Pesquisa antropologia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Pesquisa antropologia

on

  • 1,950 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,950
Views on SlideShare
1,930
Embed Views
20

Actions

Likes
0
Downloads
17
Comments
0

5 Embeds 20

http://superandocomapsicologia.blogspot.com 8
http://superandocomapsicologia.blogspot.pt 6
http://superandocomapsicologia.blogspot.com.br 3
http://www.superandocomapsicologia.blogspot.com 2
http://www.slideshare.net 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Pesquisa antropologia Pesquisa antropologia Presentation Transcript

  • ‘A evolução da reflexão sobre a condição humana’
    Equipe: Superando com a Psicologia
    Ametista Nunes
    Camila Lessa
    Cláudia Daniel
    Emanuele Santos
    Francisco Batista
    Luciene Santos
    NadjaPaim
    Patrícia Santos
    Suzane Sales
    Discentes do 1º Semestre de Psicologiana FCA
    Docente : Fabiano Viana – AntropologiaFilosófica
    ACESSE O BLOG : http://superandocomapsicologia.blogspot.com
  • “ Todos os homens por natureza desejam saber.” Aristóteles
  • Mitos e Mitologiagrega
    Mito: Os mitos são, geralmente, histórias baseadas em tradiçõese lendas feitas para explicar o universo, a criação do mundo, fenômenos naturais e qualquer outra coisa a que explicações simples não são atribuíveis.
    Mitologiagrega: É estudo dos mitos: lendas e / ou histórias de uma cultura em particular, creditadas como verdadeiras e que constituem um sistema religioso ou de crenças específicos
    A Gréciaantigapossuíauma das maiscriativas e extensasmitologias de toda a história da humanidade. A imaginaçãofértil dos gregostrazia as tramas de deuses e semideusesparaosfatoshistóricosrelatadosnaépoca, comooscasosclássicos da Ilíada e da Odisséia.
    A religiãopoliteístagrega era marcadaporuma forte marcahumanista. Os heróisgregos (semi-deuses) eramosfilhos de deuses com mortais. Zeus, deus dos deuses, comandavatodososdemais do topo do monteOlimpo. Podemosdestacaroutrosdeusesgregos : Atena (deusa das artes), Apolo (deus do Sol), Ártemis (deusa da caça e protetora das cidades), Afrodite (deusa do amor, do sexo e da beleza corporal), entre outros.
    http://www.suapesquisa.com/mitologiagrega
  • Período Pré – Socrático
    Os pré – socráticosforamfilósofosquesurgiramemcolôniasnaGréciaantiga antes de Sócrates,considerado um divisor de águasnafilosofia.
    Nãohámuitasobras do mesmonafilosofia. O primeiro a surgirfoiPlatão, um dos seguidores de SócratescomotambémAristóteles. Eramdenominadosfilósofos da naturezapoisosmesmosinvestigavamquestõespróprias da natureza, ondemuitasvezes se questionavam de que era feito o mundo e apartirdessespensamentosforamquebrando a visãomítica e religiosaqueprevalecianaépoca, adotandoumatáticacientifica de pensarsobretaiscoisas.
    Alguns dos filósofos se preocuparamemexplicar as transformaçõesqueocorremnanatureza, haviaumapreocupaçãocosmológica. A maior parte do quesabemosdessesfilósofos é encontradanaDoxografia de Aristóteles, Platão, Simplício e naobra de DiógenesLaércio (século III d. C), Vida e obra dos filósofosilustres.
    A partir do século VII a.C., háumarevoluçãomonetária da Grécia, e advêm a elainovaçõescientíficas. Issocolaborou com uma nova forma de pensar, maisracional. Os pré-socráticosinspiraram a interpretação de filósofoscontemporâneoscomo Nietzsche, quenosiluminou com a suaobra A filosofianaépocatrágica dos Gregos e Hegel, queaplicouseusistemanahistória da filosofia.
    http://www.pime.org.br/missaojovem/mjhistdaigpais2.htm
    FAITANIN, P. O ofício do sábio: o modo de estudar e ensinarsegundo Santo Tomás de Aquino. Cadernos da Aquinate n. 3. InstitutoAquinate
  • SOFISTAS
    Os sofistasforamosprimeirosfilósofos do períodosocrático, se opunham à filosofiapré-socrática, dizendoqueestesensinavamcoisascontraditórias e repletas de erros e quenãoapresentavamutilidadenas polis (cidades). Dessa forma, substituíram a naturezaque antes era o principal objeto de reflexãopela arte da persuasão. Os sofistasensinavamtécnicasqueauxiliavam as pessoas a defenderem o seupensamento particular e suasprópriasopiniõescontráriassobre o mesmoparaquedessa forma conseguisseseuespaço. Pordesprezaremalgumasdiscussõesfeitaspelosfilósofos, eramchamados de céticosatémesmoporSócratesque se rebelou contra elesdizendoquedesrespeitavam a verdade e o amorpelasabedoria. Outrosfilósofosaindaacreditavamqueossofistascriavam no meiofilosófico o relativismo e o subjetivismo. Dentreossofistas, pode-se destacar: Protágoras, Górgias, Hípias, Isócrates, Pródico, Crítias, Antifonte e Trasímaco, sendoquedestes, Protágoras, Górgias e Isócratesforamosmaisimportantes. Estes, assimcomoosoutrossofistas, prezavampelodesenvolvimento do espíritocrítico e pelacapacidade de expressão.
  • Sócrates “O grande segredo para a plenitude é muito simples:compartilhar.’’
    Filósofoateniense, um dos maisimportantesícones da tradiçãofilosóficaocidental, e um dos fundadores da atualFilosofiaOcidental.
    Sócratesnãofoimuitobemaceitopor parte da aristocraciagrega, poisdefendiaalgumasidéiascontráriasaofuncionamento da sociedadegrega, afirmandoquemuitastradições, crençasreligiosas e costumes nãoajudavam no desenvolvimentointelectual dos cidadãosgregos. Algunshistoriadoresafirmam: Só se podefalar de Sócratescomo um personagem de Platão, porelenuncaterdeixado nada escrito de suaprópriaautoria. Os diálogos de PlatãoretratamSócratescomomestreque se recusa a terdiscípulos, e um homempiedosoquefoiexecutadoporimpiedade. Sócratessemprediziaquesuasabedoria era limitada à suaprópriaignorância (Sóseique nada sei.). Eleacreditavaqueosatoserradoseramconseqüências da própriaignorância. A intenção de Sócrates era levar as pessoas a se sentiremignorantes de tantoperguntar, problematizaçãosobreconceitosque as pessoastinham dogmas, verdades. De tantoquestionar, principalmenteossábios, começou a arrebanharinimigos.
    GAARDER, Jostein, O MUNDO DE SOFIA, Romance da história da Filosofia; traduçãoJoãoAzenha Jr. – São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
  • Platão“O livro é um mestre que fala, mas que não responde.”
    Nascido em 428/27 a.C. Foi um filósofo e matemático do período clássico da Grécia Antiga, autor de diversos diálogos filosóficos e fundador da Academia em Atenas, a primeira instituição de educação superior do mundo ocidental. Juntamente com seu mentor, Sócrates, e seu pupilo, Aristóteles, Platão ajudou a construir os alicerces da filosofia natural, da ciência e da filosofia ocidental. Acredita-se que seu nome verdadeiro tenha sido Arístocles; Platão era um apelido que, provavelmente, fazia referência à sua característica física, tal como o porte atlético ou os ombros largos, ou ainda a sua ampla capacidade intelectual de tratar de diferentes temas, entre eles a ética, a política, a metafísica e a teoria do conhecimento.
  • Aristóteles- Influênciaocidental ?
    Foi um filósofogrego, aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande, considerado um dos maiorespensadores de todosos tempos e criador do pensamentológico. É consideradopormuitos o filósofoquemaisinfluenciou o pensamentoocidental, a exemplo das palavrasqueelecriou e quepassaramparaquasetodas as línguasmodernas
    Aristótelesfigura entre osmaisinfluentesfilósofosgregos, foichamadopor Augusto Comte de "o príncipeeterno dos verdadeirosfilósofos", porPlatão de "o leitor" (pelaavidez com quelia e por se tercercado dos livros dos poetas, filósofos e homens da ciênciacontemporâneos e anteriores) e, pelospensadoresárabes, de o "preceptor da inteligênciahumana".
  • Filosofia medieval
    Santo Agostinho
    Agostinhofoiumafiguraimportante no desenvolvimento do cristianismo no Ocidente. Santo Agostinhofoi um pensador e teólogo.
    Emseulivro O livre-arbítrio, Santo Agostinhotentaprovar de forma filosófica de que Deus não é o criador do mal. Pois, paraele, tornava-se inconcebível o fato de que um ser tãobom, pudessetercriado o mal. É largamente devido à influência de Agostinhoque o cristianismoocidentalconcorda com a doutrina do pecado original.
    http://www.mundodosfilosofos.com.br/agostinho.htm
  • Filosofia medieval São Thomaz de Aquino
    Tomás de Aquino era chamado de o maissábio dos santos e o maissanto dos sábios. A partir dele, a Igreja tem umaTeologia (fundadanarevelação) e umaFilosofia (baseada no exercício da razãohumana) que se fundemnumasíntesedefinitiva: fé e razão, unidasemsuaorientaçãocomumrumo a Deus.
    Afirmouquenãopodehavercontradição entre fé e razão. Aquino concorda e aprimoraAgostinhoquandodizque "A verdade é o meiopeloqual se manifestaaquiloque é".
    CHESTERTON, Santo Tomás de Aquino. Braga: Livr. Cruz, 1957.
  • Pensamento modernoRenascimento : O olhar sobre si mesmo
    A renascençacorrespondeaoperíodo de "renascimento" das letras e das arte como um todo, movimentoesteiniciadonaItália no Século 14, tendoalcançadoseuauge no Século 16, influenciandotodasosdemaispaíses da Europa.
    Os termosRenascençaouRenascimentopassaram a ser utilizados a partir do Século 15 paradesignar o retorno da culturaaospadrõesclássicos.
    A históriapassouporgrandesrevoluções no períodorenascentista. Na Renascença, o homemvoltouseuolharsobresimesmo, isto é, houve o ressurgimento dos estudosnoscampos das ciênciashumanas, emque o própriohomemtoma-se comoobjeto de observação, aomesmo tempo emque é o observador.
    No campo da ciência, o períodofoi um dos maisférteisnahistória da humanidade.
    ANTUNES, Alberto, ESTANQUEIRO, António, VIDIGAL, Mário (1994) – Filosofia 11º ano. Lisboa: Editorial Presence.
  • PensamentomodernoHumanismo: As suasdiversasposturaséticas
    O Humanismo pode ser definido como um conjunto de ideais e princípios que valorizam as ações humanas e valores morais (respeito, justiça, honra, amor, liberdade, solidariedade, etc). Para os humanistas, os seres humanos são os responsáveis pela criação e desenvolvimento destes valores. Desta forma, o pensamento humanista entra em contradição com o pensamento religioso que afirma que Deus é o criador destes valores..
    Fonte: www.brasilescola.com/historia/o-humanismo.htm
  • Empirismo / Racionalismo
    Empirismo
    Na filosofia, Empirismo é um movimentoqueacreditanasexperiênciascomoúnicas
    (ouprincipais) formadoras das idéias, discordando, portanto, da noção de idéiasinatas .
    A doutrina do empirismofoidefinidaexplicitamentepelaprimeiravezpelofilósofoinglês John Locke no século XVII. Locke argumentouque a menteseria, originalmente, um "quadroembranco" (tabula rasa), sobre o qual é gravado o conhecimento, cuja base é a sensação. Ouseja, todas as pessoas, aonascer, o fazemsemsaber de absolutamente nada, semimpressãonenhuma, semconhecimentoalgum. Todo o processo do conhecer, do saber e do agir é aprendidopelaexperiência, pelatentativa e erro.
    Racionalismo
    O Racionalismo é a correntefilosóficaqueiniciou com a definição do raciocínioque é a operação mental, discursiva e lógica.
    Este usaumaoumaisproposiçõesparaextrairconclusões, se umaououtraproposição é verdadeira, falsaouprovável.
    O Racionalismo é umadoutrinaqueafirmaquetudoqueexiste tem umacausa.
    Os filósofosracionalistasutilizaram a matemáticacomoinstrumento da razãoparaexplicar a realidade.
    Com esseobjetivo, René Descartes elaborou um métodobaseadonaGeometria.
    Fonte: Enciclopédia Digital Master.
    http://pt.wikipedia.org/wiki