparação anual. Na base trimestral, contudo, o indicador recuou 7% devido ao aumento de despesas operacionais, segundo a empresa. (12/11/2010) Braskem - A Klabin divulgou lucro líquido de R$ 186 milhões no terceiro trimestre, conforme as normas de contabilidade do IFRS (International FInancial Reorting Standards). Este valor representa alta de 2% na comparação com o mesmo período de 2009, porém crescimento de 277% se comparado com o trimestre imediatamente anterior. O crescimento no resultado foi
  • 2. RESULTADOS 3º TRIMESTRE DE 2010 2/4 impulsionado pelo recorde de vendas, 436 mil toneladas, das quais 29% foram destinadas ao mercado externo, e resultaram em receita líquida de R$ 983 milhões, o que também significa valor recorde, sendo 31% maior do que os R$ 750 milhões obtidos no mesmo período do último ano. Entre julho e setembro, o Ebitda (geração operacional de caixa) registrado foi o maior do ano, chegando a R$ 252 milhões, o que representa margem de 26% em relação à receita , em linha com o trimestre anterior e ligeiramente abaixo do obtido no terceiro trimestre de 2009, de 27%. (11/11/2010) Brookfield - A Brookfield obteve lucro líquido de R$ 80,8 milhões no terceiro trimestre de 2010. No período a companhia também registrou crescimento da receita e das margens operacionais. O resultado favorável foi obtido após superação do piso das projeções de vendas contratadas e lançamentos. O lucro líquido cresceu 46,9% em relação ao mesmo período de 2009, e já acumula R$ 80,8 milhões nos nove primeiros meses deste ano. (11/11/2010) Cyrela - A Cyrela Realty apresentou um lucro líquido de R$ 176 milhões, configurando uma retração de 33,3% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita líquida da construtora veio 13,8% menor este ano, somando R$ 1,162 bilhão. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), por sua vez, caiu 25% quando comparado com o terceiro trimestre do ano passado, totalizando R$ 219,9 milhões, enquanto que a margem Ebitda (relação percentual entre a receita líquida e o Ebitda) perdeu 2,8 pontos percentuais na mesma base de comparação, chegando ao fim de setembro em 18,9%. (11/11/2010) Klabin - Divulgou lucro líquido de R$ 186 milhões no terceiro trimestre, conforme as normas de contabilidade do IFRS (International FInancial Reorting Standards). Este valor representa alta de 2% na comparação com o mesmo período de 2009, porém crescimento de 277% se comparado com o trimestre imediatamente anterior. O crescimento no resultado foi impulsionado pelo recorde de vendas, 436 mil toneladas, das quais 29% foram destinadas ao mercado externo, e resultaram em receita líquida de R$ 983 milhões, o que também significa valor recorde, sendo 31% maior do que os R$ 750 milhões obtidos no mesmo período do último ano. Entre julho e setembro, o Ebitda (geração operacional de caixa) registrado foi o maior do ano, chegando a R$ 252 milhões, o que representa margem de 26% em relação à receita , em linha com o trimestre anterior e ligeiramente abaixo do obtido no terceiro trimestre de 2009, de 27%. (11/11/2010) Rossi Residencial - A Rossi Residencial fechou o terceiro trimestre do ano com um lucro líquido de R$ 95 milhões, alta de 54% em relação ao que foi relatado no mesmo período de 2009. No mesmo sentido, a receita líquida avançou 50% na mesma base de comparação, para R$ 644 milhões.
  • 3. RESULTADOS 3º TRIMESTRE DE 2010 3/4 Enquanto isso, o Ebitda (geração operacional de caixa) da empresa subiu 26%, ficando em R$ 132 milhões. (11/11/2010) CPFL Energia - Dentre os números divulgados, destaque para o crescimento de 33,8% do lucro líquido frente ao visto um ano antes, para R$ 388 milhões. Já o Ebitda (fluxo de caixa descontado) foi de R$ 817 milhões, um avanço de 21,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. Por sua vez, a receita operacional líquida foi de R$ 2,758 bilhões, uma pequena elevação de 2,4% na comparação anual. (10/11/2010) MRV - Reportou um lucro líquido de R$ 216,0 milhões no período, alta de 110,6% em relação ao apurado em igual quarto de 2009. De acordo com a companhia, o trimestre foi o melhor da história da MRV, no qual além do lucro líquido, também as vendas contratadas, a receita líquida e o Ebitda (geração operacional de caixa) atingiram recordes. Entre julho e setembro deste ano, a incorporadora registrou receita operacional líquida de R$ 881,1 milhões, o que configura incremento de 95,8% ante os R$ 449,9 milhões vistos em igual trimestre de 2009. Já a geração operacional de caixa da MRV teve alta de 114,6% na mesma base de comparação, para R$ 269,8 milhões. (10/11/2010) OGX – Apresentou um prejuízo líquido de R$ 199,4 milhões. Cabe destacar que, em igual período de 2009, a empresa teve perdas de R$ 60,6 milhões. Segundo a empresa, este prejuízo decorre de um resultado financeiro negativo em R$ 62,9 milhões acrescido de aproximadamente R$ 2,8 milhões de participação de minoritários, reduzido de despesas de exploração de R$ 15,5 milhões, despesas gerais e administrativas de R$ 117,4 milhões e imposto de renda e contribuição social de R$ 6,4 milhões. (10/11/2010) Ultrapar - O Ebitda da empresa cresceu 18% frente ao terceiro trimestre do ano passado, atingindo a marca histórica de R$ 437 milhões. No mesmo sentido, o lucro líquido totalizou R$ 211 milhões, outro recorde. Frente ao 3T09, a evolução foi de 58%. Na mesma base comparativa, a receita líquida da Ultrapar mostrou crescimento de 13%, ao chegar a R$ 10,9 bilhões. (10/11/2010) BM&FBovespa – A BM&F Bovespa apresentou um crescimento de 15% no lucro líquido ajustado. Os ganhos da companhia chegaram a R$ 389,2 milhões entre julho e setembro deste ano frente aos R$ 338,4 milhões atingidos em igual período do ano passado. Por sua vez, o Ebitda (geração operacional de caixa) de R$ 336,3 milhões auferido pela companhia no trimestre é 28,4% maior do que na comparação com os mesmos três meses de 2009. Já a receita operacional líquida subiu
  • 4. RESULTADOS 3º TRIMESTRE DE 2010 4/4 27,1% frente ao mesmo período do ano anterior, ao totalizar R$ 486,87 milhões no terceiro quarto de 2010. Assim, a Margem Ebitda avançou 0,7 ponto percentual e chegou a 69,1%. (09/11/2010) Itausa - A Itaúsa obteve lucro líquido recorrente de R$ 1,124 bilhão, alta de 15,8% frente ao mesmo período do ano anterior. De acordo com demonstração da empresa, a área de serviços financeiros foi novamente responsável pela maior parte do desempenho positivo da companhia, obtendo um resultado positivo de R$ 1,155 bilhão, 20,4% acima do visto em 2009. (09/11/2010)

×