ESTOU PRONTO, AGORA
O capitão de um navio que ia zarpar, dirigia-
se apressado para o porto.
Estava muito frio. Diante da vitrine de um
restaurante, ele viu um menino quase
maltrapilho, de bracinhos cruzados e meio
...
Que está fazendo aí, meu pequeno? – disse-lhe
o capitão.
Estou só olhando quanta coisa gostosa existe
para se comer. Além do que, deve estar bem
quentinho aí dentro.
Tenho bem pouco tempo antes da partida do
navio.
Se você estivesse arrumadinho, eu o levaria a
esse restaurante para que comesse algumas
dessas coisas boas e saborosas. Ma...
O garoto, faminto e com os olhos rasos
d’agua, passou a mãozinha magra sobre os
cabelos em desalinho e falou:
Estou pronto...
Comovido, o capitão o levou para o restaurante,
fazendo servir-lhe uma boa refeição. E enquanto
o garoto comia, perguntou-...
Diga-me uma coisa: onde está a sua mãe, meu
pequeno?
Ela foi para o céu quando eu tinha apenas
quatro anos de idade.
E você ficou só com seu pai? Onde ele está?
Onde trabalha?
Nunca mais vi meu pai, desde que minha mãe
morreu.
Mas, então, tornou a perguntar o capitão, quem
toma conta de você?
Com um jeitinho resignado, o menino respondeu:
Quando minha mãe estava doente, ela disse que
Deus tomaria conta de mim. Ela ainda me
ensinou a pedir isto todos os dias a...
O capitão ficou cheio de compaixão e
acrescentou:
Se você estivesse limpo e arrumadinho eu o
levaria para o navio e cuidar...
O menino pôs-se de pé, rápido, alisou os
cabelinhos sujos e mal cuidados e voltou a
repetir a mesma expressão:
Capitão, estou pronto, agora.
Vendo-o assim quase suplicante, aquele capitão
o levou para o navio, onde o apresentou aos
marinheiros e imediatos, dizend...
Ele será meu ajudante e será sempre chamado
de Pronto, agora.
Ali o garoto recebeu tudo o que carecia e as
coisas transcorriam, aparentemente bem, até
que um dia ele amanheceu febril.
Foi medicado, mas a febre não cedia. Vendo-o
piorar, o capitão aflito disse ao médico:
Procure salvá-lo, doutor. Não quero...
O médico fez tudo o que pôde, mas em vão. Na
tarde seguinte, o menino, chamando o capitão,
lhe falou:
O senhor foi muito bom para mim. Eu o amo
muito e gostei de estar aqui, mas agora vou ao
encontro de minha mãe.
O senhor está pronto, agora, para aceitar que eu
vá? Porque minha mãe está me dizendo que
enquanto o senhor não estiver pr...
Com lágrimas nos olhos, o capitão, tomando as
mãos do menino, disse:
Filho, estou pronto, agora!
O garoto cerrou os olhos, suspirou e seu Espírito
abandonou o corpo enfermiço, indo ao encontro
de sua mãe.
REFLETINDO...
Abre-te ao amor e ao bem, onde estejas e com
quem te encontres.
Aprende a entesourar bênçãos na dificuldade,
como se colhesses lírios no pântano.
Cumpre os teus compromissos, mesmo aqueles
que te pareçam mais aflitivos, com a alegria de
quem se liberta.
Desta forma estarás sempre pronto para a
vitória, as conquistas maiores e a felicidade que
te aguarda.
PENSEMOS
NISSO!!!
Fonte: Site “Momento Espírita”
Formatação: jairowildgen2@hotmail.com – Fotos: Internet
Site: www.slidesh...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Estou pronto agora mensag

646 views
610 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
646
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
446
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Estou pronto agora mensag

  1. 1. ESTOU PRONTO, AGORA
  2. 2. O capitão de um navio que ia zarpar, dirigia- se apressado para o porto.
  3. 3. Estava muito frio. Diante da vitrine de um restaurante, ele viu um menino quase maltrapilho, de bracinhos cruzados e meio trêmulo.
  4. 4. Que está fazendo aí, meu pequeno? – disse-lhe o capitão.
  5. 5. Estou só olhando quanta coisa gostosa existe para se comer. Além do que, deve estar bem quentinho aí dentro.
  6. 6. Tenho bem pouco tempo antes da partida do navio.
  7. 7. Se você estivesse arrumadinho, eu o levaria a esse restaurante para que comesse algumas dessas coisas boas e saborosas. Mas, infelizmente, não está... – falou o capitão.
  8. 8. O garoto, faminto e com os olhos rasos d’agua, passou a mãozinha magra sobre os cabelos em desalinho e falou: Estou pronto, agora!
  9. 9. Comovido, o capitão o levou para o restaurante, fazendo servir-lhe uma boa refeição. E enquanto o garoto comia, perguntou-lhe:
  10. 10. Diga-me uma coisa: onde está a sua mãe, meu pequeno?
  11. 11. Ela foi para o céu quando eu tinha apenas quatro anos de idade.
  12. 12. E você ficou só com seu pai? Onde ele está? Onde trabalha?
  13. 13. Nunca mais vi meu pai, desde que minha mãe morreu.
  14. 14. Mas, então, tornou a perguntar o capitão, quem toma conta de você? Com um jeitinho resignado, o menino respondeu:
  15. 15. Quando minha mãe estava doente, ela disse que Deus tomaria conta de mim. Ela ainda me ensinou a pedir isto todos os dias a Ele.
  16. 16. O capitão ficou cheio de compaixão e acrescentou: Se você estivesse limpo e arrumadinho eu o levaria para o navio e cuidaria de você com muita alegria.
  17. 17. O menino pôs-se de pé, rápido, alisou os cabelinhos sujos e mal cuidados e voltou a repetir a mesma expressão:
  18. 18. Capitão, estou pronto, agora.
  19. 19. Vendo-o assim quase suplicante, aquele capitão o levou para o navio, onde o apresentou aos marinheiros e imediatos, dizendo:
  20. 20. Ele será meu ajudante e será sempre chamado de Pronto, agora.
  21. 21. Ali o garoto recebeu tudo o que carecia e as coisas transcorriam, aparentemente bem, até que um dia ele amanheceu febril.
  22. 22. Foi medicado, mas a febre não cedia. Vendo-o piorar, o capitão aflito disse ao médico: Procure salvá-lo, doutor. Não quero ficar sem ele.
  23. 23. O médico fez tudo o que pôde, mas em vão. Na tarde seguinte, o menino, chamando o capitão, lhe falou:
  24. 24. O senhor foi muito bom para mim. Eu o amo muito e gostei de estar aqui, mas agora vou ao encontro de minha mãe.
  25. 25. O senhor está pronto, agora, para aceitar que eu vá? Porque minha mãe está me dizendo que enquanto o senhor não estiver pronto, eu não me libertarei.
  26. 26. Com lágrimas nos olhos, o capitão, tomando as mãos do menino, disse: Filho, estou pronto, agora!
  27. 27. O garoto cerrou os olhos, suspirou e seu Espírito abandonou o corpo enfermiço, indo ao encontro de sua mãe.
  28. 28. REFLETINDO...
  29. 29. Abre-te ao amor e ao bem, onde estejas e com quem te encontres.
  30. 30. Aprende a entesourar bênçãos na dificuldade, como se colhesses lírios no pântano.
  31. 31. Cumpre os teus compromissos, mesmo aqueles que te pareçam mais aflitivos, com a alegria de quem se liberta.
  32. 32. Desta forma estarás sempre pronto para a vitória, as conquistas maiores e a felicidade que te aguarda.
  33. 33. PENSEMOS NISSO!!! Fonte: Site “Momento Espírita” Formatação: jairowildgen2@hotmail.com – Fotos: Internet Site: www.slideshare.net/jairowildgen

×