Your SlideShare is downloading. ×
0
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
2ª Unidade Modelo OSI
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

2ª Unidade Modelo OSI

1,344

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,344
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
63
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. CONCEITOS E ESTRUTURA DE REDESProf. Marcone AraújoEscola Técnica Estadual Maximiano CamposJaboatão dos Guararapes
  • 2. CONCEITOS:Protocolo: conjunto de regras usadas na conversação de camadas de mesmo nível entre duas máquinas distintas.Camada: pode ser vista como um processo, implementado por hardware ou software, que se comunica com a camada correspondente na outra máquina.Interface: entre camadas adjacentes existe uma interface. Ela define que serviços a camada inferior oferecerá para a camada superior.
  • 3. CONCEITOS:Pilha de Protocolo: uma lista de protocolos usados por determinado sistema.Serviço: é o conjunto de operações que uma camada provê para a camada adjacente superior. Um serviço está relacionado com a interface entre 2 camadas, com a camada inferior sendo provedora do serviço e a camada superior sendo o usuário do serviço.
  • 4. Modelo de Referência OSI
  • 5. A principal função dos protocolos é gerenciar a comunicaçãoentre os dispositivos da rede (equipamentos) para que se processemas trocas de dados de forma segura e ordenada. Os dados devem ter uma seqüência lógica quando transmitidos ea sua integridade deve ser protegida contra eventuais erros e devemser utilizados mecanismos de recuperação destes. Alguns protocolos que podemos citar: TCP/IP, NetBEUI, X.25 eo SPX/IPX.
  • 6. Breve histórico: O Modelo de Referência OSI (Open System Interconection) surgiu emfunção da dificuldade de se comunicar as máquinas de diferentesfabricantes. Se a empresa fosse adquirir uma solução da IBM, porexemplo, não poderia adotar depois qualquer outra solução de Hardware eSoftware que não fosse da IBM, pois as concorrentes não eramcompatíveis. Isso vale para o inverso. A ISO (International Organization for Standardization) em 1984começou a desenvolver uma arquitetura padrão e no mesmo ano propôs o(modelo de referência para interconexão de sistemas abertos) OSI comoum padrão, mesmo ainda não sendo um padrão da indústria, ele forneceum modelo útil para compreender as diferentes camadas de protocolos derede.
  • 7. Interessante notar que a maioria dos protocolos existentescomo o TCP/IP o IPX/SPX e o NetBEUI – não segue esse modelo dereferência ao pé da letra. Todavia, o estudo deste modelo éextremamente didático, pois através dele há como entender comodeveria ser um protocolo ideal, bem como facilita enormemente acomparação do funcionamento de protocolos criados por diferentesfabricantes.
  • 8. A maioria dos protocolos comerciais trabalham com oconceito de camadas, porém essas camadas não necessariamentepossuem o mesmo nome e função das apresentadas no modelo OSI. Muitas vezes, para cada uma dessas camadas há um protocoloenvolvido. Dessa forma, muitos protocolos são, na verdade, um conjuntode protocolos, cada um com papel específico em sua estrutura decamadas.
  • 9. Exemplo dos correios
  • 10. Modelo de Referência OSI Aplicação AplicaçãoApresentação Apresentação Sessão Sessão Transporte Transporte Rede Rede Enlace Enlace Física Física
  • 11. Modelo OSI - Transmissão A próxima figura mostra como ocorre a transmissão de dados quando um usuário em um sistema A envia uma mensagem para um usuário em um sistema B fazendo o processo de encapsulamento, segundo o modelo OSI.
  • 12. Modelo OSI - Transmissão
  • 13. Modelo OSI - Transmissão O processo começa com a entrega dos dados a serem transmitidos pelo usuário para a camada de aplicação na máquina A. A camada de aplicação junta aos dados do usuário um cabeçalho (header) contendo informações de controle de protocolo. Após isso, os dados do usuário, juntamente com o header anexado pela camada de aplicação são enviados para a camada de Apresentação. Para que possa executar sua função, esta também anexa suas informações de controle de protocolo e repassa os dados para a camada abaixo, ou seja, a camada de Sessão. Esse processo é feito na máquina A até que cada camada faça sua função, ou seja, anexe seus headers de controle. Ao atingir a camada física na máquina A, os dados são transmitidos pelo meio de transmissão, juntamente com os headers colocados pelas camadas.
  • 14. Modelo OSI - Transmissão Na máquina B, ocorre o processo inverso. À medida que os dados vão sendo passados para as camadas superiores, cada camada retira o header colocado por sua camada correspondente na máquina origem (máquina A), executa as operações do protocolo de acordo com as informações contidas no header, e passa o restante para a camada superior. O processo se encerra com o usuário no sistema B recebendo os dados enviados pelo usuário do sistema A.
  • 15. Modelo de Referência OSICamada de Aplicação Aplicação  Provê serviços que suportam diretamente asApresentação aplicações do usuário, como:  Correio eletrônico Sessão  Transferência de arquivos  Acesso a banco de dados Transporte  Não define as aplicações em si!  Essa é a camada que realmente interage com o Rede sistema operacional ou aplicativo sempre que o usuário escolhe transferir arquivos, ler Enlace mensagens ou realizar alguma atividade relacionada à rede. Física
  • 16. Modelo de Referência OSICamada de Apresentação  Realiza transformações adequadas nos dados: Aplicação  Tradução dos dadosApresentação  Compressão de textos  Criptografia Sessão  Conversão de padrões  A camada 6 pega o dado fornecido pela camada do Transporte Aplicativo e o converte em um formato padrão que as outras camadas podem compreender. Rede Um exemplo comum é a conversão do padrão de caracteres (código de página) quando, por Enlace exemplo, o dispositivo transmissor usa um padrão diferente do ASCII, por exemplo. Pode ter outros Física usos, como compressão de dados e criptografia.
  • 17. Modelo de Referência OSICamada de Sessão  Permite que aplicações em hosts diferentes Aplicação partilhem uma sessão  Provê:Apresentação  Controle de diálogo Sessão  Sincronização  Estabelece, mantém e finaliza a comunicação Transporte com o dispositivo receptor.  Nesta sessão, essas aplicações definem como será Rede feita a transmissão de dados e coloca marcações nos dados que estão sendo transmitidos. Se porventura a rede falhar, os computadores reiniciam a transmissão Enlace dos dados a partir da última marcação recebida pelo computador receptor. Física
  • 18. Modelo de Referência OSICamada de Transporte  Divide as mensagens em pacotes Aplicação  Deve garantir:  Comunicação fim-a-fim confiávelApresentação  Controle de fluxo fim-a-fim Sessão  Esta camada mantém o controle do fluxo de dados e Transporte provê a verificação de erros e a recuperação de dados entre os dispositivos. Controle de fluxo Rede significa que a camada de transporte procura ver se o dado provém de mais de uma aplicação e integra cada dado de aplicação em um fluxo único para a Enlace rede física. Física
  • 19. Modelo de Referência OSICamada de Rede Aplicação  É responsável pelo endereçamento dos pacotes, convertendo endereços lógicos em endereços físicos,Apresentação de forma que os pacotes consigam chegar corretamente ao destino. Essa camada também Sessão determina a rota que os pacotes irão seguir para atingir o destino, baseada em fatores como condições de tráfego da rede e prioridades. Transporte  Como você pode ter percebido, falamos em rota. Rede Essa camada é, portanto, usada quando a rede possui mais de um segmento e, com isso, há mais de um caminho para um pacote de dados trafegar da origem Enlace até o destino. Física
  • 20. Modelo de Referência OSICamada de Enlace Aplicação  A camada de Link de Dados (também chamada camada de Enlace) pega os pacotes de dadosApresentação recebidos da camada de Rede e os transforma em quadros que serão trafegados pela rede, adicionando Sessão informações como o endereço da placa de rede de origem, o endereço da placa de rede de destino, dados de controle, os dados em si . Transporte Rede Enlace Física
  • 21. Modelo de Referência OSICamada Física Aplicação  Esta é a camada do hardware real. Ele define as características físicas da rede, como asApresentação conexões, níveis de voltagem e sincronismo. Sessão  A camada Física pega os quadros enviados pela camada de Link de Dados e os transforma em sinais Transporte compatíveis com o meio onde os dados deverão ser transmitidos. Se o meio for elétrico, essa camada converte os Os e 1s dos quadros em sinais elétricos a Rede serem transmitidos pelo cabo. Se o meio for óptico (uma fibra óptica), essa camada converte os Os e 1 s Enlace dos quadros em sinais luminosos e assim por diante, dependendo do meio de transmissão de Física dados.
  • 22. CONCEITOS E ESTRUTURA DEREDES

×