• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Terceirização
 

Terceirização

on

  • 2,686 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,686
Views on SlideShare
2,686
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
74
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Terceirização Terceirização Presentation Transcript

    • TERCEIRIZAÇÃO ESTRATÉGICA O Novo Paradigma
    • TERCEIRIZAÇÃO
      • Terceirização <=> Outsourcing = out + source <=> fonte externa.
      • A terceirização esta direcionada para áreas de back office das organizações, ou seja, áreas que não geram vantagens competitivas.
      • A terceirização evolui de uma terceirização tradicional para uma terceirização estratégica , na qual o objetivo é ganhar rapidez, flexibilidade e eficiência .
      • Considera-se terceirização tradicional a situação que envolve um processo não-essencial da empresa e terceirização estratégica , por sua vez, ocorre quando a empresa terceiriza varias atividades, exceto, aquelas especificas que lhe podem gerar uma vantagem competitiva.
      • Este modelo de terceirização é conhecido pelo mercado como:
        • BPO – Business Process Outsourcing;
        • BTO – Business Transformation Outsourcing.
      • Sendo o BTO uma terceirização que efetivamente transforma um processo de negocio.
      • O fornecedor de serviços terá maior lucratividade a medida que ofertar atividades em que tenha maior ganho de escala ou melhor performance que seus clientes.
      • Em um mercado com poucos concorrentes o poder na cadeia de fornecimento é do contratado.
      • O modelo para identificar e administrar as etapas de um BPO compreende:
        • Identificar as atividades que serão delegadas;
        • Escolher um fornecedor;
        • Negociar o contrato;
        • Administrar o relacionamento com o fornecedor.
      • O mercado espera que o fornecedor de BPO seja capaz de captar o valor que o contratante não consegue captar e alcançar ganhos de escala e inovações aprendidas nos diversos clientes.
      • No BPO ou no BTO os fornecedores dividem os riscos e benefícios com os contratantes, e a expectativa é de rápidas melhorias no desempenho e com isso aumento no valor para o acionista.
      • Para medir as melhorias de desempenho é necessário observar quais são os melhores parâmetros para avaliação.
      • O fornecedor de serviços que compreender melhor as atividades não essenciais de seus clientes e oferecer o conjunto de atividades capaz de agregar valor, terá maior possibilidade de se diferenciar no mercado.
      TERCEIRIZAÇÃO
      • A empresa deve identificar as capacidade centrais , ou seja, o conjunto de atividades diferenciais em relação a concorrência, para o restante da atividades a alta direção deve avaliar e comparar possíveis fontes de desperdício ou falta de habilidade .
      • As escolhas de terceirização essencialmente decorrem de fatores econômicos, por tanto, as empresas devem trabalhar com custos menores, porem quanto maior a especialização e menor o numero de concorrentes, maior pode ser sua lucratividade.
      • Menor Preço é essencial para conquistar um cliente.
      • Atenção especial a custos que podem prejudicar sua lucratividade:
      • Custos de Negociação
      • Custos de Monitoramento
      • Custos de Mercado
      • Custos de Gerencia
      • O fornecedor deverá incluir em seu mix de serviços, soluções de baixo custo com alto valor agregado, para isso é fundamental que as áreas de recursos humanos e de processos estejam alinhadas estrategicamente com a oferta de serviços.
      • Recursos Humanos com a retenção e motivação de talentos e Processos com a identificação e formalização de produtos de alto valor agregado.
      TERCEIRIZAÇÃO – Identificar Atividades
      • Na analise dos diversos fornecedores do mercado a escolha é composta por:
      • Avaliação do fornecedor : Fornecedor Único, Diversos ou Integrados, com os critérios de seleção: posicionamento de mercado, preço, qualidade técnica, capacidade de gerenciar relacionamento e experiências anteriores.
      • Acordo do Nível de Serviço (SLA): onde é definido o Padrão de Serviço desejado, bem como os responsáveis.
      • Negociação de Contrato : Formalização do tipo de relacionamento, duração, objetivos, critérios de avaliação e divergências.
      • Gerenciamento da Terceirização :
        • Evolução, acompanhamento da implantação e correções.
        • Banco de Provas, teste em fase definidas
      • A aplicação incorreta da terceirização pode fazer com que as empresas percam conhecimentos e habilidades, de forma difícil de recuperar.
      TERCEIRIZAÇÃO – Processo
    • AGREGAR VALOR Podemos identificar 4 tipos de relacionamentos entre contratante e fornecedor. Podemos observar também a curva de eficiência Real X Expectativa
      • Qual relacionamento queremos ter ?
      • Isto pode depender de alguns fatores:
      • Habilidade Técnica
      • Custo da Compra
      • Impacto sobre o Processo
      • Relação com o Negocio Principal
      • Segurança
      • Confidencialidade
      • Monitoramento
      • RH Interno
      Relacionamento Temporário Fornecedor Tradicional Organização em Rede União Estratégica Baixa Alta Baixa Alta Complexidade Especificidade Tempo Desenvolvimento Real Expectativa Atenção Oportunidades Atenção Inovações
    • Principais características dos diversos tipos de relacionamento entre terceirizado e contratante. RELACIONAMENTO Ganho Maximo Ganho Maximo Baseado em custo e com risco partilhado Baixo Modelo de Preços Inovação, criação de novos mercados Vantagem competitiva, lucro Eficiência melhor dos processos Produtividade, redução de custos, tempo de reação Aspectos a serem avaliados Maximo e recíproco Elevado e recíproco Sobre as Habilidades Não é essencial Grau de Confiança Associada a Missão da empresa Segue a estratégia da empresa Associada para viabilizar o processo terceirizado Pequena Estratégia Longo Prazo Longo Prazo Médio / Longo Prazo Curto Prazo Duração Parceria Parceria Hibrido entre cliente / fornecedor e parceria Cliente / Fornecedor Tipo de Relacionamento Melhor posicionamento no mercado no futuro Agregação de Valor Obtenção de melhores habilidades Resolução de um problema imediato Objetivo Organização em Rede União Estratégica Relacionamento Temporário Fornecedor Tradicional
      • Vale a pena Terceirizar ? <=> Vale a pena ser um fornecedor de Terceirização?
      • Acordos Ganha-Ganha
      • Captar valores que os clientes não conseguem
      • Redução do Grau de Adaptação, (Aderência, Customização)
      • Ganho de Escala e Capacitação
      • Descobrir novas oportunidades
      • Estabelecer limites de ganhos de escala
      • Escolher esquema de preços que capte valor
      • Definir uma adaptação modular
      • Somente ganhos de escala e ganhos de capacitação podem permitir aos especialistas manter a vantagem em relação aos clientes.
      TERCEIRIZAÇÃO – Lucrando
      • Gestão de Produtos (Mc Donald´s)
      • Design de Fabricação (Toyota)
      • Cadeia de Fornecimento (Wall Mart)
      • Marketing Direto
      • Risco de Crédito
      • Assessoria Financeira (A. Express)
      • Banco Online
      • Fornecedor de Aplicações
      • Serviços de RH
      • Serviços de Informação
      • Fabricação para terceiros
      • Execução de Pedidos
      • Processamento de Cartões
      • Call Center
      • Sistema Nacional de Pagamentos
      Futura Onda Segunda Onda 1997 a 2005 Primeira Onda até 1997
    • TERCEIRIZAÇÃO – Evolução Redução de 50% do custo Qualificações Criticas Serviço de nível superior Risco Estratégico compartilhado Flexibilidade e velocidade Aumento na Participação do Mercado e Receita Redução de 50% do custo Qualificações Competitivas Serviço alto nível e uniforme Risco Operacional compartilhado Flexibilidade e velocidade Redução de 20% do custo Melhores praticas Serviço mesmo nível e uniforme Risco Financeiro compartilhado Benefícios Integrado Compartilhamento de Riscos Acelerado Flexível Personalizado Preço baseado no valor obtido Escalonável Serviço Padrão Custo por transação Escopo reduzido Abordagem Colaborar para transformar o negocio Responsável redesenho e gerenciamento dos processos não-centrais Executar a Função de Apoio Papel do Parceiro Transformar o funcionamento da empresa, alcançando melhoria de desempenho Atualizar processos não-centrais, reduzindo despesas, aumentando a flexibilidade Repassar Funções de apoio, reduzindo custos Objetivo Transformacional Colaborativa Convencional