PROFESSOR: CARLOS COSTA CARDOSO     DISCIPLINA INFORMÁTICA
   Os computadores não são mágicos, mas    freqüentemente parecem realizar tarefas    difíceis de acreditar, substituindo...
   Impacto em Nossas Vidas:     Eleições,    pesquisas    e compras  pela     internet, serviços de banco, automação de ...
   Informática é a ciência que estuda os meios de    armazenamento, transmissão e processamento    das informações, tendo...
   Computador é o nome dado a um dispositivo    eletrônico que armazena, processa (processar =    calcular) e recupera in...
   Definições para computador:     O que computa; calculador, calculista.     Máquina destinada ao processamento de    ...
   Há mais de 5.000 anos (ÁBACO): O ábaco é um    antigo instrumento de cálculo, formado por uma    moldura com bastões o...
   1622: Desenvolvimento dos bastões de    Napier, um método criado para resolver    operações matemáticas simples, por J...
   1642: Desenvolvimento da Pascaline, por    Blaise Pascal, considerada a primeira    calculadora. Originalmente, Pascal...
   1670: Desenvolvimento da calculadora de    Leibnitz. Essa calculadora era capaz de    realizar as quatro operações e r...
   1ª GERAÇÃO: VÁLVULAS     O Mark I, parceria da IBM com a Marinha Norte-      Americana, era totalmente eletromecânico...
   2ª GERAÇÃO: TRANSISTOR     Em 1952, surgiu um novo componente com        inúmeras vantagens em relação às válvulas:  ...
   3ª GERAÇÃO: CIRCUITOS INTEGRADOS     Transistores, resistores, diodos e outros     componentes eletrônicos reunidos e...
   4ª GERAÇÃO: CIRCUITOS DE LARGA    ESCALA     Mais avançados que os CI, esses circuitos     possuíam até cem mil trans...
   5ª GERAÇÃO: ULTRA LARGE SCALE    INTEGRATION     São     os computadores modernos. Aumentaram      drasticamente     ...
   Dado: É um fato isolado que completa a informação.   Informação: Conjunto de dados com sentido    completo.   Proces...
   Toda informação inserida no computador    passa pelo Microprocessador e é jogada na    memória RAM para ser utilizada ...
   Na verdade, se pudéssemos entrar no    computador e ver seu funcionamento, não    haveria letras A, nem B, nem C, nem ...
Módulo I – introdução a informática parte I
Módulo I – introdução a informática parte I
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Módulo I – introdução a informática parte I

563 views
516 views

Published on

Aulas de Informática para alunos de ensino médio em laboratórios de informática

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
563
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Módulo I – introdução a informática parte I

  1. 1. PROFESSOR: CARLOS COSTA CARDOSO DISCIPLINA INFORMÁTICA
  2. 2.  Os computadores não são mágicos, mas freqüentemente parecem realizar tarefas difíceis de acreditar, substituindo dias de trabalho humano, por segundos de processamento. Esse moderno conjunto de ferramentas de trabalho, aumenta a produtividade, organiza operações, agiliza os serviços em geral, acelerando o processamento de informações para tomada de decisões.
  3. 3.  Impacto em Nossas Vidas:  Eleições, pesquisas e compras pela internet, serviços de banco, automação de indústrias, uso na educação; Mudanças Constantes Mercado de Trabalho e Motivação Informática na Educação Importância do Idioma
  4. 4.  Informática é a ciência que estuda os meios de armazenamento, transmissão e processamento das informações, tendo como seu maior propulsor e concretizador, um equipamento eletrônico chamado computador. A informática não se restringe apenas aos computadores, mas a toda atividade que acelere, facilite ou amplie a eficiência do trabalho.
  5. 5.  Computador é o nome dado a um dispositivo eletrônico que armazena, processa (processar = calcular) e recupera informações. Importância: A informática se manifesta no desenvolvimento de novas máquinas, novos métodos de trabalho, para construção de aplicações automáticas e para a melhoria dos métodos em aplicações existentes. Origem da Palavra: O termo foi criado na França, em 1962, por Dreyfys, e provém da contração das palavras INFORmação e AutoMÁTICA.
  6. 6.  Definições para computador:  O que computa; calculador, calculista.  Máquina destinada ao processamento de dados; dispositivo capaz de obedecer a instruções que visam produzir certas transformações nos dados, com o objetivo de alcançar um fim determinado.
  7. 7.  Há mais de 5.000 anos (ÁBACO): O ábaco é um antigo instrumento de cálculo, formado por uma moldura com bastões ou arames paralelos. Teve origem provavelmente na Mesopotâmia, há mais de 5.500 anos.
  8. 8.  1622: Desenvolvimento dos bastões de Napier, um método criado para resolver operações matemáticas simples, por John Napier.
  9. 9.  1642: Desenvolvimento da Pascaline, por Blaise Pascal, considerada a primeira calculadora. Originalmente, Pascal pretendia construir uma máquina que realizasse as quatro operações fundamentais, mas apenas conseguia fazer diretamente operações de adição e subtração.
  10. 10.  1670: Desenvolvimento da calculadora de Leibnitz. Essa calculadora era capaz de realizar as quatro operações e raiz quadrada. 1821: Criação do conceito da “Máquina Diferencial” por Charles Babbage.
  11. 11.  1ª GERAÇÃO: VÁLVULAS  O Mark I, parceria da IBM com a Marinha Norte- Americana, era totalmente eletromecânico, com cerca de 17 metros e pesando 5 toneladas, 750.000 peças e 80km de fios. Era totalmente automático e para fins bélicos.  O ENIAC, criado pelos EUA, era usado para decifrar códigos nazistas durante a 2ª Guerra. Era rápido para a época, mas era muito complicado para mudar as instruções contidas no computador, graças a ser programado por válvulas e utilizar o sistema decimal.
  12. 12.  2ª GERAÇÃO: TRANSISTOR  Em 1952, surgiu um novo componente com inúmeras vantagens em relação às válvulas:  Menor aquecimento;  Maior poder de cálculo;  Confiabilidade;  Menor consumo de energia;  Não precisava de tempo para aquecer.
  13. 13.  3ª GERAÇÃO: CIRCUITOS INTEGRADOS  Transistores, resistores, diodos e outros componentes eletrônicos reunidos em um chip formavam os circuitos integrados. Graças a eles, o custo de montagem de computadores foi caindo, até chegar ao ponto de empresas de Médio Porte e Centro de Pesquisa menores tivessem acesso a tecnologia.
  14. 14.  4ª GERAÇÃO: CIRCUITOS DE LARGA ESCALA  Mais avançados que os CI, esses circuitos possuíam até cem mil transistores nos seus circuitos.
  15. 15.  5ª GERAÇÃO: ULTRA LARGE SCALE INTEGRATION  São os computadores modernos. Aumentaram drasticamente a velocidade de processamento, iniciou-se o processo de miniaturização dos componentes e o conce ito de multitarefa (multijob).  O FUTURO: Segundo cientistas, os processadores de silício chegaram ao seu limite de processamento em cerca de 15 anos. Para isso, estão sendo pesquisados.
  16. 16.  Dado: É um fato isolado que completa a informação. Informação: Conjunto de dados com sentido completo. Processamento de Dados: É o trabalho realizado pelo computador a fim de obter um resultado prático. Sistemas Numéricos: É um conjunto de regras que nos permite escrever e ler qualquer número, utilizando para isto símbolos básicos, o sistema de numeração que utilizamos é o sistema decimal, assim denominado por ser composto de 10 elementos agrupados de 10 em 10 (ou base 10).
  17. 17.  Toda informação inserida no computador passa pelo Microprocessador e é jogada na memória RAM para ser utilizada enquanto seu micro trabalha. Essa informação é armazenada não em sua forma legível (por nós), mas é armazenada na forma de 0 (zero) e 1 (um). Essa linguagem é chamada linguagem binária ou digital.
  18. 18.  Na verdade, se pudéssemos entrar no computador e ver seu funcionamento, não haveria letras A, nem B, nem C, nem números, dentro do computador existe apenas ELETRICIDADE, e esta pode assumir apenas dois estados: LIGADO e DESLIGADO (convencionou-se que 0 representa desligado e 1 representa ligado).

×