• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Portfólio..
 

Portfólio..

on

  • 2,115 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,115
Views on SlideShare
2,105
Embed Views
10

Actions

Likes
0
Downloads
28
Comments
0

3 Embeds 10

http://claudiafaculdade.blogspot.com.br 7
http://claudiafaculdade.blogspot.com 2
http://www.claudiafaculdade.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Portfólio.. Portfólio.. Presentation Transcript

    • PORTFÓLIO Trabalho exigido como avaliação da Disciplina Modelos e Práticas de Formação de Professores, sob orientação da Profa. Dra. Maria Regina Peres, do Programa de Pós Graduação em Supervisão Pedagógica e Formação de Formadores com acesso ao Mestrado Europeu em Ciências da Educação.Claudia Roberta Monteiro Silva 2011
    • SumárioIntroduçãoDesenvolvimentoIlustraçãoConsideraçõesReflexões
    • IntroduçãoO que se pretende com este portfólio é relatar esistematizar a minha experiência vivida no curso deMestrado, na disciplina Modelos e Práticas deFormação de Professores, possibilitando uma análiseda realidade e da prática pedagógica no confronto coma teoria.
    • DesenvolvimentoDurante meu percurso profissional pude perceber queem qualquer campo de atuação, o conhecimentoprofissional representa o conjunto de saberes quehabilita ao exercício da profissão. Sendoassim, acredito ser de suma importância a formação doprofissional da educação.
    • Se nos dias atuais espera-se do professor, comoarticulador de conflito, que desenvolva nos alunos acapacidade de trabalhar em grupo, formar cidadãocrítico e consciente, além de adquirir liderança e novosconhecimentos, percebo que diante dessa novarealidade a formação acadêmica já não dá mais contade preparar este profissional.
    • Frente ao avanço das informações e dos desafios nosdias atuais, o professor se vê repensando sua práticapedagógica e buscando novos saberes.
    • Através de estudo e leituras propostas nasaulas, atribui novos significados no processoensino/aprendizagem de forma reflexiva e, nesse novocontexto refleti que é necessário que se identifique opapel atribuído ao professor na contemporaneidade.
    • IlustraçõesUm pouquinho das nossas aulas:
    • ConsideraçõesO professor tem carregado, ao longo dos anos, umaimagem construída durante toda história educacional.Para António Nóvoa: Os professores têm de afirmar sua profissionalidade num universo complexo de poderes e relações sociais não abdicando de uma definição ética – e, num certo sentido, militante – da sua profissão, mas não alimentando utopias excessivas, que se viram contra eles, obrigando-os a carregar aos ombros o peso de grande parte das injustiças sociais. (NÓVOA, 1998, p. 26 apud KRONBAUER e SIMIONATO, 2008, p. 106).
    • Alarcão destaca que, o papel do formador não é tanto oque ensina, mas sobretudo, o que facilita aaprendizagem ajudando a aprender(ALARCÂO, 1991, p.59).Ou seja, o professor deve construir e interagir novossignificados no processo de aprendizagem, de formareflexiva, tornando-se mediador da ação.
    • Diante desse contexto, concordo com Nóvoa quandodiz que: A formação deve estimular uma perspectiva crítico-reflexiva, que forneça aos professores os meios de um pensamento autônomo e que facilite as dinâmicas de autoformação participada. Estar em formação implica um investimento pessoal, um trabalho livre e criativo sobre os percuros e os projectos próprios, com vista à construção de um identidade, que é também uma identidade profissional. (NÒVOA, 1999, p. 25).
    • ReflexãoSchon distingue dois tipos de reflexões: a reflexão naação e a reflexão sobre a ação. Com base nos estudos eleituras das nossa disciplina, minha reflexão éque, independente das mudanças que possam ocorrerno sistema educacional, se a prática docente não forobjeto de constante formação qualificada, não haverámudanças no contexto sala de aula.
    • Um pouco sobre mim...Quando eu era criança, embora brincasse de escolinhacom as minhas amigas, não passava pela minhacabeça ser professora. Na verdade, naquele tempo, eunem pensava muito nisso, o que eu queria mesmo erabrincar.Já na adolescência, enquanto terminava o ensinomédio, minha vontade era fazer jornalismo. Meimaginava trabalhando numa grande redação,escrevendo artigos e matérias.
    • Embora eu adorasse estudar, com o passar dos anostudo foi ficando mais difícil, meus pais seseparam, nossas vidas viraram de cabeça para baixo ediante disso tudo minha vontade de fazer faculdade dejornalismo ficou cada vez mais distante.O tempo passou, eu me casei e depois de trabalhar oitoanos em uma empresa como assistenteadministrativo, pedi demissão e me mudei de mala ecuia para a cidade de Vargem Grande Paulista.
    • Nesta época acreditava que, com a experiência que eutinha seria muito fácil arrumar um novo emprego, masrecém chegada na cidade, com uma filha de umaano, me vi pela primeira vez dentro de casa.Essa situação passou a me incomodar e conversandocom uma colega ela me disse que numa escolapróxima tinha o curso de magistério. Aí eu meempolguei, mais com a possibilidade de voltar aestudar e fazer algum coisa, do que pelo fato de meformar professora. E lá fui eu...
    • As coisas estavam difíceis mas eu estuda bastante emcasa e tentava me aperfeiçoar de todas asformas, lendo ou fazendo cursos que eram oferecidos.No final do ano terminou meu contrato com a prefeiturae me vi novamente desempregada e desesperada.Comecei a enviar curriculum para todas as escolas daregião e para minha surpresa fui chamada. Foi aí queeu decidi que era isso mesmo que eu queria.Comecei a faculdade de pedagogia, iniciei meutrabalho numa escola particular e lá fiquei por cincoanos. Sai de lá porque fui convidada a vir trabalhar noColégio Mario Schenberg.
    • Fiz duas pós graduação, passei para a coordenação enisso já se passaram seis anos no Colégio MarioSchenberg.Muito envolvida com as questões da educação estousempre procurando algo novo. Esse mestrado, mais doque uma realização profissional e uma necessidade éum sonho que agora realizo...
    • ReferênciasALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em umaescola reflexiva. 2ª Ed. São Paulo: Cortez, 2003.NÒVOA, Antonio. Os professores e sua formação.Lisboa: Dom Quixote, 1995.SCHON, Donald A. Educando o profissional reflexivo:um novo design para o ensino e a aprendizagem. PortoAlegre: Artmed, 2000.