• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Relações Públicas no Desporto
 

Relações Públicas no Desporto

on

  • 7,483 views

 

Statistics

Views

Total Views
7,483
Views on SlideShare
7,481
Embed Views
2

Actions

Likes
1
Downloads
233
Comments
0

1 Embed 2

http://comunidade.sol.pt 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Relações Públicas no Desporto Relações Públicas no Desporto Document Transcript

    • Relações Públicasno DesportoEscola Secundária/3 António NobreCurso Profissional de Técnicode Apoio à Gestão DesportivaOrganização e GestãoDesportiva – Módulo 10Catarina Alexandra Matos NeivasRicardo Manuel Jesus Pedrosa11º GD1Março 2012/2013
    • 1Curso Profissional de Técnico de Apoio à Gestão DesportivaRelações Públicas no DesportoJosé SequeiraCatarina Alexandra Matos NeivasRicardo Manuel Jesus Pedrosa11º GD1Março2012/2013
    • 2ÍndiceIntrodução..................................................................................................................................... 3Fundamentação teórica ................................................................................................................ 41.Relações públicas ................................................................................................................... 41.1 Função e papel ................................................................................................................ 41.2. Conceito e objectivos..................................................................................................... 41.3. A opinião pública da organização desportiva, programas, actividades e eventos ........ 51.4. Organização das relações públicas na organização desportiva ..................................... 71.5. Tipologia das ações de relações públicas....................................................................... 72. As relações públicas e os diferentes grupos de interessados e destinatários ...................... 82.1. Comerciais: clientes, fans, sócios, participantes, fornecedores, concorrentes ............. 82.2. Autoridades do governo: câmara municipal, o governo e seus departamentosresponsáveis pelo desporto, entidades reguladoras, federações desportivas................... 122.3. Entidades financeiras: investidores, banca, patrocinadores........................................ 132.4. Órgãos de comunicação social: imprensa, rádios, internet......................................... 162.5. Trabalhadores .............................................................................................................. 172.6. Comunidade em geral e os diferentes grupos ............................................................. 173. A utilização dos atletas de renome e as figuras públicas como forma de promoção daorganização desportiva, programas, atividades e eventos..................................................... 184. Formas de comunicar com os órgãos de comunicação social ............................................ 204.1. Contacto e relacionamento com jornalistas ................................................................ 204.2. Conferência de imprensa ............................................................................................. 214.3. Comunicação escrita - normas de redacção e prazos de envio ................................... 214.4. Sessão de fotografias ................................................................................................... 224.5. Entrevista na rádio e na televisão ................................................................................ 225. Formas de comunicar através da internet: sites, portais, blogues e redes sociais............. 236. Artigos de opinião dos agentes desportivos da organização desportiva nos órgãos decomunicação social e na plataforma internet......................................................................... 257. Etapas de um plano/programa de acções de relações públicas......................................... 26
    • 3IntroduçãoEste trabalho foi desenvolvido no curso Técnico de Apoio à Gestão Desportiva no âmbito dadisciplina de Organização e Gestão Desportiva no desenvolvimento do módulo 10–RelaçõesPúblicas no Desporto.
    • 4Fundamentação teórica1.Relações públicas1.1 Função e papelFunção da administração distinta, que ajuda a estabelecer e manter linhas mútuas decomunicação, entendimento, aceitação e cooperação entre a organização e os seus públicos;envolve a gestão de problemas ou temas importantes; ajuda a administração a manter-seinformada sobre a opinião pública e pronta a responder perante ela; define e sublinha aresponsabilidade da administração em servir o interesse do público; ajuda a administração aficar a par da mudança e a usa-la, serve como um mecanismo de aviso prévio para anteciparmodas; usa a pesquisa e uma comunicação racional, sã e ética como ferramentas principais.Num gabinete de relações públicas não estamos só a integrar públicos, a iniciar e a mantar odiálogo, estampa também a criar dossiers temáticos, observatórios de temas relevantes para aactividade da organização.Podemos assumir que um gabinete de RP tem as seguintes funções:1. Pesquisa2. Planeamento3. Assessoria4. Execução5. Coordenação6. AvaliaçãoPapelOs relações públicas além de manter o público interno informado, estas preocupam-se emidentificar os vários grupos e garantir o entendimento entre eles e a administração.Outras funções referem-se a:Comunicar com os meios de comunicação socialRealizar pesquisa de Relações PúblicasDar apoio ao processo de decisão1.2. Conceito e objectivosRelações Públicas é o profissional que administra interações entre públicos diversos.Capacitado, então, para planejar, organizar, decidir, executar e controlar atividades queenvolvam diretamente o processo de comunicação (ex: a implantação de um sistemaeducacional e-learning, que exige um cuidado especial com linguagens e formas decomunicação para públicos diversos é uma ação que pode e deve ser gerenciada por umrelações-públicas).
    • 5Objetivos das Relações PúblicasConstruir, manter ou reformar a reputação positiva de uma instituição, seja ela umproduto, uma marca, uma empresa, uma entidade, uma organização civil ougovernamental, uma pessoa física;Pensar e gerenciar as relações da organização com todos os seus públicos e o impactona reputação;Gerenciar crises;Planejar e organizar eventos dentro do conceito Institucional e Organizacional visandoobjetivos estratégicos de relacionamento público;Promover pesquisas de opinião pública;Planejar e produzir publicações institucionais;Desenvolver atividades de relacionamento com a mídia (muito mais amplas que otermo popularmente conhecido – assessoria de imprensa);Identificar potenciais patrocinadores e fazer parcerias e convênios;Desenvolver atividades de relacionamento com a comunidade a partir de políticas deresponsabilidade social;Reconciliar o interesse público ou ajustar com este, dos aspectos de uma condutaindividual ou institucional que tem significado social.Desenvolver através da Comunicação o entendimento do Público Interno àsorientações diretivas conforme Planejamento Estratégico estabelecido em função deobjectivos organizacionais.Identificar e/ou construir canais e códigos de linguagens que possibilitem a aceitaçãodos públicos em função dos Objetivos Organizacionais de forma ética e democrática.Monitorar as variáveis de comportamento dos públicos de interesse da organização.1.3. A opinião pública da organização desportiva, programas, actividades e eventosOpinião PúblicaOpinião Pública é o reflexo do trabalho de Relações Públicas, quetem como objectivo estabelecer relações de confiança entre umaempresa e os seus públicos, baseados num conhecimento ecompreensão recíproca.o A opinião pública está relacionada a um facto social que pode ou não ter caracterpolítico;o É mais complexo do que a soma de opiniões individuais;o Sofre influência do sistema social do país, da comunidade e dos meios decomunicação;o Depende de uma elaboração de pensamentos, sendo algo dinâmico.
    • 6Opinião pública – SIC Noticias – Grande intervenção de um adepto do Benficahttp://www.youtube.com/watch?v=pjmYsdgGxUIhttp://www.tsf.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=1159242 – mourinhoacusa opinião pública de “prostituição intelectual”http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=394280
    • 71.4. Organização das relações públicas na organização desportivaAs relações públicas podem ser divididas em dois tipos:InternasFuncionam como elo de ligação entre a administração do clube e o pessoal, visando uma boacomunicação interna, criação de um bom ambiente de trabalho e bom relacionamento. Fazemparte destas relações: a Direção, atletas, sócios, pessoal e treinadores.ExternasVisam um bom entendimento entre o clube o seus públicos externos. São eles: órgãos estatais,Simpatizantes, patrocinadores, media, federações, outras instituições e a comunidade.1.5. Tipologia das ações de relações públicasAdministraçãoPromover ações para a valorização de uma empresa ou marcas. Criar canais de comunicaçãocom os funcionários e fornecedores, clientes, governo e comunidade.Atenção ao clienteAtender as solicitações e reclamações de consumidores, para melhorar a qualidade dosprodutos e serviços da empresa.Cerimonial e protocoloOrientar empresários, políticos e chefes de Estado sobre etiqueta e comportamento.Comunicação institucionalDivulgar os valores e as políticas da organização para funcionários, clientes, consumidores efornecedores.EventosOrganizar palestras, exposições, receções, coquetéis e outras solenidades de promoção daempresa.Pesquisa de opiniãoConectar dados sobre o público interno e externo da empresa para desenvolver planos decomunicação e de ação.Planeamento estratégicoTraçar a estratégia de relacionamento e de comunicação com a comunidade, a imprensa, osfornecedores, a concorrência e os consumidores.Projetos institucionaisAnalisar pedidos apresentados a empresas, de parceria em projetos sociais, culturais eeducacionais, coordenando sua adequação à filosofia e aos objetivos da instituição.Relações governamentaisElaborar planeamento estratégico.
    • 8Relações Públicas DigitaisRelacionamento com os influenciadores de opinião nas médias sociais, promovendo o diálogocom os diferentes públicos da organização que têm presença ativa na web.2.As relações públicas e os diferentes grupos de interessados edestinatários2.1. Comerciais: clientes, fans, sócios, participantes, fornecedores, concorrentesClienteEntidade que adquire ou utiliza bens ou serviço.FansPessoas que admiram outras ou algo.
    • 9SócioDenominação que recebe cada uma das partes em um contrato de sociedade. Mediante essecontrato, cada um dos sócios se compromete a aportar um capital a uma sociedade,normalmente com uma finalidade empresarial.
    • 10FornecedoresFornecedor é aquele que fornece mercadorias ou serviços ao consumidor.-
    • 11ConcorrentesCandidato, indivíduo que, com outros, pleiteia o mesmo lugar, cargo, posto; competidor.
    • 122.2. Autoridades do governo: câmara municipal, o governo e seus departamentosresponsáveispelo desporto, entidades reguladoras, federações desportivasAnti-dopinghttp://sicnoticias.sapo.pt/desporto/2013/01/18/armstrong-confessa-grande-mentira-e-garante-que-vai-passar-resto-da-vida-a-tentar-reconquistar-confiancaNo Mundial de futebol, que surgiu outro caso de doping que abalou o desporto: DiegoArmando Maradona, então o incontestável "rei", acusou efedrina após um encontro com aNigéria (2-1).
    • 132.3. Entidades financeiras: investidores, banca, patrocinadoresInvestidores
    • 14Banca
    • 15Patrocinadores
    • 162.4. Órgãos de comunicação social: imprensa, rádios, internetImprensaDesignação coletiva dos veículos de comunicação que exercem o Jornalismo e outras funçõesde comunicação informativa — em contraste com a comunicação puramente propagandísticaou de entretenimento.Rádioshttp://www.tsf.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=3159049
    • 17Internet2.5. TrabalhadoresAqueles que diariamente procuram informações e transmitem nas para o público de formacorreta e fiável, sem ferir suscetibilidades2.6. Comunidade em geral e os diferentes gruposLocal onde os relações públicas ou colaboradores que disponibilizam informação aos adeptosou simpatizantes referente ao clube.http://www.zerozero.pt/http://www.realmadrid.com/cs/Satellite/es/Prehome_ES2.htm?
    • 183. A utilização dos atletas de renome e as figuras públicas como formade promoção da organizaçãodesportiva, programas, atividades eeventoshttp://desporto.sapo.pt/futebol/internacional/artigo/2013/02/22/liga_chinesa_quer_beckham_como_r.html
    • 19http://www.fundacaoluisfigo.pt/noticia.aspx?param=6xaQnimFh6ShIR4NKdOwDLXlTbEvr/5Ilqgjx3vXTzYab5LP+7PebnUIwHnaNLK0XNdm+NWJgQs=http://www.tenis-portugal.com/2013/03/esta-chegar-o-portugal-open.html
    • 204. Formas de comunicar com os órgãos de comunicação social4.1. Contacto e relacionamento com jornalistasDentro das relações públicas existe uma área de relações com a imprensa ou de assessoria deimprensa. Aqui, o propósito é transmitir aos jornalistas pressreleases e informação relevante. Ecomo é normal, por vezes formam-se laços entre RP’s e Jornalistas. Uns porque precisam denotícias, outros porque precisam de fazer chegar a informação dos seus clientes ao público.
    • 214.2. Conferência de imprensahttp://www.youtube.com/watch?v=6grItXRW2UM4.3. Comunicação escrita - normas de redacção e prazos de enviohttp://afporto.com/AFPORTO3.0/documentos_pdf/circulares_2012_2013/circular_n175_mapa_castigos_futebol_29_abril.pdfAs circulares servem para avisar ou informar determinadas situações que órgãos inferiores temque cumprir neste caso, a circular da associação do porto está a avisar o clube em questão queum jogador por ser expulso ira ter que cumprir castigo.
    • 224.4. Sessão de fotografiasVítor Baia e Ricardo PedrosaGrande figura do Futebol português assim como a nível mundial. Na sua altura considerado umdos melhores guardares do Mundo e para muitos o “melhor”.4.5. Entrevista na rádio e na televisãohttp://www.youtube.com/watch?v=qLWW-KAuTdI
    • 23http://www.dailymotion.com/video/xvgxd1_o-toque-de-mourinho-episodio-completo-tvi-2012_sport#.UYJYaaLvvToO Toque de Mourinho5. Formas de comunicar através da internet: sites, portais, blogues eredes sociaisSiteshttp://www.abola.pt/Inclui informação sobre futebol, modalidades e desporto automóvel.http://www.record.xl.pt/Muita informação sempre atualizada sobre todos os desportos, em especial o futebol.Acompanhe diariamente as notícias das equipas portuguesas e estrangeiras, competiçõesnacionais e internacionais.http://www.ojogo.pt/As notícias do dia do mundo do futebol e do desporto em geral.http://www.maisfutebol.iol.pt/index.htmlMaisfutebol.iol.pt é um jornal online: Liga directo, jogos de Benfica, FC Porto e Sporting,notícias de Cristiano Ronaldo, José Mourinho e vídeos de futebol.
    • 24Portaishttp://www.atletas.net/Inclui notícias, competições, dicas para treino, informações sobre saúde, história do atletismoe muito mais.http://www.equisport.pt/pt/Toda a informação relacionada com hipismo, raças de cavalos, concursos, maneio e gestãoequina. Inclui notícias nacionais e internacionais de equitação e eventos.http://www.portalneve.com/O portal português para todos os amantes dos desportos de Inverno. Uma fonte deinformação para esquiadores e snowboarders nacionais, com informação sobre estâncias,equipamentos, condições da neve, notícias, calendário de eventos e conselhos práticos.http://www.zerozero.pt/Toda a informação sobre as principais ligas europeias, competições internacionais de clubes eseleções, bem como acesso a resultados de torneios e ligas…Blogueshttp://www.mundopt.com/dir/blogs-e-fotoblogs/blogs-sobre-desporto-futebol/http://omeublog.grupolusofona.pt/actividadesaventura/http://www.mundopt.com/dir/desporto/Redes sociaisHttps://facebook.com/O Facebook é uma aplicação social que liga pessoas a amigos e a outros com quem trabalham,estudam ou vivem.Https://twitter.comRede social e servidor para microblogging, que permite aos usuários enviar e receberatualizações pessoais de outros contatosHttp://myspace.com/MySpace é um serviço de rede social que utiliza a Internet para comunicação online através deuma rede interativa de fotos, blogs e perfis de usuário.
    • 256. Artigos de opinião dos agentes desportivos da organizaçãodesportiva nos órgãos de comunicaçãosocial e na plataforma internethttp://www.jn.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=2788214
    • 26http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/sport/desporto/figo-fica-no-inter-como-relacoes-publicas7. Etapas de um plano/programa de acções de relações públicasO plano de comunicação e relações públicas é um documento que estrutura os diversoselementos que compõem a definição da estratégia de comunicação da empresa. Visaestruturar os diversos elementos necessários para desenvolver uma estratégia de RelaçõesPúblicas eficaz, que responda aos objetivos pretendidos pela empresaO plano de comunicação deve resultar essencialmente de um processo de interação entre aempresa e a agência de comunicação.1. Caracterização do meio envolventea. Da empresab. Do mercadoc. Dos concorrentesd. Das condições micro e macroeconómicasUma vez que a empresa tenha decidido a maneira comoquer ser vista em público deve analisara sua situação atual e verificar oquanto está realmente a altura do objetivo pretendido.
    • 272. Analise das experiencias anterioresMesmo que uma empresa nunca tivesse realizado nenhum trabalho relações públicas (RP), asmesmas acontecem naturalmente desde que a empresa exista.Cabe ao profissional de RP conhecer a empresa, familiarizar-se com a sua maneira de ser, comos seus problemas, com os seus êxitos e com as suas dificuldades.Para o RP conhecer tudo aquilo que foi referido em cima deve iniciar deste modo:a. Inicia-se com uma análise de todas as publicações da empresa ao longo dosdois últimosanos.b. De seguida, uma análise atenta das últimas campanhas publicitárias deRelações Públicas e marketingdirect.c. Dar uma vista de olhos pelo arquivo de reclamações, pelas cartas, sugestões.d. Umasondagem de opinião junto do público-alvo (caso a empresa possuirmeios para tal)e. Análise dos meios materiais, humanos eorganizacionaisPor exemplo: que meios foram utilizados, que públicos-alvo atingidos, qual a mensagem quese difundiu e com que impacto.Em suma, o que o profissional de Relações Públicas deverá fazer para familiarizar-se com aempresa é um verdadeiro balanço de alguns dos seus aspetos fundamentais:As atividades passadas da empresa, que, de alguma forma, estejam em relação com oobjetivo que o trabalho atual de RP procura alcançar.O ambiente humano da empresa, sob a mesma perspetiva desse objetivoque se queratingir.A imagem da empresa, não só junto aos seus públicos internos, comotambém peranteos seus públicos externos.A sua política expressa - ou implícita, quando aquela não existir - e a sua adequação àsatividades passadas e presentes da empresa.As intenções da Diretoria da empresa, no passado, e como foramcompreendidas pelosseus quadrosÉ nesta segunda fase de criação e planeamento que se irão escolher os alvos, definir amensagem, selecionar as técnicas e os meios de comunicação e estabelecer o timing dacampanha. Todas as componentes deverão, como é óbvio, encaixar num orçamentalpreviamente definido.3. Identificação dos objetivos de negócio e de comunicação
    • 28Antes de um gestor iniciar um planeamento de uma campanha deve pensar como é que aempresa quer ser vista perante público. A resposta a esta questão formará as directrizesdaestratégia de comunicação e que será fundamental para o seguimento da mesma.Nesta caso a campanha precisa de ter um objectivo bem definido. Este precisa de seralcançado por um trabalho de RP pois esse fator é o que mais pesa no sucesso do mesmo.Além disso se o objectivo for bem determinado pode ser perfeitamente alcançado, caso sejaum objetivo impreciso torna impossível o seualcançamento.
    • 29Um objetivo, para ter sucesso, dependerá de algumas condiçõespreliminares:Deve harmonizar-se rigorosamente com a política da empresaDeve ser o mais específico possívelDeve ter um limite no tempo, embora a própria natureza das RP nãose coadune com afixação de “prazos fatais”;Deve ser exequível;Deve ser compatível com as possibilidades económicas e sociaisda empresa´A especificidade de um objetivo contribui para a sua clareza e compreensão.Enquanto os objetivos múltiplos podem ser alcançados por umdeterminado trabalho de RP,todavia, terá de haver sempre um objetivodominante, enunciado com clareza e perfeitamentecapaz de ser compreendido por todos os públicos. Se o objetivo for excessivamentegeral, umadas primeiras dificuldades que surgem é aimpossibilidade da sua avaliação em termos deresultados concretos.Finalmente, o objetivo de RP deve ser proporcional aos recursos daempresa que o desejaatingir. Estes recursos tanto podem ser económicos, sociais ou socioeconómicos.4. Identificação, caracterização e classificação dos públicos-alvo-Identificação dos públicos-alvo de comunicação e relações públicas-Sua classificação (consoante a sua relevância para a empresa e consoante os objetivos atrásdefinidos);-Sua caracterização (no que diz respeito aos seus mecanismos de funcionamento, canais deinformação que utilizam e privilegiam, aos seus valores, objetivos, meios e decisores, ecaracterizá-los, ainda, quanto à sua posição relativa face à empresa).5. Definição dos eixos de comunicação e das principais mensagensAo nível do discurso, ou seja, da mensagem que a empresa pretende fazer passar, é necessárioque haja uma perfeita sintonia entre esta e a imagem final que se quer projectar. Haverá quetomar em atenção a técnica (ou técnicas) de comunicação que se irá escolher.6. Definição de ações a desenvolvera. Escolha dos instrumentos e meios de relações públicas a utilizar, tal como osseus suportes e características
    • 307. Calendarização e orçamentação das açõesNa sequência do planeamento de RP a estimativa do orçamento vem imediatamente após aseleção dos públicos e a escolha dos instrumentos. Essa estimativa, quando se considera aextraordinária multiplicidade de instrumentos de RP apresenta diversas questões, que oprofissional de RP precisa do resolver. Habitualmente, costumam ocorrer duas hipóteses:O trabalho de RP desenvolve-se dentro de um orçamento previamente determinado;O trabalho de RP no seu planeamento inclui a apresentação de uma estimativa decusto.Adotar uma ou outra hipótese depende dos fatores circunstanciais das empresas. Algumastrabalham dentro de orçamentos anuais de RP.Exemplo: Publicidade ComercialA primeira hipótese traz uma série de vantagens, das quais a primeira é a de saberantecipadamente com quanto pode contar para as suas atividades durante todo o espaço deum ano.De uma ou de outra forma, qualquer trabalho de RP depende das possibilidades financeiras daempresa, e será maior ou menor, em extensão e profundidade, na decorrência do volumedessas possibilidades.8. Ação, acompanhamento e adaptaçãoO profissional de RP tem de acompanhar a ação das RP e adaptá-las às circunstânciasemergentes. É claro que o grande elemento condicionante é sempre o público ao qual as RP sedestinam. As constantes variações na Opinião Pública, a extrema complexidade dos fatores deinfluência nas pressões exercidas sobre essa mesma Opinião Pública, tornam dura e exigenteessa tarefa de acompanhar e adaptar as RP.9. Avaliação dos resultadosA determinação do sucesso ou do fracasso de um trabalho de RP está na relação estreita edireta com a precisão com que os seus objetivos foram esclarecidos.Os resultados podem ser avaliados através de:InquéritosNúmero de menções que aparecem na ImprensaOs estudos de aproveitamento dos comunicados de imprensa distribuídosO número de participantes, no caso de um concurso, ou um acontecimento socialA correspondência recebida sobre determinada iniciativa