Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
3ª Unidade Modelo OSI e TCP/IP
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

3ª Unidade Modelo OSI e TCP/IP

  • 4,415 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • xcas
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
4,415
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
238
Comments
1
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. MODELO OSI e TCP/IP ETEMAC – Profº Marcone Araujo
  • 2. Camadas de protocolos Objetivo: simplificar, organizar Cada camada oferece serviços às camadas superiores através de interfaces
  • 3. Modelo de Referência OSI A ISO reconheceu a necessidade das redes trabalharem juntas e se comunicarem, Por isso, a ISO lança em 1984, o modelo de referência OSI  Open Systems Interconnection O Modelo de referência OSI é o modelo fundamental para comunicações em rede
  • 4. Modelo de Referência OSI Princípios:  Um nível de abstração por camada  Camadas com funções bem definidas  Em cada camada devem ser usados protocolos padronizados internacionalmente  Número de camadas nem grande, nem pequeno
  • 5. Modelo de Referência OSI Aplicação Protocolo de Aplicação AplicaçãoApresentação Protocolo de Apresentação Apresentação Sessão Protocolo de Sessão Sessão Protocolo de Transporte Transporte Transporte Subrede de Comunicação Rede Rede Protocolos internos da Rede Rede subrede Enlace Enlace Enlace Enlace Física Física Física Física Protocolos host-roteadores
  • 6. Modelo de Referência OSICamada Física Aplicação  Trata das características Apresentação  mecânicas, elétricas, funcionais e de procedimentos para conexão física entre Sessão entidades da camada de enlace Transporte  Transmite uma sequência de bits  Não se preocupa com o significado Rede dos bits Enlace Física
  • 7. Modelo de Referência OSICamada de Enlace Aplicação  Trata o fluxo de dados no enlace entre Apresentação transmissor e receptor:  Controle de fluxo Sessão  Detecção e correção de erros  Acesso ao meio compartilhado Transporte  Não permite ligação entre redes Rede distintas Enlace Física
  • 8. Modelo de Referência OSICamada de Rede Aplicação  Controla as operações na sub-rede: Apresentação  Roteamento: estático ou dinâmico  Controle de congestionamento Sessão  Interconexão de redes Transporte  Não garante que o pacote chegue ao destino Rede Enlace Física
  • 9. Modelo de Referência OSICamada de Transporte Aplicação  Divide as mensagens em pacotes Apresentação  É a primeira camada fim-a-fim Sessão  Deve garantir:  Comunicação fim-a-fim confiável Transporte  Multiplexação/splitting de conexões  Controle de fluxo fim-a-fim Rede Enlace Física
  • 10. Modelo de Referência OSICamada de Sessão Aplicação  Permite que aplicações em hosts Apresentação diferentes partilhem uma sessão Sessão  Provê:  Controle de diálogo Transporte  Controle de token  Sincronização Rede Enlace Física
  • 11. Modelo de Referência OSICamada de Apresentação Aplicação  Realiza transformações adequadas Apresentação nos dados:  Tradução dos dados Sessão  Compressão de textos Transporte  Criptografia  Conversão de padrões Rede Enlace Física
  • 12. Modelo de Referência OSICamada de Aplicação Aplicação  Provê serviços que suportam Apresentação diretamente as aplicações do usuário, como: Sessão  Correio eletrônico  Transferência de arquivos Transporte  Acesso a banco de dados Rede  Não define as aplicações em si! Enlace Física
  • 13. Modelo de Referência TCP/IP 1969 - Advanced Research Project Agency (ARPA) financia a pesquisa e o desenvolvimento de uma rede experimental de comutação de pacotes (ARPANET) O objetivo era estudar técnicas para implementar sistemas de comunicação de dados robustos e independentes de fornecedores
  • 14. Modelo de Referência TCP/IP ARPANET foi tão bem sucedida que várias organizações ligadas à rede passaram a usá-la cotidianamente 1975 - ARPANET deixa o caráter experimental, transformando-se em uma rede operacional, quando a Defense Communications Agency (DCA) assume o seu controle
  • 15. Modelo de Referência TCP/IP Os protocolos TCP/IP foram desenvolvidos como padrões militares.Todos os hosts na rede tiveram que se converter para os novos protocolos DARPA financiou a implementação do TCP/IP na versão Berkley (BSD) Unix O termo internet se popularizou
  • 16. Modelo de Referência TCP/IP 1983 - ARPANET divide-se em MILNET e uma nova (e menor) ARPANET 1985 - A National Science Foundation (NSF) cria a NSFNet e a conecta a internet 1987 - NSF cria um novo e mais rápido backbone e uma topologia em três camadas que incluem o backbone, redes regionais e redes locais
  • 17. Modelo de Referência TCP/IP 1990 - ARPANET encerra suas atividades 1995 - NSFNet deixa de ser o principal backbone da Internet
  • 18. Modelo de Referência TCP/IP Camada Inter-rede:  Serviço de comutação de pacotes não orientado a conexões: habilidade de sobreviver a falhas na sub- rede Camada de transporte:  TCP: orientado a conexão => confiável  UDP: não orientado a conexão => não confiável
  • 19. Modelo de Referência TCP/IP Aplicação Telnet, FTP, mail, etc Transporte TCP, UDP Inter-Rede IP, ICMP, IGMP Interface de Rede Device Driver e placa de rede
  • 20. Modelo de Referência TCP/IP  Este nível trata dos detalhes Aplicação específicos de cada aplicação  Representação, codificação e Transporte controle de diálogo  Exemplos Inter-Rede  Telnet, FTP, SMTP, SNMP Interface de Rede
  • 21. Modelo de Referência TCP/IP  Proporciona um fluxo de dados Aplicação entre dois hosts (fim-a-fim)  TCP: Confiável. Sequencia os dados recebidos do nível de aplicação, agrupando-os em Transporte segmentos. Estabelece conexões (three way handshake). Confirma recepção dos segmentos enviados.  UDP: Não-confiável. Envia pacotes de dados Inter-Rede (datagramas) de um host para outro, sem garantia de entrega. A sobrecarga desse protocolo é menor que a do TCP Interface de Rede
  • 22. Modelo de Referência TCP/IP Aplicação  Garantir a transmissão de pacotes independente da localização dos hosts Transporte  Endereçamento dos hosts  Roteamento  Controlar Congestionamento Inter-Rede Interface de Rede
  • 23. Modelo de Referência TCP/IP  O modelo não especifica muitos Aplicação detalhes Transporte  Abrange o driver de dispositivo no SO e a correspondente placa de rede.  Trata dos detalhes de hardware Inter-Rede necessários para o interfaceamento físico com a rede Interface de Rede
  • 24. Gráfico dos Protocolos: TCP/IPAplicação FTP HTTP SMTP DNS DNS TFTPTransporte TCP UDPInternet IP (ICMP, ARP, RARP)Acesso aRede Internet Sua rede local Outras redes (LANs e WANs)
  • 25. OSI X TCP/IP Aplicação AplicaçãoApresentação Sessão Transporte Transporte Rede Inter-Rede Enlace Interface de Física Rede
  • 26. OSI X TCP/IP Surgiu 1º o Modelo  Surgiram 1º protocolos  Bem geral – Bem específico  Houve a necessidade de criar sub-camadas – Não descreve bem Camada de rede redes diferentes  Orientada e não orientada a  Camada de rede conexões – Não orientada a Camada de transporte conexões  Orientada a conexões  Camada de transporte – Orientada e não orientada a conexões