Tarefa_Semana_4 Aluno: Maria Aparecida Marques Kuriki Polo: Santos Tema: Educação e Web 2.0: a integração necessária:
<ul><li>Três conceitos a serem destacados: </li></ul><ul><li>Vygotsky </li></ul><ul><li>Wertsch  </li></ul><ul><li>Janssen...
<ul><li>Para Vygotsky (1978), o conhecimento é construído de forma coletiva, marcado pela história e pela cultura de cada ...
 
Segundo Janssen et al., o uso de ferramentas de colaboração pode ter efeitos positivos em Educação e a visualização da par...
<ul><li>nova forma de utilização da Internet por usuários e desenvolvedores,  </li></ul><ul><li>a &quot;web como plataform...
<ul><li>programas rodam no navegador do usuário, disponibilizados gratuitamente </li></ul><ul><li>segunda geração de comun...
<ul><li>“ Mídias Sociais são tecnologias e práticas  on-line , usadas por pessoas  para disseminar conteúdo, provocando o ...
<ul><li>São  websites  que usam tecnologias como  blogs , mensageiros,  podcasts ,  wikis ,  videologs , ou  mashups  </li...
<ul><li>A  Web  como plataforma:  os  sites  deixam de possuir uma característica estática para se tornarem verdadeiros ap...
<ul><li>Redes sociais:  sites  que formam e catalisam comunidades,  que ampliam os espaços de comunicação e trocas de expe...
<ul><li>Serviços gratuitos disponíveis : </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>Edição colaborativa de conteúdo: Blogs ...
<ul><ul><li>Redes Sociais: Orkut, MySpace; </li></ul></ul><ul><ul><li>Compartilhamento de arquivos: textos, planilhas e ap...
<ul><li>“ Comunidade de Prática é mais do que um agregado de pessoas definidas por algumas características, são pessoas qu...
<ul><li>Fase Potencial  </li></ul><ul><li>Fase de Coalizão  </li></ul><ul><li>Fase Ativa  </li></ul><ul><li>Fase de Disper...
<ul><ul><li>mudança na sua política de desenvolvimento, difusão e uso </li></ul></ul>
<ul><li>se complementam </li></ul><ul><li>vasto espectro de possibilidades tecnológicas </li></ul><ul><li>abordagem sócio-...
<ul><li>utilizadas em diferentes contextos educacionais: </li></ul><ul><li>foco na construção cooperativa de conteúdos, am...
<ul><li>Como abordar o uso educacional da Web 2.0 de modo mais motivador para os alunos de maneira que, o foco não recaia ...
<ul><li>fazer com que os educadores aprendam e usem a Web a seu favor; </li></ul><ul><li>treinar e educar os alunos nessas...
<ul><li>utilização dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na EaD, com ferramentas para: </li></ul><ul><ul><li>comuni...
<ul><li>Um importante aspecto relacionado ao uso destas mídias na área educacional refere-se à construção de conteúdos e e...
<ul><li>são  softwares  que auxiliam na criação de cursos acessíveis através da internet </li></ul><ul><li>suporte aos pro...
<ul><li>são construtivistas apenas se permitem aos indivíduos criar seu próprio significado para o que eles experimentam <...
<ul><li>1 - Moodle – Modular Object Oriented Distance Learning </li></ul><ul><ul><li>pode ser utilizado livremente e permi...
<ul><li>2 - TelEduc  </li></ul><ul><li>possui um conjunto amplo de ferramentas que armazena grande quantidade de dados rel...
<ul><li>sem levar em consideração a forma como as pessoas aprendem;  </li></ul><ul><li>apresentam informações de maneira s...
<ul><li>subutilizam as possibilidades midiáticas oferecidas pelas TIC </li></ul><ul><li>desconsideram a possibilidade de c...
<ul><li>O foco do  design  didático deve estar na integração das ferramentas e da concepção de aprendizagem </li></ul>
<ul><li>os aspectos teóricos relativos ao modo como as pessoas aprendem, </li></ul><ul><li>  os tipos de linguagem usadas ...
<ul><li>as questões relativas as suas interfaces como, por exemplo, possibilidades de recuperação e visualização das infor...
<ul><li>Incluir aspectos interdisciplinares relativos ao  design  didático, destacando:  </li></ul><ul><ul><li>  os campos...
<ul><li>2. Utilizar ferramentas automáticas para indexação, recuperação e visualização da informação, no contexto: </li></...
<ul><li>3. Incluir aspectos estéticos/artísticos relacionados à visualização da informação </li></ul><ul><li>4. Contribuir...
<ul><li>A visualização da informação combina, aspectos de computação gráfica, Interfaces Humano-Computador, cartografia e ...
<ul><li>A relevância da utilização das técnicas de visualização da informação para o  design  didático em EaD se dá pela i...
<ul><li>“ ... ensinar e aprender é realmente um grande desafio que se renova continuamente.” (Costa e Marins, [s.d.]) </li...
<ul><li>Referências: </li></ul><ul><li>COSTA, Rosa Maria E. M. da.; MARINS, Vânia.  Aula 4a – Ferramentas da Web 2.0 e as ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Tarefa 4

1,384 views
1,316 views

Published on

Conteúdo apresentado para a Tarefa_Semana4, da disciplina Ambientes Virtuais e Midias de Comunicação, Curso PIGEAD, LANTE/UFF

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,384
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tarefa 4

  1. 1. Tarefa_Semana_4 Aluno: Maria Aparecida Marques Kuriki Polo: Santos Tema: Educação e Web 2.0: a integração necessária:
  2. 2. <ul><li>Três conceitos a serem destacados: </li></ul><ul><li>Vygotsky </li></ul><ul><li>Wertsch </li></ul><ul><li>Janssen, J.; Gijsbert, E.; Kanselaar </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Para Vygotsky (1978), o conhecimento é construído de forma coletiva, marcado pela história e pela cultura de cada pessoa ou grupo social. </li></ul><ul><ul><ul><li>A aprendizagem é vista como o resultado de um processo de interações sociais contínuas. </li></ul></ul></ul>
  4. 5. Segundo Janssen et al., o uso de ferramentas de colaboração pode ter efeitos positivos em Educação e a visualização da participação dos elementos dos grupos pode contribuir para o sucesso da aprendizagem
  5. 6. <ul><li>nova forma de utilização da Internet por usuários e desenvolvedores, </li></ul><ul><li>a &quot;web como plataforma de utilização&quot; (O'Reilly, 2005) </li></ul>
  6. 7. <ul><li>programas rodam no navegador do usuário, disponibilizados gratuitamente </li></ul><ul><li>segunda geração de comunidades e serviços, </li></ul><ul><li>incentivo à criatividade, ao compartilhamento e à colaboração de conteúdos e serviços entre os usuários da rede. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>“ Mídias Sociais são tecnologias e práticas on-line , usadas por pessoas para disseminar conteúdo, provocando o compartilhamento de opiniões, idéias, experiências e perspectivas. </li></ul><ul><ul><ul><li>diversos formatos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>textos, imagens, áudio, vídeo. </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  8. 9. <ul><li>São websites que usam tecnologias como blogs , mensageiros, podcasts , wikis , videologs , ou mashups </li></ul><ul><li>permitem que seus usuários possam interagir instantaneamente entre si e com o restante do mundo. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>A Web como plataforma: os sites deixam de possuir uma característica estática para se tornarem verdadeiros aplicativos, funcionando como os softwares que rodam no computador. </li></ul><ul><li>Simplicidade: integração mais eficiente com o usuário, com interfaces mais intuitivas. </li></ul>
  10. 11. <ul><li>Redes sociais: sites que formam e catalisam comunidades, que ampliam os espaços de comunicação e trocas de experiências. </li></ul><ul><li>Flexibilidade no conteúdo: autonomia do usuário, que passa a gerar conteúdo classificá-lo e editá-lo. </li></ul>
  11. 12. <ul><li>Serviços gratuitos disponíveis : </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>Edição colaborativa de conteúdo: Blogs (Blogger) e Wikis (Pbwiki); </li></ul></ul><ul><ul><li>Comunicação: Skype, Messenger, Gmail; </li></ul></ul><ul><ul><li>Grupos de discussão: Yahoogroups; </li></ul></ul>
  12. 13. <ul><ul><li>Redes Sociais: Orkut, MySpace; </li></ul></ul><ul><ul><li>Compartilhamento de arquivos: textos, planilhas e apresentações (Google </li></ul></ul><ul><ul><li>Docs, Slideshare, Zoho); fotos (Flickr); vídeos (Youtube) e arquivos diversos, incluindo áudio e vídeo (4shared); </li></ul></ul><ul><ul><li>Compartilhamento e edição online de imagens (Adobe Photoshop Express); </li></ul></ul><ul><ul><li>Categorização de assuntos com seus endereços de páginas: Del.icio.us. </li></ul></ul>
  13. 14. <ul><li>“ Comunidade de Prática é mais do que um agregado de pessoas definidas por algumas características, são pessoas que aprendem, constroem e fazem a gestão do conhecimento” Wenger (2002) </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  14. 15. <ul><li>Fase Potencial </li></ul><ul><li>Fase de Coalizão </li></ul><ul><li>Fase Ativa </li></ul><ul><li>Fase de Dispersão </li></ul><ul><li>Fase de Memórias </li></ul>
  15. 16. <ul><ul><li>mudança na sua política de desenvolvimento, difusão e uso </li></ul></ul>
  16. 17. <ul><li>se complementam </li></ul><ul><li>vasto espectro de possibilidades tecnológicas </li></ul><ul><li>abordagem sócio-interacionista  mais próxima da proposta das comunidades de prática </li></ul>
  17. 18. <ul><li>utilizadas em diferentes contextos educacionais: </li></ul><ul><li>foco na construção cooperativa de conteúdos, ampliando o leque de opções tecnológicas disponíveis. </li></ul>
  18. 19. <ul><li>Como abordar o uso educacional da Web 2.0 de modo mais motivador para os alunos de maneira que, o foco não recaia sobre a tecnologia, mas sim, nos temas trabalhados? </li></ul><ul><ul><li>necessário mais investimentos das escolas e universidades para a elaboração de projetos educacionais que utilizem recursos de Web 2.0 </li></ul></ul><ul><ul><li>introduzir nos alunos a cultura de divulgar e debater idéias, usando os Wikis e Blogs </li></ul></ul>
  19. 20. <ul><li>fazer com que os educadores aprendam e usem a Web a seu favor; </li></ul><ul><li>treinar e educar os alunos nessas tecnologias e conceitos, mostrando como pode ser vantajoso tirar proveito de um ambiente colaborativo para a aprendizagem </li></ul>
  20. 21. <ul><li>utilização dos Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA) na EaD, com ferramentas para: </li></ul><ul><ul><li>comunicação - correio eletrônico e mensagens instantâneas, </li></ul></ul><ul><ul><li>colaboração - fóruns e salas de bate-papo </li></ul></ul><ul><ul><li>compartilhamento de recursos - links que dão acesso a diversas mídias de comunicação </li></ul></ul>
  21. 22. <ul><li>Um importante aspecto relacionado ao uso destas mídias na área educacional refere-se à construção de conteúdos e escolha de artefatos, que apoiarão os processos de ensino-aprendizagem. </li></ul>
  22. 23. <ul><li>são softwares que auxiliam na criação de cursos acessíveis através da internet </li></ul><ul><li>suporte aos professores no gerenciamento de conteúdos e na administração do curso, </li></ul><ul><li>permite acompanhar o progresso dos estudantes. </li></ul>
  23. 24. <ul><li>são construtivistas apenas se permitem aos indivíduos criar seu próprio significado para o que eles experimentam </li></ul><ul><li>o ambiente pode definir ou limitar a abordagem pedagógica, </li></ul><ul><ul><li>mas é o professor quem vai estabelecer esta definição e limitação </li></ul></ul>
  24. 25. <ul><li>1 - Moodle – Modular Object Oriented Distance Learning </li></ul><ul><ul><li>pode ser utilizado livremente e permite a customização de seus recursos e de sua interface, pois seu código é aberto. </li></ul></ul>
  25. 26. <ul><li>2 - TelEduc </li></ul><ul><li>possui um conjunto amplo de ferramentas que armazena grande quantidade de dados relacionados a cursos, professores, alunos e suas respectivas ações no ambiente </li></ul><ul><li>InterMap, que representa graficamente as interações entre os participantes dos cursos, com o uso de técnicas da área de visualização de informação. </li></ul>
  26. 27. <ul><li>sem levar em consideração a forma como as pessoas aprendem; </li></ul><ul><li>apresentam informações de maneira sequencial, textual e fragmentada, levando os mediadores a perderem a visão global do processo; </li></ul><ul><li>não respeitam o novo tipo de leitor imersivo e visual </li></ul>
  27. 28. <ul><li>subutilizam as possibilidades midiáticas oferecidas pelas TIC </li></ul><ul><li>desconsideram a possibilidade de classificação e recuperação automática do material e das interações </li></ul><ul><li>dificultam o acesso a essa informação por outros estudantes e como material de pesquisa para especialistas. </li></ul>
  28. 29. <ul><li>O foco do design didático deve estar na integração das ferramentas e da concepção de aprendizagem </li></ul>
  29. 30. <ul><li>os aspectos teóricos relativos ao modo como as pessoas aprendem, </li></ul><ul><li>  os tipos de linguagem usadas na aprendizagem, </li></ul>
  30. 31. <ul><li>as questões relativas as suas interfaces como, por exemplo, possibilidades de recuperação e visualização das informações. </li></ul><ul><li>exploração de metodologias que integrassem técnicas e tecnologias de visualização da informação e concepções de aprendizagem dentro de uma perspectiva sócio-interacionista e dialógica </li></ul>
  31. 32. <ul><li>Incluir aspectos interdisciplinares relativos ao design didático, destacando: </li></ul><ul><ul><li>  os campos relativos à aprendizagem sócio-interacionista e dialógica; </li></ul></ul><ul><ul><li>a computação, contemplando os aspectos técnicos relacionados às Interfaces Humano-Computador – HCI; </li></ul></ul><ul><ul><li>à comunicação e criatividade </li></ul></ul>
  32. 33. <ul><li>2. Utilizar ferramentas automáticas para indexação, recuperação e visualização da informação, no contexto: </li></ul><ul><ul><li>da análise de domínio   </li></ul></ul><ul><ul><li>das linguagens sociais e gêneros discursivos </li></ul></ul>
  33. 34. <ul><li>3. Incluir aspectos estéticos/artísticos relacionados à visualização da informação </li></ul><ul><li>4. Contribuir para a organização do corpo de conhecimentos relacionado a uma área ou tema específico. </li></ul>
  34. 35. <ul><li>A visualização da informação combina, aspectos de computação gráfica, Interfaces Humano-Computador, cartografia e mineração de dados ( data mining ), para permitir ao usuário utilizar sua percepção para analisar e compreender as informações. </li></ul><ul><ul><li>É importante que a resultante seja agradável, elegante e atraente aos olhos. </li></ul></ul>
  35. 36. <ul><li>A relevância da utilização das técnicas de visualização da informação para o design didático em EaD se dá pela integração da dimensão visual da informação/conhecimento a propostas sócio-interacionistas e dialógicas de aprendizagem mediada pelas TIC. </li></ul>
  36. 37. <ul><li>“ ... ensinar e aprender é realmente um grande desafio que se renova continuamente.” (Costa e Marins, [s.d.]) </li></ul>
  37. 38. <ul><li>Referências: </li></ul><ul><li>COSTA, Rosa Maria E. M. da.; MARINS, Vânia. Aula 4a – Ferramentas da Web 2.0 e as Comunidades de Prática . Disponível em <http://www.lanteuff.org/moodle/course/view.php?id=333 > Acesso em 08 MAI 2011 </li></ul><ul><li>MARINS, Vânia.; COSTA, Rosa Maria E. M. da. Aula 4b – Ambientes Virtuais de Aprendizagem . Disponível em <http://www.lanteuff.org/moodle/course/view.php?id=333 > Acesso em 08 MAI 2011 </li></ul><ul><li>CARVALHO , Ana Amélia A., Manual de ferramentas da Web para Professores, Ministério da Educação, 2008 </li></ul>

×