Your SlideShare is downloading. ×
0
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Português - Crase (1ª Unidade)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Português - Crase (1ª Unidade)

510

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
510
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
29
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. A CRASEA UTILIZAÇÃO DO ACENTO GRAVEPROFESSORA: MARIA DO CARMO
  • 2. CRASE X ACENTO GRAVE CRASE é o fenômeno ocorrido na junção da preposição a com o artigo a. ACENTO GRAVE é a indicação da ocorrência desse fenômeno.
  • 3. EXEMPLO a+a=àFui a + a feira Fui à feira.
  • 4. A + AQUELE (AQUELA, AQUILO) Também ocorre crase na junção da preposição a com os pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo. Retornei a + aquele museu. Retornei àquele museu.
  • 5. DICA GERAL Para confirmar a existência da crase, substitua a palavra feminina por uma masculina. Verifique se aparece a preposição. Fui a + a cidade. | Fui a + o bairro. Fui à cidade. | Fui ao bairro.
  • 6. DIANTE DE NOME DE LUGAR Formule uma frase com o verbo vir. Se aparecer a contração da, usa-se crase. Viajamos à Argentina no mês passado. Viemos da Argentina. Vou a Curitiba. Venho de Curitiba.
  • 7. DIANTE DE NOME DE LUGAR Caso o nome do lugar estiver determinado, passará a exigir o uso do acento grave. Vou à moderna Curitiba. Venho da moderna Curitiba.
  • 8. DIANTE DE “CASA” E “TERRA” Casa no sentido de “lar” e terra no sentido de “chão firme” não exigem artigo e, portanto, não ocorre crase. Ontem voltei cedo a casa. Os marinheiros desceram a terra.
  • 9. DIANTE DE “CASA” E “TERRA” Se “casa” e “terra” estiverem determinados, ocorrerá a crase. Voltamos cedo à casa dos tios. Os marinheiros desceram à terra dos pigmeus.
  • 10. CASOS ESPECIAIS Ocorre crase nas expressões adverbiais, prepositivas e conjuntivas formadas por palavras femininas (à noite, à tarde, à direita, à esquerda, à vista, às duas horas, à meia-noite, às vezes, às pressas, às escondidas, à beira de, à moda de [mesmo subentendida]...) A aula começa às dezenove horas. Às vezes vejo-o passar às pressas. Comi uma feijoada à mineira à beira de um fogão.
  • 11. USO FACULTATIVO DO ACENTO GRAVE Antes de nome de pessoa do sexo feminino. Entregue o bilhete a Sandra. Entregue o bilhete à Sandra.
  • 12. USO FACULTATIVO DO ACENTO GRAVE Diante de pronome possessivo feminino. Refiro-me a nossa vitória. Refiro-me à nossa vitória.
  • 13. USO FACULTATIVO DO ACENTO GRAVE Depois da preposição até. Fomos até a feira. Fomos até à feira.

×