• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Litosfera terrestre
 

Litosfera terrestre

on

  • 3,692 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,692
Views on SlideShare
3,668
Embed Views
24

Actions

Likes
0
Downloads
30
Comments
0

4 Embeds 24

http://ecocelulas.blogspot.com.br 15
http://www.ecocelulas.blogspot.com.br 6
http://www.ecocelulas.blogspot.com 2
http://ecocelulas.blogspot.pt 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Litosfera terrestre Litosfera terrestre Presentation Transcript

    • Litosfera Terrestre
    • PANGEIA
      • Teoria da Deriva Continental
      • Ocorreu a 200 milhões de anos
      • Era Mesozóica
      • Todos os continentes formavam um único bloco
    •  
    • TECTÔNICA DE PLACAS
      • Descreve os movimentos de grande escala do litosfera
      • Surgiu a partir de dois fenômenos geológicos:
      • Deriva Continental (séc. XX)
      • Expansão dos Fundos Oceânicos
    • Principio Chave
      • Baseia-se na divisão do interior da Terra em:
      • Litosfera: inclui a crosta e zona solidificada na parte mais externa do manto (mais fria e rígida);
      • Astenosfera: parte mais interior e viscosa (mais quente e mecanicamente mais fraca).
    •  
    • Placas Tectônicas
      • Litosfera possui placas tectônicas separadas e distintas que flutuam sobre a atenosfera, que permite movimento em diferentes direções.
      • Placas tectônicas são os enormes blocos rochosos que compõem a superfície terrestre;
      • Elas são movidas por correntes de convecção.
      • O calor aquece o material do manto, que dilata, torna-se mais leve e sobe. No topo, quando esfria, torna-se mais denso e tende a descer.
    • Placas Tectônicas
      • As placas contactam umas com as outras ao longo dos limites de placa ,
      • Estes contatos estão associados a eventos geológicos como terremotos e a criação de elementos topográficos como cadeias montanhosas, vulcões e fossas oceânicas.
    •  
    • Tipos de limites de placas
      • Limites transformantes ou conservativos
      • movimento lateral esquerdo ou direito entre duas placas;
      • as placas ao deslizarem uma pela outra, provocam uma tensão, acumula-se em ambas placas
      • quando atinge determinado um nível, em qualquer um dos lados da falha, a energia potencial acumulada é libertada sob a forma de movimento;
      • As quantidades maciças de energia libertadas neste processo são causa de terremotos.
      • Limites divergentes ou construtivos
      • Nos limites divergentes, duas placas afastam-se uma da outra
      • o espaço produzido por este afastamento é preenchido com novo material, de origem magmática, os chamados pontos quentes.
      • Nestes locais, células de convecção de grandes dimensões transportam grandes quantidades de material astenosférico quente até próximo da superfície e pensa-se que a sua energia cinética poderá ser suficiente para produzir a fracturação da litosfera.
      • Estas zonas de fractura, são uma das principais origens dos terremotos submarinos
    •  
      • Limites convergentes ou destrutivos – ( margens activas ), duas placas se movem uma em direção à outra, formando uma zona de subducção (se uma das placas mergulha sob a outra) ou uma cadeia montanhosa (se as placas simplesmente colidem e se comprimem uma contra a outra).
      • Quando a colisão ocorre entre uma densa placa oceânica e uma placa continental de menor densidade, geralmente a placa oceânica mergulha sob a placa continental, formando uma zona de subducção .
      • Se uma placa contém um continente, a crosta continental mais leve sempre resiste a subducção, forçando assim a placa oceânica a subduzir. A compressão pode deformar a margem continental e um cinturão de montanhas sobre a margem da placa continental é formado. As raízes profundas destas montanhas sofrem intenso metamorfismo e magmatismo. Os Andes sul-americano são um belíssimo exemplo deste tipo de colisão.
    •  
    • Convergência duas placas oceânicas
      • Se ambas as placas contém crosta oceânica, uma é empurrada abaixo da margem da outra, formando um cinturão magmático marcado por uma cadeia de ilhas conhecido como arco de ilhas. Como exemplo deste tipo de limites de placas pode ser citado o arco de ilhas que formam as Filipinas e a Indonésia
    •  
      • À medida que a placa subductada mergulha no manto, a sua temperatura aumenta provocando a libertação dos compostos voláteis presentes (sobretudo vapor de água).
      • À medida que esta água atravessa o manto da placa sobrejacente, a temperatura de fusão desta baixa, resultando na formação de magma com grande quantidade de gases dissolvidos.
      • Este magma pode chegar à superfície na forma de erupções vulcânicas, formando longas cadeias de vulcões para lá da plataforma continental e paralelamente a ela.
      • A cadeia montanhosa dos Andes apresenta vulcões deste tipo em grande número
    •