O iluminismo

6,123 views
5,611 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
6,123
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
112
Actions
Shares
0
Downloads
169
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O iluminismo

  1. 1. O ILUMINISMO
  2. 2. O ANTIGO REGIME • As origens do Antigo Regime estão ainda no final do período medieval, quando começaram a se formar os Estados Nacionais. Na transição da Idade Média para Idade Moderna, as monarquias que se colocavam no domínio político dos nascentes Estados cooptaram a nobreza para integrar o corpo aristocrático que incluía ainda o clero.
  3. 3. • A França é o país que identifica o sistema com mais exatidão, até porque o termo foi cunhado justamente para simbolizar a situação política e social que ocorria na França até a Revolução Francesa.
  4. 4. A ERA DA ILUSTRAÇÃO (ILUMINISMO) • O iluminismo foi um movimento intelectual e político que defendeu o uso da razão como caminho para atingir a liberdade, a felicidade e o bem-estar social.
  5. 5. A EUROPA DO ANTIGO REGIME • Absolutismo e sociedade estamental. • No século XVIII, o clero e a nobreza formavam os grupos dominantes. • Eram donos da maior parte das terras e gozavam de diversos privilégios sociais e políticos, como a isenção de impostos.
  6. 6. • O restante da população era formado por camponeses, trabalhadores urbanos, burgueses e desocupados. • Uma pessoa que não pertencesse à nobreza até poderia enriquecer, porém jamais teria acesso aos privilégios reservados aos grupos dominantes, como ocupar cargos do governo.
  7. 7. A REAÇÃO ILUMINISTA • O movimento iluminista ou Ilustração, composto em sua maior parte de intelectuais, foi uma reação ao Antigo Regime. • Crítica a influência política e cultural da Igreja, aos privilégios da nobreza, a servidão no campo a censura do Estado. • A Idade Média era considerada como um longo período de trevas, resultado do controle da Igreja sobre a cultura e sociedade.
  8. 8. • Iluminismo: Só a razão poderia colocar a história humana no caminho da luz. • Primeiros questionamentos: Revoluções Puritana (1640) e Gloriosa (1688) na Inglaterra. • Iluministas defendiam o uso do intelecto, o pensamento racional contra a ignorância. • Divulgar o conhecimento era a principal atividade dos iluministas.
  9. 9. O DESPOTISMO ESCLARECIDO • Na segunda metade do século XVIII, alguns monarcas europeus promoveram reformas com objetivo de modernizar seus Estados. • Carlos III da Espanha, por exemplo, expulsou os jesuítas da América espanhola com objetivo estreitar co controle administrativo sobre as colônias.
  10. 10. O LIBERALISMO ECONÔMICO • Em 1776, o escocês Adam Smith publicou a Riqueza das Nações. Obra tornou-se a base do pensamento econômico liberal que se desenvolveria com o iluminismo, atacando os fundamentos do mercantilismo. • Liberalismo defende a autorregulação da economia, sem intervenção do Estado.
  11. 11. • Mercado orientado pela lei da oferta e da procura. • Valorização do papel de cada indivíduo na dinâmica econômica, já que de suas iniciativas dependia o comportamento do mercado.
  12. 12. LUZES NA EDUCAÇÃO • Educação laica: ensino independente da religião. • Educação obrigatória e gratuita: deve ser mantida pelo Estado e atender a todos. • Ensino científico: estudo das ciências, ofícios e técnicas preparando os alunos para o trabalho. • Na Europa dos séculos XVIII e XIX prevaleceu uma escola voltada para a burguesia e outra para o povo.
  13. 13. PRINCIPAIS PENSADORES ILUMINISTAS • John Locke (1632-1704): definiu as bases do pensamento político liberal ao propor que os governos nasciam de um pacto com a sociedade. • Voltaire (1694-1778): ataques ao absolutismo, à intolerância religiosa e defesa da liberdade de expressão. • Diderot (1713-1784): dicionário ilustrado de todo o conhecimento ocidental existente na época.
  14. 14. • Barão de Montesquieu (1689-1755): Crítica ao absolutismo e defesa dos três poderes: legislativo, executivo e judiciário. • Rousseau (1712-1778): crítica ao poder absolutista e defesa da soberania popular (governantes submetidos à vontade do povo). • Adam Smith (1723-1790): economista da Escola Liberal. Crítica ao mercantilismo e defesa do liberalismo econômico (não interferência do Estado na economia).

×