Chipmusic e liberdade criativa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Chipmusic e liberdade criativa

on

  • 216 views

 

Statistics

Views

Total Views
216
Views on SlideShare
216
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
5
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Chipmusic e liberdade criativa Chipmusic e liberdade criativa Presentation Transcript

  • Chipmusic e liberdade criativa:desafios e alternativas aosprodutores culturais independentesCamila Schäfer IV Encontro Nacional da Ulepicc-Brasil – Rio de Janeiro/RJ – 9 a 11/10/2012
  • Chipmusic• Música feita com videogames e computadores antigos• Limitações técnicas "forçam" a criatividade• Videogames como referência• 2008: surgimento do Coletivo Chippanze
  • Indústria Cultural• Cultura como mercadoria• Produção em série• Contentamento pelo reconhecimento: hits• Experimentação reduzida
  • Produtoras independentes vs. indústria fonográfica• Gravadoras pequenas se unem às grandes para melhorar a distribuição• Indústria fonográfica cria barreiras à entrada• Estado passa sua responsabilidade para o mercado• Falta de políticas culturais• Universo simbólico em torno dos artistas• Novas tecnologias auxiliam na produção e distribuição, mas ainda não é suficiente• Do it yourself = movimento anticonsumista
  • Produtoras independentes vs. indústria fonográfica• Baixo custo • Maior aporte financeiro• Dificuldades na distribuição • Distribuição nas mídias tradicionais• Agentes pouco • Grandes engolem as organizados pequenas• Liberdade para criar • Pressão do mercado• Ruídos e chiados • Padrão de qualidade• Apoio mal distribuído • Maior apoio do do Estado e do mercado mercado
  • “O grande trabalho é o de reconquistar a liberdade criadora ou a criação libertadora.Somente então a história vai realmente mudar” (DIAS, Marcia Tosta. Os donos da voz. p. 174). Obrigado!