Your SlideShare is downloading. ×
0
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Apresentação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentação

8,677

Published on

Published in: Education
1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
8,677
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
218
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. O PAPEL DO GESTOR NA CONQUISTA DA QUALIDADE NA EDUCAÇÃO Prof. José Carlos Libâneo CENPEC - Programa Melhoria da Educação no Município Goiânia - 28.8.2009
  • 2. TÓPICOS <ul><li>Qual é a razão de ser da organização e gestão das escolas? </li></ul><ul><li>Que escola queremos? </li></ul><ul><li>Em que consiste a organização e gestão? </li></ul><ul><li>O que fazer para melhorar as práticas de gestão e organização? </li></ul>
  • 3. 1. QUAL É A RAZÃO DE SER DA ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DAS ESCOLAS? <ul><li>Toda escola precisa bem organizada para que os alunos aprendam melhor. </li></ul><ul><li>Não educamos nossos alunos apenas na sala de aula, também a organização da escola educa. </li></ul><ul><li>As pessoas aprendem com a organização... A organização aprende com as pessoas... O instituido e o instituinte </li></ul>
  • 4. FATORES DA ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA ESCOLA QUE FAZEM DIFERENÇA <ul><li>Preparo profissional dos professores </li></ul><ul><li>Expectativas positivas em relação à realização escolar dos alunos </li></ul><ul><li>Estrutura organizacional e práticas de gestão </li></ul><ul><li>Autonomia da escola </li></ul><ul><li>Prédios adequados e condições materiais e didáticas </li></ul><ul><li>Estrutura curricular </li></ul><ul><li>Participação dos pais </li></ul>
  • 5. <ul><li>2. QUE ESCOLA QUEREMOS? </li></ul><ul><li>QUE ESCOLA É NECESSÁRIA PARA UM MUNDO EM MUDANÇA? </li></ul>
  • 6.  
  • 7.  
  • 8. EXIGÊNCIAS ECONÔMICAS, POLÍTICAS, SOCIAIS, CULTURAIS OBJETIVOS CURRÍCULO ENSINO AVALIAÇÃO PLANEJAMENTO PROJETO PEDAGÓGICO PLANOS DE ENSINO ORGANIZAÇÃO E GESTÃO PRÁTICAS DE GESTÃO QUALIDADE COGNITIVA E OPERATIVA DAS APRENDIZAGENS
  • 9. ESCOLA É LUGAR DE ... <ul><li>Aprender a cultura, a ciência, a arte, visando promover o desenvolvimento mental e a formação da personalidade dos alunos. </li></ul><ul><li>Aprender a pensar por meio de uma pedagogia do pensar e do aprender a aprender. </li></ul><ul><li>Praticar uma pedagogia diferenciada: </li></ul><ul><ul><li>- uma escolarização igual, para sujeitos diferentes, por meio de um currículo comum </li></ul></ul><ul><ul><li>- fortalecimento da subjetividade, da identidade pessoal. </li></ul></ul>
  • 10. <ul><li>4. Ligar o mundo da escola com o mundo social, informacional, comunicacional. </li></ul><ul><ul><li>Escola: como espaço de síntese entre a cultura elaborada e a cultura experiencial. </li></ul></ul><ul><li>5. Formular e pôr em prática o projeto pedagógico-curricular. </li></ul><ul><ul><li>Um currículo comum para sujeitos diferentes . </li></ul></ul><ul><li>6. Ensinar e praticar valores e atitudes: uma pedagogia para pensar e atuar eticamente. </li></ul><ul><li>7. Por em prática formas de organização e gestão da escola promotoras de melhor aprendizagem dos alunos e professores. </li></ul>
  • 11. <ul><li>Aprender cultura, a ciência, a arte, visando promover o desenvolvimento mental e a formação da personalidade. </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>O ensino é o fator fundamental de desenvolvimento mental, é o meio de apropriação das capacidades humanas formadas pelo desenvolvimento da cultura humana (conteúdos escolares). </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>O principal objetivo do ensino é ensinar aos estudantes as competências e habilidades de aprender por si mesmos, ou seja, a pensar. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>A atividade de ensino é o principal traço da identidade profissional do professor. </li></ul></ul></ul></ul>
  • 12. <ul><li>2. Aprender a pensar por meio de uma pedagogia do pensar e do aprender a aprender. </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Formar sujeitos pensantes e críticos. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Combinar conteúdos e desenvolvimento das competências cognitivas </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Aprender a aprender: lidar praticamente com os conceitos </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Ajudar o aluno a internalizar os modos próprios de pensar, raciocinar e agir de cada matéria ensinada. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Desenvolver competências cognitivas. </li></ul></ul></ul></ul>
  • 13. <ul><li>3. PRATICAR UMA PEDAGOGIA DIFERENCIADA </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Fortalecimento da subjetividade, identidade pessoal e cultural </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Reconhecer a diversidade social e cultural, isto é a realidade concreta da diferença entre as pessoas. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Captar diferentes capacidades dos alunos, motivações, formas de aprendizagem </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Vincular a aula com as práticas de vida dos alunos, seus motivos, sua relação com o saber. </li></ul></ul></ul></ul>
  • 14.  
  • 15. <ul><li>Ligar o mundo da escola com o mundo social, comunicacional, informacional: escola como espaço de síntese entre a cultura elaborada e a cultura experiencial . </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Escola, intercruzamento de culturas </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Incorporar o conteúdo das midias como fonte de idéias, valores, modos de agir... </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Escola e sala de aula como processos comunicacionais: competências e habilidades comunicativas e domínio de procedimentos de trabalho interativo. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Incorporar na metodologia de ensino outras linguagens (visuais, sonoras, audiovisuais) </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Ligar a cultura elaborada com a cultura experiencial dos alunos (vida cotidiana, culturas jovens, vida urbana, meios de comunicação e informação, etc.). </li></ul></ul></ul></ul>
  • 16.  
  • 17.  
  • 18. <ul><li>5. Formular e pôr em prática de forma participativa o projeto pedagógico-curricular: um currículo comum para sujeitos diferentes </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Uma base cultural e científica comum. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Uma base comum de formação e práticas de cidadania. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Conhecimentos e atividades diversificadas visando o acolhimento da diferença (personalidade, cultura, raça, gênero, religião). </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Articulação entre o local e o global: formar para o mundo globalizando sem perder raízes locais. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Articulação entre valores particulares e valores universais. </li></ul></ul></ul></ul>
  • 19. <ul><li>6. Ensinar e praticar valores e atitudes, em práticas compartilhadas: uma pedagogia para pensar e atuar eticamente. </li></ul><ul><ul><li>Conceitos morais e modos de agir podem ser aprendidos de forma intencional. </li></ul></ul><ul><ul><li>Criar situações concretas para refletir sobre valores e atitudes </li></ul></ul><ul><ul><li>Relação entre valores universais e valores relativos. </li></ul></ul><ul><ul><li>A educação moral é uma questão eminentemente prática, aprendemos com as práticas. </li></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Uso do espaço e objetos da escola, relacionamento entre as pessoas, normas de convivência, etc. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Reconhecimento do outro </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Compreensão do ponto de vista do outro </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Desenvolvimento da auto-estima </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Responsabilizar-se pelas próprias ações </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Colaboração em tarefas coletivas </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Compreensão dos diversos papéis sociais na comunidade (professor, merendeira, pedreiro...) </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>. </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  • 20. <ul><li>ORIENTAÇÕES ÉTICAS – Alain Touraine </li></ul><ul><li>Solidariedade </li></ul><ul><li>Liberdade do sujeito </li></ul><ul><li>Reconhecimento da diversidade </li></ul><ul><li>Saber conviver com as diferenças </li></ul>
  • 21. <ul><li>7. Pôr em prática formas de organização e gestão da escola que atuem na motivação dos alunos e que sejam promotoras de melhor aprendizagem dos alunos. </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Não se aprende apenas na sala de aula. As práticas de gestão, as relações, o modo de funcionar da escola, educam e ensinam. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>A escola é um espaço em que as pessoas compartilham idéias, opiniões, formas de resolver problemas, aprendem coisas. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Nas práticas culturais – a cultura da escola - são aprendidos valores, atitudes, modos de agir. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Isso influencia a motivação e a aprendizagem de professores e alunos. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>A aprendizagem colaborativa supõe compartilhar valores, problemas comuns, projetos comuns, com base na reflexão sobre a cultura da escola. </li></ul></ul></ul></ul>
  • 22. <ul><li>- Criar e manter nas escolas ambientes, atividades, eventos, formas de participação que propiciem vivência de valores de cidadania e solidariedade, que contribuam para a formação de uma personalidade moral. </li></ul><ul><li>- Aprender a ouvir os jovens sobre suas formas de viver e os sentidos que dão à vida abrindo espaços nas escolas e salas de aula para expressarem seus desejos e sentimentos, sua percepção da influência dos meios de comunicação e refletirem sobre suas experiências cotidianas e existenciais e seu papel de consumidores. </li></ul>
  • 23.  
  • 24. <ul><li>3. EM QUE CONSISTE A ORGANIZAÇÃO E A GESTÃO DAS ESCOLAS? </li></ul>
  • 25. EXIGÊNCIAS ECONÔMICAS, POLÍTICAS, SOCIAIS, CULTURAIS OBJETIVOS CURRÍCULO ENSINO AVALIAÇÃO PLANEJAMENTO PROJETO PEDAGÓGICO PLANOS DE ENSINO ORGANIZAÇÃO E GESTÃO PRÁTICAS DE GESTÃO QUALIDADE COGNITIVA E OPERATIVA DAS APRENDIZAGENS
  • 26. A ORGANIZAÇÃO ESCOLAR... <ul><li>a) ... É uma unidade social em que as pessoas trabalham juntas (lugar de interação, de relações) para alcançar objetivos. </li></ul><ul><li>Na organização escolar, o objetivo é promover a aprendizagem dos alunos. </li></ul>
  • 27. <ul><li>b) ... É o conjunto das condições e meios de garantir o funcionamento da escola. </li></ul><ul><li>A organização da escola refere-se ao às diretrizes, normas, procedimentos, ações que asseguram a racionalização no uso de recursos humanos, materiais, financeiros, intelectuais, e a coordenação do trabalho das pessoas, em função de objetivos . </li></ul>
  • 28. <ul><li>c) ... É um espaço em que as pessoas compartilham idéias, opiniões, formas de resolver problemas, aprendem coisas. </li></ul><ul><li>Na escola acontecem práticas culturais, são aprendidos valores, atitudes, modos de agir. </li></ul><ul><li>É um lugar de aprendizagem. </li></ul><ul><li>As práticas de organização e gestão são práticas educativas, elas educam e ensinam. </li></ul><ul><li>Elas influenciam a motivação e a aprendizagem de professores e alunos. </li></ul>
  • 29. A ORGANIZAÇÃO E GESTÃO COMO PRÁTICAS EDUCATIVAS <ul><li>As práticas de gestão, as relações, o modo de funcionar da escola, educam e ensinam. </li></ul><ul><li>A organização escolar é lugar de aprender cultura, aprender a pensar. Portanto, é um lugar de aprendizagem. </li></ul><ul><li>Escola como intercruzamento de culturas. A cultura da escola. </li></ul><ul><li>A aprendizagem colaborativa supõe compartilhar valores, problemas comuns, projetos comuns, com base na reflexão sobre a cultura da escola. </li></ul>
  • 30. AS PRÁTICAS SOCIOCULTURAIS E INSTITUCIONAIS E A APRENDIZAGEM Mediações culturais Práticas socioculturais e institucionais Atividades de aprendizagem Sujeitos em ação Motivos Motivos
  • 31. 4. O QUE FAZER PARA MELHORAR AS PRÁTICAS DE GESTÃO E ORGANIZAÇÃO? <ul><li>A práticas de organização e gestão devem estar voltadas à aprendizagem dos alunos; </li></ul><ul><li>A qualidade do ensino depende do exercício eficaz da direção e da coordenação pedagógica; </li></ul><ul><li>A estrutura de organização e de gestão implica a gestão participativa e a gestão da participação; </li></ul>
  • 32. <ul><li>O projeto pedagógico-curricular deve ser bem concebido e eficazmente executado, com clareza nos objetivos e meios; </li></ul><ul><li>A atividade conjunta dos professores na elaboração e avaliação das atividades de ensino; </li></ul><ul><li>Ações consistentes de formação continuada na situação de trabalho; </li></ul><ul><li>As políticas municipais devem ser elaboradas com base: a) numa concepção de escola; b) nas necessidades reais das escolas. </li></ul>
  • 33. ESCOLA: ENTRE O SISTEMA DE ENSINO E A SALA DE AULA <ul><li>O estudo da escola, como unidade básica do sistema de ensino, se justifica por ser ela o ponto de confluência entre as análises sóciopolíticas mais globais e as abordagens centradas na sala de aula. </li></ul><ul><li>As escolas situam-se entre as políticas educacionais/diretrizes curriculares/formas organizativas do sistema e as ações pedagógico-didáticas na aula. É espaço de realização tanto dos objetivos do sistema de ensino quanto dos objetivos de aprendizagem. </li></ul>
  • 34. <ul><li>Uma visão globalizante (análise externa) que não chega à escola ou uma visão da sala de aula (análise interna) sem referência aos determinantes sociais e culturais mais amplos, resultam em análises incompletas de um lado e de outro. </li></ul><ul><li>As análises críticas sobre o sistema de ensino e as políticas educacionais perdem a força analítica se não tiverem como referência a escola. Do mesmo modo, os profissionais envolvidos no campo interno da escola podem ter reduzida a eficácia social do seu trabalho se não tiverem uma visão integrada e crítica dos determinantes sociais e culturais do sistema de ensino. </li></ul>
  • 35. RESPONSABILIDADES DA DIREÇÃO DA E DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA <ul><li>Formar uma boa equipe de trabalho: um grupo que trabalha junto, de forma eficiente, cooperativa e solidária. </li></ul><ul><li>2. Prover a escola de informações sobre as práticas sociais e culturais que caracterizam a comunidade escolar (pais, professores, alunos, funcionários). </li></ul>
  • 36. 3. Construir um clima saudável no trabalho e uma comunidade de aprendizagem, que coloca em prática na organização escolar os mesmos princípios e ações de aprendizagem realizadas nas salas de aula. 4. Colocar como o foco da formação continuada a atividade conjunta dos professores na elaboração das atividades de ensino, com acompanhamento direto da coordenação pedagógica da escola.
  • 37. 5. Manter na escola encontros de reflexão sobre a prática, para troca de experiências e elaboração de atividades de ensino. 6. Envolver os alunos em processos de tomada de decisões e de solução de problemas 7. Instituir procedimentos de avaliação reflexiva e colaborativa do projeto pedagógico-curricular e do desempenho dos professores.
  • 38. O QUE É CULTURA? Cultura é o conjunto dos significados, expectativas e comportamentos, compartilhados por um determinado grupo social, que facilitam e ordenam, limitam e potencializam as interações sociais, as produções simbólicas e materiais e as realizações individuais e coletivas, dentro de um marco espacial e temporal determinado. (A. Pérez Gómez)
  • 39. A ESCOLA É ATRAVESSADA POR VÁRIOS TIPOS DE CULTURA: <ul><li>Cultura científica </li></ul><ul><li>Cultura acadêmica (escolar) </li></ul><ul><li>Cultura social </li></ul><ul><li>Cultura dos alunos </li></ul><ul><li>Cultura das mídias </li></ul><ul><li>Cultura da escola </li></ul>
  • 40. SEIS ÁREAS DE ATUAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA ESCOLA: PROJETO PEDAGÓGICO-CURRICULAR - GESTÃO - CURRÍCULO - ENSINO - DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL - AVALIAÇÃO PROJETO CURRÍCULO ENSINO PRÁTICAS DE GESTÃO DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL CULTURA ORGANIZACIONAL COMUNIDADE DE APRENDIZAGEM AVALIAÇÃO QUALIDADE COGNITIVA E OPERATIVA DAS APRENDIZAGENS OBJETIVOS EXIGÊNCIAS SOCIAIS, ECONÔMICAS, POLÍTICAS, TECNOLÓGICAS, CULTURAIS, ETC. RESULTADOS DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS NECESSIDADES E DEMANDAS DO SISTEMA DE ENSINO, ESCOLA, SALA DE AULA, COMUNIDADE Curso: Organização e Gestão Prof.. José Carlos Libâneo
  • 41. O que é cultura organizacional (ou cultura da escola)? <ul><li>Cultura Organizacional é o conjunto dos significados, modos de pensar e agir, valores, comportamentos, modos de funcionar que revelam a identidade, os traços característicos, da escola e das pessoas que nela trabalham. </li></ul><ul><li>Ela sintetiza os sentidos que as pessoas dão às coisas e situações, gerando um modo característico de pensar, de perceber coisas e de agir. </li></ul>
  • 42. COMUNIDADE DE APRENDIZAGEM <ul><li>É uma organização educativa que procura estabelecer entre seus membros um sistema de interações sociais baseadas no compartilhamento de valores, conhecimentos, objetivos e práticas educativas, para construir uma base de comunicação intersubjetiva. </li></ul><ul><li>Consiste de formas de aprendizagem colaborativa e trabalho em equipe, em oposição ao trabalho individual. </li></ul>
  • 43. RESPONSABILIDADES DOS PROFESSORES <ul><li>Compreender seu trabalho como atividade de ensino: projetar: escolher os instrumentos, agir, avaliar os resultados das ações </li></ul><ul><li>Saber formular planos e projetos de ação, desenvolver habilidades de participação no planejamento escolar, no projeto pedagógico, nos planos de ensino, na elaboração de atividades de sala de aula. </li></ul>
  • 44. 3. Aprender a tomar decisões sobre problemas de sala de aula, problemas na equipe, superação de conflitos, relações humanas e sobre questões pedagógicas, curriculares e disciplinares. 4. Aprender a trabalhar junto, a participar ativamente de um grupo de discussão, a argumentar, a trocar experiências, resolver problemas e buscar soluções .
  • 45.   <ul><li>5. Ter conhecimento e informar-se do conteúdo de um debate, uma discussão, para ser um participante atuante e crítico. </li></ul><ul><li>6. Desenvolver capacidades: de comunicação, de relacionar-se com as pessoas, saber escutar, expor com clareza suas idéias, de organizar e coordenar o próprio trabalho e o trabalho dos outros, formular soluções, ter sensibilidade para as características sociais, culturais, psicológicas do grupo. </li></ul>
  • 46. 7. Aprender e dominar métodos e procedimentos de pesquisa para aprender a investigar o próprio trabalho. 8. Participar de ações sistemáticas de formação continuada para desenvolvimento profissional/pessoal. 9. Familiarizar-se com práticas e formas de avaliação da organização escolar e da aprendizagem escolar.
  • 47.  
  • 48. DOS ÚLTIMOS ESCRITOS DE PAULO FREIRE : <ul><li>Se a educação sozinha não transforma a sociedade, </li></ul><ul><li>sem ela tampouco a sociedade muda. </li></ul><ul><li>Se a nossa opção é progressista, </li></ul><ul><li>se estamos a favor da vida e não da morte, </li></ul><ul><li>da equidade e não da injustiça, </li></ul><ul><li>do direito e não do arbítrio, </li></ul><ul><li>da convivência com o diferente e não sua negação, </li></ul><ul><li>não temos outro caminho senão o de viver plenamente a nossa opção, encarná-la, diminuindo, assim, a distância entre o que dizemos e o que fazemos. </li></ul>
  • 49. <ul><li>Desrespeitando os fracos, enganando os </li></ul><ul><li>incautos, </li></ul><ul><li>ofendendo a vida, </li></ul><ul><li>explorando os outros, </li></ul><ul><li>discriminando o índio, o negro, a mulher, </li></ul><ul><li>não estarei ajudando meus filhos a serem sérios, justos e amorosos da vida e dos outros. </li></ul><ul><li>(Extraído da Folha de S.Paulo, 3.5.97) </li></ul>

×