Substantivos 120821052556-phpapp01

1,421 views
1,140 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,421
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Substantivos 120821052556-phpapp01

  1. 1. Substantivos Profª: Marina Prado
  2. 2. DEFINIÇÃO: Substantivo é uma palavra variável em gênero, número e grau que dá nome aos seres em geral. São, portanto, substantivos: a) os nomes de coisas, pessoas, animais, vegetais, lugares, instituições: livro, cadeira, Lúcia, cachorro, Paris e outros. b) os nomes de ações, noções, estados ou qualidades, tomados como seres: trabalho, corrida, justiça, tristeza, beleza e outros.
  3. 3. FORMAÇÃO DOS SUBSTANTIVOS Quanto à formação, o substantivo pode ser: a) primitivo – quando não provém de outra palavra existente na língua portuguesa: flor, pedra, ferro, casa, jornal. b) derivado – quando, pelo processo da derivação, provém de outra palavra da língua portuguesa: florista, pedreiro, ferreiro, caseiro, jornaleiro. c) simples – quando é formado por um só radical: água, pé, couve. d) composto – quando é formado por mais de um radical: água-de-colônia, pé-de-moleque, couve- flor.
  4. 4. CLASSIFICAÇÃO DOS SUBSTANTIVOS Quanto ao elemento que designa, o substantivo classifica-se em: a)comum – quando designa genericamente qualquer elemento da espécie: rio, cidade, país, menino. b) próprio – quando designa especificamente um determinado elemento. Os substantivos próprios são sempre grafados com inicial maiúscula: Tocantins, Florianópolis, Brasil, Luís, Camila.
  5. 5. c) concreto – quando designa seres de existência real ou não: coisas, pessoas, animais, lugares, etc. (verifique que é sempre possível visualizar em nossa mente o substantivo concreto, mesmo que ele não possua existência real): casa, cadeira, caneta, fada, bruxa, saci d) abstrato – quando designa noções, ações, estados, qualidades tomados como seres. Os substantivos abstratos, por não terem existência própria, sempre estarão apoiados em algo para serem percebidos: justiça, estudo, recordação, viuvez, coragem, altura, largura.
  6. 6. Os substantivos abstratos são, geralmente, derivados de verbos ou adjetivos: trabalhar – trabalho correr – corrida alto – altura belo – beleza
  7. 7. SUBSTANTIVOS COLETIVOS Entre os substantivos comuns, merecem destaque os coletivos: aqueles que, mesmo no singular, designam um conjunto de seres ou coisas da mesma espécie. Alguns substantivos coletivos: • acervo: de obras artísticas • antologia: trechos literários escolhidos • congregação: de professores, de religiosos • congresso: de parlamentares, de cientistas • malta: de desordeiros • plantel: de animais de raças, de atletas • súcia: de pessoas desonestas.
  8. 8. FLEXÃO DE GÊNERO Em português, os substantivos podem ser do gênero masculino ou feminino. São masculinos os substantivos a que se pode antepor o artigo o: o livro, o caderno, o telefonema. São femininos aqueles a que se pode antepor o artigo a: a borracha, a caneta, a tribo, a libido. Ainda com relação ao gênero, dependendo da forma que assumem, os substantivos são classificados em biformes e uniformes.
  9. 9. Gênero é o mesmo que sexo? Não. Nunca confunda gênero com sexo. O gênero é gramatical, isto é, mostra se a palavra é masculina ou feminina. Evidentemente, livro, caderno, borracha, caneta, que são coisas, não possuem sexo, embora seus nomes possam se apresentar no gênero masculino ou feminino. Já o substantivo vítima pertence ao gênero feminino (a vítima), conquanto possa se referir a pessoas de ambos os sexos.
  10. 10. SUBSTANTIVOS BIFORMES São substantivos que designam pessoas ou animais e que apresentam duas formas, uma para o masculino, outra para o feminino: • aluno – aluna • menino – menina • pai – mãe • homem – mulher • carneiro – ovelha
  11. 11. Observe que a forma feminina dos substantivos do segundo bloco de exemplos NÃO é marcada pela desinência. É uma forma diferente da masculina, proveniente de outro radical. A esses substantivos damos o nome de heterônimos.
  12. 12. SUBSTANTIVOS UNIFORMES São os que apresentam uma única forma, tanto para o masculino como para o feminino. Subdividem-se em epicenos, comum de dois gêneros e sobrecomuns. a)Substantivos epicenos: são substantivos uniformes que designam animais: a onça, a borboleta, a foca. Caso se queira especificar o sexo do animal, devem-se acrescentar as palavras macho ou fêmea: a onça macho, a onça fêmea.
  13. 13. b) Substantivos comuns de dois gêneros: são substantivos uniformes que designam pessoas. Nesse caso, o gênero é indicado pelo artigo ou outro determinante qualquer: o colega, a colega; o gerente, a gerente. Todos os substantivos terminados em –ista são comuns de dois gênero: o artista, a artista; o dentista, a dentista. c) Substantivos sobrecomuns: são substantivos uniformes que designam pessoas. Nesse caso, o gênero é fixo (sempre masculino ou sempre feminino): a criança, o cônjuge, a pessoa, a criatura.
  14. 14. ALGUNS SUBSTANTIVOS QUE COSTUMAM CAUSAR DÚVIDAS São masculinos o aneurisma o apêndice o dó (pena, compaixão) o grama (unidade de massa) São femininos a grama (planta) a alface a cal a omoplata a comichão
  15. 15. OPOSIÇÃO GÊNERO/SENTIDO Há substantivos idênticos na forma, porém de gêneros diferentes e significados diferentes. Veja alguns exemplos: o cabeça (o chefe, o líder) a cabeça (parte do corpo) o capital (dinheiro, bens) a capital (cidade principal) o rádio (aparelho receptor) a rádio (estação emissora) o moral (ânimo) a moral (parte da filosofia)
  16. 16. FLEXÃO DE NÚMERO Quanto ao número, o substantivo pode ser singular ou plural: aluno – alunos relógio – relógios Há, no entanto, substantivos que só aparecem no plural. Vejamos alguns: os afazeres as cócegas as condolências as férias as fezes as núpcias os óculos
  17. 17. PLURAL METAFÔNICO Em certas palavras, ocorre mudança de timbre da vogal tônica por influência de uma vogal átona posterior. Alguns exemplos: caroço – caroços fogo – fogos olho – olhos povo – povos socorro – socorros ovo – ovos
  18. 18. PLURAL DOS SUBSTANTIVOS SIMPLES • Substantivos terminados em vogal ou ditongo – formam o plural pelo acréscimo da desinência –s: caderno, cadernos, mãe, mães; degrau, degraus. • Substantivos terminados pelo ditongo nasal -ão – fazem o plural de trê maneiras: a) terminação –ões (a maioria desses substantivos e todos os aumentativos: balão, balões; canção, canções; casarão, casarões. b) terminação em –ãos: bênção, bençãos; cidadão, cidadãos. c) terminação –ães: alemão, alemães; cão, cães, escrivão, escrivães.
  19. 19. • Substantivos terminados em –r e –z – formam o plural pelo acréscimo de –es ao singular: mar, mares; rapaz, rapazes. • Substantivos terminados em –s – quando não são oxítonos, ficam invariáveis. Quando oxítonos, formam plural pelo acréscimo de –es: não oxítono: o lápis, os lápis; o pires, os pires oxítonos: o país, os países, o lilás, os lilases obs.: cais e cós são invariáveis • Substantivo terminado em –x – os que possuem mais de uma sílaba não variam: o tórax, os tórax; a xerox, as xerox. Os monossílabos fazem o plural em –es:o fax, os faxes; o sax, os saxes.
  20. 20. • Substantivos terminados em –l a) Se o l vier precedido de a, e, o, u, formam plural trocando o –l por –is: animal, animais; papel, papéis. b) Se o l vier precedido de i, podem formar o plural de duas maneiras: os oxítonos trocam o –l por –s: barril, barris os não oxítonos trocam o –il por –eis: fóssil, fósseis, míssil, mísseis.
  21. 21. ALGUNS PLURAIS QUE MERECEM DESTAQUE • abdômen – abdomens ou abdômenes • caráter – caracteres • gel – géis ou geles • júnior – juniores • mel - méis ou meles
  22. 22. • Plural dos diminutivos terminados em –zinho e –zito O plural dos diminutivos terminados em –zinho e –zito é feito da seguinte forma: 1. coloca-se a palavra primitiva no plural: bar, bares 2. retira-se o –s de plural da palavra primitiva: bares – s = bare 3. acrescenta-se a terminação –zinho ou –zito seguida de –s: bare - barezinhos
  23. 23. “PRÓXIMA AULA: PLURAL DOS SUBSTANTIVOS COMPOSTOS Revise o conteúdo em casa!!! Marina Prado

×