• Save
O mundo rural em portugal
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

O mundo rural em portugal

on

  • 4,179 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,179
Views on SlideShare
3,821
Embed Views
358

Actions

Likes
5
Downloads
1
Comments
0

5 Embeds 358

http://aerfreitas.pt 289
http://www.blogger.com 41
http://geobookaulas.blogspot.pt 19
http://didaticadastic.blogspot.pt 8
http://geobookaulas.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

O mundo rural em portugal Presentation Transcript

  • 1. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL Docente: Cacilda Basto
  • 2. O MUNDO RURAL EM PORTUGALEspaço rural Espaço Agrário
  • 3. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL2 conceitos fundamentaisEspaço Rural Abrange todo o espaço ocupado pela atividade agrícola bem como todas as estruturas de apoio – habitação, indústria, comércio, áreas florestais, unidades de pecuária…Espaço Agrário Corresponde ao espaço ocupado pelas parcelas agrícolas, os incultos e infraestruturas como estufas, silos de cereais, caminhos…
  • 4. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL Do Espaço Agrário ou da Superfície Total de Explorações Agrícolas destacam-se vários tipos de utilizações: Superfície agrícola culturas temporárias, vinha, utilizada árvores de fruto, horta familiar e pastagens permanentes. Superfície agrícola superfície que foi utilizada para não utilizada fins agrícolas mas agora não o é. Superfície florestal montado (mata rala de sobreiros e azinheiras), o pinhal, o eucaliptal, souto e outros Incultos matos, matagais e charnecas. São geralmente formações espontâneas, degradadas pela acção do Homem. Outras superfícies Caminhos, barragens, jardins.
  • 5. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL Evolução da Superfície Total de Exploração Agrícola em Portugal hectaresA superfície utilizada para fins agrícolas até aos anos 60 foi aumentandoem consequência do arroteamento de terras e do aproveitamento decertas regiões menos aptas para agricultura.Após finais da década de 60, há uma redução acentuada devido a:- emigração e o despovoamento do interior.- guerra colonial.- desenvolvimento económico do país (indústria e turismo).Após a adesão de Portugal à União Europeia (1986) a redução deve-seaos incentivos económicos para outros usos económicos e ao processo deemparcelamento.
  • 6. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL Como se encontra ocupada?Ligeiro aumento da SAU eoutras superfíciesDiminuição da superfíciede matas e florestas e daSANU Fonte: INE, Recenseamento agrícola - análise dos principais resultados : 2009. Edição 2011
  • 7. O MUNDO RURAL EM PORTUGALCaracterísticas da Gestão e Utilização da SAUem Portugal Fonte: INE, Recenseamento agrícola - análise dos principais resultados : 2009. Edição 2011
  • 8. O MUNDO RURAL EM PORTUGALCaracterísticas da Gestão e Utilização da SAUem Portugal1º Pastagens2º CulturasTemporárias3º CulturasPermanentes Fonte: INE, Recenseamento agrícola - análise dos principais resultados : 2009. Edição 2011
  • 9. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 10. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 11. O MUNDO RURAL EM PORTUGALCaracterísticas da Estrutura Agrária dasRegiões Agrárias PortuguesasA estrutura agrária traduzinter-relação Homem e osolo.A sua análise compreende trêsaspectos fundamentais:  A morfologia agrária  O tipo de povoamento  Os sistemas de cultura
  • 12. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL EntreDouro e Minho
  • 13. Viana do CasteloPonte de Lima Paredes de Coura
  • 14. O MUNDO RURAL EM PORTUGALEntre Douro e Minho  Dominam minifúndios (pouco mais de 3hectares);  Campos fechados de forma irregular, vedados com vegetação ou muros de pedras sobrepostas;  O tipo de povoamento é disperso, ou disperso ordenado ao longo das via rodoviárias;  A forma de exploração da terra é por conta própria;  O agricultor preocupa-se em preservar o solo, aproveitando-o o melhor possível e de modo intensivo; Rede de caminhos deficitária ou inexistente. Dominam as culturas temporárias: cereais – milho - e o prados para a criação de gado bovino. Nas culturas permanentes sobressaem a vinha.
  • 15. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL Trás os Montes
  • 16. O MUNDO RURAL EM PORTUGALTrás os Montes  Dominam explorações de média dimensão (6,6 hectares);  Campos abertos, por vezes de forma irregular;  Sistema extensivo com pratica do Pousio afolhamento bienal (rotação de culturas); Ocupado  A forma de exploração da terra é por conta própria embora em mesmo número exista a exploração por arrendamento;  O tipo de povoamento é disperso, ou disperso ordenado ao longo das via rodoviárias; Rede de caminhos deficitária ou inexistente. Das culturas temporárias: cereais – centeio -, batata e o prados para a criação de gado bovino. Nas culturas permanentes sobressaem a vinha, o olival e os soutos (castanheiros).
  • 17. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL Região Demarcada do Douro
  • 18. O MUNDO RURAL EM PORTUGALRegião Demarcada doDouro  Pequena dimensão: 0,6 a 1,1hectares;  Socalcos;  Sistema intensivo;  A forma de exploração da terra é por conta própria e cooperativa;  O tipo de povoamento é disperso, ou disperso ordenado ao longo das via rodoviárias;  Rede de caminhos deficitária.
  • 19. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL BeiraLitoral
  • 20. O MUNDO RURAL EM PORTUGALCoimbra
  • 21. O MUNDO RURAL EM PORTUGALBeira Litoral  Dominam explorações de pequena dimensão (pouco mais de 2 hectares);  Campos fechados por sebes ou pequenos muros, com forma irregular;  Sistema intensivo;  A forma de exploração da terra é por conta própria;  O tipo de povoamento é disperso, ou disperso ordenado ao longo das via rodoviárias;  Das culturas temporárias: cereais – milho, arroz - e o prados e forragens para a criação de gado bovino, ovino e suíno;  Nas culturas permanentes sobressaem a vinha e o olival.
  • 22. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL BeiraInterior
  • 23. O MUNDO RURAL EM PORTUGALFundão
  • 24. O MUNDO RURAL EM PORTUGALBeira Interior  Dominam explorações de média dimensão (pouco mais de 8 hectares);  Campos fechados por sebes ou pequenos muros, com forma irregular;  Sistema extensivo;  A forma de exploração da terra é por conta própria;  O tipo de povoamento é disperso, ou disperso ordenado ao longo das via rodoviárias;  Das culturas temporárias: cereais – milho e centeio - e culturas industriais – girassol e tabaco;  Domina a criação de gado ovino, caprino e suíno.
  • 25. O MUNDO RURAL EM PORTUGALRibatejoe Oeste
  • 26. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 27. O MUNDO RURAL EM PORTUGALRibatejo e Oeste  Dominam explorações de média dimensão (até 10hectares);  Campos abertos, com forma regular;  Sistema intensivo;  A forma de exploração da terra é por conta própria e ou cooperativa;  O tipo de povoamento concentrado;  Das culturas temporárias: cereais – milho e arroz -, a batata e as culturas hortícolas e culturas industriais – colza;  Domina a criação de gado suíno.
  • 28. O MUNDO RURAL EM PORTUGALAlentejo
  • 29. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 30. O MUNDO RURAL EM PORTUGALAlentejo  Dominam explorações de grandes dimensões, os latifúndios (> 50hectares);  Campos abertos, com forma regular;  Montados – campos com culturas e árvores (sobreiro, oliveira e azinheira);  Sistema extensivo e monocultural;  Rotação de culturas com afolhamento trienal ou bienal e pousio;  A forma de exploração da terra é por conta própria e arrendamento;  O tipo de povoamento concentrado;  Das culturas temporárias: cereais – trigo - e culturas industriais – girassol e o tomate;  Nas áreas de regadio domina a vinha, o melão e os citrinos;  Domina a criação de gado ovino, suíno e bovino;  Grau de mecanização elevado.
  • 31. O MUNDO RURAL EM PORTUGALAlgarve
  • 32. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 33. O MUNDO RURAL EM PORTUGALAlgarve  Dominam explorações de média dimensão (5 a 10hectares);  Campos fechados por pequenos muros, com forma irregular;  Sistema extensivo no interior e intensivo na restante área;  Das culturas temporárias: culturas hortícolas;  Das culturas permanentes: frutos secos (amêndoa, alfarroba, figo) e citrinos;  O tipo de povoamento concentrado;  A forma de exploração da terra é por conta própria;  Domina a criação de gado ovino e suíno.
  • 34. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 35. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 36. O MUNDO RURAL EM PORTUGALAçores  Dominam explorações de média dimensão (pouco mais de 6 hectares);  Campos fechados por pequenos muros ou hortências;  Sistema intensivo;  Estratificação altimétrica das culturas – até 150m policultura; 150-400m milho; 400- 800m pastagens; acima de 800m incultos;  Das culturas temporárias: trigo e milho;  Dominam as pastagens para o gado bovino;  Culturas industriais: o chá e o tabaco;  O tipo de povoamento concentrado;  A forma de exploração da terra é arrendamento mas também existe por conta própria.
  • 37. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 38. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 39. O MUNDO RURAL EM PORTUGALMadeira  Dominam explorações de pequena dimensão, os microfúndio (0,4 hectares);  Sistema intensivo e de irrigação;  Das culturas temporárias: horticultura e floricultura;  Das culturas permanentes: vinha e frutas subtropicais;  O tipo de povoamento concentrado;  A forma de exploração da terra é por conta própria.
  • 40. O MUNDO RURAL EM PORTUGALA repartição da superfície total das exploraçõesagrícolas traduz assimetrias regionais,localizando-se no Alentejo mais de ¾ destasuperfície. 1. Concorda com a afirmação? 2. Justifique com os dados da tabela.
  • 41. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL
  • 42. O MUNDO RURAL EM PORTUGAL A saber Distinguir os diferentes conceitos:Espaço rural, espaço agrário, estrutura fundiária, microfúndio, minifúndio, latifúndio, SAU, SANU, pousio, horta familiar, policultura, monocultura, cultura permanente, cultura temporária, região agrária, morfologia agrária, sistema de culturas, regime intensivo, regime extensivo, “bocage”, culturas de sequeiro, culturas de irrigação; Caraterizar a ocupação da SAU; Caraterizar o espaço agrário das diferentes regiões agrárias.
  • 43. Fonte:INE (2011). Recenseamento agrícola - análise dosprincipais resultados : 2009.GABRIEL, Palmira; FALCÃO, Teresa (2004). Geografia.Porto Editora.LOBATO, Cláudia (2008). Geografia 11. Parte 1., ArealEditores.MATOS, Fernanda; MAYA, Maria J.; VILHENA, Maria J.;Sitografiawww.pordata.pthttps://maps.google.pt/