Your SlideShare is downloading. ×
Antenas1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Antenas1

3,561

Published on

sobre antenas

sobre antenas

Published in: Business, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,561
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
143
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. TIPOS DE ANTENAS Existem vários tipos de antenas que são utilizadas para várias finalidades, como receber e transmitir sinais de televisão ou enviar e receber dados de satélites criados para estudo do universo (como a antena helicoidal, utilizada pela NASA). Tendo em vista os inúmeros tipos de antenas e suas abrangências de finalidades, veremos então apenas algumas que são mais comuns. Por Teo Pires
  • 2. Antena vertical Também chamada antenas monopolo, são muito utilizadas desde a freqüência MF até as freqüências VHF. Existem vários tipos e formas de modelo deste tipo de antena, como a antena um quarto de onda. Este tipo de antena é muito utilizada atualmente, devido o padrão da radiação multidirecional no plano horizontal, isso significa, que ela não precisa ser reorientada para manter os sinais constantes, quando há uma mudança no seu posicionamento, como em walktalks, carros de polícia e etc. Outra característica dessas antenas, é que diferente dos sinais que são direcionados para cima em algumas antenas, ela não perde parte do sinal, pois o direciona horizontalmente, ou seja, ao direcionar o sinal para vertical, quando ele chega na ionosfera, dependendo da sua freqüência, ele não será refletido, ou seja será perdido pelo espaço.
  • 3. Antena dipolo É um tipo básico de antena dos mais importantes e utilizados. Ele consiste em dois condutores retilíneos alinhados, contendo em seu comprimento total o tamanho desejado da onda que se deseja captar (como o dipolo de meia onda, que contêm o mesmo tamanho da metade do comprimento da onda). Contém várias características semelhantes à antena monopolo (só que dobrando as grandezas, exceto o ganho), mas por ela ser polarizada horizontalmente, possui duas frentes de onda. Ela é muito utilizada em televisores. O tipo de antena dipolo de meia onda é capaz de se aproximar à antena isotrópica, ou seja, consegue transmitir e receber, praticamente, com a mesma potência em todas as direções.
  • 4. Antena direcional Existe uma grande variedade de modelos deste tipo de antena que podem ser aplicados de acordo com a necessidade. Mencionaremos apenas as mais utilizadas atualmente .
  • 5. Os elementos parasíticos re-emitem um sinal na fase pouco diferente da do dipolo. Assim, o sinal é reforçado em uma direção e cancelado em outra, melhorando-o. Isso resulta numa melhor relação frente-costa para a antena Yagi. O maior ganho da antena yagi está no plano da posição dos elementos, perpendicular ao dipolo, na direção do refletor ao diretor. Essa antena e muito popular na recepção de sinal da TV. Antena Yagi-Uda Antena yagi é uma antena que pertence ao tipo das antenas direcionais. Ela consiste de um dipolo e outros elementos chamados de parasíticos, dos quais temos o refletor, que é 5% maior de tamanho do que o dipolo, e o diretor, que é 5% menor que o dipolo (um ou mais) do outro lado. Esse arranjo dá direcionalidade para antena, da qual um dipolo comum carece.
  • 6. Antena Parabólica Uma antena parabólica é muito útil quanto à transmissão e a recepção é feita, por exemplo, com um satélite, pois ela tem um ganho muito alto e consegue trabalhar com freqüências altas (que podem chegar a 300 GHz), durante o procedimento de transmissão e de recepção, Além de poder captar sinais com baixa potência, ela contém uma abertura pequena, possibilitando um melhor direcionamento. Com o formato de uma parábola (uma curva matemática), ele direciona todos os raios recebidos paralelamente para um ponto chamado de foco da parábola, com isso ela consegue captar o sinal com uma significativa intensidade ao se colocar uma corneta neste ponto.
  • 7. Longwire Devido ao fato desta antena apresentar uma facilidade na sua construção e montagem, ela se tornou a antena mais popular utilizada na recepção de sinais. A sua desvantagem é que ela tem a capacidade de captar ruídos, o que termina reduzindo o seu desempenho. Ela tem esse nome, que pode ser traduzido como fio comprido, ou seja, ao contrário do que eu ocorre em antenas ideais, na qual o fio sai do receptor e é esticado até a outra ponta, nela o fio fica esticado entre dois pontos e vai até a entrada do receptor, formando um “L” invertido, que é uma característica da sua montagem.
  • 8. Antena wideband Este tipo de antena, ao contrário de outras que tem como característica ser capaz de trabalhar com uma largura de faixa estreita, ela consegue, através de técnicas na sua montagem, permitir um aumento considerável da largura de faixa. Existem várias antenas que contêm essa propriedade como a log-periódica. A log-periódica consegue trabalhar com faixas que vão do VHF até o UHF. A sua estrutura composta por um membro horizontal é formado por duas partes em paralelo e por dipolos conectados a cada parte formando pares intercalados. O ganho dela pode ser aumentado de acordo com a quantidade de elementos que ela contêm. Além disso, ela funciona de acordo com a orientação mecânica dada aos elementos que pode ser com a polarização linear horizontal ou vertical. O nome dela vem do fato de ser possível obter uma radiação que acontece de modo periódico, que ocorre em função do logaritmo da freqüência que está na faixa de funcionamento.

×