Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Like this? Share it with your network

Share

Importancia da leitura

on

  • 31,906 views

Formação do dia 03 de junho de 2013, turma B - Araucária - PR.

Formação do dia 03 de junho de 2013, turma B - Araucária - PR.
http://despactando.blogspot.com.br/

Statistics

Views

Total Views
31,906
Views on SlideShare
5,185
Embed Views
26,721

Actions

Likes
16
Downloads
69
Comments
21

15 Embeds 26,721

http://despactando.blogspot.com.br 26587
http://despactando.blogspot.com 52
http://www.despactando.blogspot.com.br 42
http://www.blogger.com 11
http://despactando.blogspot.de 5
http://webcache.googleusercontent.com 5
http://despactando.blogspot.pt 4
http://www.google.com 4
http://despactando.blogspot.com.au 3
http://1.bp.blogspot.com 2
http://despactando.blogspot. 2
http://counter2.webcontadores.com 1
http://despactando.blogspot.com.tr 1
http://despactando.blogspot.com.ar 1
http://despactando.blogspot.co.uk 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

15 of 21 Post a comment

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Importancia da leitura Presentation Transcript

  • 1. Atividade de Casa:Planejar uma aula inspirada na experiênciarelatada na seção “Compartilhando”,utilizando o livro didático.APRESENTAÇÃO DE 3 ATIVIDADES
  • 2. UNIDADE 3 – PARTE 2AIMPORTÂNCIADA LEITURAORIENTADORA - CAMILA RIBEIRO
  • 3. A CASA SONOLENTA
  • 4. A CASA SONOLENTABARALHO NARRATIVO – ASPECTOS MORFOSSINTÁTICOSREGRAS DO JOGO:ORGANIZAR A SALA EM 4 GRUPOS. CADA GRUPO RECEBE UMCONJUNTO DE FICHAS. AS CRIANÇAS BARALHAM OSDIVERSOS GRUPOS E TENTAM FORMAR SEQUÊNCIAS,RELACIONANDO INICIALMENTE DOIS GRUPOS DE FICHAS EACRESCENTANDO AOS POUCOS, NOVOS GRUPOS ATÉALCANÇAR A SEQUÊNCIA COMPLETA.PERSONAGEM – AÇÃO – LOCAL – TEMPO - ESPAÇO
  • 5. A leitura deve fazer parte da rotina de sala, independentemente dasoutras atividades que acontecerem. É extremamente recomendávelcriar o hábito cotidiano do momento da leitura, para que as criançasouçam, conversem e recontem livremente as histórias. (Trilhas paraaprender a ler e escrever, 2012, p.10).•Ler por prazer.•Ler para aprender.A importância da leitura
  • 6. .Aprender com textos é muito diferente de aprender com palavrassoltas. Um texto caracteriza-se por um conjunto de palavras oufrases que tratam do mesmo assunto, portanto, pode-se dizerque ele possui coerência. Além disso, um texto apresentacontinuidade, organização e progressão nas informações quecontém. Em um texto, as expressões não são postas ali de formaaleatória, mas, pelo contrário, todos os elementos presentesestão a serviço da coesão. Ou seja, deve haver integração tantono conteúdo abordado quanto na forma como é escrito. (Trilhaspara aprender a ler e escrever, 2012, p.7).EFde9anos.pdfO texto como unidade deensino-aprendizagem
  • 7. Os textos estão nos livros, e estes funcionam como seu suporte. Aapresentação de obras impressas para as crianças ajuda queaprendam conceitos, tais como autor, ilustrador, capa e título, entreoutros. Trata-se dos chamados conceitos letrados, que sãoaprendidos em contato com o mundo da escrita. Para ajudar naintrodução a esse universo, é importante conversar, desvendar alógica dos livros, nomear seus elementos (capa, título, ilustração...),falar de estrutura de narrativa (personagem, ação, começo, final) ede atitudes comuns ao leitor habitual, mas ainda desconhecidaspelas crianças (onde olhar e como manusear os livros, por exemplo).(Trilhas para aprender a ler e escrever, 2012, p.13)Por que sistematizar comliteratura?
  • 8. • A familiaridade da criança com o texto que vai ler éfundamental para que possa interagir na leitura.Conhecer melhor o que vai ler favorece a autonomialeitora, a fluência, a compreensão, odesenvolvimento do vocabulário e o gosto poraprender.• Os livros de fácil memorização ajudam as crianças aentender como a escrita funciona, a aprender sobreestrutura de histórias e a reconhecer palavras, alémde representar uma fonte de prazer e informação.(Trilhas para abrir o apetite poético, 2012, p.16).
  • 9. .Livros de fácilmemorizaçãoTextosrítmicosTextos derepetiçãoTextoscompadrãobásico deoraçãoTextosde duaspartesJustaposiçãoAcumulaçãoSubtração
  • 10. .TextosrítmicosPermitem às crianças realizarantecipações de algumas das palavras.Por exemplo, os livros Não confunda (EvaFunari, Editora Moderna) e Duas dúziasde coisinhas à toa que deixam a gentefeliz (Otavio Roth, Editora Ática).
  • 11. .Textos derepetiçãoRepetição por justaposição: um ou mais personagensrealizam ações sucessivas e que se repetem. Por exemplo,Cabritos, Cabritões, (presente no acervo de livros);Repetição por acumulação: a cada parte da históriarepete-se continuamente o texto da página anterior,somando uma nova linha. Por exemplo, O granderabanete, A casa sonolenta e Uma girafa e tanto(também presentes no acervo);Repetição por subtração: vão-se eliminando personagensao longo da história. Por exemplo, Eram cinco (ErnstJandl, Editora Cosac Naify) e Dez sacizinhos (TatianaBelinky, Editora Paulinas).As partes do texto que se repetem facilitam amemorização da criança e favorecem uma leituraautônoma de partes da história.
  • 12. .Textos compadrãobásico deoraçãoCom textos com padrão básico de oração,que por sua estrutura dão um apoio ao leitor.Esse padrão básico poderia ser representado por“Esta é __________” que está repetido em todosos versos com variações na primeira parte daoração (a casa, a farinha, o gato etc.). A história Acasa que Pedro fez, presente no livro Históriasde contar (Editora Companhia das Letrinhas), éum exemplo desse tipo de história.
  • 13. .Textos deduaspartesCom textos de duas partes, como, porexemplo, Bruxa, Bruxa, venha à minhafesta. Esse tipo de texto promoveuma leitura próxima a uma conversação,na qual uma pergunta é feita em umapágina do livro e se determina a respostana página seguinte.
  • 14. .• Em grupos (4 grupos).• Contar a história do livro, de maneira criativa.
  • 15. .• VAMOS TOMAR UM CAFÉZINHO????15 MINUTOS
  • 16. .Conhecendo o livrovocetroca_EF.ppt
  • 17. .1. Conhecer o livro e brincarcom as ilustrações• Olhar atento sobre as ilustrações, explorandodetalhes, conversando sobre o que é possívelexistir ou não.• Questionar sobre personagens conhecidosque aparecem na história rimada, como oGato de Botas, a Chapeuzinho, o Lobo. Seráque são os mesmos das histórias clássicas?
  • 18. .• Brincar como em um jogo da memória,tentando encontrar os pares de figuras querimam.2. Fazer pares com asilustrações.
  • 19. .• VOCÊ TROCA?• Você troca um gato contente• Por um pato com dente?• Você troca um canguru de pijama• por um urubu na cama?• Você troca um coelho de chinelo• Por um joelho de cogumelo?• Você troca um leão sem dente• Por um dragão obediente?3. Observar e localizar palavrasque rimam (interna e externa).• Você troca um ratinho de camisola• Por um passarinho na gaiola?• Você troca uma taturana molhada• Por uma banana descascada?• Você troca um espião com preguiça• Por um ladrão de salsicha?• Você troca um tutu de feijão• Por um tatu de calção?
  • 20. .• Você troca um rato assustado• Por um gato amarrado?• Você troca um lobinho delicado• Por um Chapeuzinho malvado?• Você troca um pinguim fantasiado• Por um patim alucinado?• Você troca um mamão bichado• Por um bichão mimado?3. Observar e localizar palavrasque rimam (interna e externa).• Você troca um gato de bota• Por um sapo boboca?• Você troca um varal de feiticeira• Por um final de brincadeira?
  • 21. 4. Fazer uma lista de palavrasrimadas.• A partir:• de palavras do texto.• de nomes dos colegas.• de objetos da sala.• de palavras aleatórias com o objetivo deproduzir um novo livro.
  • 22. 5. Trocar as palavras que rimampor outras.“Você troca um bujão bem quentepor um peão com pente?”
  • 23. .6. Escrever novas palavras apartir de um mesmo morfema.• Bichado• Bichão• Bicho• Bichinho• Bicharada
  • 24. .O que mais podemos explorar apartir do texto deste livro?
  • 25. .• Nosso livro de hoje fala sobre “trocar”. O quecostumamos trocar?
  • 26. .• Também podemostrocar algo quenão precisamos ounão usamos mais.Você já trocoualguma coisa dessetipo com alguém?
  • 27. .Você sabia que existem pessoas quefazem anúncios de trocas?
  • 28. .
  • 29. .
  • 30. .• Nascida em Roma, na Itália, em 15 denovembro de 1948, Eva Furnari vive noBrasil desde os três anos de idade. Éescritora e ilustradora de livros infantis,já tendo publicado mais de 30 livros.Durante sete anos publicou pequenashistórias semanais no suplementoinfantil do jornal Folha de S.Paulo. Apartir de 1980, começou a escreverseus livros. Ao longo de sua carreira,Eva Furnari recebeu diversos prêmios,como ilustradora e escritora.Você conhece a Eva Furnari?
  • 31. Algumas obras de Eva Furnari
  • 32. O gesto de responder o livro de EvaFurnari, mostra que Marcos França alémde alfabetizado é letrado.videosvocetroca.avi
  • 33. “[...] devemos estar atentos para o fato de que ter alcançadouma hipótese alfabética não é sinônimo de estar alfabetizado.Se já compreendeu como o SEA funciona, a criança tem agoraque dominar as convenções som-grafia de nossa língua. [...] Aconsolidação da alfabetização, direito de aprendizagem a serassegurado nos segundo e terceiro anos do primeiro ciclo, é oque vai permitir que nossas crianças leiam e produzam textos,com autonomia.”(Unidade 3, Livro Azul, p.16).reivencao_alfabetizacao_MS.pdfSER ALFABÉTICO X SER ALFABETIZADO
  • 34. 1. atividades que envolvem o domínio decorrespondências som-grafia;2. atividades que envolvem o reconhecimento e o uso dediferentes tipos de letra;3. atividades que envolvem a utilização do espaço embranco para separar as palavras do texto.É PRECISO DESENVOLVER ATIVIDADES(Unidade 2, Livro Laranja, p.21)
  • 35. .1. atividades que envolvem o domínio de correspondências som-grafia;(Idem, p.11).(Idem, p.11).-BINGO DOS SONS INICIAIS - CAÇA-RIMA- DADO-SONORO - TRINCA-MÁGICA*ampliados em sala de aula por meio de atividades complementaresde reprodução escrita das palavras contidas no jogo, gerando outrasreflexões sobre o registro gráfico.-BINGO DOS SONS INICIAIS - MAIS UM- TROCA LETRAS - PALAVRA DENTRO DE PALAVRAS* Contribuem de forma direta para o estabelecimento das relaçõesentre pauta sonora e registro gráfico.
  • 36. As coleções de livros didáticos de alfabetização, aprovadas nas últimasedições do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), emgeral, apresentam propostas interessantes para a inserção, de maneiragradativa, do reconhecimento e uso dos diferentes tipos de letra pelosalunos.(Idem, p.11).(Idem, p.11).2. atividades que envolvem o reconhecimento e o uso de diferentestipos de letra;Apresentação de textos em letra cursiva, como bilhetes, por exemplo, esolicita-se aos alunos identificar os locais em que a letra cursiva aparece.O mesmo pode ser feito com a imprensa maiúscula e minúscula.Apresentar textos curtos – parlendas, cantigas, trava-línguas oupoesias - em formato de letras diferentes. Nesse tipo de atividade, oscomandos podem levar os alunos a estabelecer comparações entre ostextos apresentados e, podem também, solicitar pesquisas com ostipos de letra em destaque na atividade.
  • 37. .(Idem, p.11).3. atividades que envolvem a utilização do espaço em branco paraseparar as palavras do texto.A identificação dos espaços em branco entre as palavras pode serrealizada quando na contagem dos espaços em branco e, porconseguinte, da quantidade de palavras de um enunciado, se solicitaraos alunos pintarem esses espaços e identificarem também letrasiniciais e finais de cada palavra.Pode-se sugerir que os alunos pintem cada palavra de uma cordiferente ou que delimitem com um traço o início e fim das palavras.Ainda pode ser solicitada a reescrita do texto com a inserção dosespaços em branco entre as palavras, apresentando-se seja emformato de texto corrido seja em caixas referentes à quantidade depalavras do texto para serem preenchidas.
  • 38. .(Idem, p.11).CANTINHO DA LEITURAÉ imprescindível que desde o início a criança se torneleitora, pois, a vida cotidiana está repleta deoportunidades e situações de leitura.Como o próprio nome já diz, o cantinho da leitura é umlugar reservado a leitura de contos, de gibis, de revistas,além de outros. O objetivo desse "cantinho" é produzir ohábito de leitura, a interação entre os alunos, oaprendizado coletivo, o respeito (silêncio quando ocolega estiver lendo ou contando a história)
  • 39. .(Idem, p.11).CANTINHO DA LEITURA - CAIXA
  • 40. .(Idem, p.11).CANTINHO DA LEITURA – DE PAREDE
  • 41. .(Idem, p.11).CANTINHO DA LEITURA – DE VARAL
  • 42. .(Idem, p.11).CANTINHO DA LEITURA
  • 43. ASSIM...• Domínio da escritaalfabética empalavras.1º ANO• Leitura e escrita depalavras, frases epequenos textos.2º ANO • Consolidação doprocesso decompreensão do SEA• Autonomia na leiturae produção de textos.3º ANO
  • 44. Que outros recursos temos para auxiliarnosso aluno a avançar na compreensãodo SEA?acervoscomplementares_2013_site.pdfacervos_obras_complementares1.pdf
  • 45. LIVROS DIDÁTICOS DE ALFABETIZAÇÃOOs efeitos positivos do livro didático nas escolas não dependemapenas de uma boa escolha do livro, mas também de um usoadequado desse instrumento em sala de aula.1970 1980 1990 2004PNLDPRÁTICAS DELETRAMENTO
  • 46. • Animação:http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/diretor/historia-livro-didatico-mec-pnld-532344.shtmlLIVROS DIDÁTICOS
  • 47. Auxilia noplanejamento e nagestão das aulas.Favorece a aquisição deconhecimentos,assumindo o papel detexto de referência.Equilibra as atividadesque favorecem oletramento com aquelasque possibilitam aapropriação SEA.Contribui naformação didático-pedagógica.LIVRODIDÁTICO
  • 48. TAREFAS DE CASAEscolher uma das obras complementares e planejaruma sequência didática; desenvolver a sequência a fimde discutir no próximo encontro.(lista disponível no Blog -Livros)
  • 49. FERREIRO, E. Reflexões sobre alfabetização. São Paulo: Cortez, 1985.MACEDO, L.; PETTY, A. L. S.; PASSOS, N. C. Aprender com jogos e situações problema. Porto Alegre: Artmed, 2000.MAREC-BRETON, N.; GOMBERT, J. E. A dimensão morfológica nos principais modelos de aprendizagem daleitura. In: MALUF, M. R. (org). Psicologia educacional – questões contemporâneas. São Paulo: Casa do psicólogo,2004.MORAIS, A. G. Sistema de Escrita Alfabética. São Paulo: Melhoramentos, 2012.PRO-LETRAMENTO. Fascículo 06. Brasília: MEC, 2012.TRILHAS PARA APRENDER A LER E ESCREVER TEXTOS. Caderno 3. Brasília: MEC, 2012.VAL, M. da G. C. (Org.) Alfabetização e Língua Portuguesa: Livros Didáticos e Práticas Pedagógicas. Belo Horizonte:Autêntica Ceale/Fae/UFMG, 2009.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS