• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content

Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Marketing Básico

on

  • 2,516 views

Capítulo 1 do Livro Marketing Básico de Manoel Maria de Vasconcelos

Capítulo 1 do Livro Marketing Básico de Manoel Maria de Vasconcelos

Statistics

Views

Total Views
2,516
Views on SlideShare
2,516
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
94
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Marketing Básico Marketing Básico Presentation Transcript

    •   O que é Marketing? Por: VALÉRIA DE ARAÚJO SALES CHARLES GIBSON DE LUCA CRISTIANE PAULA ELIZANGELA RODRIGUES
      • A palavra Marketing tem se mostrado rebelde à tradução para línguas neolatinas.
      • Marketing provém de Market (mercado). O acréscimo do ing a um nome significa uma atividade , dentro de uma regra de derivação de um substantivo de outro substantivo em inglês.
      • Fazendo um mix desta tradução entenderíamos grosseiramente como “atividade de mercado” ou “mercado em atividade”.
      • É complexo tentar traduzir este termo sem perder a sua originalidade.
      Origem e terminologia
      • No Brasil o trabalho mais profundo sobre isso foi da Fundação Getúlio Vargas . Para encarar os dois aspectos de marketing – atividade e estudo científico de mercado – a FGV adotou duas palavras em português.
      • Para o tratamento científico dos fenômenos do mercado a palavra mercadologia.
      • Para as atividades de planejar produtos ou serviços, com qualidade, bom preço, e ainda distribuí-los adotou a palavra mercadização.
      Origem e terminologia
      • A palavra mercadização não obteve sucesso.
      • Já Mercadologia teve dupla sorte, a da oficialização (o Conselho Federal de Educação chamou a disciplina, tanto na sua feição científica quanto pragmática, de Mercadologia ) e da consagração da maioria, inclusive dos praticantes.
      • O termo Marketing e mercadologia vêm sendo utilizados pelos especialistas do assunto. Na primeira já não se colocam mais sequer aspas indicativas de palavra estrangeira, tal a sua familiarização entre nós.
      Origem e terminologia
      • A.M.A. (American Marketing Association) – É uma organização respeitada, composta de 38.000 membros e existe há mais de sessenta anos. Muitos profissionais a veem como o órgão que estabelece as práticas e a educação relacionados a marketing.
      • A primeira definição oficial de Marketing foi dada pela A.M.A. em 1960: “... é a execução das atividades de negócios que encaminham o fluxo de mercadorias e serviços, do produtor aos consumidores finais industriais e comerciais.”
      • Conceito padrão da AMA
      • Com fim da Revolução Industrial e início da “Revolução Mercadológica”, o empresário já havia entendido que com a máquina, produzir era fácil, o difícil era escoar a produção em massa que se instalara no processo econômico.
      • Para sair deste dilema ele lançou-se a pesquisa de mercado e de comunicação, incorporando técnicas científicas e dimensionando os seus projetos na proporção do atendimento das necessidades do consumidor.
      • E neste contexto não caberia mais a definição inicial, gerando assim inúmeros questionamentos, os quais veremos a seguir:
      • Contexto histórico
      • A antiga definição parte do ponto que a mercadoria ou serviço já estão prontos; ou seja, esta definição exclui do marketing aquelas atividades semimanufatureiras que transformam as mercadorias e resultam em modificações materiais em suas características de uso e ao mesmo tempo inclui modificações que representam apenas mudanças na forma, ou seja, na embalagem.
      • Críticas ao conceito padrão
      • Irving Graham salienta três enfoques sob os quais pode-se montar uma definição de marketing:
      • Enfoque legal – Mudança na propriedade e na posse de mercadorias e serviços;
      • Enfoque factual ou descritivo – Conforme definição da A.M.A.
      • Enfoque econômico – Trata da criação das utilidades, tempo, lugar e posse.
      • Críticas ao conceito padrão
      • Pesquisa
      • Planejamento
      • Programação
      • Dispositivo de controle
      Operações para o processo produtivo
      • É uma função organizacional e uma série de processos para a criação, comunicação e entrega de valor para clientes, e para a gerência de relacionamento com eles de forma que beneficie a organização e seus “stakeholders”. (A.M.A., Agosto, 2004)
      Nova definição para Marketing
      • Philip Kotler (Chicago, 27 de maio de 1931) é um professor universitário estadunidense. Ele obteve seu mestrado na Universidade de Chicago e seu PhD no MIT, ambos em economia . Ele fez pós-doutorado em matemática em Harvard e em ciências comportamentais na Universidade de Chicago.
      Philip Kotler
      • Kevin Lane Keller (23 de Junho de 1956)
      • Professor de marketing na Dartmouth College , Kevin Lane Keller é um dos principais acadêmicos de sua geração, tem diversas pesquisas e artigos nas áreas de gestão estratégica de marcas, comunicação integrada de marketing, branding e propaganda.
      • Além de atuar com destaque no mundo acadêmico, Keller possui uma vasta experiência na área empresaria, já fez consultoria para empresas como Disney, Ford, Intel, Nike, Procter & Gamble, Goodyear, Kodak e MTV.
      • Autor do livro Gestão estratégica de Marcas , Keller ainda ministra concorridas palestras e oferece seminários para altos executivos no mundo todo.
      Kevin Lane Keller
      • Desde jovem já era brilhante e estudioso, dedicou-se com afinco a reunir, analisar, revisar, desenvolver, ampliar, sistematizar, reordenar e consolidar os fundamentos e princípios do que hoje chamamos Marketing .
      • Autor de Administração de Marketing (Pearson), junto com Kevin Keller , livro considerado a bíblia do marketing, é desnecessário dizer que o professor Philip Kotler é um dos maiores pensadores e responsáveis pelo desenvolvimento do marketing no mundo.
      Philip Kotler
      • Kotler foi eleito como o primeiro "líder em pensamento de marketing" pelos membros da American Marketing Association e recebeu diversos prêmios em marketing.
      • Foi selecionado em 2005 como o quarto maior guru de negócios pelo Financial Times (atrás de Jack Welch, Bill Gates e Peter Drucker) e foi considerado pelo Management Center Europe "o maior dos especialistas na prática do marketing." Em 2008, o Wall Street Journal o listou como a sexta pessoa mais influente no mundo dos negócios.
      • Escreve artigos para periódicos importantes como Harvard Business Review, Journal of Marketing, Journal of Marketing Research, Management Science, Journal of Business Strategy e Futurist
      Philip Kotler
      • Kotler já prestou consultoria a grandes empresas, inclusive IBM, Apple, General Electric, Ford, AT&T, Motorola, Honeywell, Bank of America, Merck, Ciba Geigy, J.P.Morgan, DuPont, Westinghouse, Merrill Lynch, dentre outras.
      • Nos últimos anos trabalhou para desenvolver novos conceitos para a teoria e prática do marketing, como o demarketing , marketing social , synchromarketing , marketing geográfico , etc.
      Philip Kotler
      • Entre seus livros, os principais são: Administração de marketing, Marketing models, The new competition, High visibility, The marketing of nations, Marketing para o século XXI e Marketing de A a Z.
      Philip Kotler
      • Manoel Maria de Vasconcelos: Marketing Básico. Conceito Editorial, 2006.
      • http://www.sobreadministracao.com/philip-kotler-fala-sobre-os-novos-tempos-do-marketing-crise-redes-sociais-e-muito-mais/
      • http://www.mundodomarketing.com.br/7,1780,philip-kotler-fala-sobre-inovacao-fidelidade-segmentacao-sustentabilidade-e-customizacao.htm
      • http://pt.wikipedia.org/wiki/Philip_Kotler
      Referências