• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
O rio Douro
 

O rio Douro

on

  • 4,560 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,560
Views on SlideShare
4,524
Embed Views
36

Actions

Likes
4
Downloads
0
Comments
0

4 Embeds 36

http://cantasul.blogspot.com 28
http://cantasul.blogspot.pt 4
http://www.cantasul.blogspot.com 3
http://www.cantasul.blogspot.pt 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    O rio Douro O rio Douro Presentation Transcript

    • Rio Douro
      Falar do Douro, não é apenas falar de um rio ou de uma região. É muito mais do que isso... é falar de toda a sua história e das suas gentes, que o tornam tão especial.
    • Origem do nome “Douro”
      Conhecer o Douro não é apenas visitar a região, é partir numa viagem à descoberta de um lugar único, com uma história, cultura e pessoas únicas.
      Existem várias explicações para a origem do nome «Douro». Uma lenda conta que era costume ver-se rolar umas pedritas pequenas e brilhantes, que se veio a descobrir serem de ouro. Há quem diga ainda que o nome se deve à cor barrenta das águas do rio, consequência das grandes quantidades de detritos que as enxurradas arrastavam encostas abaixo e que por serem de um amarelo vivo lhe davam uma cor de ouro.
      Há quem defenda que este nome deriva do latim «Durius», ou seja, «Duro», devido à dureza dos seus contornos tortuosos de escarpas altas e rochosas.
    • Onde nasce o Rio Douro?
      O rio Douro nasce na Serra de Urbión, no norte de Espanha, a cerca de 2080 metros de altitude. É o segundo maior rio de Portugal com um comprimento total de 927 km; em território português, este rio tem apenas 210 km de comprimento e é navegável ao longo de todo esse percurso, graças às cinco barragens que são, hoje em dia, também uma atracção devido ao seu desnível.
      Lagoa Negra na Serra de Urbión, Espanha
      Percurso do rio em território espanhol
    • O percurso do Rio Douro
      Nasce em Espanha na província de Sória, nos picos da Serra de Urbión, a 2.080 metros de altitude e atravessa o norte de Portugal. O seu curso tem o comprimento total de 850 km. Desenvolve-se ao longo de 112 km de fronteira portuguesa e espanhola e de seguida 213 km em território nacional. A sua altitude média é de 700 metros. No início do seu curso é um rio largo e pouco caudaloso. O forte declive do rio, as curvas apertadas, as rochas salientes, os caudais violentos, as múltiplas irregularidades, os rápidos e os inúmeros "saltos" ou "pontos" tornavam este rio indomável. A foz do Douro é junto às cidades do Porto e Vila Nova de Gaia. Este é o segundo rio mais extenso da Península Ibérica.
    • A Barragem do Carrapatelo
      A Barragem do Carrapatelo tem um desnível no nível da água de 35 metros, um dos maiores desníveis da Europa.
    • O Rio Douro e o Vinho do Porto
      Foi este rio, em tempos muito estreito e perigoso, que trouxe prosperidade à região, visto que era através dele que se fazia o transporte do precioso néctar, o Vinho do Porto.
      Em séculos passados este rio representava um desafio e um perigo para os que nele navegavam. Estava repleto de fortíssimas correntes e pedras meias submersas. Nessa altura apenas um pequeno barco de madeira – o Rabelo – conseguia navegar nestas águas e fazer o transporte do vinho desde o Vale do Douro até à foz, em cujas margens se situam as cidades do Porto e Vila Nova de Gaia.
    • A Região Vinhateira do Douro
      O final do Verão coincide com a época das vindimas, ritual que ano após ano enche o Douro de uma magia única. O Douro anima e povoa-se então de gentes, naturais e estrangeiros. No ar, o aroma da uva perfuma a paisagem que em tons ocres se veste; por todo o lado sente-se o fervilhar da actividade humana: é a altura de colher os suculentos e doces bagos que irão produzir um dos mais afamados vinhos do mundo: o Vinho do Porto.
    • O Clima no Douro
      A região do Douro tem um clima muito próprio, é uma região de temperaturas extremas. Se no Verão facilmente se atingem temperaturas acima dos 40º C nas zonas de vale, também no Inverno, nos locais mais montanhosos facilmente se registam temperaturas negativas. A melhor época do ano, para visitar o Douro, é sem dúvida na Primavera ou no final do Verão.
      É nos terraços do vale do Douro superior, em grandes e acentuados declives talhados no xisto, que se cultivam as vinhas de cujas uvas se fabricam os diversos e famosos vinhos do Porto.
    • Desporto no Douro
      No Douro, na zona da Barragem do Carrapatelo, a prática do Remo e da Canoagem tem muitos adeptos
    • O Douro e o Turismo
      No Douro fazem-se Cruzeiros de vários dias e passeios nas zonas
      ribeirinhas de Gaia e Porto
    • Vista nocturna
      da zona ribeirinha
      das cidades de Gaia e Porto
      • Trabalho realizado por:
      • Bernardo Mesquita
      • Diogo Silva
      • 4ºano, Sala 7